site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Área do conhecimento
Página 12 de 1.225 resultado(s)
|

Tafonomia como ferramenta interpretativa: elucidação de viés deposicional faunístico em sítios arqueológicos, a partir de comparações com sítios paleontológico e etnográfico

Beneficiário:Marcos Cesar Bissaro Junior
Instituição: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Walter Alves Neves
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:04/11484-0
Vigência: 01 de março de 2005 - 31 de julho de 2006
Resumo
Inserido no do projeto temático "Origens e micro-evolução do homem na América: uma abordagem paleoantropotógica, IIP (FAPESP Proc. 04/01321-6) este estudo visa à compreensão do registro faunístico arqueológico da região de Lagoa Santa, a fim de compreender as estratégias de subsistência, especificamente de caça, das sociedades forrageiras de Lagoa Santa. Para melhor entendimento do registro arqueológico, no que tange a estudos faunísticos, alguns processos tafonômicos que alteram os remanescentes ósseos devem ser reconhecidos e entendidos a fim de minimizar possíveis erros interpretativos. Agentes humanos e agentes naturais são os dois vetores que alteram um elemento qualquer em um contexto arqueológico. A partir de uma coleção paleontológica e uma coleção etnográfica, nos quais apenas um dos processos acima citados está agindo (em contexto paleontológico, apenas agentes naturais e em contexto etnográfico, apenas agentes humanos), levantaremos dados para aplicação em contextos arqueológicos. Para isto, caracterizaremos as coleções quanto à identificação de espécies, parte anatômica, número de elementos representados (NISP), número mínimo de indivíduos (MNI), grau de fragmentação, grau de queima, marcas de corte, e alterações naturais físicas e químicas. Como ferramentas analíticas para tratamento dos dados levantados, utilizaremos dados de densidade óssea e índices de utilidade. (AU)

Síntese total da migrastatina, da crocacina d e das espirofunginas a e b

Beneficiário:Fernanda Gadini Finelli
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Dias
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:04/05749-0
Vigência: 01 de dezembro de 2004 - 30 de novembro de 2008
Resumo
A MIGRASTATINA é um novo produto natural e foi isolado de cultura de Streptomyces sp. MK929-43F1 por Imoto e colaboradores em 2000. Pesquisadores da Kosan Bioscience mostraram que culturas de Streptomyces platensis também produzem migrastatina, que apresenta um extraordinário efeito inibidor na migração de células tumorais, importantíssimo para o tratamento de metástase tumoral. As CROCACINAS A-D são metabólitos biologicamente ativos isolados a partir do extrato de culturas de Chondromyces crocatus e apresentam elevada atividade sobre fungos, leveduras e culturas de células animais. O grupo das Choncramidas A-D, composto por depsipeptídeos, apresentou atividade antifungal moderada, mas se mostrou altamente citostático em cultura de células mamárias nas quais a ocorrência de células multinucleadas e uma interferência com a polimerização de actina foi observada. As ESPIROFUNGINAS A e B foram isoladas do extrato da cultura de Streptomyces violaceusniger Tü 4113 como novos antibióticos do tipo policetídeo. Estes compostos apresentaram várias atividades antifúngicas, especialmente sobre leveduras. O objetivo deste trabalho é investigar rotas sintéticas para a migrastatina, crocacina D e para as espirofunginas, que forneçam grandes quantidades de material para estudos biológicos posteriores e que sejam rotas flexíveis a ponto de permitir a obtenção de derivados destes produtos naturais. (AU)

Estudo para a obtenção de produtos naturais bioativos a partir de plantas

Beneficiário:Richele Priscila Severino
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Cézar Vieira
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Processo:03/12588-0
Vigência: 01 de maio de 2004 - 30 de setembro de 2007
Resumo
Os vegetais são fontes de substâncias com grande variedade estrutural e com alto potencial farmacológico, sendo as plantas da ordem Rutales muito promissoras. O progresso da biologia celular e da farmacologia molecular deu um impulso importante para o desenvolvimento de testes biológicos baseados no mecanismo de ação de algumas enzimas. As cisteíno-proteases são essenciais ao ciclo de vida de muitos protozoários patogênicos, sendo as cruzipaínas um grupo de cisteíno-proteases majoritárias no parasita Trypanosoma cruzi e foram identificadas como um promissor alvo terapêutico para o tratamento da Doença de Chagas. Existe um grande interesse em caracterizar as cisteíno-proteases lisossomais (catepsinas B, H, L, S, C, K, O, F, V, X e W) para confirmar o seu envolvimento em importantes processos celulares, pois além do seu papel fisiológico normal, as cisteíno-peptidases lisossomais estão envolvidas em inúmeros processos patológicos como na progressão de tumores malignos, distrofia muscular, artrite reumatóide, osteoporose e doença de Alzheimer. A xylellaína, uma cisteíno-protease, é uma das principais enzimas envolvidas no processo de invasão da Xylella fastidiosa. Essa enzima é responsável pela destruição da parede celular do vegetal, o que lhe confere a patogenicidade. Neste projeto propõe-se a busca de produtos naturais inibidores específicos de enzimas, mais especificamente de GAPDH e cruzipaínas de T. cruzi, catepsinas lisossomais (K, S e L) e xylellaína. (AU)

Busca de compostos bioativos em espécies de Lauraceaes e de Myristicaceas do estado de São Paulo

Beneficiário:Andrea Nastri de Luca Batista
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Massayoshi Yoshida
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:99/06151-1
Vigência: 01 de setembro de 1999 - 31 de agosto de 2001
Assunto(s):PlantasBotânicaLauraceaeMyristicaceae
Resumo
Os resultados de estudos fitoquímico obtidos pelo Laboratório de Química de Produtos Naturais do IQ-USP foram divulgados em revistas de circulação internacional e descrevem centenas de metabólitos pertencentes às classes de neolignanas, lignanas, policetídeos, terpenóides e, mais recentemente os flavonóides e flavonolignóides, a partir de espécies vegetais arbóreas da Amazônia. Os referidos metabólitos, estruturalmente relacionados a inúmeros exemplos de substâncias biologicamente ativas, tem atraído a atenção de empresas farmacêuticas, pois cerca de 25% dos medicamentos hoje existentes são derivados de produtos naturais de plantas. O projeto proposto pretende realizar um trabalho fitoquímico com uma abordagem distinta aos trabalhos previamente realizados onde se visavam o isolamento, identificação e registro de constituintes de plantas, principalmente de extratos apolares, a fim de contribuir para a quimiotaxonomia de famílias vegetais. A metodologia de isolamento e determinação estrutural é semelhante à anteriormente utilizada, acrescentando o fracionamento de extratos polares e testes de atividade biológica (atividades antioxidante, anti-cancerígena, antifúngica e anti-malárica) de extratos, frações ou substâncias isoladas. Com referência a determinação estrutural, dentre os equipamentos adquiridos pelo IQ-UNESP, destaca-se o espectrômetro de RMN de 11,7 T, que será empregado nas análises de substâncias isoladas. (AU)

Produtos naturais da ordem rutales como potenciais compostos de partida para o desenho racional de drogas antichagásicas e antileishmanioses e otimização por planejamento baseado em estruturas

Beneficiário:Anna Sylvia Ferrari Marques
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Cézar Vieira
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Processo:01/12689-6
Vigência: 01 de maio de 2002 - 30 de abril de 2006
Resumo
A leishmaniose e a doença de Chagas representam um grave problema de saúde pública, afetando anualmente milhares de pessoas, principalmente nos países de poucos recursos. Os agentes quimioterápicos atuais disponíveis para o tratamento dessas doenças apresentam altos graus de toxicidade, efeitos colaterais e não são totalmente eficientes. Com a abordagem moderna, do desenho racional de drogas, os produtos naturais extraídos de plantas podem vir a permitir a triagem de medicamentos mais efetivos e com os menores efeitos colaterais possíveis, a partir das informações estruturais das enzimas chave para a sobrevivência dos parasitas. No presente trabalho, as enzimas alvo serão a APRT, de L. tarentolae e a GAPDH de T.cruzi. Os vegetais são fontes de substâncias com grande potencial farmacológico, e de plantas da Ordem Rutales já foram isolados vários compostos com amplo espectro de atividades biológicas. Neste contexto, uma das propostas deste projeto se concentra na busca de compostos antileishmanioses e antichagásicos em plantas pertencentes à Ordem Rutales. A busca será biomonitorada, através de ensaios bioquímicos nas enzimas de L. tarentolae e de T. cruzi, além dos ensaios biológicos nos agentes etiológicos dessas parasitoses. (AU)

Reação de acoplamento cruzado e reações envolvendo arinos catalisadas por ferro ou manganês

Beneficiário:Cristiano Raminelli
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Valdir Comasseto
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:06/52347-0
Vigência: 01 de fevereiro de 2007 - 31 de janeiro de 2008
Resumo
Atualmente existe um grande apelo por processos catalisados por metais de transição, que satisfazem alguns dos princípios da química verde ou sustentável. Indiscutivelmente, complexos de níquel e paládio se destacam, tanto na preparação de substâncias químicas em laboratório, quanto em escala industrial. Porém, tais metais apresentam desvantagens, que estão relacionadas ao alto custo dos precursores de paládio, bem como a alta toxicidade dos reagentes de níquel. Desta maneira, propomos neste projeto o desenvolvimento de reações de acoplamento cruzado, bem como reações empregando arinos, catalisadas por sais de ferro ou manganês, inócuos e relativamente baratos, como alternativas ambientalmente corretas e economicamente viáveis, para a construção de sistemas insaturados, poliaromáticos, heterociclicos e biarílicos, com possível aplicação em agricultura e tecnologia, presentes em produtos naturais ou substâncias bioativas de importância para a medicina. Adicionalmente, na tentativa de demonstrar o potencial de algumas das reações propostas, visamos à síntese da siccaina, montiporina A e montiporina C, que são produtos naturais de origem marinha com atividades biológicas de interesse. (AU)

Síntese de flavonóides, possíveis inibidores da enzima GAPDH de t. cruzi

Beneficiário:Joel Alvim Junior
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Arlene Gonçalves Corrêa
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:02/14190-1
Vigência: 01 de junho de 2003 - 30 de junho de 2007
Assunto(s):Doença de ChagasFlavonoides
Resumo
A doença de Chagas é causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi e transmitida por algumas espécies do inseto-vetor conhecido como "barbeiro" (Triatoma infestans entre outras). Estima-se que aproximadamente 18 milhões de pessoas encontram-se infectadas por esta doença, e que 45.000 delas morrem por ano. A enzina gGAPDH é uma das nove enzimas envolvidas na via glicolítica do tripanossoma, catalisando a conversão do gliceraldeído-3-fosfato em 1,3-bisfosfoglicerato, na presença do cofator NAD+ e fosfato inorgânico. Na busca por inibidores seletivos dessa enzima, o Laboratório de Produtos Naturais do DQ-UFSCar vem realizando o fracionamento, monitorado pelos ensaios de inibição enzimática, de diversos extratos de plantas e produtos naturais. Uma classe de substâncias que apresentou uma boa atividade inibitória frente à gGAPDH foi a dos flavonóides. O presente trabalho tem como objetivos: Sintetizar diferentes flavonóides e realizar os bioensaios in vitro para verificar a atividade inibitória de GAPDH destes compostos; Identificar um composto de partida que apresente atividade frente a GAPDH e estudar possíveis modificações estruturais de análogos; Preparação de uma coleção combinatória, utilizando-se síntese em fase sólida, de derivados flavonóides e avaliar os componentes da mesma com relação à atividade inibitória da enzima gGAPDH de T. cruzi. (AU)

Treinamento técnico para manutenção e bionesaios em laboratório com formigas cortadeiras

Beneficiário:Nathalia Lorenzon
Instituição: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Odair Correa Bueno
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:10/01515-6
Vigência: 01 de março de 2010 - 28 de fevereiro de 2011
Assunto(s):Formigas cortadeirasToxicidadeBioensaio
Resumo
BOLSA TT-2Bolsista 4:O bolsista 4 deverá atuar nos laboratórios de bioensaios e criação de formigas do Centro de Estudos de Insetos Sociais da UNESP - Rio Claro sob a responsabilidade do professor Dr. Odair Corrêa Bueno.PLANO DE TRABALHO, METODOLOGIA:O bolsista deverá contribuir na execução dos estudos em andamento no Centro de Estudos de Insetos Sociais (CEIS) da UNESP - Rio Claro relacionado ao projeto temático de equipe "CONTROLE DE FORMIGAS CORTADEIRAS, ESTUDOS INTEGRADOS" sendo treinada nas tarefas abaixo:1. Contribuir para realização de ensaios de produtos naturais e sintéticos baseados em produtos naturais em formigas cortadeiras, Atta sexdens rubropilosa, e participar da manutenção dos ninhos das formigas.2. Na tarefa de ensaios o bolsista deverá ser treinado em preparações das dietas artificiais e naturais e na realização dos ensaios. 3. Realizar análise estatística dos resultados obtidos, recebendo treinamento nesta área.4. Organizar os laboratórios de ninhos e ensaios de formigas, mantendo os ninhos diariamente e preparando soluções e dietas de uso comum. Neste treinamento espera-se que ao final do mesmo o bolsista possa ser responsável pelo andamento técnico do laboratório Espera-se também que ele tenha completo domínio em prepara de soluções inorgânicas e orgânicas.5. Manter organizado o almoxarifado. O bolsista deverá neste tópico poder, ao final do treinamento, controlar o almoxarife tanto em estoque quanto informando os materiais a serem adquiridos, assim como fazer levantamento de preços. (AU)

Avaliação da atividade de quimioprevenção e genotoxicidade/antigenotoxicidade

Beneficiário:Daniele Agustoni
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dulce Helena Siqueira Silva
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:09/07497-2
Vigência: 01 de maio de 2009 - 28 de fevereiro de 2010
Assunto(s):BioprospecçãoGenotoxicidadeProdutos naturaisQuimioprevenção
Resumo
A quimioprevenção do câncer é feita pela prevenção, atraso ou reversão do processo de carcinogênese através da ingestão de compostos na dieta ou fármacos. Estratégias para a proteção contra carcinogênese envolvem a diminuição de enzimas responsáveis pela geração de espécies reativas (enzimas de fase 1) enquanto aumentam enzimas de fase 2 com o uso de substâncias naturais. Danos causados ao DNA por mutagênicos ambientais podem ser nocivos para diversos organismos, incluindo seres humanos. O acúmulo de mutações está relacionado com o desenvolvimento da maioria dos tumores malignos e desordens degenerativas. A fim de prevenir o risco genotóxico, é pertinente tanto identificar os mutagênicos e diminuir a exposição a eles, bem como aumentar a exposição a compostos antigenotóxicos como os que ocorrem naturalmente nas plantas. O estudo de produtos naturais com o ensaio da quinona redutase (QR) e do cometa é de fundamental importância para o descobrimento e desenvolvimento de novas substâncias capazes de prevenir o câncer. Nesse contexo, sera implantada metodologia para avaliacao de atividade quimiopreventiva pela verificacao da inducao de quinona-redutase e pelo ensaio do cometa. Para tanto serao preparadas as soluções utilizadas nos ensaios; Cultivo/manutencao de células de hepatoma murino Hepa 1c1c7 e hepatoma humano HepG2 utilizadas nos ensaios; avaliacao de substancias naturais fornecidas pelos laboratorios associados ao projeto tematico. (AU)

Estudo do metabolismo secundário de fungos endofíticos (associados às algas marinhas do gênero Bostrychia) sob influência de moduladores químicos e/ou epigenéticos

Beneficiário:Ana Paula Porfirio Padovini
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Hosana Maria Debonsi
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/01175-6
Vigência: 01 de abril de 2012 - 31 de janeiro de 2014
Resumo
Entre as importantes fontes de novas substâncias bioativas, os produtos naturais estão em destaque. Contudo, nas últimas décadas, novos nichos ecológicos ganharam importância tornando-se alvos alternativos à pesquisa de produtos naturais. Sendo assim, a investigação e conseqüentemente o conhecimento dos produtos naturais que são biossintetizados por determinados micro-organismos isolados de algas marinhas constituem uma área promissora a ser explorada. Recentes estudos genômicos mostraram que vários fungos e bactérias possuem um alto potencial biossintético no que diz respeito à quantidade de metabólitos secundários já isolados. No entanto, em condições laboratoriais, há tendência de não expressarem todas as suas rotas biossintéticas. Assim, estratégias alternativas para induzir a produção de produtos naturais microbianos são necessárias, como por exemplo, utilizar substâncias químicas que atuem como moduladores epigenéticos. Estes, por sua vez, podem alterar a taxa de transcrição de certos genes, podendo resultar na indução da expressão de genes responsáveis pela produção de metabólitos secundários que permaneceriam silenciados sob condições laboratoriais de cultivo. Diante deste contexto, o trabalho abordando eliciação química e/ou epigenética empregando o fungo Botryosphaeria sp., isolado da alga Bostrychia radicans (proveniente do Manguezal do Rio Escuro - Ubatuba - SP). complementará os resultados já obtidos pelo grupo que vem estudando produtos naturais provenientes de culturas em meio líquido e meio sólido para este fungo. Este projeto tem como objetivo avaliar de modo preliminar as possíveis modificações quanto ao potencial metabólico e bioativo do fungo endofítico, isto é, consiste na obtenção de um aumento na produção metabólica já existente de substâncias de interesse, bem como a descoberta de novos produtos naturais. Vale ressaltar que este projeto esta vinculado ao projeto de pesquisa recentemente aprovado pela FAPESP (BIOTA/FAPESP: Processo no 2011/50836-2), intitulado "Estresse ambiental e modulação química e epigenética: estratégias para exploração do perfil metabólico e biológico de fungos endofiticos e cianobactérias marinhas", justificando a importância deste trabalho de Iniciação Científica para o nosso grupo de pesquisa. (AU)

Produtos naturais de micro-organismos associados aos insetos sociais Scaptotrigona depilis e Atta sexdens rubropilosa: caracterização química, funções biológicas e ecológicas

Beneficiário:Mônica Tallarico Pupo
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mônica Tallarico Pupo
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/04092-7
Vigência: 01 de fevereiro de 2014 - 31 de janeiro de 2016
Assunto(s):Química de produtos naturaisAgentes antimicrobianosSimbioseInsetos sociaisFormigas cortadeirasAbelhas
Resumo
Produtos naturais podem resultar da interação entre diferentes organismos. Estudos recentes com bactérias simbiontes têm mostrado que estes micro-organismos podem ser os verdadeiros produtores de substâncias isoladas dos macro-organismos simbiontes. Estas pesquisas também têm revelado que estes produtos naturais podem ser reguladores de complexas interações ecológicas. De fato, os estudos já existentes acerca da ecologia química envolvida na relação de simbiose entre micro-organismos e insetos sociais mostram que certos micro-organismos são capazes de produzir substâncias com atividade antimicrobiana que agem inibindo a proliferação de patógenos para os insetos. Para os químicos, esta área de pesquisa pode conduzir à descoberta de novas moléculas, novas vias biossintéticas e a um entendimento das funções biológicas/ecológicas que estas moléculas mediam. Este projeto propõe o estudo inédito de micro-organismos associados a dois insetos sociais: a formiga cortadeira Atta sexdens rubropilosa e a abelha sem ferrão Scaptotrigona depilis. Os micro-organismos simbiontes serão isolados dos insetos e seus ninhos, e os produtos naturais produzidos por estes micro-organismos serão isolados e identificados. Ainda, esforços serão direcionados na tentativa de entender a função dos produtos naturais na proteção dos ninhos dos insetos, através da realização de ensaios antimicrobianos contra micro-organismos entomopatogênicos e uso de técnicas modernas de espectrometria de massas. O projeto é claramente interdisciplinar, portanto para que os objetivos sejam alcançados uma equipe de pesquisadores colaboradores com experiência em diferentes áreas está envolvida. (AU)

Modulação química epigenética de culturas de cianobactérias marinhas

Beneficiário:Rafael de Felício
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Hosana Maria Debonsi
Local de pesquisa: University of California, San Diego (UC San Diego) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:12/00246-7
Vigência: 01 de setembro de 2012 - 31 de agosto de 2013
Assunto(s):CianobactériasProdutos naturais
Resumo
Os produtos naturais continuam representando a fonte mais importante de novas substâncias bioativas, destacando a riqueza do ambiente marinho que permanece praticamente inexplorado. Neste contexto, cianobactérias surgem como uma classe de micro-organismos com grande potencial farmacêutico visto seus metabólitos apresentando estruturas químicas intrigantes, bem como atividades biológicas expressivamente potentes. Atualmente, a pesquisa em produtos naturais tem esbarrado em alguns problemas como alta taxa de redescoberta de substâncias ou mesmo a baixa quantidade obtida, o que restringe ensaios clínicos e outros estudos. Recentes estudos genômicos têm mostrado que vários fungos e bactérias possuem um potencial biossintético superior à quantidade de metabólitos secundários já isolados desses micro-organismos, e que existe uma tendência de não expressarem todas as suas rotas biossintéticas em condições laboratoriais. Com isso, estratégias alternativas para induzir a produção de produtos naturais microbianos são necessárias, como por exemplo, utilização de substâncias químicas que atuem como moduladores epigenéticos. Visto a escassez de estudos relacionando cianobactérias e modulação epigenética, somado a experimentos iniciais (realizados no Instituto Scripps de Oceanografia (SIO) - San Diego, CA, EUA) nos quais a espécie Phormidium sp. teve a expressão de um de seus metabólitos aumentada em mil vezes, a Profa. Dra. Hosana Maria Debonsi realizou seu pós-doutoramento neste tema no SIO e obteve resultados importantes e interessantes. Sendo assim, o presente projeto de doutorado sanduíche no exterior propõe a continuidade dos experimentos utilizando eliciadores epigenéticos em cianobactérias marinhas no SIO, o que virá complementar o projeto de doutorado do proponente Rafael de Felício, que atualmente trabalha com modulação epigenética de fungos endofíticos marinhos, além de promover a fixação da pesquisa com micro-organismos, neste caso cianobactérias marinhas, no grupo da Profa. Hosana e mesmo na química de produtos naturais marinhos no Brasil. (AU)

CIBFar - Centro de Inovação em Biodiversidade e Fármacos

Beneficiário:Glaucius Oliva
Instituição: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Glaucius Oliva
Pesquisadores principais:

Vanderlan da Silva Bolzani ; Adriano Defini Andricopulo ; Leila Maria Beltramini ; Maysa Furlan

Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão - CEPIDs
Processo:13/07600-3
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2018
Assunto(s):BiodiversidadePlanejamento de fármacosFármacosProdutos naturaisSíntese orgânicaBioensaio
Resumo
O Centro de Inovação em Biodiversidade e Fármacos (CIBFar) é uma iniciativa resultante de projetos de pesquisa colaborativos, envolvendo: (i) Laboratório de Química Medicinal e Computacional (LQMC) e Biofísica Molecular - IFSC - USP, (II) Núcleo de Bioensaios, Biossíntese e Eco Fisiologia de Produtos Naturais (NUBBE) – IQ - UNESP, (III) Laboratórios de Síntese Orgânica - IQ - UNICAMP, (iv) Laboratórios de Produtos Naturais e Síntese Orgânica - DQ - UFSCar, e (v) Laboratório de Produtos Naturais - FCFRP - USP. O objetivo principal desse Centro é a realização de ciência básica e aplicada, bem como o desenvolvimento tecnológico em todas as áreas de biodiversidade e de descoberta de fármacos com base em pesquisas que utilizam o estado da arte da química de produtos naturais, química orgânica sintética, biologia molecular e estrutural, bioquímica, química medicinal, planejamento de fármacos e ensaios farmacológicos. Os objetivos específicos são a bioprospecção da flora brasileira para a identificação de compostos com um amplo espectro de atividades biológicas (antiparasitária, antibacteriana, anticâncer); seleção de compostos bioativos promissores para síntese orgânica e estudos das relações entre a estrutura e atividade (SAR, QSAR); uso de estratégias de planejamento de fármacos baseado na estrutura do receptor e do ligante (SBDD e LBDD, respectivamente); abordagens para otimização de compostos-líderes; estudos pré-clínicos in vitro e in vivo para a avaliação e otimização de compostos-líderes, e estudos de toxicologia e farmacocinética. O objetivo final é o desenvolvimento de novos candidatos a fármacos com elevado potencial de inovação para desenvolvimento clínico. Para tanto, o CIBFar se baseia não apenas nas competências e conhecimentos científicos sólidos em todas as áreas de interesse, mas também em uma estrutura organizada para a integração das abordagens modernas em biodiversidade e descoberta de fármacos. O CIBFar tem como principal característica a infraestrutura bem estabelecida em termos de competências para o apoio técnico, financeiro, educação tecnológica e gestão executiva (adquirida nos últimos 11 anos como um dos CEPID-FAPESP). A integração máxima com o setor produtivo será realizada para identificação de oportunidades e definição de metas. No aspecto educacional, o Centro conta com a significativa experiência adquirida ao longo de uma década, em educação e disseminação do conhecimento realizada no CEPID-FAPESP. (AU)

Aplicação do método de volumes finitos para a simulação numérica de processos de extração em leito fixo contendo pitanga (Eugenia uniflora l.)usando dióxido de carbono supercrítico

Beneficiário:Rodrigo Bueno Cordeiro
Instituição: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jose Antonio Rabi
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:06/03931-1
Vigência: 01 de novembro de 2006 - 31 de outubro de 2007
Assunto(s):Modelos matemáticosProdutos naturaisSimulação numérica
Resumo
A presente pesquisa propõe a simulação numérica de processos de extração em leito fixo contendo pitanga (Eugenia uniflora L.) liofilizada, empregando gás carbônico em estado supercrítico. Para tanto, será adaptado um simulador já existente, elaborado segundo o Método de Volumes Finitos, que tem sido usado para simular fenômenos de transporte em meios porosos. Vale citar que a contraparte experimental do referido processo de extração encontra-se em curso junto ao Laboratório de Tecnologia de Alta Pressão e Produtos Naturais, na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo. Mediante a validação com o auxílio dos dados gerados pela pesquisa experimental supracitada, a meta é elaborar um simulador confiável e eficiente para auxiliar a avaliação e otimização do processo de extração em questão, visando o projeto de equipamentos de interesse à indústria de alimentos. Sendo este trabalho um ponto de partida para novos desenvolvimentos, o horizonte de aplicação poderá ser estendido para processos de extração envolvendo outros produtos naturais, sobretudo aqueles que ainda são pouco explorados industrial e comercialmente. (AU)

Desenvolvimento de uma plataforma para o estudo do metabolismo in vivo e in vitro de produtos naturais, uma necessidade para o sistema de ensaios pré-clínicos

Beneficiário:Norberto Peporine Lopes
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Norberto Peporine Lopes
Pesquisadores principais:

Mônica Tallarico Pupo

Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Temático
Processo:09/51812-0
Vigência: 01 de janeiro de 2010 - 31 de dezembro de 2013
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://www.fapesp.br/biota/biota_lopes.pdf
Assunto(s):Produtos naturaisMetabolismoFitoterapia
Resumo
Para os estudos clínicos e de estabilidade, é necessária a caracterização química dos extratos vegetais e a obtenção de marcadores, sendo esta etapa de relevância para a execução destes estudos. Estes padrões, por sua vez, devem ser obtidos e certificados quanto à sua identidade e pureza e alguns podem servir de inspiração para os químicos sintéticos e medicinais. Uma parte dessas abordagens tem sido realizada dentro do programa BioProspecta, contudo, falta de estudos do metabolismo, absorção e distribuição de ativos naturais é um dos grandes gargalos na pesquisa do país e da implementação de algumas fases de estudos pré-clínicos. Dentro deste cenário, o objetivo desta proposta é o estabelecimento de uma plataforma de trabalho, englobando 4 grandes grupos, sendo a primeira colaborativa com os grupos componentes do BioProspecta e de nossos pesquisadores na busca de novos produtos bioativos. A segunda estrutura visa o desenvolvimento de reações biomiméticas para obtenção de derivados estruturalmente semelhantes aos produzidos pelo sistema microssomal humano. O terceiro pilar visa os estudos de interpretação e aplicação das reações de decomposição em fase gasosa de micromoléculas ionizadas por ESI. Finalmente o quarto pilar busca aplicar todas essas informações em modelos in vivo utilizando um reduzido número de animais e permitindo uma interpretação do metabolismo de produtos naturais, essenciais nas fases iniciais dos estudos pré-clínicos. (AU)

Processamento mínimo de figo-da-Índia: uso de embalagens, produtos naturais e temperaturas de armazenamento

Beneficiário:Ben-Hur Mattiuz
Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ben-Hur Mattiuz
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/17294-9
Vigência: 01 de fevereiro de 2011 - 31 de janeiro de 2013
Assunto(s):FrutasOpuntia ficus-indicaAlimentos industrializadosPós-colheita
Resumo
As frutas e vegetais minimamente processados têm tido crescente aceitação pelos consumidores. O figo-da-índia (Opuntia ficus-indica (L.) Mill.) possui sabor doce, com leve acidez e bastante refrescante, destacando-se por possuir elevado valor nutritivo. Diante deste contexto, o presente trabalho tem como objetivo avaliar o potencial de figos-da-índia minimamente processados pelo uso de embalagens, de produtos naturais e temperaturas de armazenamento visando a manutenção da qualidade e da vida de prateleira desses frutos. Serão utilizados frutos maduros, de polpa amarelada. Após a colheita, os frutos serão transportados para o Laboratório de Tecnologia de Produtos Agropecuários da FCAV-UNESP, Campus de Jaboticabal, aonde serão selecionados, lavados, sanificados e estocados por 12 horas em câmara fria a 12 °C, por pessoas treinadas com equipamentos e em local higienizados, onde descascarão as frutas e procederão ao fatiamento. No primeiro experimento serão testados os efeitos do fatiamento (corte ao meio, no sentido longitudinal, e em rodelas de 2cm, no sentido transversal à altura do fruto) e do enxágüe (água clorada a 10 mg de hipoclorito de sódio L-1 de água). No segundo, será verificado o efeito de embalagens (bandejas de poliestireno revestidas com filme plástico PD 961; com filme de PVC de 14µm; com filme de PVC de 30µm; contentores de tereftalato de polietileno com tampa) nas temperatura de 3°C e 6ºC. O terceiro verificará o efeito das embalagens (descritas acima) nas temperaturas de 9°C e 12ºC. O quarto verificará o efeito de produtos naturais (ácido ascórbico, ácido cítrico e cloreto de cálcio) na prevenção de reações de escurecimento e de amaciamento dos produtos minimamente processados. (AU)

Estudo de metabolismo in vitro do produto natural licarina a empregando microssomas e superssomas hepático humanos

Beneficiário:Simone Silveira Fortes
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anderson Rodrigo Moraes de Oliveira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:13/24844-3
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2017
Assunto(s):Metabólitos
Resumo
Muitos fármacos comercializados tiveram sua origem em produtos naturais e seus derivados. Devido ao grande potencial farmacológico destas novas moléculas pesquisadas, uma etapa importante e inicial no desenvolvimento de um novo fármaco é a avaliação do seu comportamento frente as enzimas do citocromo P450 (CYP 450), incluindo os estudos de interações medicamentosas. Neste contexto, um substrato que merece destaque é a licarina A. Este composto é uma neolignana encontrada em algumas espécies de plantas e vêm demonstrando várias propriedades farmacológicas promissoras, dentre elas destaca-se a atividade anti-leishimaniose. No entanto, para que esta substância com comprovada atividade biológica, se torne um fármaco é necessário realizar, na fase pré-clínica, estudos sobre seu perfil metabólico frente às enzimas do citocromo P450 e estudos de interação medicamentosa. Portanto, o presente projeto tem como objetivo realizar um estudo de metabolismo in vitro com esta molécula, determinando os parâmetros cinéticos enzimáticos utilizando microssomas hepáticos de humanos e realizar estudos de interação medicamentosa através dos estudos de inibição enzimática, além da caracterização de possíveis metabólitos que possam ser formados e pesquisar a isoforma da CYP que metaboliza predominantemente este produto natural através do emprego dos superssomas humanos. (AU)

Estudo de metabolismo in vitro e inibição enzimática do produto natural piplartina empregando microssomas e superssomas hepático humano

Beneficiário:Fernanda de Lima Moreira
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anderson Rodrigo Moraes de Oliveira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:13/04188-4
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 29 de fevereiro de 2016
Resumo
Historicamente, uma parcela dos fármacos comercializados teve sua origem de produtos naturais e seus derivados. Devido ao grande potencial farmacológico destas novas moléculas pesquisadas, uma etapa importante e inicial no desenvolvimento de um novo fármaco é a avaliação do seu comportamento frente as enzimas do citocromo P450 (CYP 450), incluindo os estudos de interações medicamentosas. Neste contexto, um produto natural merece destaque, a piplartina. Este é um alcaloide encontrado em plantas do gênero Piper e vêm demonstrando várias propriedades farmacológicas promissoras, dentre elas destaca-se a atividade antitumoral. No entanto, para que esta substância com comprovada atividade biológica, se torne um fármaco é necessário realizar, na fase pré-clínica, estudos sobre seu perfil metabólico frente às enzimas do citocromo P450 e estudos de interação medicamentosa. Portanto, o presente projeto tem como objetivo realizar um estudo de metabolismo in vitro com esta molécula, determinando os parâmetros cinéticos enzimáticos e caracterizar os possíveis metabólitos que possam ser formados. Além disso, serão realizados estudos de interação medicamentosa através dos estudos de inibição enzimática utilizando microssomas hepático de humanos. Por fim, será pesquisado a isoforma da CYP que metaboliza predominantemente este substrato através do emprego dos superssomas humanos. (AU)

Produtos naturais de micro-organismos marinhos: estudo químico e biológico de fungos endofíticos associados à alga vermelha Bostrychia radicans

Beneficiário:Barbara Boretti Galizoni
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Hosana Maria Debonsi
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:12/01204-6
Vigência: 01 de junho de 2012 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):Produtos naturaisAlgas marinhas
Resumo
O ambiente marinho tem sido reconhecido como uma importante fonte de metabólitos secundários biologicamente ativos. Neste contexto, os micro-organismos isolados de algas marinhas, tais como fungos endofíticos, ganharam importância nas últimas décadas, como alvos alternativos para a pesquisa de produtos naturais, principalmente devido à escassez de relatos científicos publicados até o momento. O Laboratório de Química Orgânica do Ambiente Marinho da FCFRP-USP vem estudando as algas vermelhas da espécie Bostrychia radicans (Rhodomdelaceae), o que possibilitou o isolamento de fungos endofíticos associados a ela. Assim, será realizada a triagem química e biológica de extratos e frações obtidos de culturas de fungos endofíticos associados à alga vermelha da espécie B. radicans. Para triagem química, serão utilizadas técnicas cromatográficas, como cromatografia em camada delgada comparativa (CCDC), cromatografia liquida de alta eficiência (CLAE) e técnicas hifenadas (CL-EM). No intuito de estabelecer o perfil biológico, os bioensaios serão realizados para avaliar o potencial antibacteriano e antitumoral. Os extratos e frações que apresentarem atividade biológica significativa e/ou perfil químico interessante serão produzidos em maior quantidade para o isolamento e elucidação das estruturas químicas. Deste modo, o presente projeto tem como objetivo a avaliação da relação entre os metabólitos secundários biossintetizados pelos micro-organismos endofíticos e pela alga marinha Bostrychia radicans, bem como obtenção de novos compostos naturais com potencial farmacológico a partir dos micro-organismos estudados. (AU)

Aplicação de ferramentas biotecnológicas em Streptomyces olindensis para a obtenção de novos produtos naturais com potencial farmacêutico

Beneficiário:Raphael Conti
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mônica Tallarico Pupo
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:13/10933-4
Vigência: 01 de agosto de 2013 - 31 de julho de 2015
Assunto(s):BiotransformaçãoMetabólitos secundários
Resumo
Desoxiaçúcares são frequentemente vistos como componentes estruturais em produtos naturais. Importantes antibióticos, antifúngicos, antiparasitários e antitumorais possuem estes açúcares ligados à porção aglicona da molécula. Normalmente estes açúcares estão envolvidos no reconhecimento do sítio ativo e, por isso, a presença deles nas estruturas de produtos naturais está interligada na maioria dos casos com a atividade biológica. Micro-organimos do gênero Streptomyces apresentam uma notável capacidade em produzir metabólitos secundários glicosilados, exemplo disso, a cosmomicina D produzida pelo Streptomyces olindensis. A cosmomicia D é um composto bastante promissor em função de sua atividade antitumoral. Com base nestes dados, o respectivo trabalho fará uso de diversas ferramentas como a da biologia molecular, a biotransformação e a eliciação na tentativa de se obter novos compostos glicosilados bioativos. Palavras chaves: Streptomyces olindensis; metabólitos secundários; cosmomicina D; bioatividade; biotransformação; eliciação. (AU)

Estudo de reduções enzimáticas de cetonas alfa,beta-insaturadas, e suas aplicações na preparação de compostos de interesse sintético

Beneficiário:Bruno Ricardo Silva de Paula
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo José Samenho Moran
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:12/08385-6
Vigência: 01 de agosto de 2012 - 31 de julho de 2015
Resumo
Durante o desenvolvimento deste projeto de doutorado pretende-se sintetizar alfa-cloroenonas, alfa-bromoenonas e alfa-metilenocetonas pró-quirais que possam dar origem a epóxidos e alfa-metilcetonas quirais de interesse sintético. Para esse fim, pretendemos investigar rotas biocatalíticas que forneçam os compostos de interesse com alto rendimento e estereosseletividade. No caso das ±-haloenonas, pretendemos estudar o uso de microorganismos encontrados em coleções de culturas em nosso país para a síntese de haloidrinas enantiomericamente enriquecidas, as quais serão usadas como precursora de epóxidos usados como intermediários sintéticos. No caso das ±-metilenocetonas, em um primeiro momento avaliaremos o uso desses microorganismos para a redução químio e enatiosseletiva da ligação C=C, dando origem a alfa-metilcetonas enantiomericamente enriquecidas que são produtos naturais, ou que são usadas como intermediários na síntese de produtos naturais. Em um segundo momento, pretendemos realizar um trabalho em conjunto com o grupo de pesquisa Biocatalysis and Organic Chemistry, Delft University of Technology, Delft - Países Baixos, investigando o potencial de diversas enoato redutases (ERs) na redução das ligações C=C e dando ênfase à atividade e enantiosseletividade das enzimas, bem como a métodos de regeneração de cofator (incluindo novos métodos desenvolvidos pelo próprio grupo de pesquisa em Delft). Dentre as motivações desse projeto, destaca-se o grande interesse sintético das moléculas-alvo, principalmente como intermediários de sínteses de produtos naturais, e, nesse contexto, o desenvolvimento de novas metodologias mais sustentáveis para a preparação desses segmentos. (AU)

Desenvolvimento de uma biblioteca de substâncias e extratoteca da família Asteraceae

Beneficiário:Annylory Lima Rosa
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Batista da Costa
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/03024-8
Vigência: 01 de junho de 2013 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):AsteraceaeProdutos naturais
Resumo
A descoberta de novas substâncias de interesse químico e biológico diminuiu consideravelmente nas duas últimas décadas. As abordagens para obtenção de substâncias bioativas, valendo-se apenas da síntese racional e da química combinatória, se mostraram de certo modo ineficientes. Nesse contexto, as fontes naturais tornaram-se novamente atraentes para a indústria e a academia. Ao mesmo tempo, com o desenvolvimento das técnicas analíticas, ocorreu a diminuição do tempo de separação, isolamento e, por conseguinte, de identificação de substâncias de origem natural. Surge assim a necessidade da criação de coleções de substâncias, extratos e frações para a busca por componentes bioativos, estudos computacionais e de desreplicação. O objetivo desse trabalho é o desenvolvimento de uma biblioteca de substâncias e de uma extratoteca da família Asteraceae. Para tanto, cerca de 150 substâncias naturais puras e 300 extratos serão catalogados juntamente com informações adicionais. Os extratos serão pré-selecionados através do perfil cromatográfico e da massa molecular dos seus componentes, garantindo maior diversidade. Um método cromatográfico será desenvolvido e validado para a análise em UPLC-UV-MS das substâncias e dos extratos que irão compor a biblioteca e a extratoteca. Espectros de RMN também serão obtidos. Os dados resultantes serão devidamente inseridos no BADAPRON (BAnco de DAdos de PROdutos Naturais). Espera-se através desse trabalho desenvolver bibliotecas diversificadas e únicas que possibilitem o avanço nas pesquisas de substâncias inéditas e bioativas. (AU)

Desenvolvimento de um screening para identificação rápida de actinobactérias produtoras de agente antimicrobiano no controle da mastite bovina

Beneficiário:Izadora de Souza Rocha
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Alberto Beraldo de Moraes
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/19339-8
Vigência: 01 de outubro de 2013 - 30 de setembro de 2014
Assunto(s):Mastite bovinaActinobactériaAgentes antimicrobianos
Resumo
O aumento da resistência à antibióticos por micro-organismos patogênicos tem chamado a atenção para o desenvolvimento de terapias alternativas para combater tais infecções em diversas área da saúde. A química de produtos naturais de metabólitos secundários bioativos produzidos por actinobactérias, surge com uma alternativa promissora para a descoberta de novos compostos com atividade antimicrobiana. Metabólitos secundários produzidos por Streptomyces representam a maior parte dos produtos naturais com importantes atividades biológicas isoladas de micro-organismo. Tais metabólitos têm sido empregados em diversas aplicações terapêuticas. A química de produtos naturais moderna necessita de metodologias rápidas e eficientes para a identificação e caracterização estrutural de compostos bioativos, acelerando o árduo processo de isolamento dessas substancias. Os ensaios de bioautografia continuam sendo os ensaios mais indicados para a identificação rápida de extratos e frações bioativas, principalmente, para a pesquisa de agentes antimicrobianos. Neste sentido, o principal objetivo de pesquisa deste projeto é o desenvolvimento de uma metodologia para acelerar a identificação e caracterização de agentes antimicrobianos contra agentes causadores de mastite em bovinos, produzidos por actinobactérias, empregando ensaios de antagonismos e bioautografia. Também serão desenvolvidos métodos analíticos de cromatografia liquida acoplada a espectrometria de massas sequencial para a identificação dos compostos ativos. (AU)

Síntese de marcadores fluorescentes moleculares diarilmaleimidas a partir das reações de Heck-Matsuda para aplicações biológicas e bioquímicas

Beneficiário:Michele Panciera
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Roque Duarte Correia
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:13/25613-5
Vigência: 01 de junho de 2014 - 31 de maio de 2016
Assunto(s):Maleimidas
Resumo
Com base em estudos preliminares do grupo de pesquisas, este novo projeto tem por objetivo desenvolver uma gama de novas sondas fluorescentes para marcação de proteínas, a partir da síntese de pequenas moléculas, aplicando uma metodologia simples e de baixo custo. Para a obtenção destes compostos pretendemos por em prática a metodologia utilizada no grupo que envolve reações de Heck, promovidas por paládio e com o uso de sais de arenodiazônio. Esta técnica é uma poderosa ferramenta para a síntese de anidridos malêicos e maleimidas mono- e bis-arilados, sendo estes núcleos também importantes intermediários na construção do esqueleto carbônico de diversos produtos naturais. Dos produtos naturais que contem o núcleo maleimida, cabe destacar a rebecamicina que apresenta uma alta atividade contra as linhagens de células cancerígenas P388, L1210 e B16. No grupo de pesquisa já se demonstrou que o núcleo anidrido malêico pode ser eficientemente arilado utilizando a reação de Heck-Matsuda catalisada por paládio. Esta proposta pretende estender significativamente a aplicação da arilação de Heck em termos metodológicos e sintético, visando a síntese de análogos do produto natural rebecamicina a partir de composto arilmaleimidas N-substituídas, mono- e bis-ariladas, que serão também utilizadas como sonda fluorescente ligadas a biomoléculas de interesse bioquímico e/ou farmacológico, para acompanhamento de processos biológicos em tempo real. Visualizar biomoléculas em sistemas vivos utilizando sondas ópticas, sem perturbar estruturalmente a molécula-alvo é um dos atuais desafios da química biológica. A eficácia dos compostos sintetizados como sondas fluorescentes será realizada em colaboração com outros grupos de pesquisa no país - profa. Anita Marsaioli (Unicamp) e Marcelo Gehler (USP-SCarlos). Parte de este trabalho contará também com uma colaboração internacional, onde os biomarcadores serão utilizados em um projeto do Professor Dr. Ludger Wessjohann, do departamento de Química Bio-orgânica do Instituto Leibniz de Bioquímica, Halle, Alemanha (AU)

Emprego de ferramentas de quimioinformática no estudo do perfil metabólico de plantas e na desreplicação de matrizes vegetais

Beneficiário:Tiago Branquinho Oliveira
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Batista da Costa
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:11/17860-7
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 30 de setembro de 2013
Assunto(s):Química de produtos naturaisRessonância magnética nuclear
Resumo
Estudos baseados na química de produtos naturais, incluindo as áreas de metaboloma de plantas e desreplicação de matrizes vegetais, tem originado uma enorme quantidade de dados como, por exemplo, espectroscópicos ou cromatográficos. Logo, surge a necessidade de se realizar a seleção, o tratamento e a análise de dados obtidos, e mesmo automatizar etapas com emprego de softwares. Este projeto tem a finalidade de contribuir em uma área ainda pouco explorada, envolvendo a química de produtos naturais e a quimioinformática, com objetivo de empregar ferramentas de quimioinformática em estudos de metaboloma de plantas. Pretende-se utilizar informações estruturais, propriedades moleculares e cromatográficas de substâncias naturais para se realizar a predição de tempos de retenção (tR) em cromatografia líquida de alta eficiência através de estudos de QSRR (Quantitative Structure-Retention Relationship). Pretende-se também coletar informações cromatográficas e espectrométricas de uma biblioteca de estruturas químicas, de uma biblioteca de substâncias puras e de uma extratoteca e desenvolver uma plataforma para realizar análise automatizada de dados. Para tal, serão reunidos tR, pesos moleculares, espectros (UV, EM e de RMN-1H) e demais dados das estruturas, das substâncias puras e da extratoteca para elaborar bases de dados. Estudos de QSRR serão realizados com as estruturas químicas com vistas à desreplicação de matrizes vegetais. Será realizada a classificação de dados experimentais e dados estimados de RMN-1H de extratos, substâncias puras e de suas misturas utilizando ferramentas de quimioinformática. Finalmente, será desenvolvida uma plataforma piloto para o estudo automatizado de metaboloma de plantas. (AU)

Estudo fitoquímico de Styrax pohlii A.DC. (Styracaceae) e avaliação da atividade antimicrobiana e inibitória da ciclooxigenase

Beneficiário:Camila Spereta Bertanha
Instituição: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Patricia Mendonça Pauletti
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:09/11376-6
Vigência: 01 de março de 2010 - 29 de fevereiro de 2012
Assunto(s):StyracaceaeStyrax
Resumo
Styrax pertence à Styracaceae e compreende cerca de 130 espécies, sua composição química revela o acúmulo de saponinas, lignanas, triterpenos e compostos fenólicos. As lignanas benzofurânicas, homoegonol e egonol, isoladas de espécies deste gênero apresentaram principalmente atividades antimicrobiana e citotóxica. A continuação do estudo fitoquímico de Styrax pohlii torna-se atrativo pois esta espécie não foi ainda investigada quimicamente e além disso o desenvolvimento do projeto de IC pela candidata, realizado em nosso grupo GPNUF (Grupo de Pesquisa em Produtos Naturais da UNIFRAN), resultou até o presente no isolamento do egonol (1) e homoegonol (2), bem como, na avaliação da atividade antimicrobiana do extrato bruto, frações particiais e das substâncias 1 e 2. As frações mais promissoras foram a hexânica e a AcOEt, com relação às substâncias, apenas 1 apresentou uma atividade moderada. Deste modo, este projeto visa a continuação do estudo químico e biológico de S. pohlii utilizando técnicas cromatográficas, contribuir também com o projeto "Estudo fitoquímico e avaliação da mutagenicidade, antimutagenicidade e da atividade inibitória da ciclooxigenase de Styrax (Styracaceae)" (Processo no 2008/10283-1), com a formação de especialistas na área de produtos naturais e com a consolidação do Programa de Pós-graduação em Ciências da UNIFRAN (Capes, conceito 4). (AU)

Óleo-resina de Copaifera langsdorfii: isolamento de metabólitos secundários, desenvolvimento e validação de metodologia analítica por CLAE

Beneficiário:Ariana Borges Souza
Instituição: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rodrigo Cassio Sola Veneziani
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:09/12796-9
Vigência: 01 de março de 2010 - 29 de fevereiro de 2012
Resumo
Além de serem empregadas em produtos naturais mais "brutos", como fitoterápicos, muitas plantas são fontes de metabólitos ativos que podem ser isolados para utilização direta na forma de fitofármacos, servir como modelos para a síntese ou mesmo como precursores para a semissíntese de novos princípios ativos de uso terapêutico. Independente da finalidade, é importante destacar que o controle da qualidade e padronização da matéria-prima vegetal utilizada são etapas centrais para o sucesso das estratégias que possibilitam o desenvolvimento de medicamentos a partir produtos naturais, bem como para garantir a qualidade dos já encontrados no mercado. O óleo-resina de Copaifera langsdorfii é um produto natural extraído do tronco da planta cujo potencial antiinflamatório, analgésico e antimicrobiano faz com que ele seja valorizado pelos laboratórios farmacêuticos. Em termos comerciais, seu valor é reforçado devido à sua aplicabilidade na indústria de perfumes, cosméticos e de vernizes. É comum encontrarmos no mercado óleos-resina cuja origem não é bem estabelecida no que diz respeito ao local de coleta e, principalmente, quanto à espécie de Copaifera da qual foi obtido. Devido a este problema, metodologias analíticas utilizadas para caracterização quali e quantitativa do óleo-resina de C. langsdorfii são imprescindíveis para a padronização e garantia da qualidade desta matéria-prima vegetal. No presente projeto, além do isolamento de padrões analíticos, propõe-se o desenvolvimento e validação de metodologia analítica utilizando Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) que permita a análise direta da matéria-prima. Deste modo, a etapa de derivatização química comumente encontrada nos métodos de uso corrente e que são baseados em Cromatografia Gasosa (CG) pode ser dispensada tornando as análises mais práticas e rápidas. (AU)

Triagem biológica, identificação e planejamento de novos candidatos a agentes anticâncer a partir de produtos naturais e compostos sintéticos

Beneficiário:Wanessa Fernanda Altei
Instituição: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Adriano Defini Andricopulo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:09/15320-5
Vigência: 01 de janeiro de 2010 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):Produtos naturaisNeoplasias
Resumo
Câncer é a denominação para um grupo de doenças devastadoras caracterizadas pelo crescimento e multiplicação descontrolados de células anormais, que são capazes de invadir estruturas próximas e se espalharem em diversas regiões do organismo. Estas células malignas deixam de responder aos mecanismos de controle e defesa do organismo, duplicando-se continuamente e desordenadamente para criar os tumores.O panorama mundial devastador causado pelo câncer pode ser expresso pelos números que indicam 7,6 milhões de mortes no ano de 2007, representando 13% do total de mortes ocorridas no mundo. Estima-se que em 2020 o número de casos novos anuais seja da ordem de 15 milhões. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), cerca de 500 mil novos casos de câncer são diagnosticados somente no Brasil a cada ano. Os diversos tipos de câncer representam a segunda maior causa de morte no país, situação grave que acompanha uma tendência mundial.O presente projeto de pesquisa de doutorado visa à identificação e o desenvolvimento de novas moléculas com atividade anticâncer, através da triagem de compostos de origem natural e sintética, do planejamento de química medicinal e dos estudos das relações entre a estrutura e atividade (SAR), empregando uma combinação de métodos e estratégias avançadas, que contemplam os aspectos modernos do estado da arte no planejamento de fármacos. Os objetivos propostos neste projeto de pesquisa serão alcançados através do estabelecimento de bases apropriadas para o seu o desenvolvimento pleno, fazendo uso da forte infra-estrutura, competências e organização multidisciplinar de nosso grupo de pesquisa no Centro de Biotecnologia Molecular Estrutural - CBME (CEPID-FAPESP); do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Biotecnologia Estrutural e Química Medicinal em Doenças Infecciosas - INBEQMeDI (INCT-CNPq-FAPESP); e do Centro de Referência Mundial em Química Medicinal para Doença de Chagas da Organização Mundial de Saúde (OMS); do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP). Os nossos laboratórios possuem completa infra-estrutura e recursos para a realização plena deste projeto. Um aspecto forte desta proposta é o seu caráter multidisciplinar, que levou ao estabelecimento de colaborações efetivas com grupos de pesquisa de excelência com liderança reconhecida no Brasil nas áreas de produtos naturais, química orgânica sintética e planejamento de fármacos. (AU)

Bioprospecção dirigida à obtenção de compostos voláteis antioxidantes, antifúngicos e antibióticos de macroalgas vermelhas da costa brasileira (Rhodophyta)

Beneficiário:Ernani Pinto Junior
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ernani Pinto Junior
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/02846-3
Vigência: 01 de maio de 2008 - 31 de outubro de 2010
Assunto(s):Toxicologia ambientalÓleos essenciaisCompostos voláteisAntioxidantesAlgas marinhasRhodophyta
Resumo
O oceano apresenta uma vasta biodiversidade de espécies, entre elas as algas marinhas, as quais são usadas principalmente como fonte de alimentos, de produtos naturais e para uso medicinal. Embora o Brasil disponha de uma grande extensão litorânea, os investimentos da iniciativa privada e/ou do Governo do Estado de São Paulo no cultivo de algas e sua exploração comercial são escassos. No contexto nacional, poucos são os grupos de pesquisa ou empresas que se dedicam ao estudo de produtos naturais ativos extraídos de algas, portanto a investigação de novos produtos naturais bioativos extraídas destes organismos são de extrema importância. Apesar de alguns trabalhos relevantes mostrarem a relação entre óleos essenciais (OE)/compostos voláteis (CV) de algas (Rhodophyta) e atividade biológica, ainda é pouco significativo o número de artigos na literatura frente à biodiversidade encontrada. Por essa razão, o objetivo deste projeto é verificar a presença de OE e CV em espécies de algas vermelhas que habitam o litoral brasileiro, caracterizar quimicamente estas substâncias, bem como verificar a atividade antimicrobiana e antioxidante destes óleos. Para isso, serão utilizadas diferentes técnicas de extração dos compostos de interesse, técnicas cromatográficas como CG-MS, HPLC, CCD, entre outras, e espectroscópicas como UV-VIS, RMN, IV e MS. Esta proposta conta com a contrapartida do auxílio CNPq/CT-Saúde/Edital-10, Nº 554660/2006-7, o qual foi recentemente contemplado para o nosso grupo; no entanto, com cortes no orçamento. A proposta aqui apresentada também vislumbra a geração de registros e que sejam depositadas patentes relacionadas ao uso farmacêutico e cosmético de interesse. (AU)

Desenvolvimento e aplicação de colunas enzimáticas na triagem de inibidores seletivos e no monitoramento do trabalho fitoquímico de produtos naturais

Beneficiário:Carmen Lúcia Cardoso
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carmen Lúcia Cardoso
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo:08/04371-5
Vigência: 01 de outubro de 2008 - 31 de março de 2013
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_299_218_219.pdf
Assunto(s):FitoquímicaProdutos naturaisBioensaioEnzimas
Resumo
A pesquisa na área de produtos naturais relacionada com a descoberta de micromoléculas com atividade biológica está fundamentada no estudo fitoquímico monitorado por bioensaios simples, rápidos, seletivos e baratos, conduzindo à diferenciação racional entre os produtos bioativos e inativos. Simultaneamente, os extratos devem ser avaliados por triagem química usando técnicas acopladas como LC/MS, LC/MS e LC/NMR. Essa triagem proporciona ampla informação estrutural, levando em muitos casos à identificação dos compostos. Isso permite a distinção entre os compostos conhecidos (derreplicação) e as novas moléculas diretamente do extrato bruto evitando assim, o isolamento dos constituintes conhecidos. As substâncias ativas podem ser submetidas posteriormente a bioensaios mais específicos e as inativas podem ser testadas em bioensaios preliminares para outros tipos de atividade. O interesse pelo desenvolvimento de técnicas rápidas e eficazes na descoberta de substâncias potenciais que possam ser utilizadas no tratamento de diversas doenças tem aumentado sobremaneira nos últimos anos. Esse interesse vem aliado ao desenvolvimento de tecnologias de "high trhoughput screening" (HTS) (ensaios de alta eficiência), associados à química combinatória, à biotecnologia, aos estudos genômicos e ao desenvolvimento de novos ensaios. A modernização dos ensaios permitiu a utilização de enzimas, receptores, DNA entre outros alvos para a avaliação rápida de grande quantidade de amostras. A identificação de novos candidatos a fármacos que se liguem especificamente a alvos biológicos é uma etapa crucial no processo de triagem de novos fármacos. Um método rápido e eficiente para realizar essa triagem consiste em passar as substâncias de interesse através de uma superfície na qual uma biomolécula (proteína, receptor ou enzima) esteja imobilizada. De modo geral, as substâncias que possuem maior afinidade pela biomolécula permanecem mais tempo retidas, eluindo mais tardiamente, sendo, portanto, os melhores inibidores. A imobilização da enzima tem mostrado diversas vantagens nos estudos enzimáticos on line sobre ensaios enzimáticos em solução que incluem a necessidade de pequenos volumes de amostra, o aumento de tempo de vida e estabilidade da enzima e sua reutilização. Nesse projeto, biorreatores enzimáticos serão preparados utilizando enzimas de parasitas de doenças tropicais e da acetilcolinesterase para serem utilizados nos estudos de triagem e na identificação de inibidores seletivos além de estudos sobre o mecanismo de ação dos inibidores. Além disso, o trabalho fitoquímico será guiado por bioensaios simples na busca por substâncias com potencial atividade antioxidante, antifúngica, antineoplásica e com ação inibitória sobre acetilcolinesterase. (AU)
Página 12 de 1.225 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP