site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 11 de 306 resultado(s)
|

Promoção de crescimento vegetal por rizobactérias do guaranazeiro

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Aline Aparecida Pizzirani-Kleiner
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:11/05204-8
Vigência: 01 de março de 2012 - 28 de fevereiro de 2013
Assunto(s):Paullinia cupana
Resumo
O guaranazeiro é a planta cultivada de maior importância para a região Amazônica. Sua utilização não se restringe apenas aos habitantes da região, pois movimenta vários setores da economia, como a indústria de fármacos, cosmética e principalmente a indústria de refrigerantes e outros setores da indústria alimentícia. O fruto contém substâncias estimulantes, como a cafeína, que imprimem ao guaraná um grande potencial exploratório, visto que esta é uma das substâncias estimulantes mais consumidas do mundo. Apesar de sua importância, essa é uma cultura pouco estudada, e da qual pouco se sabe sobre sua genética e interações microbianas existentes. As rizobactérias promotoras do crescimento em plantas (RPCPs) são bactérias que vivem na rizosfera, ou seja, na região do solo sob influência da raiz, e que promovem crescimento das plantas associadas. A introdução dessas rizobactérias no solo traz benefícios diretos para a produção agrícola e, ao mesmo tempo, uma alternativa de cultivo com menor uso de insumos agrícolas. O presente projeto de pesquisa visa o isolamento de bactérias da rizosfera do guaranazeiro e em seguida sua identificação por meio do sequenciamento do gene 16S rDNA. As mesmas também serão avaliadas quanto ao potencial de promoção de crescimento vegetal pelo aumento da disponibilidade de nutrientes ou pela produção de inibidores de patógenos. Testes de solubilização de fosfatos, sideróforos, ácido indol acético (AIA) e fixação biológica de nitrogênio serão realizados com as rizobactérias. Em seguida, os isolados com potencial de promoção de crescimento vegetal serão inoculados em mudas, em casa de vegetação. Por fim, será realizado um monitoramento da colonização da planta do guaraná e a colonização cruzada de outras culturas de interesse econômico (como soja e cana-de-açúcar) pelas bactérias promotoras de crescimento utilizando um biomarcador (gene da GFP - Green Fluorescence Protein) e a técnica de qPCR. Resultados obtidos previamente permitiram observar a produção de compostos relacionados à promoção de crescimento vegetal por rizobactérias do guaranazeiro. Mais de 100 isolados já foram identificados e avaliados quanto à solubilização de fosfato e fixação biológica de nitrogênio. Este trabalho faz parte de um projeto intitulado "Microrganismos associados ao guaranazeiro com potencial biotecnológico e agrícola, especialmente visando o controle da antracnose" (Processo n. 09/53376-2) que foi aprovado pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado São Paulo) em parceria com a FAPEAM (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas). (AU)

Sensoriamento remoto hiperespectral nos níveis laboratório, campo e aéreo como ferramentas auxiliares no manejo do solo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Alexandre Melo Demattê
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:11/04232-8
Vigência: 01 de março de 2012 - 28 de fevereiro de 2013
Resumo
A produção agrícola tem crescido nos últimos anos impulsionada pelo aumento populacional e por avanços tecnológicos. Esse crescimento pode ocasionar impactos ambientais importantes, inclusive a degradação do solo, se não forem realizados o correto planejamento e manejo agrícola, a fim de assegurar uma produção competitiva e sustentável. Para isto, a descrição da variabilidade espacial do solo é necessária, sendo realizada convencionalmente através de coleta e análise de amostras. Entretanto, estes métodos convencionais de levantamento da variabilidade do solo possuem custos elevados e demandam bastante tempo e mão-de-obra para serem realizados. Com o aumento da quantidade de informação necessária os custos para descrição desta variabilidade espacial podem tornar-se um obstáculo, se somente metodologias convencionais são aplicadas. Portanto, métodos alternativos tornam-se necessários para auxiliar no levantamento de atributos do solo em escala adequada ao manejo agrícola. Para isto, são propostas metodologias de espectroscopia de reflectância no Vis-NIR-SWIR, as quais empregam o comportamento espectral do solo de 400 a 2500 nm para realizar a quantificação de seus atributos. Isto é possível, pois a informação espectral possui relação direta com os constituintes do solo. Desta forma, no presente estudo será avaliado o uso de imagens aéreas hiperespectrais no Vis-NIR-SWIR na quantificação de atributos do solo, através do método PLSR, e mapeamento destes atributos, empregando krigagem. O desempenho das predições feitas utilizando dados do sensor aéreo será comparado aos resultados obtidos com espectros coletados em laboratório. Será avaliado também, através de experimento de campo com diferentes doses de calcário em duas áreas (textura arenosa e média ou argilosa), o uso de informações espectrais coletadas no campo, em movimento, e em laboratório, com amostras úmidas, para a quantificação de atributos e da necessidade de calagem, pelo método PLSR. Neste caso serão avaliados também mapas de necessidade de calagem, obtidos pelo inverso quadrado da distância para atributos determinados pelo método convencional e preditos utilizando o espectro de reflectância do solo. Espera-se que tanto os dados radiométricos obtidos no campo, em movimento, quanto às informações espectrais coletadas por sensor aéreo possam ser empregadas na quantificação e mapeamento de atributos do solo, com acurácia de certa forma comparável a obtida quando empregados espectros coletados em laboratório. (AU)

Identificação de parâmetros de solo e planta determinantes no manejo sustentável da cana-de-açúcar para energia com recursos de agricultura de precisão

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Sergio Graziano Magalhães
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Processo:11/02817-9
Vigência: 01 de fevereiro de 2012 - 31 de março de 2014
Assunto(s):Agricultura de precisãoFertilidade do soloMecanização agrícolaProdução agrícolaCana-de-açúcar
Resumo
A produção de biocombustíveis só se justifica se os seus impactos econômicos e ambientais forem favoráveis, em relação às fontes de energia similar, e se houver benefícios reais para todos os segmentos sociais diretamente envolvidos. Uma das inovações da ciência e tecnologia que deve ser incorporada à produção da cana-de-açúcar é a Agricultura de Precisão (AP): que permite ao produtor entender e controlar com maior precisão a inerente variabilidade espacial encontrada na lavoura visando à obtenção de maior produtividade, retorno econômico e respeito ambiental. Neste contexto, este projeto apresenta como objetivo geral a avaliação das causas da variabilidade espacial e temporal da produtividade da cana-de-açúcar, visando a otimização do manejo agrícola por meio de técnicas de AP, e como objetivo específico identificar os fatores, e suas interações, que mais influenciam a variabilidade espacial da produtividade e qualidade da cana-de-açúcar visando aprimorar modelos de diagnóstico agronômico e nortear o desenvolvimento de sensores, que permitam a determinação "on-the-go" , para complementar o conhecimento científico necessário para estender todo o potencial da AP como ferramenta efetiva de manejo da cultura em em escala comercial. Para isso, duas áreas com cultivo de cana-de-açúcar, cada uma com 50 ha, receberão manejo e avaliação de atributos químicos e físicos de solo e nutricionais de planta distintos (uma área com AP e aplicação de fertilizantes a taxa variada e a outra com manejo padrão da usina detentora das duas áreas de produção). Com este projeto de pesquisa procura-se contribuir com o conhecimento técnico/científico sobre a variabilidade espacial da produtividade agrícola da cultura, por meio de: levantamento de dados mais detalhados, que auxiliem no entendimento da resposta da cultura as variações das condições edafo-climáticas dentro dos canaviais, e assim, possa contribuir para a elaboração de novas estratégias de manejo da cultura, visando à verticalização da produtividade e diminuição dos impactos ambientais e econômicos do setor produtivo de cana-de-açúcar. (AU)

Avaliação do potencial anti-inflamatório e antinociceptivo do extrato de bagaço de uva: variedade Petit Verdot

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carina Denny
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:11/20934-2
Vigência: 01 de fevereiro de 2012 - 31 de dezembro de 2012
Assunto(s):UvaFarmacologiaBagaçosResíduos agroindustriais
Resumo
O Brasil devido a sua grande produção agrícola é um dos países que mais produz resíduos agroindustriais no mundo e observa-se um interesse crescente na busca de alternativas para a utilização da matéria orgânica gerada, que atualmente tem sido fonte de poluição do meio ambiente. A indústria vinícola tem gerado um grande volume de resíduos que podem constituir um exemplo de material de baixo custo e boa rentabilidade; além de conter substâncias bioativas de alto valor comercial. O presente projeto tem por objetivo avaliar a atividade anti-inflamatória e antinociceptiva do extrato de bagaço de uva (variedade Petit Verdot), valorizando esse material poluidor como fonte alternativa na obtenção de matérias-primas que possam ser utilizadas no desenvolvimento de novos fármacos. O bagaço da uva será liofilizado e colocado em contato com uma mistura de etanol e água (80:20). Em seguida o material será filtrado, o solvente evaporado e o extrato hidroalcoólico liofilizado e armazenado à -18ºC. A avaliação química será realizada por cromatografia de camada delgada, cromatografia líquida de alta performance e cromatografia gasosa com espectrometria de massas. A avaliação da atividade anti-inflamatória do extrato será realizada através do modelo de edema de pata induzido por carragenina e migração leucocitária induzida por carragenina e a atividade antinociceptiva através dos testes de contorções abdominais induzidas por ácido acético e teste de algesia induzida por calor. Espera-se através desse projeto contribuir com resultados importantes do perfil químico e da atividade farmacológica do bagaço dessa variedade de uva, valorizando essa matéria orgânica considerada uma fonte poluidora do meio ambiente. (AU)

Monitoramento integrado de parâmetros de quantidade e qualidade da água disponível em área de recarga do sistema Aquífero Guarani

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ourinhos. Ourinhos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rodrigo Lilla Manzione
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/11484-3
Vigência: 01 de janeiro de 2012 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):GeoestatísticaGestão integrada de recursos hídricosMapeamento geológicoÁguas subterrâneasAquíferosQualidade da água
Resumo
A qualidade e a quantidade de água disponíveis em uma determinada região são um binômio indissociável. O uso e ocupação do solo e as atividades desenvolvidas no espaço geográfico determinam a pressão exercida sobre os recursos hídricos e consequentemente as alterações e a poluição gerada nos mananciais. O monitoramento de recursos hídricos subterrâneos fornece informações para o planejamento e uso sustentável da água. Além disso, permite detectar alterações decorrentes de atividades antrópicas a tempo de trata-las para que não se tornem prejuízos potenciais e riscos a exploração dos recursos. O Sistema Aquífero Guarani (SAG) constitui uma importante reserva de água subterrânea mundial. No Brasil apresenta grande importância econômica, com diversos municípios localizados na sua área de abrangência. Suas zonas de recarga correspondem a 10% de sua área total. O presente projeto propõe caracterizar os recursos hídricos subterrâneos da bacia do Ribeirão da Onça, Brotas/SP, localizada em área de afloramento e recarga do SAG. O estudo propõe monitorar e mapear parâmetros quantitativos e qualitativos da água subterrânea, visando entender a relação da sazonalidade e do uso do solo com a recarga e com as características da água subterrânea. Compreender os processos hidrológicos em uma bacia monitorada de forma detalhada fornecerá base metodológica para estudos em outras zonas de recarga direta do SAG, permitirá avançar no conhecimento das interações entre homem, água, solo, plantas e atmosfera, e contribuirá para a gestão sustentável dos recursos hídricos subterrâneos, aliando consumo humano, produção agrícola e qualidade ambiental. (AU)

Manejo do nitrogênio, regulador de crescimento, época e densidade de semeadura para cultivares de arroz na região do Vale do Ribeira - SP

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Registro. Registro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Samuel Ferrari
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/20504-8
Vigência: 01 de janeiro de 2012 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):Manejo e tratos culturaisProdução agrícola
Resumo
O Baixo Vale do Ribeira, parte integrante da Bacia Hidrográfica do Ribeira de Iguape e Litoral Sul, possui condições edafoclimáticas que outrora propiciaram à cultura do arroz grande participação na economia da região, e que por razões econômicas foi sendo substituída ao longo do tempo pelas culturas de chá, banana, palmito pupunha e pecuária extensiva. A região em questão tem o menor Índice de Desenvolvimento Humano do Estado de São Paulo apresentando poucas opções agrícolas, sendo forte o apelo por alternativas para fixar o agricultor em sua terra de origem. A adoção de técnicas para produção de arroz como adubação, teste de cultivares, épocas de semeadura e uso de regulador de crescimento podem possibilitar melhorias no manejo da cultura o que resulta em desenvolvimento adequado das plantas e consequente incremento de produtividade e qualidade dos grãos obtidos. Acredita-se que com a implantação dos estudos, voltados para as dificuldades/dúvidas encontradas na região, e com objetivo de gerar tecnologia, o agricultor possa cada vez mais retomar o cultivo do arroz, trazendo geração de renda, melhoria de qualidade de vida e progresso para a região. Como estratégia para atingir este objetivo propõe-se o desenvolvimento de estudos voltados para a cultura do arroz, desde a semeadura a colheita, haja visto alto potencial de produção da região. (AU)

Dimensionamento de retornos econômicos e de riscos na adoção de milho RI no estado de São Paulo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maura Seiko Tsutsui Esperancini
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/08723-6
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 30 de novembro de 2012
Assunto(s):Produção agrícolaAlimentos transgênicosMilhoResistência genética vegetal
Resumo
Considera-se que uma das razões para a rápida adoção de milho transgênico no Brasil, particularmente o milho resistente a insetos (RI) são os benefícios econômicos que esta tecnologia pode proporcionar aos produtores, como economia de custos de aplicação de inseticidas e aumento da renda, pelo aumento da produtividade ao reduzir as perdas por ataques de lepidópteros. Considera-se ainda, que estes benefícios superam os custos da tecnologia, que é o prêmio pago pelos produtores ao usar a semente de milho RI. Tendo em vista que tanto os benefícios quanto os ganhos dos produtores estão sujeitos às condições de alteração de variáveis críticas, é objetivo deste estudo, dimensionar os retornos econômicos dos adotantes de milho RI em duas das principais regiões produtoras do estado de São Paulo, a partir da análise de variação das quantidades e preços de inseticidas utilizados, ganhos em produtividade e variação dos diferenciais de preços de sementes de milho RI em relação aos híbridos convencionais, bem como a variação dos preços de milho. A metodologia a ser utilizada será a de avaliação dos benefícios líquidos, ou seja, os ganhos econômicos menos os custos da tecnologia transgênica, sob condições de risco. Os benefícios líquidos podem variar em função de três variáveis críticas: 1) produtividade do milho transgênico, 2) custos de controle de lagartas, 3) custo de sementes transgênicas e 4) Preços de mercado do milho. As funções de distribuição de probabilidade das 4 variáveis críticas serão estimadas, e incluídas na equação de benefícios líquidos. Utilizando o método de simulação de Monte Carlo, serão estimados os seguintes conjuntos de indicadores: medidas de tendência central, variabilidade dos benefícios líquidos (benefícios totais - custos totais), análise de sensibilidade dos benefícios líquidos em relação às variáveis críticas e por, fim o mapeamento de risco da adotantes da tecnologia transgênica. Estes indicadores permitirão desenhar cenários econômicos associados à sua probabilidade de ocorrência. (AU)

Desenvolvimento de uma metodologia de comunicação dialógica para a capacitação rural: construindo ambientes produtivos, inovadores e sustentáveis

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luís Fernando Soares Zuin
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Extensão Rural
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/12912-9
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 30 de novembro de 2013
Assunto(s):Desenvolvimento sustentávelProdução agrícola
Resumo
O objetivo deste trabalho é desenvolver uma metodologia de comunicação dialógica para ser empregada nos processos de capacitação rural, onde se busca o desenvolvimento sustentável e inovador das atividades agropecuárias paulistas. Com base nas teorias de Paulo Freire, Vygotsky e Bakhtin, autores que teceram reflexões sobre os processos de ensino e aprendizado, buscar-se-á repensar as práticas relativas à comunicação nos processos de capacitação empregadas atualmente na extensão rural. O estudo da metodologia proposta neste trabalho se concentrará em quatro conjuntos de informações advindos das dimensões sociais, econômicas e ambientais presentes na extensão rural paulista, sendo elas: o relacionamento entre os pares (extensionistas e agricultores); os tipos de produtos desenvolvidos, comercializados e distribuídos pelos agricultores; as várias formas de processos que perpassam estes produtos; e o processo de comunicação entre os sujeitos da pesquisa. Para tanto, visa-se diagnosticar e analisar junto aos sujeitos que comporão a pesquisa, extensionistas rurais e agricultores, como ocorre o processo de construção e apropriação dos conhecimentos produzidos historicamente pelos pares no ambiente rural, assim como se faz necessário identificar quais as práticas de ensino-aprendizagem e comunicação fazem parte de suas ações rotineiras. Para a realização desta investigação já se encontra acordado a participação dos extensionistas rurais que atuam na Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI-SP). Cujo o seu representante neste projeto será o Sr. Ypujucan Caramuru Pinto, diretor do Departamento de Comunicação e Treinamento (DCT) da CATI. O projeto encontra-se inserido dentro do Programa Microbacias II, que se encontra em início de implementação pelo governo do Estado de São Paulo. (AU)

Metodologia de mapeamento para distinguir a cultura do milho da cultura da soja, utilizando sensoriamento remoto, equações polinomiais e logarítmicas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (NIPE). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rubens Augusto Camargo Lamparelli
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/13748-8
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 30 de novembro de 2012
Assunto(s):Produção agrícolaSensoriamento remotoCultivos agrícolasSojaMilhoEquaçõesPolinômios
Resumo
Técnicas de sensoriamento remoto são úteis na determinação de áreas cultivadas, principalmente das commodities milho e soja (culturas de verão). O uso de índices como o NDVI (Normalized Difference Vegetation Index) e EVI (Enhanced Vegetation Index) vêem sendo empregados para mapear áreas agrícolas, por possuir baixo custo. Nem sempre as áreas mapeadas por sensoriamento remoto condiz com a realidade, devido a ocorrência de confusão espectral, fato que ocorre entre alvos com características semelhantes, o que torna difícil a sua separação. A confusão espectral entre alvos pode superestimar ou subestimar as áreas cultivadas, o que pode tornar impreciso as estimativas de produtividade, visto que um dos parâmetros envolvidos neste cálculo é a quantificação das áreas produtoras. Portanto o presente trabalho objetiva desenvolver uma metodologia inovadora capaz de separar, por análise de imagens, as culturas de soja e milho, no Município de Cascavel, sendo que a metodologia é fundamentada em equações polinomiais de segunda ordem e logarítmicas. Este procedimento tornará possível melhorar as estimativas de área de soja e milho, no Estado do Paraná quando da utilização de sensoriamento remoto. (AU)

Mecanismo de adaptação morfológica do sistema radicular de cultivares de café sob deficiência de fósforo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Laércio Favarin
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:11/20348-6
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 31 de julho de 2012
Assunto(s):CafeiculturaMudas
Resumo
O fósforo (P) é um nutriente essencial à produção agrícola brasileira, finito e insubstituível em suas funções no metabolismo vegetal. A pequena disponibilidade do P nos solos tropicais está relacionada à sua forte interação com os colóides e íons na solução do solo, por meio da adsorção e precipitação, que reduzem a fração solúvel. As plantas dispõem de mecanismos adaptativos às condições de baixa disponibilidade dos nutrientes. A presença de um sistema radicular bem desenvolvido é condição essencial para uma maior absorção de P pelas plantas, em virtude da baixa mobilidade desse elemento no solo. As espécies e cultivares de cafeeiro, por apresentar padrões de crescimento e desenvolvimento variáveis, podem possuir diferentes mecanismos de aquisição de fósforo. Uma maior compreensão desses mecanismos pode contribuir para uma maior eficiência no uso de fósforo. Esta pesquisa será realizada com o objetivo de avaliar as características morfológicas das raízes de várias espécies e cultivares de cafeeiro em função da dose de fósforo, com a finalidade de compreender o mecanismo morfológico relacionado à adaptação das raízes à baixa disponibilidade de P. (AU)
Página 11 de 306 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP