site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 9 de 3.311 resultado(s)
|

Determinação do período de absorção de imunoglobulinas pela mucosa intestinal de cabritos: influência do tempo decorrido entre o nascimento e a ingestão de colostro nos parâmetros bioquímicos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/55829-9
Vigência: 01 de dezembro de 2007 - 31 de agosto de 2009
Assunto(s):Imunização passivaImunoglobulinasColostroCaprinos
Resumo
As prevalências de mortalidade perinatal de caprinos são bastante variáveis. Em sistemas extensivos de criação há relatos de perdas que variam de 10 à 60% e, em sistemas intensivos, as variações vão de 8 à 17%. Os prejuízos decorrentes da mortalidade perinatal incluem a perda dos recursos investidos nas mães para iniciar e manter a gestação e redução do número de animais disponíveis para a venda e seleção. Com o objetivo de investigar alguns aspectos relacionados à transferência de imunidade passiva (tempo de absorção de macromoléculas pelo epitélio intestinal), serão utilizados 35 animais neonatos mestiços das raças e Alpina, criados em regime intensivo e alimentados com colostro de vaca. Serão determinadas, também, a atividade da gama glutamiltransferase, a proteína total e suas respectivas frações eletroforéticas, bem como as imunoglobulinas G e M. Para a determinação do perfil hemogasométrico e da curva glicêmica e dos aspectos imunológicos de cabritos, serão utilizados 25 recém-nascidos, alimentados, voluntariamente, com colostros das próprias mães. As possíveis correlações serão estudadas entre as variáveis e a ocorrência de doenças em cabritos portadores ou não de falhas na transferência de imunidade passiva. (AU)

Análise epidemiológica, clínica e molecular da infecção natural de Passeriformes por Cryptosporidium spp. e Isospora spp

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Vasconcelos Meireles
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/54312-2
Vigência: 01 de setembro de 2007 - 30 de novembro de 2009
Assunto(s):IsosporaEpidemiologiaCryptosporidium
Resumo
Várias espécies de aves Passeriformes são criadas em cativeiro no Brasil, seja como animais de estimação, em zoológicos oi em criatórios comerciais. Ao mesmo tempo em que ocorre aumento significativo nesse tipo de criação, há também maior demanda por profissionais que trabalham direta ou indiretamente com esses animais, como Biólogos ou Veterinários, que são requisitados para fornecer informações ou resolver problemas relacionados a manejo e enfermidades dessas aves. Em basseriformes há infecção por dois coccidios, Isospora e Cryptosporidium, que podem resultar em mortalidade ou infecção crônica debilitante. O objetivo do presente trabalho é a caracterização da infecção por Cryptosporidium spp. e Isospora spp. em seus aspectos epidemiológicos, clínicos, patológicos e taxionômicos em passeriformes criados em cativeiro. Serão analisadas aproximadamente oito criações de várias espécies de Passeriformes, principalmente de curiós (Oryzoborus angolensis) canários do reino (Serinus canaria) e bicudos (Oryzoborus maximiliani). Amostras de fezes serão colhidas, de acordo com a faixa etária, com periodicidade diária, semanal ou mensal, durante aproximadamente um ano, e submetidas à concentração, purificação e detecção de oocistos, com posterior extração de DNA genômico dos oocistos e caracterização molecular dos dois coccídios através da reação em cadeia de polimerase e seqüenciamento. Haverá ainda necrópsia de aves mortas, com análise de lesões macro e microscópicas e análise morfológica e morfométrica de oocistos, esporocistos e esporozoitos. Em todas as criações será aplicado um questionário para análise epidemiológica, onde constarão informações sobre os manejos sanitário e nutricional e presença de morbidade e mortalidade, com associação posterior com a presença e intensidade da infecção pelos dois coccídios. (AU)

Perda dentária em adultos: avaliação do impacto na qualidade de vida através da aplicação de índices de perda dentária

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria da Luz Rosario de Sousa
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/00545-1
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):Saúde bucalSaúde públicaQualidade de vidaAdultos
Resumo
As perdas dentárias ainda constituem um agravo à saúde bucal de adultos, sendo assim, é um assunto de grande relevância na Odontologia. Objetivo: A proposta deste estudo será mensurar a perda dentária através da aplicação de índices específicos de perda dentária, e assim verificar os fatores associados a esta condição, enfatizando o impacto na qualidade de vida em adultos. Metodologia: O estudo transversal aplicará o índice de mortalidade dentária, e o índice de mortalidade dentária modificado em duas etapas. As condições avaliadas na amostra serão a experiência de cárie dentária, necessidades de tratamento, condição periodontal (OMS), questões socioeconômicas, de autopercepção, de uso de serviços de saúde e de qualidade de vida (OHIP 14). A etapa 1 utilizará para a aplicação dos índices, dados que foram obtidos de 386 adultos, de 20 a 64 anos, inseridos no mercado de trabalho. A etapa 2, aplicará os índices, após realizar uma nova coleta de dados domiciliar, conforme foi realizado na etapa1, em adultos da mesma faixa etária, residentes de Piracicaba. A variável de desfecho será a perda dentária a partir dos valores obtidos nos índices, a ser analisada como variável discreta e em classes, sendo os demais fatores as variáveis independentes. Será construído um modelo conceitual teórico para as perdas dentárias. Para as análises serão utilizados modelos de regressão, segundo o modelo teórico hierárquico e log binomial, através do programa SPSS. Resultados esperados: Espera-se avaliar o impacto da perda dentária na qualidade de vida, através da aplicação dos índices, em adultos com diferentes níveis socioeconômicos e uso de serviços, e identificar os fatores associados à mesma. (AU)

Hiperglicemia no infarto agudo do miocárdio: correlações fisiopatológicos e implicações prognósticas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Carlos Nicolau
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:04/09657-3
Vigência: 01 de maio de 2005 - 30 de abril de 2007
Assunto(s):Infarto do miocárdioHiperglicemiaFisiopatologia
Resumo
A hiperglicemia de estresse é um importante marcador prognóstico no IAM. Porém, não está bem estabelecido se a hiperglicemia tem um papel ativo, por meio da sua ação direta nas alterações metabólicas na fase aguda do IAM, ou se funciona apenas como um marcador de risco, conseqüente à reação endócrino-metabólica ao IAM. Assim o objetivo principal deste estudo é avaliar os mecanismos envolvidos na fisiopatologia da hiperglicemia de estresse durante o IAM. Serão selecionados, prospectivamente, 128 pacientes com IAM. As seguintes variáveis serão avaliadas e correlacionadas com estresse glicêmico: atividade simpática, atividade do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, resistência periférica à insulina, perfil lipidico, atividade das metaloproteinases, atividade do sistema de coagulação, atividade inflamatória e presença de diabete melito prévio. Secundariamente estudar-se-á o papel destes marcadores na evolução clínica dos pacientes (mortalidade global e desfecho composto de mortalidade, reinfarto, isquemia refratária e choque cardiogênico). (AU)

Efeitos da atorvastatina, do fenofibrato e do ácido nicotínico sobre a expressão gênica e secreção de leptina, de adiponectina, de PAI-1 e de MCP-1, em adipócitos da linhagem 3T3-L1

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Costa Batista
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/51483-0
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de outubro de 2008
Assunto(s):AdipocinasNiacinaEstatinas
Resumo
A doenças cardiovasculares representam a primeira causa de mortalidade em todo o mundo, resultando em mais de 17 milhões de óbitos anualmente. A obesidade e a síndrome metabólica, esta última caracterizada por um acúmulo excessivo de tecido adiposo abdominal, são fatores de risco associados a desfechos aterotrombóticos. O tecido adiposo, antes visto como um mero depósito de energia, é considerado hoje um fator de importância irrefutável para o desenvolvimento da doença aterosclerótica, pois as células adiposas são responsáveis pela expressão e secreção de substâncias que atuam diretamente no processo inflamatório das paredes arteriais afetadas pela aterosclerose. Entre tais substâncias destacam-se a Leptina, a Adiponectina e o MCP-1. Adicionalmente, os adipócitos expressam e secretam PAI-1, o mais importante inibidor endógeno da fibrinólise, cuja elevação na concentração plasmática está associada a aumento de risco de desfechos aterotrombóticos, como infarto agudo do miocárdio. Uma vez que o estado pró-Inflamatório e pró-trombótico, característicos da obesidade e da síndrome metabólica, contribuem para elevação e risco de desfechos cardiovasculares, drogas com propriedades de influenciar de maneira positiva na produção de mediadores inflamatórios e pró-trombóticos têm potencial beneficio na redução de mortalidade. Evidências sugerem que certas classes de drogas modificadoras do perfil lipídico (as estatinas, os fibratos e o ácido nicotínico) possuam ações pleiotrópicas. Entre estas ações, os efeitos sobre expressão e secreção de Leptina, Adiponectina, PAI-1 e MCP-1 em adipócitos ainda são pouco elucidados. (AU)

Avaliação comparativa da diálise peritoneal contínua e da hemodiálise diária estendida na evolução de pacientes com injúria renal aguda

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:André Luís Balbi
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/52135-9
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 30 de abril de 2011
Assunto(s):Lesão renal agudaDiálise renalDiálise peritoneal ambulatorial contínuaSobrevida
Resumo
A Injúria Renal Aguda é patologia freqüente em pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva, com elevada mortalidade. O tratamento baseia-se em cuidados clínicos e, muitas vezes, na necessidade de diálise. Não há um método dialítico de escolha nesta patologia, havendo, porém estudos que mostram que os métodos contínuos são mais adequados que os métodos intermitentes. Os principais objetivos deste trabalho são avaliar, de modo prospectivo, 120 pacientes internados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP com diagnóstico de Injúria Renal Aguda e submetidos a Diálise Peritoneal Contínua (60 pacientes) e a Hemodiálise Estendida Diária (60 pacientes) quanto a mortalidade e recuperação da função renal. Os grupos serão definidos por sorteio e a prescrição da diálise será feita pelo nefrologista. Para os pacientes submetidos à Diálise Peritoneal Contínua será prescrito Kt/V de 0.65 por sessão. Ao final de cada sessão, serão realizadas avaliações clínica, laboratorial e nutricional, além de calculadas as doses de diálise recebidas em cada método. Os critérios para suspensão deste protocolo serão a recuperação da função renal, mudança do método dialítico, ausência de recuperação da função renal após 30 dias de acompanhamento ou óbito do paciente. Ao final do estudo, os grupos serão submetidos a diferentes testes estatísticos, considerando como significativo em valor de 5%, sendo também realizada curva de sobrevida dos pacientes em cada grupo. (AU)

Alterações metabólicas mediadas pelo aumento da expressão do gene da ECA influenciam a susceptibilidade cardiovascular

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/50382-6
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de julho de 2009
Assunto(s):MetabolismoTecido adiposo brancoDieta hiperlipídica
Resumo
Estudos prévios utilizando camundongos com diferentes níveis de expressão do gene da ECA (1 a 3 cópias), controles (C) e diabéticos (D), mostraram que sob dieta controle não houve diferença no peso corporal, mas o consumo alimentar foi maior nos animais com 3 cópias. Sob dieta hiperlipídica, a quantidade de ração ingerida foi semelhante, mas os animais com 3 cópias apresentaram menor peso corporal. Observou-se também que camundongos D com 3 cópias do apresentaram maior mortalidade associada a excessiva perda de peso corporal, quando comparados aos D com 1 cópia. Esses dados sugerem que o gene da ECA confere susceptibilidade cardiovascular, que podem estar associadas às alterações metabólicas que envolvem funcionalmente o tecido adiposo (TAB). Assim, pretende-se investigar o efeito da alteração na expressão do gene da ECA sobre a atividade dos adipócitos em situações fisiológicas (dieta controle e hiperlipídica), e indicar possíveis perturbações metabólicas que estariam influenciando a progressão do diabetes e contribuindo para a alta taxa de mortalidade. (AU)

Estudo de seguimento de usuários de crack internados para tratamento: a situação dos pacientes após dez anos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ronaldo Laranjeira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:04/13804-1
Vigência: 01 de março de 2005 - 29 de fevereiro de 2008
Assunto(s):CocaínaMortalidadeCocaína crack
Resumo
O consumo de crack e suas repercussões configuram-se como alvo de estudo do atual projeto de pesquisa. Situando-se na esteira de uma linha de investigação que privilegiou o acompanhamento de uma amostra de 131 pacientes (usuários de crack) egressos de uma instituição de internação em São Paulo, entre 1992 e 1994; esta proposta de pesquisa procura dar continuidade aos seguimentos realizados anteriormente (2 e 5 anos), agora dez anos decorridos do período selecionado para a composição da amostragem.Por meio de procedimento quantitativo será utilizado um questionário estruturado, através do qual algumas variáveis poderão ser verificadas: padrão de consumo ou abstinência do crack e de outras substâncias; envolvimento forense; escolaridade; vínculo empregatício e mortalidade.Este projeto traz em seu bojo um recorte qualitativo de maneira a abarcar construções de sentido e representações - por parte dos próprios pacientes - acerca da experiência com o crack e as estratégias desenvolvidas para sobreviverem a tai substância. (AU)

Determinação do Escore Apgar (modificado por Born, 1981) e dos níveis de cortilosemia, glicemia e hemogasometria em cordeiros nascidos de partos normais e de cesarianas induzidas por anestesias inalatorias..

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/55741-7
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2011
Assunto(s):MortalidadeColostroCordeirosImunoglobulinasImunização passiva
Resumo
É sabido que quase a totalidade dos trabalhos científicos desenvolvidos no Brasil e em outros países é realizada com bezerros e potros, como demonstrado na literatura compilada, com pouquíssima atenção para os animais das espécies ovina e caprina. Existem escassos dados com relação às alterações clínicas e dos componentes sangüíneos em cordeiros recém-nascidos oriundos de cesarianas. Sem dúvida, os avanços da biotecnologia (FIV, clonagens) têm trazido grandes benefícios â pecuária nacional, principalmente no que tange à rápida melhoria genética dos rebanhos. Contudo, vários problemas têm sido observados em decorrência dos mesmos, tais como: a) maior intervenção aos trabalhos de parto em virtude da elevada taxa de distocias em fêmeas primíparas, causadas pelo seu pequeno diâmetro pélvico e/ou pelo grande tamanho dos produtos gerados pelas avançadas técnicas de concepção; e b) necessidade de melhor e mais intensiva assistência a recém-nascido, pelo desenvolvimento de inúmeras alterações orgânicas e funcionais (acidoses respiratória e metabólica, falha de transferência de imunidade passiva, hipertensão, arritmias cardíacas, espessamento excessivo do cordão umbilical, etc). Contudo, poucos profissionais conhecem e militam na área de pediatria veterinária, sendo necessárias mais pesquisas que viabilizem informações importantes aos colegas, para que os procedimentos durante o período perinatal tenham sucesso e auxiliem na redução da taxa de mortalidade dos animais recém-nascidos pecuários. (AU)

Análise de morbidade e mortalidade associada a variação climática no município de São Paulo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Israelita Albert Einstein. Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Miguel Cendoroglo Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Processo:06/61520-8
Vigência: 01 de maio de 2007 - 31 de março de 2009
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:CNPq - PPSUS
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Contribuições...climáticas_126_165_165.pdf
Assunto(s):Mudança climáticaSão PauloImpactos na saúdeInfarto do miocárdioAcidente vascular cerebralPneumoniaAsmaInquéritos de morbidadeGeorreferenciamento
Resumo
O presente estudo se destina a analisar associação dos fatores climáticos umidade relativa, temperatura mínima, e pressão atmosférica e incidência de eventos mórbidos e mortalidade das patologias infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, pneumonia e asma, no período de 2001 a 2005, no município de São Paulo. A análise dessas associações e a elaboração de modelo estatístico incorporando o relacionamento de bases de dados climatológicas aliadas a bases institucionais de morbimortalidade segundo distribuição espacial no município de São Paulo por meio de georeferenciamento permitirá aos serviços de saúde planejar e otimizar recursos necessários para as variações de demanda. (AU)

Prevalência de diabetes mellitus, intolerância a glicose e síndrome metabólica na população urbana de 30 a 79 anos da cidade e São Carlos (São Paulo)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ângela Merice de Oliveira Leal
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:06/57542-6
Vigência: 01 de maio de 2007 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Diabetes mellitusHipertensãoObesidadeSíndrome metabólica
Resumo
Diabetes mellitus (DM) é uma síndrome metabólica cujo marco clínico é a hiperglicemia. A forma mais prevalente é o DM tipo 2, presente em 90% dos casos. A intolerância à glicose é uma fase de risco para o DM. A resistência insulínica, um dos principais fatores patogênicos do DM tipo 2, refere-se à resistência às ações da insulina, e associada a outros fatores de risco cardiovascular, como hipertensão, obesidade e dislipidemia, compõe a chamada Síndrome Metabólica (SM). O aumento progressivo da incidência e prevalência da SM, e as complicações associadas ao DM têm incorrido em elevado custo social e econômico. Na cidade de São Carlos (São Paulo), em particular, as doenças cerebrovasculares e o infarto agudo do miocárdio são as duas principais causas de mortalidade e DM a 5ª causa mais freqüente. A identificação dos fatores de risco cardiovascular, em especial, os distúrbios metabólicos, é estratégica na prevenção da morbi-mortalidade por doenças cardiovasculares e os estudos epidemiológicos podem propiciar o melhor planejamento de cuidados e recursos destinados à implantação de projetos e medidas que visem à prevenção e ao diagnóstico precoce. Este projeto tem como objetivo a determinação da prevalência de diabetes mellitus, intolerância à glicose e síndrome metabólica na população urbana de 30 a 79 anos, na cidade de São Carlos. Conforme planejamento amostrai inicial, 1.200 indivíduos deverão ser estudados através de questionário/entrevista, coleta de dados antropométricos e aferição da pressão arterial, e coleta de sangue capilar para determinação da concentração de glicose e lipídios. (AU)

Estudo do potássio como marcador de hipóxia tecidual no atendimento pré-hospitalar de pacientes em choque hemorrágico traumático: correlação com a gravidade do trauma, gravidade do choque, coagulopatia e morbimortalidade

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Otávio Costa Auler Junior
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/03315-4
Vigência: 01 de junho de 2010 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):PotássioChoque hemorrágicoAnestesiologia
Resumo
Nos últimos anos tem ocorrido um aumento no interesse do desenvolvimento de preditores de gravidade e marcadores de hipóxia tecidual em pacientes com choque hemorrágico traumático, com o objetivo de antecipar o grau de disfunção orgânica e a terapia apropriada. Pouco se sabe a respeito da hiperpotassemia no choque hemorrágico traumático. Estudo recente em animais, realizado em nosso laboratório, demonstrou que o aumento do potássio sérico acompanha precocemente o choque hemorrágico, se correlaciona com a gravidade da hipóxia tecidual e está fortemente associada a morbimortalidade. OBJETIVO: avaliar o comportamento do potássio no atendimento pré-hospitalar de pacientes em choque hemorrágico traumático (Classe III e IV), estudando sua correlação com a gravidade do trauma, gravidade do choque, coagulopatia e morbimortalidade. MÉTODOS: 200 pacientes em choque hemorrágico traumático atendidos pelo Grupo de Resgate e Atendimento às Urgências (GRAU) em conjunto com o Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo serão estudados. Serão determinados os valores de potássio, hemoglobina e gases sanguíneos nos seguintes tempos: imediatamente após o primeiro atendimento, na chegada ao hospital, e três e vinte e quatro horas após a admissão hospitalar. A mortalidade será estudada dentro do período de trinta dias. A nossa hipótese é que a hiperpotassemia acompanha precocemente o desenvolvimento do choque hemorrágico e que mais do que marcador de hipóxia tecidual, ela possa ser responsável por parte da mortalidade associada ao choque hemorrágico traumático. (AU)

Relação entre a presença de ilhas de patogenicidade, capacidades de adesão e invasão em linhagens celulares cultivadas in vitro, formação de biofilme e "quorum sensing", em linhagens de Escherichia coli patogênicas para aves (APEC)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Wanderley Dias da Silveira
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/56739-6
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 31 de março de 2011
Assunto(s):VirulênciaBiofilmesEscherichia coli
Resumo
A indústria avícola, importante segmento econômico brasileiro, é prejudicada por vários fatores. Entre estes fatores destacam-se os processos infecciosos que acarretam baixo crescimento das aves, mortalidade e condenação de carcaças. Entre os microrganismos causadores de doenças infecciosas destaca-se a bactéria Escherichia coli, responsável por graus variados de morbidade e mortalidade. As linhagens de E. coli associadas à patogenicidade em aves são, coletivamente, denominadas APEC (avian pathogenic Escherichia coli), sendo as doenças que causam denominadas de maneira geral, colibacilose. Nesse trabalho, devido à importância da possível presença de ilhas de patogenicidade (PAIs) no genoma de APECs, diferentes linhagens deverão ser estudadas e testadas quanto à presença de genes relacionados à patogenicidade e genes relacionados à presença de ilhas de patogenicidade (PAIS), quanto à capacidade de adesão e invasão em células, quanto à capacidade de formação de biofilme e quanto à presença de "quorum sensing", antes e depois da deleção das PAls. Estudaremos a presença destes genes, se plasmidiais ou cromossômicos e se os mesmos podem estar relacionados à presença das PAIs. (AU)

Avaliação da proteção das alças intestinais fetais utilizando hidrogel (biomaterial) e óxido nítrico no modelo experimental de gastrosquise

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/51487-9
Vigência: 01 de junho de 2008 - 31 de maio de 2010
Assunto(s):Biomateriais
Resumo
A Gastrosquise (G) é definida como a herniação das alças intestinais (em geral na parte lateral direita do umbigo) e como conseqüência, o intestino fetal entra em contato com o líquido amniótico e o neonato nasce com as vísceras abdominais expostas. Na fisiopatologia do defeito, o tempo de exposição das alças intestinais ao líquido amniótico é um dos fatores envolvidos no comprometimento das vísceras expostas e contribui para a maior morbidade e mortalidade da doença. O óxido nítrico (NO) tem papel importante na modulação da permeabilidade da mucosa e na motilidade de músculos lisos intestinais e pode ter aplicação biomédica se for incorporado em matrizes que atuem como veículo de liberação do NO. Os hidrogéis, como o N-isopropilacrilamida/ácido acrílico (PNIPAAm-co-AAc), podem ser estas matrizes, pois são de uso terapêutico, atóxicos e bons candidatos à sistemas de entrega de drogas, além de servir como capa para ferimentos e proteger contra à agressão química ou microbiana. Para isso, é necessário que o hidrogel se mantenha aderido à serosa quando aplicado sobre o intestino da G por meio da utilização de adesivos naturais, como o a fibrina. Na literatura há poucos relatos sobre o uso de materiais biossintéticos como protetores da superfície de um órgão ou tecido que tenham habilidade de doador NO e que potencialmente poderiam proteger as alças intestinais da G quando em contato com o líquido amniótico intra-útero. Portanto, a utilização do hidrogel associado ao NO aplicado ao modelo de G experimental em ratas poderia trazer subsídios para a possível aplicação do tratamento pré-natal ou mesmo neonatal gerando produtos de utilização farmacológica comercial e contribuir para diminuir o custo e a morbi-mortalidade da doença. (AU)

Efeito do ácido retinoico e sua interação com a traqueo-oclusão fetal sobre a expressão de receptores de VEGF pulmonar na hérnia diafragmática em ratos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/50347-9
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2010
Assunto(s):Hérnia diafragmática
Resumo
Hérnia diafragmática congênita (HDC) é uma anomalia anatômica que causa grave distúrbio respiratório no período neonatal e ocorre por um defeito no foramen postero-lateral do diafragma pelo qual vísceras abdominais passam para o interior do tórax e por conseqüência acaba impedindo o completo desenvolvimento pulmonar. A incidência da HDC é de aproximadamente 1:2500 nascidos vivos e a mortalidade neonatal é de aproximadamente de 60% atribuída à imaturidade pulmonar estrutural e bioquímica associada à hipoplasia pulmonar que causa hipertensão pulmonar. De especial interesse são as alterações que ocorrem na vasculatura pulmonar desta anomalia congênita. Uma das possibilidades de promover o crescimento pulmonar na HDC e diminuir sua mortalidade é por meio da traqueo-oclusão fetal (TO). Ao realizar-se a TO na fase canalicular do desenvolvimento pulmonar ocorre aumento da angiogênese estimulada pela glicoproteína Vascular Endothelial Growth Factor (VEGF) e seus receptores. O retinol, vitamina A, parece ter um papel central na gênese da doença e no desenvolvimento da vasculature pulmonar, pois sua deficiência pode levar a maior incidência de HDC e também a hipoplasia pulmonar quando houver comprometimento da enzima retinaldesidrogenase 2 (RALDH2), enzima chave necessária para a transformação do refinai em ácido retinóico (AR).O objetivo deste estudo ê verificar no modelo de HDC em feto de rato induzido por Nitrofen o efeito do tratamento materno com ácido retinóico (AR) sobre a freqüência e o tamanho do aparecimento de hérnias e sobre a expressão dos receptores de VEGF no desenvolvimento pulmonar normal e com HDC quando submetidos à traqueo-oclusão fetal (TO). (AU)

CIPHER - Estudo colaborativo e integrado para estimativa de risco em gestações complicadas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Guilherme Cecatti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/15827-5
Vigência: 01 de dezembro de 2012 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):ObstetríciaComplicações pós-operatóriasMortalidade maternaCuidados intensivos
Resumo
O objetivo do estudo é identificar variáveis para predizer o resultado de gestantes e mulheres no pós-parto criticamente doentes. Antecedentes: A mortalidade materna é uma ocorrência rara no mundo desenvolvido, com uma razão de mortalidade materna ajustada de 12-24 por 100.000 NV na América do Norte. Contudo, no mundo, aproximadamente 350.000 mulheres morrem cada ano por complicações relacionadas à gravidez1. As admissões maternas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) seguem ambas, as complicações obstétricas e não obstétricas na gestação. 0.25-1.5% das internações hospitalares durante a gestação requerem admissão em UTI. Cerca de dois terços destas admissões são devidas a causas obstétricas (e.g. hemorragia e pré-eclâmpsia) e um terço é devido a complicações maternas médicas ou cirúrgicas. Gestantes com condições médicas subjacentes estão super-representadas em estatísticas de mortalidade materna morbidade materna grave.Existe um grande número de modelos de predição de resultados do cuidado crítico em UTI para predizer a mortalidade hospitalar, pela incorporação de medidas de desarranjo fisiológico e co-morbidades. Os modelos mais comumente usados são o Acute Physiology and Chronic Health Evaluation (APACHE) e o Simplied Acute Physiology Score (SAPS). Seu uso em populações obstétricas admitidas em UTI por razões obstétricas para predizer a mortalidade hospitalar tem a tendência de superestimar a mortalidade.A gestação e o estado puerperal tem uma fisiologia única. O trabalho cardíaco materno, a frequência respiratória e cardíaca aumentam na gravidez11. Da mesma forma, os valores sanguíneos maternos "normais" estão alterados na gravidez, com menores níveis de creatinina, hematócrito e ureia sanguínea. Nenhum modelo de predição de resultado foi desenhado especificamente para uso em pacientes obstétricas. A identificação de variáveis que predizem o resultado de mulheres grávidas ou puérperas admitidas em UTI é o primeiro passo para o desenvolvimento de um novo modelo de predição clínica para pacientes obstétricas em UTI. Tal ferramenta ajudará na provisão de um manejo mais agressivo para aquelas que mais o necessitam. MÉTODO: Trata-se de um estudo multicêntrico internacional envolvendo 15 hospitais terciários com unidades de terapia intensiva para o tratamento de complicações obstétricas em 10 países. Será desenvolvido um modelo de predição de mortalidade materna e morbidade materna grave com dados retrospectivamente coletados de todas as mulheres que foram admitidas nas UTI dos centros participantes no período de 2001 a 2010 com alguma complicação associada à gestação. Estima-se que o modelo será desenvolvido com informações referentes a 15.000 pacientes, prevendo-se a disponibilidade de informações de 100 pacientes por ano por centro participante do estudo, com um total aproximado de 1400 casos no centro brasileiro. Variáveis sócio demográficas, clínicas e laboratoriais rotineiramente coletadas para essas mulheres em UTI serão incluídas em um modelo de regressão stepwise backward para a predição de resultados maternos adversos. A performance deste modelo será avaliada usando a área sob a curva (AUC) da receiver operating characteristic (ROC). Técnicas de bootstrapping padronizadas serão usadas para avaliar potential overfitting. (AU)

Cardiovascular complications of surgery for musculoskeletal conditions

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lais Helena Navarro e Lima
Pesquisador responsável no exterior: Manuela Ferreira
Instituição no exterior: University of Sydney. (Austrália)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:14/50674-0
Vigência: 01 de maio de 2015 - 30 de abril de 2017
Vinculado ao auxílio:12/18870-9 - Comparação entre duas estratégias para reposição volêmica perioperatória em cirurgias abdominais: infusão contínua versus bolus, AP.R
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:University of Sydney
Assunto(s):Doenças cardiovascularesProjetos SPRINT
Resumo
Cirurgias para doenças musculoesqueléticas estão entre os procedimentos que mais crescem em incidência no mundo e pacientes submetidos a estes procedimentos apresentam maior risco de complicações cardiovasculares (CV) perioperatórias. Porém, há escassez de dados relacionados às complicações CV em pacientes submetidos a estas cirurgias. Objetivos: Estudar os eventos adversos associados aos procedimentos cirúrgicos para doenças musculoesqueléticas, com foco particular nas complicações CV e nas causas de mortalidade pós-operatória. Métodos: Pacientes adultos, com idade £ 45 anos, submetidos a cirurgias de quadril, joelho ou coluna serão incluídos no estudo. Os pacientes serão avaliados por meio de questionário (45 and Up Study) no momento da internação no The George Institute for Global Health (Austrália) e por meio de dados coletados de bancos de dados australianos para informações referentes à internação e à mortalidade (Admitted Patients'Data Collection e NSW Register of Births Deaths and Marriages). No Hospital das Clinicas de Botucatu, questionário adaptado do 45 and Up Study será aplicado aos pacientes e dados do prontuário eletrônico serão avaliados. O desenvolvimento de doenças CV será também avaliado por 2 anos pós procedimento cirúrgico. Análise estatística: Dados provenientes dos questionários serão analisados pelo modelo proporcional de risco Cox. Comparações entre os procedimentos cirúrgicos serão realizados por meio de testes t. Modelos de regressão uni e multivariadas serão utilizados para quantificar o risco de complicações pós-cirúrgicas. (AU)

Soroprevalência da pneumonia progressiva ovina (Maedi-Visna) em ovinos na região de Araçatuba - SP - Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Claudio Nogueira Mendes
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:06/51374-4
Vigência: 01 de julho de 2006 - 30 de junho de 2007
Assunto(s):Ovinos
Resumo
A pneumonia progressiva ovina (Maedl-Visna) é uma enfermidade multisistêmica de caráter crônica que não possui tratamento ou vacina e cuja prevalência esta relacionada ao sistema de produção e pode causar perdas econômicas significantes pois leva à queda de produtividade sendo forte limitador do comércio internacional por tratar-se de barreira sanitária. O potencial impacto econômico é a mortalidade de 10 a 20% de adultos após o desenvolvimento de sinais clínicos; mortalidade de cordeiros e crescimento reduzido pela falta de colostro/leite, aumento na taxa de matança, incidência de artrite, parto prematuro e diminuição na taxa de crescimento. Este projeto tem como objetivos determinar a soroprevalência da Maedl-Visna na região da Araçatuba - SP, a presença de animais sintomáticos nesta e correlacionar o sistema de produção com os resultados obtidos. Serão coletadas no mínimo 385 amostras de sangue de ovinos adultos com mais de dois anos de idade em propriedades da região. Todos animais serão submetidos a exames físico completo no qual será procurado sintomatologia clínica da doença, sendo os dados obtidos anotados em fichas individuais apropriadas. Para a sorologia será realizada a prova padrão recomendada pela OIE que é a imunodifusão em gel de agar (IGDA) sendo utilizado o kit para diagnóstico de CAE (IDGA) produzido pelo Biovetech - Pernambuco - Brasil. A análise estatística objetivando-se verificar a existência de diferenças significativas entre os resultados obtidos por tipo de manejo, propriedade. (AU)

Transtornos psiquiátricos e comorbidades associadas em pacientes internados no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Neury José Botega
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/57219-6
Vigência: 01 de janeiro de 2009 - 31 de dezembro de 2009
Assunto(s):Transtornos relacionados ao uso de substânciasDepressãoTranstornos mentais
Resumo
Os transtornos psiquiátricos mais predominantes no hospital geral são a depressão, a ansiedade, os estados confussionais, o abuso de álcool, o tabagismo e o risco de suicídio. A depressão leva a prejuízos nas esferas pessoal e familiar, é o transtorno psiquiátrico mais comum em idosos e aumenta o tempo de internação no hospital. O abuso de álcool é um dos principais problemas de nossa sociedade e é responsável por mais de 90% das internações hospitalares por dependência. O tabagismo é a principal causa evitável de mortalidade e morbidade no mundo e se relaciona a diversas patologias, como câncer e doenças cardiovasculares e respiratórias. Nos últimos 45 anos, a mortalidade por suicídio aumentou 60% e o risco de suicídio é maior nos pacientes com doença física em relação à população geral. Entretanto, há uma escassez de estudos que associem distúrbios psiquiátricos, faixas etárias, sexo e comorbidades em pacientes de hospitais gerais no Brasil. O objetivo deste estudo comparativo será determinar as faixas etárias e as comorbidades mais prevalentes por sexo entre pacientes de diferentes enfermarias do Hospital de Clínicas da UNICAMP detectados com um ou mais desses transtornos psiquiátricos. O presente trabalho utilizará dados de um estudo maior, apoiado pela FAPESP (processo nº 06/61885), denominado Estudos de Intervenção Breve Oportuna - EIBO, o qual promove um pleno rastreamento de pacientes adultos internados no hospital supracitado. (AU)

Correlação entre a expressão imunohistoquímica de receptores de estrógeno e progesterona e outros marcadores prognosticos-patologicos do carcinoma mamário

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Patricia Maluf Cury
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:00/11108-7
Vigência: 01 de março de 2001 - 28 de fevereiro de 2002
Assunto(s):Imuno-histoquímica
Resumo
Entre todos os tipos de neoplasias que acometem as mulheres, o carcinoma mamário apresenta um papel de destaque uma vez que representa a segunda causa de mortalidade por câncer neste sexo, sendo o carcinoma de pulmão a primeira. Com base neste aspecto, vários estudos estão sendo realizados na tentativa de elucidar a etiopatogenia e de estabelecer o diagnóstico precoce deste tipo de câncer, permitindo uma conduta terapêutica mais adequada e eficiente para cada mulher acometida. A associação entre os fatores prognósticos utilizados para o carcinoma mamário, como por exemplo, o grau histológico, o estadiamento TNM e o status hormonal, com a expressão dos receptores hormonais de estrógeno e progesterona, oferece parâmetros relacionados com à morbi-mortalidade e que permitem orientar o tratamento para cada caso. Sabemos que à presença de receptores de estrógeno e progesterona está relacionada com baixo risco para tumor e, portanto, é um excelente marcador de diferenciação dos carcinomas mamários. Este trabalho visa comparar, em 100 pacientes, os fatores prognósticos clínicos-patológicos clássicos como a idade, o tamanho do tumor, o grau histológico e a presença de metástases com a expressão imunohistoqutmica dos receptores de estrógeno e progesterona. (AU)

Esperança de vida livre de incapacidade em áreas cobertas pelo Programa Saúde da Família em Sorocaba

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Médicas e Biológicas de Sorocaba (CCMB). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Sorocaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Reinaldo José Gianini
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:05/54354-1
Vigência: 01 de outubro de 2005 - 30 de setembro de 2006
Assunto(s):EquidadeMorbidadeEsperança de vidaMortalidade
Resumo
A Esperança de Vida como indicador isolado vem perdendo relevância na política de saúde, pois este indicador não leva em conta o aumento de doenças não-letais e crônico-degenerativas entre as pessoas que tiveram suas mortes evitadas. Esperança de Saúde (Health Expectancy) é relativamente um novo indicador que une tanto os números de mortalidade quanto de morbidade, além de mostrar uma melhor visão do estado de saúde de uma população. Um dos indicadores da esperança de saúde é a Esperança de Vida Livre de Incapacidades (DFLE - Disability-free Life Expectancy) - que mostra o tempo esperado de tempo de vida sem limitações ou incapacidades (deficiências), ou seja, a média de anos vividos sem limitações por uma pessoa. O DFLE é obtido pelo método de Sullivan, através de dados censitáries ou inquéritos realizados junto à população. Entretanto, existe a possibilidade de estimar o DFLE a partir de dados rotineiramente coletados pelo Programa Saúde de Família (PSF) onde este se encontra implantado. No município de Sorocaba o PSF está implantado nas áreas do Aparecidinha, Habiteto, Vila Sabiá e Vitória Régia. Vislumbra-se, portanto, uma excelente oportunidade de realizar uma estimativa do DFLE nestas áreas. Além disso, pode-se compará-lo com a Esperança de Vida e analisar suas possíveis diferenças segundo sexo e condições sócio-econômicas. (AU)

Efeitos da poluição do ar de São Paulo sobre o epitélio ciliado da rã - Subprojeto 2: efeitos do material particulado (PM10) sobre o batimento ciliar

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:96/12518-7
Vigência: 01 de abril de 1997 - 31 de março de 1999
Assunto(s):Fisiologia respiratória e circulatóriaDoenças respiratóriasDepuração mucociliarMaterial particuladoPoluição atmosféricaMortalidade
Resumo
Diversos estudos epidemiológicos têm mostrado grande associação entre poluição atmosférica e doenças respiratórias, tanto em termos de mortalidade, quanto de morbidade. Assim, o presente projeto visa dar plausibilidade biológica a estes dados epidemiológicos através de 4 subprojetos. Subprojeto 2: Este subprojeto pretende verificar em que medida a frequência de batimento ciliar (que remove partículas que entram no aparelho respiratório) é prejudicada frente a concentração crescentes de material particulado da poluição (PM10). (AU)

Efeitos da poluição do ar de São Paulo sobre o epitélio ciliado da rã - Subprojeto 3: efeitos do pH e potencial oxidante do PM10 na velociadade de transporte mucociliar

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:96/12516-4
Vigência: 01 de julho de 1997 - 30 de junho de 1999
Assunto(s):Fisiologia respiratória e circulatóriaDoenças respiratóriasDepuração mucociliarMaterial particuladoPoluição atmosféricaMortalidade
Resumo
Diversos estudos epidemiológicos têm mostrado grande associação entre poluição atmosférica e doenças respiratórias, tanto em termos de mortalidade, quanto de morbidade. Assim, o presente projeto visa dar plausibilidade biológica a estes dados epidemiológicos através de 4 subprojetos. Este subprojeto (3) visa determinar as alterações de velocidade de transporte mucociliar sob o efeito oxidante e pH do PM10 (material particulado) e após a sua neutralização. (AU)

Efeitos da poluição do ar de São Paulo sobre o epitélio ciliado da rã - Subprojeto 1: estudo da influência do material particulado (PM10) no transporte mucociliar e na diferença de potencial transepitelial

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:96/12519-3
Vigência: 01 de abril de 1997 - 31 de março de 1999
Assunto(s):Fisiologia respiratória e circulatóriaDoenças respiratóriasDepuração mucociliarMortalidadeMaterial particuladoPoluição atmosférica
Resumo
Diversos estudos epidemiológicos têm mostrado grande associação entre a poluição atmosférica e doenças respiratórias, tanto em termos de morbidade, quanto de mortalidade. Assim, o presente projeto visa dar plausibilidade biológica a estes dados epidemiológicos através de 4 subprojetos: O primeiro subprojeto estudará a influência do material particulado atmosférico na velocidade de transporte mucociliar e diferença de potencial transepitelial do epitélio ciliado, usando a preparação isolada do palato de rã, que apresenta um epitélio muito semelhante ao da árvore respiratória humana. (AU)

Efeito dos fatores hepatotróficos sobre a quantidade e distribuição do colágeno no fígado de Ratas (Wistar) com cirrose induzida experimentalmente por tioacetamida

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Javier Hernandez Blazquez
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:04/10972-0
Vigência: 01 de dezembro de 2004 - 30 de novembro de 2005
Assunto(s):FígadoColágeno
Resumo
A cirrose hepática é caracterizada por fibrose e por nódulos regenerativos que resultam na desorganização da arquitetura hepática, sendo considerado um estágio irreversível. Verificou-se contudo, que as alterações histopatológicas diminuem após estimulação do fígado através de uma hepatectomia parcial. Porém, este modelo leva a uma diminuição adicional do déficit morfofuncional do órgão já deficitário, ocasionando altos índices de mortalidade. Outra linha de pesquisa para uma possível reversão da cirrose, seria a administração de fatores hepatotróficos exógenos (FHE) em uma solução constituída por aminoácidos, açúcares, vitaminas e hormônios, uma vez que estas substâncias estimula o crescimento do fígado intacto. Seu efeito na cirrose pode se traduzir na diminuição do colágeno intersticial, uma vez que foi mostrado que reduzem a fibrose induzida em ratos. Assim, nosso estudo visará estudar o efeito do tratamento de ratos com FHE, nos quais a cirrose foi induzida experimentalmente com tioacetamida, droga essa, que produz uma cirrose similar à estabelecida nos humanos, além de ser eliminada mais rapidamente pelo sistema excretor e por causar menor mortalidade nos animais. A avaliação do efeito da solução será realizada pela quantificação do volume colágeno intersticial e ao redor dos vasos. (AU)

Níveis plasmáticos de interleucina-6,interleucina-10,procalcitonina, Proteína C Reativa em crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Roberto Fioretto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:04/09783-9
Vigência: 01 de novembro de 2004 - 30 de abril de 2006
Assunto(s):Choque sépticoPediatriaSepseInterleucinas
Resumo
A sepse e o choque séptico constituem-se em desafio para a medicina intensiva. A incidência tem aumentado e a taxa de mortalidade permanece elevada, variando de 40% a 80%. A definição clínica de sepse vem sendo motivo de controvérsia, pois os critérios adotados em 1991 foram considerados muito amplos e não específicos por levarem em conta apenas dados clínicos. Novas definições publicadas em 2001 incluíram a dosagem de marcadores bioquímicos entre as variáveis para diagnosticar sepse em adultos. Como em Pediatria ainda não está estabelecido a utilização de marcadores bioquímicos como critérios diagnósticos de SRIS e sepse, os objetivos deste estudo são: 1) estudar os níveis plasmáticos de IL-6, IL-10, PCR e PCT no plasma e sobrenadante de cultura de células mononucleares de crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico; 2) determinar a correlação entre o critério diagnóstico clínico de sepse e as concentrações plasmáticas destes marcadores; 3) investigar a relação entre estes marcadores e a mortalidade. (AU)

Depressão em pacientes portadores de doença arterial coronariana submetidos a cirurgia eletiva de revascularização do miocárdio

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Cristina de Oliveira Santos Miyazaki
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:04/10100-3
Vigência: 01 de janeiro de 2005 - 31 de outubro de 2005
Assunto(s):Psicologia da saúdeDepressão
Resumo
A doença arterial coronariana (DAC) é hoje uma das principais causas de morbi-mortalidade em todo o mundo, com características epidêmicas nos países industrializados e aumento progressivo nos países em desenvolvimento. Atualmente, uma vasta literatura associa fatores psicológicos e sociais a inúmeras doenças, entre estas a doença arterial coronariana. Pesquisas sobre a DAC e o comportamento começaram a ser realizadas quando estudos epidemiológicos identificaram que diversos fatores ambientais, associados ao estilo de vida e ao comportamento, estão envolvidos na etiologia e na patogênese da doença. Com o avanço do conhecimento na área, evidências começaram a sugerir que o reconhecimento e o manejo adequado dos problemas psicossociais em pacientes com DAC podem reduzir a morbidade e a mortalidade associadas à doença. Este estudo tem como objetivo identificar sintomas de depressão em pacientes com DAC encaminhados para cirurgia de revascularização. Participarão do estudo 60 pacientes com DAC internados na Enfermaria de Cirurgia Cardíaca do Hospital de Base para realização de cirurgia eletiva de revascularização. Pacientes receberão esclarecimentos acerca do estudo e serão convidados a participar. Os que concordarem assinarão termo de consentimento livre e pós-esclarecido e responderão ao Inventário Beck de Depressão antes, após a cirurgia e três meses depois. Os dados serão analisados por testes não paramétricos e nível de significância de 0,05. (AU)

Estudos sobre a mortalidade, distribuição e abundância nas fases iniciais do ciclo de vida de maurolicus stehmanni (parin & kobyliansky, 1993), na região entre cabo de São Tomé (RJ)..

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mario Katsuragawa
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:04/10232-7
Vigência: 01 de novembro de 2004 - 31 de outubro de 2005
Assunto(s):Ovo
Resumo
Maurolicus stehmanni é uma espécie de peixes mesopelágica que forma grandes cardumes, apresentando elevada biomassa na Zona Econômica Exclusiva sudeste/sul brasileira. São encontrados normalmente entre as isóbatas de 150m e 300m e realizam migração vertical diária; Possui grande importância como elo de transferência de biomassa entre os níveis inferiores e superiores da trama trófica pelágica, alimentando-se de zooplâncton e servindo de presa para grandes peixes pelágicos como atuns e afins. Utilizando-se de materiais provenientes de três cruzeiros oceanográficos realizados em fevereiro e julho de 2001 e janeiro de 2002, durante o projeto "Dinâmica do Ecossistema de Plataforma da Região Oeste do Atlântico Sul" (DEPROAS), entre Cabo São Tomé (RJ) e São Sebastião (SP), o presente trabalho tem como objetivo realizar um estudo da mortalidade na fase larval desta espécie, além de complementar o conhecimento sobre distribuição e abundância de M. stehmanni na costa sudeste brasileira. (AU)

Efeitos da injeção de solução bicarbonatada de ácido acetil salicílico em mucosa colorretal de ratos e coelhos, com vistas a aplicação no preparo pré opreatorio do cólon

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rogério Saad Hossne
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:06/52337-5
Vigência: 01 de julho de 2006 - 30 de junho de 2007
Assunto(s):RecidivaÁcido acetilsalicílico
Resumo
O número de indivíduos afetados pelo câncer tem aumentado a cada ano; atualmente as neoplasias são a segunda causa de morte na população adulta. Dentre as principais neoplasias destaca-se o câncer colorretal pela sua alta incidência e mortalidade. Um dos fatores responsáveis pela mortalidade e recidiva local dos tumores colorretais é o implante de células tumorais livres no momento da realização da anastomose. Neste sentido diversos autores já demostraram a presença destas células tumorais livres na luz colônica como sendo responsáveis por este implante. Estes autores tem estudado medidas profiláticas visando a evitar este implante; dentre elas destaca-se a lavagem intestinal com diversas soluções como a fisiológica, de iodo e daquim. A solução bicarbonatada de ácido acetil salicilico já foi estudada por nós em trabalhos anteriores (mestrado e doutorado) quando pudemos comprovar o seu efeito anti tumoral e citolitico; desta forma, como está solução tem este efeito destruidor sobre células tumorais, achamos oportuno saber se esta solução poderia ser usada no preparo intestinal nas cirurgias oncológicas colorretal, para isso objetivamos estudar no presente trabalho os seus efeito sobre a mucosa colonica normal em animais de experimentação, e a partir destes resultado embasar eventual aplicação clínica em seres humanos. (AU)

Avaliação da atividade física da população urbana de 30 a 79 anos da Cidade de São Carlos (São Paulo)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ângela Merice de Oliveira Leal
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:07/55914-6
Vigência: 01 de fevereiro de 2008 - 31 de janeiro de 2009
Assunto(s):PopulaçãoAtividade física
Resumo
O sedentarismo está associado a diversas doenças como obesidade, síndrome metabólica, diabetes mellitus (DM) e doenças cardiovasculares. O aumento progressivo da incidência e prevalência dessas doenças tem incorrido em elevado custo social e econômico e a atividade física e o exercício têm sido prescritos como potentes medidas terapêuticas e preventivas e estimulados em larga escala. Na cidade de São Carlos (São Paulo), em particular, as doenças cerebrovasculares e o infarto agudo do miocárdio são as duas principais causas de mortalidade e DM é a 5ª causa mais freqüente. A identificação da magnitude de fatores de risco é estratégica na prevenção da morbi-mortalidade por doenças cardiovasculares e nesse sentido, os estudos epidemiológicos são um instrumento potente, cujos resultados podem propiciar o melhor planejamento de cuidados e recursos destinados à implantação de projetos e medidas que visem à prevenção dessas doenças e à promoção de saúde. Este projeto tem como objetivo a avaliação de atividade física da população urbana de 30 a 79 anos, na cidade de São Carlos (São Paulo) através de questionário individual. (AU)
Página 9 de 3.311 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP