Busca avançada


Um estudo sobre alterações ambientais independentes da resposta, comportamento supersticioso e desamparo aprendido

Autor(es):
Di Rienzo, Vanessa Diana
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo. [2002]. 103 f., ilustrações.
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
Data de defesa:
Orientador: Micheletto, Nilza
Área do conhecimento: Ciências Humanas - Psicologia
Indexada em: Lumen - Sistema de Bibliotecas PUC-SP
Localização: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Biblioteca Nadir Gouvea Kfouri; DM 152; D598e
Assunto(s):

Etologia humana

Comportamento e mecanismos comportamentais

Superstição

Desamparo aprendido

Resumo

Existem situações nas quais respostas não produzem alterações ambientais; estas ocorrem independentemente da emissão de respostas, sendo que a probabilidade da alteração ambiental ocorrer é igual na presença ou na ausência da resposta. Duas linhas de pesquisa têm investigado a relação de independência entre emissão de respostas e alterações ambientais, obtendo diferentes hipóteses explicativas. A primeira, proposta por Skinner (1948; 1953/1965), estabelece que em situações de alterações ambientais independentes da resposta ocorre uma conexão acidental entre a resposta e a alteração ambiental e a contigüidade entre estes termos é suficiente para a manutenção do padrão operante. A segunda, proposta por Overmier e Seligman (1967), estabelece que os organismos submetidos a tais situações aprendam que o seu responder não é efetivo no ambiente e esta aprendizagem interfere na aquisição futura de uma nova resposta instrumental. A proposta deste estudo é realizar uma nova reaplicação do estudo de Matute (1995). (AU)

Processo FAPESP: 00/02314-2 - Um estudo sobre alterações ambientais independentes da resposta, comportamento supersticioso e desamparo aprendido
Beneficiário:Vanessa Diana di Rienzo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado