site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 11 de 341 resultado(s)
|

Estudo do genoma da Pseudomonas putida (isolado 103), identificação de genes da resistência à salinidade e expressão heteróloga do gene pqq da solubilização de fosfato

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Embrapa Meio-Ambiente. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). Jaguariúna, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Itamar Soares de Melo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:12/16623-4
Vigência: 01 de março de 2013 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):Microbiologia agrícola
Resumo
O Brasil é um dos principais produtores agrícolas do mundo e importa 7 % (déficit de U$ 700 milhões de dólares) do fosfato de rocha para suprir a baixa qualidade do fosfato brasileiro e o atual crescimento agrícola. Outra limitação para a agriculta brasileira é a redução da disponibilidade de água para irrigação e a necessidade de investimento agrícola nas regiões nordestinas, que sofre com falta de água e salinização do solo. A utilização de microrganismos pode ser uma ferramenta biotecnológica para reduzir custos na produção agrícola e os impactos ambientais e estimular a produção em solos salinos. Além de solubilizar fósforo, algumas bactérias rizosféricas são capazes de estimular o crescimento das plantas por meio da produção de hormônios, e de protegê-las contra os efeitos de estresse osmótico e patógenos. A solubilização do fosfato de rocha por essas bactérias ocorre, em geral, a partir da produção de ácidos (p.ex. ácido glucónico). Esse mecanismo de produção tem sido melhorado geneticamente para estimular a solubilização de fosfato de rocha por bactérias e produzir biofertilizantes. Contudo, o procedimento tem sido feito por meio de plasmídeos e ainda nenhum trabalho buscou a inserção de genes da solubilização de fosfato no genoma, de modo a reduzir a necessidade de marcadores de seleção e as chances de perdas desse gene. Ao contrário dos genes da solubilização de fosfato, aqueles envolvidos com a resistência a salinidade ainda precisam ser melhor estudados. A segunda geração de seqüenciadores e o avanço da bioinformática facilitam o estudo e a comparação de genomas em banco de dados, possibilitam a busca por genes de interesse biotecnológico e ainda facilitam no desenvolvimento de microrganismos recombinantes. Essas novas técnicas ainda facilitam a busca por promotores (p. ex. promotores rap - root-activated promoters) envolvidos na interação planta x microrganismos que podem ser utilizados como ferramentas para controlar a expressão de genes de interesse, como o gene pqq importante para a solubilização de fosfato. Esse procedimento pode ser uma alternativa ao desenvolvimento de uma bacteria com maior competitividade na região rizosferica. O objetivo desse trabalho é: 1- estudar o genoma da Pseudomonas putida (103) resistente a altas concentrações de sal, isolado da região de mangue e promotora do crescimento de plantas de milho em solo salino e II- desenvolver uma bactéria recombinante capaz de expressar o gene pqq e de solubilizar fosfato de rocha, sobreviver e competir pelo ambiente rizosférico e de promover o crescimento de plantas em solos salinos e com baixa concentração de fósforo disponível. (AU)

Capitalismo cognitivo e a dinâmica da pequena produção agrícola alternativa no contexto local de Araraquara: o caso do SAI - Sistema Agroindustrial Integrado do SEBRAE/SP

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Luiz Sapia de Campos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Rural
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:13/04478-2
Vigência: 01 de março de 2013 - 31 de janeiro de 2014
Vinculado ao auxílio:10/50857-7 - Capitalismo cognitivo e a dinâmica da pequena produção agrícola "alternativa" no contexto "local" de Araraquara - o caso do SAI Sistema Agroindustrial Integrado do Sebrae/SP, AP.JP
Assunto(s):Desenvolvimento econômico regionalAgricultura alternativa
Resumo
Plano de Atividades para Bolsa de TT - Treinamento Técnico: os bolsistas acompanharam todas as fases de desenvolvimento do projeto de pesquisa, participando ativamente no grupo de estudos e discussões ainda que responsáveis e com a incumbência da realização de entrevistas, e preparação destas, bem como eventuais transcrições etc., e principalmente na aplicação de questionários de pesquisa. Os objetivos e resultados esperados com o desenvolvimento do trabalho dos bolsistas visam por um lado à produção de material, banco de dados, informações e indicadores de produção. Todo resultado deverá ser produzido tendo em vista o levantamento estatístico e as informações em geral que servirão à realização do projeto maior em que estarão envolvidos os vários pesquisadores de diferentes níveis e formação. Deve também, contribuir com a formação técnica e acadêmica dos bolsistas. Proporemos primeiramente trabalho a ser realizado dentro do grupo de estudo, quando passaremos a orientar os bolsistas (também aqueles de IC) para o mapeamento do território (local - campo) a ser investigado. Esta primeira imersão "prática" por parte dos bolsistas visa facilitar ou provocar o rápido conhecimento do local (meio social) com o qual trabalharão. Após este primeiro contato, e concomitante as discussões propostas no interior do grupo de estudo, elaboraremos (com a participação dos bolsistas) questionário a ser aplicado, e que contemplará questões fechadas e abertas. Portanto, em termos de planejamento do trabalho a ser realizado pelos bolsistas pode-se considerar três períodos: um primeiro deles mais voltado para a preparação dos pesquisadores e do questionário; um segundo período da aplicação dos questionários e coleta de material e informações; e um terceiro e último período de finalização dos resultados obtidos para o projeto maior, e que também os bolsistas considerados individualmente apresentaram seus relatórios, que demonstraram os resultados que seguramente avaliaram os seus trabalhos. As bolsas são importantes e imprescindíveis uma vez que o projeto exige um amplo e completo levantamento de dados extraídos principalmente por meio da aplicação de questionário, que demandará trabalho que é técnico - aplicação dos questionários - e ao mesmo tempo acadêmico exigindo envolvimento interpretativo de dados e informações. (AU)

Metodologia para utilização de VANT no monitoramento de cana-de-açúcar para fins de agricultura de precisão

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jansle Vieira Rocha
Empresa parceira:ETH Energia S/A
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Parceria para Inovação Tecnológica - PITE
Processo:12/50048-7
Vigência: 01 de março de 2013 - 31 de março de 2015
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Odebrecht Agroindustrial
Assunto(s):BiomassaCana-de-açúcarAgricultura de precisãoProdução agrícola
Resumo
A Agricultura de Precisão (AP) é um sistema de manejo localizado baseado em informação e tecnologia que utiliza uma ou mais fontes de informações para minimizar custos e/o maximizar a produção considerando sustentabilidade e proteção ao meio ambiente. Este sistema de manejo deve ser aplicado à produção de cana-de-açúcar, dada a complexidade das operações agrícolas envolvidas na sua produção, bem como a necessidade constante de acompanhamento do ciclo vegetativo. Dentre as tecnologias disponíveis o sensoriamento remoto é a que apresenta o maior potencial de uso em AP. O desenvolvimento e disponibilidade de veículos aéreos não tripulados (VANT) de baixa altitude possibilitaram a aquisição de imagens de alta resolução espacial sem a interferência de cobertura de nuvens, além da vantagem de custos mais baixos em relação a imagens de satélites. O VANT passou a ser uma interessante alternativa para a coleta de dados, podendo gerar informações do comportamento da vegetação e sua correlação com outros parâmetros, essenciais para o acompanhamento do ciclo vegetativo e gerenciamento de operações agrícolas. Apesar do seu potencial, o uso desta tecnologia ainda é incipiente na agricultura, havendo necessidade de mais pesquisa e desenvolvimento metodológico para a utilização destes veículos de uma forma operacional e em larga escala. O objetivo principal deste projeto é desenvolver metodologia de uso de VANT associado as dados de solo, clima e planta, para geração de boletins mensais de monitoramento da biomassa visando à agricultura de precisão em cana-de-açúcar. (AU)

Pagamento por serviços ambientais: a produção de água como uma nova função da agricultura familiar na Mata Atlântica do Sudeste brasileiro

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Eduardo Moruzzi Marques
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:12/13387-8
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):Políticas públicasAgricultura familiarDesenvolvimento rural
Resumo
O rural está deixando de ser percebido apenas como espaço de produção agrícola para ser encarado como detentor de múltiplas funções de interesse geral da sociedade. O reconhecimento de funções sociais, ambientais e culturais da agricultura faz com que a população rural esteja no foco de novas políticas públicas de desenvolvimento. O enfoque da multifuncionalidade da agricultura busca construir um aparato teórico-metodológico para compreender essas funções e dar subsídio à formulação e avaliação dessas políticas. Dentre estas políticas, a de Pagamento por Serviços Ambientais de Conservação dos Recursos Hídricos (PSA-Água) se destaca por reconhecer a proteção dos recursos hídricos como uma função do rural. Dessa forma, este projeto propõe umareflexão em torno do debate da multifuncionalidade da agricultura, apresenta o cenário atual dos projetos de PSA-Água implementados na porção Mata Atlântica dos estados da região sudeste do Brasil e demonstra a utilidade de se avaliar estas experiências com vistas ao desenvolvimento rural sustentável. Propõe-se aqui, realizar uma pesquisa que terá como base o estudo de caso de projetos de PSA-Água em fase de implementação nesta região, buscando reconhecer em que medida é promovida a multifuncionalidade das unidades familiares rurais envolvidas nos projetos. Assim cabe, pesquisar os arranjos institucionais e analisar como cada projeto impacta estas múltiplas funções. Acredita-se que esta pesquisa possa clarear de forma inédita e consistente os efeitoseconômicos, sociais, ambientais e culturais do PSA-Água sobre a agricultura familiar. (AU)

Avaliação do fator runoff da meups em duas bacias hidrográficas de diferentes características morfopedológicas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sergio dos Anjos Ferreira Pinto
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/23346-7
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):Sistema de informação geográfica (SIG)Erosão hídrica
Resumo
A compreensão das relações existentes entre os elementos naturais é fundamental para quepossam ser promovidos o ordenamento de uso, ocupação e gestão sustentável dos sistemasambientais. Nesse sentido, as geotecnologias adquirem grande importância, sobretudo pelofato de dar suporte a trabalhos diagnósticos das condições ambientais de uma área, visandosubsidiar políticas de planejamento e gestão de recursos naturais terrestres. A EquaçãoUniversal de Perda de Solo Modificada (MEUPS), como um modelo preditivo à erosão, éimportante por possibilitar a prevenção de impactos ambientais que possam interferirdrasticamente em ambientes naturais ou antrópicos, bem como evitar possíveis desperdíciosfinanceiros e até mesmo contribuir para maior eficiência da produção agrícola. Dentre osfatores contemplados pela MEUPS, o Fator Runoff interfere diretamente na dinâmica erosivade uma bacia hidrográfica, pois envolve variáveis relacionadas aos processos hidrológicos quenela ocorrem.Nesse estudo serão trabalhados alguns parâmetros da MEUPS, salientando-se o Fator Runoffpara a Bacia Hidrográfica do Ribeirão Monjolo Grande (Ipeúna-SP) e do Ribeirão Jacutinga(Rio Claro-SP). A obtenção desses parâmetros será pautada na utilização de geotecnologias,sobretudo em Sistemas de Informação Geográfica (SIG), com o auxilio de dados secundáriose visitas periódicas a campo. (AU)

Efeitos diretos de diferentes concentrações da formulação de glifosato Roundup® sobre as respostas fotossintéticas de macroalgas lóticas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ciro Cesar Zanini Branco
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/20551-9
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):GlifosatoEcotoxicologia
Resumo
O glifosato é uma molécula amplamente utilizada nos dias atuais como herbicida para combater a invasão de plantas indesejadas na produção agrícola. Foi sintetizada nos anos 60 e introduzida comercialmente nos anos 70. Seu princípio ativo atua na cadeia de produção do ácido chiquímico, inibindo a enzima 5-enolpiruvil-shiquimato-3-fosfato sintase (EPSPS) e impedindo a produção de aminoácidos aromáticos e a síntese de proteínas, acarretando na morte do vegetal. Diversos estudos descrevem os problemas causados devido à intoxicação de glifosato em vários ecossistemas e organismos, entre eles os produtores primários de ecossistemas lóticos, uma vez que tais organismos possuem metabolismo similar ao de vegetais superiores. A utilização de macroalgas como indicadores de poluição por herbicidas em ambientes lóticos é recomendada, pois esses organismos, por serem bentônicos, sofrem todos os efeitos diretos produzidos pelo poluente, além de serem observáveis a olho nu e responderem por uma parte significativa da produção primária nestes ecossistemas. No presente projeto, pretende-se avaliar os efeitos do herbicida glifosato na eficiência fotossintética de espécies de macroalgas de ampla ocorrência nos ambientes lóticos brasileiros. Para isso, as macroalgas serão submetidas a três tratamentos com diferentes concentrações de glifosato em fórmula Roundup®. Os tratamentos pretendem simular no meio, respectivamente, uma carga de poluição residual (0,35 mg/L), a concentração recomendada para controle de pragas terrestres e aquáticas (3,5 mg/L) e, finalmente, uma alta carga poluente (35,0 mg/L). Os experimentos serão conduzidos em triplicatas e as análises realizadas em 4 ocasiões temporais: i) um (1) dia de exposição ao herbicida Roundup® (T1), ii) sete (7) dias (T2), iii) catorze(14) dias (T3) e vinte e um (21) dias (T4). As respostas fotossintéticas serão mensuradas pela técnica da fluorescência da clorofila e pela técnica da evolução do oxigênio dissolvido. Em adição, após a mensuração dos parâmetros fotossintéticos, os pigmentos das amostras algais serão quantificados. Os dados obtidos serão submetidos à estatística descritiva e as diferenças entre os tratamentos serão avaliadas pela análise de variância (ANOVA, one-way), seguida pelo teste de Tukey. (AU)

Bloqueios atmosféricos associados à variabilidade extrema do gelo marinho Antártico e impactos na América do Sul

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Tercio Ambrizzi
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:12/17370-2
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 31 de maio de 2016
Assunto(s):América do SulClimatologia
Resumo
A América do Sul possui uma economia altamente dependente da agricultura. A estreita ligação entre a produção agrícola e as condições de tempo faz com que eventos extremos de tempo nas regiões produtoras tenham efeitos altamente danosos. Entre estes fenômenos, destacam-se os bloqueios atmosféricos, que são fenômenos de natureza sistemática e persistente, afetando a propagação normal dos sistemas transientes e, consequentemente, o tempo e clima em algumas regiões continentais através de condições atmosféricas adversas. Portanto, uma melhor compreensão dos mecanismos que originam, mantém e dissipam tal fenômeno são de grande importância para o sucesso da previsão de curto, médio e longo prazo. Os eventos de bloqueio no Hemisfério Sul ocorrem essencialmente entre as latitudes de 50° e 65° S e durante os meses de inverno e primavera, justamente no período de maior extensão de gelo marinho antártico, o qual atinge latitudes em torno de 55° S na região do Oceano Índico durante o mês de setembro. Destaca-se que o gelo marinho desempenha um papel importante na variabilidade e condições climáticas regional e global através de processos dinâmicos e termodinâmicos, e de mecanismos de feedback. Nesse sentido, interações entre o gelo marinho antártico e os bloqueios atmosféricos no Hemisfério Sul provavelmente existam, embora pouco se saiba sobre tais relações. Assim, o objetivo principal deste trabalho é compreender, do ponto de vista observacional e particularmente numérico, as relações entre os bloqueios atmosféricos no Pacífico Sudeste e Atlântico Sudoeste e a variabilidade extrema do gelo marinho antártico. Além disso, pretende-se analisar o impacto causado sobre a América do Sul. Para isso serão realizadas análises estatísticas detalhadas, utilizando dados de reanálise do ERA-Interim, dados oceânicos do NOAA/OAR/PSD ESRL e simulações realizadas com os modelos acoplados da quinta fase do Coupled Model Intercomparison Project (CMIP5) do IPCC. (AU)

Fronteiras Nas Américas: povoamento e colonização no Brasil e Estados Unidos, Século XIX

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dora Isabel Paiva da Costa
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Processo:12/19746-0
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 30 de novembro de 2013
Assunto(s):História comparadaAméricasColonizaçãoSéculo XIXFronteiras
Resumo
Esta pesquisa trata do povoamento e colonização das regiões de fronteira do Brasil e dos Estados Unidos da América no século XIX. Mostra a atuação dos governos tanto no âmbito local quanto federal, a constituição do sistema político, a organização fundiária e laboral no plano nacional e territorial e como se deu a implantação da educação formal nos EUA e no Brasil. Examina a atuação das instituições religiosas através de ações pastorais e dos ideais teológicos, assim como o caldo cultural resultante destas interações. Escrutina dados demográficos sobre como as populações fronteiriças estabeleceram o convívio doméstico em unidades de moradia e trabalho nas quais reproduziram o cotidiano da fronteira. Finalmente, demonstra como se organizaram as unidades produtivas, dando especial atenção à mão de obra, a riqueza acumulada e à produção agrícola. (AU)

Oportunidades e desafios da produção de biodiesel e produção de alimentos na agricultura familiar: aspectos sociais, institucionais e ambientais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Celia Regina Tomiko Futemma
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/51045-1
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 31 de maio de 2015
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/science_of_the_amazon_34_76_77.pdf
Assunto(s):Sociologia ambientalProdução agrícolaAgricultura familiarProteção ambientalCombustíveis alternativosBiodieselAmazônia Brasileira
Resumo
Esta pesquisa foca os aspectos sociais, institucionais e ambientais da cadeia produtiva de plantas oleaginosas para a produção biodiesel a qual envolve os agricultores familiares de áreas consideradas carentes e marginais do país, neste caso a região norte. Para fomentar uma produção energética ambientalmente mais limpa e socialmente mais justa em contraposição com o Programa do Pró-Álcool, o governo federal lançou um programa para a produção de biodiesel em 13/01/2005 - o Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel - PNPB. Ainda dentro das políticas de incentivo à produção de bioenergia, o governo federal lançou, em maio de 2010, um programa mais específico voltado para a produção de biodiesel a partir de palmeiras oleaginosas na região Amazônica, o Programa de Produção Sustentável de Palma de Óleo (PPSPO) As políticas de produção de biodiesel no Brasil, justamente, baseiam-se na produção da agricultura familiar, sendo que um dos pontos centrais do biodiesel é a responsabilidade social, com a criação do Selo de Combustível Social. Dessa maneira esta pesquisa pretende analisar o desempenho dos programas de biodiesel na inclusão desse produtor na cadeia de produção das palmeiras oleaginosas - dendê Elaeis guineenses - na Amazônia (estado do Pará). Para tanto, o trabalho pretende contribuir em três frentes: (1) se de fato, o PNPB e PPSPO promovem justiça social a partir do envolvimento desses agricultores na cadeia de produção do biodiesel, com o aumento de renda, segurança alimentar e melhoria na qualidade de vida; (2) analisara diversificação dos arranjos institucionais e dos sistemas produtivos, bem como, a capacidade desses agricultores lidarem com as mudanças socioambientais, considerando-se o grau dos capitais social, humano e tecnológico presentes entre essas populações rurais e, portanto, avaliar as suas capacidades de resiliência; e (3) analisar se a produção de biodiesel contribui para a conservação ambiental nas pequenas propriedades rurais e na paisagem regional. (AU)

Estudo in vitro dos mecanismos de neurotoxicidade do organofosforado triclorfom: estratégias de neuroproteção

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Cardozo dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:12/16319-3
Vigência: 01 de novembro de 2012 - 31 de julho de 2014
Assunto(s):NeurotoxicidadeInseticidas organofosforadosNeuroblastomaAmiloridaCálcio
Resumo
O praguicida triclorfom (dimethyl 2,2,2-trichloro-1-hydroxyethyl phosphonate) tem sido utilizado em larga escala na produção agrícola e também no controle de vetores transmissores de várias doenças, devido ao seu efeito inibidor da acetilcolinesterase (AChE) nos insetos. No entanto, a toxicidade deste organofosforado (OP) não se limita apenas aos insetos; efeitos irreversíveis podem ser induzidos nos seres humanos, como é o caso da Neuropatia Retardada Induzida por Organofosforados (NRIOP). Devido ao grande número de intoxicações por estes compostos, torna-se necessária a elucidação do mecanismo de degeneração celular irreversível que caracteriza a NRIOP. Sabe-se que após a intoxicação por um OP neuropático ocorre cerca de 70-80% de inibição e envelhecimento de uma esterase conhecida como esterase susceptível à neuropatia (ESNp), o que desencadeia uma série de eventos que levam à degeneração axonal do tipo Walleriana. Esta neuropatia se caracteriza por uma degeneração distal de axônios do sistema nervoso central e periférico, e ocorre 1 a 4 semanas após a exposição. Estudos anteriores associaram a NRIOP a um decréscimo no cálcio extracelular e aumento da atividade de proteases intracelulares cálcio-dependentes (calpaínas), o que sugere que após a inibição da ESNp ocorre influxo celular de cálcio. No entanto, o mecanismo e a sequência de eventos envolvidos no desenvolvimento da NRIOP permanecem indefinidos. Assim, este estudo tem como objetivo avaliar o mecanismo de toxicidade do triclorfom em modelo celular de neuroblastoma humano (SH-SY5Y), com foco nos eventos associados à entrada excessiva de cálcio na célula. Adicionalmente, serão também investigados os efeitos de compostos potencialmente capazes de interferir em algum ponto desta sequência de eventos, tais como o inibidor (III) de calpaínas MDL 28170 e o inibidor de canais de cálcio do tipo T, amilorida, como possíveis estratégias de proteção contra a NRIOP. Tais informações serão úteis no melhor entendimento destes mecanismos de neurotoxicidade dos OPs, bem como no desenvolvimento de futuras abordagens terapêuticas para a NRIOP. (AU)
Página 11 de 341 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP