site da FAPESP
URL curto
Foto do(a) Elson Paiva de Oliveira
Fonte: Currículo Lattes

Elson Paiva de Oliveira

Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Geociências (IG) (Instituição sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil
*Quantidades atualizadas em 22/11/2014
Possui graduação em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1972), mestrado em Geologia e Geoquímica pela Universidade Federal do Pará (1977), doutorado em Geologia pela University of Leicester, Inglaterra (1990), e Livre Docencia em Geoquímica e Tectônica pela Universidade Estadual de Campinas (2002). Foi professor na Universidade Federal do Pará, geólogo do Projeto Radambrasil e estagiou nos laboratórios de espectrometria de massas SHRIMP (Perth, Australia) e TIMS (Lawrence, Kansas, USA). Atualmente é professor titular em Geologia Histórica e do Brasil na Universidade Estadual de Campinas, onde ministra disciplinas de Geologia Histórica e do Brasil, Petrologia Ígnea, Geocronologia e Geologia Isotópica, Evolução Crustal e Metalogênese, Processos Metalogenéticos, Geologia de Campo e Redação Científica. É lider de grupo de pesquisa na Plataforma Lattes e representante da Unicamp na rede de Geotectonica da Petrobrás. Faz parte do corpo de consultores dos periódicos Brazilian Journal of Geology, Precambrian Research, Revista de Geologia (Fortaleza), Boletim IG-USP, Lithos, Journal of Asian Earth Sciences, International Journal of Earth Sciences, Journal of African Earth Sciences, Geosciences Frontiers, Gondwana Research, Episodes, Journal of Structural Geology, Journal of Geodynamics, Mineralium Deposita, Journal of South American Earth Sciences, Italian Journal of Geosciences, Geochimica Brasiliensis, International Geology Review e Global Tectonics and Metallogeny. Publicou cerca de 80 trabalhos completos em periódicos, capítulos de livros e em anais de conferências. Atua principalmente nos seguintes temas: geoquimica, geocronologia, geotectônica, metalogênese de rochas máficas e ultramáficas e petrologia ígnea. Principais interesses: evolução crustal, mudanças globais, grandes províncias ígneas (LIPs) e geologia do Pré-cambriano. (Fonte: Currículo Lattes)

Auxílio à pesquisa em andamento (mais recentes)

Auxílios à pesquisa concluídos (mais recentes)

Ver todos os Auxílios à pesquisa concluídos

Bolsas no país em andamento (mais recentes)

  • Origem de magmas TTG usando modelagem termodinâmica e de elementos traço, BP.PD

    Origem de magmas TTG usando modelagem termodin...

    Informações sobre a origem da suíte tonalito-trondhjemito-granodiorito (TTG) são cruciais para o nosso entendimento sobre a formação da crosta durante o Arqueano. Se por um lado há um consenso geral que as rochas da suite se formaram por fusão parcial de crosta máfica, por outro a profundidade, composição da fonte e o ambiente tectônico de formação ainda são temas de debate. Este estud...

  • Investigações geológicas e geoquímicas em terrenos granito-gnaisses arqueanos do Cráton São Francisco, BP.PD

    Investigações geológicas e geoquímicas em terr...

    O projeto aborda o estudo de charnockitos CH1, CH2 e CH6 do complex Jequié, e gnaisses parcialmente migmatizados e granitos róseos do complexo Campo Belo, Craton do São Francisco. Essas rochas serão investigadas com o uso de XRF, ICP-MS, LA-ICP-MS e SHRIMP, com o objetivo principal de obter novas informações para entender a evolução crustal e reciclagem crustal durante o Arqueano no Cr...

  • Novos diagramas de discriminação multi-dimensionais e modelagem geoquímica aplicados a rochas ígneas arqueanas de cratons brasileiros, BP.PD

    Novos diagramas de discriminação multi-dimensi...

    O Arqueano é o periodo de maior crescimento crustal na história da Terra. Ele é caracterizado por grande produção de calor e elevados gradientes geotérmicos que favoreceram a geração de rochas como adakitos e volumoso plutonismo da suíte tonalito-trondhjemito-granodiorito (TTG). Entretanto, ainda há muita controvérsia sobre o ambiente de formação dessas rochas apesar de várias tentativ...

Bolsas no país concluídas (mais recentes)

Ver todas as Bolsas no país concluídas

Bolsas no exterior concluídas (mais recentes)

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: