site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 22 de 770 resultado(s)
|

Propriedades espectrofotométricas de estrelas simbióticas

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gustavo Adolfo Medina Tanco
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:92/04517-0
Vigência: 01 de março de 1993 - 28 de fevereiro de 1995
Assunto(s):Espectrofotometria
Resumo
Propomos realizar um estudo observacional e teórico de sistemas simbióticos no que se refere aos seguintes aspectos: a) espalhamento Raman como método de diagnóstico de atmosferas simbióticas; b) identificação da linha λ4920; c) tomografia Doppler e estudo da cinemática e dinâmica do sistema binário e da nebulosa gasosa; d) determinação dos parâmetros físicos e químicos com vistas ao estudo evolutivo dos objetos em questão. (AU)

Atualização em novas metodologias de pesquisa no campo da esquizofrenia e neurofisiologia clínica (potenciais evocados)

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mario Rodrigues Louzã Neto
Anfitrião: Heinz Hafner
Local de pesquisa: Heidelberg University (Alemanha)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:93/02898-9
Vigência: 02 de janeiro de 1994 - 01 de abril de 1994
Resumo
1. Potenciais evocados: Potenciais evocados na Esquizofrenia. Relação com a resposta ao tratamento medicamentoso. Potenciais evocados em indivíduos normais. Relação com características de personalidade. 2. Esquizofrenia: Avaliação multidimensional (eletrofisiologia, neuroradiologia, psicopatologia). Metodologia de avaliação de tomografias computadorizadas. Avaliação de medidas lineares, de área e de volume. Confiabilidade de mensurações. (AU)

Artroplastia total modular híbrida para o tratamento da displasia coxofemoral em cães

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Cláudia Valéria Seullner Brandão
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/20635-2
Vigência: 01 de abril de 2011 - 30 de setembro de 2013
Assunto(s):ArtroplastiaDisplasia coxo femural animalTomografiaCães
Resumo
Artroplastia total modular híbrida para o tratamento da displasia coxofemoral em cães. (AU)

Estudo qualitativo e quantitativo de reconstruções multiplanares e em terceira dimensão por meio da tomografia computadorizada utilizando a computação gráfica na avaliação de neoplasias maxilo-faciais

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo de Gusmão Paraíso Cavalcanti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Radiologia Odontológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:00/03383-8
Vigência: 01 de julho de 2000 - 30 de junho de 2001
Assunto(s):Computação gráficaFaceNeoplasias

Reversibility OG high resolution computed tomography detected abnormalities of the lung in asthma

Beneficiário:
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alberto Cukier
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reunião - Exterior
Processo:95/00832-6
Vigência: 20 de maio de 1995 - 24 de maio de 1995
Assunto(s):AsmaTomografia computadorizada

Análise tomográfica, histológica, histométrica e imunoistoquímica do beta tricálcio fosfato com osso autógeno em aumento do soalho de seio maxilar

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Eduardo Hochuli Vieira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:12/08455-4
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 28 de fevereiro de 2014
Assunto(s):Levantamento do assoalho do seio maxilarSeio maxilarSubstitutos ósseosImplantodontia
Resumo
A inadequada altura óssea na região posterior da maxila impossibilita sua reabilitação com implantes osseointegrados. A literatura considera como padrão ouro o osso autógeno nas reconstruções maxilofaciais. Contudo, isto pode ser visto negativamente pelo paciente pois necessita de uma segunda área cirúrgica e em alguns casos de anestesia geral.Devido às conhecidas desvantagens dos enxertos autógenos, como morbidade do sitio doador, reabsorção imprevisível entre outras, levam ao uso de substitutos ósseos nas reconstruções maxilares posteriores. Esses substitutos podem ser os aloenxertos, xenoenxertos e os materiais aloplásticos. Dentre estes materiais pode-se destacar o beta tricálcio fosfato (²-TCP), um material aloplástico utilizado como substituto ósseo desde a década de 70.Este estudo visa avaliar a resposta tecidual do enxerto ósseo autógeno misturado com ²-TCP (ChronOs - Synthes ® - Rio Claro/SP) em seios maxilares de humanos por meio de análise tomográfica, histométrica, imunoistoquímica e histológica. O osso autógeno será coletado através de broca trefina com 10mm de diâmetro em região de trígono retromolar e triturado sendo, posteriormente, adicionado na proporção de 1:1 com o ²-TCP. Os seios maxilares serão abordados através da parede lateral preconizado por Tatum. Após um período de 6 meses de cicatrização, será realizado perfurações com broca trefina de 2,5mm (Neodent ® - Curitiba/PR) para instalação dos implantes e coleta do material para biópsia. (AU)

Trauma contuso de jejuno e íleo: o que mudou com o avanço no diagnóstico com tomografia computadorizada multislice?

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gustavo Pereira Fraga
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/17953-8
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 31 de outubro de 2013
Assunto(s):Tomografia computadorizadaIntestino delgado
Resumo
O intestino delgado ocupa a cavidade peritoneal e é a víscera mais afetada em traumas penetrantes abdominais, podendo também ser lesado em traumas contusos, sendo nesse caso a terceira víscera mais acometida. Nestas situações o diagnóstico da lesão é mais difícil, uma vez que o paciente pode estar com alteração do nível de consciência ou sob o efeito de drogas que afetam sua sensibilidade a dor, tornando o exame físico não confiável. Assim, recorre-se a exames complementares como ultrassom, tomografia computadorizada, lavagem peritoneal diagnóstica e laparoscopia diagnóstica. Mesmo com várias possibilidades de exames, o diagnóstico ainda é complicado, pois nem todos têm precisão e sensibilidade adequada para lesões de vísceras ocas. Posto isto, este estudo tem como objetivo analisar o perfil dos pacientes vítimas de trauma abdominal contuso com lesão de intestino delgado, avaliando achados da tomografia computadorizada e a morbimortalidade dos mesmos. Será realizado um estudo retrospectivo, descritivo, de casos atendidos no Hospital de Clínicas da Unicamp, pela equipe de Cirurgia do Trauma, no período de 1994 a 2012. (AU)

Correlação entre marcadores precoces da lesão pulmonar induzida pela ventilação mecânica e padrões da tomografia de impedância elétrica

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ivany Araujo Lopes Schettino
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Primeiros Projetos
Processo:03/11017-0
Vigência: 01 de julho de 2004 - 31 de agosto de 2004
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - Programa Primeiros Projetos
Assunto(s):Insuficiência respiratóriaResposta inflamatóriaRespiração artificial
Resumo
Num modelo de ventilação mecânica em porcos com insuficiência respiratória induzida pela lavagem do surfactante pulmonar com solução salina, determinar o preço biológico, em termos de resposta inflamatória, de diferentes níveis de colapso/hiperdistensão pulmonar monitorados pela tomografia de impedância elétrica (TIE). Procedendo-se a uma monitoração "on-line" com a TIE, os animais serão submetidos a diferentes níveis de PEEP/pressão inspiratória, coletando-se amostras de sangue e de lavado broncoalveolar em cada situação. Dosagens de lnterleucina-1, lnterleucina-6 e TNF-a serão realizadas no sangue e lavado broncoalveolar, para cada passo do experimento. Serão realizados lavados diferenciados, nas regiões dependentes e não-dependentes do pulmão, de forma a se estudar os diferentes tipos de estresse imposto a estas regiões opostas. Paralelamente à dosagem de citocinas, pretendemos quantificar a apoptose e a lesão do epitélio bronquiolar desencadeadas por cada padrão ventilatório. (AU)

Análise tomográfica da formação óssea após enxerto em fissura lábio palatal preenchida com osso autógeno e dois substitutos ósseos

Beneficiário:
Instituição: Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC). Universidade de São Paulo (USP). Bauru, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Renato Yassutaka Faria Yaedú
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Cirurgia Buco-maxilo-facial
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/19581-5
Vigência: 01 de março de 2011 - 28 de fevereiro de 2013
Assunto(s):Fenda labialTransplante ósseoCirurgia bucalOrtodontia
Resumo
O enxerto ósseo secundário consiste em um procedimento fundamental para a reabilitação do paciente com fissura lábio-palatal. Ele permite a movimentação dentária na região da fissura alveolar, instalação de implantes osseointegrados e reanatomização do soalho nasal e rebordo alveolar. Idealmente é realizado antes da erupção do canino permanente e preenchido com osso medular da crista do ilíaco. Atualmente, observa-se na literatura, a busca incessante por um substituto ósseo ou uma área doadora alternativa para a realização do enxerto. É irrefutável o trauma cirúrgico e o tempo de convalescência pós-operatória com a área doadora sendo a crista do ilíaco. Portanto, o presente estudo visa avaliar o comportamento clínico e tomográfico de dois substitutos ósseos no preenchimento da fissura lábio-palatal e compará-los com o enxerto da crista do ilíaco. (AU)

Desenvolvimento de um circuito adaptativo da impedância negativa a ser utilizado na fonte de corrente em tomografia de impedância elétrica (cinfeit)

Beneficiário:
Instituição: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Pedro Bertemes Filho
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Primeiros Projetos
Processo:03/11153-0
Vigência: 01 de agosto de 2004 - 31 de outubro de 2005
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - Programa Primeiros Projetos
Assunto(s):Processamento de sinaisImpedância bioelétrica
Resumo
O monitoramento de pacientes sob ventilação artificial em UTIs é de extrema importância estratégica/metodológica na avaliação da condição pulmonar e definição da estratégia ventilatória. A preservação da microestrutura pulmonar depende desta estratégia ventilatória - que teoricamente deve minimizar o estresse mecânico imposto aos tecidos - e determina o prognóstico do paciente. A técnica da Tomografia de Impedância Elétrica (TIE) vem sendo usada na geração de imagens do interior do corpo humano, particularmente do ciclo respiratório, e potencialmente se presta à monitoração da ventilação artificial, com quantificação do estresse mecânico. Os sistemas TIE utilizam as medições de vários eletrodos para a obtenção da imagem, sendo que uma corrente constante é injetada entre dois eletrodos e uma diferença de potencial é medida entre outros dois eletrodos. Estes potenciais são convertidos cm imagens relativas ou absolutas através de um algoritmo matemático. (AU)
Página 22 de 770 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP