site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Área do conhecimento
Página 9 de 2.466 resultado(s)
|

Doenças gênicas e anomalias congênitas com repercussões graves sobre o sistema imunológico: um modelo de triagem neonatal por meio de desenvolvimento e validação de testes diagnósticos e estudo epidemiológico

Beneficiário:Marília Pyles Patto Kanegae
Instituição: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Condino Neto
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:11/50436-4
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 31 de agosto de 2014
Assunto(s):Triagem neonatal
Resumo
As imunodeficiências primárias são doenças causadas por alterações gênicas que resultam em elevada susceptibilidade a infecções graves e recorrentes de início precoce e elevada morbidade e mortalidade. Este projeto tem por objetivo contribuir para o avanço no diagnóstico e implementação de testes de triagem neonatal para as imunodeficiências primárias: Síndrome de Di George, que se estima ser a síndrome genética de deleção mais prevalente (1:3000 nascidos vivos) e as Imunodeficiências Combinadas Graves (SCID), que constituem um grupo de doenças com diferentes defeitos genéticos identificados, que evoluem para o óbito precoce se não forem diagnosticadas e tratadas a tempo. A metodologia a ser abordada é rápida e possui custo abaixo dos testes hoje disponíveis. Contando com recursos já aprovados para o projeto de pesquisa científica e tecnológica em Genética Clínica CNPq 401895/2010-6, implantaremos técnicas de detecção molecular para triagem neonatal de SCID e Síndrome de Di George possibilitando que os pacientes sejam contabilizados e tratados corretamente, diminuindo, portanto, a morbidade e mortalidade. Futuramente, estes pacientes poderão ter tratamento e suporte adequados, e suas famílias aconselhamento genético apropriado; tudo isso, no âmbito do sistema público de saúde, uma vez que desenvolveremos nosso projeto em serviço credenciado no Sistema Único de Saúde (SUS). (AU)

Produção e mortalidade de raízes finas em plantações de Eucalyptus grandis sob solos com diferentes texturas (Itatinga - SP)

Beneficiário:George Rodrigues Lambais
Instituição: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marisa de Cassia Piccolo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:11/06412-3
Vigência: 01 de setembro de 2011 - 28 de fevereiro de 2014
Resumo
A alocação de carbono no solo nas plantações comerciais de eucaliptos representa 10 a 30% da produtividade bruta. No entanto, a compreensão dos fatores controlando a dinâmica de raízes em florestas tropicais ainda mostra-se bastante limitado, uma vez que as metodologias apresentam limitações para este bioma. Uma das metodologias que tem sido muito empregado é a técnica de minirhizotrons, prestando grande contribuição para os estudos da dinâmica do carbono (C) e nutrientes associados à produção das raízes finas. No Brasil, O Eucalyptus é o principal gênero florestal plantado, representando 4,5 milhões de hectares. O objetivo deste estudo é avaliar a produção e mortalidade de raízes finas de Eucalyptus grandis sobre solos com diferentes texturas (20 e 40% de argila). Serão instalados 12 minirhizotrons em cada tipo de solo (0-28 cm de profundidade), e a dinâmica das raízes da superfície até 8 metros de profundidade será estudada no solo com 20% de argila. As análises das imagens obtidas pelo scanner, ocorrerão a cada 14 dias durante 2 anos e duas vezes por semana por semana no meio do verão e do inverno de cada ano. As produções de raízes finas serão comparadas com os fluxos de carbono alocados no solo nas mesmas parcelas avaliadas no Projeto EUCFLUX (http://www.ipef.br/eucflux/) que quantifica os fluxos de C entre a floresta e a atmosfera. O entendimento dos fatores controlando tal fluxo, relacionado com as camadas profundas do solo, contribuirá para a melhoria dos modelos ecofisiológicos usados pelas empresas florestais para prever a produção das plantações. (AU)

Caracterização molecular e antigencia de amostras de coronavírus de perus (TCoV) detectadas no Brasil: análise das regiões 3UTR e sequenciamento do gene da proteína s

Beneficiário:Maria Cecilia Bacil Teixeira
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Antonio Jerez
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:07/55932-4
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de maio de 2009
Assunto(s):Imunohistoquímica
Resumo
A infecção por coronavírus dos perus (TCoV) era desconhecida no Brasil, até a sua primeira detecção em 2007. O TCoV além de ocasionar uma enterite aguda e altamente contagiosa e com impacto econômico, pode, também, estar associado à etiologia da síndrome da enterite e mortalidade dos perus (PEMS), caracterizada por alta mortalidade, severo atraso no crescimento e imunodisfunção, como resultado da atrofia de órgão linfóides, tais como o timo, a bursa de Fabricius e o baço, acarretando, como conseqüência, a redução na resposta imune. O diagnóstico laboratorial do TCoV é fundamental para a prevenção da infecção e medidas de biosegurança, principalmente no aspecto de comercialização internacional, uma vez que o Brasil já se consolidou como o segundo produtor mundial de perus. Diante da escassez de informações acerca do TCoV em nosso país, decidimos empreender a presente investigação científica, voltada à caracterização molecular e antigênica de amostras de TCoV provenientes de perus com suspeita de PEMS. Serão padronizadas e avaliadas metodologias de RT-PCR para a amplificação da região 3'UTR e o seqüenciamento do gene da proteína S, visando à comparação e análise filogenética das amostras detectadas. Além disso, serão analisados os efeitos da apoptose celular, através da localização de antígenos virais pela técnicas de imunohistoquímica e TÚNEL, em embriões de perus experimentalmente inoculados com as amostras de campo. (AU)

Papel do estresse oxidativo e do controle autonômico da circulação na resistência do miocárdio a injúria isquêmica no diabete experimental

Beneficiário:Georgia Orsi Candido
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Claudia Costa Irigoyen
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/52419-4
Vigência: 01 de setembro de 2007 - 31 de agosto de 2009
Assunto(s):Estresse oxidativoInfarto do miocárdioResposta inflamatória
Resumo
Recentemente, foi testada em nosso laboratório, a hipótese de que o coração diabético seria mais resistente à injúria isquêmica. Os resultados mostraram que dentre os grupos infartados, os diabéticos apresentaram mortalidade menor, em 15 e 30 dias, indicando que o estado diabético realmente pode estar associado a uma cardioproteção, nesse período de tempo. Não se conhece, entretanto, quais mecanismos poderiam estar envolvidos nessa cardioproteção e que poderiam fazer desse período uma janela de oportunidade para intervenções capazes de mudar a evolução natural da doença, pois como vimos, a mortalidade se equivale aos 90 dias de IM em diabéticos e não diabéticos. Sabidamente existe aumento do estresse oxidativo em animais dibéticos, que provoca respostas de ajuste dos sistemas antioxidantes dependendo do tempo e da gravidade da doença. Não seria surpreendente, portanto, que a resposta do coração diabético à isquemia provocada pela oclusão coronariana, fosse diferente, levando a respostas inflamatórias e lesões diversas, quando comparados a animais não diabéticos, o que poderia também repercutir no controle autonômico da circulação. Dessa forma, e considerando a vantagem do uso de um modelo experimental em que controlamos o tempo de diabetes e de IM, nesse trabalho testaremos a hipótese de que a cardioproteção do diabético à injúria isquêmica está associada a diferenças no estresse oxidativo e nitrosativo cardíaco, na resposta inflamatória e na modulação autonômica da PA e da FC. (AU)

Prevalência de diabetes mellitus, tolerância a glicose diminuída e síndrome metabólica na população urbana de 30 a 79 anos da cidade de São Carlos (SP)

Beneficiário:Paula Lima Bosi
Instituição: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ângela Merice de Oliveira Leal
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/53597-3
Vigência: 01 de março de 2008 - 28 de fevereiro de 2009
Resumo
A resistência insulínica, um dos principais fatores patogênicos do DM tipo 2, refere-se à resistência às ações da insulina, e associada a outros fatores de risco cardiovascular, como hipertensão, obesidade e dislipidemia, compõe a chamada Síndrome Metabólica (SM). O aumento progressivo da incidência e prevalência da SM, e as complicações associadas ao DM têm incorrido em elevado custo social e econômico. Na cidade de São Carlos (São Paulo), em particular, as doenças cerebrovasculares e o infarto agudo do miocárdio são as duas principais causas de mortalidade e DM a 5ª causa mais freqüente. A identificação dos fatores de risco cardiovascular, em especial, os distúrbios metabólicos, é estratégica na prevenção da morbi-mortalidade por doenças cardiovasculares e os estudos epidemiológicos podem propiciar o melhor planejamento de cuidados e recursos destinados à implantação de projetos e medidas que visem à prevenção e ao diagnóstico precoce. Este projeto tem como objetivo a determinação da prevalência de diabetes mellitus, tolerância à glicose diminuída e síndrome metabólica na população urbana de 30 a 79 anos, na cidade de São Carlos. (AU)

Efeitos de extratos de Piperaceae em Biomphalaria glabrata (Mollusca: Planorbidae)

Beneficiário:Dan Jessé Gonçalves da Mota
Instituição: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Toshie Kawano
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:09/00211-6
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Assunto(s):MortalidadePiperaceae
Resumo
A esquistossomose é uma doença grave e de evolução crônica, com importante papel sócio-econômico. Estima-se que cerca de 600 milhões de pessoas correm risco de infecção e 200 milhões de pessoas são infectadas em 74 países na África, Ásia, América do Sul e algumas ilhas do Caribe. No Brasil, onde o Schistosoma mansoni é prevalente, cerca de 6 a 7 milhões de pessoas possuem esquistossomose mansônica e 26 milhões de pessoas correm o risco de infecção. O trabalho tem como objetivo avaliar o efeito de extratos de plantas em adultos de Biomphalaria glabrata. Os moluscos B. glabrata descendem de espécimens de Belo Horizonte, MG. I. RESUMO DAS ATIVIDADESEstudos preliminares estão sendo realizados mediante exposição de indivíduos adultos de Biomphalaria glabrata em diluições específicas de princípios ativos isolados de plantas da família das Piperaceae e outros extratos brutos obtidos de diferentes partes dessas plantas como folhas e inflorescência. Concentrações ideais serão escolhidas após esta seleção preliminar e avaliação abrangente, conforme resultados obtidos para se determinar quais substâncias apresentam melhor freqüência de mortalidade após as 24 horas de exposição e ao longo de 10 dias de observação para cada concentração e extrato. (AU)

Termoretificação de madeiras de eucalipto como barreira ao ataque do cupim Cryptotermes brevis

Beneficiário:Antonio Maria das Chagas Pessoa
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Evoneo Berti Filho
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:00/07039-0
Vigência: 01 de outubro de 2000 - 30 de setembro de 2002
Resumo
Os danos causados pelo cupim Cryptotermes brevis aos produtos de madeira são consideráveis. Para o controle destes insetos são usados tratamentos à base de produtos químicos. A termorretificação é uma forma de tratamento térmico de madeiras podendo ser uma barreira ao ataque destes insetos. O objetivo do presente trabalho é verificar as possibilidades deste processo para a madeira de Eucalyptus grandis submetidas ao ataque de C. brevis. Serão realizados 5 tratamentos: T1-madeira não termorretificada (Testemunha, madeira seca ao ar); T2 - madeira termorretificada a 120oC; T3 - madeira termorretificada a 140oC; T4 - madeira termorretificada a 160oC; T5 - madeira termorretificada a 180oC; com três repetições por tratamento. Para cada termorretificação será determinada a densidade das ladeiras antes e após as termorretificações. Para cada tratamento com cupins serão realizados 15 repetições, sendo 40 cupins / repetição, atribuindo-se notas para o desgaste ocasionado pelos cupins, além de avaliação da mortalidade destes insetos. Os resultados de desgaste serão analisados segundo a metodologia de análise categórica ordinal, através da obtenção de tabelas de contingência e ajuste de modelos de regressão logística. A mortalidade dos cupins será analisada estatisticamente, ao nível de significância 5% e as diferenças entre as médias obtidas serão avaliadas a partir do teste Tukey. (AU)

Análise espacial dos óbitos neonatais com foco no parto prematuro, Taubaté, SP

Beneficiário:Ruth Sampaio Paulucci
Instituição: Instituto Básico de Biociências (IBB). Universidade de Taubaté (UNITAU). Taubaté, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Fernando Costa Nascimento
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/11305-9
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2010
Assunto(s):GeoprocessamentoMortalidade neonatal
Resumo
O presente projeto tem por objetivo identificar padrões espaciais para a mortalidade neonatal e para partos prematuros na cidade de Taubaté, SP, nos anos de 2003 e 2004. A análise espacial vem se mostrando como ferramenta útil para identificação de padrões em setores da Saúde Pública. Recentemente, a revista Cadernos de Saúde Pública destinou um volume exclusivo neste assunto (ano 2001, volume 17, número 5. Espera-se identificar área com maior concentração de óbitos e área de partos prematuros. A análise espacial usará técnicas de área e de pontos. Este projeto se justifica pela inexistência de estudos abordando este tema no Estado de São Paulo em geral e no Vale do Paraíba em particular. Os resultados poderão orientar medidas de intervenção por parte dos Serviços de Saúde local e estadual. (AU)

Efeitos da poluição do ar de São Paulo sobre o epitélio ciliado da rã - Subprojeto 1: estudo da influência do material particulado (PM10) no transporte mucociliar e na diferença de potencial transepitelial

Beneficiário:Alexandre Pereira de Oliveira
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:96/12519-3
Vigência: 01 de abril de 1997 - 31 de março de 1999
Assunto(s):Fisiologia respiratória e circulatóriaDoenças respiratóriasDepuração mucociliarMortalidadeMaterial particuladoPoluição atmosférica
Resumo
Diversos estudos epidemiológicos têm mostrado grande associação entre a poluição atmosférica e doenças respiratórias, tanto em termos de morbidade, quanto de mortalidade. Assim, o presente projeto visa dar plausibilidade biológica a estes dados epidemiológicos através de 4 subprojetos: O primeiro subprojeto estudará a influência do material particulado atmosférico na velocidade de transporte mucociliar e diferença de potencial transepitelial do epitélio ciliado, usando a preparação isolada do palato de rã, que apresenta um epitélio muito semelhante ao da árvore respiratória humana. (AU)

Estudo do remodelamento pulmonar na endotoxemia induzida por lipopolissacarídeo

Beneficiário:Ricardo Costa Petroni
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Garcia Soriano
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:07/07375-9
Vigência: 01 de maio de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Assunto(s):FibroseColágenoPulmãoSepse
Resumo
Os gastos no Brasil com pacientes de UTI no ano de 2003 somaram R$ 17,34 bilhões, o que representa aproximadamente entre 30 a 35% dos gastos globais com a área de saúde. No Brasil dados do estudo BASES mostraram que sepse é a principal geradora de custos nos setores público e privado (1). As bactérias Gram-positivas e Gram-negativas são as responsáveis pela maioria dos casos da sepse (36% e 35%, respectivamente) (2). A sepse grave e o choque séptico estão associados a taxas de mortalidade de 40 a 60%. A mortalidade não tem se modificado nas últimas duas décadas apesar do desenvolvimento de novos antibióticos e aprimoramento de medidas de tratamento intensivo (3).O pulmão esta entre os primeiros órgãos a serem atingidos durante a sepse. A falência respiratória está entre as mais freqüentes complicações da sepse severa, ocorrendo em quase 85% dos casos (26-31). A sepse causa uma lesão do endotélio vascular pulmonar, acarretando um desequilíbrio entre a ventilação e a perfusão pulmonar.(32) Cerca de 40% dos pacientes com sepse desenvolvem a SARA a qual é caracterizada principalmente pela alteração da função respiratória, surgimento de edema intersticial pulmonar e deposição de fibronectina e colágeno nos pulmões. A caracterização da deposição de colágeno e a possível relação com a diminuição da capacidade respiratória em pacientes com sepse é fundamental para o entendimento dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos nessa doença. (AU)

O co-ativador de transcrição gênica PGC-1 em modelo experimental de sepse

Beneficiário:Luís Guilherme Aguiar de Cunto Schützer Del Nero
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Heraldo Possolo de Souza
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/10552-2
Vigência: 01 de agosto de 2010 - 31 de julho de 2011
Assunto(s):MortalidadePulmão
Resumo
A incidência de sepse e choque séptico vem aumentando nas últimas décadas. O tratamento do choque séptico se baseia em três vertentes principais: (1) erradicação da infecção com antimicrobianos e/ou drenagem cirúrgica; (2) monitoramento e correção, em UTI, de alterações fisiológicas como ritmo cardíaco, pressão arterial, fornecimento de oxigênio e desarranjos metabólicos; (3) inibição ou modulação dos mediadores tóxicos da sepse. Contudo, todos esses esforços terapêuticos se mostram relativamente ineficazes, tendo em vista as altas taxas de letalidade associadas à sepse. Algumas das alterações mais relevantes nos quadros sépticos incluem distúrbios no metabolismo energético, cujo controle vem sendo, recentemente, relacionado a alguns grupos de coativadores transcricionais, como o PGC-1.Em estudos prévios de nosso laboratório, demonstramos que ocorre aumento da expressão de PGC-1 durante a resposta à inoculação de bactérias na cavidade peritoneal. No entanto, esses estudos iniciais não exploraram a existência de uma relação causal entre esses dois fenômenos. Assim, nossa hipótese é que o aumento da expressão de PGC-1 seja necessária para uma adequada resposta inflamatória à agressão bacteriana e que na sua ausência, essa resposta é deficiente. Para tanto, iremos determinar a relação entre a expressão de PGC-1 e o desenvolvimento da resposta inflamatória em um modelo experimental de sepse. Serão avaliadas a mortalidade e a resposta inflamatória em camundongos submetidos à punção e ligadura cecal onde a expressão de PGC-1 será diminuído através do uso de antissenso específico. (AU)

Desenvolvimento do método de microdiálise in vivo para estudo do microambiente uterino: efeitos na duração do ciclo estral e na manutenção da prenhez inicial em bovinos

Beneficiário:Andre Fernando Freire
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mario Binelli
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:03/10128-2
Vigência: 01 de março de 2004 - 28 de fevereiro de 2006
Assunto(s):BovinosMicrodiáliseProteínas
Resumo
Nos bovinos o estabelecimento da gestação entre os dias 15 e 17 do ciclo estral é definido como "período critico", sendo que nesta fase ainda ocorrem cerca de 30% de mortalidade embrionária. A mudança de estado reprodutivo cíclico para o prenhe depende de um mecanismo efetivo de bloqueio da luteólise. Este bloqueio, por sua vez é conseqüência de um diálogo bioquímico materno-fetal, onde o concepto em desenvolvimento secreta no lúmen uterino algumas proteínas, dentre as quais, o interferon-tau, que atua sobre receptores endometriais inibindo a liberação de prostaglandina pelo útero. Porém essa comunicação materno-fetal freqüentemente não é bem sucedida resultando em mortalidade embrionária e conseqüentemente repercutindo negativamente na lucratividade da pecuária. Com o objetivo de diminuir essas perdas embrionárias torna-se essencial compreender o diálogo materno-fetal durante o período crítico. O presente projeto tem como objetivo desenvolver a técnica de microdiálise intrauterina para monitoração deste microambiente na vaca tomando possível no futuro coletar e investigar proteínas candidatas a estarem participando do diálogo bioquímico materno-fetal. (AU)

Alterações metabólicas mediadas pelo aumento da expressão do gene da ECA influenciam a susceptibilidade cardiovascular

Beneficiário:Newton Allan Lopes
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:08/01351-3
Vigência: 01 de fevereiro de 2008 - 31 de janeiro de 2009
Assunto(s):Tecido adiposo branco
Resumo
Estudos prévios utilizando camundongos com diferentes níveis de expressão do gene da ECA ( 1 a 3 cópias), controles (C) e diabéticos (D), mostraram que sob dieta controle não houve diferença no peso corporal, mas o consumo alimentar foi maior nos animais com 3 cópias. Sob dieta hiperlipídica, a quantidade de ração ingerida foi semelhante, mas os animais com 3 cópias apresentaram menor peso corporal. Observou-se também que camundongos D com 3 cópias do apresentaram maior mortalidade associada a excessiva perda de peso corporal, quando comparados aos D com 1 cópia. Esses dados sugerem que o gene da ECA confere susceptibilidade cardiovascular, que podem estar associadas às alterações metabólicas que envolvem funcionalmente o tecido adiposo (TAB). Assim, pretende-se investigar o efeito da alteração na expressão do gene da ECA sobre a atividade dos adipócitos em situações fisiológicas (dieta controle e hiperlipídica), e indicar possíveis perturbações metabólicas que estariam influenciando a progressão do diabetes e contribuindo para a alta taxa de mortalidade. (AU)

Criar ao peito - permanências e mudanças no ato de amamentar, São Paulo - 1899-1930

Beneficiário:Mirtes de Moraes
Instituição: Faculdade de Ciências Sociais. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Izilda Santos de Matos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:01/09466-5
Vigência: 01 de dezembro de 2001 - 31 de maio de 2005
Assunto(s):FemininoMortalidade infantil
Resumo
O índice crescente e assustador da mortalidade infantil constatados pelos médicos no final do século XIX e início do XX, apresentava-se como um grave problema que necessitava de soluções. A amostra destes dados estatísticos foi um dos argumentos utilizados pelos médicos para construir modelos e ao mesmo tempo condenar outros. Como ponto de partida para o trabalho, tomaremos o momento em que o discurso médico se insere no seu campo de referências sobre a, tradicional prática do aleitamento remunerado. Contudo, no início do século XX, as amas passam a ser encaradas pelo olhar médico como um dos principais agentes transmissores de doenças relacionada à morte dos recém-nascidos, e a partir de então passam a ser alvo de um enquadramento legal- promovido por várias instituições- que visou estabelecer regras muito bem delimitadas par o exercício da profissão. Um das conseqüências dessa refiguração das representações associadas ao aleitamento diz respeito às fortes articulações que foi se forjando, desde então, a respeito do "papel" a ser desenvolvido pela mãe com relação à criança. Com isso; a "condição feminina" ganha o investimento de um novo dispositivo de poder, sendo modelada por uma trama discursiva que reserva ao feminino o papel preponderante de ser mãe, com todas as implicações políticas e sociais que esse fato pôde acarretar para as mulheres. (AU)

Avaliação da resposta a vacinação contra sarampo em pacientes transplantados de medula óssea e a correlação entre a avidez de anticorpos IgG, e persistência da imunidade

Beneficiário:Flávio Buratti Gonçalves
Instituição: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanda Akico Ueda Fick de Souza
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:98/00189-4
Vigência: 01 de junho de 1998 - 31 de agosto de 2000
Resumo
O sarampo, importante infecção viral de alta prevalência, morbidade e mortalidade no passado, e habitualmente prevenido pelo uso de vacina viva atenuada, com boa resposta em imunocompetentes. Em grupos selecionados de pacientes, com deficiências imunes adquiridas ou induzidas, como transplantados, apresenta alta mortalidade. Em pacientes transplantados de medula óssea, existe controvérsia quanto à vacinação e quanto a possíveis esquemas de vacinação. A vacinação contra o sarampo e avaliada pela produção de anticorpos específicos, que evoluem para anticorpos de alta avidez, o que não foi verificado em transplantados. No presente projeto, pretendemos estudar a formação de anticorpos em transplantados de medula óssea vacinados contra o sarampo, baseando-se na presença e eficiência da imunidade humoral. Esta imunidade será estudada através da detecção de anticorpos IgG específicos e sua avidez, em amostras colhidas antes do transplante, antes da vacinação e em períodos subseqüentes da vacinação, visando a definição da evolução da avidez destes anticorpos e sua possível correlação com a manutenção de imunidade anti-sarampo neste grupo de pacientes. (AU)

Emprego de gonadotrofinas na indução da puberdade em fêmeas suínas e seus efeitos na eficiência reprodutiva

Beneficiário:Adriana Carbone
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anibal de Sant'Anna Moretti
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:99/08240-1
Vigência: 01 de novembro de 1999 - 31 de outubro de 2001
Resumo
O experimento visa estudar os efeitos da utilização de gonadotrofinas na indução da puberdade em marrãs pré-púberes, acompanhamento da dinâmica folicular através da ultra-sonografia e averiguação da fertilidade da fêmea pela taxa de ovulação, mortalidade embrionária, tamanho da leitegada ao nascimento. Serão empregados no experimento 90 fêmeas, num delineamento em blocos casualizados, caracterizando 10 grupos homogêneos de 9 fêmeas cada, distribuídas em 3 tratamentos: emprego de PMSG e HCG em uma única aplicação: PMSG e, 72 h após, HCG e grupo controle com solução salina. As fêmeas serão observadas a partir dos 120d. de idade, com período de adaptação prévio, determinando-se até os 154d. o peso, consumo de ração e espessura de toucinho. A partir da indução de cio com gonadotrofinas, aos 154d., será utilizada a ultra-sonografia, visando a observação da dinâmica folicular até o momento da ovulação, com acompanhamento do diagnóstico de estro e inseminação artificial. Um grupo de fêmeas, aos 35d. de gestação será abatido para a determinação das taxas de ovulação, contagem de embriões e mortalidade embrionária. O grupo restante levará a gestação a termo, para a avaliação do tamanho da leitegada ao nascimento. O estudo realizar-se-á no Laboratório de Pesquisa em ... (AU)

Dinâmica da comunidade arbórea de Floresta Ombrófila Densa de terras baixas e de restinga no Parque Estadual da Serra do Mar, SP

Beneficiário:Marcos Augusto da Silva Scaranello
Instituição: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Plínio Barbosa de Camargo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/06821-5
Vigência: 01 de março de 2008 - 28 de fevereiro de 2009
Assunto(s):Dinâmica de comunidadesFlorestas tropicaisÁrvores florestais
Resumo
A floresta tropical é a mais diversa em termos de espécies de plantas, mas pouco se sabe sobre a dinâmica desse complexo ecossistema. A Floresta Atlântica, considerada um "Hotspot" por diversos autores, sofreu intensa intervenção antrópica nos últimos anos tendo sua área total reduzida a menos de 8 %. Os processos que regem a dinâmica de uma floresta são conhecidos como recrutamento, crescimento e mortalidade, e tem grande importância, visto que o estudo destes parâmetros podem indicar as mudanças ocorridas em sua composição e estrutura assim como nos estoques de nutrientes destas florestas . Assim sendo, o objetivo do presente estudo será avaliar a dinâmica da comunidade arbórea de Floresta Ombrófila Densa de Terras Baixas e de Restinga, localizado no Parque Estadual da Serra do Mar, São Paulo. Para isso, parcelas permanentes foram instaladas e os indivíduos com o diâmetro a altura do peito (DAP) maior que 4,8 cm (perímetro acima do peito PAP > 15 cm) foram inventariados (DAP, altura, altura do fuste, luminosidade da copa) e marcados para o segundo inventário em um intervalo de dois anos, caracterizando a metodologia do inventário florestal contínuo. Parâmetros de dinâmica (mortalidade, recrutamento e crescimento) da comunidade arbórea serão determinados e avaliados em ambas as áreas de estudo. Tal estudo, contribuirá com informações importantes para o entendimento do funcionamento deste importante bioma junto ao projeto temático "Gradiente Funcional", no qual está inserido. (AU)

Determinação do escore Apgar (modificado por Born, 1981) e dos níveis de cortilosemia, glicemia e hemogasometria em cordeiros nascidos de partos normais e de cesarianas induzidas por anestesias inalatorias..

Beneficiário:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/55741-7
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2011
Assunto(s):ColostroCordeirosImunoglobulinasMortalidade
Resumo
É sabido que quase a totalidade dos trabalhos científicos desenvolvidos no Brasil e em outros países é realizada com bezerros e potros, como demonstrado na literatura compilada, com pouquíssima atenção para os animais das espécies ovina e caprina. Existem escassos dados com relação às alterações clínicas e dos componentes sangüíneos em cordeiros recém-nascidos oriundos de cesarianas. Sem dúvida, os avanços da biotecnologia (FIV, clonagens) têm trazido grandes benefícios â pecuária nacional, principalmente no que tange à rápida melhoria genética dos rebanhos. Contudo, vários problemas têm sido observados em decorrência dos mesmos, tais como: a) maior intervenção aos trabalhos de parto em virtude da elevada taxa de distocias em fêmeas primíparas, causadas pelo seu pequeno diâmetro pélvico e/ou pelo grande tamanho dos produtos gerados pelas avançadas técnicas de concepção; e b) necessidade de melhor e mais intensiva assistência a recém-nascido, pelo desenvolvimento de inúmeras alterações orgânicas e funcionais (acidoses respiratória e metabólica, falha de transferência de imunidade passiva, hipertensão, arritmias cardíacas, espessamento excessivo do cordão umbilical, etc). Contudo, poucos profissionais conhecem e militam na área de pediatria veterinária, sendo necessárias mais pesquisas que viabilizem informações importantes aos colegas, para que os procedimentos durante o período perinatal tenham sucesso e auxiliem na redução da taxa de mortalidade dos animais recém-nascidos pecuários. (AU)

Avaliação comparativa da diálise peritoneal contínua e da hemodiálise diária estendida na evolução de pacientes com injúria renal aguda

Beneficiário:André Luís Balbi
Instituição: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:André Luís Balbi
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/52135-9
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 30 de abril de 2011
Assunto(s):Lesão renal agudaDiálise renalDiálise peritoneal ambulatorial contínuaSobrevida
Resumo
A Injúria Renal Aguda é patologia freqüente em pacientes internados em Unidades de Terapia Intensiva, com elevada mortalidade. O tratamento baseia-se em cuidados clínicos e, muitas vezes, na necessidade de diálise. Não há um método dialítico de escolha nesta patologia, havendo, porém estudos que mostram que os métodos contínuos são mais adequados que os métodos intermitentes. Os principais objetivos deste trabalho são avaliar, de modo prospectivo, 120 pacientes internados no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP com diagnóstico de Injúria Renal Aguda e submetidos a Diálise Peritoneal Contínua (60 pacientes) e a Hemodiálise Estendida Diária (60 pacientes) quanto a mortalidade e recuperação da função renal. Os grupos serão definidos por sorteio e a prescrição da diálise será feita pelo nefrologista. Para os pacientes submetidos à Diálise Peritoneal Contínua será prescrito Kt/V de 0.65 por sessão. Ao final de cada sessão, serão realizadas avaliações clínica, laboratorial e nutricional, além de calculadas as doses de diálise recebidas em cada método. Os critérios para suspensão deste protocolo serão a recuperação da função renal, mudança do método dialítico, ausência de recuperação da função renal após 30 dias de acompanhamento ou óbito do paciente. Ao final do estudo, os grupos serão submetidos a diferentes testes estatísticos, considerando como significativo em valor de 5%, sendo também realizada curva de sobrevida dos pacientes em cada grupo. (AU)

Níveis plasmáticos de interleucina-6, interleucina-10, procalcitonina e Proteína C Reativa em crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico

Beneficiário:José Roberto Fioretto
Instituição: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Roberto Fioretto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:04/03776-0
Vigência: 01 de fevereiro de 2005 - 31 de janeiro de 2007
Assunto(s):Choque sépticoInterleucinasPediatriaSepse
Resumo
A sepse e o choque séptico constituem-se em desafio para a medicina intensiva. A incidência tem aumentado e a taxa de mortalidade permanece elevada, variando de 40% a 80%. A definição clínica de sepse vem sendo motivo de controvérsia, pois os critérios adotados em 1991 foram considerados muito amplos e não específicos por levarem em conta apenas dados clínicos. Novas definições publicadas em 2001 incluíram a dosagem de marcadores bioquímicos entre as variáveis para diagnosticar sepse em adultos. Como em pediatria ainda não está estabelecida a utilização de marcadores bioquímicos como critérios diagnósticos de SRIS e sepse, os objetivos deste estudo são: 1) estudar os níveis plasmáticos de IL-6, IL-10, PCR e PCT no plasma e sobrenadante de cultura de células mononucleares de crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico; 2) determinar a correlação entre o critério diagnóstico clínico de sepse e as concentrações plasmáticas destes marcadores; 3) investigar a relação entre estes marcadores e a mortalidade. (AU)

Mecanismos de ação da solução salina hipertônica de NaCl 7,5% na evolução da pancreatite aguda experimental

Beneficiário:Marcel Cerqueira Cesar Machado
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcel Cerqueira Cesar Machado
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/03980-5
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 30 de abril de 2009
Resumo
Na pancreatite aguda (PA) a ativação inapropriada das enzimas pancreáticas tem papel importante no desencadeamento dos mecanismos inflamatórios responsáveis pelas manifestações locais e sistêmicas da doença. Em trabalho recente (Machado, MCC e cols, Pancreas 2006;32:80-86) mostramos que a administração de solução salina hipertônica na PA experimental atenuou as alterações hemodinâmicas, reduziu as citocinas inflamatórias, as lesões sistêmicas, a infecção e a necrose acinar pancreática. Como conseqüência destes efeitos houve redução significativa na mortalidade nos animais tratados com solução hipertônica NaCl 7,5% quando comparados com os animais tratados com solução salina NaCl 0,9% e com animais que não foram tratados. Entretanto, neste trabalho não foi estudada a ação da solução salina hipertônica na ativação das enzimas pancreáticas, que ocorre numa fase inicial da PA, e na lesão pancreática, o que poderia influenciar na gravidade da lesão pancreática e portanto na intensidade das alterações sistêmicas.O objetivo deste estudo será avaliar se a redução da mortalidade na PA poderia estar relacionada a uma redução da atividade enzimática atenuando as lesões pancreáticas, ou tendo seu efeito primordial na redução da resposta inflamatória sistêmica. (AU)

Alterações metabólicas mediadas pelo aumento da expressão do gene da ECA influenciam a susceptibilidade cardiovascular

Beneficiário:José Eduardo Krieger
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/50382-6
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de julho de 2009
Assunto(s):Dieta hiperlipídicaMetabolismoTecido adiposo branco
Resumo
Estudos prévios utilizando camundongos com diferentes níveis de expressão do gene da ECA (1 a 3 cópias), controles (C) e diabéticos (D), mostraram que sob dieta controle não houve diferença no peso corporal, mas o consumo alimentar foi maior nos animais com 3 cópias. Sob dieta hiperlipídica, a quantidade de ração ingerida foi semelhante, mas os animais com 3 cópias apresentaram menor peso corporal. Observou-se também que camundongos D com 3 cópias do apresentaram maior mortalidade associada a excessiva perda de peso corporal, quando comparados aos D com 1 cópia. Esses dados sugerem que o gene da ECA confere susceptibilidade cardiovascular, que podem estar associadas às alterações metabólicas que envolvem funcionalmente o tecido adiposo (TAB). Assim, pretende-se investigar o efeito da alteração na expressão do gene da ECA sobre a atividade dos adipócitos em situações fisiológicas (dieta controle e hiperlipídica), e indicar possíveis perturbações metabólicas que estariam influenciando a progressão do diabetes e contribuindo para a alta taxa de mortalidade. (AU)

Efeitos da atorvastatina, do fenofibrato e do ácido nicotínico sobre a expressão gênica e secreção de leptina, de adiponectina, de PAI-1 e de MCP-1, em adipócitos da linhagem 3T3-L1

Beneficiário:Marcelo Costa Batista
Instituição: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Costa Batista
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/51483-0
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de outubro de 2008
Assunto(s):AdipocinasEstatinasNiacina
Resumo
A doenças cardiovasculares representam a primeira causa de mortalidade em todo o mundo, resultando em mais de 17 milhões de óbitos anualmente. A obesidade e a síndrome metabólica, esta última caracterizada por um acúmulo excessivo de tecido adiposo abdominal, são fatores de risco associados a desfechos aterotrombóticos. O tecido adiposo, antes visto como um mero depósito de energia, é considerado hoje um fator de importância irrefutável para o desenvolvimento da doença aterosclerótica, pois as células adiposas são responsáveis pela expressão e secreção de substâncias que atuam diretamente no processo inflamatório das paredes arteriais afetadas pela aterosclerose. Entre tais substâncias destacam-se a Leptina, a Adiponectina e o MCP-1. Adicionalmente, os adipócitos expressam e secretam PAI-1, o mais importante inibidor endógeno da fibrinólise, cuja elevação na concentração plasmática está associada a aumento de risco de desfechos aterotrombóticos, como infarto agudo do miocárdio. Uma vez que o estado pró-Inflamatório e pró-trombótico, característicos da obesidade e da síndrome metabólica, contribuem para elevação e risco de desfechos cardiovasculares, drogas com propriedades de influenciar de maneira positiva na produção de mediadores inflamatórios e pró-trombóticos têm potencial beneficio na redução de mortalidade. Evidências sugerem que certas classes de drogas modificadoras do perfil lipídico (as estatinas, os fibratos e o ácido nicotínico) possuam ações pleiotrópicas. Entre estas ações, os efeitos sobre expressão e secreção de Leptina, Adiponectina, PAI-1 e MCP-1 em adipócitos ainda são pouco elucidados. (AU)

Determinação do período de absorção de imunoglobulinas pela mucosa intestinal de cabritos: influência do tempo decorrido entre o nascimento e a ingestão de colostro nos parâmetros bioquímicos

Beneficiário:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/55829-9
Vigência: 01 de dezembro de 2007 - 31 de agosto de 2009
Resumo
As prevalências de mortalidade perinatal de caprinos são bastante variáveis. Em sistemas extensivos de criação há relatos de perdas que variam de 10 à 60% e, em sistemas intensivos, as variações vão de 8 à 17%. Os prejuízos decorrentes da mortalidade perinatal incluem a perda dos recursos investidos nas mães para iniciar e manter a gestação e redução do número de animais disponíveis para a venda e seleção. Com o objetivo de investigar alguns aspectos relacionados à transferência de imunidade passiva (tempo de absorção de macromoléculas pelo epitélio intestinal), serão utilizados 35 animais neonatos mestiços das raças e Alpina, criados em regime intensivo e alimentados com colostro de vaca. Serão determinadas, também, a atividade da gama glutamiltransferase, a proteína total e suas respectivas frações eletroforéticas, bem como as imunoglobulinas G e M. Para a determinação do perfil hemogasométrico e da curva glicêmica e dos aspectos imunológicos de cabritos, serão utilizados 25 recém-nascidos, alimentados, voluntariamente, com colostros das próprias mães. As possíveis correlações serão estudadas entre as variáveis e a ocorrência de doenças em cabritos portadores ou não de falhas na transferência de imunidade passiva. (AU)

Prevalência de diabetes mellitus, intolerância a glicose e síndrome metabólica na população urbana de 30 a 79 anos da cidade e São Carlos (São Paulo)

Beneficiário:Ângela Merice de Oliveira Leal
Instituição: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ângela Merice de Oliveira Leal
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:06/57542-6
Vigência: 01 de maio de 2007 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Diabetes mellitusHipertensãoObesidadeSíndrome X metabólica
Resumo
Diabetes mellitus (DM) é uma síndrome metabólica cujo marco clínico é a hiperglicemia. A forma mais prevalente é o DM tipo 2, presente em 90% dos casos. A intolerância à glicose é uma fase de risco para o DM. A resistência insulínica, um dos principais fatores patogênicos do DM tipo 2, refere-se à resistência às ações da insulina, e associada a outros fatores de risco cardiovascular, como hipertensão, obesidade e dislipidemia, compõe a chamada Síndrome Metabólica (SM). O aumento progressivo da incidência e prevalência da SM, e as complicações associadas ao DM têm incorrido em elevado custo social e econômico. Na cidade de São Carlos (São Paulo), em particular, as doenças cerebrovasculares e o infarto agudo do miocárdio são as duas principais causas de mortalidade e DM a 5ª causa mais freqüente. A identificação dos fatores de risco cardiovascular, em especial, os distúrbios metabólicos, é estratégica na prevenção da morbi-mortalidade por doenças cardiovasculares e os estudos epidemiológicos podem propiciar o melhor planejamento de cuidados e recursos destinados à implantação de projetos e medidas que visem à prevenção e ao diagnóstico precoce. Este projeto tem como objetivo a determinação da prevalência de diabetes mellitus, intolerância à glicose e síndrome metabólica na população urbana de 30 a 79 anos, na cidade de São Carlos. Conforme planejamento amostrai inicial, 1.200 indivíduos deverão ser estudados através de questionário/entrevista, coleta de dados antropométricos e aferição da pressão arterial, e coleta de sangue capilar para determinação da concentração de glicose e lipídios. (AU)

Estudo multicêntrico sobre a prematuridade no Brasil

Beneficiário:José Guilherme Cecatti
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Guilherme Cecatti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Processo:09/53245-5
Vigência: 01 de julho de 2010 - 31 de dezembro de 2012
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Nascimento prematuroGravidezMortalidade perinatalTrabalho de partoMembranas fetais
Resumo
A prematuridade é a principal causa de mortalidade neonatal no Brasil e está aumentando a cada ano. Há necessidade de estudos avaliando a epidemiologia da prematuridade de forma ampla, buscando aspectos obstétricos e neonatais que possam contribuir para o entendimento de suas causas e permitir a adoção de políticas públicas de controle do nascimento de pré-termos. Foi formada uma rede com 27 instituições de grande porte do país, das quais 12 do estado de São Paulo, que pretende estudar o nascimento pré-termo, seus fatores causais e fatores associados. Através de um estudo de prevalência e de um estudo caso-controle, um total de 3.600 partos prematuros será avaliado num período de 18 meses nas instituições participantes. (AU)

Relação entre a presença de ilhas de patogenicidade, capacidades de adesão e invasão em linhagens celulares cultivadas in vitro, formação de biofilme e "quorum sensing", em Linhagens de Escherichia coli...

Beneficiário:Wanderley Dias da Silveira
Instituição: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Wanderley Dias da Silveira
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/56739-6
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 31 de março de 2011
Resumo
A indústria avícola, importante segmento econômico brasileiro, é prejudicada por vários fatores. Entre estes fatores destacam-se os processos infecciosos que acarretam baixo crescimento das aves, mortalidade e condenação de carcaças. Entre os microrganismos causadores de doenças infecciosas destaca-se a bactéria Escherichia coli, responsável por graus variados de morbidade e mortalidade. As linhagens de E. coli associadas à patogenicidade em aves são, coletivamente, denominadas APEC (avian pathogenic Escherichia coli), sendo as doenças que causam denominadas de maneira geral, colibacilose. Nesse trabalho, devido à importância da possível presença de ilhas de patogenicidade (PAIs) no genoma de APECs, diferentes linhagens deverão ser estudadas e testadas quanta à presença de genes relacionados à patogenicidade e genes relacionados à presença de ilhas de patogenicidade (PAIS), quanto à capacidade de adesão e invasão em células, quanto à capacidade de formação de biofilme e quanto à presença de "quorum sensing", antes e depois da deleção das PAls. Estudaremos a presença destes genes, se plasmidiais ou cromossômicos e se os mesmos podem estar relacionados à presença das PAIS. (AU)

Avaliação da proteção das alças intestinais fetais utilizando hidrogel (biomaterial) e óxido nítrico no modelo experimental de gastrosquise

Beneficiário:Lourenço Sbragia Neto
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/51487-9
Vigência: 01 de junho de 2008 - 31 de maio de 2010
Resumo
A Gastrosquise (G) é definida como a herniação das alças intestinais (em geral na parte lateral direita do umbigo) e como conseqüência, o intestino fetal entra em contato com o líquido amniótico e o neonato nasce com as vísceras abdominais expostas. Na fisiopatologia do defeito, o tempo de exposição das alças intestinais ao líquido amniótico é um dos fatores envolvidos no comprometimento das vísceras expostas e contribui para a maior morbidade e mortalidade da doença. O óxido nítrico (NO) tem papel importante na modulação da permeabilidade da mucosa e na motilidade de músculos lisos intestinais e pode ter aplicação biomédica se for incorporado em matrizes que atuem como veículo de liberação do NO. Os hidrogéis, como o N-isopropilacrilamida/ácido acrílico (PNIPAAm-co-AAc), podem ser estas matrizes, pois são de uso terapêutico, atóxicos e bons candidatos à sistemas de entrega de drogas, além de servir como capa para ferimentos e proteger contra à agressão química ou microbiana. Para isso, é necessário que o hidrogel se mantenha aderido à serosa quando aplicado sobre o intestino da G por meio da utilização de adesivos naturais, como o a fibrina. Na literatura há poucos relatos sobre o uso de materiais biossintéticos como protetores da superfície de um órgão ou tecido que tenham habilidade de doador NO e que potencialmente poderiam proteger as alças intestinais da G quando em contato com o líquido amniótico intra-útero. Portanto, a utilização do hidrogel associado ao NO aplicado ao modelo de G experimental em ratas poderia trazer subsídios para a possível aplicação do tratamento pré-natal ou mesmo neonatal gerando produtos de utilização farmacológica comercial e contribuir para diminuir o custo e a morbi-mortalidade da doença. (AU)

Efeito do ácido retinóico e sua interação com a traque-oclusao fetal sobre a expressão de receptores de vgef pulmonar na hérnia diafraegamatica em ratos

Beneficiário:Lourenço Sbragia Neto
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Sbragia Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/50347-9
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de junho de 2010
Resumo
Hérnia diafragmática congênita (HDC) é uma anomalia anatômica que causa grave distúrbio respiratório no período neonatal e ocorre por um defeito no foramen postero-lateral do diafragma pelo qual vísceras abdominais passam para o interior do tórax e por conseqüência acaba impedindo o completo desenvolvimento pulmonar. A incidência da HDC é de aproximadamente 1:2500 nascidos vivos e a mortalidade neonatal é de aproximadamente de 60% atribuída à imaturidade pulmonar estrutural e bioquímica associada à hipoplasia pulmonar que causa hipertensão pulmonar. De especial interesse são as alterações que ocorrem na vasculatura pulmonar desta anomalia congênita. Uma das possibilidades de promover o crescimento pulmonar na HDC e diminuir sua mortalidade é por meio da traqueo-oclusão fetal (TO). Ao realizar-se a TO na fase canalicular do desenvolvimento pulmonar ocorre aumento da angiogênese estimulada pela glicoproteína Vascular Endothelial Growth Factor (VEGF) e seus receptores. O retinol, vitamina A, parece ter um papel central na gênese da doença e no desenvolvimento da vasculature pulmonar, pois sua deficiência pode levar a maior incidência de HDC e também a hipoplasia pulmonar quando houver comprometimento da enzima retinaldesidrogenase 2 (RALDH2), enzima chave necessária para a transformação do refinai em ácido retinóico (AR).O objetivo deste estudo ê verificar no modelo de HDC em feto de rato induzido por Nitrofen o efeito do tratamento materno com ácido retinóico (AR) sobre a freqüência e o tamanho do aparecimento de hérnias e sobre a expressão dos receptores de VEGF no desenvolvimento pulmonar normal e com HDC quando submetidos à traqueo-oclusão fetal (TO). (AU)

Associação entre admissão hospitalar e prognóstico no acidente vascular cerebral (AVC) por dias da semana e status socioeconômico no estudo de mortalidade e morbidade do AVC (EMMA)

Beneficiário:Juliana Barbosa de Barros
Instituição: Hospital Universitário (HU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Isabela Judith Martins Bensenor
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:11/17082-4
Vigência: 01 de novembro de 2011 - 31 de outubro de 2012
Assunto(s):Acidente vascular cerebralEscolaridadeMortalidadePrognóstico
Resumo
ResumoContexto - As taxas de mortalidade por acidente vascular cerebral (AVC) no Brasil são as maiores da América Latina e estão entre as maiores no mundo. Os números de mortes por AVC ultrapassam os números de morte por doença isquêmica coronariana no país. A despeito disso, há poucas pesquisas sobre AVC no país. Objetivo - Analisar a associação da ocorrência de AVC e o seu prognóstico com alguns dias preferenciais na semana e de acordo com status socioeconômico e sexo. Métodos - O estudo analisará todas as admissões de pacientes com AVC no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, entre Abril de 2006 e Dezembro de 2008, que participam do Estudo de Mortalidade e Morbidade em AVC (EMMA). O EMMA é um estudo de coorte prospectivo, que segue o modelo da Organização Mundial de Saúde, Stepwise Approach to StrokeSurvellaince(STEPS Stroke) com o objetivo de estudar o AVC e os fatores de risco a ele associados. O STEP 1 é a vigilância hospitalar que além dos fatores de risco associados ao AVC avalia também a sobrevida aos 10, 28 e 180 dias e anualmente. Serão incluídos somente os casos de primeiro episódio de AVC. A data de admissão hospitalar será transformada em dias da semana e serão digitados com supervisão da bolsista. Ela ainda se responsabilizará pela coleta dos dados faltantes por meio de contato telefônico e a vigilância de óbitos utilizando dados do Pró-AIM e da Fundação SEADE. O método de Kaplan Meyer será utilizado para avaliar a sobrevida de acordo com o staus socioeconômico e o sexo e então comparado, utilizando-se o teste do log rank. Todos os testes serão bicaudais com significância < 0,05. A análise estatística será realizada utilizando-se o software StatisticalPackage for Social Science - SPSS versão 16.0 e o software livre R. As análises serão realizadas pela aluna com suporte do orientador. Produtos esperados - participação em congressos nacionais e um artigo a ser publicado em revista nacional além da vivência da rotina de imersão em um estudo de coorte em longo prazo por parte e do aprendizado referente à análise dos dados pelo bolsista. (AU)
Página 9 de 2.466 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP