site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 12 de 1.803 resultado(s)
|

Sais de tálio (III) em síntese orgânica: construção de esqueletos indanicos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Helena Maria Carvalho Ferraz
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:98/12591-1
Vigência: 01 de abril de 1999 - 28 de fevereiro de 2003
Resumo
Estudar reações de contração de derivados naftalênicos (olefinas e cetonas), visando à contração de derivados indânicos. Aplicar a metodologia na síntese do produto natural mutisiantol. (AU)

Reagentes de tálio, telúrio e iodo em ciclofuncionalizacoes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Helena Maria Carvalho Ferraz
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:95/09133-3
Vigência: 01 de fevereiro de 1996 - 31 de março de 1998
Assunto(s):AlcaloidesÉteres cíclicosSíntese orgânica
Resumo
O presente projeto visa ao estudo de reações de ciclização de substratos insaturados, contendo um nucleófilo interno, com reagentes eletrofilicos de tálio, telúrio e iodo. Pretende-se estudar a aplicação destas reações à síntese de produtos naturais, como, por exemplo, lactonas, éteres cíclicos e alcalóides. (AU)

Reagentes de telúrio em síntese orgânica: síntese do Siphonodiol

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Valdir Comasseto
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:97/04426-8
Vigência: 01 de setembro de 1997 - 31 de agosto de 2000
Resumo
Neste projeto e proposta a síntese altamente convergente do Siphonodiol, um produto natural do grupo dos poliacetilenos que apresenta uma potente atividade fungicida. A estratégia sintética a ser utilizada consistira na utilização de algumas das reações já estudadas sistematicamente em nosso laboratório, entre elas, hidroteluração de acetilenos seguido de transmetalação para os correspondentes cupratos vinílicos. (AU)

Estudo dos efeitos de diferentes concentrações de macerado de Piper nigrum, em solução oleosa, para o tratamento não pressurizado do bambu

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Ferreira Damiao Filho
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:97/12926-0
Vigência: 01 de fevereiro de 1998 - 31 de janeiro de 1999
Resumo
A piperina é um produto natural, extraído de sementes de pimenta do reino, e apresenta excelentes qualidades anti fúngicas e de controle de insetos. O presente projeto visa estudar os efeitos de diferentes concentrações de macerado de pimenta do reino, em solução oleosa, para o tratamento da "madeira" do bambu. (AU)

Lesões no DNA de células de lavado broncoalveolar de pacientes com patologias pulmonares

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Daisy Maria Favero Salvadori
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:03/00967-7
Vigência: 01 de junho de 2003 - 31 de maio de 2005
Resumo
O pulmão é agredido por muitas substâncias e agentes biológicos os quais podem causar diferentes patologias, entre estas o câncer. O teste do cometa será utilizado para detectar eventuais danos no DNA de células obtidas pelo lavadobroncoalveolar de pacientes com doenças pulmonares. A identificação precoce de danos no DNA pode contribuir para que sejam implementadas medidas preventivas que evitem a progressão para uma neoplasia pulmonar. (AU)

A geração de estruturas na determinação estrutural usando computador uma abordagem multidisciplinar

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vicente de Paulo Emerenciano
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:92/04996-5
Vigência: 01 de março de 1993 - 28 de fevereiro de 1995
Assunto(s):Produtos naturaisTerpenosRessonância magnética nuclearIsótopos de carbonoInteligência artificial
Resumo
O projeto visa o planejamento e a construção de um gerador de estruturas baseado em dados de RMN 13C, dados biogenéticos e usando informações botânicas para auxiliar o sistema. Deverão ser juntadas duas técnicas de interpretação espectral, uma desenvolvida pelo nosso grupo e outra na França, pelo projeto DARC. (AU)

Imovilização de enzimas proteolíticas de frutos tropicais e seu uso como ativos em cosméticos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Multi Vegetal Indústria e Comércio de Cosméticos e Produtos Naturais Ltda. - ME
Pesquisador responsável:Luis Daniel Loyola Herrera
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:09/00115-7
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de março de 2009
Vinculado ao auxílio:05/50907-6 - Imobilização de enzimas proteolíticas de frutos tropicais e seu uso como ativos em cosméticos, AP.PIPE
Assunto(s):EnzimasCosméticos
Resumo
.- Plano de TrabalhoO técnico recebera treino específico em manipulação e preparação de soluções de de materiais poliméricos. Preparação de grânulos e micropartículas de alginato de cálcio. Determinação de atividades enzimáticas das enzimas papaína e bromelina..Utilização de equipamentos diversos:pHmetro, centrífuga , espectrofotômetro, Colorímetro. (AU)

Aquisição e instalação de aparelhagem de difração de raios-X de monocristais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Geraldo Vicentini
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:94/02061-4
Vigência: 01 de junho de 1995 - 31 de outubro de 2000
Assunto(s):Difração por raios XCristalografiaMonocristaisEquipamentos de laboratório
Resumo
Pretende-se adquirir e instalar aparelhagem de difração de raios-X de monocristais no Instituto de Química da USP, para utilização de grupos de pesquisa nas áreas de Química Inorgânica, Síntese Orgânica, Química de Organometálicos, Produtos Naturais, etc. além da determinação das estruturas cristalinas, estamos propondo a implementação de um plano de formação de recursos humanos. (AU)

Uso de corantes fluorescentes na avaliação da integridade da membrana plasmática de espermatozóides ovinos submetidos a congelação

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Wilter Ricardo Russiano Vicente
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:94/03232-7
Vigência: 01 de outubro de 1994 - 30 de setembro de 1995
Assunto(s):Membrana plasmáticaOvinosEspermatozoidesTestosterona
Resumo
Neste trabalho serão utilizados sete machos ovinos, adultos de três raças distintas, em atividade sexual, com objetivo de verificar a integridade ou não do acrosoma e da membrana plasmática da célula espermática através da utilização de corantes biológicos em amostras de sêmen fresco e descongelado, além de relacionar com o perfil hormonal da testosterona. (AU)

Fotossensibilizadores naturais em terapia fotodinâmica: prospecção quimico-farmacológica em espécies vegetais e desenvolvimento de procedimentos analíticos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcos José Salvador
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:09/05992-6
Vigência: 01 de outubro de 2009 - 31 de março de 2012
Assunto(s):FitoquímicaAmaranthaceaeMyrtaceaeProdutos naturaisTerapia fotodinâmicaFármacos fotossensibilizantesAntineoplásicos
Resumo
Neste projeto, propõe-se estudo para a prospecção químico-farmacológica de fotossensibilizadores naturais em espécies vegetais (principalmente, Amaranthaceae - tribo Gomphreneae e Myrtaceae - gêneros Campomanesia, Eugenia e Myrcia) para aplicação em terapia fotodinâmica (PDT) antimicrobiana e antitumoral. Para tanto, proceder-se-á adequação de metodologia de ensaios biológicos e de procedimentos para terapia fotodinâmica (PDT) antimicrobiana (frente a bactérias e fungos) e antiproliferativa (frente a linhagens de células tumorais), bem como o desenvolvimento de procedimentos analíticos, incluindo o estudo fitoquímico monitorado pela análise de absorção na região do visível de interesse em PDT e pelos bioensaios. O estudo fitoquímico será realizado empregando-se métodos cromatográficos diversos e para as substâncias isoladas e purificadas realizar-se-á a elucidação estrutural utilizando-se métodos espectroscópicos de análise (IV, UV-vis, RMN e Massa). Assim, realizar-se-á o estudo com espécies vegetais brasileiras para a prospecção químico-farmacológica de fotossensibilizadores naturais visando possível aplicação em PDT, uma tecnologia promissora para a terapêutica tópica de infecções, processos inflamatórios e de alguns tipos de câncer, de maneira a obter novos insumos e tecnologias para aplicação na área farmacêutica, cosmética e odontológica e o possível desenvolvimento de fármacos e medicamentos autóctones. (AU)

Desenvolvimento de uma biblioteca de substâncias e extratoteca da família Asteraceae

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Batista da Costa
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/03024-8
Vigência: 01 de junho de 2013 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):AsteraceaeProdutos naturaisQuímica de produtos naturais
Resumo
A descoberta de novas substâncias de interesse químico e biológico diminuiu consideravelmente nas duas últimas décadas. As abordagens para obtenção de substâncias bioativas, valendo-se apenas da síntese racional e da química combinatória, se mostraram de certo modo ineficientes. Nesse contexto, as fontes naturais tornaram-se novamente atraentes para a indústria e a academia. Ao mesmo tempo, com o desenvolvimento das técnicas analíticas, ocorreu a diminuição do tempo de separação, isolamento e, por conseguinte, de identificação de substâncias de origem natural. Surge assim a necessidade da criação de coleções de substâncias, extratos e frações para a busca por componentes bioativos, estudos computacionais e de desreplicação. O objetivo desse trabalho é o desenvolvimento de uma biblioteca de substâncias e de uma extratoteca da família Asteraceae. Para tanto, cerca de 150 substâncias naturais puras e 300 extratos serão catalogados juntamente com informações adicionais. Os extratos serão pré-selecionados através do perfil cromatográfico e da massa molecular dos seus componentes, garantindo maior diversidade. Um método cromatográfico será desenvolvido e validado para a análise em UPLC-UV-MS das substâncias e dos extratos que irão compor a biblioteca e a extratoteca. Espectros de RMN também serão obtidos. Os dados resultantes serão devidamente inseridos no BADAPRON (BAnco de DAdos de PROdutos Naturais). Espera-se através desse trabalho desenvolver bibliotecas diversificadas e únicas que possibilitem o avanço nas pesquisas de substâncias inéditas e bioativas. (AU)

Estudo fitoquímico e avaliação da mutagenicidade, antimutagenicidade e da atividade inibitória da ciclooxigenase de Styrax (Styracaceae)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Patricia Mendonça Pauletti
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/10283-1
Vigência: 01 de março de 2009 - 31 de maio de 2011
Assunto(s):Produtos naturaisStyraxStyracaceaeAnti-inflamatóriosCiclo-oxigenase 2Testes de mutagenicidade
Resumo
Neste projeto pretende-se realizar o estudo químico biomonitorado de espécies do gênero Styrax (Styracaceae) com uso potencial como antiinflamatório. A pesquisa fitoquímica será bioguiada pela atividade antiinflamatória, empregando-se o ensaio in vitro de inibição da enzima ciclooxigenase. As propriedades antimutagênica e mutagênica do extrato de S. camporum, espécie esta de muita importância para a população devido ao seu uso no tratamento de úlceras, e das lignanas benzofurânicas bioativas, egonol e homoegol, também serão investigadas. Em paralelo, outras substâncias bioativas isoladas também serão avaliadas quanto a sua mutagenicidade e antimutagenicidade. As metodologias de análise a serem utilizadas, envolverão técnicas de separação cromatográfica (CC, CCDC, CG-EM, CLAE-DAD). A caracterização estrutural das substâncias isoladas será realizada empregando métodos espectroscópicos como experimentos de RMN 1D e 2D, IV, UV e EM. O objetivo principal deste projeto será identificar substâncias naturais de Styrax com atividade inibitória da ciclooxigenase, além de avaliar as propriedades mutagênicas e antimutagênica do extrato de S. camporum e das substâncias bioativas. Este projeto contribuirá também com as pesquisas em produtos naturais em andamento no laboratório do GPNUF (Grupo de Pesquisa em Produtos Naturais UNIFRAN), com a formação de recursos humanos e a consolidação do Programa de Pós-graduação (mestrado e doutorado) em Ciências da UNIFRAN (Capes, conceito 4). (AU)

Estudo fitoquímico de Styrax pohlii A.DC. (Styracaceae) e avaliação da atividade antimicrobiana e inibitória da ciclooxigenase

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Patricia Mendonça Pauletti
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:09/11376-6
Vigência: 01 de março de 2010 - 29 de fevereiro de 2012
Assunto(s):Anti-infecciososStyracaceaeStyraxQuímica de produtos naturais
Resumo
Styrax pertence à Styracaceae e compreende cerca de 130 espécies, sua composição química revela o acúmulo de saponinas, lignanas, triterpenos e compostos fenólicos. As lignanas benzofurânicas, homoegonol e egonol, isoladas de espécies deste gênero apresentaram principalmente atividades antimicrobiana e citotóxica. A continuação do estudo fitoquímico de Styrax pohlii torna-se atrativo pois esta espécie não foi ainda investigada quimicamente e além disso o desenvolvimento do projeto de IC pela candidata, realizado em nosso grupo GPNUF (Grupo de Pesquisa em Produtos Naturais da UNIFRAN), resultou até o presente no isolamento do egonol (1) e homoegonol (2), bem como, na avaliação da atividade antimicrobiana do extrato bruto, frações particiais e das substâncias 1 e 2. As frações mais promissoras foram a hexânica e a AcOEt, com relação às substâncias, apenas 1 apresentou uma atividade moderada. Deste modo, este projeto visa a continuação do estudo químico e biológico de S. pohlii utilizando técnicas cromatográficas, contribuir também com o projeto "Estudo fitoquímico e avaliação da mutagenicidade, antimutagenicidade e da atividade inibitória da ciclooxigenase de Styrax (Styracaceae)" (Processo no 2008/10283-1), com a formação de especialistas na área de produtos naturais e com a consolidação do Programa de Pós-graduação em Ciências da UNIFRAN (Capes, conceito 4). (AU)

Apoio técnico ao sub-projeto imobilização de enzimas para triagem de ligantes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Quezia Bezerra Cass
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:10/00071-7
Vigência: 01 de janeiro de 2010 - 31 de outubro de 2011
Vinculado ao auxílio:06/58043-3 - Controle de formigas cortadeiras, estudos integrados, AP.TEM
Assunto(s):ImobilizaçãoEnzimasQuímica de produtos naturaisFormigas
Resumo
A bolsista deverá contribuir na execução dos estudos relacionado ao tema 7 do projeto temático "CONTROLE DE FORMIGAS CORTADEIRAS, ESTUDOS INTEGRADOS" e será treinada em diversas tarefas relacionadas ao tema e que estão descritas no plano de trabalho da bolsista. (AU)

Microencapsulação e nanoencapsulação de ativos naturais empregando tecnologias de secagem

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Cláudia Regina Fernandes de Souza
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:13/09306-5
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de agosto de 2013
Vinculado ao auxílio:11/10333-1 - Microencapsulação e nanoencapsulação de ativos naturais empregando tecnologias de secagem, AP.JP
Assunto(s):FitoterapiaNanotecnologia
Resumo
Muitos produtos de origem natural de interesse comercial, em particular nas indústrias farmacêuticas e alimentícias, são misturas complexas de inúmeras substâncias. Exemplos de substâncias vegetais (fitoquímicos) que produzem benefícios à saúde incluem os compostos fenólicos (ex. curcumina, resveratrol, galato de epigalocatequina, etc.), e os carotenoides (ex. licopeno, luteína, zeaxantina, b-caroteno, etc.). Entretanto, o efeito biológico pode ser drasticamente reduzido ou perdido após uso oral, devido à baixa solubilidade em condições normais do trato gastrointestinal (baixa absorção), e ao efeito do metabolismo de primeira passagem. Outros produtos são voláteis (ex. óleos essenciais), termossensíveis e susceptíveis à oxidação, podendo sofrer alterações irreversíveis de suas propriedades físico-químicas quando expostas sem proteção ao contato com outros materiais ou agentes externos. Tecnologias de micro/nanoencapsulação possuem enorme potencial de aplicação na área de produtos naturais, permitindo, por exemplo, a transformação de produtos líquidos e voláteis em forma sólida, proteção e modulação da liberação de constituintes ativos, possibilitando melhor absorção de constituintes hidrofílicos e lipofílicos. Neste sentido, várias limitações de ordem técnica que atualmente dificultam o desenvolvimento de produtos inovadores contendo ativos naturais com grande potencial de uso em vários setores industriais, como o farmacêutico e alimentício podem ser superadas. Por exemplo, a baixa solubilidade de um produto natural pode afetar negativamente sua aplicabilidade e desempenho, levando à dificuldade na formulação e, provavelmente, baixa biodisponibilidade, o que exige muitas vezes a utilização de quantidades elevadas. Dentre as estratégias que podem ser empregados na obtenção de sistemas micro e nanoestruturados contento produtos naturais incluem-se a micro/nanoencapsulação por processos físicos (spray drying, suspensão em ar, liofilização, spray chilling, micronização, homogeneização de alta pressão e a microfluidização), ou físico-químicos (coacervação simples e complexa, evaporação do solvente, etc). Diferentes materiais de parede podem ser empregados, como por exemplo, proteínas e polissacarídeos, derivados do ácido acrílico/metacrílico, derivados dos ácidos polilático/poliglicólico, lipídeos, açúcares, ácidos orgânicos, óleo vegetal hidrogenado. Também apresentam potencial a inclusão molecular em ciclodextrinas e a encapsulação em lipossomas. A seleção do material polimérico e do processo de encapsulação depende das propriedades desejadas para o produto, como por exemplo, solubilidade, biodisponibilidade, biodegradabilidade, tipo de liberação, tamanho de partícula, etc. O objetivo deste projeto é o desenvolvimento e avaliação de sistemas micro e nanoestruturados para a modulação da liberação de produtos naturais (ex. extratos brutos, componentes semipurificados e/ou isolados), enfatizando-se diferentes processos de preparação (homogeneização de alta pressão, homogeneização por ultrassom, spray drying e liofilização, entre outros), tipo de excipientes e procedimentos para a caracterização físico-química do produto (granulometria, solubilidade, permeabilidade, dissolução, microscopia eletrônica, raio-x, análise térmica, potencial zeta). Esse projeto permitirá a implantação e consolidação de uma plataforma tecnológica com capacidade de desenvolver produtos inovadores a partir de ativos naturais, com grande potencial de aplicação industrial. (AU)

Laboratório de sequenciamento no Programa cana-de-açúcar

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Exatas, Naturais e Tecnológicas. Universidade de Ribeirão Preto (UNAERP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Suzelei de Castro França
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa GENOMA
Processo:99/03651-3
Vigência: 01 de junho de 1999 - 31 de julho de 2003
Assunto(s):BiopolímerosCana-de-açúcarLaboratóriosGenoma Cana-de-Açúcar - SucEST
Resumo
O grupo RU-UNAERP participou do trabalho sequenciamento randômico de cDNAs de de cana-de-açúcar iniciado em junho/1999 prosseguindo no isolamento, purificação, ampliação e identificação de sequencias expressas até outubro/2000 quando então foi congelado o banco. A contribuição deste grupo resultou na identificação de 12766 sequencias das quais 8447 foram lidas no sentido 5' e 4319 no sentido 3'. O índice de aproveitamento de nossos resultados foi de 72,43% ligeiramente acima da média 72,05% e o 10º entre os 23 grupos atuantes. Estes números refletem não só o rendimento do grupo mas também a nossa capacitação para cumprir com as metas estipuladas pela coordenação do Projeto SUCEST, realizando o trabalho num ritmo contínuo, dentro das exigências de rigor metodológico e de precisão requeridas. Após a paralisação das atividades de sequenciamento propriamente dito, iniciamos com base em nossos levantamentos no âmbito do projeto SUCEST-data mining, a seleção de clusters e respectivos reads que seriam alvo de nossas atividades futuras para gerar uma coleção de genes relacionados ao metabolismo secundário, investigando o padrão de expressão de enzimas chaves na regulação das principais rotas metabólicas e evidenciando as classes de produtos naturais que desempenham um papel relevante na resposta adaptativa de cana-de-açúcar às variações no meio ambiente e ao estresse causado por agentes biológicos e físico-químicos. Um vez selecionados os clusters, listados nas tabelas 1 e 2, solicitamos à coordenação os clones que continham os cDNAs de interesse os quais foram, conforme disponibilizados, re-extraídos, purificados e sequenciados nas duas fitas por completo. As sequencias completas já obtidas fazem parte da coleção inicial de genes que serão utilizados como sonda na comparação de genes expressos constitutivamente e aqueles expressos em determinadas situações de estresse. (AU)

Edmundo jose Simões Gomes de AZEVEDO | Inst superior tecnico/universidade Lisboa - Portugal

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Angela de Almeida Meireles Petenate
Pesquisador visitante: Edmundo Jose Simoes Gomes de Azevedo
Instituição do pesquisador visitante: Universidade Técnica de Lisboa (Portugal)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Processo:96/06284-3
Vigência: 24 de julho de 1997 - 07 de agosto de 1997
Assunto(s):Dióxido de carbonoProdutos naturaisSolubilidade
Resumo
Estudar o equilíbrio das fases e de extração de produtos naturais com gases em condições supercríticas. Usando instalações experimentais já existentes mediremos em Lisboa os diagramas pressão-composição (a temperatura constante) dos binários fluido supercrítico-óleo essencial e determinaremos as zonas de equilíbrio bifásico (líquido-vapor) e eventualmente, trifásico (líquido-líquido-vapor). Analisaremos também os efeitos da temperatura, pressão e de co-solventes nos factores de separação. Com base nos resultados obtidos em Lisboa, serão efetuados em Campinas estudos de extração fluido supercrítico-óleo essencial. Em Campinas estudar-se-ão os efeitos do tempo de contato inicial da amostra com o gás supercrítico, pressão, temperatura e co-solventes, assim como a cinética da extração. Os dados obtidos serão utilizados em ambos os Grupos para o estabelecimento de modelos termodinâmicos. (AU)

Sistema de aquicultura de água-viva para extração de colágeno

Beneficiário:
Pesquisador responsável:Marcel Shiniti Urabayashi
Empresa:Salt Sea & Limno Technology Consultoria Ambiental Ltda
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Processo:13/50267-3
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 30 de junho de 2015
Assunto(s):ColágenoCoelenterataProdutos naturaisAnimais marinhos
Resumo
O Brasil com 8.511 quilômetros de extensão litorânea tem um grande potencial para produzir produtos, naturais de origem marinha que ainda não é totalmente explorado. Além disso, existe também a necessidade de atender um mercado exigente tanto em qualidade quanto em relação ao custo e benefício dos bens comercializados. Organismos marinhos constituem a maior fonte de moléculas bioativas, com potencial de compor fármacos comercializáveis, superando o potencial de organismos de outros ambientes. Dentre esses organismos destacam-se os Cnidários, que além de serem uma das importantes fontes de moléculas citotóxicas, também podem servir como fonte de colágeno. Deste modo, o presente projeto tem por objetivo a criação de um sistema de aquicultura da água-viva Lychnorhiza lucerna (Scyphozoa: Rhizostomeae) visando sua produção em grande escala para a extração de colágeno. Além da importância biológica do colágeno, trata-se de uma substância proteica com projeção lucrativa em diversas áreas de produção, como a indústria do papel, têxtil, alimentícia, farmacêutica e de cosméticos. O domínio total sobre alguns estágios do ciclo de vida desta água-viva ainda não foi descrito na literatura mundial e a utilização destes animais como fonte de colágeno é pioneiro no Brasil. (AU)

Biotransformações do ácido clorogênico catalisadas por fungos endofíticos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mônica Tallarico Pupo
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/01378-9
Vigência: 01 de maio de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Vinculado ao auxílio:04/07935-6 - Bioprospecção de fungos: a busca de compostos importantes para o projeto de remédios e enzimas para aplicações farmacêuticas e industriais, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Microrganismos endofíticosLychnophora ericoidesBiotransformaçãoProdutos naturaisÁcido clorogênico
Resumo
Biotransformações podem ser definidas como a utilização de sistemas biológicos para produzir mudanças químicas em compostos que não são substratos naturais e são uma alternativa para o estudo do metabolismo in vitro de fármacos e substâncias bioativas, pois são capazes de reproduzir ações das enzimas do complexo P450. Sistemas enzimáticos isolados ou organismos intactos como fungos, bactérias e leveduras podem ser utilizadas nas reações de biotransformação. Fungos endofíticos têm sido utilizados por nosso grupo de pesquisa em estudos de biotransformação estereosseletiva do fármaco tioridazina. Neste projeto pretende-se estudar reações de biotransformação do ácido clorogênico, produto natural de ampla distribuição no reino vegetal e disponível comercialmente. O ácido clorogênico e análogos fenólicos apresentam diversas atividades biológicas, incluindo atividades, analgésica, antiinflamatória, ação em diabetes do tipo 2, Parkinson e Alzheimer. Pretende-se ainda correlacionar as eventuais reações de biotransformação observadas com reações catalisadas pelo sistema hepático humano. (AU)

Determinação do potencial antibacteriano de óleos essenciais frente a bactérias bucais potencialmente patogênicas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Gomes Martins
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/01484-3
Vigência: 01 de maio de 2010 - 31 de dezembro de 2010
Assunto(s):Produtos naturaisAnti-infecciososÓleos essenciais
Resumo
Nas últimas décadas, a busca por produtos naturais tem envolvido não só os naturalistas, mas também pesquisadores e todos aqueles que procuram investigar e divulgar as propriedades benéficas desses produtos. A odontologia não se limita só aos dentes, ela amplia os horizontes de pesquisas e cuidados, com o objetivo de manter a saúde bucal e sistêmica já que pertencem a um só universo. Doenças bucais devem ser prevenidas e quando não tratadas, podem aumentar a prevalência de problemas cardiovasculares, cerebrais, diabetes, nascimento prematuro e bebês com baixo peso. Neste sentido esta pesquisa tem por objetivo avaliar o potencial antibacteriano de 21 óleos essenciais frente a bactérias anaeróbias e aeróbias. Para a avaliação do potencial antibacteriano, serão utilizados o método da diluição em caldo visando à determinação da Concentração Inibitória Mínima (CIM). A partir dos óleos essenciais mais promissores, serão ainda determinadas as respectivas Concentrações Bactericidas Mínimas (CBM). Outro aspecto da atividade antimicrobiana como determinação da cinética bactericida também será realizada. Espera-se com este projeto contribuir com dados necessários para futuros estudos de novos fármacos com ação antibacteriana com aplicação em odontologia. (AU)

Utilização de coculturas microbianas para a produção e descoberta de produtos naturais bioativos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Roberto Gomes de Souza Berlinck
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:08/00331-9
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de janeiro de 2012
Resumo
A exploração de culturas microbianas para a produção de produtos naturais (metabólitos secundários) bioativos é de extremo interesse, em decorrência da possibilidade de crescer microrganismos para a produção destas substâncias. Todavia, muitas vezes algumas linhagens produzem substâncias em pequenas concentrações, insuficientes para o seu isolamento, identificação e avaliação de atividades biológicas. Além disso, é possível se induzir a produção de novas substâncias por uma determinada linhagem microbiana, pela adição de indutores químicos ou outros microrganismos no meio de cultura. Neste projeto, propõe-se a selecionar culturas de fungos marinhos (já isolados e purificados), produtores de extratos bioativos, para serem crescidos na presença de linhagens de bactérias marinhas, já isoladas e purificadas. Tal processo, conhecido como cocultura para a produção de metabólitos secundários, foi muito pouco explorado. Poucos exemplos da literatura ilustram a potencialidade desta metodologia para a produção de substâncias de interesse farmacológico. Serão selecionadas 50 linhagens de fungos marinhos e 5 linhagens de bactérias marinhas para serem submetidos a experimentos de crescimento em cocultura. Estes experimentos serão avaliados por LC-ELSD-PDA-MS para se avaliar mudanças no perfil químico do extrato obtido do meio de cultura, bem como em bioensaios de atividade antimicrobiana, citotóxica, imunossupressora, antituberculose e de inibição enzimática de parasitas tropicais. Os resultados permitirão escolher coculturas específicas fungo/bactéria para serem novamente crescidas em escala semipreparativa, objetivando a produção, isolamento, identificação e avaliação biológica de substâncias produzidas em meio de cocultura. (AU)

Isolamento de produtos naturais bioativos de invertebrados marinhos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Roberto Gomes de Souza Berlinck
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:03/10805-4
Vigência: 01 de fevereiro de 2004 - 31 de janeiro de 2006
Vinculado ao auxílio:01/03095-5 - Produtos de invertebrados marinhos: agentes quimioterápicos anti-proliferativos, antibióticos, e contra doenças tropicais, AP.TEM
Resumo
Neste projeto, propomos o isolamento de produtos naturais bioativos de invertebrados marinhos. Pelo menos dois invertebrados marinhos deverão ser estudados, visando o isolamento de substâncias bioativas e estruturalmente interessantes (inéditas). Para isso, pretende-se avaliar os extratos brutos dos animais coletados em bioensaios, objetivando-se fornecer subsídios para a escolha das espécies a serem investigadas quimicamente. A escolha de extratos será também realizada por RMN de 1H, que ocorrerá paralelamente aos bioensaios. As substâncias químicas serão isoladas através de métodos cromatográficos e a determinação estrutural será realizada por métodos espectroscópicos. Modificações estruturais nas substâncias químicas isoladas poderão ser realizadas, se necessário, visando à correta determinação estrutural. Finalmente, as substâncias puras e identificadas serão avaliadas no bioensaio no qual o extrato bruto foi originalmente ativo. Os bioensaios a serem utilizados são de atividade anti-tuberculose, antimicrobiana contra linhagens resistentes de bactérias, antifumoral e de inibição da enzima adenosina fosforibosil transferase de Leishmania tarentolae. (AU)

Determinação da atividade de água e contagem de bolores e leveduras em méis comercializados em feiras-livres, supermercados e casas de produtos naturais da zona oeste do município de São Paulo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Evelise Oliveira Telles
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Inspeção de Produtos de Origem Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:02/08410-9
Vigência: 01 de fevereiro de 2003 - 31 de outubro de 2003
Assunto(s):Atividade de águaLevedurasMelSegurança alimentar
Resumo
O mel é um alimento que não tem sido estudado com entusiasmo no Brasil, em parte por ser de baixo risco, em função da alta osmolaridade que permite o crescimento, quase exclusivamente, das leveduras osmofílicas, e em parte devido à baixa taxa de consumo. Observa-se que a legislação ainda define o teor de umidade como parâmetro para avaliar as condições para a multiplicação dos microrganismos e assegurar a estabilidade do produto, enquanto a Aw é mais adequada para o fim, além de ser analisada com mais facilidade. Por isso, o presente estudo visa determinar os valores de atividade de água e a contagem de bolores e leveduras em 60 amostras de méis vendidos na zona Oeste do Município de São Paulo, em feiras-livres, supermercados e casas de produtos naturais. Serão coletadas 20 amostras, de lotes diferentes, em cada tipo de estabelecimento. (AU)

Busca de inibidores da Transtirretina (TTR) humana em extratos vegetais de Myroxylon peruiferum (Fabaceae)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Cézar Vieira
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/09696-0
Vigência: 01 de março de 2009 - 31 de dezembro de 2009
Assunto(s):Produtos naturais
Resumo
A deposição de fibras amilóides de transtirretina (TTR) está associada a doenças crônico-degenerativas, como ASS (Amiloidose Sistêmica Senil), PAF (Polineuropatia Amilóide Familiar) e CAF (Cardiomiopatia Amilóide Familiar). Pequenas moléculas vêm sendo testadas quanto à capacidade de ligação e estabilização do tetrâmero da TTR e conseqüente inibição da formação de fibras amilóides, representando potenciais estruturas base para o desenvolvimento de fármacos contra estas patologias. A presente proposta de pesquisa objetiva testar a potencialidade de ligantes propostos de inibirem a amiloidogênese. Para tanto, serão utilizados extratos vegetais da espécie Myroxylon peruiferum, da qual em estudos realizados pelo grupo de pesquisa de Produtos Naturais da UFSCar isolaram-se diversos isoflavonóides. Entre eles os fito-estrógenos genisteína e cabreuvina poderão ser utilizadas com potencial de ativação do ER e afinidade por TTR. Estes, em trabalhos anteriores apresentam-se como moléculas promissoras para a inibição de amiloidogênese, além de representarem possíveis arcabouços farmacofóricos para o desenvolvimento de compostos químicos com potencial farmacêutico. As metodologias empregadas serão as mesmas que vêm sendo utilizadas por grupos bastante conceituados nesta área, nos últimos anos. (AU)

Síntese total das espirofunginas a e b e da ebelactona a

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Dias
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:04/10751-4
Vigência: 01 de abril de 2005 - 31 de julho de 2005
Assunto(s):Produtos naturaisAntineoplásicos
Resumo
As espirofunginas A e B foram isoladas do extrato da cultura de Streptomyces violaceusniger Tü 4113 como novo antibióticos do tipo policetídeo. Estes compostos apresentaram várias atividades antifúngicas, especialmente sobre leveduras. O objetivo deste trabalho é investigar rotas sintéticas para as espirofunginas e para a ebelactona A, que forneçam grandes quantidades de material para estudos biológicos posteriores e que sejam rotas flexíveis a ponto de permitir a obtenção de derivados destes produtos naturais. As ebelactonas A e B são potentes inibidores de esterases, lípases e N-formilmetionina aminopeptidases localizadas na membrana celular de vários tipos de células animais. Elas foram isoladas pelo grupo de Umezawa em 1980, a partir de uma cepa de cultura de solos actinomicetos (MG7-G1 referente à Streptomyces aburaviensis). O objetivo deste projeto é desenvolver uma abordagem de síntese estereosseletiva e altamente convergente para a preparação da (-)-ebelactona A, baseada em algumas reações já desenvolvidas e experimentadas com sucesso no nosso grupo de pesquisa. É nosso interesse também, que esta proposta de síntese possibilite a obtenção de derivado da ebelactona A com potencial atividade farmacológica. (AU)

Síntese da cadeia lateral da estavamicina, um inibidor do vírus do herpes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Dias
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:04/03348-9
Vigência: 01 de agosto de 2004 - 31 de janeiro de 2005
Assunto(s):Produtos naturaisSíntese orgânica
Resumo
O vírus Esptein-Barr (EBV) é um vírus causador do herpes em seres humanos, infectando linfócitos e células epiteliais. Estima-se que este vírus infecta grande parte da população mundial e em pessoas mais jovens pode causar o desenvolvimento de mononucleoses infecciosas, do linfoma de Burkitt e carcinoma nasofaringeal. O fator de transcrição chave envolvido no ciclo de vida do vírus é conhecido como B2LF1 e pesquisas voltadas para o tratamento do herpes envolvem a busca de inibidores contra BZLF1. Em 1995, a Estavamicina, um novo produto natural da família dos pirrolocetoindanos foi isolado em pequenas quantidades da cultura liquida de Streptomyces sp. A estavamicina é um novo membro desta família, que inclui outros 4 compostos isolados de Streptomyces, e que são indanomicina (X- 14547 A), A83094A, homoindanomicina e cafamicina. A estavamicina mostrou atividade inibidora moderada contra a ligação do fator de transcrição EBV, BZLF1 com o DNA com um valor de IC50 = 50 mM. O objetivo geral deste trabalho é propor uma rota sintética curta e eficiente, que permita a síntese da Estavamicina, visando estabelecer a configuração absoluta dos dois centros estereogênicos em C3 e em C9, que ainda não são conhecidas. O objetivo específico deste projeto de iniciação científica envolve a preparação da cadeia lateral da estavamicina, correspondente ao fragmento C1- C8, e que inclui o centro estereogênico em C3. A proposta envolve a obtenção dos dois possíveis enantiômeros em C3. (AU)

Hibridação molecular como ferramenta para a obtenção de derivados tiopiridinicos como inibidores de acetilcolinesterase

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanderlan da Silva Bolzani
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/57991-8
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 28 de fevereiro de 2010
Vinculado ao auxílio:03/02176-7 - Conservação e uso sustentável da diversidade do Cerrado e da Mata Atlântica: diversidade química e prospecção de medicamentos potenciais - fase II, AP.BTA.TEM
Assunto(s):AlcaloidesAcetilcolinesteraseSistema nervoso centralProdutos naturais
Resumo
O projeto em pauta está inserido numa das linhas de pesquisa do NuBBE, a química medicinal de produtos naturais e derivados sintéticos planejados por hibridação molecular de análogos naturais e sintéticos objetivando substâncias inéditas com ação farmacológica no Sistema Nervoso Central e como inibidores de acetilcolinesterase. Na presente pesquisa o objetivo é a obtenção de novos derivados sintéticos inibidores de aceticolinesterase utilizando a hibridação molecular como ferramenta de suporte aos derivados que serão planejados e sintetizados. As substâncias utilizadas como modelo molecular para a hibridação molecular são derivados de substâncias naturais derivatizadas no NuBBE (PCT-WO2006/039763 A1) e da tacrina, um medicamento utilizado para o tratamento da Doença de Alzheimer. Durante o estágio de IC (Bolsa CNPq -Balcão) da candidata a bolsa de MS foram planejados dois derivados com rendimentos excelentes e forte atividade inibitória da acetilcolinesterase. Partindo-se dos mesmos precursores serão planejados uma série molecular de 3 derivados sintéticos adicionais e de modificações nas suas estruturas moleculares. (AU)
Página 12 de 1.803 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP