site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 9 de 2.894 resultado(s)
|

Desigualdades sociais na saúde da população idosa na Região Metropolitana de Campinas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Núcleo de Estudos da População (NEPO). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Tirza Aidar
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Demografia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:10/14740-8
Vigência: 01 de março de 2011 - 31 de agosto de 2012
Assunto(s):Mortalidade
Resumo
O cenário demográfico brasileiro atual está caracterizado pela transição da estrutura etária, com a diminuição da participação dos menores de 10 anos e aumento da participação dos idosos. Novos desafios devem ser enfrentados, principalmente nos setores ligados à saúde, pois os padrões de morbidade e mortalidade da população dependem fortemente se sua estrutura etária, além, é claro, de fatores históricos, culturais, políticos e socioeconômicos. A pesquisa objetiva estudar as condições de saúde de adultos e idosos e associações com fatores e desigualdades sociais, considerando a dinâmica demográfica e transição epidemiológica num contexto de concentração urbana e desenvolvimento tecnológico. A proposta é parte de projeto intitulado "Saúde e Desigualdades na Região Metropolitana de Campinas (RMC)", coordenado por Tirza Aidar, com apoio do CNPq. Análises já desenvolvidas indicam que, apesar do alto grau de desenvolvimento regional, os diferenciais intra-urbanos e intermunicipais das condições de saúde da população residente na RMC permanecem, sendo maiores para a população com mais de 45 anos que para as crianças. Além de levantamento bibliográfico sobre saúde dos idosos e prevalência de doenças crônico-degenerativas, serão analisadas informações sobre causas de morte das Declarações de Óbitos (DO), georeferenciadas segundo endereço de residência; dados populacionais levantados pelos Censos Demográficos de 2000 e 2010 (IBGE); e indicadores sobre vulnerabilidade social construídos em projetos desenvolvidos no NEPO/Unicamp. (AU)

Comparação da modulação autonômica cardíaca entre indivíduos sedentários e tenistas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Memorial. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Kátia De Angelis
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/20490-4
Vigência: 01 de fevereiro de 2011 - 31 de dezembro de 2011
Assunto(s):SedentarismoFisiologia cardiovascularTenistas
Resumo
O exercício físico regular tem sido recomendado como uma importante abordagem na prevenção e no tratamento de doenças. Alguns estudos sugerem que o tênis, uma esporte praticado mundialmente, traz benefícios nos perfis antropométrico e metabólico de seus praticantes, reduzindo o risco de mortalidade de forma mais significante que outras modalidades esportivas. Considerando que alterações na regulação autonômica cardiovascular têm sido evidenciadas como fator comum no desenvolvimento de disfunções cardio-metabólicas, o objetivo do presente projeto será avaliar e comparar parâmetros hemodinâmicos e a modulação autonômica cardiovascular entre ex-atletas de tênis que ainda praticam essa modalidade, adultos que praticam tênis recreativo e adultos classificados como sedentários. Para tanto, 36 homens com idade entre 25 e 45 anos serão divididos em 3 grupos: sedentário; praticante de tênis recreativo e ex-atleta de tênis ainda praticantes da modalidade. A análise da variabilidade da freqüência cardíaca será utilizada para quantificar a modulação autonômica cardíaca em repouso. Serão realizados também a aferição de pressão arterial pelo método ascultatório, a medida da circunferência da cintura e o cálculo do índice de massa corporal. Os resultados serão comparados pela análise de variância seguido do post hoc de Student Newman Keuls. O nível de significância adotado será de p<0,05. Os resultados do presente estudo podem colaborar no entendimento dos mecanismos fisiológicos associados à redução de fatores ligados à morbi-mortalidade em tenistas, bem como na compreensão dos riscos e/ou benefícios na fase adulta desta modalidade esportiva quando praticada competitivamente durante a adolescência. (AU)

Aplicabilidade de métodos de rastreamento nutricional no paciente hospitalizado

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dan Linetzky Waitzberg
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/58049-4
Vigência: 01 de março de 2008 - 28 de fevereiro de 2010
Assunto(s):MorbidadeMortalidade
Resumo
A desnutrição hospitalar está associada à maiores taxas de morbi-mortalidade. A detecção prévia da desnutrição, obtida através de ferramenta ou método de rastreamento do risco nutricional, previne o desenvolvimento, a instalação e a piora da desnutrição. Embora existam diferentes ferramentas de rastreamento do risco nutricional, ainda não há disponível em nosso meio um método padronizado especificamente para aplicação em pacientes de hospitais públicos brasileiros. O presente plano de pesquisa consiste em estudo prospectivo que propõe comparar quatro métodos de rastreamento nutricional a fim de detectar o mais indicado para identificar o risco nutricional de pacientes hospitalizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido para a participação no protocolo de pesquisa, previamente aprovado pela CAPPesq sob o número 1317/06, 705 pacientes adultos admitidos em até 48 horas no Instituto Central do Hospital das Clínicas (ICHC) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) serão submetidos ao questionário composto de quatro métodos de rastreamento nutricional previamente validados e amplamente utilizados na Europa e Estados Unidos, a fim de estabelecer a eficiência de cada um para identificar risco nutricional no paciente brasileiro. Os pacientes serão acompanhados até a alta hospitalar ou óbito para avaliar as complicações e tempo de internação hospitalar. O melhor método de rastreamento nutricional será aquele capaz de predizer risco nutricional associado a maior incidência de complicações e tempo de internação hospitalar prolongado. (AU)

O efeito do aquecimento global no sistema imune de ouriços-do-mar Lytechinus variegatus (Lamarck, 1816),

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Roberto Machado Cunha da Silva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/08258-9
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de outubro de 2009
Assunto(s):LytechinusImunologia celularAquecimento global
Resumo
Enfermidades e mortalidade em massa de ouriços-do-mar vem sendo relatadas em várias partes do mundo e tem sido correlacionadas ao estresse ambiental tais como, poluição e variações térmicas. Recentemente, enfermidades e mortalidade em massa de ouriços-do-mar tropical Lytechinus variegatus (Brasil) foram evidenciadas na cidade de São Sebastião (litoral norte de São Paulo) e documentadas pela nossa equipe de pesquisadores. Neste projeto, estabelecemos um protocolo experimental para avaliar o efeito agudo e crônico da temperatura sobre mecanismos de resistência natural à infecção de ouriços-do-mar Lytechinus variegatus mantidos sob diferentes temperaturas. Este modelo experimental contribui para ampliarmos os conhecimentos sobre o estresse ambiental decorrente de variações térmicas e da influência da temperatura como fator limitante na vida dos animais, assim como o impacto do aquecimento global na sobrevivência destes animais. (AU)

Determinação do escore Apgar (modificado por Born, 1981) e dos níveis de cortilosemia, glicemia e hemogasometria em cordeiros nascidos de partos normais e de cesarianas induzidas por anestesias inalatorias..

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/55741-7
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2011
Assunto(s):ColostroCordeirosImunoglobulinasMortalidade
Resumo
É sabido que quase a totalidade dos trabalhos científicos desenvolvidos no Brasil e em outros países é realizada com bezerros e potros, como demonstrado na literatura compilada, com pouquíssima atenção para os animais das espécies ovina e caprina. Existem escassos dados com relação às alterações clínicas e dos componentes sangüíneos em cordeiros recém-nascidos oriundos de cesarianas. Sem dúvida, os avanços da biotecnologia (FIV, clonagens) têm trazido grandes benefícios â pecuária nacional, principalmente no que tange à rápida melhoria genética dos rebanhos. Contudo, vários problemas têm sido observados em decorrência dos mesmos, tais como: a) maior intervenção aos trabalhos de parto em virtude da elevada taxa de distocias em fêmeas primíparas, causadas pelo seu pequeno diâmetro pélvico e/ou pelo grande tamanho dos produtos gerados pelas avançadas técnicas de concepção; e b) necessidade de melhor e mais intensiva assistência a recém-nascido, pelo desenvolvimento de inúmeras alterações orgânicas e funcionais (acidoses respiratória e metabólica, falha de transferência de imunidade passiva, hipertensão, arritmias cardíacas, espessamento excessivo do cordão umbilical, etc). Contudo, poucos profissionais conhecem e militam na área de pediatria veterinária, sendo necessárias mais pesquisas que viabilizem informações importantes aos colegas, para que os procedimentos durante o período perinatal tenham sucesso e auxiliem na redução da taxa de mortalidade dos animais recém-nascidos pecuários. (AU)

Análise de morbidade e mortalidade associada a variação climática no município de São Paulo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Israelita Albert Einstein. Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Miguel Cendoroglo Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Processo:06/61520-8
Vigência: 01 de maio de 2007 - 31 de março de 2009
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Contribuições...climáticas_126_165_165.pdf
Assunto(s):Mudança climáticaSão PauloImpactos na saúdeInfarto do miocárdioAcidente vascular cerebralPneumoniaAsmaInquéritos de morbidadeGeorreferenciamento
Resumo
O presente estudo se destina a analisar associação dos fatores climáticos umidade relativa, temperatura mínima, e pressão atmosférica e incidência de eventos mórbidos e mortalidade das patologias infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, pneumonia e asma, no período de 2001 a 2005, no município de São Paulo. A análise dessas associações e a elaboração de modelo estatístico incorporando o relacionamento de bases de dados climatológicas aliadas a bases institucionais de morbimortalidade segundo distribuição espacial no município de São Paulo por meio de georeferenciamento permitirá aos serviços de saúde planejar e otimizar recursos necessários para as variações de demanda. (AU)

Mortalidade embrionária em vacas Nelore (Bos taurus indicus) e estratégias hormonais para a sua redução

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Pecuária Sudeste. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rui Machado
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:06/55199-2
Vigência: 01 de dezembro de 2006 - 30 de novembro de 2008
Assunto(s):Gado NeloreBovinosEmbrião
Resumo
A mortalidade embrionária (ME) causa até 40% de perdas de conceptos em bovinos europeus de climas temperados. A presente proposta visa determinar a freqüência e os períodos de ocorrência da ME e fetal em vacas Nelore (experimento 1 =E1), bem como propor estratégias hormonais para a sua redução (E2). No E1, 240 vacas serão distribuídas em três grupos(n=80 cada): No G1 serão colhidos embriões no 8º dia pós-inseminação (IA), no G2 os conceptos serão obtidos cirurgicamente 16 dia pós-IA e no G3 serão realizados diagnósticos de prenhez aos 28, 42 dia (ultra-som), 60 dias e mensalmente até o parto (palpação). As taxas de ME e fetal serão determinadas retrospectivamente e em relação à taxas de fertilização observada. No E2, 40 vacas serão tratadas com GnRH e/ou hCG após uma ovulação sincronizada objetivando-se melhorar a função luteínica e controlar a dinâmica folicular e retardar a luteólise. Haverá monitoramento diário por rufiões, ultra-sonografia e dosagem de progesterona. (AU)

Estudo multicêntrico sobre a prematuridade no Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Guilherme Cecatti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Processo:09/53245-5
Vigência: 01 de julho de 2010 - 31 de dezembro de 2012
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_219_167_167.pdf
Assunto(s):Nascimento prematuroGravidezMortalidade perinatalTrabalho de partoMembranas fetais
Resumo
A prematuridade é a principal causa de mortalidade neonatal no Brasil e está aumentando a cada ano. Há necessidade de estudos avaliando a epidemiologia da prematuridade de forma ampla, buscando aspectos obstétricos e neonatais que possam contribuir para o entendimento de suas causas e permitir a adoção de políticas públicas de controle do nascimento de pré-termos. Foi formada uma rede com 27 instituições de grande porte do país, das quais 12 do estado de São Paulo, que pretende estudar o nascimento pré-termo, seus fatores causais e fatores associados. Através de um estudo de prevalência e de um estudo caso-controle, um total de 3.600 partos prematuros será avaliado num período de 18 meses nas instituições participantes. (AU)

Mecanismos de ação da solução salina hipertônica de NaCl 7,5% na evolução da pancreatite aguda experimental

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcel Cerqueira Cesar Machado
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/03980-5
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Cirurgia experimental
Resumo
Na pancreatite aguda (PA) a ativação inapropriada das enzimas pancreáticas tem papel importante no desencadeamento dos mecanismos inflamatórios responsáveis pelas manifestações locais e sistêmicas da doença. Em trabalho recente (Machado, MCC e cols, Pancreas 2006;32:80-86) mostramos que a administração de solução salina hipertônica na PA experimental atenuou as alterações hemodinâmicas, reduziu as citocinas inflamatórias, as lesões sistêmicas, a infecção e a necrose acinar pancreática. Como conseqüência destes efeitos houve redução significativa na mortalidade nos animais tratados com solução hipertônica NaCl 7,5% quando comparados com os animais tratados com solução salina NaCl 0,9% e com animais que não foram tratados. Entretanto, neste trabalho não foi estudada a ação da solução salina hipertônica na ativação das enzimas pancreáticas, que ocorre numa fase inicial da PA, e na lesão pancreática, o que poderia influenciar na gravidade da lesão pancreática e portanto na intensidade das alterações sistêmicas.O objetivo deste estudo será avaliar se a redução da mortalidade na PA poderia estar relacionada a uma redução da atividade enzimática atenuando as lesões pancreáticas, ou tendo seu efeito primordial na redução da resposta inflamatória sistêmica. (AU)

Solução salina hipertônica na insuficiência cardíaca descompensada

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edimar Alcides Bocchi
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/04048-7
Vigência: 01 de outubro de 2007 - 31 de março de 2010
Assunto(s):Cardiologia
Resumo
Pacientes com insuficiência cardíaca (IC) descompensada têm alta morbi-mortalidade e aspectos da sua apresentação têm recebido atenção por associação com pior prognóstico, em especial a presença de insuficiência renal, hiponatremia e congestão. A infusão de solução salina hipertônica foi testada em diferentes situações de falência do cardiovascular, como nos choques hemorrágico e séptico, sendo significativas as ontribuições nacionais. Apesar dos efeitos da solução hipertônica em pacientes com inssuficiência cardíaca serem aindas pouco conhecidos. As evidências disponíveis indicam que seja segura e capaz de melhorar parâmetros clínicos e hemodinâmicos, com possível efeito benéfico sobre o prognóstico. Formulamos hipótese de que pacientes com IC descompensada tratados com solução salina hipertônica em associação com diuréticos endovenosos é método seguro e capaz de prevenir a ocorrência de insuficiência renal, além de melhorar parâmetros clínicos, hemodinâmicos, eletrolíticos e prognóstico.Serão selecionados pacientes com IC sistólica internados por descompensação aguda para tratamento duplo-cego com NaCl a 7,5% ou placebo. Além de tratamento padrão, os pacientes incluídos no grupo intervenção receberão solução solução salina a 7,5% com furosemida em veia periférica ao longo de 1 hora, duas vezes ao dia. Os pacientes incluídos no grupo controle receberão infusão de solução salina a 0,9%. Serão monitoradas a função renal, parâmetros hidroeletrolíticos e variáveis clínicas e de prognóstico.Acreditamos que o presente estudo possa contribuir para o aprimoramento de uma modalidade terapêutica desenvolvida em grande parte em âmbito nacional, de baixo custo, grande acessibilidade, fácil administração e monitorização, e com potencial repercussão prognosticas em pacientes com alta morbi-mortalidade. (AU)

Alterações metabólicas mediadas pelo aumento da expressão do gene da ECA influenciam a susceptibilidade cardiovascular

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/50382-6
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de julho de 2009
Assunto(s):MetabolismoTecido adiposo brancoDieta hiperlipídica
Resumo
Estudos prévios utilizando camundongos com diferentes níveis de expressão do gene da ECA (1 a 3 cópias), controles (C) e diabéticos (D), mostraram que sob dieta controle não houve diferença no peso corporal, mas o consumo alimentar foi maior nos animais com 3 cópias. Sob dieta hiperlipídica, a quantidade de ração ingerida foi semelhante, mas os animais com 3 cópias apresentaram menor peso corporal. Observou-se também que camundongos D com 3 cópias do apresentaram maior mortalidade associada a excessiva perda de peso corporal, quando comparados aos D com 1 cópia. Esses dados sugerem que o gene da ECA confere susceptibilidade cardiovascular, que podem estar associadas às alterações metabólicas que envolvem funcionalmente o tecido adiposo (TAB). Assim, pretende-se investigar o efeito da alteração na expressão do gene da ECA sobre a atividade dos adipócitos em situações fisiológicas (dieta controle e hiperlipídica), e indicar possíveis perturbações metabólicas que estariam influenciando a progressão do diabetes e contribuindo para a alta taxa de mortalidade. (AU)

Avaliação da proteção das alças intestinais fetais utilizando hidrogel (biomaterial) e óxido nítrico no modelo experimental de gastrosquise

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/51487-9
Vigência: 01 de junho de 2008 - 31 de maio de 2010
Assunto(s):Biomateriais
Resumo
A Gastrosquise (G) é definida como a herniação das alças intestinais (em geral na parte lateral direita do umbigo) e como conseqüência, o intestino fetal entra em contato com o líquido amniótico e o neonato nasce com as vísceras abdominais expostas. Na fisiopatologia do defeito, o tempo de exposição das alças intestinais ao líquido amniótico é um dos fatores envolvidos no comprometimento das vísceras expostas e contribui para a maior morbidade e mortalidade da doença. O óxido nítrico (NO) tem papel importante na modulação da permeabilidade da mucosa e na motilidade de músculos lisos intestinais e pode ter aplicação biomédica se for incorporado em matrizes que atuem como veículo de liberação do NO. Os hidrogéis, como o N-isopropilacrilamida/ácido acrílico (PNIPAAm-co-AAc), podem ser estas matrizes, pois são de uso terapêutico, atóxicos e bons candidatos à sistemas de entrega de drogas, além de servir como capa para ferimentos e proteger contra à agressão química ou microbiana. Para isso, é necessário que o hidrogel se mantenha aderido à serosa quando aplicado sobre o intestino da G por meio da utilização de adesivos naturais, como o a fibrina. Na literatura há poucos relatos sobre o uso de materiais biossintéticos como protetores da superfície de um órgão ou tecido que tenham habilidade de doador NO e que potencialmente poderiam proteger as alças intestinais da G quando em contato com o líquido amniótico intra-útero. Portanto, a utilização do hidrogel associado ao NO aplicado ao modelo de G experimental em ratas poderia trazer subsídios para a possível aplicação do tratamento pré-natal ou mesmo neonatal gerando produtos de utilização farmacológica comercial e contribuir para diminuir o custo e a morbi-mortalidade da doença. (AU)

Efeito do ácido retinoico e sua interação com a traqueo-oclusão fetal sobre a expressão de receptores de VEGF pulmonar na hérnia diafragmática em ratos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/50347-9
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2010
Assunto(s):Hérnia diafragmática
Resumo
Hérnia diafragmática congênita (HDC) é uma anomalia anatômica que causa grave distúrbio respiratório no período neonatal e ocorre por um defeito no foramen postero-lateral do diafragma pelo qual vísceras abdominais passam para o interior do tórax e por conseqüência acaba impedindo o completo desenvolvimento pulmonar. A incidência da HDC é de aproximadamente 1:2500 nascidos vivos e a mortalidade neonatal é de aproximadamente de 60% atribuída à imaturidade pulmonar estrutural e bioquímica associada à hipoplasia pulmonar que causa hipertensão pulmonar. De especial interesse são as alterações que ocorrem na vasculatura pulmonar desta anomalia congênita. Uma das possibilidades de promover o crescimento pulmonar na HDC e diminuir sua mortalidade é por meio da traqueo-oclusão fetal (TO). Ao realizar-se a TO na fase canalicular do desenvolvimento pulmonar ocorre aumento da angiogênese estimulada pela glicoproteína Vascular Endothelial Growth Factor (VEGF) e seus receptores. O retinol, vitamina A, parece ter um papel central na gênese da doença e no desenvolvimento da vasculature pulmonar, pois sua deficiência pode levar a maior incidência de HDC e também a hipoplasia pulmonar quando houver comprometimento da enzima retinaldesidrogenase 2 (RALDH2), enzima chave necessária para a transformação do refinai em ácido retinóico (AR).O objetivo deste estudo ê verificar no modelo de HDC em feto de rato induzido por Nitrofen o efeito do tratamento materno com ácido retinóico (AR) sobre a freqüência e o tamanho do aparecimento de hérnias e sobre a expressão dos receptores de VEGF no desenvolvimento pulmonar normal e com HDC quando submetidos à traqueo-oclusão fetal (TO). (AU)

Relação entre a presença de ilhas de patogenicidade, capacidades de adesão e invasão em linhagens celulares cultivadas in vitro, formação de biofilme e "quorum sensing", em Linhagens de Escherichia coli...

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Wanderley Dias da Silveira
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/56739-6
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 31 de março de 2011
Assunto(s):VirulênciaBiofilmesEscherichia coli
Resumo
A indústria avícola, importante segmento econômico brasileiro, é prejudicada por vários fatores. Entre estes fatores destacam-se os processos infecciosos que acarretam baixo crescimento das aves, mortalidade e condenação de carcaças. Entre os microrganismos causadores de doenças infecciosas destaca-se a bactéria Escherichia coli, responsável por graus variados de morbidade e mortalidade. As linhagens de E. coli associadas à patogenicidade em aves são, coletivamente, denominadas APEC (avian pathogenic Escherichia coli), sendo as doenças que causam denominadas de maneira geral, colibacilose. Nesse trabalho, devido à importância da possível presença de ilhas de patogenicidade (PAIs) no genoma de APECs, diferentes linhagens deverão ser estudadas e testadas quanta à presença de genes relacionados à patogenicidade e genes relacionados à presença de ilhas de patogenicidade (PAIS), quanto à capacidade de adesão e invasão em células, quanto à capacidade de formação de biofilme e quanto à presença de "quorum sensing", antes e depois da deleção das PAls. Estudaremos a presença destes genes, se plasmidiais ou cromossômicos e se os mesmos podem estar relacionados à presença das PAIS. (AU)

Saúde e meio ambiente: análise espacial e de cluster no Estado de São Paulo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Nelson da Cruz Gouveia
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo:02/06883-7
Vigência: 01 de outubro de 2002 - 31 de dezembro de 2005
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Investindo...pesquisadores_600_391_391.pdf
Assunto(s):NeoplasiasPoluição ambientalMortalidadeSão Paulo (SP)
Resumo
Considerando a crescente importância dos agravos à saúde decorrentes da exposição a contaminantes ambientais e a contribuição que a análise do componente espacial destas relações pode trazer para a compreensão e prevenção desses agravos, este estudo propõe-se a investigar a associação entre algumas exposições ambientais e diferentes efeitos na saúde da população do estado de São Paulo, através de um desenho ecológico espacial. Composto por 4 subprojetos, o estudo tem como objetivos investigar a existência de associação entre exposição a produtos químicos presentes na água de consumo humano e ter residência próxima a incineradores de resíduos sólidos, e a mortalidade por tipos selecionados de câncer e a ocorrência de alguns desfechos indesejáveis da gravidez; além disso pretende investigar a existência de maior incidência de alguns tipos selecionados de câncer em regiões próximas a depósitos de lixo e investigar a presença de clusters espaciais de malformações congênitas e de tipos selecionados de câncer. O estudo incluirá todos os 645 municípios do estado de São Paulo e utilizará informações provenientes de fontes de dados secundários. As análises incluirão o mapeamento das taxas de eventos e das exposições usando técnicas Baysianas, identificação de 'clusters' pela aplicação da estimação de densidades de Kemel, a estimação de riscos ao redor de uma fonte fixa de poluição pelo teste condicional de Stone de declínio nas taxas conforme distância da fonte, a análise da associação entre as taxas dos desfechos e as diversas exposições, ajustando para variáveis de confusão através de modelos de efeitos aleatórios. Este estudo trará contribuições importantes no dimensionamento dos riscos a que a população esta exposta, além de fornecer subsídios para que se possa elaborar medidas que visem reduzir ou eliminar esses riscos. Contribuirá ainda no desenvolvimento e avaliação de políticas públicas de saúde ambiental. (AU)

Estudo de proteínas envolvidas no processo de calcificação óssea e extra-ossea em ratos urêmicos paratireoidectomizados, submetidos a dieta rica e pobre em fósforo associada a infusão fixa de..

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanda Jorgetti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:03/14158-3
Vigência: 01 de maio de 2004 - 31 de agosto de 2007
Assunto(s):Insuficiência renal crônicaOsteodistrofia renal
Resumo
A Insuficiência Renal Crônica (IRC) associa-se com elevada morbidade e mortalidade cardiovascular, sendo responsável por cerca de 50% dos óbitos em pacientes sob tratamento dialítico. Outra complicação freqüente presente na IRC é a Osteodistrofia Renal (OR), especialmente o Hiperparatireoidismo secundário (HPTH). Para controlar a OR, preconiza-se que a concentração de fósforo sérico seja menor que 5,5mg/dL, produto cálcio x fósforo menor que 55mg/dL e que os valores de paratormônio (PTH) fiquem entre 2 a 3x o valor normal. Trabalhos recentes têm questionado se esses valores de PTH não seriam deletérios para o aparelho cardiovascular, contribuindo assim, para manter a elevada mortalidade desses pacientes. Este estudo se propõe a avaliar a participação de proteínas envolvidas na calcificação, através de imuno-hitoquímica e biologia molecular (Northem Blot) no tecido ósseo e cardiovascular, com diferentes concentrações de PTH e variações no teor de fósforo da dieta em modelo experimental de uremia em ratos paratireoidectomizados. (AU)

Níveis plasmáticos de interleucina-6, interleucina-10, procalcitonina e Proteína C Reativa em crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Roberto Fioretto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:04/03776-0
Vigência: 01 de fevereiro de 2005 - 31 de janeiro de 2007
Assunto(s):Choque sépticoPediatriaSepseInterleucinas
Resumo
A sepse e o choque séptico constituem-se em desafio para a medicina intensiva. A incidência tem aumentado e a taxa de mortalidade permanece elevada, variando de 40% a 80%. A definição clínica de sepse vem sendo motivo de controvérsia, pois os critérios adotados em 1991 foram considerados muito amplos e não específicos por levarem em conta apenas dados clínicos. Novas definições publicadas em 2001 incluíram a dosagem de marcadores bioquímicos entre as variáveis para diagnosticar sepse em adultos. Como em pediatria ainda não está estabelecida a utilização de marcadores bioquímicos como critérios diagnósticos de SRIS e sepse, os objetivos deste estudo são: 1) estudar os níveis plasmáticos de IL-6, IL-10, PCR e PCT no plasma e sobrenadante de cultura de células mononucleares de crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico; 2) determinar a correlação entre o critério diagnóstico clínico de sepse e as concentrações plasmáticas destes marcadores; 3) investigar a relação entre estes marcadores e a mortalidade. (AU)

Avaliação da hemodiafiltração no período peri-operatório da ovariosalpingohisterectomia, em cadelas com piometra e refratárias ao tratamento conservador da insuficiência renal aguda

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Angelo João Stopiglia
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:04/03957-5
Vigência: 01 de agosto de 2004 - 31 de julho de 2006
Assunto(s):CãesDiáliseHemodiafiltraçãoLesão renal agudaPiometra
Resumo
A Insuficiência Renal Aguda (IRA) em cães com sepse apresenta grande morbidade e mortalidade. O tratamento conservador da IRA nestes casos não tem se mostrado efetivo em virtude da alta mortalidade. Uma opção nesses casos seria a Hemodiafiltração,utilizada no homem e com resultados satisfatórios. Este estudo utilizará cadelas com piometra e IRA que não responderam ao tratamento conservador da IRA. Para tanto utilizar-se-ão 10 animais da espécie canina, fêmea, de diferentes raças e idades que entrarão no projeto no caso de preencherem os pré-requisitos de inclusão. Serão aplicadas 3 sessões de hemodiafiltração, com intervalos de 24 horas e 2 horas de duração e avaliar-se-ão os seguintes parâmetros: avaliação da hemodinâmica central; oxigenação; ventilação, equilíbrio ácido-básico e eletrólitos; hemograma; perfusão renal; função renal; peso corpóreo; tempo de coagulação ativada e adequação ao tratamento, antes e após cada sessão de hemodiafiltração. (AU)

CIPHER - Estudo colaborativo e integrado para estimativa de risco em gestações complicadas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Guilherme Cecatti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/15827-5
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):ObstetríciaComplicações pós-operatóriasMortalidade maternaCuidados intensivos
Resumo
O objetivo do estudo é identificar variáveis para predizer o resultado de gestantes e mulheres no pós-parto criticamente doentes. Antecedentes: A mortalidade materna é uma ocorrência rara no mundo desenvolvido, com uma razão de mortalidade materna ajustada de 12-24 por 100.000 NV na América do Norte. Contudo, no mundo, aproximadamente 350.000 mulheres morrem cada ano por complicações relacionadas à gravidez1. As admissões maternas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) seguem ambas, as complicações obstétricas e não obstétricas na gestação. 0.25-1.5% das internações hospitalares durante a gestação requerem admissão em UTI. Cerca de dois terços destas admissões são devidas a causas obstétricas (e.g. hemorragia e pré-eclâmpsia) e um terço é devido a complicações maternas médicas ou cirúrgicas. Gestantes com condições médicas subjacentes estão super-representadas em estatísticas de mortalidade materna morbidade materna grave.Existe um grande número de modelos de predição de resultados do cuidado crítico em UTI para predizer a mortalidade hospitalar, pela incorporação de medidas de desarranjo fisiológico e co-morbidades. Os modelos mais comumente usados são o Acute Physiology and Chronic Health Evaluation (APACHE) e o Simplied Acute Physiology Score (SAPS). Seu uso em populações obstétricas admitidas em UTI por razões obstétricas para predizer a mortalidade hospitalar tem a tendência de superestimar a mortalidade.A gestação e o estado puerperal tem uma fisiologia única. O trabalho cardíaco materno, a frequência respiratória e cardíaca aumentam na gravidez11. Da mesma forma, os valores sanguíneos maternos "normais" estão alterados na gravidez, com menores níveis de creatinina, hematócrito e ureia sanguínea. Nenhum modelo de predição de resultado foi desenhado especificamente para uso em pacientes obstétricas. A identificação de variáveis que predizem o resultado de mulheres grávidas ou puérperas admitidas em UTI é o primeiro passo para o desenvolvimento de um novo modelo de predição clínica para pacientes obstétricas em UTI. Tal ferramenta ajudará na provisão de um manejo mais agressivo para aquelas que mais o necessitam. MÉTODO: Trata-se de um estudo multicêntrico internacional envolvendo 15 hospitais terciários com unidades de terapia intensiva para o tratamento de complicações obstétricas em 10 países. Será desenvolvido um modelo de predição de mortalidade materna e morbidade materna grave com dados retrospectivamente coletados de todas as mulheres que foram admitidas nas UTI dos centros participantes no período de 2001 a 2010 com alguma complicação associada à gestação. Estima-se que o modelo será desenvolvido com informações referentes a 15.000 pacientes, prevendo-se a disponibilidade de informações de 100 pacientes por ano por centro participante do estudo, com um total aproximado de 1400 casos no centro brasileiro. Variáveis sócio demográficas, clínicas e laboratoriais rotineiramente coletadas para essas mulheres em UTI serão incluídas em um modelo de regressão stepwise backward para a predição de resultados maternos adversos. A performance deste modelo será avaliada usando a área sob a curva (AUC) da receiver operating characteristic (ROC). Técnicas de bootstrapping padronizadas serão usadas para avaliar potential overfitting. (AU)

Estudo histomorfométrico do pulmão de ratos adultos e idosos submetidos a ventilação mecânica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Itamar Souza de Oliveira-Júnior
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/51508-6
Vigência: 01 de julho de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Assunto(s):MorfometriaRespiração artificial
Resumo
Os avanços científicos e tecnológicos aumentaram a expectativa de vida diminuindo a mortalidade de pacientes com doenças com alta mortalidade, aumentando o número de idosos que necessitam de cuidados especiais. As observações clínicas e diagnósticas, principalmente no que tange a esta população, requerem um esforço não apenas de caráter preventivo, como também nas intervenções cirúrgicas que necessitam manter o paciente sob ventilação mecânica. Este projeto pretende avaliar a infiltração celular, o volume, superfície e diâmetro dos alvéolos pulmonares de ratos adultos e idosos, uma vez que estes parâmetros devem ser diferenciados entre estes dois grupos submetidos ou não a ventilação mecânica com baixo volume corrente. O estudo será desenvolvido em conjunto com a Disciplina de Morfologia e Biologia Estrutural da Universidade Federal de São Paulo que tem sólida experiência na área de morfometria. Utilizaremos ratos Wistar (EPM-1), machos (n=30) e os mesmos serão divididos em dois grupos principais, sendo os adultos (n=15; com 12 semanas de idade) e idosos (n=15; com 24 meses de idade). Estes animais serão subdivididos em 6 grupos (n=5 por grupo), sendo: G1 - adulto controle não ventilado; G2: adulto ventilado por 3 horas; G3: idoso controle não ventilado; G4: idoso ventilado por 3 horas; G5: adulto ventilado por 6 horas; e G6: idoso ventilado por 6 horas Os animais, dos grupos ventilados,-receberão a mesma estratégia ventilatória. As repercussões na estrutura pulmonar serão avaliadas por parâmetros gravimétricos e histomorfológicos. (AU)

Perfil das malformações congênitas no berçário anexo à maternidade do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vera Lúcia Jornada Krebs
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/53549-1
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de julho de 2009
Assunto(s):Anormalidades congênitasRecém-nascidoBerçários
Resumo
INTRODUÇÃO: As malformações congênitas acometem de 3 a 4% dos recém-nascidos vivos e representam a segunda causa de óbitos em menores de 1 ano. O diagnóstico precoce é de grande importância para o suporte integral das crianças afetadas. HIPÓTESE: A elevada incidência dos vários tipos de malformações entre os recém-nascidos vivos no Berçário Anexo à Maternidade resulta em prolongamento no tempo de permanência hospitalar destes, assim como maior custo e complexidade de medidas terapêuticas e surgimento de dilemas éticos. OBJETIVO GERAL: Descrever a incidência de malformações congênitas e a mortalidade hospitalar de recém-nascidos malformados admitidos em berçário de alta complexidade, assim como sua evolução clínica e as medidas terapêuticas utilizadas no período de um ano. MÉTODOS: O berçário constitui centro de referência terciário, com capacidade para 63 leitos, recebendo em média 200 recém-nascidos/mês. Serão incluídos no estudo todos os recém-nascidos vivos portadores de defeitos congênitos detectados ao nascimento. O diagnóstico das malformações se dará através do exame físico e por achados de necropsia, sendo estas classificadas em maiores ou menores, isoladas ou múltiplas. Para a descrição dos resultados serão utilizada as freqüências relativas e absolutas de cada variável. A associação entre a taxa de malformações e a mortalidade será analisada pelo teste exato de Fischer, considerando-se significativo o valor de p<0,05. (AU)

Soroprevalência da pneumonia progressiva ovina (Maedi-Visna) em ovinos na região de Araçatuba - SP - Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Claudio Nogueira Mendes
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:06/51374-4
Vigência: 01 de julho de 2006 - 30 de junho de 2007
Assunto(s):Ovinos
Resumo
A pneumonia progressiva ovina (Maedl-Visna) é uma enfermidade multisistêmica de caráter crônica que não possui tratamento ou vacina e cuja prevalência esta relacionada ao sistema de produção e pode causar perdas econômicas significantes pois leva à queda de produtividade sendo forte limitador do comércio internacional por tratar-se de barreira sanitária. O potencial impacto econômico é a mortalidade de 10 a 20% de adultos após o desenvolvimento de sinais clínicos; mortalidade de cordeiros e crescimento reduzido pela falta de colostro/leite, aumento na taxa de matança, incidência de artrite, parto prematuro e diminuição na taxa de crescimento. Este projeto tem como objetivos determinar a soroprevalência da Maedl-Visna na região da Araçatuba - SP, a presença de animais sintomáticos nesta e correlacionar o sistema de produção com os resultados obtidos. Serão coletadas no mínimo 385 amostras de sangue de ovinos adultos com mais de dois anos de idade em propriedades da região. Todos animais serão submetidos a exames físico completo no qual será procurado sintomatologia clínica da doença, sendo os dados obtidos anotados em fichas individuais apropriadas. Para a sorologia será realizada a prova padrão recomendada pela OIE que é a imunodifusão em gel de agar (IGDA) sendo utilizado o kit para diagnóstico de CAE (IDGA) produzido pelo Biovetech - Pernambuco - Brasil. A análise estatística objetivando-se verificar a existência de diferenças significativas entre os resultados obtidos por tipo de manejo, propriedade. (AU)

Manejo alternativo de Zabrotes subfasciatus (bohemann, 1833) (Coleoptera: Bruchidae) em feijão armazenado com espécies botânicas aplicadas em diferentes formulações

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edson Luiz Lopes Baldin
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:09/52008-0
Vigência: 01 de setembro de 2009 - 31 de agosto de 2010
Assunto(s):Mortalidade
Resumo
A espécie Zabrotes subfasciatus Bohemann, 1833 (Coleoptera: Bruchidae), conhecida vulgarmente como caruncho-de-feijão, é apontada como uma das pragas mais prejudiciais durante o armazenamento de grãos dessa leguminosa. Estes insetos prejudicam ou, até mesmo, inviabilizam o comércio dos produtos, pelo fato de completarem seu ciclo reprodutivo nos armazéns, promovendo grandes infestações sobre os grãos e causando danos diretos e indiretos. Seu controle normalmente é feito através de métodos químicos convencionais. Contudo, esta prática pode prejudicar o ambiente e principalmente a saúde humana, devido à elevada toxicidade destes produtos, quando utilizados de forma inadequada. Torna-se, portanto, necessário o incentivo à pesquisa por métodos alternativos de controle desse inseto, como por exemplo, a utilização de materiais de origem vegetal, em diferentes formulações, cujas pesquisas têm sido bastante promissoras. Assim, o projeto terá por objetivo avaliar a bioatividade das espécies vegetais Azadirachta indica A. Juss., Pfaffia glomerata (Spreng.) Pedersen., Toona ciliata M. Roem., Ruta graveolens L:, Mentha pulegium L.( Chenopodium ambrosioides L., Trichilia catigua A. Juss., Piper aduncum L. e Piper tuberculatum Jacq., aplicadas em duas formulações (pós misturados aos grãos e sachês contendo pós) sobre o caruncho Z. subfasciatus, em condições de laboratório (T = 25 2º C; U.R.= 70 5% e fotofase = 12h). Serão efetuados testes de repelência e mortalidade, além do acompanhamento de diversos parâmetros biológicos do inseto, visando determinar a espécie vegetal mais efetiva dentro de cada formulação avaliada. (AU)

Análise espacial dos óbitos neonatais com foco no parto prematuro, Taubaté, SP

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Básico de Biociências (IBB). Universidade de Taubaté (UNITAU). Taubaté, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Fernando Costa Nascimento
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/11305-9
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2010
Assunto(s):Mortalidade neonatalSaúde materno-infantilGeoprocessamento
Resumo
O presente projeto tem por objetivo identificar padrões espaciais para a mortalidade neonatal e para partos prematuros na cidade de Taubaté, SP, nos anos de 2003 e 2004. A análise espacial vem se mostrando como ferramenta útil para identificação de padrões em setores da Saúde Pública. Recentemente, a revista Cadernos de Saúde Pública destinou um volume exclusivo neste assunto (ano 2001, volume 17, número 5. Espera-se identificar área com maior concentração de óbitos e área de partos prematuros. A análise espacial usará técnicas de área e de pontos. Este projeto se justifica pela inexistência de estudos abordando este tema no Estado de São Paulo em geral e no Vale do Paraíba em particular. Os resultados poderão orientar medidas de intervenção por parte dos Serviços de Saúde local e estadual. (AU)

Estudo do remodelamento pulmonar na endotoxemia induzida por lipopolissacarídeo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Garcia Soriano
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:07/07375-9
Vigência: 01 de maio de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Assunto(s):Terapia intensivaFibrosePulmãoSepseColágeno
Resumo
Os gastos no Brasil com pacientes de UTI no ano de 2003 somaram R$ 17,34 bilhões, o que representa aproximadamente entre 30 a 35% dos gastos globais com a área de saúde. No Brasil dados do estudo BASES mostraram que sepse é a principal geradora de custos nos setores público e privado (1). As bactérias Gram-positivas e Gram-negativas são as responsáveis pela maioria dos casos da sepse (36% e 35%, respectivamente) (2). A sepse grave e o choque séptico estão associados a taxas de mortalidade de 40 a 60%. A mortalidade não tem se modificado nas últimas duas décadas apesar do desenvolvimento de novos antibióticos e aprimoramento de medidas de tratamento intensivo (3).O pulmão esta entre os primeiros órgãos a serem atingidos durante a sepse. A falência respiratória está entre as mais freqüentes complicações da sepse severa, ocorrendo em quase 85% dos casos (26-31). A sepse causa uma lesão do endotélio vascular pulmonar, acarretando um desequilíbrio entre a ventilação e a perfusão pulmonar.(32) Cerca de 40% dos pacientes com sepse desenvolvem a SARA a qual é caracterizada principalmente pela alteração da função respiratória, surgimento de edema intersticial pulmonar e deposição de fibronectina e colágeno nos pulmões. A caracterização da deposição de colágeno e a possível relação com a diminuição da capacidade respiratória em pacientes com sepse é fundamental para o entendimento dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos nessa doença. (AU)

Efeito da associação do carbonato de magnésio com acetato de cálcio (osvaren) no controle do fósforo, no hiperparatiroidismo secundário e no remodelamento ósseo em ratos urêmicos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rosa Maria Affonso Moysés
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:09/52608-7
Vigência: 01 de setembro de 2009 - 31 de agosto de 2010
Assunto(s):ParatormônioInsuficiência renal crônicaHiperfosfatemiaCalcificação vascularQuelantes
Resumo
A híperfosfatemia é uma das conseqüências da Doença Renal Crônica (DRC) e está associada a maior mortalidade nesta população. Provavelmente, um dos mecanismos pelos quais a hiperfosfatemia aumenta a mortalidade é através da calcificação vascular, a qual está diretamente relacionada aos níveis de cálcio (Ca) e fósforo (P). Portanto, o tratamento da hiperfosfatemia é imprescindível. A restrição dietética de P, a diálise, o controle do PTH e uso de quelantes de P são as opções atualmente disponíveis para o tratamento da hiperfosfatemia. Os quelantes disponíveis são os sais de alumínio, os sais de Ca, o hidrocloreto de sevelamer e o carbonato de lantânio. O OsvaRen® é um novo quelante de P que constitui-se em uma associação de acetato de Ca com carbonato de magnésio. A vantagem desta associação seria potencializar o efeito quelante e diminuir os efeitos indesejáveis decorrentes da administração de cada uma destas substâncias separadamente. Porém, nenhum estudo avaliou de maneira significativa o efeito do OsvaRen® diretamente sobre a remodelação óssea ou procurou avaliar qual seria o mecanismo relacionado à maior supressão do PTH. Portanto, mesmo diante de várias opções, ainda há dúvidas se este poderia ser mais uma opção de quelante de fósforo ou se há efeitos colaterais que necessitam ser estudados mais cuidadosamente. O presente estudo avaliará o efeito do OsvaRen® no controle do Ca, P, PTH e magnésio séricos, na remodelação óssea e na proliferação celular das paratireóides de ratos urêmicos. (AU)

Avaliação da produtividade de fêmeas Nelore sexualmente precoces nas diferentes fases da vida

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lucia Galvão de Albuquerque
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:07/55966-6
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de outubro de 2008
Resumo
O objetivo do projeto é verificar a existência de diferenças no decorrer da vida produtiva entre as fêmeas sexualmente precoces e não precoces por meio das taxas de mortalidade neo e pós-natal, pesos e alturas em diferentes idades e habilidade de permanência no rebanho. Os dados são provenientes de fêmeas pertencentes a Agropecuária Jacarezinho Ltda., fazenda localizada em Valparaiso, São Paulo, que utiliza como critério de seleção características de crescimento, precocidade sexual e de terminação. As análises para pesos e altura do posterior serão conduzidas utilizando-se a metodologia REML, utilizando programas computacionais disponíveis gratuitamente. Sendo utilizado o efeito de ser ou não precoce sexualmente em conjunto com o procedimento de contrastes dentro do programa. Desta forma, pode ser verificado a existência do efeito significativo ou não desta variável sobre os pesos e a altura do posterior, com obtenção do erro da estimativa, pelo Teste T. A análise estatística da taxa de mortalidade será realizada no programa SAS, utilizando o procedimento GLM, com o intuito de verificar o efeito classificatório da fêmea ser ou não sexualmente precoce (concebeu na estação de monta antecipada). Para o estudo da produtividade da fêmea em termos de vida útil (habilidade de permanência), a análise estatística será realizada no programa SAS, utilizando o procedimento CATMOD, que analisa características categóricas por meio de regressão múltipla e distribuição não normal. (AU)

O co-ativador de transcrição gênica PGC-1 em modelo experimental de sepse

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Heraldo Possolo de Souza
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/10552-2
Vigência: 01 de agosto de 2010 - 31 de julho de 2011
Assunto(s):PulmãoMortalidade
Resumo
A incidência de sepse e choque séptico vem aumentando nas últimas décadas. O tratamento do choque séptico se baseia em três vertentes principais: (1) erradicação da infecção com antimicrobianos e/ou drenagem cirúrgica; (2) monitoramento e correção, em UTI, de alterações fisiológicas como ritmo cardíaco, pressão arterial, fornecimento de oxigênio e desarranjos metabólicos; (3) inibição ou modulação dos mediadores tóxicos da sepse. Contudo, todos esses esforços terapêuticos se mostram relativamente ineficazes, tendo em vista as altas taxas de letalidade associadas à sepse. Algumas das alterações mais relevantes nos quadros sépticos incluem distúrbios no metabolismo energético, cujo controle vem sendo, recentemente, relacionado a alguns grupos de coativadores transcricionais, como o PGC-1.Em estudos prévios de nosso laboratório, demonstramos que ocorre aumento da expressão de PGC-1 durante a resposta à inoculação de bactérias na cavidade peritoneal. No entanto, esses estudos iniciais não exploraram a existência de uma relação causal entre esses dois fenômenos. Assim, nossa hipótese é que o aumento da expressão de PGC-1 seja necessária para uma adequada resposta inflamatória à agressão bacteriana e que na sua ausência, essa resposta é deficiente. Para tanto, iremos determinar a relação entre a expressão de PGC-1 e o desenvolvimento da resposta inflamatória em um modelo experimental de sepse. Serão avaliadas a mortalidade e a resposta inflamatória em camundongos submetidos à punção e ligadura cecal onde a expressão de PGC-1 será diminuído através do uso de antissenso específico. (AU)

Termoretificação de madeiras de eucalipto como barreira ao ataque do cupim Cryptotermes brevis

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Evoneo Berti Filho
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:00/07039-0
Vigência: 01 de outubro de 2000 - 30 de setembro de 2002
Resumo
Os danos causados pelo cupim Cryptotermes brevis aos produtos de madeira são consideráveis. Para o controle destes insetos são usados tratamentos à base de produtos químicos. A termorretificação é uma forma de tratamento térmico de madeiras podendo ser uma barreira ao ataque destes insetos. O objetivo do presente trabalho é verificar as possibilidades deste processo para a madeira de Eucalyptus grandis submetidas ao ataque de C. brevis. Serão realizados 5 tratamentos: T1-madeira não termorretificada (Testemunha, madeira seca ao ar); T2 - madeira termorretificada a 120oC; T3 - madeira termorretificada a 140oC; T4 - madeira termorretificada a 160oC; T5 - madeira termorretificada a 180oC; com três repetições por tratamento. Para cada termorretificação será determinada a densidade das ladeiras antes e após as termorretificações. Para cada tratamento com cupins serão realizados 15 repetições, sendo 40 cupins / repetição, atribuindo-se notas para o desgaste ocasionado pelos cupins, além de avaliação da mortalidade destes insetos. Os resultados de desgaste serão analisados segundo a metodologia de análise categórica ordinal, através da obtenção de tabelas de contingência e ajuste de modelos de regressão logística. A mortalidade dos cupins será analisada estatisticamente, ao nível de significância 5% e as diferenças entre as médias obtidas serão avaliadas a partir do teste Tukey. (AU)

Existem diferenças entre os gêneros com relação à hora de admissão, à gravidade da doença e ao tratamento na Unidade de Emergência para síndromes coronárias agudas?

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio de Padua Mansur
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:06/52367-1
Vigência: 01 de dezembro de 2006 - 30 de novembro de 2007
Assunto(s):AteroscleroseSíndrome coronariana agudaFatores de risco
Resumo
Introdução: estudos mostram controvérsias em relação à hora de admissão à unidade clínica de emergência em mulheres e homens com síndromes coronárias agudas (SCA) e também em relação ao tratamento usado. Sabe-se que as mulheres são tratadas mais tarde e inadequadamente, o que explica maior mortalidade por infarto agudo do miocárdio no sexo feminino. O objetivo desse estudo é analisar a diferença entre homens e mulheres com relação à hora de admissão na unidade de emergência e ao tratamento utilizado, em uma população de pacientes admitidos ao Instituto do Coração em São Paulo, com SCA. Métodos: nós analisaremos a hora de admissão, características clínicas, achados laboratoriais e angiográficos e mortalidade intra-hospitalar em 1000 pacientes com SCA admitidos numa unidade de emergência a partir de janeiro de 2004. A hora de admissão será categorizada em quatro períodos diários, cada um de seis horas. Serão analisados os fatores de risco tradicionais para doença coronariana. A gravidade da aterosclerose será baseada no número de coronárias acometidas com mais de 50% de redução da luz, evidenciada pela angiografia. O tratamento utilizado será classificado em clínico, angioplastia com colocação de stent e cirurgia de revascularização miocárdica. Serão realizadas análises estatísticas uni e multi variadas. (AU)
Página 9 de 2.894 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP