site da FAPESP
URL curto
Foto do(a) Luisa Lina Villa
Fonte: Currículo Lattes
Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) (Instituição sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Itália
*Quantidades atualizadas em 25/10/2014
possui graduação em Ciencias Biológicas pela Universidade de São Paulo (1972) e doutorado em Ciências (Bioquímica) pela Universidade de São Paulo (1978). Pesquisadora da filial de São Paulo do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer desde 1983, tendo sido sua diretora no período de 2007 a 2009. Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Virologia, atuando principalmente nos seguintes temas: papilomavírus humano (HPV), câncer de colo do útero, câncer anogenital, estudos epidemiológicos de HPV em mulheres e homens, imunologia das infecções por HPV. É professora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, de onde coordena o INCT-HPV (Instituto do HPV), programa conduzido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia em parceria com a FAPESP, com a missão de contribuir para o conhecimento das infecções e doenças causadas pelo HPV em diferentes níveis. Também é docente do Depto de Radiologia da Faculdade de Medicina da USP, sendo chefe do laboratório de Biologia Molecular do Centro de Investigação Translacional em Oncologia do ICESP. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências e Comendadora da Ordem Nacional do Mérito Científico. Em 2010, recebeu o prêmio SCOPUS Brasil, oferecido pela Elsevier pela sua contribuição científica. Em Agosto de 2013 obteve o título de Professor Livre Docente junto ao Departamento de Radiologia e Oncologia (área de Oncologia Básica) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo . (Fonte: Currículo Lattes)

Índices de citações (Fonte: Google Scholar)*

TodosDesde 2009
Citações1700310305
Índice h6248
Índice i10168142
200620072008200920102011201220132014
X
Lista de publicações
Fonte: Google Scholar
*Atualizado diariamente

Auxílios à pesquisa em andamento (mais recentes)

  • Instituto de Ciência e Tecnologia para o Estudo das Doenças Associadas ao Papilomavírus, AP.TEM

    Instituto de Ciência e Tecnologia para o Estud...

    O papilomavirus humano (HPV) é responsável pela doença sexualmente transmitida mais comum no mundo, infectando as mucosas anogenital e laringofaríngea e a pele causando lesões neoplásicas malignas e benignas. Calcula-se que pelo menos 50% das pessoas sexualmente ativas estão infetados com pelo menos um tipo de HPV. Os HPVs causam cerca de 250.000 mortes por ano de câncer cervical, mais...

  • HPV e microambiente tumoral, AP.TEM

    HPV e microambiente tumoral

    Os carcinomas são tumores malignos de estrutura complexa compostos por células malignas de origem epitelial. Além disso, outros tipos celulares que compõem o estroma tumoral, como fibroblastos, células endoteliais, pericitos, adipócitos e leucócitos podem ser identificados no tumor e ao redor do mesmo. Além disso, a matriz extracelular e a presença de diferentes fatores solúveis como c...

Auxílios à pesquisa concluídos (mais recentes)

Ver todos os Auxílios à pesquisa concluídos

Bolsas no país em andamento (mais recentes)

  • Estudo dos efeitos de E6 e E7 de HPV16 e HPV6 nas vias de sinalização iniciadas por Toll Like Receptors (TLR), BP.DR

    Estudo dos efeitos de E6 e E7 de HPV16 e HPV6 ...

    A infecção por tipos específicos de HPV, conhecidos como de alto risco ou carcinogênicos, são responsáveis por levar ao desenvolvimento do câncer cervical. Em 2008, 529.800 mulheres desenvolveram câncer do colo de útero no mundo, sendo que 275.100 vieram a óbito devido a esse. No caso da progressão do câncer ocorre a integração do genoma viral ao da célula infectada o que freqüentement...

  • Vias de transdução de sinal e polimorfismos de TLR (Toll-Like Receptors) na carcinogênese por HPV, BP.DD

    Vias de transdução de sinal e polimorfismos de...

    O carcinoma do colo uterino é uma das principais causas de morte por câncer de mulheres de países em desenvolvimento. Entre as amostras deste tipo de carcinoma mais de 95% são positivas para Papilomavírus Humano (HPV), sendo que HPV16 é o tipo mais frequente, com aproximadamente 50% de prevalência. Os Receptores do tipo Toll (TLR) são componentes importantes da resposta imune inata, po...

Bolsas no país concluídas (mais recentes)

Ver todas as Bolsas no país concluídas
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: