site da FAPESP
URL curto
Foto do(a) Alessandro Vinícius Marques de Oliveira
Fonte: Currículo Lattes

Alessandro Vinícius Marques de Oliveira

Ministério da Defesa (Brasil). Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Divisão de Engenharia Civil (IEI) (Instituição sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil
*Quantidades atualizadas em 29/09/2014
Graduação em Economia (USP, 1994), Mestrado em Transporte Aéreo (ITA, 2000) Livre-Docente em Gestão de Marketing (EACH/USP, 2008) e PhD em Economia (University of Warwick, Inglaterra, 2004). Professor Adjunto do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, ITA. Autor de diversos artigos científicos publicados em âmbito internacional e nacional na área de economia e regulação do transporte aéreo, como Transportation Research, Research in Transportation Economics e Journal of Air Transport Management. Vencedor de prêmios concedidos por CNI, CNT/ANPET, Instituto Liberal, Instituto de Engenheiros da Grã-Bretanha, Ministério da Fazenda, dentre outros. Prêmio Haralambos Simeonidis de Teses em Economia de 2006, concedido pela Associação Nacional dos Centros de Pós-Graduação em Economia - ANPEC. Trabalhou na área de custos de produção e controladoria em empresas como Kellogg, Parker-Hannifin e Monsanto do Brasil. Autor dos livros "Transporte Aéreo: Economia e Políticas Públicas" e "Competition in Emerging Airline Markets". Editor-Chefe do JTL/RELIT - Journal of Transport Literature. (Fonte: Currículo Lattes)

Índices de citações (Fonte: Google Scholar)*

TodosDesde 2009
Citações138116
Índice h76
Índice i1054
20072008200920102011201220132014
X
Lista de publicações
Fonte: Google Scholar
*Atualizado diariamente

Auxílio à pesquisa em andamento (mais recentes)

  • Avaliação empírica dos impactos competitivos de regras regulatórias de redistribuição de slots em aeroportos, AP.R

    Avaliação empírica dos impactos competitivos d...

    Um dos fatores de maior geração de perdas de bem-estar econômico do transporte aéreo moderno é a escassez de infraestrutura aeroportuária. Em situação de escassez, os aeroportos congestionados são tipicamente administrados sob um regime de alocação de "slots" - horários de pouso e decolagem rigidamente predeterminados e distribuídos -, o que potencialmente cria barreiras à entrada de n...

Auxílios à pesquisa concluídos (mais recentes)

  • Investigação antitruste no transporte aéreo: proposta de modelagem empírica e estudo de caso, AP.R

    Investigação antitruste no transporte aéreo: p...

    As autoridades antitruste e regulatória do transporte aéreo no Brasil recentemente firmaram termo de cooperação técnica visando ao tratamento conjunto de análises pertinentes à defesa da concorrência e acompanhamento econômico do setor. Esse acompanhamento antitruste visa garantir a manutenção dos ganhos de bem-estar econômico proporcionados pela desregulação dos anos 1990. O presente ...

  • Alocação de slots em aeroportos no Brasil: impactos na competitividade do setor aéreo, AP.R

    Alocação de slots em aeroportos no Brasil: imp...

    Este projeto tem por objetivo estimar, utilizando modelos de Teoria da Organização Industrial e econometria, o impacto da dominância de infraestruturas de transportes sobre o poder de mercado de grandes transportadoras estabelecidas. Um estudo de caso será constituído, enfatizando-se uma aplicação ao setor de transporte aéreo de passageiros no Brasil e suas políticas regulatórias de ac...

  • NECTAR - Núcleo de Estudos em Competição e Regulação do Transporte Aéreo, AP.JP

    NECTAR - Núcleo de Estudos em Competição e Reg...

    O presente projeto visa propor a constituição do Núcleo de Estudos em Competição e Regulação do Transporte Aéreo (NECTAR). O segmento de transporte aéreo vem sendo intensamente debatido na atualidade, sobretudo por conta de suas características econômicas, ainda não totalmente compreendidas pela sociedade como um todo, e até mesmo pelas próprias autoridades responsáveis pela sua regula...

Bolsas no país concluídas (mais recentes)

Ver todas as Bolsas no país concluídas
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: