Busca avançada
Ano de início
Entree

Monica Guimaraes Teixeira Do Amaral

CV Lattes


Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Educação (FE)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Profa Associada da Faculdade de Educação da USP e do Programa de Pós-Graduação em Educação, nas áreas de Psicanálise, Filosofia e Educação. Defendeu tese de Livre-Docência (FEUSP, 2010).Possui Graduação em Psicologia (PUC-SP, 1980), Mestrado em Psicologia Social (PUC-SP, 1988) e Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano (IPUSP, 1995), sob orientação da Profa. Iray Carone. Fez Doutorado Sandwiche na Université Denis Diderot (Paris VII), sob orientação de Jean Laplanche, onde obteve o diploma DEA de Psychanalyse (1993). Foi Visiting Scholar do Program in Critical Theory of the Division of Arts and Humanities of the College of Letters and Science at the University of Califórnia, Berkeley, em 2017, onde realizou pesquisa bibliográfica sobre a recepção das ideias do filósofo Axel Honneth e possíveis articulações entre a teoria crítica, os estudos culturais e a questão racial. Fez contatos com o Center for Latin American Studies and the Department of African American and African Diaspora Studies, onde pesquisou sobre a questão racial e a teoria crítica e cultural do negro. Fez estágio de pós-doutoramento no African American & African Studies Program, UC Davis,CA, em 2014 e no Centro HIP-HOP e Educação H2ED, New York University, em 2012. E anteriormente, em 2004, fez seu pós-doc junto ao Institut Mutualiste Montsouris, Serviço de Psiquiatria do Adolescente e do Jovem Adulto, dirigido por Philippe Jeammet. Atualmente é Membro Associado da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo e da International Psychoanalytical Association (IPA). Trabalhou na Fundação Carlos Chagas como pesquisadora e em orientação vocacional. Coordenou projetos de pesquisa pelo CNPq e de Melhoria do Ensino Público e de Políticas Públicas, com apoio da FAPESP. Tem experiência de pesquisa nas áreas de Psicologia Social, Psicanálise, Teoria Crítica e Educação, dedicando-se ao estudo dos seguintes temas: estética urbana juvenil; psicanálise e arte; narcisismo e cultura; escola pública, cultura contemporânea e adolescência; funcionamento-limite, adolescência e contemporaneidade; culturas juvenis e cultura escolar. Tem se dedicado à articulação entre a Teoria Crítica, Estudos Culturais e a questão racial na escola. Publicou o livro:O espectro de Narciso na modernidade: de Freud a Adorno (Ed. Estação Liberdade/FAPESP, 1997) e mais recentemente, o livro: O que o rap diz e a escola contradiz: um estudo sobre a arte de rua e a formação da juventude na periferia de São Paulo (Alameda Ed./FAPESP, 2016).Organizou diversas coletâneas, dentre elas: Amaral,M. do e Souza, M. C.C. e C.Educação pública nas metrópoles brasileiras:impasses e novos desenlaces (Paco Editorial/EDUSP, 2011); Amaral. M. do e Carril. L. O hip hop e as diásporas africanas na modernidade: uma discussão contemporânea sobre cultura e e educação (Alameda Ed./FAPESP, 2015).Publicou artigos em periódicos e coletâneas. Organizou, com a Profa. Wilma Coelho (UFPA), o Dossiê História e Culturas Afro-Brasileiras, pela Revista do IEB, em 2015. Coordenou a pesquisa: O ancestral e o contemporâneo nas escolas: reconhecimento e afirmação de histórias e culturas afro-brasileiras (FAPESP: 2015/2018). Organizou o livro lançado neste ano : Culturas ancestrais e contemporâneas na escola: novas estratégias didáticas para a implementação da Lei 10.639/2003(Alameda/CAPES, 2018).Coordena o grupo de pesquisa Multiculturalismo e Educação(CNPq). (Fonte: Currículo Lattes)

Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no exterior
Apoio FAPESP em números*
*Quantidades atualizadas em 22/09/2018
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Livro conta história da autoafirmação cultural de jovens das periferias

Publicado em 11 de maio de 2018 - Agência FAPESP. O livro publicado com apoio da FAPESP, "O que o rap diz e a escola contradiz", é resultado de pesquisa realizada com estudantes de 13 a 16 anos de escolas municipais da cidade de São Paulo. A autoria é de Mônica Guimarães Teixeira do Amaral, professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP).

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: