site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
35 resultado(s)
|

Avaliação farmacológica de derivados de resveratrol como inibidores duplos de Bromodomain/PPAR para o tratamento da dislipidemia

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jean Leandro dos Santos
Supervisor no Exterior: Stefan Knapp
Local de pesquisa: Goethe University Frankfurt (Alemanha)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise e Controle de Medicamentos
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/21271-8
Vigência: 12 de fevereiro de 2016 - 30 de novembro de 2016
Assunto(s):Química farmacêuticaResveratrol
Resumo
A dislipidemia é uma doença causada pela desregulação dos níveis lipídicos na corrente sanguínea muito prevalente em todo o mundo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia a doença é classificada como Hipercolesterolemia (altos níveis de Lipoproteína de Baixa Densidade-LDL), hipertrigliceridemia (níveis elevados de triglicerídeos-TG), hiperlipidemia mista (altos níveis de LDL e TG) e baixa Lipoproteína de Alta Densidade (HDL). Níveis reduzidos de HDL e elevado nível de LDL têm sido associados com o desenvolvimento de aterosclerose. Atualmente, as estatinas são os fármacos de primeira escolha para o tratamento da dislipidemia. Estes fármacos reduzem o LDL, mas tem baixa eficiência para aumentar o HDL. Estratégias destinadas ao aumento de HDL têm explorado diferentes vias durante a biossíntese de lipídios. Receptores PPARs são ativados por fibratos, que elevam o HDL e reduzem os níveis de triglicérideos. Bromodomain são leitores epigenéticos e a sua inibição por RVX-208 aumenta os níveis de apoA-1 e HDL em humanos. Recentemente, foi descrito que o composto dislipidêmico RVX-208 foi capaz de inibir BRD2. Durante nossa investigação inicial, nós sintetizamos novos agonistas de PPARs baseados na estrutura do resveratrol e identificamos a capacidade destes compostos de interagirem com BRD2. Portanto, na presente proposta será investigada a capacidade destes compostos em inibir BRD2, a fim de identificar novos compostos híbridos com atividade dupla úteis para o tratamento de dislipidemia. (AU)

Investigação do impacto do infarto do miocárdio sobre o efeito da lipoproteína de alta densidade na produção endotelial de óxido nítrico e endotelina-1

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Andrei Carvalho Sposito
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:14/26136-9
Vigência: 01 de maio de 2015 - 28 de fevereiro de 2018
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Endotelina-1MetabolômicaDisfunção endotelialInfarto do miocárdio
Resumo
No infarto do miocárdio (IM), a intensidade da disfunção endotelial (DE) representa importante determinante da morbimortalidade. Apesar de a DE no pós-IM se relacionar com atividade inflamatória (AI), pouco se sabe sobre outros potenciais definidores. Assim, a ação da lipoproteína de alta densidade (HDL) no IM pode representar um dos atores nesse contexto. Em indivíduos saudáveis, a HDL está inversamente associada com eventos cardiovasculares, principalmente ao desempenhar papel protetor do endotélio. Porém, em condições em que sobrevém alta AI, como no IM, a HDL perde suas propriedades antiaterogênicas, podendo induzir a DE. Nosso grupo de pesquisa mostrou que a AI sistêmica está aumentada no quinto dia após o IM em relação a admissão, assim como a oxidação da HDL. Ainda não está claro o efeito funcional da HDL na fase aguda do IM sobre a DE, principalmente as vias de sinalização celular ativadas ou inibidas e sua influência na biodisponibilidade de componentes necessários para a produção de NO. O objetivo desse projeto será avaliar o efeito da HDL obtido no primeiro e quinto dia após o IM sobre a produção endotelial de óxido nítrico (NO) e endotelina-1 (ET-1). Também investigar as principais vias de sinalização celular ativadas nesse processo, e mensurar o substrato, cofatores e coenzimas da NO sintase endotelial (eNOS) responsável pela produção de NO. No estudo serão incluídos 25 pacientes infartados e 25 indivíduos sem doença manifesta. A HDL será isolada por ultracentrifugação e cultivada com células endoteliais arteriais coronarianas humanas (HCAEC). Utilizaremos testes: (I) Immunoblotting para verificar as vias de sinalização celular; (II) ELISA para quantificar ET-1, marcadores inflamatórios e de estresse oxidativo; (III) Quimioluminescência para dosar o NO; e (IV) ELISA e Metabolômica por Ressonância Nuclear Magnética para quantificar o substrato, cofatores e coenzimas para a síntese de NO. (AU)

HDL size is more accurate than HDL cholesterol to predict carotid subclinical atherosclerosis in individuals classified as low cardiovascular risk

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Andrei Carvalho Sposito
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:14/24973-0
Vigência: 01 de março de 2015 - 31 de agosto de 2015
Assunto(s):HDL-ColesterolCardiologia
Resumo
Introdução: Pacientes classificados erroneamente como baixo risco cardiovascular (BRC) continua a ser uma das principais preocupações e desafios dos marcadores de risco tradicionais. Devido a sua associação com a capacidade aceptora de colesterol, o tamanho da lipoproteína de alta densidade (HDL) tem sido apontado como um potencial marcador de risco. Por isso, nós investigamos se o tamanho da HDL melhora o valor preditivo da HDL-colesterol na identificação da carga aterosclerótica da carótida em indivíduos classificados em BRC. Métodos e Resultados: 284 pacientes (40-75 anos) classificados como BRC pelas diretrizes atuais foram selecionados nos centros de atenção primária das cidades de Campinas e Americana, SP, Brasil. Lipoproteínas contendo apo-B foram precipitadas por polietilenoglicol e o tamanho da HDL foi medido por técnica de espalhamento dinâmico de luz. Os participantes foram classificados em tercis de tamanho de HDL. A espessura intima-medial da carótida (EIMc) <0,90mm foi determinada por ultrassonografia e modelos de regressão ordinal multivariada foram utilizadas para avaliar a associação entre EIMc e tamanho de HDL e parâmetros lipídicos. HDL-colesterol não associou-se com EIMc. Em contraste, o tamanho de HDL >8,22nm foi independentemente associado com baixa EIMc (odds ratio 0,23; IC 95% 0,07-0,74, p=0,013). Conclusão: O tamanho da partícula de HDL constitui um melhor preditor de aterosclerose carotídea subclínica do que as medidas tradicionais de HDL-colesterol em indivíduos classificados como BRC. (AU)

Estudo prospectivo e das comorbidades associadas de cães obesos atendidos no serviço de clínica médica de pequenos animais da FMVZ- Unesp, Botucatu

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alessandra Melchert
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/22898-9
Vigência: 01 de março de 2014 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):EndocrinologiaObesidadeCãesSíndrome metabólica
Resumo
A obesidade é uma patologia que apresenta ocorrência frequente em cães. Além de estar associada a diversas comorbidades e reduzir a qualidade de vida, diminui a expectativa de vida desses animais. Deste modo, este estudo terá como objetivo avaliar e correlacionar o exame físico, a graduação do escore corporal por meio de medidas morfométricas, com o ritmo cardíaco, as alterações laboratoriais, as comorbidades presentes, o perfil de alimentação e nível de atividade física de cães obesos, atendidos na rotina do serviço de Clínica Médica de Pequenos Animais da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - FMVZ, Unesp, Botucatu, SP. Serão estudados cães portadores de aparente obesidade, atendidos no referido serviço, no período entre Janeiro de 2014 e Dezembro de 2014. Serão avaliados: o exame físico (pressão arterial sistólica e exame físico geral); o peso corporal; as medidas morfométricas para graduação do escore corporal (índice de massa corporal- IMC e índice de composição corporal- ICC); a eletrocardiografia de alta resolução, para determinar o ritmo cardíaco; parâmetros laboratoriais como perfil lipídico (colesterol total, lipoproteínas de alta densidade- HDL, lipoproteínas de baixa densidade- LDL e triglicérides); função renal (ureia e creatinina séricas); e perfil hepático (glicose sérica, enzimas aspartato aminotransferase- AST, alanina aminotransferase-ALT, fosfatase alcalina- FA e gamaglutamil transpeptidase- GGT). Serão determinados, junto ao condutor do animal, a doença de base do cão (motivo de procura pelo atendimento médico), os hábitos alimentares e o nível e frequência de atividade física exercida pelo animal. (AU)

Inclusão de óleo essencial em dieta para equinos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/12767-4
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2015
Assunto(s):AlimentaçãoLevedurasCarvacrol
Resumo
O concentrado em substituição à parte da forragem na alimentação, principalmente por grãos de cereais ricos em amido, a fim de suprir as necessidades energéticas do animal, pode exceder a capacidade digestiva do intestino delgado e atingir o ceco e cólon, acarretando em mudanças na microbiota e causando distúrbios gastrointestinais. O objetivo desse estudo será, avaliar o efeito da suplementação com óleo essencial carvacrolcom ou sem a inclusão de levedura (sacharomices cerevisae) sobre a digestibilidade aparente dos nutrientes da dieta, resposta glicêmica e insulinêmica pós-prandial, pH fecal, perfil plasmático de triglicerídeos, colesterol total, frações de colesterol ligado à lipoproteína de alta densidade (HDL-C), colesterol ligado à lipoproteína de baixa densidade (LDL-C) e colesterol ligado à lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL-C). Serão utilizados oito animais da raça Mini-horse, machos, castrados, com idade aproximada 42 meses, peso aproximado de 135 kg, desafiados com dieta contendo alta proporção de concentrado: volumoso, constituída de 60% concentrado comercial peletizado e 40% de feno de gramínea, cuja variação será a inclusão de um produto contendo 7% de carvacrol. No primeiro experimento, os tratamentos serão: controle, 100, 200 e 300 ppm de óleo essencial carvacrol. No segundo experimento, os tratamentos serão: controle, inclusão da quantidade de óleo essencial indicado pelos resultados do primeiro experimento, inclusão de levedura e inclusão de levedura e óleo essencial, com objetivo de avaliar se existe efeito somatório da inclusão dos dois ativos. O delineamento experimental utilizado será em quadrado latino duplo 4x4 com medidas repetidas no tempo e os dados obtidos foram submetidos à análise de variância com nível de significância de 5%. (AU)

Avaliação da perda dentária em pacientes obesos mórbidos: influência da síndrome metabólica no edentulismo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Silvia Helena de Carvalho Sales Peres
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/19691-3
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Assunto(s):Obesidade mórbidaSíndrome metabólicaOdontologia em saúde coletivaPerda de dente
Resumo
O progresso social levou a uma melhoria nos transportes, alimentação prontamente disponível e novos dispositivos, que permitiram a população maior agilidade. Entretanto, proporcionou consumo de uma dieta mais calórica e menor gasto de energia. Este desequilíbrio entre ingestão e gasto energético tem levado ao aumento na prevalência da obesidade e, como consequência, o desenvolvimento da síndrome metabólica (SM). Síndrome Metabólica (SM) consiste no envolvimento de pelo menos 3 das 5 características: I. obesidade abdominal; II. Níveis de Triglicerídeos elevados; III. Os níveis de colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL-C) reduzido; IV. Hipertensão; V. Glicemia em Jejum alterada. O IBGE divulgou dados sobre a prevalência de excesso de peso e obesidade na população brasileira, sendo que entre os homens a prevalência foi de 50,1% 12,4% para sobrepesos e obesidade, respectivamente. Já entre as mulheres, a proporção de excesso de peso foi de 48% e de obesidade 16,9%. Mais da metade da população possui perdas dentárias que indiquem uso de prótese dentária, seja prótese total ou parcial. Desta forma, o objetivo deste trabalho é avaliar os pacientes com características clínicas de síndrome metabólica (SM) na fase pré cirurgia barátrica e sua correlação com perdas de elementos dentários. A amostra será constituida por 60 pacientes atendidos no ambulatório de Cirurgia Bariátrica do Hospital Amaral Carvalho e que estejam em tratamento clínico, na fase pré cirurgia bariátrica. Os dados gerais serão coletados dos prontuarios e os exame bucal será realizado durante o atendimento clínico. Serão anotadas a presença e ausência de elementos dentários e a necessidade de próteses. Os dados serão coletados através de uma ficha devidamente confeccionada para a pesquisa, onde o anotador irá transcrever dados dos prontuários referente ao universo da pesquisa. Os dados coletados e anotados serão organizados com dupla entrada, em arquivos do programa Excel for Mac 2011. A apresentação dos resultados será constituída de uma parte descritiva, sob a forma de tabelas e gráficos, na qual os dados (variáveis) serão apresentados na forma de média e desvio- padrão. Na análise estatística será inicialmente aplicado o teste de normalidade e homogeneidade dos dados, sendo então empregado o teste estatístico apropriado. (AU)

There is no relationship between paraoxonase serum level activity in women with endometriosis and the stage of the disease: an observational study

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Bianca Alves Vieira Bianco
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:13/12427-9
Vigência: 01 de agosto de 2013 - 31 de janeiro de 2014
Assunto(s):EndometrioseEstresse oxidativoInfertilidade feminina
Resumo
Introdução: A endometriose é uma doença crônica, cuja fisiopatologia é desconhecida, mas há evidências sugerindo uma ligação com o estresse oxidativo. Paraoxonase é uma enzima que circula no soro associado a lipoproteínas de alta densidade (HDL). Atua protegendo HDL e LDL da peroxidação lipídica. Nosso objetivo foi comparar os níveis séricos de atividade PON-1 em mulheres com endometriose em diferentes estágios da doença (mínima/leve e moderada /grave).Métodos: 80 mulheres inférteis com endometriose diagnosticada por laparoscopia/laparotomia com confirmação histológica da doença foram divididos de acordo com a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, em classificação mínima/leve (n=33) e moderada/grave (n=47). Atividade paraoxonase e atividade arilesterase foram medidos por espectrofotometria. Índice de massa corporal e os níveis de glicose em jejum também foram determinados.Resultados: A atividade da paraoxonase foram 191,29 ± 22,41 U/l em mulheres com endometriose mínima/leve e 224,85 ± 21,50 U/l em mulheres com doença moderada/grave (p=0,274). Considerando o nível arilesterase, os resultados mostraram 89,82 ± 4,61 U/l em mulheres com endometriose mínima/leve e 90,78 ± 3,43 U/l na doença moderada/grave (p=0,888).Conclusões: A evidência de atividade paraoxonase menor em mulheres com endometriose não foi encontrado neste estudo. Além disso, nenhuma diferença foi encontrada considerando endometriose mínima/leve ou moderada/grave. (AU)

Inclusão de óleo essencial em dieta para equinos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/02271-1
Vigência: 01 de maio de 2013 - 30 de abril de 2014
Assunto(s):AlimentaçãoLevedurasCarvacrol
Resumo
O concentrado em substituição à parte da forragem na alimentação, principalmente por grãos de cereais ricos em amido, a fim de suprir as necessidades energéticas do animal, pode exceder a capacidade digestiva do intestino delgado e atingir o ceco e cólon, acarretando em mudanças na microbiota e causando distúrbios gastrointestinais. O objetivo desse estudo será, avaliar o efeito da suplementação com óleo essencial carvacrolcom ou sem a inclusão de levedura (sacharomices cerevisae) sobre a digestibilidade aparente dos nutrientes da dieta, resposta glicêmica e insulinêmica pós-prandial, pH fecal, perfil plasmático de triglicerídeos, colesterol total, frações de colesterol ligado à lipoproteína de alta densidade (HDL-C), colesterol ligado à lipoproteína de baixa densidade (LDL-C) e colesterol ligado à lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL-C). Serão utilizados oito animais da raça Mini-horse, machos, castrados, com idade aproximada 42 meses, peso aproximado de 135 kg, desafiados com dieta contendo alta proporção de concentrado: volumoso, constituída de 60% concentrado comercial peletizado e 40% de feno de gramínea, cuja variação será a inclusão de um produto contendo 7% de carvacrol. No primeiro experimento, os tratamentos serão: controle, 100, 200 e 300 ppm de óleo essencial carvacrol. No segundo experimento, os tratamentos serão: controle, inclusão da quantidade de óleo essencial indicado pelos resultados do primeiro experimento, inclusão de levedura e inclusão de levedura e óleo essencial, com objetivo de avaliar se existe efeito somatório da inclusão dos dois ativos. O delineamento experimental utilizado será em quadrado latino duplo 4x4 com medidas repetidas no tempo e os dados obtidos foram submetidos à análise de variância com nível de significância de 5%. (AU)

Inclusão de óleo essencial na dieta para equinos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Augusto de Oliveira Gobesso
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/04161-6
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 31 de janeiro de 2015
Assunto(s):Nutrição animalSuplementos alimentares para animaisÓleos essenciaisDigestibilidadeFermentaçãoEquinos
Resumo
O concentrado em substituição à parte da forragem na alimentação, principalmente por grãos de cereais ricos em amido, a fim de suprir as necessidades energéticas do animal, pode exceder a capacidade digestiva do intestino delgado e atingir o ceco e cólon, acarretando em mudanças na microbiota e causando distúrbios gastrointestinais. O objetivo desse estudo será, avaliar o efeito da suplementação com óleo essencial carvacrol com ou sem a inclusão de levedura (Saccharomices cerevisae) sobre a digestibilidade aparente dos nutrientes da dieta, resposta glicêmica e insulinêmica pós-prandial, pH fecal, perfil plasmático de triglicerídeos, colesterol total, frações de colesterol ligado à lipoproteína de alta densidade (HDL-C), colesterol ligado à lipoproteína de baixa densidade (LDL-C) e colesterol ligado à lipoproteína de muito baixa densidade (VLDL-C) e população microbiana intestinal. Serão utilizados oito animais da raça Mini-horse, machos, castrados, com idade aproximada 42 meses, peso aproximado de 135 kg, desafiados com dieta contendo alta proporção de concentrado: volumoso, constituída de 60% concentrado comercial peletizado e 40% de feno de gramínea, cuja variação será a inclusão de um produto contendo 7% de carvacrol. No primeiro experimento, os tratamentos serão: controle, 100, 200 e 300 ppm de óleo essencial carvacrol. No segundo experimento, os tratamentos serão: controle, inclusão da quantidade de óleo essencial indicado pelos resultados do primeiro experimento, inclusão de levedura e inclusão de levedura e óleo essencial, com objetivo de avaliar se existe efeito somatório da inclusão dos dois ativos. O delineamento experimental utilizado será em quadrado latino duplo 4x4 com medidas repetidas no tempo e os dados obtidos foram submetidos à análise de variância com nível de significância de 5%. (AU)

Análise global do perfil de expressão gênica em macrófagos humanos infectados por Leishmania infantum chagasi na presença de diferentes frações lipoprotéicas e o potencial de drogas hipolipemiantes no tratamento da leishmaniose visceral humana

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Martins Ribolla
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/18347-4
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 31 de maio de 2015
Assunto(s):Leishmaniose visceralLeishmania infantumMetabolismo dos lipídeosMacrófagosSequenciamento de nucleotídeos em larga escalaPerfilação da expressão gênica
Resumo
No Brasil a Leishmaniose visceral (LV) é causada pelo protozoário Leishmania infantum chagasi, parasita intracelular obrigatório de macrófagos, e transmitida pelo flebotomíneo Lutzomyia longipalpis; os principais reservatórios que participam do ciclo zoonótico são canídeos selvagens e cães domésticos. Interessantemente, desordens lipídicas têm sido relatadas em pacientes humanos e até mesmo em cães domésticos com LV ativa. O perfil lipídico na maioria dos casos é caracterizado por altos níveis de triglicérides (TG) e de lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL); por outro lado, são relatados baixos níveis de colesterol total (TC) , baixos níveis de lipoproteínas de baixa densidade (LDL) e baixos níveis de lipoproteínas de alta densidade (HDL). Uma provável explicação para esses achados seria a maior dependência de lipídeos e proteínas como fonte de energia das formas amastigotas do parasita dentro dos macrófagos infectados e que a presença de colesterol é importante para a infecção dos macrófagos pelo parasita. Uma vez que a relação dos níveis lipídicos séricos com a infecção por L. infantum chagasi tem sido demonstrada por vários estudos de maneira independente, um estudo global do perfil de expressão gênica da célula hospedeira infectada, bem como a de seu parasita, na presença de diferentes frações lipídicas (VLDL, LDL e HDL), pode representar um avanço importante na identificação de genes chave nessa complexa interação parasita-hospedeiro. Nesse contexto, drogas que modulem os níveis lipídicos podem ser usadas como adjuvantes no tratamento da LV. Uma abordagem interessante é o estudo de fibratos que são fármacos hipolipemiantes que reduzem os níveis de triglicérides e colesterol, por ligação a PPARs. De posse dessas informações, o presente projeto objetiva a realização de uma análise global do perfil de expressão gênica, por RNA-Seq, tanto do parasita quanto da célula hospedeira, em cultura de macrófagos humanos infectados por L. infantum chagasi, na presença de diferentes frações de lipoproteicas. Além disso, um objetivo secundário é um estudo in vitro de interação parasita-macrófago em macrófagos humanos incubados com promastigotas de L. infantum chagasi na presença de agonistas sintéticos do PPAR±, com o intuito de avaliar o efeito desses agonistas na carga parasitária dos macrófagos infectados (AU)
35 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP