site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Área do conhecimento
Página 11 de 249 resultado(s)
|

Capitalismo cognitivo e a dinâmica da pequena produção agrícola "alternativa" no contexto "local" de Araraquara - o caso do SAI - Sistema Agroindustrial Integrado do SEBRAE/SP

Beneficiário:Ricardo Luiz Sapia de Campos
Instituição: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Luiz Sapia de Campos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Rural
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo:11/05903-3
Vigência: 01 de março de 2011 - 28 de fevereiro de 2014
Resumo
Trata-se de pesquisa que buscará mapear, debater e entender as consideradas "novas" e alternativas formas produtivas no meio rural e agrícola da chamada região de Araraqua. Tais formas ou núcleos de produção são considerados a partir do forte ou marcante potencial de cognição (saber e conhecimento) como elemento central do sistema produtivo (capitalismo). O foco empírico do estudo tem como referência as políticas do SAI - Sistema Agroindustrial Integrado do SEBRAE, como órgão privilegiado em que verificamos tais ocorrências. A pesquisa envolve trabalho de campo, grupo de estudos, elaboração de resultados e outras atividades individuais e coletivas devidamente discriminadas. (AU)

Uso de vegetação intercalar para obtenção de cobertura morta na cultura do abacateiro visando minimizar os danos causados por Phytophthora cinnamomi

Beneficiário:Simone Rodrigues da Silva
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Simone Rodrigues da Silva
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/20366-1
Vigência: 01 de março de 2011 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):Produção agrícolaAbacatePodridão (doença de planta)Phytophthora
Resumo
No Brasil, o cultivo do abacateiro ocorre nas regiões Sudeste, Nordeste e Sul, sendo São Paulo o principal produtor, seguido de Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Ceará. A produção é destinada majoritariamente ao mercado interno de consumo de fruta fresca. No entanto, o cultivo das variedades de exportação 'Hass' e 'Fuerte' tem se expandido significativamente no Estado de São Paulo, permitindo crescimento expressivo do volume das exportações brasileiras de abacate, gerando divisas, emprego e renda. Apesar das excelentes condições edafoclimáticas e perspectivas para a produção de abacates no Brasil, a cultura encontra limitações relacionadas, principalmente, a elevada suscetibilidade à podridão radicular do abacateiro, causada por Phytophthora cinnamomi. Entre as estratégias que minimizam os danos causados pela doença está a aplicação de cobertura morta, pois ela aumenta a densidade do sistema radicular nas camadas superficiais do solo e a população de microrganismos antagônicos ao agente causal da doença. O objetivo deste projeto é avaliar distintos manejos da vegetação intercalar presente em um pomar adulto de abacateiro visando a obtenção de coberturas naturais para o solo que permitam minimizar a incidência de P. cinnamomi, promovendo melhorias no estado sanitário e nutricional das plantas, com efeitos positivos sobre a produção e o tamanho dos frutos. O experimento será instalado em área de produção comercial de abacate, variedade 'Hass', localizada no município de Limeira, Estado de São Paulo sendo a vegetação natural predominante na entrelinha Brachiaria ruziziensis e Brachiaria decumbens. O delineamento estatístico será o blocos aleatorizados, com 5 tratamentos e 4 repetições. As parcelas serão compostas de 5 plantas, sendo consideradas úteis, as três plantas centrais. Serão avaliados os seguintes tratamentos: 1. Ausência de vegetação na entrelinha e sem aplicação de cobertura morta sob a copa das plantas; 2. Ausência de vegetação na entrelinha e aplicação de cobertura morta duas vezes por ano sob a copa das plantas; 3. Duas deposições de cobertura morta, sob a copa das plantas, obtida pelo manejo da vegetação intercalar manejada com roçadeira enleiradora lateral; 4. Quatro deposições de cobertura morta, sob a copa das plantas, obtida pelo manejo da vegetação intercalar manejada com roçadeira enleiradora lateral e 5. Manutenção da vegetação espontânea na entrelinha com roçadeira convencional, sem deposição de cobertura morta sob a copa das plantas. As plantas serão avaliadas quanto ao estado nutricional, desenvolvimento vegetativo e radicular, produção de frutos e condição geral das plantas à Phytophthora cinnamomi. Também será avaliada a biomassa da vegetação intercalar, cobertura morta obtida pelo manejo mecânico com roçadora enleiradora lateral e as características químicas e biológicas do solo. Os dados serão submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os resultados gerados neste projeto aportarão informações técnicas importantes para o manejo da cultura do abacateiro nas condições do Estado de São Paulo. (AU)

Capitalismo cognitivo e a dinâmica da pequena produção agrícola "alternativa" no contexto "local" de Araraquara - o caso do SAI Sistema Agroindustrial Integrado do Sebrae/SP

Beneficiário:Ricardo Luiz Sapia de Campos
Instituição: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Luiz Sapia de Campos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Rural
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo:10/50857-7
Vigência: 01 de março de 2011 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):Economia agrícolaDesenvolvimento agrícolaDesenvolvimento ruralProdução agrícolaComércio agrícola
Resumo
O objetivo geral do projeto visa "transformar" e dar continuidade nos trabalhos de pesquisa iniciados no pós-doutorado desenvolvido com a FAPESP. Para tanto, ampliamos o foco de discussão, mapeando e discutindo os conteúdos e a aplicação do SAI - Sistema Agroindustrial Integrado. Transformado num projeto maior de pesquisa, e, envolvendo equipe de pesquisadores de diferentes níveis e universidades, buscaremos trabalhar na pesquisa o foco das pequenas empresas e propriedades agrícolas chamadas "alternativas", existentes e em funcionamento na região de Araraquara. O recorte de estudo se refere ao "Módulo Araraquara", e, portanto, aos dezenove municípios estabelecidos pelo SEBRAE que compõe este módulo. Faremos um levantamento completo das empresas existentes nesta região, envolvendo um grupo de pesquisadores atuantes no interior do grupo de estudo a ser criado, e em ações que vão para além deste. O trabalho terá como base a orientação teórica e o apoio na literatura específica a ser definida, porém, sempre em atenção aos dados produzidos, as informações levantadas, a inserção no "campo", e principalmente ao resultado estatístico extraído dos questionários que serão produzidos e aplicados. Institucionalmente nosso trabalho visa à criação de nova linha de pesquisa, em instituição com tradição consolidada de pesquisa, conforme previsão da FAPESP. Sendo assim trabalharemos a sociologia rural com enfoque na agricultura por um viés novo de estudo, enfocando os problemas e demandas sociais tratados e discutidos a partir de novas temáticas e conceitos construídos e validados cientificamente. Soma-se para o desenvolvimento deste trabalho a criação de grupo de estudo que coordenaremos e que será vital para o desenvolvimento da pesquisa. (AU)

Efeito do sistema de produção de cana-de-açúcar na qualidade da água em bacias hidrográficas

Beneficiário:Rodrigo Garcia Brunini
Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Teresa Cristina Tarlé Pissarra
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/18734-2
Vigência: 01 de janeiro de 2011 - 31 de dezembro de 2011
Resumo
RESUMO:Os sistemas produtivos causam um grande impacto no meio, por um lado positivo na produção de alimentos e matérias primas para diversos fins, por outro lado, negativo, causando sérios danos ambientais. O principal objetivo desse projeto é avaliar o efeito do sistema produção agrícola de cana-de-açúcar no recurso hídrico em uma microbacia hidrográfica. Para tanto, serão avaliados parâmetros físico-químicos da água da rede de drenagem e analisado a condução do sistema produtivo de cana-de-açúcar durante todo o período de coleta de dados. Serão selecionadas quatro microbacias hidrográficas de 1ª ordem com nascentes protegidas por áreas de mata nativa, envoltas por atividades antrópicas (agrícola), predominando o sistema produtivo de cana-de-açúcar, e três microbacias hidrográficas de 1ª ordem com nascentes sem proteção por mata nativa, envoltas por atividades antrópicas (agrícola), predominando o sistema produtivo de cana-de-açúcar. As coletas de água serão feitas mensalmente, durante 12 meses. As análises serão realizadas in loco e em laboratórios específicos para análise de água. O uso/ocupação do solo será diagnosticado e analisado por tomadas fotográficas e levantamento das práticas agrícolas adotadas. Os resultados serão analisados estatisticamente, no intuito de discutir o impacto do manejo da condução do sistema produtivo de cana-de-açúcar no recurso hídrico da rede de drenagem protegida por mata e sem proteção natural. Um banco de dados digital dos resultados obtidos será elaborado no sistema de informação geográfica, com o intuito de integrar as informações com os mapas gerados das áreas, os quais serão as representações espaciais da informação. Esse procedimento permitirá a sobreposição dos temas no intuito de verificar as alterações decorrentes dos parâmetros da água, oferecendo subsídios para o planejamento ambiental e manejo integrado da microbacia. (AU)

Agricultura, pastagens e mata nativa: cálculo e simulação dos valores monetários dos fluxos hidrológicos e do carbono na bacia do taquarizinho utilizando a metodologia emergética

Beneficiário:Marcos Djun Barbosa Watanabe
Instituição: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Enrique Ortega Rodriguez
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Engenharia de Alimentos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:10/51714-5
Vigência: 01 de janeiro de 2011 - 31 de agosto de 2012
Assunto(s):Ciclo do carbonoCiclo hidrológico
Resumo
Os sistemas de produção agrícola apresentam extensas áreas inseridas em bacias hidrográficas as quais, por sua vez, têm sua sustentabilidade afetada pela interferência de tais sistemas em seus ciclos biogeoquímicos. Apesar da importância do suprimento de alimentos e energia para a sociedade, outros bens e serviços são também fundamentais para o seu bem-estar. É o caso da água, que é um fator de produção para a indústria e agricultura, e também essencial para a manutenção dos domicílios e o comércio em áreas urbanas. Neste contexto, o presente projeto de pesquisa pretende estudar de que maneira sistemas produtores de energia e alimentos afetam aqueles produtores de água na Bacia do Alto Paraguai (BAP). Este estudo pretende construir um modelo determinístico para simular e realizar a valoração dos fluxos hidrológicos em áreas ocupadas por cana-de-açúcar, pastagens e mata nativa. O foco da pesquisa será comparar, ao longo do tempo, o valor monetário dos fluxos gerados por diferentes tipos de uso da terra (US$.ha-1.ano-1) para diferentes cenários de ocupação de uma microbacia inserida na BAP. A metodologia empregada utilizará o conceito de emergia para a valoração de serviços ambientais (e de áreas agrícolas), a qual atribui valor aos mesmos em equivalentes de dólar baseando-se na relação entre a energia dos inputs e o fluxo de massa de água cada um dos outputs gerados pelo mesmo sistema. Além disto, pretende-se vincular o modelo hidrológico com os principais processos de seqüestro e emissão de C02 e CH4, a fim de entender como alguns processos do ciclo do carbono são afetados pela precipitação e quais os valores monetários relacionados a tais fluxos biogeoquímicos. Os resultados obtidos darão suporte aos mecanismos de compensação à proteção de sistemas produtores de água em microbacias hidrográficas. (AU)

Impact of international agricultural markets' liberalization on the Brazilian Amazon Forest

Beneficiário:Ricardo Abramovay
Instituição: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Abramovay
Pesquisador responsável no exterior: Karen Rosal Polenske
Instituição no exterior: Massachusetts Institute of Technology (MIT). (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economias Agrária e dos Recursos Naturais
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/52038-3
Vigência: 01 de janeiro de 2011 - 31 de agosto de 2012
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: MIT
Assunto(s):DesmatamentoImpactos ambientaisProdução agrícolaAmazônia Brasileira
Resumo
The Amazon deforestation issue is a question that concerns all the world as it has important consequences in terms of its environmental impacts and global warming. However, currently the question of possible environmental impacts of international agricultural markets' liberalization on Amazon deforestation is not definitively answered. These issues are crucial not only for the world, but specifically for Brazil, where the agricultural sector is of utmost importance. In this context, the general objective of this proposal is to analyze if, and how, the opening of currently protected agricultural markets, through trade liberalization, could lead to an increase in agricultural production in Brazil and possible economic and environmental impacts with respect to a resulting increase in deforestation. The methodology is based on: (i) an empirical analysis of the impact of the partial opening of some international markets or, more generally speaking, of the increasing insertion of some agricultural chains in international trade; (ii) the building of an Applied Interregional General Equilibrium Model and of its database, including a detailed representation of the agricultural sector; (iii) the formulation of future policy scenarios and the analysis of their impacts on the Brazilian economy, agricultural production, and Amazon deforestation. (AU)

Monitoramento do estado nutricional e da solução do solo em plantas cítricas fertirrigadas

Beneficiário:Roberto Lyra Villas Boas
Instituição: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Roberto Lyra Villas Boas
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/17006-3
Vigência: 01 de janeiro de 2011 - 31 de dezembro de 2012
Assunto(s):Nutrição vegetalFertirrigaçãoIrrigação por gotejamentoCitricultura
Resumo
O estado de São Paulo é responsável por cerca de 85% da produção nacional de citros e o emprego da irrigação nos pomares vem aumentando expressivamente nos últimos anos em virtude dos resultados promissores como elevação da produtividade, melhoria da qualidade dos frutos e a possibilidade de produção fora de época. A aplicação de fertilizantes é um fator de extrema importância em qualquer produção agrícola, inclusive na citricultura. Uma aplicação mal feita pode causar prejuízos ao produtor, devido à porcentagem que este insumo representa no custo de produção e, em algumas situações extremas, pode promover diminuição da produtividade. O parcelamento da adubação, através da fertirrigação localizada, nos diferentes estádios de desenvolvimento, pode se tornar uma das melhores formas de promover um adequado aproveitamento dos nutrientes pela planta, aumentando assim a eficiência da adubação. Porém, para que esse parcelamento seja eficiente, é necessário o desenvolvimento de curvas de absorção de nutrientes, o que é muito difícil numa cultura como o citros. Por esse motivo, o projeto visa estudar técnicas como a análise da seiva, determinação indireta da clorofila e análise da solução do solo, para monitorar o estado nutricional das plantas cítricas e da solução do solo e proporcionar um melhor parcelamento da fertirrigação, de acordo com a necessidade nutricional da planta, aumentado assim a eficiência de uso dos nutrientes. O projeto está no seu terceiro ano de implantação, na fazenda Emu, pertencente à empresa Citrovita, na cidade de Reginópolis. No local encontra-se instalado sistema de irrigação por gotejamento em laranjeiras da variedade copa Hamlin e Valência, ambas sobre porta-enxerto citrumelo 'Swingle' e os tratamentos foram definidos por cinco diferentes doses de N, P2O5 e K2O nas formas de nitrato de amônio (33% de N), ácido fosfórico comercial (70% de P2O5) e cloreto de potássio branco (60% K2O). Este trabalho visa dar continuidade ao projeto FAPESP 07/55899-7 que avaliou este monitoramento por 2 anos. (AU)

Emissão de óxido nitroso (N2O) e metano (CH4) durante plantio inicial de Calophyllum brasiliensis em solo tratado com lodo de esgoto

Beneficiário:Mariana Pires Franco
Instituição: Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Campus de Sorocaba. Sorocaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Janaina Braga do Carmo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/16900-2
Vigência: 01 de dezembro de 2010 - 30 de novembro de 2011
Assunto(s):Emissão de gasesLodo de esgotoMetanoNitrogênioÓxido nitroso
Resumo
A produção de lodo de esgoto decorre dos processos de tratamento de esgoto e tende a aumentar proporcionalmente ao crescimento da população humana, sendo que a solução para a sua disposição final consiste em uma medida que se impõe com urgência. O lodo de esgoto pode perder o caráter de resíduo, quando incorporado a processos de produção agrícola, pois é rico em nutrientes e matéria orgânica, com isso pode ser amplamente aplicado como condicionador de solo e adubo. Entretanto, a aplicação de resíduos orgânicos no solo pode alterar a emissão de gases do efeito estufa para atmosfera e dentre estes gases, o N2O (óxido nitroso) e o CH4 (metano) podem ter seus fluxos aumentados diante da utilização desse resíduo no solo. Nesse contexto, são necessários estudos que caracterizem a atuação do lodo no ambiente, ressaltando as influências ocasionadas no fluxo de gases de efeito estufa e no crescimento de espécies florestais nativas. O presente projeto visa avaliar os efeitos da aplicação de lodo de esgoto e de composto de lodo de esgoto nos fluxos de N2O e CH4 a partir de um solo degradado localizado na região de Sorocaba - SP. (AU)

Incorporação de energia na vida útil de uma colhedora autopropelida de cana-de-açúcar

Beneficiário:Thiago Libório Romanelli
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Thiago Libório Romanelli
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Máquinas e Implementos Agrícolas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/11723-5
Vigência: 01 de dezembro de 2010 - 30 de novembro de 2012
Assunto(s):Mecanização agrícolaColhedorasCana-de-açúcar
Resumo
A cana-de-açúcar é a segunda maior fonte de energia da matriz energética brasileira, atrás somente do petróleo e seus derivados, tendo ultrapassado a participação das usinas hidrelétricas. Devido às leis ambientais a colheita manual, que demanda a queima prévia dos canaviais, esta diminuindo gradativamente, e a colheita mecanizada com o uso das colhedoras autropropelidas tem expandido conseqüentemente. A mecanização apresenta um papel fundamental na utilização de energia no sistema de produção agrícola, sendo essa energia demandada não apenas pelo combustível consumido, mas na fabricação e manutenção do maquinário. O presente projeto visa determinar a demanda energética ao longo de toda a vida útil de uma colhedora autopropelida de cana-de-açúcar. Os resultados esperados são que a energia incorporada da colhedora seja determinada, bem como os fluxos de materiais, que poderão ser utilizados por outras metodologias que também se baseiam no ponto de vista físico de um processo para avaliá-lo. (AU)

Eficiência nutricional de cultivares de cafeiro em relação ao fósforo e sua interação com magnésio

Beneficiário:Ana Paula Neto
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Laércio Favarin
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:10/11745-9
Vigência: 01 de novembro de 2010 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):Fosfatase ácida
Resumo
Cada vez mais os sistemas agrícolas buscam maior eficiência no uso dos recursos naturais disponíveis. O fósforo (P) figura neste contexto como elemento essencial à produção agrícola, sendo porém finito e insubstituível. A pequena disponibilidade do P está relacionada ao baixo teor nos solos tropicais e a forte interação com o solo, que reduz a fração solúvel. Os cultivares de café, por apresentarem crescimento e desenvolvimento diferenciados, podem possuir padrões de absorção e transporte de P nos tecidos variados e, conseqüentemente, alteração na eficiência de aproveitamento do P disponível no solo. Um fator que pode aumentar a eficiência da adubação fosfatada é o fornecimento de magnésio (Mg), uma vez que este nutriente atua como carregador de P às plantas, por sua participação na ativação de ATPase da membrana implicada na absorção, na produção de ATP, na fotossíntese e respiração. Com isso, o objetivo deste trabalho é identificar os cultivares mais eficientes e/ou responsivos ao P, as frações de P presentes nos cultivares e verificar a dose de magnésio que aumentaria a eficiência da adubação fosfatada. (AU)
Página 11 de 249 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP