Busca avançada

X

Criar um alerta por e-mail


Novos resultados para a sua pesquisa em seu e-mail, semanalmente.

Seu e-mail:

Tamanho do e-mail:



Seu endereço de e-mail não será divulgado.

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Publicações acadêmicas
  • Auxílios à Pesquisa
  • Bolsas
  • Programas voltados a Temas Específicos
  • Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
  • Programas de Percepção Pública da Ciência
  • Programas de Infraestrutura de Pesquisa
  • Área do conhecimento
  • Situação
  • Ano de início
Excel (CSV)Alerta por e-mail   RSS
7.669 resultado(s)
|
Resumo

Autores tem estudado a efetividade do tratamento a partir da motivação do paciente, mas não baseada na livre escolha pelo mesmo da terapêutica a ser utilizada. As abordagens terapêuticas que detém evidências científicas comprovadas de efetividade é modesta em avaliar o desejo do paciente como fonte de incremento nos resultados do tratamento. Avaliar a efetividade dos tratamentos em nosso país é escassa e praticamente limita-se às pesquisas universitárias, não permitindo um estudo de seguimento de longa duração.O presente projeto tem por finalidade avaliar a hipótese de que a efetividade do tratamento possa estar associada à escolha do tipo de terapêutica peio próprio paciente. Visa avaliar os resultados do tratamento para indivíduos portadores de transtornos por uso de álcool a partir da escolha terapêutica formulada pelo próprio paciente em comparação com indivíduos cuja terapêutica foi indicada por um profissional. (AU)

Resumo

Pretende-se verificar neste projeta a existência de associações entre a habilidade de formar o controlar imagens mentais e o sucesso terapêutico obtido com determinados procedimentos terapêuticos. Além disso, pretende-se investigar como as imagens influenciam o processo terapêutico. Para tanto, serão atendidos estudantes universitários mostram ansiedade excessiva ao realizar provas e exames. O atendimento será feito através de grupos de vivência, com o emprego de imagens mentais. Serão aplicados testes e escalas para avaliar a capacidade dos estudantes de formar e controlar imagens, bem como o decréscimo de sua ansiedade após o processo terapêutico, para verificar se tal capacidade está associada a esse decréscimo. Será feita ainda uma análise do conteúdo filmado das sessões para investigar como as imagens influem no referido processo. (AU)

Resumo

As pessoas portadoras de sofrimento psíquico contam, atualmente, com estratégias que as possibilitam desenvolver suas habilidades sem retirá-las do convívio social. Dentre as mais utilizadas estão as oficinas terapêuticas, que promovem a reabilitação psicossocial através da arte e do trabalho. Este estudo pretende contribuir para a produção teórica sobre as oficinas terapêuticas, analisando os processos e resultados das atividades do NOTT (Núcleo de Oficinas Terapêuticas e de Trabalho) enfocando simultaneamente a práxis do assistente social neste espaço. Foi definida a utilização de metodologia qualitativa, com entrevistas semi-estruturadas com roteiro, realizadas com os profissionais e usuários do NOTT, campo da presente pesquisa. Os dados serão analisados tomando-os em sua totalidade a partir de suas singularidades, demonstrando a efetividade das oficinas terapêuticas no processo de reabilitação psicossocial dos portadores de sofrimento psíquico. (AU)

Resumo

Tumores cerebrais malignos estão entre os mais devastadores tipos de câncer e as decisões terapêuticas são particularmente complexas e dispendiosas. A abordagem multidisciplinar para o planejamento terapêutico dos tumores, em especial dos tumores cerebrais, é uma prática cada vez mais utilizada mundialmente. Do ponto de vista prático, essa abordagem é concretizada por meio das reuniões multidisciplinares para discussão dos casos, conhecida pelo acrônimo MDTM (Multidisciplinary Team Meetings). Nessas reuniões, neuro-oncologistas, neurocirurgiões, radiologistas, patologistas, clínicos gerais, enfermeiros e outros profissionais envolvidos discutem o caso e decidem conjuntamente o plano terapêutico para o paciente. Não obstante a existência de estudos ressaltando a importância da abordagem multidisciplinar, alguns trabalhos apresentam algumas barreiras que dificultam a maximização da eficiência do MDTM, dentre elas duas se destacam: a insuficiência de informações sobre o caso e a apresentação inadequada dos dados disponíveis aos membros da equipe. As dificuldades citadas constituem a motivação deste projeto de pesquisa, cujo objetivo principal é o desenvolvimento de um sistema computacional capaz de suprir a equipe multidisciplinar de informação relevante ao planejamento terapêutico de tumores cerebrais. A premissa do sistema é a integração dos diversos dados do paciente e, por meio de técnicas computacionais sofisticadas, a identificação automática das informações essenciais, ou seja, aquelas que podem influenciar o plano terapêutico e a adequada apresentação das mesmas aos membros da equipe. O principal benefício é evitar que algum detalhe importante seja desconsiderado no momento do planejamento terapêutico, contribuindo, conseqüentemente, para a elaboração do melhor plano de tratamento para o paciente. Do ponto de vista empresarial, além da lucratividade, a empresa proponente pretende, com esse produto, se consolidar no desenvolvimento de soluções de mineração de dados para o segmento médico-hospitalar. (AU)

Resumo

A presente pesquisa visa problematizar o acompanhamento terapêutico como um dispositivo de singularização. Para tal, nos serão encaminhados adolescentes pelo Conselho Tutelar do Município de Assis-SP, com os quais realizaremos o trabalho de Acompanhamento Terapêutico, por meio do paradigma da Esquizoanálise. Nos perguntamos neste projeto se as intensidades e as experimentações em meios abertos, como a rua, poderiam proporcionar, por meio da prática do acompanhamento terapêutico, novas formas de vida que não as pautadas pelas normas vigentes na sociedade, mas que possam potencializar a vida. (AU)

Resumo

Diferenças no perfil de metabolização de drogas, como a isoniazida, têm sido observadas em portadores de variantes da enzima N-acetiltransferase 2 (NAT2). Com a finalidade de avaliar a relação entre variantes do gene NAT2 e o perfil de resposta terapêutica à isoniazida, serão estudados 80 pacientes com tuberculose tratados com o esquema terapêutico (Ministério da Saúde). A resposta terapêutica será avaliada pela negativação da baciloscopia e da cultura de M. tuberculosis durante o tratamento. As variantes genéticas da NAT2 serão analisadas por PCR-RFLP, SSCP e seqüenciamento de DNA. Também serão avaliados o fenótipo de acetilação, a taxa de abandono da terapia e o aparecimento das cepas de M. tuberculosis resistentes. Os resultados deste estudo contribuirão para o conhecimento do perfil de acetiladores da isoniazida na nossa população, que poderá ser útil para adequação da terapia com isoniazida e para a redução das taxas de efeitos adversos e de cepas resistentes. (AU)

Resumo

A aliança terapêutica tem sido considerada a variável mais essencial do processo psicoterápico, independente das especificações das diferentes escolas de pensamento. Para a realização deste estudo será usada a Escala de Aliança Psicoterápica da Califórnia CALPAS, versão do paciente, que avaliar a partir das respostas dadas pelo paciente, o grau em que está havendo aliança terapêutica, de trabalho, compreensão e envolvimento do terapeuta e acordo do paciente e do terapeuta em relação aos objetivos e estratégias da psicoterapia. O objetivo desta pesquisa é avaliar o impacto inicial da aliança terapêutica nos resultados de um programa de psicoterapia breve psicodinâmica. (AU)

Resumo

A proposta deste estudo é fazer uma análise comparativa do processo terapêutico de pacientes que passaram por dois momentos diferentes de atendimento fonoaudiológico na Clínica de Fonoaudiologia da UNESP/Marília, baseados em dois procedimentos clínicos com concepções teóricas e metodológicas distintas. Os dados obtidos serão extraídos de prontuários da referida Clínica, nos quais foram registrados os fatos relacionados ao processo terapêutico desses pacientes. Serão analisadas as implicações clínicas das diferenças de concepção desses dois enfoques em relação à avaliação, ao planejamento terapêutico e aos resultados terapêuticos obtidos. (AU)

Resumo

A proposta deste estudo é fazer uma análise comparativa do processo terapêutico de pacientes que passaram por dois momentos diferentes de atendimento fonoaudiológico na Clínica de Fonoaudiologia da UNESP/Marília, baseados em dois procedimentos clínicos com concepções teóricas e metodológicas distintas. Os dados obtidos serão extraídos de prontuários da referida Clínica, nos quais foram registrados os fatos relacionados ao processo terapêutico desses pacientes. Serão analisadas as implicações clínicas das diferenças de concepção desses dois enfoques em relação à avaliação, ao planejamento terapêutico e aos resultados terapêuticos obtidos. (AU)

Resumo

A doença de Legg-Calvé-Perthes(DLCP) é caracterizada por necrose avascular do centro de ossificação da cabeça do fêmur, que acaba por se resolver. Os objetivos básicos do tratamento da DLCP é a manutenção da mobilidade articular do quadril afetado e o alívio da dor. A análise tardia do tratamento na moléstia é o ponto-chave da concretização de uma boa terapêutica realizada e o fundamental para a avaliação de padrões clínicos e cirúrgicos utilizados no período operatório. O nosso estudo caracteriza-se como prospectivo e, aliado à análise terapêutica e social de hoje, irá disponibilizar uma "rede de informações amarradas", desde os primeiros sintomas, método cirúrgico e evolução radiográfica, até a saúde e a qualidade de vida do paciente em período atual. Isso propiciará em melhoria na abordagem terapêutica, através da determinação de parâmetros que possam auxiliar ou até promover mudanças nos padrões de indicação terapêutica, visando a saúde ampla do paciente, a nível físico, psicológico e social. (AU)

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo verificar se a utilização do Toque Terapêutico - Método Krieger-Kunz produz alterações no que se refere ao estado de ansiedade dos estudantes e conhecer a percepção dos mesmos sobre a utilização do Toque Terapêutico como prática complementar no tratamento da ansiedade. Será realizado um estudo de campo experimental com abordagem quantitativa e os sujeitos da pesquisa (alunos de graduação da EEUSP) serão alocados aleatoriamente em dois grupos: Experimental (1) e Controle (2). O Comitê de Ética e Pesquisa da EEUSP já aprovou o projeto e os alunos que aceitarem participar, do estudo preencherão o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, serão atendidos individualmente em horário pré-agendado e preencherão o Inventário de Ansiedade - IDATE qualidade Brasil por Dela Coleta. (AU)

Resumo

O infarto do miocárdio causa perda irreversível de cardiomiócitos e tecido vascular, causando comprometimento da função cardíaca. O miocárdio não possui capacidade intrínseca de reparo fisiologicamente significante e mesmo com o arsenal terapêutico disponível, a morbidade e a mortalidade da insuficiência cardíaca resultante ainda representam problema sério de saúde pública. Dessa forma, o transplante de células-tronco ou progenitoras é uma modalidade terapêutica com potencial para uso em pacientes com disfunção cardíaca. Estudos mostram que células-tronco mesenquimais (CTMs) provenientes de medula óssea quando transplantadas em corações que sofreram infarto promovem melhora da função da cardíaca. As vantagens teóricas do uso terapêutico de CTMs provenientes de sangue de cordão umbilical (SCU) humano são a imaturidade celular e o aumento da disponibilidade de doadores compatíveis. Utilizando um modelo pré-clinico de infarto do miocárdio em suínos, investigaremos: a) o potencial terapêutico do uso de CTMs de SCU humano na regeneração cardíaca; b) a capacidade de implantação de CTMs de SCU humano no miocárdio infartado, c) se a pré-diferenciação cardiomiogênica e endotelial in vitro dessas células melhora a ação terapêutica. Adicionalmente, testaremos diferentes parâmetros para o transplante celular e manipularemos células a serem transplantadas visando à otimização do uso terapêutico de CTMs de SCU humano (AU)

Resumo

O diabetes mellitus do tipo 1 (DM1) é uma doença autoimune caracterizada pela destruição seletiva de células ² pancreáticas produtoras de insulina. Existem diversas formas de tratamento do DM1, tais como administração de insulina, imunossupressores, transplantes de pâncreas ou ilhotas pancreáticas, porém todos se mostram ineficientes em algum aspecto. Esse cenário estimula novas pesquisas acerca de alternativas terapêuticas para o tratamento do DM1, tais como a diferenciação in vitro de células-tronco humanas em células ² pancreáticas para transplante e tratamento do DM1 com células-tronco adultas. Nesse contexto, as células estromais mesenquimais (MSCs) representam uma fonte de células-tronco adultas ideal para terapia celular em virtude de seu fácil isolamento, expansão in vitro e capacidade imunossupressora, imunomoduladora e regenerativa. Trabalhos recentes demonstraram um efeito terapêutico satisfatório após infusões de MSCs em modelos animais de DM1, embora os mecanismos de ação das MSCs ainda não sejam completamente esclarecidos. Recentemente, uma nova classe de medicamentos, os inibidores da enzima dipeptidil peptidase 4 (DPP-4), demonstrou eficiência terapêutica e segurança no tratamento de pacientes com diabetes mellitus do tipo 2 por via oral. Além disso, o uso de inibidores de DPP-4 em modelos experimentais de DM1 tem demonstrado proteção das células pancreáticas contra apoptose, estimulação de neogênese de ilhotas pancreáticas e melhora do controle homeostático da glicose. Nossa hipótese é que o uso concomitante de inibidores de DPP-4 e infusões de MSCs no tratamento do DM1 experimental tenha um efeito terapêutico sinérgico na evolução clínica do DM1, se comparado ao uso individual de inibidores de DPP-4 ou de MSCs. O inibidor de DPP-4 seria responsável pelo restabelecimento do equilíbrio metabólico no microambiente pancreático, enquanto as MSCs atuariam na restauração da autotolerância através da supressão das células T autorreativas e possivelmente pela indução de células T reguladoras, bem como promover a regeneração de células beta. Esse presente projeto tem como objetivo avaliar se a administração de inibidor de DPP-4 pode potencializar o efeito das células estromais mesenquimais multipotentes (MSCs) no tratamento de DM1 experimental quimicamente induzido em camundongos C57BL/6 pela administração de estreptozotocina. Avaliaremos grupos de animais tratados somente com inibidor de DPP-4, tratados somente com MSCs e grupos de animais tratados com inibidor de DPP-4 e infusão das células. Neste trabalho estudaremos a resposta terapêutica clínica bem como os mecanismos imunológicos e regenerativos envolvidos na resposta terapêutica do DM1 à administração de inibidor de DPP-4 e MSCs na fase inicial da doença. Os resultados obtidos neste projeto contribuirão para avaliação da eficácia terapêutica da administração de inibidor de DPP-4 e MSCs no tratamento do diabetes experimental, bem como os mecanismos imunológicos e regenerativos envolvidos. Se demonstrada uma boa eficácia terapêutica, sem a ocorrência de efeitos tóxicos relevantes, o uso de inibidores de DPP-4 visando potencializar a terapia regenerativa e imunomoduladora com MSCs pode se tornar uma alternativa terapêutica para o tratamento do DM1 em humanos, que constitui uma doença associada à baixa qualidade de vida em longo prazo e necessidade de tratamento crônico de alto custo. (AU)

Resumo

As alterações genéticas mais frequentes em tumores de pulmão são mutações pontuais que ativam o oncogene K-Ras. Apesar destas mutações estarem causalmente ligadas à oncogênese, diferentes abordagens para inibir as proteinas Ras diretamente fracassaram na clínica. Portanto, para que melhores alvos terapêuticos para o câncer de pulmão se tornem disponíveis, será necessário identificar as vias sinalizadoras ativadas pela proteína K-Ras, que são críticas para a oncogênese. Uma destas vias culmina com a ativação do fator de transcrição NF-KB. Todavia, existe uma lacuna fundamental no nosso conhecimento sobre (1) como a ativação do NF-KB contribui para a transformação maligna pela K-Ras e (2) como a K-Ras ativa o NF-KB no pulmão. A falta deste conhecimento impossibilita a identificação de alvos terapêuticos potenciais nesta via, impedindo avanços no desenvolvimento de novas terapias para pacientes com câncer de pulmão. O objetivo deste projeto é identificar novos alvos terapêuticos relacionados ao NF-KB na oncogênese pulmonar induzida pela K-Ras. A hipótese deste projeto é que (1) o NF-KB, através de sua subunidade p65, regula a expressão de alvos terapêuticos potenciais no pulmão e (2) a ativação do NF-KB pela K-Ras envolve um alvo terapêutico promissor: a quinase IKKJ3. Esta hipótese foi formulada com base em estudos anteriores mostrando que a perda da subunidade p65 em um modelo animal reduz a formação de tumores pulmonates induzidos pela K-Ras e ainda, estudos mostrando que a quinase IKKJ3 não só ativa o NF-KB, mas funciona como um oncogene importante em tumores com alta atividade de Ras. A justificativa que rege o programa de pesquisa aqui proposto é que espera-se que ele contribuirá para um melhor entendimento dos mecanismos moleculares acionados pela K-Ras no câncer de pulmão, enquanto que, ao mesmo tempo, espera-se que este projeto permita validar uma nova estratégia terapêutica. (AU)

Resumo

O infarto do miocárdio causa perda irreversível de cardiomiócitos e tecido vascular, causando comprometimento da função cardíaca. O miocárdio não possui capacidade intrínseca de reparo fisiologicamente significante e mesmo com o arsenal terapêutico disponível, a morbidade e a mortalidade da insuficiência cardíaca resultante ainda representam problema sério de saúde pública. Dessa forma, o transplante de células-tronco ou progenitoras é uma modalidade terapêutica com potencial para uso em pacientes com disfunção cardíaca não controlável inteiramente por métodos tradicionais. Células-tronco mesenquimais (CTMs) expandem-se facilmente ex vivo e têm capacidade de diferenciação em células endoteliais e cardiomiócitos in vitro. O uso de CTMs na recuperação cardíaca vem sendo investigado em estudos experimentais e clínicos. A maioria desses estudos mostra que CTMs provenientes de medula óssea quando transplantadas em corações que sofreram infarto promovem melhora da função cardíaca. No entanto, os mecanismos envolvidos nesse fenômeno ainda não foram esclarecidos. As vantagens teóricas do uso terapêutico de CTMs provenientes de sangue de cordão umbilical (SCU) humano são a imaturidade celular, que contribui para a diminuição na incidência da doença do enxerto versus hospedeiro, e o aumento da disponibilidade de doadores compatíveis, devido à existência de bancos públicos de SCU para transplantes alogênicos. Utilizando um modelo pré-clinico de infarto do miocárdio em suínos, investigaremos: a) o potencial terapêutico do uso de CTMs de SCU humano na regeneração cardíaca; b) capacidade de implantação de CTMs de SCU humano no miocárdio infartado; c) se a pré-diferenciação cardiomiogênica e/ou endotelial in vitro dessas células melhora a ação terapêutica. Adicionalmente, testaremos diferentes parâmetros para o transplante celular (tempo pós-infarto e quantidade celular) e manipularemos células a serem transplantadas visando a otimização do uso terapêutico de CTMs de SCU humano. Ao final desse trabalho, teremos avaliado o potencial terapêutico de CTMs de SCU humano na recuperação cardíaca pós-infarto do miocárdio em um modelo pré-clínico. (AU)

Resumo

Contexto: O desempenho, particularmente em uma das mais populares práticas esportivas como a corrida, é tipicamente influenciado pelo estado do sistema musculoesquelético, quer pelo nível de treinamento e condicionamento das estruturas biológicas, ou pelo processo de envelhecimento. Quaisquer alterações na biomecânica do sistema musculoesquelético, particularmente dos pés e tornozelos, e na coordenação do movimento, influenciarão de forma abrangente a funcionalidade do corredor, independente de sua idade, predispondo-o em maior ou menor grau a lesões relacionadas e poderão ainda comprometer substancialmente sua qualidade de vida. Compreender os efeitos de uma abordagem terapêutica focada nos pés e do envelhecimento na biomecânica do andar e correr, na coordenação, força e funcionalidade dos músculos dos membros inferiores, contribuirá para a adoção de estratégias terapêuticas e preventivas mais eficientes para a população de adultos e idosos corredores. Objetivos: O objetivo principal desse temático é compreender os efeitos (1) da abordagem terapêutica ground-up; e (2) do envelhecimento na biomecânica do andar e correr, na coordenação de membros inferiores, na força e funcionalidade dos músculos dos membros inferiores e na prevenção de lesões relacionadas a corrida. Particularmente, (1) investigaremos os efeitos de um protocolo de exercícios terapêuticos para os pés na incidência de lesões relacionadas à corrida em membro inferior de corredores fundistas e (2) investigaremos como a coordenação do movimento é afetada pelo envelhecimento e pela prática de corrida. Métodos: No primeiro conjunto de experimentos, iremos realizar um ensaio clínico prospectivo randomizado e controlado em que parte dos sujeitos participarão de um protocolo de exercícios terapêuticos para o complexo tornozelo/pé. Todos os sujeitos serão avaliados em diferentes momentos quanto a funcionalidade dos pés, trofismo muscular, força do tornozelo e pé, e biomecânica da marcha e corrida. Num segundo conjunto de experimentos, iremos modelar e simular computacionalmente os movimentos de andar e correr de adultos jovens e idosos sedentários e corredores fundistas analisados experimentalmente para determinar torques articulares e forças musculares nos membros inferiores e seus padrões de coordenação. Resultados esperados: Pretendemos mostrar que o protocolo terapêutico proposto é uma abordagem inovadora e eficaz na diminuição de incidência de lesões em corredores, bem como buscamos mostrar pela primeira vez quais são os efeitos do envelhecimento e prática de corrida na coordenação do movimento de idosos. (AU)

Resumo

As alterações genéticas mais frequentes em tumores de pulmão são mutações pontuais que ativam o oncogene K-Ras. Apesar destas mutações estarem causalmente ligadas à oncogênese, diferentes abordagens para inibir as proteínas Ras diretamente fracassaram na clínica. Portanto, para que melhores alvos terapêuticos para o câncer de pulmão se tornem disponíveis, será necessário identificar as vias sinalizadoras ativadas pela proteína K-Ras, que são críticas para a oncogênese. Uma destas vias culmina com a ativação do fator de transcrição NF-ºB. Todavia, existe uma lacuna fundamental no nosso conhecimento sobre (1) como a ativação do NF-kB contribui para a transformação maligna pela K-Ras e (2) como a K-Ras ativa o NF-kB no pulmão. A falta deste conhecimento impossibilita a identificação de alvos terapêuticos potenciais nesta via, impedindo avanços no desenvolvimento de novas terapias para pacientes com câncer de pulmão. O objetivo deste projeto é identificar novos alvos terapêuticos relacionados ao NF-ºB na oncogênese pulmonar induzida pela K-Ras. A hipótese deste projeto é que (1) o NF-ºB, através de sua subunidade p65, regula a expressão de alvos terapêuticos potenciais no pulmão e (2) a ativação do NF-ºB pela K-Ras envolve um alvo terapêutico promissor: a quinase IKK². Esta hipótese foi formulada com base em estudos anteriores mostrando que a perda da subunidade p65 em um modelo animal reduz a formação de tumores pulmonares induzidos pela K-Ras e ainda, estudos mostrando que a quinase IKK² não só ativa o NF-ºB, mas funciona como um oncogene importante em tumores com alta atividade de Ras. A justificativa que rege o programa de pesquisa aqui proposto é que espera-se que ele contribuirá para um melhor entendimento dos mecanismos moleculares acionados pela K-Ras no câncer de pulmão, enquanto que, ao mesmo tempo, espera-se que este projeto permita validar uma nova estratégia terapêutica. (AU)

Resumo

A Raiva é uma das zoonoses de maior incidência no mundo, sendo ela encontrada em todos os continentes, fazendo-se exceção a Oceania. No entanto, a sua presença vem sendo detectada em áreas anteriormente consideradas livres, demonstrando uma ampla distribuição e risco à saúde humana e animal. O aumento do número de casos de raiva humana é observado em países em desenvolvimento como o Brasil. A enfermidade é de caráter letal, sendo o tratamento pós-expositivo a principal medida para evitar o desenvolvimento da doença, o qual se baseia na aplicação da vacina antirrábica associada ou não ao soro antirrábico, em número de doses variáveis de acordo com o tipo de exposição. Em função da necessidade de doses vacinais repetidas é muito comum o abandono terapêutico, o que representa risco elevado de desenvolvimento da enfermidade, uma vez que não existe tratamento específico após o início da apresentação dos sinais clínicos. Protocolos terapêuticos utilizando coma e drogas antivirais vem sendo aplicados em seres humanos com resultados positivos e negativos, gerando dúvidas quanto à eficácia frente ao protocolo e origem do vírus rábico infectante. A possibilidade de utilização de RNA de interferência (siRNA) e drogas antivirais (Ribavirina) associadas ou não ao Dimetilsulfóxido no tratamento pós expositivo ou sintomático da raiva experimental em camundongos, proposta neste projeto, representa nova perspectiva no tratamento pós expositivo e terapêutico da raiva e permite responder questões adicionais relativas à eficácia pós expositiva ou terapêutica frente a amostras de origem canina e de morcego. Pretende-se avaliar a eficácia terapêutica e pós expositiva de Short-Interfering RNAs (siRNAs), Ribavirina, em camundongos infectados com o vírus rábico de origem canina frente a origem de morcegos. O presente projeto se constituirá em tese de doutorado da Camila Michele Appolinario, desenvolvimento do projeto de Iniciação Cientifica do Horácio Motta Iungano (bolsista IC FAPESP), permitirá a participação de 2 doutorandos, 2 mestrandos, 2 bolsistas de Iniciação Científica, publicação em periódicos internacionais e apresentação em congressos internacionais. Os resultados fornecerão, adicionalmente, subsídios para o protocolo terapêutico da raiva que presente ser instituído pelo Ministério da Saúde de acordo com Nota Técnica, 2008. (AU)

Resumo

A Raiva é uma das zoonoses de maior incidência no mundo, sendo ela encontrada em todos os continentes, fazendo-se exceção a Oceania. No entanto, a sua presença vem sendo detectada em áreas anteriormente consideradas livres, demonstrando uma ampla distribuição e risco à saúde humana e animal. O aumento do número de casos de raiva humana é observado em países em desenvolvimento como o Brasil. A enfermidade é de caráter letal, sendo o tratamento pós-expositivo a principal medida para evitar o desenvolvimento da doença, o qual se baseia na aplicação da vacina antirábica associada ou não ao soro antirábico, em número de doses variáveis de acordo com o tipo de exposição. Em função da necessidade de doses vacinais repetidas é muito comum o abandono terapêutico, o que representa risco elevado de desenvolvimento da enfermidade, uma vez que não existe tratamento específico após o início da apresentação dos sinais clínicos. Protocolos terapêuticos utilizando coma e drogas antivirais vem sendo aplicados em seres humanos com resultados positivos e negativos, gerando dúvidas quanto à eficácia frente ao protocolo e origem do vírus rábico infectante. A possibilidade de utilização de RNA de interferência (siRNA) e drogas antivirais (Ribavirina) associadas ou não ao Dimetilsulfóxido no tratamento pós expositivo ou sintomático da raiva experimental em camundongos, proposta neste projeto, representa nova perspectiva no tratamento pós expositivo e terapêutico da raiva e permite responder questões adicionais relativas à eficácia pós expositiva ou terapêutica frente a amostras de origem canina e de morcego. Pretende-se avaliar a eficácia terapêutica e pós expositiva de Short-Interfering RNAs (siRNAs), Ribavirina, em camundongos infectados com o vírus rábico de origem canina frente a origem de morcegos. O presente projeto se constituirá em tese de doutorado da Camila Michele Appolinario, desenvolvimento do projeto de Iniciação Cientifica do Horácio Motta Iungano (bolsista IC FAPESP), permitirá a participação de 2 doutorandos, 2 mestrandos, 2 bolsistas de Iniciação Científica, publicação em periódicos internacionais e apresentação em congressos internacionais. Os resultados fornecerão, adicionalmente, subsídios para o protocolo terapeutico da raiva que presente ser instituido pelo Ministério da Saúde de acordo com Nota Técnica, 2008. (AU)

Resumo

A importância do desenvolvimento de estratégias profiláticas e/ou terapêuticas contra os vírus do papiloma humano (HPV) é ressaltada, tanto pela doença sexualmente transmissível como pela elevada incidência de câncer cervical em mulheres. No Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas foi construída uma vacina de DNA bivalente baseada na fusão gênica das oncoproteínas E6 e/ou E7 do HPV-16 e uma proteína (gD) do vlrus herpes simplex tipo 1 (HSV-1). Foi demonstrado que, por meio de ensaios em modelo murino, as vacinas baseadas ma expressão das proteínas E7 ou E6 e E7, mas não aquela baseada na expressão da proteína E6, foram capazes de gerar proteção profilática total uma proteção terapêutica parcial para a formação de tumores induzidos pelo HPV-16. Diante disso, propomos no presente projeto de iniciação científica obter novas construções em que a inserção dos genes responsáveis pela codificação das proteínas E6 e E7 sejam invertidos em relação ao sitio de inserção na seqüência que codifica a proteína gD do HSV-1. As novas construções deverão ser testadas in vitro para a avaliação da expressão das proteínas híbridas. Além disso, os vetores já construídos serão submetidos a novos ensaios em camundongos desafiados com células transformadas com as proteínas E6 e E7 e imunizados com diferentes intervalos de tempo. Planeja-se também avaliar o efeito da co-expressão da interleucina-12 sobre o efeito protetor, sobretudo terapêutico, induzido pelas vacinas. A partir desses ensaios esperamos definir condições que aumentem o potencial terapêutico das vacinas contra tumores induzidos pelo HPV-16 em modelo murino. (AU)

Resumo

O tumor de Wilms (TW) é a neoplasia renal maligna mais frequente na população pediátrica e apresenta atualmente, altos índices de cura mesmo para os casos de doença metastática, mostrando que os TW são, na maioria das vezes, sensíveis ao tratamento. No entanto, cerca de 20% dos pacientes são refratários aos esquemas terapêuticos disponíveis e acabam por sucumbir à doença, sendo a resistência quimioterápica a principal responsável pelas falhas terapêuticas. Neste contexto, a identificação de pacientes potencialmente bons e maus respondedores ao tratamento quimioterápico torna-se de extrema importância por permitir uma estratificação destes indivíduos em grupos de risco de falha terapêutica e com isso, um tratamento mais individualizado. Dentre os tipos histológicos que compõem o TW, o componente blastematoso é o que melhor se aplica ao estudo da resposta terapêutica uma vez que tem um alto potencial invasivo e pode ser tanto sensível quanto resistente à QT. Buscando analisar o perfil de expressão gênica dos TW de componente blastematoso, identificamos, através de um estudo anterior, 14 genes diferencialmente expressos entre variantes sensíveis e resistentes à quimioterapia, envolvidos em processos biológicos que puderam ser relacionados, à resposta quimioterápica. Frente a estes achados, este atual estudo tem como objetivo principal validar a expressão diferencial dos genes selecionados no estudo anterior e verificar se esta expressão gênica diferencial está realmente relacionada à resposta quimioterápica nestes tumores. (AU)

Resumo

A hipótese deste projeto de doutorado baseia-se na possibilidade de que a vacina DNAhsp65 sozinha ou associada à proteína hsp65 recombinante induza células T reguladoras (Tregs) e que desta forma possa ser utilizada como estratégia profilática ou terapêutica na esclerose múltipla. Esta pressuposição é baseada em dados clássicos da literatura que mostram de forma evidente o potencial antiinflamatório da hsp65 e em dados mais recentes que indicam que a inoculação simultânea de vacina de DNA e proteína recombinante também determina indução de células T com potencial regulador (Tregs). Neste contexto, o objetivo geral desta investigação é avaliar o efeito profilático e/ou terapêutico da DNAhsp65 ou da co-inoculação DNAhsp65/rhsp65 no desenvolvimento encefalite auto-imune experimental (EAE) induzida por MOG em camundongos fêmeas C57BL/6, que reproduz a cronicidade da esclerose múltipla humana. Os objetivos do projeto são: caracterizar a resposta imune específica, humoral e celular, desencadeada pela vacina gênica para tuberculose (DNAhsp65) em camundongos C57BL/6; avaliar o efeito profilático e terapêutico do protocolo clássico de imunização com DNAhsp65 (3 doses /100 µg / via im) e da co-inoculação DNA/proteína nas características clinicas, imunológicas e histológicas da EAE e esclarecer o possível mecanismo imunológico envolvido nos protocolos profilático e terapêutico mais eficazes através da análise histológica do SNC e caracterização de células T reguladoras no SNC e linfonodos regionais. (AU)

Resumo

Nos novos serviços de saúde mental, como por exemplo os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), os profissionais de enfermagem possuem como uma de suas atividades o acompanhamento terapêutico. Esta modalidade de atendimento surgiu no Brasil, no final da década de 70, quando no campo da saúde mental passou a haver um amplo processo de questionamentos sobre o paradigma da psiquiatria. Neste contexto, o acompanhamento terapêutico surge como uma necessidade clínica em relação aos pacientes que às abordagens terapêuticas clássicas fracassaram e como uma necessidade de projetar uma abordagem mais integral às psicoses. Desse modo, essa pesquisa terá como finalidade investigar como os profissionais de enfermagem de nível médio, os quais possuem menor qualificação em saúde mental, desenvolvem atividades de acompanhamento terapêutico junto a esse paciente e que referenciais teóricos sustentam seu trabalho. O campo de pesquisa deste estudo envolve o Centro de Atenção Psicossocial, o qual se localiza na cidade de Campinas e atende pacientes com distúrbios mentais severos e persistentes. Os procedimentos utilizados para coleta de dados serão: observação participante, pesquisa documental e entrevistas semi-estruturadas. A análise da pesquisa será de cunho qualitativo e utilizará como referencial teórico a psicanálise. (AU)

Resumo

Este projeto de pesquisa pretende identificar quais concepções de reinserção e reabilitação psicossocial que os profissionais da equipe de referência de um Serviço Residencial Terapêutico (SRT) expressam; delimitar a caracterização de seu trabalho diário e abordar criticamente as relações estabelecidas entre o conceito de atividades terapêuticas e o tratamento de pacientes com transtorno mental severo e persistente neste local. Para tanto, discutiremos os problemas e/ou vantagens identificados pelos sujeitos que se ocupam do plano terapêutico como obstáculos e/ou recursos para realizarem seu trabalho. No referido serviço, os funcionários atuam de maneira multiprofissional. Nesta estrutura de trabalho, um grupo de profissionais, cada qual dentro de sua formação - que pode ser universitária, média ou básica -, é responsável exclusivamente por determinado grupo de pacientes; deste modo, cada sujeito desenvolve um vínculo mais estreito com estes funcionários, remetendo-se a eles sempre que necessário. Quanto à coleta de dados, abordaremos a equipe mediante entrevistas abertas com roteiro semiestruturado constituído por questões que contemplem os objetivos da pesquisa. Procederemos à escolha dos sujeitos pela técnica de amostragem por saturação e o tratamento dos dados pela análise temática de conteúdo. (AU)

Resumo

Avaliar alterações no nível de depressão, maturidade defensiva, sintomas psicopatológicos, grau de alexitimia e neuroticismo, de pacientes de PBs, com terapeutas experientes. Serão ainda exploradas as relações destas variáveis com o conflito que configura o foco e a estratégia terapêutica adotada. A pesquisa seguirá delineamento de análise intensiva de processos terapêuticos, aplicada a Estudos de Caso Único. Amostra: pacientes da Clínica Psicológica da PUC-Campinas, instrumentos: Inventário de Depressão Beck (BDI), Escala de Avaliação dos Mecanismos de Defesa (DMRSs), Escala de Avaliação de Sintomas-40 (EAS-40), Toronto Alexithymia Scale (TAS) e Escala Fatorial de Ajustamento Emocional/Neuroticismo - EFN, na fase inicial, medial e final dos atendimentos. Psicoterapeutas: membros do grupo de pesquisa, "Psicoterapia Breve Psicodinâmica: avaliação de mudança e instrumentos de medida", incluindo a pesquisadora. Os escores dos instrumentos serão interpretados quantitativa e qualitativamente através de relações entre eles e o foco, assim como com o tipo de estratégia terapêutica. O primeiro será avaliado com o método do Tema Central de Relacionamento Conflituoso (CCRT), e a estratégia de intervenção, segundo as modalidades: suportiva ou expressiva. Além das análises individuais de cada processo, espera-se traçar um perfil geral integrando todos os casos e contribuir para a construção de conhecimento empiricamente baseado, sobre os limites das PBs em clínicas comunitárias. (AU)

Resumo

A estimulação elétrica neuromuscular (NMES) tem sido aplicada como coadjuvante na reabilitação vocal, entretanto, os estudos na presbifonia são escassos e necessitam de pesquisas com maior rigor metodológico. Objetivo: Analisar o efeito imediato e a médio prazo do uso da eletroestimulação associada à terapia vocal na reabilitação vocal em idosos. Método: Ensaio clínico controlado randomizado cego. Participarão indivíduos com 60 anos de idade ou acima com queixas vocais no período do envelhecimento e que apresentarem no exame otorrinolaringológico arqueamento de pregas vocais durante a respiração e/ou fenda fusiforme à fonação. Serão distribuídos de forma randomizada, em grupo experimental (GE) e controle (GC). Todos eles serão atendidos em uma proposta terapêutica de 12 sessões, sendo quatro sessões semanais. O GE realizará a proposta terapêutica utilizando a NMES e o GC, sem a sua aplicação. Os eletrodos serão colocados verticalmente sobre o meio da cartilagem tireoide e da cricotireóideo, e na região submadibular, abaixo do corno posterior do osso hioide, em todos os participantes. Para verificar a efetividade da proposta terapêutica aplicada com a utilização da NMES como coadjuvante, será realizado exame laringológico, autoavaliação, avaliações perceptivoauditiva e de parâmetros acústicos e, de tempos máximos de fonação nos momentos Pré terapia, Pós imediato ao final da proposta terapêutica e um mês após. Serão aplicados testes de análise de comparação dos resultados das avaliações. (AU)

Resumo

A hipótese de trabalho deste projeto baseia-se na possibilidade de que a vacina DNAhsp65 sozinha ou associada à proteína hsp65 recombinante induza células T reguladoras (Tregs) e que desta forma possa ser utilizada como estratégia profilática ou terapêutica na esclerose múltipla. Esta pressuposição é baseada em dados clássicos da literatura que mostram de forma evidente o potencial antiinflamatório da hsp65 e em dados mais recentes que indicam que a inoculação simultânea de vacina de DNA e proteína recombinante também determina indução de células T com potencial regulador (Tregs). Neste contexto, o objetivo geral desta investigação é avaliar o efeito profilático e/ou terapêutico da DNAhsp65 ou da co-inoculação DNAhsp65/rhsp65 no desenvolvimento encefalite autoimune experimental (EAE) induzida por MOG em camundongos fêmeas C57BL/6. Os objetivos específicos do projeto são: caracterizar a resposta imune específica, humoral e celular, desencadeada pela vacina gênica para tuberculose (DNAhsp65) em camundongos C57BL/6; avaliar o efeito profilático e terapêutico do protocolo clássico de imunização com DNAhsp65 (3 doses / 100 µg / via im) e da co-inoculação DNA/proteína nas características clínicas, imunológicas e histológicas da EAE e esclarecer o possível mecanismo imunológico envolvido nos protocolos profilático e terapêutico mais eficazes através da análise histológica do SNC e caracterização de células T reguladoras no SNC e linfonodos regionais. (AU)

Resumo

A Raiva é uma das zoonoses de maior incidência no mundo, sendo ela encontrada em todos os continentes, fazendo-se exceção a Oceania. No entanto, a sua presença vem sendo detectada em áreas anteriormente consideradas livres, demonstrando uma ampla distribuição e risco à saúde humana e animal. O aumento do número de casos de raiva humana é observado em países em desenvolvimento como o Brasil. A enfermidade é de caráter letal, sendo o tratamento pós-expositivo a principal medida para evitar o desenvolvimento da doença, o qual se baseia na aplicação da vacina antirábica associada ou não ao soro antirábico, em número de doses variáveis de acordo com o tipo de exposição. Em função da necessidade de doses vacinais repetidas é muito comum o abandono terapêutico, o que representa risco elevado de desenvolvimento da enfermidade, uma vez que não existe tratamento específico após o início da apresentação dos sinais clínicos. Protocolos terapêuticos utilizando coma e drogas antivirais vem sendo aplicados em seres humanos com resultados positivos e negativos, gerando dúvidas quanto à eficácia frente ao protocolo e origem do vírus rábico infectante. A possibilidade de utilização de RNA de interferência (siRNA) e drogas antivirais (Ribavirina) associadas ou não ao Dimetilsulfóxido no tratamento pós expositivo ou sintomático da raiva experimental em camundongos, proposta neste projeto, representa nova perspectiva no tratamento pós expositivo e terapêutico da raiva e permite responder questões adicionais relativas à eficácia pós expositiva ou terapêutica frente a amostras de origem canina e de morcego. (AU)

Resumo

Isolados de C. neoformans var. grubii (sorotipo A) de origem clínica e ambiental, serão pesquisadas quanto a sensibilidade a Anfotericina B e ao Fluconazol "in vitro". As amostras com resultados mais sensível e as mais resistentes a Anfotericina B e ao Fluconazol verificados através do estudo e a amostra padrão ATCC 90112 serão inoculadas em camundongos BALB/c; e após 24hs (vinte e quatro horas) da inoculação começarão a ser tratados por via intraperitonial com Anfotericina B e fluconazol e a eficácia terapêutica será verificada durante 10 (dez) dias. Os animais que forem a óbito e os sobreviventes após 30 dias da inoculação serão necropsiados e os órgãos: pulmão cérebro, rins, baço e fígado serão removidos onde faremos estudo histopatológico destes órgãos. Será determinado o número de UFCs/órgão(pulmão e cérebro) para contagem de colônias de C. neoformans nesses órgãos. Em seguida iremos comparar os resultados encontrados "in vitro" com os resultados verificados através da eficácia terapêutica. (AU)

Resumo

A incidência de micoses oportunísticas em pacientes imunocomprometidos, tais como leucêmicos, transplantados, diabéticos, doentes em uso de quimioterapia e com síndrome da imunodeficiência adquirida (Aids), tem aumentado substancialmente nos últimos anos. Avanços no regime terapêutico são necessários, especialmente para população mais susceptível. Micoses oportunísticas, como tricosporonoses, fusarioses e scedosporíose, têm se revelado altamente resistentes aos regimes terapêuticos com antifúngicos convencionais e apresentam elevado índice de morbidade e mortalidade. Entender a ecologia, epidemiologia e os mecanismos de patogênese dos fungos oportunistas, através da caracterização microbiológica, polimorfismo fenotípico e genético, resistência aos antifúngicos e fatores associados ã virulência, constitui uma importante ferramenta para o desenvolvimento de medidas de controle e promissores, com citocinas, associadas ou não, a antígenos ou antifúngicos serão utilizadas na terapêutica da tricosporonose merina experimental. Essas abordagens possibilitarão melhor conhecimento das relações entre microrganismos oportunistas e o hospedeiro, e poderão servir como modelo para outras micoses oportunísticas. (AU)

7.669 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção