site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Área do conhecimento
Página 9 de 2.370 resultado(s)
|

Vigilância epidemiológica da doença cerebrovascular. WHO the global stroke initiative

Beneficiário:Paulo Andrade Lotufo
Instituição: Hospital Universitário (HU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Andrade Lotufo
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:05/03061-4
Vigência: 01 de outubro de 2006 - 31 de julho de 2009
Resumo
A doença cerebrovascular no país representa a principal causa de morte entre mulheres e a segunda entre homens sendo que as taxas de mortalidade para ambos os sexos são das mais elevadas quando comparadas às de outros países. Em São Paulo (SP) há o dobro de risco de morte pela doença na área mais pobre em relação a mais rica. Apesar da relevância da doença, uma pesquisa na base "Medline" revelou somente 35 artigos originais sobre o tema, com um único estudo epidemiológico (Salvador, 1980) que avaliou incidência e letalidade pela doença. Recentemente, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um projeto destinado ao estudo comparativo da epidemiologia das doenças cardiovasculares chamada de "WHO -The Global Stroke Initiative" com uma proposta operacional que constitui nova tecnologia em vigilância de doenças crônicas que se baseia em três etapas. A etapa 1 - eventos hospitalizados - é baseada em pacientes admitidos com doença cerebrovascular em hospital. Os desfechos de protocolo para essa etapa são os seguintes: variáveis demográficas, tempo de início, status vital após dez dias, tipo de tratamento adotado e, grau de incapacidade na alta hospitalar. A etapa 2 - eventos fatais na comunidade - inclui as atividades da etapa 1 e a informação dos eventos fatais via declaração de óbito. Os desfechos nessa fase são taxa de mortalidade por sexo e idade na população-referência e a proporção de casos fatais tratados fora do ambiente hospitalar. A etapa 3 - eventos não-fatais na comunidade - exige que a população referência seja bem definida possibilitando estimar taxas de mortalidade, incidência e letalidade pela doença. Os locais de procura para inclusão de caso incidente que não tenha sido atendidos na rede hospitalar são os outros recursos de saúde. Nessa fase será possível estimar as taxas de mortalidade, incidência e letalidade e calcular os anos de vida com incapacidade. O objetivo inicial do estudo é desenvolver nos dois primeiros anos, a etapa 1 e 2 no Distrito Escola do Butantã (população=377 567 habitantes) onde o HUda USP é a única unidade hospitalar geral. Além dos objetivos do projeto da OMS estaremos também verificando com maior precisão: (1) o tempo entre o início dos sintomas e atendimento hospitalar ou pré-hospitalar; (2) a relação com variáveis atmosféricas como temperatura; (3) os fatores de risco associados com o prognóstico como pressão arterial, dislipidemia, diabetes, tabagismo, fibrilação atrial, infarto do miocárdio prévio e função renal. A definição de caso será a empregada pela OMS: "rebaixamento neurológico focal (ou global) de início súbito que persiste por mais de 24 horas (ou conduz a morte antes desse tempo) de provável origem vascular". Os subtipos estudados serão o isquêmico, o hemorrágico intracerebral e o subaracnóideo sendo que todos pacientes serão submetidos a tomografia computadorizada. Os episódios isquêmicos transitórios não serão incluídos. Na etapa 1 todos os casos índices serão identificados na admissão sendo submetidos a questionário padrão e a perguntas específicas. Na admissão será colhido material para guarda de soro e de material para extração futura de DNA.Todos os casos que evoluírem a óbito serão submetidos à autopsia. Os demais casos serão avaliados na alta para verificar o grau de incapacidade originada pelo evento cerebrovascular.Na etapa 2, as declarações de óbitos recebidas do órgão municipal deflagrarão uma visita às famílias e/ou outros hospitais fora da região onde ocorreu a internação e óbito. Um banco de dados será montando com todas as variáveis colecionadas como um banco de material biológico para análises etiológicas posteriores. Espera-se após 24 meses de estudo aprofundar o conhecimento etiológico com teses e artigos originais e lançar bases para um programa sólido de assistência médica e de reabilitação com a publicação de manuais. Esse projeto também será viabilizado com bolsas pagas pelo CNPq (edital Universal 472190/2004-0)e pelo apoio do HU-USP. (AU)

Mecanismos moleculares, celulares e fisiopatológicos da insuficiência renal aguda

Beneficiário:Nestor Schor
Instituição: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Nestor Schor
Pesquisadores principais:

Alvaro Pacheco e Silva Filho ; Miguel Cendoroglo Neto

Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo:04/08311-6
Vigência: 01 de dezembro de 2004 - 31 de dezembro de 2009
Assunto(s):Insuficiência renalBiologia celularBiologia molecular
Resumo
A Insuficiência Renal Aguda (IRA) é uma doença com elevada e contínua mortalidade. Este fato implica a IRA como uma das principais causas de mortalidade na medicina atual. Entende-se que a manutenção desta elevada mortalidade (-50%) decorre do incompleto conhecimento dos mecanismos íntimos moleculares, celulares e fisiopatológicos desta patologia. Este laboratório vem desenvolvendo estudos na fisiopatologia da IRA há mais de 25 anos, utilizando vários modelos, tóxicos e isquêmicos com instrumental variado desde o hemodinâmico (sistêmico, glomerular e da microcirculação) até os de biologia celular e molecular. Assim, este projeto temático pretende abranger esta linha de pesquisa estudando vários aspectos da cascata fisiopatológica, envolvendo aspectos da expressão gênica e protéica na agressão tóxica e isquêmica bem como os mecanismos relacionados como os humorais, inflamatórios e imunológicos. Pretende também abranger o desenvolvimento de novos modelos experimentais e avaliar fatores potencialmente protetores e de prevenção. (AU)

Alterações cardíacas funcionais e estruturais em pacientes adultos com deficiência de hormônio de crescimento

Beneficiário:Mirta Knoepfelmacher
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mirta Knoepfelmacher
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:98/01481-0
Vigência: 01 de junho de 1998 - 31 de maio de 2000
Resumo
Estudos epidemiológicos recentes demonstraram uma maior incidência de doenças cardiovasculares e maior mortalidade em pacientes com hipopituitarismo.Os objetivos de nosso estudo são 1) avaliar as alterações cardíacas em pacientes com deficiência de hormônio de crescimento desde a infância que estejam sem tratamento com GH por pelo menos 1 ano. 2) verificar o efeito da administração do hormônio de crescimento por no mínimo 1 ano sobre estas alterações. (AU)

A trajetória da saúde infantil como medida do desenvolvimento social: o caso da cidade de São Paulo ao longo de cinco décadas

Beneficiário:Carlos Augusto Monteiro
Instituição: Pró-Reitoria de Pesquisa (PRO-PESQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Augusto Monteiro
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo:94/03493-5
Vigência: 01 de maio de 1995 - 31 de julho de 1999
Assunto(s):Saúde da criançaInquéritos nutricionaisDesnutriçãoMortalidade infantilDesenvolvimento da comunidadeIndicadores de saúdeDesenvolvimento econômico regionalSão Paulo (SP)Políticas públicas
Resumo
O presente projeto insere-se em linha de pesquisa dos autores, que busca aferir e compreender a trajetória do desenvolvimento de uma sociedade, tendo como substratos empíricos privilegiados, de um lado, a evolução de indicadores da saúde e nutrição da população e, de outro, o desempenho da economia, a atuação de políticas públicas e o cenário demográfico. O programa atual de investigação inclui: 1) a atualização do diagnóstico das condições de saúde e nutrição das crianças da cidade de São Paulo (ano de 1995) envolvendo a execução de inquéritos sócio-econômico, ambiental, alimentar, clínico, bioquímico e antropométrico em amostra representativa da população de menores de cinco anos residentes na cidade; 2) análise da eqüidade social na distribuição de indicadores e condicionantes da saúde infantil, tendo em conta estratos da cidade constituídos a partir da origem social, relativa na distribuição da renda e área de moradia na cidade (áreas homogêneas); 3) estabelecimento de tendências temporais de indicadores e condicionantes da saúde infantil no último decênio obtidas pela comparação de inquéritos realizados pelos autores com idêntica metodologia (1985 e 1995) e complementadas pela compilação e análise de dados secundários de diversas fontes (registros de mortalidade e de doenças notificáveis, oferta de serviços de saúde, investimentos públicos em áreas sociais, outros inquéritos domiciliares como as PNADs, etc); 4) identificação das tendências particulares evidenciadas nos estratos específicos da população (origem social, renda e área de moradia) e avaliação das mudanças operadas no último decênio quanto ao perfil de desigualdade sociais da cidade; 5) comparação das tendências identificadas no decênio 1985-1995 com tendências já documentadas pelos autores no decênio precedente (1974-1985); 6) estudo da evolução de indicadores e condicionantes da saúde infantil na cidade em períodos anteriores a 1974, envolvendo, em particular, a recuperação e análise de séries históricas correspondentes à mortalidade infantil e à população masculina submetida ao recrutamento militar; 7) construção e/ou verificação de hipóteses relacionando a evolução de condicionantes da saúde infantil (econômicos, demográficos, educacionais-culturais e ligados à disponibilidade de serviços) à evolução de indicadores diretos do estado de saúde (nutrição, morbidade e mortalidade); 8) projeção de cenários possíveis para a evolução futura do desenvolvimento social e da saúde infantil na cidade de São Paulo. (AU)

Análise dos óbitos por tuberculose no Município de São Paulo: uma proposta para a vigilância epidemiológica

Beneficiário:Margarida Maria Mattos Brito de Almeida
Instituição: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Margarida Maria Mattos Brito de Almeida
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:97/03988-2
Vigência: 01 de agosto de 1997 - 31 de julho de 1998
Assunto(s):MortalidadeTuberculoseVigilância epidemiológica
Resumo
Visando contribuir para o aprimoramento da Vigilância Epidemiológica da Tuberculose serão estudados óbitos por tuberculose, segundo sexo e idade, de 1986 a 1995, de residentes no município de São Paulo. Também serão descritos, aspectos relacionados a doença, subnotificação e letalidade. As fontes de dados serão: Fundação Seade e Proaim, e a analisa dos óbitos deverá permitir traçar uma rotina de procedimentos para a Vigilância da Tuberculose. (AU)

Terapia de reposição hormonal e os seus efeitos sobre o sistema coagulação - fibrinólise

Beneficiário:Maria Regina Torqueti
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Regina Torqueti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:99/07614-5
Vigência: 01 de julho de 2000 - 30 de abril de 2003
Assunto(s):CoagulaçãoEstrógenosFibrinóliseTerapia de reposição hormonal
Resumo
Doença cardiovascular tem sido a maior causa de mortalidade em mulheres pós menopausa em países em desenvolvimento A literatura aponta que a terapia de reposição hormonal (TRH) tem reduzido o risco de doenças coronarianas, porém os mecanismos desta proteção são ainda controversos e a especular. O objetivo deste trabalho é avaliar componentes do sistema hemostático envolvidos nesta proteção, de mulheres pré e pós menopausadas fazendo uso da terapia estroprogestiva. (AU)

Avaliação da viabilidade neonatal e prognóstico de sobrevivência em filhotes de cães nascidos de cesariana

Beneficiário:Flávia Gardilin Vassalo
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Lucia Gomes Lourenço
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:12/10689-3
Vigência: 01 de julho de 2012 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):Neonatologia veterináriaCãesNeonatologia
Resumo
Alta mortalidade neonatal em cães é reportada tanto nos partos eutócicos como nas distocias. A avaliação da viabilidade do cão recém-nascido e a detecção precoce do sofrimento fetal contribuem para a redução da mortalidade ao nascimento na espécie canina. Os achados clínicos e os resultados dos exames laboratoriais no momento do nascimento refletem os eventos fisiológicos mais recentes da transição fetal-neonatal, além de possibilitarem à identificação dos recém-nascidos que necessitam de intervenção médica rápida. Baseado nisso, as alterações desses parâmetros, clínicos e laboratoriais, ao nascimento, bem como nas horas seguintes ao parto podem ser utilizados para estabelecer a probabilidade do risco do óbito neonatal. O presente projeto tem como objetivos: 1) avaliar a viabilidade neonatal em cães recém-nascidos (escore de Apgar modificado, hemogasometria, glicemia, lactato e peso corporal) oriundos de eutocia (Grupo 1 - três cadelas em eutocia) e de cesariana (Grupo 2 - sete cadelas submetidas à cesariana), ao nascimento e uma hora após; 2) estabelecer o prognóstico de sobrevivência dos filhotes nascidos por eutocia e por cesariana em curto prazo (até duas horas; acima de duas horas; até 24 horas após o parto). (AU)

Ecologia populacional de invertebrados bentônicos na Baía do Araçá, litoral norte do Estado de São Paulo

Beneficiário:Daniel Gorman
Instituição: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexander Turra
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:13/07576-5
Vigência: 01 de agosto de 2013 - 31 de julho de 2015
Assunto(s):Ecologia de populaçõesImpactos ambientais
Resumo
Estudos ecológicos podem subsidiar o entendimento de possíveis diferenças inter-populacionais quanto a abundância, dieta alimentar, estrutura de tamanho, crescimento, mortalidade e reprodução decorrentes de diferentes características físicas da praia. Concomitantemente, o monitoramento desses aspectos ecológicos pode elucidar como as populações são afetadas pela ação antrópica, que se apresenta intensa e diversificada nesse ambiente, além de fornecer subsídios para a elaboração de planos de manejo e conservação. Nesse cenário, esse projeto visa realizar um amplo estudo sobre a ecologia de algumas espécies de invertebrados bentônicos na baía do Araçá, localizada no canal de São Sebastião (Litoral Norte do Estado de São Paulo). As espécies alvos, possivelmente crustáceos e moluscos, serão determinadas de acordo com suas abundâncias na área de estudo. A distribuição espacial das espécies será analisada considerando a influência de fatores ambientais e bióticos. Análises e comparações da dieta alimentar, da alometria e da reprodução também serão realizadas, assim como serão estimados parâmetros da dinâmica populacional como crescimento, mortalidade e a expectativa de vida. A produção e a taxa de renovação das populações serão estimadas fornecendo uma base quantitativa para entender a importância das espécies no fluxo de energia das praias componentes da baía do Araçá. Por fim, experimentos serão planejados para avaliar a influência dos fatores ambientas na ecologia dos diferentes organismos e mesmo na estruturação da comunidade. (AU)

Emprego de gonadotrofinas na indução da puberdade em fêmeas suínas e seus efeitos na eficiência reprodutiva

Beneficiário:Adriana Carbone
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anibal de Sant'Anna Moretti
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:99/08240-1
Vigência: 01 de novembro de 1999 - 31 de outubro de 2001
Resumo
O experimento visa estudar os efeitos da utilização de gonadotrofinas na indução da puberdade em marrãs pré-púberes, acompanhamento da dinâmica folicular através da ultra-sonografia e averiguação da fertilidade da fêmea pela taxa de ovulação, mortalidade embrionária, tamanho da leitegada ao nascimento. Serão empregados no experimento 90 fêmeas, num delineamento em blocos casualizados, caracterizando 10 grupos homogêneos de 9 fêmeas cada, distribuídas em 3 tratamentos: emprego de PMSG e HCG em uma única aplicação: PMSG e, 72 h após, HCG e grupo controle com solução salina. As fêmeas serão observadas a partir dos 120d. de idade, com período de adaptação prévio, determinando-se até os 154d. o peso, consumo de ração e espessura de toucinho. A partir da indução de cio com gonadotrofinas, aos 154d., será utilizada a ultra-sonografia, visando a observação da dinâmica folicular até o momento da ovulação, com acompanhamento do diagnóstico de estro e inseminação artificial. Um grupo de fêmeas, aos 35d. de gestação será abatido para a determinação das taxas de ovulação, contagem de embriões e mortalidade embrionária. O grupo restante levará a gestação a termo, para a avaliação do tamanho da leitegada ao nascimento. O estudo realizar-se-á no Laboratório de Pesquisa em ... (AU)

Doenças gênicas e anomalias congênitas com repercussões graves sobre o sistema imunológico: um modelo de triagem neonatal por meio de desenvolvimento e validação de testes diagnósticos e estudo epidemiológico

Beneficiário:Marília Pyles Patto Kanegae
Instituição: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Condino Neto
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:11/50436-4
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 31 de agosto de 2014
Assunto(s):Triagem neonatal
Resumo
As imunodeficiências primárias são doenças causadas por alterações gênicas que resultam em elevada susceptibilidade a infecções graves e recorrentes de início precoce e elevada morbidade e mortalidade. Este projeto tem por objetivo contribuir para o avanço no diagnóstico e implementação de testes de triagem neonatal para as imunodeficiências primárias: Síndrome de Di George, que se estima ser a síndrome genética de deleção mais prevalente (1:3000 nascidos vivos) e as Imunodeficiências Combinadas Graves (SCID), que constituem um grupo de doenças com diferentes defeitos genéticos identificados, que evoluem para o óbito precoce se não forem diagnosticadas e tratadas a tempo. A metodologia a ser abordada é rápida e possui custo abaixo dos testes hoje disponíveis. Contando com recursos já aprovados para o projeto de pesquisa científica e tecnológica em Genética Clínica CNPq 401895/2010-6, implantaremos técnicas de detecção molecular para triagem neonatal de SCID e Síndrome de Di George possibilitando que os pacientes sejam contabilizados e tratados corretamente, diminuindo, portanto, a morbidade e mortalidade. Futuramente, estes pacientes poderão ter tratamento e suporte adequados, e suas famílias aconselhamento genético apropriado; tudo isso, no âmbito do sistema público de saúde, uma vez que desenvolveremos nosso projeto em serviço credenciado no Sistema Único de Saúde (SUS). (AU)

Desigualdades sociais na saúde da população idosa na Região Metropolitana de Campinas

Beneficiário:Viviane Lazari Simomura
Instituição: Núcleo de Estudos da População (NEPO). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Tirza Aidar
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Demografia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:10/14740-8
Vigência: 01 de março de 2011 - 31 de agosto de 2012
Assunto(s):Mortalidade
Resumo
O cenário demográfico brasileiro atual está caracterizado pela transição da estrutura etária, com a diminuição da participação dos menores de 10 anos e aumento da participação dos idosos. Novos desafios devem ser enfrentados, principalmente nos setores ligados à saúde, pois os padrões de morbidade e mortalidade da população dependem fortemente se sua estrutura etária, além, é claro, de fatores históricos, culturais, políticos e socioeconômicos. A pesquisa objetiva estudar as condições de saúde de adultos e idosos e associações com fatores e desigualdades sociais, considerando a dinâmica demográfica e transição epidemiológica num contexto de concentração urbana e desenvolvimento tecnológico. A proposta é parte de projeto intitulado "Saúde e Desigualdades na Região Metropolitana de Campinas (RMC)", coordenado por Tirza Aidar, com apoio do CNPq. Análises já desenvolvidas indicam que, apesar do alto grau de desenvolvimento regional, os diferenciais intra-urbanos e intermunicipais das condições de saúde da população residente na RMC permanecem, sendo maiores para a população com mais de 45 anos que para as crianças. Além de levantamento bibliográfico sobre saúde dos idosos e prevalência de doenças crônico-degenerativas, serão analisadas informações sobre causas de morte das Declarações de Óbitos (DO), georeferenciadas segundo endereço de residência; dados populacionais levantados pelos Censos Demográficos de 2000 e 2010 (IBGE); e indicadores sobre vulnerabilidade social construídos em projetos desenvolvidos no NEPO/Unicamp. (AU)

Hábitos alimentares de toninha, Pontoporia blainvillei (Gervais e d'Orbigny, 1844) (Mammalia, Cetacea), no Sul do Estado de São Paulo e norte do Paraná, Brasil

Beneficiário:Xênia Moreira Lopes
Instituição: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcos César de Oliveira Santos
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:09/11545-2
Vigência: 01 de março de 2010 - 29 de fevereiro de 2012
Assunto(s):CetaceaDieta
Resumo
Pontoporia blainvillei é um pequeno cetáceo odontoceto da família Pontoporiidae com distribuição restrita a uma pequena parcela da América do sul, na costa Atlântica. Esta espécie tem sido foco de preocupação quanto ao seu status atual e futuro de conservação. Isto se deve em especial ao alto índice de mortalidade devido à captura acidental em redes de pesca, e à baixa capacidade desta espécie para repor a parcela da população removida por fontes de mortalidade não-naturais. Portanto, todo esforço destinado ao melhor conhecimento da mesma ao longo de sua distribuição se faz necessário. Com base neste contexto, este estudo visa averiguar o hábito alimentar de P. blainvillei utilizando os conteúdos estomacais de 92 toninhas (Pontoporia blainvillei). Os conteúdos estomacais são provenientes de animais capturados acidentalmente por embarcações que operaram com redes de emalhe sediadas no porto do município de Cananéia (25°00'S e 47°55'W) entre os meses de maio de 2004 e agosto de 2007 e que foram entregues pelos mestres das embarcações monitoradas naqueles anos. Estudos sobre hábitos alimentares utilizando conteúdos estomacais de cetáceos consistem na análise de partes não digeridas das presas consumidas, em especial os otólitos dos peixes (Osteichthyes) e os bicos de cefalópodes (Cephalopoda, Mollusca). A partir destas estruturas serão estimados o tamanho e a massa corporal das presas, e posteriormente será calculado o IIR (Índice de Importância Relativo) para cada uma das presas. (AU)

Avaliação das partículas urbanas concentradas e da exaustão do diesel e biodiesel sobre o perfil hemodinâmico, inflamatório pulmonar e sistêmico

Beneficiário:Jôse Mára de Brito
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:10/50841-3
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 30 de junho de 2014
Assunto(s):BiodieselInflamação
Resumo
A atmosfera de um centro urbano é um complexo sistema constituído por gases e partículas poluentes, emitidos por fontes móveis e fixas que excedem as concentrações naturais da atmosfera. A região metropolitana de São Paulo apresentou nas últimas décadas um grande desenvolvimento industrial e comercial o que resultou num acentuado crescimento da população, levando a um colapso do sistema de transporte que não acompanhou o crescimento da cidade. Enfrenta hoje uma das maiores frotas de veículos por habitante do mundo, como conseqüência, esses veículos liberam na atmosfera materiais gasosos e particulados que afetam diretamente a saúde das pessoas. Vários estudos têm demonstrado que a poluição do ar constitui uma ameaça grave a saúde pública e a análise das emissões dos combustíveis são de crucial importância para o entendimento da patogênese da morbidade e mortalidade cardiopulmonar ocasionada por ela bem como gerar discussões no âmbito político para a elaboração de políticas de saúde pública. A possibilidade da ampliação da mistura diesel/biodiesel, em diferentes proporções indica claramente a necessidade de estudos sobre as modificações das emissões mediante as reações fotoquímicas (formação do aerossol secundário), bem como sua toxicidade, uma vez que o mecanismo fisiopatológico sobre a morbidade e mortalidade por doenças cardiopulmonares não está totalmente estabelecido. Diante desse panorama, este trabalho tem como objetivo avaliar a toxicidade no sistema cardiopulmonar do aerossol primário e secundário proveniente da queima do combustível diesel metropolitano e biodiesel. (AU)

Dinâmica da comunidade arbórea de Floresta Ombrófila Densa de terras baixas e de restinga no Parque Estadual da Serra do Mar, SP

Beneficiário:Marcos Augusto da Silva Scaranello
Instituição: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Plínio Barbosa de Camargo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/06821-5
Vigência: 01 de março de 2008 - 28 de fevereiro de 2009
Assunto(s):Dinâmica de comunidadesFlorestas tropicaisÁrvores florestais
Resumo
A floresta tropical é a mais diversa em termos de espécies de plantas, mas pouco se sabe sobre a dinâmica desse complexo ecossistema. A Floresta Atlântica, considerada um "Hotspot" por diversos autores, sofreu intensa intervenção antrópica nos últimos anos tendo sua área total reduzida a menos de 8 %. Os processos que regem a dinâmica de uma floresta são conhecidos como recrutamento, crescimento e mortalidade, e tem grande importância, visto que o estudo destes parâmetros podem indicar as mudanças ocorridas em sua composição e estrutura assim como nos estoques de nutrientes destas florestas . Assim sendo, o objetivo do presente estudo será avaliar a dinâmica da comunidade arbórea de Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas e de Restinga, localizado no Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo. Para isso, parcelas permanentes foram instaladas e os indivíduos com o diâmetro a altura do peito (DAP) maior que 4,8 cm (perímetro acima do peito PAP > 15 cm) foram inventariados (DAP, altura, altura do fuste, luminosidade da copa) e marcados para o segundo inventário em um intervalo de dois anos, caracterizando a metodologia do inventário florestal contínuo. Parâmetros de dinâmica (mortalidade, recrutamento e crescimento) da comunidade arbórea serão determinados e avaliados em ambas as áreas de estudo. Tal estudo, contribuirá com informações importantes para o entendimento do funcionamento deste importante bioma junto ao projeto temático "Gradiente Funcional", no qual está inserido. (AU)

Produção e mortalidade de raízes finas em plantações de Eucalyptus grandis sob solos com diferentes texturas (Itatinga - SP)

Beneficiário:George Rodrigues Lambais
Instituição: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marisa de Cassia Piccolo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:11/06412-3
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 28 de fevereiro de 2014
Resumo
A alocação de carbono no solo nas plantações comerciais de eucaliptos representa 10 a 30% da produtividade bruta. No entanto, a compreensão dos fatores controlando a dinâmica de raízes em florestas tropicais ainda mostra-se bastante limitado, uma vez que as metodologias apresentam limitações para este bioma. Uma das metodologias que tem sido muito empregado é a técnica de minirhizotrons, prestando grande contribuição para os estudos da dinâmica do carbono (C) e nutrientes associados à produção das raízes finas. No Brasil, O Eucalyptus é o principal gênero florestal plantado, representando 4,5 milhões de hectares. O objetivo deste estudo é avaliar a produção e mortalidade de raízes finas de Eucalyptus grandis sobre solos com diferentes texturas (20 e 40% de argila). Serão instalados 12 minirhizotrons em cada tipo de solo (0-28 cm de profundidade), e a dinâmica das raízes da superfície até 8 metros de profundidade será estudada no solo com 20% de argila. As análises das imagens obtidas pelo scanner, ocorrerão a cada 14 dias durante 2 anos e duas vezes por semana por semana no meio do verão e do inverno de cada ano. As produções de raízes finas serão comparadas com os fluxos de carbono alocados no solo nas mesmas parcelas avaliadas no Projeto EUCFLUX (http://www.ipef.br/eucflux/) que quantifica os fluxos de C entre a floresta e a atmosfera. O entendimento dos fatores controlando tal fluxo, relacionado com as camadas profundas do solo, contribuirá para a melhoria dos modelos ecofisiológicos usados pelas empresas florestais para prever a produção das plantações. (AU)

Efeito da herbivoria e distância de co-específicos na regeneração de duas espécies (Calophyllum brasiliense e Tapirira gulanensis) de restinga alta da Ilha do Cardoso, Cananéia-SP

Beneficiário:Marcia Ione da Rocha Pannuti
Instituição: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Adalardo de Oliveira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:05/57633-9
Vigência: 01 de março de 2006 - 29 de fevereiro de 2008
Resumo
Efeitos dependentes da densidade têm sido apontados como fatores importantes na manutenção da alta alfa-diversidade de florestas tropicais, pois diminuem o recrutamento de plântulas próximo a adultos coespecíficos, levando a uma distribuição menos agregada dessas espécies. A maioria dos trabalhos que testam a hipótese Janzen-Connell, prioriza a investigação da mortalidade apenas relacionada à patogenia e, principalmente, em sementes. A importância desses efeitos, ainda, é uma incógnita para árvores individuais e sua influência na coexistência e distribuição espacial de plantas permanece pouco explorada e controversa. Este trabalho propõe uma avaliação experimental da hipótese Janzen-Connell para duas espécies comuns da Floresta de restinga alta no Parque Estadual da Ilha do Cardoso: Calophyllum brasiliense e Tapirira guianensis. A partir do controle de algumas variáveis, como densidade coespecífica e fatores edáficos, pretende-se avaliar a mortalidade e o desenvolvimento das plântulas a diferentes distâncias do adulto coespecifico e a correlação entre as taxas de herbivoria e esses dois aspectos. Para analisar a sobrevivência, o desenvolvimento e a herbivoria relativos a essas espécies, serão escolhidos 10 indivíduos de cada espécie, sob cujas copas serão estruturadas parcelas com e sem isolamento contra herbivoria, nas quais serão introduzidas plântulas com tamanho, idade e densidade pré-estabelecidos. Conhecer os processos relacionados à regeneração das plantas, principalmente nos primeiros estágios de... (AU)

Caracterização molecular e antigencia de amostras de coronavírus de perus (TCoV) detectadas no Brasil: análise das regiões 3UTR e sequenciamento do gene da proteína s

Beneficiário:Maria Cecilia Bacil Teixeira
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Antonio Jerez
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:07/55932-4
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de maio de 2009
Assunto(s):Imunohistoquímica
Resumo
A infecção por coronavírus dos perus (TCoV) era desconhecida no Brasil, até a sua primeira detecção em 2007. O TCoV além de ocasionar uma enterite aguda e altamente contagiosa e com impacto econômico, pode, também, estar associado à etiologia da síndrome da enterite e mortalidade dos perus (PEMS), caracterizada por alta mortalidade, severo atraso no crescimento e imunodisfunção, como resultado da atrofia de órgão linfóides, tais como o timo, a bursa de Fabricius e o baço, acarretando, como conseqüência, a redução na resposta imune. O diagnóstico laboratorial do TCoV é fundamental para a prevenção da infecção e medidas de biosegurança, principalmente no aspecto de comercialização internacional, uma vez que o Brasil já se consolidou como o segundo produtor mundial de perus. Diante da escassez de informações acerca do TCoV em nosso país, decidimos empreender a presente investigação científica, voltada à caracterização molecular e antigênica de amostras de TCoV provenientes de perus com suspeita de PEMS. Serão padronizadas e avaliadas metodologias de RT-PCR para a amplificação da região 3'UTR e o seqüenciamento do gene da proteína S, visando à comparação e análise filogenética das amostras detectadas. Além disso, serão analisados os efeitos da apoptose celular, através da localização de antígenos virais pela técnicas de imunohistoquímica e TÚNEL, em embriões de perus experimentalmente inoculados com as amostras de campo. (AU)

Papel do estresse oxidativo e do controle autonômico da circulação na resistência do miocárdio a injúria isquêmica no diabete experimental

Beneficiário:Georgia Orsi Candido
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Claudia Costa Irigoyen
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/52419-4
Vigência: 01 de setembro de 2007 - 31 de agosto de 2009
Assunto(s):Estresse oxidativoInfarto do miocárdioResposta inflamatória
Resumo
Recentemente, foi testada em nosso laboratório, a hipótese de que o coração diabético seria mais resistente à injúria isquêmica. Os resultados mostraram que dentre os grupos infartados, os diabéticos apresentaram mortalidade menor, em 15 e 30 dias, indicando que o estado diabético realmente pode estar associado a uma cardioproteção, nesse período de tempo. Não se conhece, entretanto, quais mecanismos poderiam estar envolvidos nessa cardioproteção e que poderiam fazer desse período uma janela de oportunidade para intervenções capazes de mudar a evolução natural da doença, pois como vimos, a mortalidade se equivale aos 90 dias de IM em diabéticos e não diabéticos. Sabidamente existe aumento do estresse oxidativo em animais dibéticos, que provoca respostas de ajuste dos sistemas antioxidantes dependendo do tempo e da gravidade da doença. Não seria surpreendente, portanto, que a resposta do coração diabético à isquemia provocada pela oclusão coronariana, fosse diferente, levando a respostas inflamatórias e lesões diversas, quando comparados a animais não diabéticos, o que poderia também repercutir no controle autonômico da circulação. Dessa forma, e considerando a vantagem do uso de um modelo experimental em que controlamos o tempo de diabetes e de IM, nesse trabalho testaremos a hipótese de que a cardioproteção do diabético à injúria isquêmica está associada a diferenças no estresse oxidativo e nitrosativo cardíaco, na resposta inflamatória e na modulação autonômica da PA e da FC. (AU)

Determinação do período de absorção de imunoglobulinas pela mucosa intestinal de cabritos: influência do tempo decorrido entre o nascimento e a ingestão de colostro nos parâmetros bioquímicos

Beneficiário:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/55829-9
Vigência: 01 de dezembro de 2007 - 31 de agosto de 2009
Resumo
As prevalências de mortalidade perinatal de caprinos são bastante variáveis. Em sistemas extensivos de criação há relatos de perdas que variam de 10 à 60% e, em sistemas intensivos, as variações vão de 8 à 17%. Os prejuízos decorrentes da mortalidade perinatal incluem a perda dos recursos investidos nas mães para iniciar e manter a gestação e redução do número de animais disponíveis para a venda e seleção. Com o objetivo de investigar alguns aspectos relacionados à transferência de imunidade passiva (tempo de absorção de macromoléculas pelo epitélio intestinal), serão utilizados 35 animais neonatos mestiços das raças e Alpina, criados em regime intensivo e alimentados com colostro de vaca. Serão determinadas, também, a atividade da gama glutamiltransferase, a proteína total e suas respectivas frações eletroforéticas, bem como as imunoglobulinas G e M. Para a determinação do perfil hemogasométrico e da curva glicêmica e dos aspectos imunológicos de cabritos, serão utilizados 25 recém-nascidos, alimentados, voluntariamente, com colostros das próprias mães. As possíveis correlações serão estudadas entre as variáveis e a ocorrência de doenças em cabritos portadores ou não de falhas na transferência de imunidade passiva. (AU)

Avaliação da proteção das alças intestinais fetais utilizando hidrogel (biomaterial) e óxido nítrico no modelo experimental de gastrosquise

Beneficiário:Lourenço Sbragia Neto
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/51487-9
Vigência: 01 de junho de 2008 - 31 de maio de 2010
Resumo
A Gastrosquise (G) é definida como a herniação das alças intestinais (em geral na parte lateral direita do umbigo) e como conseqüência, o intestino fetal entra em contato com o líquido amniótico e o neonato nasce com as vísceras abdominais expostas. Na fisiopatologia do defeito, o tempo de exposição das alças intestinais ao líquido amniótico é um dos fatores envolvidos no comprometimento das vísceras expostas e contribui para a maior morbidade e mortalidade da doença. O óxido nítrico (NO) tem papel importante na modulação da permeabilidade da mucosa e na motilidade de músculos lisos intestinais e pode ter aplicação biomédica se for incorporado em matrizes que atuem como veículo de liberação do NO. Os hidrogéis, como o N-isopropilacrilamida/ácido acrílico (PNIPAAm-co-AAc), podem ser estas matrizes, pois são de uso terapêutico, atóxicos e bons candidatos à sistemas de entrega de drogas, além de servir como capa para ferimentos e proteger contra à agressão química ou microbiana. Para isso, é necessário que o hidrogel se mantenha aderido à serosa quando aplicado sobre o intestino da G por meio da utilização de adesivos naturais, como o a fibrina. Na literatura há poucos relatos sobre o uso de materiais biossintéticos como protetores da superfície de um órgão ou tecido que tenham habilidade de doador NO e que potencialmente poderiam proteger as alças intestinais da G quando em contato com o líquido amniótico intra-útero. Portanto, a utilização do hidrogel associado ao NO aplicado ao modelo de G experimental em ratas poderia trazer subsídios para a possível aplicação do tratamento pré-natal ou mesmo neonatal gerando produtos de utilização farmacológica comercial e contribuir para diminuir o custo e a morbi-mortalidade da doença. (AU)

Efeito do ácido retinóico e sua interação com a traque-oclusao fetal sobre a expressão de receptores de vgef pulmonar na hérnia diafraegamatica em ratos

Beneficiário:Lourenço Sbragia Neto
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/50347-9
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2010
Resumo
Hérnia diafragmática congênita (HDC) é uma anomalia anatômica que causa grave distúrbio respiratório no período neonatal e ocorre por um defeito no foramen postero-lateral do diafragma pelo qual vísceras abdominais passam para o interior do tórax e por conseqüência acaba impedindo o completo desenvolvimento pulmonar. A incidência da HDC é de aproximadamente 1:2500 nascidos vivos e a mortalidade neonatal é de aproximadamente de 60% atribuída à imaturidade pulmonar estrutural e bioquímica associada à hipoplasia pulmonar que causa hipertensão pulmonar. De especial interesse são as alterações que ocorrem na vasculatura pulmonar desta anomalia congênita. Uma das possibilidades de promover o crescimento pulmonar na HDC e diminuir sua mortalidade é por meio da traqueo-oclusão fetal (TO). Ao realizar-se a TO na fase canalicular do desenvolvimento pulmonar ocorre aumento da angiogênese estimulada pela glicoproteína Vascular Endothelial Growth Factor (VEGF) e seus receptores. O retinol, vitamina A, parece ter um papel central na gênese da doença e no desenvolvimento da vasculature pulmonar, pois sua deficiência pode levar a maior incidência de HDC e também a hipoplasia pulmonar quando houver comprometimento da enzima retinaldesidrogenase 2 (RALDH2), enzima chave necessária para a transformação do refinai em ácido retinóico (AR).O objetivo deste estudo ê verificar no modelo de HDC em feto de rato induzido por Nitrofen o efeito do tratamento materno com ácido retinóico (AR) sobre a freqüência e o tamanho do aparecimento de hérnias e sobre a expressão dos receptores de VEGF no desenvolvimento pulmonar normal e com HDC quando submetidos à traqueo-oclusão fetal (TO). (AU)

Relação entre a presença de ilhas de patogenicidade, capacidades de adesão e invasão em linhagens celulares cultivadas in vitro, formação de biofilme e "quorum sensing", em Linhagens de Escherichia coli...

Beneficiário:Wanderley Dias da Silveira
Instituição: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Wanderley Dias da Silveira
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/56739-6
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 31 de março de 2011
Assunto(s):BiofilmesEscherichia coli
Resumo
A indústria avícola, importante segmento econômico brasileiro, é prejudicada por vários fatores. Entre estes fatores destacam-se os processos infecciosos que acarretam baixo crescimento das aves, mortalidade e condenação de carcaças. Entre os microrganismos causadores de doenças infecciosas destaca-se a bactéria Escherichia coli, responsável por graus variados de morbidade e mortalidade. As linhagens de E. coli associadas à patogenicidade em aves são, coletivamente, denominadas APEC (avian pathogenic Escherichia coli), sendo as doenças que causam denominadas de maneira geral, colibacilose. Nesse trabalho, devido à importância da possível presença de ilhas de patogenicidade (PAIs) no genoma de APECs, diferentes linhagens deverão ser estudadas e testadas quanta à presença de genes relacionados à patogenicidade e genes relacionados à presença de ilhas de patogenicidade (PAIS), quanto à capacidade de adesão e invasão em células, quanto à capacidade de formação de biofilme e quanto à presença de "quorum sensing", antes e depois da deleção das PAls. Estudaremos a presença destes genes, se plasmidiais ou cromossômicos e se os mesmos podem estar relacionados à presença das PAIS. (AU)

Termoretificação de madeiras de eucalipto como barreira ao ataque do cupim Cryptotermes brevis

Beneficiário:Antonio Maria das Chagas Pessoa
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Evoneo Berti Filho
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:00/07039-0
Vigência: 01 de outubro de 2000 - 30 de setembro de 2002
Resumo
Os danos causados pelo cupim Cryptotermes brevis aos produtos de madeira são consideráveis. Para o controle destes insetos são usados tratamentos à base de produtos químicos. A termorretificação é uma forma de tratamento térmico de madeiras podendo ser uma barreira ao ataque destes insetos. O objetivo do presente trabalho é verificar as possibilidades deste processo para a madeira de Eucalyptus grandis submetidas ao ataque de C. brevis. Serão realizados 5 tratamentos: T1-madeira não termorretificada (Testemunha, madeira seca ao ar); T2 - madeira termorretificada a 120oC; T3 - madeira termorretificada a 140oC; T4 - madeira termorretificada a 160oC; T5 - madeira termorretificada a 180oC; com três repetições por tratamento. Para cada termorretificação será determinada a densidade das ladeiras antes e após as termorretificações. Para cada tratamento com cupins serão realizados 15 repetições, sendo 40 cupins / repetição, atribuindo-se notas para o desgaste ocasionado pelos cupins, além de avaliação da mortalidade destes insetos. Os resultados de desgaste serão analisados segundo a metodologia de análise categórica ordinal, através da obtenção de tabelas de contingência e ajuste de modelos de regressão logística. A mortalidade dos cupins será analisada estatisticamente, ao nível de significância 5% e as diferenças entre as médias obtidas serão avaliadas a partir do teste Tukey. (AU)

Criar ao peito - permanências e mudanças no ato de amamentar, São Paulo - 1899-1930

Beneficiário:Mirtes de Moraes
Instituição: Faculdade de Ciências Sociais. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Izilda Santos de Matos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:01/09466-5
Vigência: 01 de dezembro de 2001 - 31 de maio de 2005
Assunto(s):FemininoMortalidade infantil
Resumo
O índice crescente e assustador da mortalidade infantil constatados pelos médicos no final do século XIX e início do XX, apresentava-se como um grave problema que necessitava de soluções. A amostra destes dados estatísticos foi um dos argumentos utilizados pelos médicos para construir modelos e ao mesmo tempo condenar outros. Como ponto de partida para o trabalho, tomaremos o momento em que o discurso médico se insere no seu campo de referências sobre a, tradicional prática do aleitamento remunerado. Contudo, no início do século XX, as amas passam a ser encaradas pelo olhar médico como um dos principais agentes transmissores de doenças relacionada à morte dos recém-nascidos, e a partir de então passam a ser alvo de um enquadramento legal- promovido por várias instituições- que visou estabelecer regras muito bem delimitadas par o exercício da profissão. Um das conseqüências dessa refiguração das representações associadas ao aleitamento diz respeito às fortes articulações que foi se forjando, desde então, a respeito do "papel" a ser desenvolvido pela mãe com relação à criança. Com isso; a "condição feminina" ganha o investimento de um novo dispositivo de poder, sendo modelada por uma trama discursiva que reserva ao feminino o papel preponderante de ser mãe, com todas as implicações políticas e sociais que esse fato pôde acarretar para as mulheres. (AU)

Desenvolvimento do método de microdiálise in vivo para estudo do microambiente uterino: efeitos na duração do ciclo estral e na manutenção da prenhez inicial em bovinos

Beneficiário:Andre Fernando Freire
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mario Binelli
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:03/10128-2
Vigência: 01 de março de 2004 - 28 de fevereiro de 2006
Assunto(s):BovinosMicrodiáliseProteínas
Resumo
Nos bovinos o estabelecimento da gestação entre os dias 15 e 17 do ciclo estral é definido como "período critico", sendo que nesta fase ainda ocorrem cerca de 30% de mortalidade embrionária. A mudança de estado reprodutivo cíclico para o prenhe depende de um mecanismo efetivo de bloqueio da luteólise. Este bloqueio, por sua vez é conseqüência de um diálogo bioquímico materno-fetal, onde o concepto em desenvolvimento secreta no lúmen uterino algumas proteínas, dentre as quais, o interferon-tau, que atua sobre receptores endometriais inibindo a liberação de prostaglandina pelo útero. Porém essa comunicação materno-fetal freqüentemente não é bem sucedida resultando em mortalidade embrionária e conseqüentemente repercutindo negativamente na lucratividade da pecuária. Com o objetivo de diminuir essas perdas embrionárias torna-se essencial compreender o diálogo materno-fetal durante o período crítico. O presente projeto tem como objetivo desenvolver a técnica de microdiálise intrauterina para monitoração deste microambiente na vaca tomando possível no futuro coletar e investigar proteínas candidatas a estarem participando do diálogo bioquímico materno-fetal. (AU)

Contribuição da via de sinalização Akt/mTOR na atrofia muscular desencadeada pela insuficiência cardíaca por excesso de catecolaminas: influência do treinamento físico aeróbico

Beneficiário:Aline Villa Nova Bacurau
Instituição: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edilamar Menezes de Oliveira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:08/50777-3
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de abril de 2013
Assunto(s):Atrofia muscularInsuficiência cardíacaTreinamento físico
Resumo
A IC é a via final comum da maioria das cardiomiopatias e outras doenças do aparelho circulatório. Representa um importante problema de saúde pública, considerando-se a prevalência crescente e a morbi-mortalidade associada. Em quadros mais avançados de IC, além do comprometimento funcional desses indivíduos, a excessiva perda de massa muscular pode culminar em caquexia, a qual contribui para o mau prognóstico desses indivíduos e para o aumento da mortalidade. O quadro de caquexia ocorre pelo desequilíbrio entre as vias de síntese e degradação protéica. Vale ressaltar a importância de vias intracelulares envolvidas na regulação da síntese protéica, como a via das cinases AKT e mTOR (mammalian target of rapamycin) e fatores de crescimento (insulina, IGF1 e MGF) que promovem ganho de massa muscular quando ativados, e em doenças sistêmicas como o câncer e AIDS, encontram-se drasticamente reduzidos e associados à atrofia muscular. Em contrapartida, pouco se sabe sobre a contribuição dos diferentes componentes da via de sinalização IGF1/AKT/mTOR na atrofia muscular associada à IC. Portanto, será objetivo do presente projeto de pesquisa avaliar a contribuição da via de sinalização IGF-1/AKT/mTOR, na atrofia muscular desencadeada pela IC em modelo genético de cardiomiopatia induzida por hiperatividade simpática, e o efeito de diferentes terapias como, o treinamento físico aeróbio (sobrecarga mecânica) e a sobrecarga de leucina (estimuladores dessa via), sobre estas variáveis. (AU)

Efeitos de extratos de Piperaceae em Biomphalaria glabrata (Mollusca: Planorbidae)

Beneficiário:Dan Jessé Gonçalves da Mota
Instituição: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Toshie Kawano
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:09/00211-6
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Assunto(s):MalacologiaMortalidadePiperaceae
Resumo
A esquistossomose é uma doença grave e de evolução crônica, com importante papel sócio-econômico. Estima-se que cerca de 600 milhões de pessoas correm risco de infecção e 200 milhões de pessoas são infectadas em 74 países na África, Ásia, América do Sul e algumas ilhas do Caribe. No Brasil, onde o Schistosoma mansoni é prevalente, cerca de 6 a 7 milhões de pessoas possuem esquistossomose mansônica e 26 milhões de pessoas correm o risco de infecção. O trabalho tem como objetivo avaliar o efeito de extratos de plantas em adultos de Biomphalaria glabrata. Os moluscos B. glabrata descendem de espécimens de Belo Horizonte, MG. I. RESUMO DAS ATIVIDADESEstudos preliminares estão sendo realizados mediante exposição de indivíduos adultos de Biomphalaria glabrata em diluições específicas de princípios ativos isolados de plantas da família das Piperaceae e outros extratos brutos obtidos de diferentes partes dessas plantas como folhas e inflorescência. Concentrações ideais serão escolhidas após esta seleção preliminar e avaliação abrangente, conforme resultados obtidos para se determinar quais substâncias apresentam melhor freqüência de mortalidade após as 24 horas de exposição e ao longo de 10 dias de observação para cada concentração e extrato. (AU)

O estudo do binômio mãe-filho: uma necessidade imperiosa para alcançar os objetivos do desenvolvimento do milênio

Beneficiário:Ruy Laurenti
Instituição: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ruy Laurenti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Processo:09/53253-8
Vigência: 01 de julho de 2010 - 30 de junho de 2012
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):MorbidadeSaúde materno-infantilMortalidade maternaAtestado de óbitoDeclaração de nascimento
Resumo
O projeto objetiva conhecer dados/eventos/situações ocorridas no ciclo gravídico-puerperal imediato da mulher e dados/situação/características do produto da gestação, bem como avaliar a qualidade da informação sobre a mortalidade das mulheres, e sobre a classificação dos eventos ‘nascido vivo’, ‘óbito fetal’ e ‘aborto’ e preenchimento dos documentos DO, DN, DOF nos hospitais. A população de estudo diz respeito a gestantes internadas em maternidades e as áreas escolhidas para a sua realização são o Município de São Paulo-SP e o município de João Pessoa- PB, cujos dados serão comparados a alguns já levantados no município de Bauru-SP, onde foi realizada investigação relativa a uma parte do que ora está sendo proposto. (AU)

Estudo multicêntrico sobre a prematuridade no Brasil

Beneficiário:José Guilherme Cecatti
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Guilherme Cecatti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Processo:09/53245-5
Vigência: 01 de julho de 2010 - 31 de dezembro de 2012
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Nascimento prematuroGravidezMortalidade perinatalTrabalho de partoMembranas fetais
Resumo
A prematuridade é a principal causa de mortalidade neonatal no Brasil e está aumentando a cada ano. Há necessidade de estudos avaliando a epidemiologia da prematuridade de forma ampla, buscando aspectos obstétricos e neonatais que possam contribuir para o entendimento de suas causas e permitir a adoção de políticas públicas de controle do nascimento de pré-termos. Foi formada uma rede com 27 instituições de grande porte do país, das quais 12 do estado de São Paulo, que pretende estudar o nascimento pré-termo, seus fatores causais e fatores associados. Através de um estudo de prevalência e de um estudo caso-controle, um total de 3.600 partos prematuros será avaliado num período de 18 meses nas instituições participantes. (AU)

Mecanismos de ação da solução salina hipertônica de NaCl 7,5% na evolução da pancreatite aguda experimental

Beneficiário:Marcel Cerqueira Cesar Machado
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcel Cerqueira Cesar Machado
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/03980-5
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Cirurgia experimental
Resumo
Na pancreatite aguda (PA) a ativação inapropriada das enzimas pancreáticas tem papel importante no desencadeamento dos mecanismos inflamatórios responsáveis pelas manifestações locais e sistêmicas da doença. Em trabalho recente (Machado, MCC e cols, Pancreas 2006;32:80-86) mostramos que a administração de solução salina hipertônica na PA experimental atenuou as alterações hemodinâmicas, reduziu as citocinas inflamatórias, as lesões sistêmicas, a infecção e a necrose acinar pancreática. Como conseqüência destes efeitos houve redução significativa na mortalidade nos animais tratados com solução hipertônica NaCl 7,5% quando comparados com os animais tratados com solução salina NaCl 0,9% e com animais que não foram tratados. Entretanto, neste trabalho não foi estudada a ação da solução salina hipertônica na ativação das enzimas pancreáticas, que ocorre numa fase inicial da PA, e na lesão pancreática, o que poderia influenciar na gravidade da lesão pancreática e portanto na intensidade das alterações sistêmicas.O objetivo deste estudo será avaliar se a redução da mortalidade na PA poderia estar relacionada a uma redução da atividade enzimática atenuando as lesões pancreáticas, ou tendo seu efeito primordial na redução da resposta inflamatória sistêmica. (AU)
Página 9 de 2.370 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP