site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
2 resultado(s)
|

Organização de DNAs satélites no genoma do gafanhoto Abracris flavolineata com ênfase nos cromossomos supranumerários: uma abordagem estrutural, funcional e evolutiva

Processo:15/05246-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Diogo Cavalcanti Cabral de Mello
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Assunto(s):CitogenéticaGafanhotoCromossomos BEvolução animalGenomas
Resumo
Os cromossomos B são elementos dispensáveis que ocorrem em adição aos cromossomos normais (A) e exibem herança não-mendeliana. Compostos basicamente de DNAs repetitivos e heterocromáticos, mais especificamente as famílias multigênicas, elementos de transposição e DNAs satélites, estes cromossomos supernumerários ocorrem em cerca de 15% dos eucariotos. Em gafanhotos estudos relacionados a composição molecular e evolução de cromossomos B são ainda escassos, sendo concentrados em algumas espécies, como Eyprepocnemis plorans e Locusta migratoria. Visando contribuir para o conhecimento sobre os mecanismos evolutivos atuantes na diversificação dos DNAs repetitivos constituintes de cromossomos B de gafanhotos, no presente trabalho serão isolados e caracterizados DNAs satélites do gafanhoto sul-americano Abracris flavolineata. Esta espécie apresenta um cromossomo B em indivíduos ocorrentes na região de Rio Claro/SP. Em adição, utilizaremos também o produto do cromossomo B previamente microdissectado para amplificação por PCR dos DNAs satélites isolados, buscando comparar os padrões de evolução molecular destas sequências no complemento A e no cromossomo B. Além disso, o RNA de diferentes tecidos, fases de desenvolvimento e com presença do cromossomo B de indivíduos machos e fêmeas será extraído para obtenção do cDNA o qual será utilizado como molde para as sequências isoladas a fim de se verificar seus níveis de transcrição. Estas análises permitirão um aprofundamento no conhecimento relativo à estrutura genômica e mecanismos evolutivos atuantes no cariótipo e nos cromossomos supranumerários de A. flavolineata. (AU)

Filogenia molecular dos Diptera Calyptratae baseado em sequenciamento tradicional e de nova geração

Processo:15/10788-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2016 - 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Silvio Shigueo Nihei
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:

Tatiana Teixeira Torres ; Gustavo Graciolli ; Dong ZHANG ; Kirstern Lica Follmann Haseyama ; Diana Lucia Grisales Ochoa ; Cátia Antunes de Mello Patiu ; Chuntian Zhang ; Maria Cristina Esposito ; Marco Antonio Tonus Marinho ; Martha Wolff ; Fernando Portella de Luna Marques ; Claudio Jose Barros de Carvalho ; Márcia Souto Couri ; Ana Maria Lima de Azeredo-Espin

Assunto(s):DipteraSistemática
Resumo
O clado Calyptrata de Diptera compreende 15 famílias e mais de 20 mil espécies, cerca de 12% da diversidade de Diptera no mundo. Os Calyptratae estão divididos em três superfamílias: Hippoboscoidea, Muscoidea e Oestroidea. A diversidade neotropical do grupo compreende 5.000 espécies, 1/4 da diversidade mundial. Embora sua monofilia esteja consistentemente corroborada, há ainda diversos problemas a serem esclarecidos, como as relações entre as superfamílias, a monofilia de algumas superfamílias, as relações entre famílias e a monofilia de algumas famílias, pontos esses bastante controversos. Além disso, há um recorrente problema nos estudos filogenéticos moleculares de Diptera de nível superior ¯ para família e para todos os níveis acima deste ¯ que é o da subamostragem e falta de representatividade da fauna neotropical. Artigos de grupos de pesquisa do Hemisfério Norte incluem amostragem neotropical média de 9%, enquanto que os de grupos do Hemisfério Sul incluem em média 48% de táxons neotropicais em suas filogenias. O objetivo deste projeto é realizar uma filogenia molecular de Diptera Calyptrata com base em dados moleculares obtidos através de marcadores moleculares amplificados individualmente através de PCR (sequenciamento tradicional ou Sanger) e através de sequenciamento em larga escala (Sequenciamento de Nova Geração - NGS). Neste projeto Serão dois estudos inovadores e impactantes para o conhecimento filogenético de Diptera e de Calyptrata, o primeiro pelo incremento da amostragem neotropical (nenhuma filogenia de Calyptrata incluiu amostragem neotropical significativa), o segundo pelo pioneirismo no sequenciamento de larga escala (não há estudo filogenético de Diptera com uso de NGS publicado até o momento). O projeto envolve uma rede de 15 pesquisadores, 2 pós-doutorandos, 4 doutorandos e 2 técnicos, englobando 14 diferentes instituições brasileiras (9) e estrangeiras (5). (AU)
2 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP