Busca avançada
Ano de início
Entree
X

Criar um alerta por e-mail


Novos resultados para a sua pesquisa em seu e-mail, semanalmente.

Seu e-mail:

Tamanho do e-mail:



Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Refine sua pesquisa
Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Publicações acadêmicas
  • Auxílios à Pesquisa
  • Bolsas
  • Programas voltados a Temas Específicos
  • Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
  • Programas de Infraestrutura de Pesquisa
  • Área do conhecimento
  • Situação
  • Ano de início
Excel (CSV)Alerta por e-mail   RSS
Página 22 de 1.098 resultado(s)
|
Resumo

Dados experimentais e clínicos indicam que a ventilação mecânica na SDRA deve utilizar pressões não muito altas durante a inspiração e pressões não muito baixas durante a expiração. A titulação da PEEP para respeitar este compromisso necessita de melhores estudos sobre os seus efeitos regionais. A posição prona pode ter um efeito benéfico aditivo à PEEP na identificação dessa janela segura de pressões. O objetivo deste estudo é correlacionar medidas de mecânica pulmonar, oxigenação e avaliações tomográficas em pacientes com SDRA, buscando-se a identificação da pressão mínima expiratória a partir da qual começa a ocorrer colapso pulmonar, e sua modulação pela mudança de postura. Após uma manobra de homogeneização da história pulmonar, será feita uma curva pressão-volume do sistema respiratório obtida pela técnica do fluxo contínuo. Em seguida, será realizada uma curva PEEP-complacência, durante a qual será realizada a aquisição de imagens tomográficas, nas posições supina e prona. (AU)

Resumo

Entre os benefícios da multissegmentação maxilar está a possibilidade de correção transversal numa única cirurgia ao contrário do que acontece quando se utiliza disjunção maxilar cirurgicamente assistida para tratamento de pacientes adultos com deformidades associadas (transversal, vertical e sagital). O presente estudo será realizado para colaborar com o conhecimento atual sobre a estabilidade da multisegmentação maxilar que se apresenta na literatura de maneira controversa. Alterações tridimensionais pós-cirúrgicas da maxila de pacientes submetidos à osteotomia LeFort I serão estudadas com tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC) de 90 indivíduos incluídos em 3 Grupos comparativos (30 indivíduos em cada) de acordo com o aumento transversal esquelético obtido na região dos primeiros molares (AT) imediatamente após a cirurgia. Grupo 1 (AT e 2 mm) Grupo 2 (AT < 2 mm.) e Grupo 3 (Controle/LeFort I em um único segmento). Três volumes tomográficos de cada indivíduo (T1-pré-cirurgico; T2-pós-cirurgico imediato e T3-mínimo de um ano pós-cirurgia) serão construídos e superpostos usando um método automático de registro por equivalência de voxels. Análise quantitativa da estabilidade será realizada por regiões correspondentes nos diferentes tempos mencionados, através do programa Spharm-PDM que se baseia no principio do harmônico esférico e inclui pacote estatístico específico baseado em análise de regressão múltipla e modelos lineares generalizados para avaliar possíveis associações com variáveis dependentes a serem testadas. (AU)

Resumo

Doenças Pulmonares Difusas (DPD) incidem sobre as mesmas regiões dos pulmões e possuem características clínicas, radiológicas e funcionais bastantes similares. Esse fato justifica sua inclusão em um único grupo, assim como explica as dificuldades encontradas em seus diagnósticos. A Tomografia Computadorizada de Alta Resolução (TCAR) pode ser capaz de detectar lesões que não aparecem em radiografias convencionais. Entretanto, a TCAR gera uma enorme quantidade de imagens, que devem ser analisadas pelo radiologista no processo de avaliação e de tomada de decisão diagnóstica. Todo esse processo é laborioso, complexo e, por vezes, tedioso, que pode trazer consigo uma alta probabilidade de erro humano e acentuada variabilidade intra e inter-pessoal. Técnicas computacionais de Recuperação de Imagens por Conteúdo (RIC) podem ser utilizadas para auxiliar em processos de diagnóstico e de tomada de decisão clínica. Este projeto propõe a exploração de técnicas computacionais de RIC apoiadas por informação textual de laudos médicos extraída via técnicas de Recuperação de Informação (RI), para classificar automaticamente exames radiológicos em tomografias computadorizadas de alta resolução de doenças pulmonares difusas. Serão verificadas oportunidades de reuso e de desenvolvimento de componentes de software voltados para o pré-processamento de exames de TCAR de enfermidades do tipo DPD e a criação de agrupamentos de exames de TCAR com padrões de características semelhantes. A partir da integração desses componentes de software, espera-se como resultado um software de classificação automática de imagens de exames TCAR para auxílio a radiologistas na avaliação e tomada de decisão diagnóstica de DPD. (AU)

Resumo

O SPECT cerebral utilizando ECD-99mTc é, hoje, o procedimento de rotina em estudos de integridade funcional do cérebro devido a sua excelente qualidade de imagem e grande estabilidade in vivo e in vitro. Métodos de análise quantitativa são fundamentais para avaliar objetivamente o grau de alteração funcional do cérebro. Os métodos atualmente disponíveis para tal são demasiadamente complexos, o que impossibilita seu uso e difusão na prática clínica diária. Esse estudo tem como objetivos determinar os padrões normais de perfusão cerebral com ECD-99mTc através de um método de análise semiquantitativa que utiliza o córtex cerebelar ou, o tálamo como referência e comparar os resultados com os valores obtidos com o mesmo método utilizando HMPAO-99mTc. Trinta voluntários normais, de ambos os sexos, serão selecionados. Os voluntários receberão uma injeção endovenosa de 740 MBq (20 mCi) de ECD-99mTc. Após um prazo mínimo de 45 minutos, serão obtidas imagens a partir de uma câmara de cintilação equipada com colimador fan beam. As imagens, após correção, serão reconstruídas nos planos transversal, coronal, sagital, temporal e trans-supraórbito-meatal. Para a análise semiquantitativa, serão obtidas as contagens per pixel de cada região estudada e divididas por contagens per pixel dos tálamos e hemisférios cerebelares. Os dados serão, então, comparados com aqueles obtidos para o HMPAO-99mTc. (AU)

Resumo

Hamartoma hipotalâmico (HH) é uma rara má formação congênita que pode cursar com puberdade precoce e/ou epilepsia de difícil controle (mais particularmente, crises gelásticas), além de alterações cognitivas e comportamentais (frequentemente agressividade). Os traçados de EEG não têm padrão definido. A ressonância magnética (RM) é o exame de escolha para o diagnóstico, permitindo definir sua localização, tipo de ligação ao hipotálamo e tamanho. Alguns estudos com SPECT sugerem o HH como foco epiléptico. A literatura carece de relatos de casos com longo curso clínico e há poucos estudos a respeito dos aspectos vídeo eletroencefalográficos de crises não gelásticas. Neste trabalho serão descritos seis casos de pacientes adultos com HH e epilepsia, caracterizando os aspectos clínicos, eletroencefalográficos e de monitorização por vídeo-EEG, além de correlacioná-los com os achados exames de neuroimagem estrutural e funcional (RM e SPECT). (AU)

Resumo

No projeto de pesquisa FAPESP 2009/07173-2 foi iniciado o desenvolvimento deum algoritmo de reconstrução de imagem de Tomografia por Impedância Elétrica (TIA) baseadono Recozimento Simulado. Como forma de reduzir o custo computacional do processode reconstrução, foi criado um processo de avaliação \emph{parcial} da função objetivo quegarante limites superiores para a probabilidade de desvio do algoritmo (quando comparadoao processo com avaliação completa). Os resultados iniciais do projeto, mostraram que a avaliação parcial da função objetivo tem um grande impacto no custo computacional do processo,sem prejudicar a eficácia do mesmo em reconstruir imagens de TIA. Neste projeto, um aprimoramentodeste processo será apresentado, baseado na formulação de uma nova função objetivo para o Recozimento Simulado. Esta nova função, baseada no erro quadrático total de um sistema super-determinado, aprimora as garantias de convergência da função original e mitiga potenciais problema de escalabilidade. (AU)

Resumo

A reconstrução de maxilas atróficas ainda representa um desafio dentro da odontologia. Após a perda dos dentes, a reabsorção do processo alveolar é contínua e progressiva, podendo chegar a um grau severo de atrofia. Nesses casos se impõe a necessidade da reconstrução do rebordo alveolar, especialmente com o uso de enxertos autógeno, alógeno, xenógeno e aloplástico. O presente trabalho tem o objetivo de realizar um estudo tomográfico, histométrico e imunoistoquímico comparativo entre o uso de enxerto autógeno e alógeno na reconstrução em espessura de rebordos maxilares edêntulos. Para tal, serão selecionados 20 pacientes com defeitos em espessura de maxila, que exigem a reconstrução com enxertos em bloco do tipo "onlay", sendo osso autógeno em um lado e osso alógeno no outro lado. Os pacientes serão controlados através de tomografia computadorizada nos momentos pré-operatório, pós-operatório imediato à cirurgia de enxerto e pós-operatório de 6 meses, logo após a instalação dos implantes. Os sitios enxertados serão biopsiados com trefina nos dois momentos cirúrgicos. Nos especimes removidos serão realizadas a análise histométrica e imunoistoquímica com anticorpos anti RANK, RANK-L e Osteoprotegerina, estes últimos com o objetivo de estudar as variações moleculares referentes à reabsorção óssea nos enxertos. Os dados numéricos obtidos serão tratados estatisticamente com ANOVA para observação da diferença de reabsorção de cada tipo de enxerto, realizando uma análise comparativa. Todos os pacientes terão sua reabilitação completa com próteses após 6 meses da cirurgia de instalação dos implantes. (AU)

Resumo

O tema geral deste projeto concentra-se no estudo e desenvolvimento de ferramentas computacionais para reconstrução numérica tridimensional adaptada para aplicações em tomografia por impedância elétrica (EIT) de escoamentos bifásicos. Apesar de ser extremamente conveniente e de ter sido intensamente pesquisada nas duas últimas décadas, a EIT ainda não atingiu maturidade suficiente para permitir seu uso industrial extensivo. As principais dificuldades surgem da não linearidade das variáveis e do mau condicionamento intrínseco dos problemas inversos, tornando a técnica extremamente sensível à presença de erros. As imagens geradas são de baixa precisão, com resolução insuficiente para um diagnóstico seguro, e necessitam de um tempo elevado de reconstrução, o que impede um monitoramento em tempo real. Os estudos da pesquisadora nesta área tiveram início em seu doutorado, com apoio da Fapesp sob o processo nº 99/02821-2. As conclusões finais da tese e estudos subseqüentes permitiram conhecer em detalhes as principais características topológicas do funcional de erro, os efeitos positivos da inclusão de informações a priori e possibilitou o desenvolvimento de métodos baseados em algoritmos genéticos para a solução do problema inverso, incluindo computação paralela e algoritmos híbridos. Faz-se necessário agora, um estudo detalhado da resolução do problema direto com métodos numéricos para equação diferencial parcial, estrutura de dados para armazenamento e resolução do sistema linear associado e regularização. Os resultados deste projeto, juntamente com resultados anteriores, deverão compor um software de reconstrução numérica tridimensional totalmente adaptado à tomografia por impedância elétrica. (AU)

Resumo

A reconstrução dos maxilares em implantodontia através de métodos de enxertia óssea constitui o procedimento cirúrgico mais utilizado frente à perda fisiológica ou traumática a que estes ossos estão sujeitos. O emprego de enxertos autógenos mostra vantagens em relação às demais técnicas de reconstrução no que se refere ao potencial regenerador ósseo. Estes são considerados padrão "gold standard" por suas características de osteocondução, osteoindução e osteogênese. Entretanto a sua remoção para reconstrução de maxilares atróficos implica obrigatoriamente na necessidade de áreas doadoras como enxertos intra-orais, crista do osso ilíaco ou calota craniana, entre outros. Uma opção em que a literatura tem mostrado ser de grande potencial reabilitador são os enxertos alógenos de bancos de tecidos músculo-esqueléticos (BTME), onde o tecido ósseo é um dos tipos que podem ser utilizados, caracterizado como doação de órgãos. O propósito do estudo é avaliar o comportamento dos enxertos alógenos comparado aos autógenos, frente aos eventos observados em imunohistoquímica, histologia e análise tomográfica. Trinta coelhos, subdivididos em dois grupos, serão submetidos a cirurgias para enxertia de osso autógeno e alógeno em lados diferentes da mandíbula e receberão de maneira padronizada o tratamento de reconstrução (Grupo I - enxerto autógeno/controle; Grupo II - enxerto alógeno). Os animais serão sacrificados aos 5, 7, 10, 20 e 60 dias após as cirurgias para avaliações histológicas, imunoistoquímicas e tomográfica. Os resultados numéricos serão submetidos à análise estatística pela análise de variância (ANOVA). (AU)

Resumo

As doenças cardiovasculares permanecem como a principal causa de mortalidade no Brasil e no mundo segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo a doença arterial coronária (DAC) a principal causa de mortalidade. O diagnóstico precoce é de fundamental importância, e atualmente é realizado através da avaliação clínica, dos fatores de risco e do uso de métodos de estresse não invasivos (funcionais). Recentemente, a tomografia computadorizada de múltiplas colunas de detectores (TCMD) demonstrou ter capacidade de visualizar as artérias coronárias e desta forma também diagnosticar precocemente a DAC. Porém, já nos primeiros ensaios clínicos notou-se a limitação da TCMD para a avaliação de lesões intermediárias, comum ao métodos anatômicos. Assim, em estudo experimental a perfusão miocárdica por TCMD foi demonstrada por George et al-2006, e estudos em humanos estão em andamento nos EUA. O objetivo principal deste projeto é testar a capacidade da TCMD de detectar defeitos perfusionais em pacientes com estenose coronária >70%. No nosso estudo incluiremos 30 pacientes com cintilografia miocárdica sugestiva de isquemia miocárdica, em programação de cateterismo, para a realização de TCMD durante estresse com dipiridamol, para avaliarmos a presença de doença coronariana obstrutiva e ao mesmo tempo a presença de isquemia miocárdica através da análise do déficit de perfusão miocárdica durante estresse com dipiridamol na TCMD. Desta maneira poderemos correlacionar a quantificação da obstrução coronária pela TCMD com o cateterismo e a análise da perfusão miocárdica da TCMD com a cintilografia miocárdica. Assim a realização deste trabalho, poderá permitir em um único exame não invasivo a avaliação e quantificação da doença coronária obstrutiva tanto do ponto de vista-anatômico, como funcional pela associação do estresse com dipiridamol. (AU)

Página 22 de 1.098 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s)
Marcar todos desta pagina | Limpar seleção