site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 22 de 954 resultado(s)
|

Influência do procedimento anestésico sobre a ocorrência de complicações pos-mielografia em cães

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Silvia Renata Gaido Cortopassi
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:06/56140-1
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de dezembro de 2007
Assunto(s):IohexolMielografiaAnestesiaCães
Resumo
A realização de mielografia seguida de tomografia computadorizada tem-se tornado procedimento de rotina, havendo necessidade de adequações para que tais métodos sejam realizados com a segurança máxima. Serão utilizados 30 animais da espécie canina, machos ou fêmeas, de idades e raças variadas, atendidos pelo Serviço de Diagnóstico por Imagem do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo que serão submetidos ao exame de mielografia seguido de tomografia computadorizada. Todos os animais receberão morfina como medicação pré-anestésica; decorridos 10 a 15 minutos, serão distribuídos, aleatoriamente, em dois grupos: GP - indução da anestesia será realizada com a utilização de propofol, e GDP - indução com o auxílio de diazepam seguido de propofol na quantidade necessária para promover relaxamento mandibular. Para manutenção da anestesia, será utilizado isofluorano em oxigênio a 100%. Serão avaliados: freqüências cardíaca e respiratória; pressão arterial sistólica, média e diastólica; oximetria de pulso. Durante a realização da mielografia, serão observadas as ocorrências de apnéia, de bradicardia ou taquicardia, superficialização da anestesia e alterações pressóricas (hipotensão ou hipertensão arterial). No período de recuperação, será verificada a ocorrência de convulsões, vômitos, hipotermia e agravamento dos sinais neurológicos. Serão observados os seguintes períodos: intervalo de tempo de realização da mielografia, intervalo de tempo de realização da tomografia, intervalo de tempo de recuperação (desde o término da administração do agente inalatório até a presença de tônus muscular suficiente para que o animal se mantenha em decúbito estemal). (AU)

Radiologia convencional e tomografia computadorizada na avaliação da coluna vetebral de cães portadores de síndromes neurológicas cervical ou cervicotoracica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Carolina Brandão de Campos Fonseca Pinto
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:04/11048-5
Vigência: 01 de março de 2005 - 31 de agosto de 2006
Assunto(s):Tomografia computadorizadaMielografiaRadiologiaCães
Resumo
As afecções da medula espinhal são freqüentes em cães podendo comprometer a medula espinhal ou as raízes nervosas em variados graus e causar sinais neurológicos diferentes. Distúrbios que acometam qualquer das regiões da medula espinhal resultam numa combinação de sinais neurológicos específicos para a região envolvida caracterizando as síndromes neurológicas. Os métodos de Diagnóstico por Imagem têm grande relevância por contribuírem para o estabelecimento do diagnóstico definitivo, excluírem suspeitas diagnosticas e direcionar o médico veterinário no planejamento clínico-cirúrgico. Pela freqüência das doenças da coluna vertebral e de seus reflexos na qualidade de vida dos pacientes, são necessários estudos que correlacionem às alterações observadas aos exames de diagnóstico por imagem com as síndromes neurológicas. O presente trabalho tem o objetivo de estudar os aspectos e as freqüências das alterações observadas aos exames radiográficos simples e contrastado e à tomografia computadorizada de portadores de síndromes neurológicas cervical ou cervicotoracica. Por um ano, serão analisados os exames de cães encaminhados ao Serviço de Diagnóstico por Imagem do Hospital Veterinário da FMVZ-USP que sejam classificados como portadores dessas síndromes segundo avaliação clínica e neurológica prévias. Também será realizado um estudo retrospectivo, do período de 2002-2004, junto ao arquivo do Serviço de Diagnóstico por Imagem para compilação e análise dos exames desses pacientes. (AU)

Estudo tomográfico do colapso alveolar durante a aplicação de PEEP e posição prona na síndrome do desconforto respiratório agudo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Britto Passos Amato
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:98/06771-7
Vigência: 01 de agosto de 1998 - 31 de julho de 2002
Resumo
Dados experimentais e clínicos indicam que a ventilação mecânica na SDRA deve utilizar pressões não muito altas durante a inspiração e pressões não muito baixas durante a expiração. A titulação da PEEP para respeitar este compromisso necessita de melhores estudos sobre os seus efeitos regionais. A posição prona pode ter um efeito benéfico aditivo à PEEP na identificação dessa janela segura de pressões. O objetivo deste estudo é correlacionar medidas de mecânica pulmonar, oxigenação e avaliações tomográficas em pacientes com SDRA, buscando-se a identificação da pressão mínima expiratória a partir da qual começa a ocorrer colapso pulmonar, e sua modulação pela mudança de postura. Após uma manobra de homogeneização da história pulmonar, será feita uma curva pressão-volume do sistema respiratório obtida pela técnica do fluxo contínuo. Em seguida, será realizada uma curva PEEP-complacência, durante a qual será realizada a aquisição de imagens tomográficas, nas posições supina e prona. (AU)

Avaliação tomográfica dinâmica pré e pós-operatória de pacientes com instabilidade patelar recidivante

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gilberto Luís Camanho
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/50878-0
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 31 de outubro de 2014
Assunto(s):OrtopediaArticulação patelofemoralLuxação do joelhoTomografia
Resumo
A instabilidade patelar é uma patologia comum dentro da especialidade da cirurgia do joelho. Atualmente, se tomou consenso que o principal fator estabilizador da articulação patelo femoral é o ligamento patelo femoral medial (LPFM), sendo esta a estrutura principal a ser reconstruída na cirurgia para tratamento dessa patologia. A avaliação da articulação patelo femoral tradicionalmente se faz através de exames de imagem estáticos. Com o desenvolvimento dos aparelhos de tomografia computadorizada (TC), principalmente para exames cardíacos, atualmente é possível realizar esse exame de forma dinâmica, visualizando-se o movimento das estruturas em tempo real. Essa técnica (tomografia dinâmica) ainda não foi utilizada para estudo de articulações como o joelho. Portanto, propomos esse estudo com o objetivo de padronizar o uso dessa TC para estudo dinâmico da articulação patelo femoral, avaliar pacientes com instabilidade patelar pré e pós-reconstrução do LPFM (obtendo assim detalhes dessa patologia de forma nunca estudada na literatura) e desenvolver junto a uma equipe de informática um programa para interpretação e análise desse exame. Para tal, serão selecionados 10 pacientes com instabilidade patelar e indicação de reconstrução do LPFM, que serão submetidos a essa tomografia antes da cirurgia e após 6 meses, sendo as alterações pré-cirurgia e mudanças encontradas após a cirurgia interpretadas por esse programa a ser desenvolvido dentro do projeto. (AU)

Avaliação do implante valvar aórtico transcateter pela tomografia computadorizada de múltiplos detectores

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Diego Felipe Gaia dos Santos
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/06573-2
Vigência: 01 de junho de 2014 - 31 de maio de 2015
Assunto(s):Procedimentos cirúrgicos cardiovascularesImplante de prótese de valva cardíacaEstenose da valva aórticaEcocardiografiaTomografia computadorizada
Resumo
OBJETIVOS: O implante transcateter de valva aórtica é um procedimento estabelecido para pacientes de alto risco. Não existe consenso a cerca do melhor método de avaliação pré e pós operatória tanto do anel aórtico como da prótese implantada. O objetivo deste é a avaliação pré e pós operatória do complexo valvar aórtico/prótese utilizando a tomografia computadorizada de múltiplos detectores com reconstrução tridimensional. MÉTODOS: 30 pacientes com indicação de implante transcateter de valva aórtica serão submetidos à realização de tomografia computadorizada de múltiplos detectores no pré e pós operatório. Medidas do complexo valvar aórtico e da prótese serão realizadas e correlacionadas com o gradiente valvar e a insuficiência aórtica residual.RESULTADOS: Espera-se que a avaliação pré e pós operatória do anel valvar aórtico, valva áortica e do dispositivo implantado serão capazes de fornecer informações importantes na correta seleção do tamanho protético com ênfase em evitar-se a hipo expansão protética ou o hiperdimensionamento do dispositivo com consequencias diretas no desfecho clínico dos pacientes. As avaliações também serão possivelmente capazes de contribuir para melhorias estruturais e construtivas das próteses através do entendimento de seu comportamento pós implante.CONCLUSÃO: A avaliação por tomografia computadorizada de múltiplos detectores será possivelmente capaz de contribuir para melhor seleção protética e melhoria das características construtivas das próteses transcateter. (AU)

Mensuração unidimensional e volumétrica de neoplasias cutâneas por meio da tomografia computadorizada: avaliação interobservadores

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carla Aparecida Batista Lorigados
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/24250-6
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2016
Assunto(s):Diagnóstico por imagemTomografia computadorizada de feixe cônicoOncologia veterináriaNeoplasias cutâneasCães
Resumo
O diagnóstico por imagem tem desempenhado um importante papel na oncologia. Particularmente, a tomografia computadorizada (TC) vem sendo utilizada não só no diagnóstico, mas também no estadiamento e acompanhamento de pacientes oncológicos submetidos a tratamento. A resposta terapêutica de tumores tratados com quimioterapia ou radioterapia leva em consideração mudanças no tamanho da neoplasia, seja por meio de mensurações unidimensionais, bidimensionais ou volumétricas. Há um consenso na área médica que os métodos utilizados para essa avaliação seja consistente, padronizado e reproduzível. As neoplasias d tecidos moles nos cães e gatos são comuns e em muitas delas, a quimioterapia tem sido indicada, até mesmo com indicação de citorredução, para posterior excisão cirúrgica. Mesmo que sejam lesões passíveis de mensuração clínica, muitas vezes, o comportamento invasivo de algumas destas neoplasias podem subestimar suas reais dimensões. Objetiva-se com este estudo aplicar métodos de mensurações, unidimensional e volumétrico destas formações, a partir das imagens de tomografia computadorizada. Além disso, características e aspectos tomográficos destas neoplasias serão avaliados. Serão analisadas neoplasias cutâneas de diferentes tipos histológicos, em cães e gatos, que forem submetidas ao exame de TC. As mensurações unidimensionais serão realizadas segundo critério RECIST (Response Evaluation Criteria in Solid Tumor), além da mensuração volumétrica, utilizando um software dedicado, por dois avaliadores, com a finalidade de se avaliar a reprodutibilidade dos métodos. (AU)

Contribuição do SISCOM na investigação do Blurring do pólo temporal associado à atrofia hipocampal em pacientes com epilepsia do lobo temporal: um Estudo com SPECT cerebral

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lauro Wichert Ana
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/05736-5
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2015
Assunto(s):EpilepsiaMedicina nuclearTomografia computadorizada por emissão de fóton único
Resumo
RACIONAL: O blurring é uma alteração visual do pólo temporal em imagens de RM, encontrada ipsilateralmente à Zona Epileptogênica (ZE) em 32 a 66% dos casos de Síndrome da Epilepsia Mesial do Lobo Temporal (EMLT) associada a esclerose hipocampal. Não há consenso científico sobre as possíveis causas para o blurring, o que incita os pesquisadores a continuar investigando as implicações clínicas e fisiopatológicas desta alteração. OBJETIVOS: (a) Comparar os achados dos SPECTs crítico e intercrítico em pacientes com e sem blurring do lobo temporal e (b) Avaliar, através da subtração das imagens de SPECT crítico e intercrítico (SISCOM), se há o maior hiperperfusão do pólo temporal com blurring, comparado ao lobo temporal contralateral (sem blurring). PACIENTES E MÉTODOS: Estudo retrospectivo de 40 pacientes operados com a EMLT, nos quais realizaremos a subtração entre os SPECTs crítico e intercrítico e o seu alinhamento com a RM (SISCOM), para avaliar o envolvimento ou não do pólo temporal nas crises epilépticas. Todos pacientes foram submetidos à avaliação pré-cirúrgica, à monitorização de Vídeo-EEG, e aos SPECTs crítico e intercrítico, os quais serão alinhados com a RM. RESULTADOS ESPERADOS: Esclarecimento quanto ao envolvimento do pólo temporal nas crises da EMLT e possível avaliação do valor preditivo positivo do SISCOM em predizer bom o mau resultados cirúrgicos. (AU)

Tomografia por Biosusceptometria de Corrente Alternada (TBAC): novas instrumentações e caracterizações

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Ricardo de Arruda Miranda
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica de Processos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/03639-2
Vigência: 01 de julho de 2013 - 28 de fevereiro de 2015
Vinculado ao auxílio:10/07639-9 - Motilidade gastrintestinal: investigações clínicas, fisiopatológicas e biofarmacêuticas, AP.TEM
Assunto(s):TomografiaFísica médica
Resumo
Nos últimos anos tem-se buscado o desenvolvimento de técnicas que sejam livres de radiação ionizante, como as técnicas biomagnéticas. Destas, destacam-se a biosusceptometria de corrente alternada (BAC), que é uma técnica bastante simples, baixo custo e versátil que possui grande aplicação em pesquisas relacionadas ao trato gastrintestinal humano e recentemente foi aprimorada para que pudesse gerar imagens de marcadores ferromagnéticos tanto in vitro quanto in vivo, a partir disso foi proposta uma nova instrumentações para a realização de imagens tomográficas. Este projeto propõe o desenvolvimento de novas instrumentações e de caracterizações computacionais de recursos que possibilitem a aplicação da BAC para produzir imagens tomográficas de fantomas in vitro. Para tanto, será construído novos sistemas de aquisição de imagens com amostras e sensores girantes e aplicação de algoritmo de reconstrução (método de retroprojeção) para obter imagens tomográficas de diferentes fantomas por biosusceptometria de corrente alternada. Pretende-se melhorar a sensibilidade e resolução espacial e diminuir o tempo de aquisição dos sinais, além de realizar quantificações sobre as imagens de maneira objetiva, aprimorando de forma significativa o que já foi desenvolvido durante a fase de iniciação científica, e a partir destas melhorias realizarem futuras medidas in vivo. (AU)

Estudos de aterosclerose experimental utilizando tomografia por emissão de pósitrons (PET-SCAN)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dulcineia Saes Parra Abdalla
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:13/02353-8
Vigência: 01 de agosto de 2013 - 06 de dezembro de 2016
Assunto(s):AteroscleroseTomografia por emissão de pósitrons
Resumo
A aterosclerose é uma das principais causas globais de morbidade e mortalidade, progredindo silenciosamente ao longo de décadas antes de se manifestar clinicamente. É caracterizada como uma doença imune-inflamatória crônica das artérias devido ao grande acúmulo de lipídios na íntima. Um dos fatores envolvidos na progressão da aterosclerose é a presença de uma subfração de partículas de lipoproteínas de baixa densidade (LDL) com um grau mínimo de modificação, denominada LDL eletronegativa [LDL (-)], que possui propriedades pró-inflamatórias, apresenta maior retenção na íntima das artérias e maior tempo de permanência na circulação sanguínea, gerando respostas imuno-inflamatórias. O grupo da Profa. Dra. Dulcineia S. P. Abdalla mapeou epitopos de anticorpos monoclonais importantes no reconhecimento das partículas de LDL (-), gerando peptídeos mimotopos com potencial para acompanhamento da progressão da aterosclerose. Inicialmente, alguns radiofármacos, que foram previamente estudados na aterosclerose como o 18F-Galacto-RGD na angiogênese e 18F-Fluoromisonidazole na hipóxia, serão utilizados como ferramentas no estabelecimento de métodos de imagens de lesões por tomografia por emissão de pósitrons (PET-SCAN). O uso integrado e racional de equipamentos como Tomografia Computadorizada (CT), Ressonância Magnética (RM), Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET), Tomografia por Emissão de Pósitrons associado à Tomografia Computadorizada (PET-CT), entre outros, têm sido empregados com sucesso no diagnóstico por imagem. O PET é uma técnica de imagem nuclear que consiste na injeção de uma substância radioativa emissora de raios ³ (radioisótopos) para obtenção das imagens de sua distribuição com sensibilidade suficiente para detectar concentrações da ordem de 10-12 M. Diante disso, o objetivo deste projeto é estabelecer protocolos de monitoramento de lesões ateroscleróticas em camundongos knockout LDLr-/- para posteriormente identificá-las a fim de se avaliar o potencial uso de peptídeos mimotopos de LDL(-) como agentes de mapeamento das lesões ateroscleróticas com maior grau de inflamação que poderiam auxiliar na determinação da instabilidade da placa e/ou para acompanhar o tratamento da doença aterosclerótica. (AU)

Alterações na perfusão cerebral de obesos após administração de 75 gramas de glicose. Estudo com SPECT, controlado, cego e aleatorizado

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Julio Sérgio Marchini
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/19821-6
Vigência: 01 de junho de 2011 - 30 de abril de 2014
Assunto(s):Nutrologia
Resumo
A fisiopatologia da obesidade envolve uma complexa trama entre sinalizadores periféricos e o metabolismo cerebral. Esse estudo tem por hipótese que os estímulos eliciados por nutrientes ingeridos resultam em alterações de perfusão cerebral, relacionadas ao excesso de tecido adiposo. Objetivo: Medir alterações de perfusão cerebral, com SPECT (Single-photon Emission Tomography), após estímulo com 75 gramas de glicose, analisados por meio dos softwares Statistical Parametric Mapping® (SPM) e SISCOM (ANALIZE 10.0 ®). Também serão determindos os níveis séricos de glicemia, insulina e leptina, a taxa metabólica basal por meio de calorimetria indireta (CI) e a composição corporal com bioimpedância elétrica (BIA). Por fim, correlacionar as alterações de perfusão cerebral e dos demais dados obtidos com a fisiopatologia da obesidade. Metodologia: Estudo cego, aleatorizado, controlado e dois grupos de pessoas, sendo o sujeito do experimento controle de si mesmo. Um grupo O com dez obesos (18 a 40 anos, IMC entre 30 e 40 kg/m 2) e um grupo NO com dez voluntários não obesos (mesmo grupo etário, IMC entre 18,5 e 24,9 kg/m 2, vivendo em condições semelhantes aos obesos), sem outras morbidezes. Os pacientes de ambos os grupos serão submetidos à avaliação do estado nutricional, CI, BIA, bem como, para análise dos SPECTs com o SISCOM, à Ressonância Nuclear Magnética encefálica. Posteriormente serão aleatorizados em subgrupos. O-1 e NO-1 (casos) recebendo solução via oral com 75 gramas de glicose após 12 horas de jejum e O-2 e NO-2 (controles) recebendo o mesmo volume em água nas mesmas condições, estudo crossover. Todos avaliados com SPECT cerebral e com dosagens séricas de glicemia, insulina e leptina, antes e após estímulo. (AU)
Página 22 de 954 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP