site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 12 de 1.411 resultado(s)
|

Uso de corantes naturais no tingimento e estamparia de substratos têxteis

Beneficiário:
Instituição: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maurício de Campos Araujo
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:11/03880-6
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 30 de abril de 2013
Assunto(s):Moda
Resumo
Este projeto trata do uso de corantes naturais em produtos de moda de origem têxtil para atender ao apelo mais do que necessário da sustentabilidade. No Brasil, apesar das discussões sobre ecologia e sustentabilidade serem relativamente recentes, tem despertado, cada vez mais, o interesse de diversos tipos de pessoas, o que leva a crer que investir nestas causas não é algo utópico, sendo que todos os setores existentes podem contribuir, como é o caso da moda e, mais especificamente da indústria têxtil, com um produto que implique em um menor impacto ambiental na sua produção. Assim, se estará colaborando efetivamente para a continuidade da vida na Terra. (AU)

Hibridação molecular como ferramenta para a obtenção de derivados tiopiridinicos como inibidores de acetilcolinesterase

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/57991-8
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 28 de fevereiro de 2010
Assunto(s):AlcaloidesProdutos naturais
Resumo
O projeto em pauta está inserido numa das linhas de pesquisa do NuBBE, a química medicinal de produtos naturais e derivados sintéticos planejados por hibridação molecular de análogos naturais e sintéticos objetivando substâncias inéditas com ação farmacológica no Sistema Nervoso Central e como inibidores de acetilcolinesterase. Na presente pesquisa o objetivo é a obtenção de novos derivados sintéticos inibidores de aceticolinesterase utilizando a hibridação molecular como ferramenta de suporte aos derivados que serão planejados e sintetizados. As substâncias utilizadas como modelo molecular para a hibridação molecular são derivados de substâncias naturais derivatizadas no NuBBE (PCT-WO2006/039763 A1) e da tacrina, um medicamento utilizado para o tratamento da Doença de Alzheimer. Durante o estágio de IC (Bolsa CNPq -Balcão) da candidata a bolsa de MS foi planejado dois derivados com rendimentos excelentes e forte atividade inibitória da acetilcolinesterase. Partindo-se dos mesmos precursores serão planejados uma série molecular de 3 derivados sintéticos adicionais e de modificações nas suas estruturas moleculares. (AU)

Obtenção de produtos de alto valor agregado a partir de matérias primas nacionais de fontes renováveis

Beneficiário:
Pesquisador responsável:Edinara Adelaide Boss
Empresa:Edinara Adelaide Boss - ME
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Processo:07/58055-4
Vigência: 01 de março de 2008 - 31 de agosto de 2008
Resumo
Na atualidade tem-se cultuado intensamente a prevenção do envelhecimento, o rejuvenescimento e a preservação da beleza. São vários os motivos que se alegam para justificar este fenômeno, tais como os recursos oferecidos pela medicina moderna, cosméticos e, também, a necessidade de demonstrar vitalidade física e mental. A vitamina A possui várias funções importantes no organismo dentre elas está à ação protetora da pele no desenvolvimento e manutenção do tecido epitelial. Ela contribui para eliminar as manchas senis. Devido ao comentado acima, propõem-se a trabalhar com esta vitamina didindo este projeto em duas etapas pré-definidas: obtenção de beta-caroteno (pró vitamina A) e obtenção de vitamina A. O beta-caroteno será extraído do óleo de palma. A vitamina A será obtida pela clivagem do beta-caroteno. Na atualidade existem empresas que produzem a vitamina A, mas de forma sintética. A proposta é trabalhar com produtos naturais obtidos utilizando-se de processos ecológicos. Na preparação do óleo de palma será necessário realizar a neutralização do óleo bruto, depois fazer a transesterificação do óleo neutro e, somente então, partir para a destilação molecular, propriamente dita. Para clivagem do beta-caroteno serão testados alguns oxidantes em diversas condições. A reação será realizada por via química e enzimática. Uma etapa importante para obtenção do produto será a estabilidade do mesmo. Poderá se utilizar de secagem por liofilização (Boss, 2005) ou encapsulamento. Obtenção de produtos naturais que atualmente são importados de outros países, destacando que a matéria prima utilizada é brasileira. Objetivos: - Uso de tecnologia limpa . - Obtenção de beta caroteno por destilação molecular que é inovação tecnológica, destacando que este processo não faz uso de solvente. - Otimização do processo de obtenção de beta caroteno por destilação molecular (este processo trabalha com baixa temperatura e pressão evitando a degradação térmica do produto). - Valoração do beta caroteno como fonte para obtenção de vitamina A, destacando que o mesmo será obtido de fonte vegetal (óleo de palma). - Obtenção de vitamina A. (AU)

Atividade anticâncer e mecanismo de morte celular de derivados de stiril-lactonas

Beneficiário:
Instituição: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Ernesto de Carvalho
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Processo:07/58665-7
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2012
Assunto(s):Células mortasApoptose
Resumo
O câncer é um conjunto de doenças que atinge milhões de pessoas em todo o mundo. Caracteriza-se pelo desenvolvimento de células instáveis que passam a não responder aos estímulos externos que controlam a proliferação, diferenciação e morte celular. O mecanismo anticâncer mais procurado hoje é o de indução seletiva de apoptose, levando apenas células malignas a morte. Vários fármacos anticâncer provêm de produtos naturais. A evolução da química orgânica permitiu que produtos naturais complexos fossem sintetizados de forma econômica e que análogos fossem explorados a fim de aperfeiçoar propriedades físico-químicas e aumentar sua disponibilidade. Estudos anteriores desenvolvidos pelo Instituto de Química / Unicamp em parceria com o CPQBA / Unicamp mostraram que enantiômeros da goniotalamina, composto pertencente a classe das estiril lactonas, isolados de plantas do gênero Goniothalamus, apresentaram atividade antiproliferativa em cultura de células tumorais humanas. Foi proposto que tal atividade possivelmente se relaciona a ação dos compostos como aceptor de Michael frente a biomoléculas com sítios nucleofílicos. Com o objetivo de coletar dados experimentais que possam confirmar ou descartar essa proposta bem como avaliar outras modificações estruturais quanto a influência na atividade citotóxica dessa classe de substâncias, este trabalho tem como objetivo avaliar a atividade anticâncer de novos análogos da goniotalamina em cultura de células tumorais humanas, determinar p mecanismo de morte celular e avaliar a atividade em modelos experimentais de câncer (in vivo). (AU)

Avaliação do metabolismo in vivo e in vitro e determinação dos parâmetros farmacocinéticos da budleína a e correlatos

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Norberto Peporine Lopes
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:10/07413-0
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 28 de fevereiro de 2014
Assunto(s):Espectrometria de massasProdutos naturais
Resumo
A utilização de plantas medicinais no tratamento de enfermidades é comum há séculos e em geral baseada no empirismo. Nas últimas décadas grandes avanços têm sido alcançados nas ciências que estudam os produtos naturais em relação às suas propriedades farmacológicas e composição química, o que tem tornado o uso deste tipo de medicação bastante difundido através de todas as classes sociais. Entretanto, existe entre a população o mito de que em sendo natural não faz mal, o que contraria a máxima de que todo medicamento possui efeitos colaterais. Baseado neste contexto, o presente projeto tem por objetivo gerar subsídios para o desenvolvimento de medicamentos seguros e eficazes através do estudo aprofundado do metabolismo in vivo e in vitro da budleína A, uma lactonas sesquiterpênicas do tipo furanoheliangolido com comprovada ação citotóxica e antinflamatória. Esse conhecimento dos possíveis produtos do metabolismo de fase 1 possibilitará o mapeamento dos metabólitos gerados e poderá suportar futuros ensaios clínicos. O desenvolvimento do projeto será iniciado com a simulação do metabolismo oxidativo in vitro utilizando-se metaloporfirina e enzimas hepáticas, e posterior monitoramento dos produtos de reação através de espectrometria de massas (EM). Na segunda etapa serão realizados testes farmacocinéticos em ratos com determinação de parâmetros de absorção, distribuição e eliminação. Para a execução das análises por EM serão previamente desenvolvidos e validados métodos cromatográficos por CLAE-EM que se adaptem à composição da amostra. (AU)

Desenvolvimento de uma plataforma para o estudo do metabolismo in vivo e in vitro de produtos naturais, uma necessidade para o sistema de ensaios pré-clínicos

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mônica Tallarico Pupo
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:11/11599-5
Vigência: 01 de julho de 2011 - 31 de janeiro de 2012
Resumo
Para os estudos clínicos e de estabilidade, é necessária a caracterização química dos extratos vegetais e a obtenção de marcadores, sendo esta etapa de relevância para a execução destes estudos. Estes padrões, por sua vez, devem ser obtidos e certificados quanto à sua identidade e pureza e alguns podem servir de inspiração para os químicos sintéticos e medicinais. Uma parte dessas abordagens tem sido realizada dentro do programa BioProspecta, contudo, a falta de estudos de metabolismo, absorção e distribuição de ativos naturais ainda é um dos grandes gargalos na pesquisa do país e da implementação de algumas fases de estudos pré-clínicos. Dentro deste cenário, o objetivo desta proposta é o estabelecimento de uma plataforma de trabalho, englobando 4 grandes grupos, sendo a primeira colaborativa com os grupos componentes do Bioprospecta e de nossos pesquisadores na busca de novos produtos bioativos. A segunda estrutura visa o desenvolvimento de reações biomiméticas para obtenção de derivados estruturalmente semelhantes aos produzidos pelo sistema microssomal humano. O terceiro pilar visa os estudos de interpretação e aplicação das reações de decomposição em fase gasosa de micromoléculas ionizadas por ESI. Finalmente o quarto pilar busca aplicar todas essas informações em modelos in vivo utilizando um reduzido número de animais e permitindo uma interpretação do metabolismo de produtos naturais, essenciais nas fases iniciais dos estudos pré-clínicos. (AU)

Estudo fitoquímico e avaliação das atividades antimalárica, antimicrobiana e de inibição da enzima acetilcolinesterase de espécies nativas do Cerrado do Estado de São Paulo

Beneficiário:
Instituição: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Helena Januário
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:08/05197-9
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de julho de 2009
Assunto(s):CerradoMetabólitos secundáriosPlantas medicinaisQuímica de produtos naturais
Resumo
O programa de atividades do bolsista inclue: Preparação dos extratos brutos das espécies vegetais em estudo; Recuperação de sílica gel 60 para cromatografia em coluna; Preparação de placas para Cromatografia em Camada Delgada Comparativa e preparativa (CCDC e CCDP); Preparo de soluções, Preparação de reveladores para Cromatografia em Camada Delgada; Gerenciamento dos equipamentos do Laboratório de Produtos Naturais tais como: rotaevaporadores, banho de refrigeração e banho de ultrasom; Recebimento, estocagem e controle de reagentes e solventes; Treinamento na operação do Cromatógrafo Líquido de Alta Eficiência Shimadzu, Modelo Prominence LC-6AD com detector UV-visível SPA-20 A e Treinamento na operação do Espectrofotômetro DAD UV-visível HP modelo 8453 (AU)

Fotossensibilizadores naturais em terapia fotodinâmica: prospecção químico-farmacológica em espécies vegetais e desenvolvimento de procedimentos analíticos

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcos José Salvador
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:09/16940-7
Vigência: 01 de dezembro de 2009 - 30 de novembro de 2010
Assunto(s):Fitoquímica
Resumo
Neste projeto, propõe-se estudo para a prospecção químico-farmacológica de fotossensibilizadores naturais em espécies vegetais (principalmente, Amaranthaceae - tribo Gomphreneae e Myrtaceae - gêneros Campomanesia, Eugenia e Myrcia) para aplicação em terapia fotodinâmica (PDT) antimicrobiana e antitumoral. Para tanto, proceder-se-á adequação de metodologia de ensaios biológicos e de procedimentos para terapia fotodinâmica (PDT) antimicrobiana (frente a bactérias e fungos) e antiproliferativa (frente a linhagens de células tumorais), bem como o desenvolvimento de procedimentos analíticos, incluindo o estudo fitoquímico monitorado pela análise de absorção na região do visível de interesse em PDT e pelos bioensaios. O auxilio técnico dar-se-á no apoio ao preparo de material para os experimentos, manutenção das cepas microbianas e culturas de células, bem como na etapa fitoquímica e de irradiação das amostras com laser (Tabela 1). Assim, o bolsista terá um treinamento técnico multidisciplinar tanto na parte biológica, quanto na parte química. Terá a oportunidade de aprender a trabalhar em sistema asséptico, com sistemas celulares e métodos cromatográficos utilizados em estudos fitoquimicos. Com este treinamento o bolsista terá um treinamento que permitirá integrar conhecimento e aprender como proceder para realizar suas atividades com o rigor necessário. (AU)

Atividade anticâncer de extratos e frações ativas obtidos de Bidens sulphurea(Família: Asteraceae)

Beneficiário:
Instituição: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Ernesto de Carvalho
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:11/02470-9
Vigência: 01 de maio de 2011 - 31 de dezembro de 2013
Resumo
As doenças do sistema cardiovascular são as únicas que superam o câncer em mortalidade da população na maioria dos paises desenvolvidos. Por meio de produtos naturais, nas últimas décadas, a pesquisa de drogas anticâncer através da triagem de extratos e princípios ativos possibilitou a descoberta e o desenvolvimento de diversos quimioterápicos que hoje são utilizados no tratamento do câncer. Com o aprimoramento dos métodos de cultivo celular o National Cancer Institute (NCI-USA) desenvolveu metodologia de triagem in vitro utilizando células tumorais oriundas de tumores humanos. O CPQBA implantou essa metodologia que vem sendo utilizada para triagem de extratos e princípios ativos obtidos de produtos naturais. Este projeto tem como objetivo avaliar a atividade anticâncer de extratos obtidos de Bidens sulphurea. Após a coleta da espécie será obtido extrato bruto e frações desse extrato, utilizando hexano e diclorometano como solventes. Com esse extrato será realizado teste de atividade anticâncer em nove linhagens celulares obtidas de tumores humanos. Os extratos com o melhor perfil de atividade serão submetidos a um processo de fracionamento que será monitorado pelo teste de atividade. (AU)

Produtos naturais bioativos de cianobactérias marinhas

Beneficiário:
Instituição: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marli de Fátima Fiore
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:10/18732-0
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de agosto de 2014
Resumo
As cianobactérias são micro-organismos fotossintéticos oxigênicos pertencentes ao domínio Bacteria, apresentando distribuição cosmopolita na Terra. Estudos realizados no Laboratório de Ecologia Molecular de Cianobactérias (CENA/USP), com espécies originárias de diversas regiões terrestres e de água doce brasileiras, tem demonstrado a grande diversidade metabólica desses organismos para produção de cianopeptídeos sintetizados pela via não-ribossômica. A biossíntese cianobacteriana de peptídeos não-ribossômicos é catalisada por enzimas denominadas policetídeo sintase (PKS) e peptídeo sintetase não ribossômica (NRPS), sendo que muitas possuem sequências gênicas conhecidas. O objetivo geral desse estudo é a bioprospecção de produtos naturais bioativos de cianobactérias inéditas isoladas de ambientes marinhos da costa brasileira, ainda não exploradas, tendo como alvo a aplicação farmacêutica e biotecnológica. Para isso, propõe-se detectar e sequenciar genes envolvidos na biossíntese de NRPSs e PKSs, que indicarão as linhagens potencialmente capazes de produzir substâncias ativas. Em seguida, as linhagens com resultados positivos serão analisadas quanto à produção de metabólitos por meio da extração e purificação de cianopeptídeos. Esses cianopeptídeos serão identificados usando-se técnicas avançadas, tais como LC-MS, Q-TOF, MALDI-TOF e FTICR-MS. Cianopeptídeos ainda não descritos na literatura serão elucidados pela análise de dados espectroscópicos. Alguns genes envolvidos na síntese de cianotoxinas (mcyE, cyrJ e sxtI) também serão investigados. Desta forma, a contribuição pretendida com esse trabalho é gerar informações sobre moléculas bioativas produzidas por cianobactérias marinhas isoladas da costa do Estado de São Paulo e que apresentem potencial para aplicações biotecnológicas. (AU)

Estudo de aumento de escala de processo de extração supercrítica em leito fixo

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Angela de Almeida Meireles
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:06/01777-5
Vigência: 01 de setembro de 2006 - 30 de setembro de 2007
Resumo
Existem no Brasil muitos estudos de extração supercrítica de produtos naturais de plantas nativas. Porém, nenhuma unidade industrial operando com esta tecnologia existe no País. Ainda são escassos os estudos para aumento de escala desse processo de extração. Alguns estudos preliminares de custos do processo industrial estão sendo realizados. Porém, os dados necessários para se fazer uma estimativa mais próxima da realidade dependem dos dados de aumento de escala. Os dados de laboratório não são suficientes para determinar os parâmetros reais do processo, devido ao complexo comportamento da mistura do fluido supercrítico com os produtos naturais. Somente com os dados de aumento de escala será possível fazer uma estimativa mais próxima da realidade da viabilidade econômica da instalação de uma planta industrial operando com tecnologia de extração supercrítica no Brasil. Foi escolhido para o desenvolvimento deste trabalho o cravo-da-índia (Eugenia caryophyllus) como matéria-prima devido ao fato de que ele apresenta uma mistura simples de substâncias, dentre as quais está o eugenol, utilizado na indústria farmacêutica e de alimentos. Além disso, ele é rico em óleo essencial e existe vasto material na literatura sobre o cravo-da-índia. (AU)

Estudo fitoquímico biomonitorado das folhas de Ipomoea batatas e folhas e caule de rauia SP, sobre formigas cortadeiras(atta sexdens robropilosa) e seu fungo simbionte (Leucoagaricus gongylophorus)

Beneficiário:
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Batista Fernandes
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:06/58337-7
Vigência: 01 de março de 2007 - 28 de fevereiro de 2009
Assunto(s):Formigas cortadeirasProdutos naturaisRutaceae
Resumo
As formigas constituem um dos grupos de insetos mais abundantes na biosfera. Entre elas estão às formigas cortadeiras (gêneros Atta e Acromyrmex) consideradas como o inseto que mais causa danos a agriculturas no Brasil. Estes insetos são organizados socialmente e vivem em simbiose com um fungo amorfo, Leucoagaricus gongylophorus, que vem se desenvolvendo em conjunto com as formigas cortadeiras, o qual utiliza o material vegetal como substrato para o seu crescimento, pois o fungo é o único alimento para larvas e pupas. Acredita-se que o fungo desempenhe a função de um estômago externo, digerindo a celulose, transformando aleloquímicos vegetais em substâncias palatáveis à formiga por meio de enzima. Este é um ponto a ser explorado considerando-se uma possível aplicação em métodos alternativos para o controle deste inseto, principalmente no uso de produtos naturais como óleos essenciais e feromônios sendo sua alta seletividade para o inseto-alvo uma das grandes vantagens. Este projeto visa o isolamento de substâncias ativas das folhas de Ipomoea batatas e folhas e caule de Rauia sp, acompanhadas por ensaios nas formigas cortadeiras (Atta sexdens rubropilosa), no seu fungo simbionte (Leucoagaricus gongilophurus) e nas enzimas provenientes do fluido fecal (pectinases). (AU)

Caracterização do perfil da ação de compostos fenólicos de origem natural sobre processos oxidativos in vitro e ex vivo

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Olga Maria Mascarenhas de Faria Oliveira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Enzimologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/57290-0
Vigência: 01 de março de 2008 - 28 de fevereiro de 2010
Assunto(s):AntioxidantesProdutos naturaisRadicais livres
Resumo
As plantas medicinais desempenham um papel muito importante em saúde pública, principalmente em países em desenvolvimento. Compostos fenólicos oriundos do metabolismo secundário das plantas são considerados bons agentes antioxidantes naturais. O uso de extratos de vegetais no tratamento de patologias é um hábito difundido no Brasil, o que pode ser explicado, ao menos em parte, pelo baixo custo e pela crença de que tais produtos não promovem efeitos tóxicos. O consumo de frutas e vegetais auxilia na prevenção de processos degenerativos diminuindo, por exemplo, a incidência e a taxa de mortalidade por câncer ou doenças cardiovasculares. Diferentes compostos antioxidantes presentes na dieta desempenham importantes funções em retardar o desenvolvimento de doenças crônicas tais como doenças cardiovasculares, câncer, reações inflamatórias e Mal de Alzheimer. A busca por opções terapêuticas para diferentes patologias faz da pesquisa de produtos naturais um campo de importância, e fértil em opções de moléculas com diferentes atividades biológicas, o que proporciona a descoberta de novos fármacos e de plantas que apresentem substâncias que possam agir sobre as diferentes espécies oxidantes geradas em nosso organismo. Dentro desse contexto, é proposta deste trabalho avaliar, em diferentes processos oxidativos (químicos, enzimáticos e celulares - "ex vivo"), o efeito de compostos fenólicos de origem natural e derivados fornecidos pelo laboratório de Química Orgânica-IQ/UNESP. (AU)

Perfil cromatográfico dos metabólitos de espécies da família Flacourtiaceae: estudo fitoquímico biomonitorado

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alberto José Cavalheiro
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:06/60151-9
Vigência: 01 de março de 2007 - 28 de fevereiro de 2010
Assunto(s):FitoquímicaFlacourtiaceaeProdutos naturais
Resumo
O presente projeto tem como objetivo principal obter substâncias bioativas patenteáveis e traçar o perfil químico-cromatográfico através de CLAE-DAD e CLAE-EM de Casearia arbórea, C. gossypiosperma, C. decandra, Prockia crucis e Xylosma pseudosaizmannii. As espécies selecionadas são pertencentes à família Flacourtiaceae de ocorrência em regiões de Mata Atlântica do estado de São Paulo e com pouco ou nenhum estudo químico-farmacológico relatado na literatura. O material vegetal será extraído com solvente orgânico usando técnicas apropriadas e serão avaliados através de bioensaios visando à detecção de atividade antiinflamatória, antioxidante, antimicrobiana e antiproliferativa frente a linhagens de células tumorais. Os extratos selecionados na triagem serão submetidos a fracionamento biomonitorado, para o isolamento e caracterização das estruturas dos princípios ativos. A metodologia proposta é ainda pouco utilizada no Brasil e visa formar recursos humanos qualificados na área de Química de Produtos Naturais, capacitados a difundirem o conhecimento adquirido. (AU)

Ensaios de bancada aplicados ao isolamento de substâncias com atividades antifúngica e antitumoral

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:09/00312-7
Vigência: 01 de março de 2009 - 31 de agosto de 2010
Assunto(s):Mata atlânticaCerradoPlantas nativasBioquímica
Resumo
O programa de atividades descrito abaixo compreende atividades rotineiras que exigem trabalho cuidadoso por técnicos de nível superior. As atividades visam subsidiar as três metas principais do projeto "CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA DIVERSIDADE DO CERRADO E DA MATA ATLÂNTICA: DIVERSIDADE QUÍMICA E BIO PROSPECÇÃO DE FÁRMACOS - FASE II", financiado pela FAPESP e em andamento nos laboratórios de Produtos Naturais do Instituto de Química da UNESP/Araraquara e da Seção de Fisiologia e Bioquímica do Instituto de Botânica/SMA-SP: (1) Busca de produtos naturais bioativos em espécies de Cerrado e da Mata Atlântica do Estado de São Paulo; (2) seleção de extratos de plantas e fungos através de bioensaios para a detecção de substâncias com potencial anticancerígeno, antifúngico, anticolinesterásico, antioxidante e antimalárico; (3) cultivo de plantas selecionadas visando estudos fisiológicos e químicos. (AU)

Avaliação da atividade de quimioprevenção e genotoxicidade/antigenotoxicidade

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dulce Helena Siqueira Silva
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:09/07497-2
Vigência: 01 de maio de 2009 - 28 de fevereiro de 2010
Assunto(s):BioprospecçãoGenotoxicidadeProdutos naturaisQuimioprevençãoCitologia
Resumo
A quimioprevenção do câncer é feita pela prevenção, atraso ou reversão do processo de carcinogênese através da ingestão de compostos na dieta ou fármacos. Estratégias para a proteção contra carcinogênese envolvem a diminuição de enzimas responsáveis pela geração de espécies reativas (enzimas de fase 1) enquanto aumentam enzimas de fase 2 com o uso de substâncias naturais. Danos causados ao DNA por mutagênicos ambientais podem ser nocivos para diversos organismos, incluindo seres humanos. O acúmulo de mutações está relacionado com o desenvolvimento da maioria dos tumores malignos e desordens degenerativas. A fim de prevenir o risco genotóxico, é pertinente tanto identificar os mutagênicos e diminuir a exposição a eles, bem como aumentar a exposição a compostos antigenotóxicos como os que ocorrem naturalmente nas plantas. O estudo de produtos naturais com o ensaio da quinona redutase (QR) e do cometa é de fundamental importância para o descobrimento e desenvolvimento de novas substâncias capazes de prevenir o câncer. Nesse contexo, sera implantada metodologia para avaliacao de atividade quimiopreventiva pela verificacao da inducao de quinona-redutase e pelo ensaio do cometa. Para tanto serao preparadas as soluções utilizadas nos ensaios; Cultivo/manutencao de células de hepatoma murino Hepa 1c1c7 e hepatoma humano HepG2 utilizadas nos ensaios; avaliacao de substancias naturais fornecidas pelos laboratorios associados ao projeto tematico. (AU)

Síntese fragmento c10-c26 da dictiostatina e síntese total da okinonelina b

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Dias
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:05/04537-2
Vigência: 01 de abril de 2006 - 31 de março de 2010
Assunto(s):AntibióticosSíntese orgânica
Resumo
A macrolactona dictiostatina apresenta potente atividade antitumoral, inibindo a proliferação de células cancerígenas em concentração nanomolar,3 exibindo atividade antiproliferativa superior a do (+)-discodermolideo (ED50 0,38nM, P388 células de leucemia).Nosso objetivo principal é promover uma síntese curta e eficiente para a dictiostatina, que possa fornecer maiores quantidades deste produto natural, além de derivados com potencial atividade farmacológica. O objetivo específico desta parte do projeto de pesquisas é a síntese do fragmento C10-C26 da dictiostatina. O aluno Ilton Barros Daltro de Castro estará trabalhando em conjunto com outra aluna de doutoramento, Caroline da Costa Silva Gonçalves, que estará trabalhando na síntese do fragmento C1-C17 da dictiostatina e cuja bolsa de doutorado está sendo solicitada na FAPESP. A segunda parte deste trabalho consiste em investigar uma rota sintética curta e eficiente para a obtenção da okinonelina-B. Este produto natural apresenta uma variedade de atividades biológicas, dentre elas antibacteriana, citotóxica e antiespasmódica (AU)

Desenvolvimento de filtros inorgânico-orgânicos a partir de óxido de zinco e produtos naturais para formulação de protetores solares

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marian Rosaly Davolos
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:09/15200-0
Vigência: 01 de janeiro de 2010 - 31 de dezembro de 2010
Assunto(s):FlavonoidesProtetores solaresÓxido de zincoMateriais
Resumo
O uso de protetores solares para a proteção da pele contra os raios UV emitidos pelo sol está se tornando imprescindível e o estudo tanto de filtros inorgânicos, orgânicos como das suspensões estáveis que constituem os protetores requerem pesquisa acadêmica. Este trabalho visa a obtenção de novos tipos de filtros solares através da associação de filtros orgânicos que absorvem radiação nas regiões do UVA e UVB e inorgânicos para um aumento na eficiência do fator de proteção e menor penetração da radiação na pele. Dentre os diversos filtros orgânicos existentes podemos destacar os flavonóides, uma classe de compostos naturais que apresenta propriedades antibactericidas, antioxidantes, antinflamatórias, além de absorção intensa na região UVA e UVB do espectro eletromagnético. Estes novos compostos, além de preencherem todos os requisitos para serem utilizados como filtros orgânicos solares, apresentam o apelo do produto natural nas formulações de protetores solares. Para isso serão utilizados como filtros orgânicos os flavonóides quercetina e isoquercetrina, e um inorgânico, o ZnO. As amostras dos filtros associados ou não, serão caracterizadas por difratometria de raios X, espectroscopia de absorção na região do infravermelho, espectroscopia de absorção na região do UV-Vis. Posteriormente serão feitas formulações de protetores contendo as associações dos filtros e estas serão caracterizadas através de espectroscopia de absorção na região do UV-Vis e medidas reológicas. (AU)

Técnicas de coleta, extração e análise aplicadas à obtenção de banco de extratos

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:08/03507-0
Vigência: 01 de maio de 2008 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Mata atlânticaCerrado
Resumo
O programa de atividades descrito abaixo compreende atividades rotineiras que exigem trabalho cuidadoso por técnicos de nível superior. As atividades visam subsidiar as três metas principais do projeto "CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA DIVERSIDADE DO CERRADO E DA MATA ATLÂNTICA: DIVERSIDADE QUÍMICA E BIO PROSPECÇÃO DE FÁRMACOS - FASE II", financiado pela FAPESP e em andamento nos laboratórios de Produtos Naturais do Instituto de Química da UNESP/Araraquara e da Seção de Fisiologia e Bioquímica do Instituto de Botânica/SMA-SP: (1) Busca de produtos naturais bioativos em espécies vegetais de Cerrado e da Mata Atlântica do Estado de São Paulo; (2) seleção de extratos vegetais através de bioensaios para a detecção de substâncias com potencial anticancerígeno, antifúngico, anticolinesterásico, antioxidante e antimalárico; (3) cultivo de plantas selecionadas visando estudos fisiológicos e químicos. (AU)

Análise da atividade anticolinesterásica de extratos, frações e substâncias isoladas de plantas nativas

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:08/03263-4
Vigência: 01 de maio de 2008 - 31 de agosto de 2010
Assunto(s):Mata atlânticaCerradoPlantas nativasBioquímica
Resumo
O programa de atividades compreende atividades rotineiras que exigem trabalho cuidadoso por tecnicos de nível superior. As atividades visam subsidiar as três metas principais do projeto "CONSERVAÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA DIVERSIDADE DO CERRADO E DA MATA ATLÂNTICA: DIVERSIDADE QUÍMICA E BIO PROSPECÇÃO DE FÁRMACOS - FASE II", financiado pela FAPESP e em andamento nos laboratórios de Produtos Naturais do Instituto de Química da UNESP/Araraquara e da Seção de Fisiologia e Bioquímica de Plantas do Instituto de Botânica/SMA-SP: (1) Busca de produtos naturais bioativos em espécies vegetais de Cerrado e Mata Atlântica do Estado de São Paulo; (2) seleção de extrator vegetais através de bioensaios para detecção de substâncias com potencial anticancerígeno, antifúngico, anticolinesterásico, antioxidante e antimalárico; (3) cultivo de plantas selecionadas visando estudos fisiológicos e químicos. (AU)

Caracterização e produção sustentável de biomassa fitoplanctônica marinha do estado de São Paulo

Beneficiário:
Instituição: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sônia Maria Flores Gianesella
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOTA - Regular
Processo:10/50187-1
Vigência: 01 de outubro de 2010 - 30 de setembro de 2012
Assunto(s):BiodiversidadeComunidades marinhasFitoplâncton marinhoMicroalgasBiomassa
Resumo
A biotecnologia de microrganismos representa uma excelente oportunidade para descobertas de substâncias naturais, além de ser uma fonte alternativa daqueles já existentes. Nos últimos anos, muito interesse tem sido focado no potencial biotecnológico das microalgas, principalmente devido à identificação de diversas substâncias presentes na sua biomassa que podem apresentar aplicação industrial diversificada. Além disso, a biomassa algácea pode ser uma fonte ilimitada de produtos naturais. Em razão da imensa biodiversidade e consequente variabilidade na composição bioquímica destes organismos, a produção sustentável de bioativos para fins energéticos e nutracêuticos apresenta claras vantagens competitivas. Neste sentido, este trabalho objetiva a avaliação das condições de cultivo em escala laboratorial visando à otimização da produção em massa, a caracterização e a prospecção de bioativos da biomassa fitoplanctônica oriunda do litoral do estado de São Paulo, tanto já isolados no BMM do IOUSP como de outras novas espécies a serem isoladas, com o intuito de exploração sustentável de produtos naturais. As atividades envolvidas são: coleta, aclimatação, isolamento e identificação de espécies fitoplanctônicas da região litorânea do estado de São Paulo, principalmente dos estuários de Santos, Cananéia e região costeira de Ubatuba; avaliação e seleção de cepas (do BMM e daquelas isoladas); caracterização fisiológica das espécies alvo; prospecção de bioativos marinhos, especialmente de lipídios; determinação do perfil de ácidos graxos; avaliação do efeito de condições de cultivo na produtividade de biomassa; avaliação do seu potencial combustível da biomassa; elaboração de um mini-curso para o aprimoramento de recursos humanos na área de biodiversidade marinha. (AU)

Identificação de plantas com propriedades anticariogênicas provenientes do Pantanal brasileiro

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOSJC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Cristiane Yumi Koga Ito
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/53299-5
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de janeiro de 2011
Assunto(s):CandidaCárie dentáriaLactobacillusProdutos biológicosStreptococcus mutansToxicidade de drogas
Resumo
Tem-se observado um crescente aumento no interesse em produtos naturais nas últimas décadas. O objetivo desse trabalho será: 1) Selecionar plantas provenientes da região do Pantanal que possuem atividade antimicrobiana sobre Streptococcus mutans, Candida albicans e Lactobacillus acidophilus; 2) Avaliar as diferenças entre o método de extração do extrato (hidroalcoólico ou aquoso) e o efeito da variação sazonal na eficácia desses extratos; 3) Avaliar a toxicidade dos extratos com maior atividade antimicrobiana; 4) Desenvolver um modelo para crescer biofilmes de S. mutans e C. albicans em associação e 5) Identificar o efeito da associação de S. mutans e C. albicans no crescimento dos microorganismos e na resposta a antimicrobianos. No subprojeto 1, os extratos que se mostrarem ativos após o teste de difusão em ágar serão estudados com relação à: a) atividade antimicrobiana dos extratos vegetais sobre microrganismos em suspensão e em biofilme; b) máxima diluição inibitória dos extratos vegetais e c) influência de concentrações sub-inibitórias sobre a adesão dos microorganismos ao vidro. No subprojeto 2, os extratos que apresentarem maior atividade antimicrobiana serão avaliados quanto à sua citotoxicidade in vitro (análise da atividade mitocondrial de fibroblastos de ratos) e in vivo (análise histopatológica da mucosa de ratos). Para o estudo da interação microbiana entre S. mutans e C. albicans, será necessário padronizar o crescimento do biofilme de espécie única e de espécies associadas. Em seguida, será realizado um estudo da resistência desses biofilmes a antimicrobianos (clorexidina, miconazol e os extratos vegetais que apresentarem os melhores resultados nos estudos anteriores). (AU)

Rastreamento bioguiado de quimioprevenção de Eugenia jambolana, Garcinia xantochimus e Alchornea glandulosaem linhagem de hepatocarcinoma celular (HepG2 e HEPA1C1C7)

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Christiane Pienna Soares
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:10/00492-2
Vigência: 01 de fevereiro de 2010 - 31 de outubro de 2011
Assunto(s):GenotoxicidadeProdutos naturaisQuimioprevenção
Resumo
A variabilidade das regiões geográficas brasileiras favorece o desenvolvimento de diferentes espécies vegetais, o que estimula o estudo na busca de novos agentes bioativos. Dentre as espécies escolhidas para investigação de seu possível efeito quimiopreventivo estão as que pertencem ao gênero Eugenia e Alchornea, que por sua vez são amplamente reconhecidas por conter substâncias fenólicas com potencial efeito antioxidante, antiinflamatório, analgésico, antipirético, antifúngico e efeitos citotóxicos no desenvolvimento de algumas linhagens de células cancerígenas. A outra espécie escolhida (Garcinia) para o presente estudo pertencente a família Clusiaceae, e seu perfil químico revela a presença de xantonas, flavonóides, fenóis e acridonas como principais grupos de metabólitos especiais, apresentando atividade analgésica, antibacteriana, antioxidante, antiviral e antitumoral. O presente estudo tem por objetivo realizar o rastreamento bioguiado para atividade de quimioprevenção em extratos, frações semipurificadas e principalmente, de substâncias puras isoladas de Eugenia jambolana, Garcinia xanthochymus e Alchornea glandulosa como parte da bioprospecção de produtos naturais. Até o momento não existem estudos sobre a capacidade de quimiprevenção dessas espécies vegetais. No presente estudo será avaliada a indução da enzima quinona-redutase em células de hepatocarcinoma murino (Hepa 1c1c7); e a genotoxicidade/antigenotoxicidade em células de hepatocarcinoma humano (HepG2) competentes para metabolização de xenobióticos, através do ensaio do cometa. (AU)

Treinamento técnico para manutenção e bionesaios em laboratório com formigas cortadeiras

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Odair Correa Bueno
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:10/01515-6
Vigência: 01 de março de 2010 - 28 de fevereiro de 2011
Assunto(s):Formigas cortadeirasToxicidadeBioensaio
Resumo
BOLSA TT-2Bolsista 4:O bolsista 4 deverá atuar nos laboratórios de bioensaios e criação de formigas do Centro de Estudos de Insetos Sociais da UNESP - Rio Claro sob a responsabilidade do professor Dr. Odair Corrêa Bueno.PLANO DE TRABALHO, METODOLOGIA:O bolsista deverá contribuir na execução dos estudos em andamento no Centro de Estudos de Insetos Sociais (CEIS) da UNESP - Rio Claro relacionado ao projeto temático de equipe "CONTROLE DE FORMIGAS CORTADEIRAS, ESTUDOS INTEGRADOS" sendo treinada nas tarefas abaixo:1. Contribuir para realização de ensaios de produtos naturais e sintéticos baseados em produtos naturais em formigas cortadeiras, Atta sexdens rubropilosa, e participar da manutenção dos ninhos das formigas.2. Na tarefa de ensaios o bolsista deverá ser treinado em preparações das dietas artificiais e naturais e na realização dos ensaios. 3. Realizar análise estatística dos resultados obtidos, recebendo treinamento nesta área.4. Organizar os laboratórios de ninhos e ensaios de formigas, mantendo os ninhos diariamente e preparando soluções e dietas de uso comum. Neste treinamento espera-se que ao final do mesmo o bolsista possa ser responsável pelo andamento técnico do laboratório Espera-se também que ele tenha completo domínio em prepara de soluções inorgânicas e orgânicas.5. Manter organizado o almoxarifado. O bolsista deverá neste tópico poder, ao final do treinamento, controlar o almoxarife tanto em estoque quanto informando os materiais a serem adquiridos, assim como fazer levantamento de preços. (AU)

Produção de compostos de aromas através da biotransformação de monoterpenos por Pseudomonas SP

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Glaucia Maria Pastore
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:11/17149-1
Vigência: 01 de outubro de 2011 - 30 de abril de 2012
Assunto(s):PseudomonasTerpenosBiotransformaçãoBiotecnologia
Resumo
O aroma é responsável por grande parte do sabor de um alimento, sendo considerado um dos atributos mais importantes na aceitação do produto pelo consumidor. Atualmente, a crescente demanda do mercado consumidor por produtos naturais e saudáveis tem levado a maior utilização e pesquisa de processos biotecnológicos para síntese dos chamados bioaromas, que são aromas classificados como naturais. Os processos de biocatálise e biotransformação seletiva por micro-organismos possibilitam a conversão de terpenos em compostos de aroma de alto valor agregado, com possível aplicação nas indústrias de alimentos, cosmética e farmacêutica. Os terpenos são os responsáveis pelo aroma dos óleos essenciais, além de serem ótimos substratos para conversões estereoespecíficas. Estes já vêm sendo utilizados pela indústria de aromas, sendo geralmente rejeitos industriais que não possuem alto valor agregado, economicamente viável para aplicação em bioconversões. Enquanto que os micro-organismos são capazes de se adaptar a novos ambientes e metabolizar substâncias estranhas em fontes de carbono e nitrogênio pela transformação de grupos funcionais da molécula, resultando na formação de novos compostos de interesse. Os estudos pioneiros da utilização de terpenos como única fonte de carbono utilizaram linhagens de Pseudomonas sp. como agentes biológicos, sendo posteriormente utilizados em outros estudos de bioconversão de terpenos com resultados significativos. Assim essa classe de micro-organismos representa um grande potencial na produção de bioaromas. Desta forma, os objetivos do projeto serão isolar micro-organismos em meio seletivo para Pseudomonas sp. bem como avaliar seu potencial na biotransformação de monoterpenos (a-pineno, R-limoneno e citronelol), e avaliar os compostos obtidos através da Cromatografia Gasosa acoplada a Espectrometria de Massa (CG-EM). (AU)

Laboratório de sequenciamento no Programa cana-de-açúcar

Beneficiário:
Instituição: Centro de Ciências Exatas, Naturais e Tecnológicas. Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Suzelei de Castro França
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa GENOMA
Processo:99/03651-3
Vigência: 01 de junho de 1999 - 31 de julho de 2003
Assunto(s):BiopolímerosCana-de-açúcarLaboratóriosGenoma Cana-de-Açúcar - SucEST
Resumo
O grupo RU-UNAERP participou do trabalho sequenciamento randômico de cDNAs de de cana-de-açúcar iniciado em junho/1999 prosseguindo no isolamento, purificação, ampliação e identificação de sequencias expressas até outubro/2000 quando então foi congelado o banco. A contribuição deste grupo resultou na identificação de 12766 sequencias das quais 8447 foram lidas no sentido 5' e 4319 no sentido 3'. O índice de aproveitamento de nossos resultados foi de 72,43% ligeiramente acima da média 72,05% e o 10º entre os 23 grupos atuantes. Estes números refletem não só o rendimento do grupo mas também a nossa capacitação para cumprir com as metas estipuladas pela coordenação do Projeto SUCEST, realizando o trabalho num ritmo contínuo, dentro das exigências de rigor metodológico e de precisão requeridas. Após a paralisação das atividades de sequenciamento propriamente dito, iniciamos com base em nossos levantamentos no âmbito do projeto SUCEST-data mining, a seleção de clusters e respectivos reads que seriam alvo de nossas atividades futuras para gerar uma coleção de genes relacionados ao metabolismo secundário, investigando o padrão de expressão de enzimas chaves na regulação das principais rotas metabólicas e evidenciando as classes de produtos naturais que desempenham um papel relevante na resposta adaptativa de cana-de-açúcar às variações no meio ambiente e ao estresse causado por agentes biológicos e físico-químicos. Um vez selecionados os clusters, listados nas tabelas 1 e 2, solicitamos à coordenação os clones que continham os cDNAs de interesse os quais foram, conforme disponibilizados, re-extraídos, purificados e sequenciados nas duas fitas por completo. As sequencias completas já obtidas fazem parte da coleção inicial de genes que serão utilizados como sonda na comparação de genes expressos constitutivamente e aqueles expressos em determinadas situações de estresse. (AU)

Tratamento preservante de madeira a base de produtos naturais

Beneficiário:
Instituição: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlito Calil Junior
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:04/10056-4
Vigência: 01 de novembro de 2004 - 31 de dezembro de 2007
Assunto(s):Madeira
Resumo
Este projeto propõe um novo tratamento preservante da madeira à base de produtos naturais. Na composição do conservante será usado a substância azaradirachtina, presente em grande concentração no óleo de Neem. Esta molécula natural apresenta baixa toxidade a todos os animais de sangue quente e a seis espécies diferentes de minhoca e demais organismos do solo. Sua atuação é imediata tendo por principal ação o efeito anti-alimentar (anti-feeling) o que pode levar a um efeito fagoinibidor e fagorrepelente, impedindo que os organismos xilófagos ataquem a madeira. A ação do óleo de Neem pode ser aumentada tendo em vista efeitos inseticidas, repelência e também quanto à permeabilidade. Para tanto, podem ser utilizados tensoativos, entre esses, há produtos já sintetizados à base de óleos naturais também com efeitos fungistáticos e/ou bacteriostáticos, e que exercem ação potencializadora do Neem (sinergia). O preservante natural será aplicado em três diferentes tipos de madeira (E. grandis, E. saligna e E. citriodora) podendo ser estendido a madeiras de pinus. O resultado esperado é a apresentação de um novo produto preservante alternativo ou substitutivo para madeira que provoque um menor impacto ambiental. (AU)

Prospecção continuada de bioatividade de metabólitos para agregar valor a extratos de plantas brasileiras

Beneficiário:
Instituição: Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Campus Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Sérgio Pereira
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/01469-4
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 30 de novembro de 2012
Assunto(s):CromatografiaEspectroscopiaBiotecnologiaPlantas medicinaisQuímica de produtos naturais
Resumo
O projeto de pesquisa direciona-se ao estudo químico fundamentado nos seguintes parâmetros: composição, isolamento, purificação e caracterização do(s) princípio(s) ativo(s) de plantas medicinais, principalmente plantas brasileiras, envolvendo cromatografia e espectrometria. Aliado a este estudo químico o propósito multidisciplinar e temático é prospectar substância(s) orgânica(s) em potencial com abordagens bioquímicas, farmacológicas e toxicológicas, tais como: alteração no processo de aprendizagem-memória envolvendo neuroproteção e antioxidantes; anti-toxinas; genotoxicidade e citotoxidade; antimicrobiana e hipoglicemia. A cultura de células e tecidos de espécies vegetais também será alvo de estudo, pois possibilitará manipulação genética e bioquímica para a escolha genótipos e produção de princípios ativos de interesse biotecnológico. A conexão Química de Produtos Naturais e Ciências Biológicas e da Saúde permitirá a exploração sustentada de ativos terapêuticos de fontes vegetais nativas, que poderá ser aplicada no desenvolvimento de produtos inovadores (Fitoterápicos) na área de saúde humana e/ou animal. (AU)

Instrumentos de avaliação crítica de ensaio clínico randomizado na revisão sistemática do uso de agentes biológicos na artrite reumatóide

Beneficiário:
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Moacyr Roberto Cuce Nobre
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/07697-9
Vigência: 01 de julho de 2010 - 31 de dezembro de 2010
Resumo
Os instrumentos de avaliação crítica de ensaio clínico randomizado são elaborados com o objetivo de facilitar a interpretação dos ensaios por meio de lista de verificação ou de escalas para explicitar as características consideradas essenciais. Objetivo deste estudo é avaliar a qualidade metodológica dos artigos originais que apresentam suas conclusões baseadas em desfecho clínico, comparada com a qualidade dos que se baseiam em desfecho intermediário, entre os artigos recuperados pela revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados sobre uso de agentes biológicos na artrite reumatóide. A metodologia consiste na elaboração de um protocolo com a definição dos objetivos, critérios de inclusão e exclusão. Em seguida, faz-se a busca dos artigos na base de dados e selecionam-se aqueles que preenchem os critérios de inclusão por meio de títulos e resumos. Após a recuperação dos artigos integrais para leitura, faz-se avaliação da qualidade metodológica e a observação dos desfechos utilizados. A partir da análise dos resultados obtidos, testa-se a hipótese afirmativa, de que os artigos melhores avaliados utilizam desfechos predominantemente clínicos em detrimento dos desfechos laboratoriais substitutos. A comparação dos resultados utilizará uma escala de relevância clínica de desfechos na artrite reumatóide já elaborada como parte dessa pesquisa. (AU)

Utilização de coculturas microbianas para a produção e descoberta de produtos naturais bioativos

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Roberto Gomes de Souza Berlinck
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:08/00331-9
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de janeiro de 2012
Resumo
A exploração de culturas microbianas para a produção de produtos naturais (metabólitos secundários) bioativos é de extremo interesse, em decorrência da possibilidade de crescer microrganismos para a produção destas substâncias. Todavia, muitas vezes algumas linhagens produzem substâncias em pequenas concentrações, insuficientes para o seu isolamento, identificação e avaliação de atividades biológicas. Além disso, é possível se induzir a produção de novas substâncias por uma determinada linhagem microbiana, pela adição de indutores químicos ou outros microrganismos no meio de cultura. Neste projeto, propõe-se a selecionar culturas de fungos marinhos (já isolados e purificados), produtores de extratos bioativos, para serem crescidos na presença de linhagens de bactérias marinhas, já isoladas e purificadas. Tal processo, conhecido como cocultura para a produção de metabólitos secundários, foi muito pouco explorado. Poucos exemplos da literatura ilustram a potencialidade desta metodologia para a produção de substâncias de interesse farmacológico. Serão selecionadas 50 linhagens de fungos marinhos e 5 linhagens de bactérias marinhas para serem submetidos a experimentos de crescimento em cocultura. Estes experimentos serão avaliados por LC-ELSD-PDA-MS para se avaliar mudanças no perfil químico do extrato obtido do meio de cultura, bem como em bioensaios de atividade antimicrobiana, citotóxica, imunossupressora, antituberculose e de inibição enzimática de parasitas tropicais. Os resultados permitirão escolher coculturas específicas fungo/bactéria para serem novamente crescidas em escala semipreparativa, objetivando a produção, isolamento, identificação e avaliação biológica de substâncias produzidas em meio de cocultura. (AU)
Página 12 de 1.411 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP