Busca avançada

Instabilidades cinéticas na interface eletrodo/solução: medida e variação da temperatura superficial

Processo: 13/06205-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2013
Vigência (Término): 30 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Hamilton Brandão Varela de Albuquerque
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/07629-6 - Eletrocatálise IV: aspectos fundamentais e aplicados dos processos eletrocatalíticos, bio-eletrocatálise e instabilidades cinéticas, AP.BIOEN.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):14/07429-5 - Instabilidades cinéticas na interface sólido/líquido eletrificada: medida e variação da temperatura superficial, BE.EP.DR
Assunto(s):Eletroquímica   Eletrocatálise   Calorimetria

Resumo

O estudo do efeito da temperatura nos processos eletródicos fornece informações únicas a respeito da interface. Podem ser avaliados desde efeitos nas velocidades de reações, capacitância da dupla camada, a valores de energia de ativação de adsorção/dessorção e processos de transferência de carga. Particularmente útil é o estudo da interface platina|solução, levando em conta a notável reatividade deste metal e sua importância como o melhor metal conhecido para uso em catalisadores de reações usadas nas células a combustível direto. Embora estudos fundamentais de calorimetria estejam disponíveis na literatura, a influência da temperatura local em tais processos não é usualmente explorada. Espera-se que com a recente viabilidade técnica de métodos térmicos ultrassensíveis, possamos hoje não só mapear os transientes térmicos durante reações eletroquímicas, como controlar tal variável, de forma independente, podendo assim melhor elucidar uma série de fenômenos interfaciais. Além disso, o projeto se propõe a acoplar métodos eletroquímicos convencionais à investigação do aparecimento de comportamento complexo em reações de importância prática usando a calorimetria in situ. Devido à grande atenção dada à emergência de instabilidades cinéticas em sistemas eletroquímicos, e os grandes resultados já obtidos nessa direção pelo Grupo de Eletroquímica IQSC/USP, parece bastante animador avançar os estudos sob essa perspectiva, buscando o aprofundamento do conhecimento gerado até o momento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Pesquisadores observam efeito da temperatura em processos evolutivos oscilatórios