site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 11 de 337 resultado(s)
|

Pagamento por serviços ambientais: a produção de água como uma nova função da agricultura familiar na Mata Atlântica do Sudeste brasileiro

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Moruzzi Marques
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:12/13387-8
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):Políticas públicasAgricultura familiarDesenvolvimento rural
Resumo
O rural está deixando de ser percebido apenas como espaço de produção agrícola para ser encarado como detentor de múltiplas funções de interesse geral da sociedade. O reconhecimento de funções sociais, ambientais e culturais da agricultura faz com que a população rural esteja no foco de novas políticas públicas de desenvolvimento. O enfoque da multifuncionalidade da agricultura busca construir um aparato teórico-metodológico para compreender essas funções e dar subsídio à formulação e avaliação dessas políticas. Dentre estas políticas, a de Pagamento por Serviços Ambientais de Conservação dos Recursos Hídricos (PSA-Água) se destaca por reconhecer a proteção dos recursos hídricos como uma função do rural. Dessa forma, este projeto propõe umareflexão em torno do debate da multifuncionalidade da agricultura, apresenta o cenário atual dos projetos de PSA-Água implementados na porção Mata Atlântica dos estados da região sudeste do Brasil e demonstra a utilidade de se avaliar estas experiências com vistas ao desenvolvimento rural sustentável. Propõe-se aqui, realizar uma pesquisa que terá como base o estudo de caso de projetos de PSA-Água em fase de implementação nesta região, buscando reconhecer em que medida é promovida a multifuncionalidade das unidades familiares rurais envolvidas nos projetos. Assim cabe, pesquisar os arranjos institucionais e analisar como cada projeto impacta estas múltiplas funções. Acredita-se que esta pesquisa possa clarear de forma inédita e consistente os efeitoseconômicos, sociais, ambientais e culturais do PSA-Água sobre a agricultura familiar. (AU)

Avaliação do fator runoff da meups em duas bacias hidrográficas de diferentes características morfopedológicas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sergio dos Anjos Ferreira Pinto
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/23346-7
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):Sistema de informação geográfica (SIG)Erosão hídrica
Resumo
A compreensão das relações existentes entre os elementos naturais é fundamental para quepossam ser promovidos o ordenamento de uso, ocupação e gestão sustentável dos sistemasambientais. Nesse sentido, as geotecnologias adquirem grande importância, sobretudo pelofato de dar suporte a trabalhos diagnósticos das condições ambientais de uma área, visandosubsidiar políticas de planejamento e gestão de recursos naturais terrestres. A EquaçãoUniversal de Perda de Solo Modificada (MEUPS), como um modelo preditivo à erosão, éimportante por possibilitar a prevenção de impactos ambientais que possam interferirdrasticamente em ambientes naturais ou antrópicos, bem como evitar possíveis desperdíciosfinanceiros e até mesmo contribuir para maior eficiência da produção agrícola. Dentre osfatores contemplados pela MEUPS, o Fator Runoff interfere diretamente na dinâmica erosivade uma bacia hidrográfica, pois envolve variáveis relacionadas aos processos hidrológicos quenela ocorrem.Nesse estudo serão trabalhados alguns parâmetros da MEUPS, salientando-se o Fator Runoffpara a Bacia Hidrográfica do Ribeirão Monjolo Grande (Ipeúna-SP) e do Ribeirão Jacutinga(Rio Claro-SP). A obtenção desses parâmetros será pautada na utilização de geotecnologias,sobretudo em Sistemas de Informação Geográfica (SIG), com o auxilio de dados secundáriose visitas periódicas a campo. (AU)

Bloqueios atmosféricos associados à variabilidade extrema do gelo marinho Antártico e impactos na América do Sul

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Tercio Ambrizzi
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:12/17370-2
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 31 de maio de 2016
Assunto(s):América do SulClimatologia
Resumo
A América do Sul possui uma economia altamente dependente da agricultura. A estreita ligação entre a produção agrícola e as condições de tempo faz com que eventos extremos de tempo nas regiões produtoras tenham efeitos altamente danosos. Entre estes fenômenos, destacam-se os bloqueios atmosféricos, que são fenômenos de natureza sistemática e persistente, afetando a propagação normal dos sistemas transientes e, consequentemente, o tempo e clima em algumas regiões continentais através de condições atmosféricas adversas. Portanto, uma melhor compreensão dos mecanismos que originam, mantém e dissipam tal fenômeno são de grande importância para o sucesso da previsão de curto, médio e longo prazo. Os eventos de bloqueio no Hemisfério Sul ocorrem essencialmente entre as latitudes de 50° e 65° S e durante os meses de inverno e primavera, justamente no período de maior extensão de gelo marinho antártico, o qual atinge latitudes em torno de 55° S na região do Oceano Índico durante o mês de setembro. Destaca-se que o gelo marinho desempenha um papel importante na variabilidade e condições climáticas regional e global através de processos dinâmicos e termodinâmicos, e de mecanismos de feedback. Nesse sentido, interações entre o gelo marinho antártico e os bloqueios atmosféricos no Hemisfério Sul provavelmente existam, embora pouco se saiba sobre tais relações. Assim, o objetivo principal deste trabalho é compreender, do ponto de vista observacional e particularmente numérico, as relações entre os bloqueios atmosféricos no Pacífico Sudeste e Atlântico Sudoeste e a variabilidade extrema do gelo marinho antártico. Além disso, pretende-se analisar o impacto causado sobre a América do Sul. Para isso serão realizadas análises estatísticas detalhadas, utilizando dados de reanálise do ERA-Interim, dados oceânicos do NOAA/OAR/PSD ESRL e simulações realizadas com os modelos acoplados da quinta fase do Coupled Model Intercomparison Project (CMIP5) do IPCC. (AU)

Fronteiras Nas Américas: povoamento e colonização no Brasil e Estados Unidos, Século XIX

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dora Isabel Paiva da Costa
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Processo:12/19746-0
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 30 de novembro de 2013
Assunto(s):História comparadaAméricasColonizaçãoSéculo XIXFronteiras
Resumo
Esta pesquisa trata do povoamento e colonização das regiões de fronteira do Brasil e dos Estados Unidos da América no século XIX. Mostra a atuação dos governos tanto no âmbito local quanto federal, a constituição do sistema político, a organização fundiária e laboral no plano nacional e territorial e como se deu a implantação da educação formal nos EUA e no Brasil. Examina a atuação das instituições religiosas através de ações pastorais e dos ideais teológicos, assim como o caldo cultural resultante destas interações. Escrutina dados demográficos sobre como as populações fronteiriças estabeleceram o convívio doméstico em unidades de moradia e trabalho nas quais reproduziram o cotidiano da fronteira. Finalmente, demonstra como se organizaram as unidades produtivas, dando especial atenção à mão de obra, a riqueza acumulada e à produção agrícola. (AU)

Oportunidades e desafios da produção de biodiesel e produção de alimentos na agricultura familiar: aspectos sociais, institucionais e ambientais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Celia Regina Tomiko Futemma
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/51045-1
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 31 de maio de 2015
Assunto(s):Sociologia ambientalProdução agrícolaAgricultura familiarProteção ambientalCombustíveis alternativosBiodieselAmazônia Brasileira
Resumo
Esta pesquisa foca os aspectos sociais, institucionais e ambientais da cadeia produtiva de plantas oleaginosas para a produção biodiesel a qual envolve os agricultores familiares de áreas consideradas carentes e marginais do país, neste caso a região norte. Para fomentar uma produção energética ambientalmente mais limpa e socialmente mais justa em contraposição com o Programa do Pró-Álcool, o governo federal lançou um programa para a produção de biodiesel em 13/01/2005 - o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel - PNPB. Ainda dentro das políticas de incentivo à produção de bioenergia, o governo federal lançou, em maio de 2010, um programa mais específico voltado para a produção de biodiesel a partir de palmeiras oleaginosas na região Amazônica, o Programa de Produção Sustentável de Palma de Óleo (PPSPO) As políticas de produção de biodiesel no Brasil, justamente, baseiam-se na produção da agricultura familiar, sendo que um dos pontos centrais do biodiesel é a responsabilidade social, com a criação do Selo de Combustível Social. Dessa maneira esta pesquisa pretende analisar o desempenho dos programas de biodiesel na inclusão desse produtor na cadeia de produção das palmeiras oleaginosas - dendê Elaeis guineenses - na Amazônia (estado do Pará). Para tanto, o trabalho pretende contribuir em três frentes: (1) se de fato, o PNPB e PPSPO promovem justiça social a partir do envolvimento desses agricultores na cadeia de produção do biodiesel, com o aumento de renda, segurança alimentar e melhoria na qualidade de vida; (2) analisara diversificação dos arranjos institucionais e dos sistemas produtivos, bem como, a capacidade desses agricultores lidarem com as mudanças socioambientais, considerando-se o grau dos capitais social, humano e tecnológico presentes entre essas populações rurais e, portanto, avaliar as suas capacidades de resiliência; e (3) analisar se a produção de biodiesel contribui para a conservação ambiental nas pequenas propriedades rurais e na paisagem regional. (AU)

Estudo in vitro dos mecanismos de neurotoxicidade do organofosforado triclorfom: estratégias de neuroproteção

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Cardozo dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:12/16319-3
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 31 de julho de 2014
Assunto(s):NeurotoxicidadeInseticidas organofosforadosNeuroblastomaAmiloridaCálcio
Resumo
O praguicida triclorfom (dimethyl 2,2,2-trichloro-1-hydroxyethyl phosphonate) tem sido utilizado em larga escala na produção agrícola e também no controle de vetores transmissores de várias doenças, devido ao seu efeito inibidor da acetilcolinesterase (AChE) nos insetos. No entanto, a toxicidade deste organofosforado (OP) não se limita apenas aos insetos; efeitos irreversíveis podem ser induzidos nos seres humanos, como é o caso da Neuropatia Retardada Induzida por Organofosforados (NRIOP). Devido ao grande número de intoxicações por estes compostos, torna-se necessária a elucidação do mecanismo de degeneração celular irreversível que caracteriza a NRIOP. Sabe-se que após a intoxicação por um OP neuropático ocorre cerca de 70-80% de inibição e envelhecimento de uma esterase conhecida como esterase susceptível à neuropatia (ESNp), o que desencadeia uma série de eventos que levam à degeneração axonal do tipo Walleriana. Esta neuropatia se caracteriza por uma degeneração distal de axônios do sistema nervoso central e periférico, e ocorre 1 a 4 semanas após a exposição. Estudos anteriores associaram a NRIOP a um decréscimo no cálcio extracelular e aumento da atividade de proteases intracelulares cálcio-dependentes (calpaínas), o que sugere que após a inibição da ESNp ocorre influxo celular de cálcio. No entanto, o mecanismo e a sequência de eventos envolvidos no desenvolvimento da NRIOP permanecem indefinidos. Assim, este estudo tem como objetivo avaliar o mecanismo de toxicidade do triclorfom em modelo celular de neuroblastoma humano (SH-SY5Y), com foco nos eventos associados à entrada excessiva de cálcio na célula. Adicionalmente, serão também investigados os efeitos de compostos potencialmente capazes de interferir em algum ponto desta sequência de eventos, tais como o inibidor (III) de calpaínas MDL 28170 e o inibidor de canais de cálcio do tipo T, amilorida, como possíveis estratégias de proteção contra a NRIOP. Tais informações serão úteis no melhor entendimento destes mecanismos de neurotoxicidade dos OPs, bem como no desenvolvimento de futuras abordagens terapêuticas para a NRIOP. (AU)

Avaliação da atividade neural em modelo experimental de enterite necrótica aviária em frangos de corte submetidos ao estresse térmico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Palermo Neto
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/17536-8
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):NeuroimunomodulaçãoFrangos de corte
Resumo
A produção avícola destaca-se no cenário mundial da produção agrícola por sua alta produtividade e grande tecnificação. Para atingir os altos níveis produtivos observados, os animais são mantidos em condições estressantes, o que resulta em maior susceptibilidade a ocorrência de infecções, por exemplo por Clostridium perfringens (bacilo gram positivo, anaeróbio, formador de esporos e constituinte da microbiota intestinal de frangos de corte). Frente a desafios imunológicos e em situações de estresse, observa-se a produção de citocinas como a IL1 e o TNF. Entretanto, estas e outras citocinas, podem atuar no sistema nervoso central produzindo manifestações adversas, tanto na fase aguda como na fase crônica da reação inflamatória, conhecidas genericamente como comportamento doentio.Genes de ativação imediata são uma classe de genes expressos de forma rápida e transitória em diferentes áreas do SNC após um estímulo estressor. As proteínas originadas por sua ativação, como a proteína Fos, são ferramentas importantes utilizadas para mapear a atividade funcional do cérebro, por fazerem parte da resposta celular a estímulos ambientais e alterarem aspectos da fisiologia neuronal. O presente trabalho propõe avaliar a expressão de proteína Fos no encéfalo de frangos de corte expostos a estresse térmico em um modelo experimental de enterite necrótica causada por Clostridium prefringens, dando continuade à linha de pesquisa desenvolvida pelo Grupo de Neuroimunomodulação no Departamento de Patologia (VPT-FMVZ-USP). (AU)

Desenvolvimento de modelo genético-estatístico para a análise da interação genótipo e ambiente em estudos de genética associativa

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Augusto Franco Garcia
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:12/13272-6
Vigência: 01 de outubro de 2012 - 28 de fevereiro de 2014
Assunto(s):Genética estatísticaGenética quantitativaEstresse hídricoMelhoramento genético vegetalSorgo
Resumo
O estresse hídrico é um dos principais fatores responsáveis pela redução da produção agrícola no mundo, com reflexos significativos na segurança alimentar. A tolerância à seca apresenta controle genético ainda pouco conhecido, porém sendo possível observar resposta diferencial em diferentes acessos de sorgo. A utilização do mapeamento associativo, principalmente aliado ao mapeamento de QTLs em populações estruturadas tem grande potencial na elucidação do controle genético deste caráter pelo estabelecimento de associações estatísticas entre marcadores moleculares de polimorfismo de base única (SNP - Single Nucleotide Polymorphism) e o fenótipo. No entanto, modelos genético-estatísticos visando à incorporação da interação entre genótipo e ambiente nos modelos associativos não foram desenvolvidos, o que restringe o uso prático das informações geradas no melhoramento genético. Dentre as principais vantagens dessa estratégia é a possibilidade de estudo da interação entre SNP e ambientes, permitindo a compreensão detalhada do controle genético, gerando informações valiosas à aplicação destes resultados em programas de seleção assistida por marcadores. Neste contexto, o presente trabalho tem por objetivo estudar o controle genético da tolerância à seca em um painel associativo de sorgo, incluindo, para tanto, o desenvolvimento de modelos adequados para o mapeamento de SNP considerando a interação entre genótipos e ambientes. O painel de sorgo consiste de 377 acessos que inicialmente foram genotipados com 1536 SNP e atualmente estão sendo genotipados por resequenciamento e avaliados para a tolerância à seca em condições de campos em dois ambientes. (AU)

Determinação de parâmetros de tolerância ao cádmio em tomateiro (Solanum lycopersicum L.)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Antunes de Azevedo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:12/03861-4
Vigência: 01 de setembro de 2012 - 31 de agosto de 2013
Vinculado ao auxílio:09/54676-0 - Estresse oxidativo induzido por metais: novas abordagens, AP.TEM
Assunto(s):CádmioMetais pesadosProdução agrícola
Resumo
O número de pesquisas sobre o efeito do Cádmio (Cd) em plantas cultivadas vem crescendo a cada ano, dada a relevância do impacto deste metal sobre a produção agrícola e também sobre a saúde humana. Atualmente, temos usado a cultivar miniatura de tomateiro cv Micro-Tom (Solanum lycopersicum L. cv MT) como planta modelo para estudos do efeito deste metal no metabolismo relacionado ao estresse oxidativo e outras respostas fisiológicas nas plantas. Contudo, ainda não existem trabalhos sobre o comportamento de diferentes acessos de tomateiro, que incluem cultivares comerciais, landraces e espécies selvagens, quanto à resposta de tolerância ao Cd. Neste projeto, propomos um estudo, cujo objetivo é avaliar e selecionar acessos de tomateiro, genética e morfologicamente contrastantes quanto à tolerância ao Cd. Com isso, será possível agrupar plantas que sejam mais tolerantes e mais sensíveis a este metal, para estudarmos as principais alterações metabólicas e fisiológicas resultantes da interação específica de cada genótipo com o fator estressante. Finalmente, o estudo integrado de tais respostas em diferentes acessos, nos proporcionará um melhor entendimento sobre os mecanismos gerais e específicos do tomateiro, quanto à tolerância ao Cd, estreitando a relação entre teoria e prática das pesquisas geradas até o momento com a cv modelo MT. Além disso, este trabalho deverá nortear outras pesquisas, dando suporte à seleção de parentais para gerar populações experimentais de mapeamento de QTLs, estudos de proteômica, fitorremediação, entre outros. (AU)

Pluviosidade e a produção de soja na vertente sul da bacia do Rio Paranapanema - Paraná - Brasil: estudo de caso dos territórios agrícolas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Lima Sant'Anna Neto
Supervisor no Exterior: Vincent Dubreuil
Local de pesquisa: Université Rennes 2, Saint Brieuc (França)
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:12/05302-2
Vigência: 25 de agosto de 2012 - 24 de fevereiro de 2013
Assunto(s):ClimatologiaChuvaManejo do soloProdução agrícolaSoja
Resumo
Este projeto visa a obtenção da bolsa de Estágio de Pesquisa no Exterior oferecido pela FAPESP (BEPE - Mestrado). Possui como objetivo central a busca por métodos que permitam a correlação entre a precipitação e a produtividade da soja como contribuição ao objetivo central da pesquisa regular em curso no Brasil. Em primeiro lugar, partimos da premissa de que o clima não é apenas uma variável que marca o ritmo habitual do tempo, mas um fenômeno natural produzido pelo Sol-Terra-Atmosfera com grande influência nas atividades humanas, especialmente na agricultura. Com isso, é necessário encontrar novas abordagens para criar séries de dados que permitam a correlação estatística entre a precipitação e a produtividade da soja, sobretudo no que tange a aprendizagem das técnicas de teledetecção para a análise desta relação. Além disso, pretende-se compreende as estratégias cuja França vem aplicando para reduzir os efeitos negativos da chuva sobre os rendimentos agrícolas, com pretensões de se realizar um comparativo junto a nossa área de estudo. (AU)
Página 11 de 337 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP