site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 9 de 2.517 resultado(s)
|

Alterações metabólicas mediadas pelo aumento da expressão do gene da ECA influenciam a susceptibilidade cardiovascular

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:08/01351-3
Vigência: 01 de fevereiro de 2008 - 31 de janeiro de 2009
Assunto(s):Tecido adiposo brancoBiologia molecular
Resumo
Estudos prévios utilizando camundongos com diferentes níveis de expressão do gene da ECA ( 1 a 3 cópias), controles (C) e diabéticos (D), mostraram que sob dieta controle não houve diferença no peso corporal, mas o consumo alimentar foi maior nos animais com 3 cópias. Sob dieta hiperlipídica, a quantidade de ração ingerida foi semelhante, mas os animais com 3 cópias apresentaram menor peso corporal. Observou-se também que camundongos D com 3 cópias do apresentaram maior mortalidade associada a excessiva perda de peso corporal, quando comparados aos D com 1 cópia. Esses dados sugerem que o gene da ECA confere susceptibilidade cardiovascular, que podem estar associadas às alterações metabólicas que envolvem funcionalmente o tecido adiposo (TAB). Assim, pretende-se investigar o efeito da alteração na expressão do gene da ECA sobre a atividade dos adipócitos em situações fisiológicas (dieta controle e hiperlipídica), e indicar possíveis perturbações metabólicas que estariam influenciando a progressão do diabetes e contribuindo para a alta taxa de mortalidade. (AU)

Alterações induzidas pela dieta na toxicidade do metotrexato

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lewis Joel Greene
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:98/00610-1
Vigência: 01 de maio de 1998 - 30 de abril de 2000
Assunto(s):AsparaginaEnterocoliteGlutaminaMetotrexatoQuimioterapia
Resumo
A administração de dose única de 20 mg/kg de peso corporal de metotrexato por via intraperitonial em ratos adultos, alimentados com dieta elementar (mistura de aminoácidos), induz enterocolite difusa aguda e sepsis, com 100% de mortalidade em ate 5 dias. Este modelo experimental será utilizado na avaliação do efeito da forma de apresentação dos nutrientes e de suplementos nutricionais específicos, na toxicidade do metotrexato. Mais especificamente, iremos avaliar o efeito da forma de apresentação da proteína caseína (mistura de aminoácidos, hidrolisado ou proteína intacta) e da suplementação de nutrientes do tipo Gln, Gly, Asn, Asp e alfa-cetoglutarato na enterocolite induzida pelo metotrexato. A dieta experimental em teste será ministrada durante todo o período de estudo (pré e pós-metotrexato). A avaliação do efeito das alterações dietéticas será feita através de cultura sangüínea para identificação de bacteremia, da medida da permeabilidade intestinal ao 51Cr-EDTA e da taxa de mortalidade. (AU)

Síndrome ascítica em frangos de corte machos de 7 linhagens comerciais: desempenho pela mortalidade e níveis plasmáticos de hormônios

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Elisabeth Gonzales
Anfitrião: Eddy Decuypere
Local de pesquisa: Faculty of Agricultural And Applied Biological Research (Bélgica)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:96/01366-1
Vigência: 01 de julho de 1996 - 31 de agosto de 1997
Assunto(s):Hormônios
Resumo
As doenças metabólicas (síndromes da morte súbita - SMS e ascítica - SA) têm determinado perdas econômicas significativas em lotes de frangos de corte machos criados sob condições de manejo e sanidade bem controladas. Existem evidências suficientes para set supor que a SMS e SA tem como origem um problema metabólico decorrente de um programa de seleção dos frangos de corte com prioridade para incremento do ganho de peso e melhor conversão alimentar, o que determinaria diferente suscetibilidade à SMS e SA entre as linhagens de frangos de corte. O objetivo do estudo é caracterizar as doenças metabólicas. (SMS e SA) em frangos de corte machos de sete linhagens comerciais (Arbor Acres, Avian Farm, Cobb-500, Hubbard-Peterson, ISA-Vedette, Label Rouge e Ross), determinando-se, além do desempenho, incidência de mortalidade (total, SMS e SA) e Índice de hipertrofia cardíaca, os níveis plasmáticos dos hormônios da tireóide (T3 e T4), hormônio de crescimento, IGF-1 e insulina. (AU)

Relação de fatores nutricionais e reprodutivos na puberdade e eficiência reprodutiva em fêmeas suínas

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anibal de Sant'Anna Moretti
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:98/10451-8
Vigência: 01 de setembro de 1998 - 29 de fevereiro de 2000
Resumo
O experimento objetiva estudar os efeitos do manejo alimentar na fase pré-pubere e pós-pubere em marrãs, empregando dois níveis de alimentação, à vontade e restrita durante o período de 70 dias de idade das fêmeas à puberdade e outros dois níveis no primeiro ciclo estral, com ou sem aplicação do flushing. Os parâmetros de avaliação serão: ganho de peso, conversão alimentar, condição corporal e espessura de toucinho, níveis de progesterona e estrógeno, além do peso à puberdade e entrada na reprodução, bem como taxa de ovulação e mortalidade embrionária. Num primeiro estágio farão parte do estudo 128 fêmeas, num delineamento inteiramente casualizado com arranjo fatorial 2X2, sendo à vontade e outro restrito, ambos com ou sem emprego do flushing. Num segundo estágio, aos 30 dias de gestação, metade das fêmeas será abatida para avaliação da taxa de ovulação e mortalidade embrionária. A pesquisa desenvolver-se-á no Laboratório de Pesquisa em Suínos, pertencente à Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, no Campus em Pirassununga. (AU)

Incremento do potencial energético com suplementação de enzimas em rações de galinhas poedeiras expostas a estresse calórico

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Joji Ariki
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:99/00312-3
Vigência: 01 de maio de 1999 - 31 de março de 2001
Resumo
O trabalho objetivará estudar a possibilidade de aumentar a disponibilidade de energia em rações para aves de postura em condições de estresse calórico com suplementação de enzimas. Serão realizados 2 experimentos. O experimento 1 será conduzido com aves na fase inicial de crescimento (1 a 28 dias) para verificar se a resposta aos tratamentos é semelhante ao das aves adultas. Serão controlados semanalmente os, dados de peso corporal, consumo de ração, conversão alimentar, mortalidade e umidade da excreta. O experimento 2 será realizado com galinhas de postura com duração de 3 ciclos de 28 dias. Serão controlados os dados de peso corporal, consumo de ração, conversão alimentar, mortalidade, produção e peso dos ovos, porcentagem de casca, unidade Haugh, coloração da gema e umidade das fezes. O delineamento experimental será em blocos casualizados em esquema fatorial 2x2 x 2 (temperatura, energia e enzimas) nos dois ensaios. A temperatura será de 20 a 25ºC para condição termoneutra e de 28 a 33ºC para estresse calórico. Os 2 níveis de energia das rações serão do NRC e com 10% a menos. (AU)

Avaliação da resposta a vacinação contra sarampo em pacientes transplantados de medula óssea e a correlação entre a avidez de anticorpos IgG, e persistência da imunidade

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanda Akico Ueda Fick de Souza
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:98/00189-4
Vigência: 01 de junho de 1998 - 31 de agosto de 2000
Resumo
O sarampo, importante infecção viral de alta prevalência, morbidade e mortalidade no passado, e habitualmente prevenido pelo uso de vacina viva atenuada, com boa resposta em imunocompetentes. Em grupos selecionados de pacientes, com deficiências imunes adquiridas ou induzidas, como transplantados, apresenta alta mortalidade. Em pacientes transplantados de medula óssea, existe controvérsia quanto à vacinação e quanto a possíveis esquemas de vacinação. A vacinação contra o sarampo e avaliada pela produção de anticorpos específicos, que evoluem para anticorpos de alta avidez, o que não foi verificado em transplantados. No presente projeto, pretendemos estudar a formação de anticorpos em transplantados de medula óssea vacinados contra o sarampo, baseando-se na presença e eficiência da imunidade humoral. Esta imunidade será estudada através da detecção de anticorpos IgG específicos e sua avidez, em amostras colhidas antes do transplante, antes da vacinação e em períodos subseqüentes da vacinação, visando a definição da evolução da avidez destes anticorpos e sua possível correlação com a manutenção de imunidade anti-sarampo neste grupo de pacientes. (AU)

Termoretificação de madeiras de eucalipto como barreira ao ataque do cupim Cryptotermes brevis

Beneficiário:
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Evoneo Berti Filho
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:00/07039-0
Vigência: 01 de outubro de 2000 - 30 de setembro de 2002
Resumo
Os danos causados pelo cupim Cryptotermes brevis aos produtos de madeira são consideráveis. Para o controle destes insetos são usados tratamentos à base de produtos químicos. A termorretificação é uma forma de tratamento térmico de madeiras podendo ser uma barreira ao ataque destes insetos. O objetivo do presente trabalho é verificar as possibilidades deste processo para a madeira de Eucalyptus grandis submetidas ao ataque de C. brevis. Serão realizados 5 tratamentos: T1-madeira não termorretificada (Testemunha, madeira seca ao ar); T2 - madeira termorretificada a 120oC; T3 - madeira termorretificada a 140oC; T4 - madeira termorretificada a 160oC; T5 - madeira termorretificada a 180oC; com três repetições por tratamento. Para cada termorretificação será determinada a densidade das ladeiras antes e após as termorretificações. Para cada tratamento com cupins serão realizados 15 repetições, sendo 40 cupins / repetição, atribuindo-se notas para o desgaste ocasionado pelos cupins, além de avaliação da mortalidade destes insetos. Os resultados de desgaste serão analisados segundo a metodologia de análise categórica ordinal, através da obtenção de tabelas de contingência e ajuste de modelos de regressão logística. A mortalidade dos cupins será analisada estatisticamente, ao nível de significância 5% e as diferenças entre as médias obtidas serão avaliadas a partir do teste Tukey. (AU)

Criar ao peito - permanências e mudanças no ato de amamentar, São Paulo - 1899-1930

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Sociais. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Izilda Santos de Matos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:01/09466-5
Vigência: 01 de dezembro de 2001 - 31 de maio de 2005
Assunto(s):FemininoMortalidade infantil
Resumo
O índice crescente e assustador da mortalidade infantil constatados pelos médicos no final do século XIX e início do XX, apresentava-se como um grave problema que necessitava de soluções. A amostra destes dados estatísticos foi um dos argumentos utilizados pelos médicos para construir modelos e ao mesmo tempo condenar outros. Como ponto de partida para o trabalho, tomaremos o momento em que o discurso médico se insere no seu campo de referências sobre a, tradicional prática do aleitamento remunerado. Contudo, no início do século XX, as amas passam a ser encaradas pelo olhar médico como um dos principais agentes transmissores de doenças relacionada à morte dos recém-nascidos, e a partir de então passam a ser alvo de um enquadramento legal- promovido por várias instituições- que visou estabelecer regras muito bem delimitadas par o exercício da profissão. Um das conseqüências dessa refiguração das representações associadas ao aleitamento diz respeito às fortes articulações que foi se forjando, desde então, a respeito do "papel" a ser desenvolvido pela mãe com relação à criança. Com isso; a "condição feminina" ganha o investimento de um novo dispositivo de poder, sendo modelada por uma trama discursiva que reserva ao feminino o papel preponderante de ser mãe, com todas as implicações políticas e sociais que esse fato pôde acarretar para as mulheres. (AU)

Avaliação dos custos de saúde devido a poluição atmosférica no município de São Paulo

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gyorgy Miklos Bohm
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:98/15617-1
Vigência: 01 de março de 1999 - 31 de agosto de 2002
Assunto(s):Saúde públicaPoluição do arPoluição atmosféricaImpactos na saúdeAnálise de custosSão Paulo (SP)
Resumo
Os efeitos da poluição do ar na saúde têm sido relatados através de estudos que demonstram a associação entre poluição do ar e morbidade e mortalidade. Um aspecto importante a fim de avaliar os efeitos da poluição na saúde é a sua quantificação monetária. Uma vez que diversos estudos relacionando os efeitos da poluição na saúde foram desenvolvidos para o município de São Paulo, seria interessante conhecer o montante que esse impacto representa para os cofres públicos. Este trabalho envolverá a análise de estudos que relacionam poluição atmosférica à saúde pública (Saldiva e cols, 1994; Braga, 1998; Pereira e cols, 1998; El Khouri Miraglia e cols, 1997) e a quantificação de seus respectivos custos em termos de morbidade e mortalidade, ampliando uma primeira tentativa na avaliação desse impacto monetário (El Khouri Miraglia e cols, 1998). (AU)

Emprego de gonadotrofinas na indução da puberdade em fêmeas suínas e seus efeitos na eficiência reprodutiva

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anibal de Sant'Anna Moretti
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:99/08240-1
Vigência: 01 de novembro de 1999 - 31 de outubro de 2001
Resumo
O experimento visa estudar os efeitos da utilização de gonadotrofinas na indução da puberdade em marrãs pré-púberes, acompanhamento da dinâmica folicular através da ultra-sonografia e averiguação da fertilidade da fêmea pela taxa de ovulação, mortalidade embrionária, tamanho da leitegada ao nascimento. Serão empregados no experimento 90 fêmeas, num delineamento em blocos casualizados, caracterizando 10 grupos homogêneos de 9 fêmeas cada, distribuídas em 3 tratamentos: emprego de PMSG e HCG em uma única aplicação: PMSG e, 72 h após, HCG e grupo controle com solução salina. As fêmeas serão observadas a partir dos 120d. de idade, com período de adaptação prévio, determinando-se até os 154d. o peso, consumo de ração e espessura de toucinho. A partir da indução de cio com gonadotrofinas, aos 154d., será utilizada a ultra-sonografia, visando a observação da dinâmica folicular até o momento da ovulação, com acompanhamento do diagnóstico de estro e inseminação artificial. Um grupo de fêmeas, aos 35d. de gestação será abatido para a determinação das taxas de ovulação, contagem de embriões e mortalidade embrionária. O grupo restante levará a gestação a termo, para a avaliação do tamanho da leitegada ao nascimento. O estudo realizar-se-á no Laboratório de Pesquisa em ... (AU)

Avaliação da atividade inseticida dos produtos técnicos ACETAMIPRID e IMIDACLOPRID em iscas tóxicas para Atta sexdens rubropilosa Forel, 1908 (Hymenoptera, Formicidae)

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Forti
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/05730-9
Vigência: 01 de outubro de 2008 - 30 de setembro de 2009
Assunto(s):Controle químicoSaúvaFormigas cortadeiras
Resumo
Durante o desenvolvimento do projeto será avaliado o efeito inseticida dos ingredientes ativos acetamiprid e imidacloprid, que possuem características desejáveis como baixo coeficiente de partição e baixa pressão de vapor, para confeccionar iscas tóxicas, tendo em vista que a sulfluramida, o ingrediente ativo mais comercializado atualmente, será retirado do mercado nos próximos anos, devido a problemas de bioacumulação e por estar incluída na lista de poluentes orgânicos persistentes. As formigas serão coletadas em Botucatu-SP e mantidas no Laboratório de Insetos Sociais-Praga, Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA)-UNESP. Os ingredientes ativos (i.a.s) serão formulados em pastas palatáveis feitas com farelo de polpa de cítrica. Serão realizados experimentos com concentrações de 1; 0,1 e 0,01% dos i.a.s comparadas com sulfluramida e polpa cítrica sem ingrediente ativo. O experimento será composto de 10 tratamentos e 4 repetições, sendo cada repetição constituída de um recipiente com 20 operárias isoladas das colônias. A mortalidade e os sintomas de intoxicação serão avaliados até 21 dias após a aplicação. Os sintomas de intoxicação serão analisados pela atribuição de notas e as taxas de mortalidade medianas serão corrigidas pela fórmula de Abbott, ajustando os resultados obtidos com a classificação que será utilizada. A análise de dados será realizada com base na classificação utilizada para Atta sexdens rubropilosa, descrita por NAGAMOTO et al. (2004), com as classes determinadas pela atividade inseticida ao longo do tempo. (AU)

Efeitos da poluição do ar de São Paulo sobre o epitélio ciliado da rã - Subprojeto 3: efeitos do pH e potencial oxidante do PM10 na velociadade de transporte mucociliar

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:96/12516-4
Vigência: 01 de julho de 1997 - 30 de junho de 1999
Assunto(s):Fisiologia respiratória e circulatóriaDoenças respiratóriasDepuração mucociliarMaterial particuladoPoluição atmosféricaMortalidade
Resumo
Diversos estudos epidemiológicos têm mostrado grande associação entre poluição atmosférica e doenças respiratórias, tanto em termos de mortalidade, quanto de morbidade. Assim, o presente projeto visa dar plausibilidade biológica a estes dados epidemiológicos através de 4 subprojetos. Este subprojeto (3) visa determinar as alterações de velocidade de transporte mucociliar sob o efeito oxidante e pH do PM10 (material particulado) e após a sua neutralização. (AU)

O co-ativador de transcrição gênica PGC-1 em modelo experimental de sepse

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Heraldo Possolo de Souza
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/10552-2
Vigência: 01 de agosto de 2010 - 31 de julho de 2011
Assunto(s):MortalidadePulmão
Resumo
A incidência de sepse e choque séptico vem aumentando nas últimas décadas. O tratamento do choque séptico se baseia em três vertentes principais: (1) erradicação da infecção com antimicrobianos e/ou drenagem cirúrgica; (2) monitoramento e correção, em UTI, de alterações fisiológicas como ritmo cardíaco, pressão arterial, fornecimento de oxigênio e desarranjos metabólicos; (3) inibição ou modulação dos mediadores tóxicos da sepse. Contudo, todos esses esforços terapêuticos se mostram relativamente ineficazes, tendo em vista as altas taxas de letalidade associadas à sepse. Algumas das alterações mais relevantes nos quadros sépticos incluem distúrbios no metabolismo energético, cujo controle vem sendo, recentemente, relacionado a alguns grupos de coativadores transcricionais, como o PGC-1.Em estudos prévios de nosso laboratório, demonstramos que ocorre aumento da expressão de PGC-1 durante a resposta à inoculação de bactérias na cavidade peritoneal. No entanto, esses estudos iniciais não exploraram a existência de uma relação causal entre esses dois fenômenos. Assim, nossa hipótese é que o aumento da expressão de PGC-1 seja necessária para uma adequada resposta inflamatória à agressão bacteriana e que na sua ausência, essa resposta é deficiente. Para tanto, iremos determinar a relação entre a expressão de PGC-1 e o desenvolvimento da resposta inflamatória em um modelo experimental de sepse. Serão avaliadas a mortalidade e a resposta inflamatória em camundongos submetidos à punção e ligadura cecal onde a expressão de PGC-1 será diminuído através do uso de antissenso específico. (AU)

Efeitos da poluição do ar de São Paulo sobre o epitélio ciliado da rã - Subprojeto 2: efeitos do material particulado (PM10) sobre o batimento ciliar

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:96/12518-7
Vigência: 01 de abril de 1997 - 31 de março de 1999
Assunto(s):Fisiologia respiratória e circulatóriaDoenças respiratóriasDepuração mucociliarMaterial particuladoPoluição atmosféricaMortalidade
Resumo
Diversos estudos epidemiológicos têm mostrado grande associação entre poluição atmosférica e doenças respiratórias, tanto em termos de mortalidade, quanto de morbidade. Assim, o presente projeto visa dar plausibilidade biológica a estes dados epidemiológicos através de 4 subprojetos. Subprojeto 2: Este subprojeto pretende verificar em que medida a frequência de batimento ciliar (que remove partículas que entram no aparelho respiratório) é prejudicada frente a concentração crescentes de material particulado da poluição (PM10). (AU)

Efeitos da poluição do ar de São Paulo sobre o epitélio ciliado da rã - Subprojeto 1: estudo da influência do material particulado (PM10) no transporte mucociliar e na diferença de potencial transepitelial

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Hilário Nascimento Saldiva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:96/12519-3
Vigência: 01 de abril de 1997 - 31 de março de 1999
Assunto(s):Fisiologia respiratória e circulatóriaDoenças respiratóriasDepuração mucociliarMortalidadeMaterial particuladoPoluição atmosférica
Resumo
Diversos estudos epidemiológicos têm mostrado grande associação entre a poluição atmosférica e doenças respiratórias, tanto em termos de morbidade, quanto de mortalidade. Assim, o presente projeto visa dar plausibilidade biológica a estes dados epidemiológicos através de 4 subprojetos: O primeiro subprojeto estudará a influência do material particulado atmosférico na velocidade de transporte mucociliar e diferença de potencial transepitelial do epitélio ciliado, usando a preparação isolada do palato de rã, que apresenta um epitélio muito semelhante ao da árvore respiratória humana. (AU)

Análise espacial dos óbitos neonatais com foco no parto prematuro, Taubaté, SP

Beneficiário:
Instituição: Instituto Básico de Biociências (IBB). Universidade de Taubaté (UNITAU). Taubaté, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Fernando Costa Nascimento
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/11305-9
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2010
Assunto(s):GeoprocessamentoMortalidade neonatalSaúde materno-infantil
Resumo
O presente projeto tem por objetivo identificar padrões espaciais para a mortalidade neonatal e para partos prematuros na cidade de Taubaté, SP, nos anos de 2003 e 2004. A análise espacial vem se mostrando como ferramenta útil para identificação de padrões em setores da Saúde Pública. Recentemente, a revista Cadernos de Saúde Pública destinou um volume exclusivo neste assunto (ano 2001, volume 17, número 5. Espera-se identificar área com maior concentração de óbitos e área de partos prematuros. A análise espacial usará técnicas de área e de pontos. Este projeto se justifica pela inexistência de estudos abordando este tema no Estado de São Paulo em geral e no Vale do Paraíba em particular. Os resultados poderão orientar medidas de intervenção por parte dos Serviços de Saúde local e estadual. (AU)

Estudo do remodelamento pulmonar na endotoxemia induzida por lipopolissacarídeo

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Garcia Soriano
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:07/07375-9
Vigência: 01 de maio de 2008 - 31 de dezembro de 2008
Assunto(s):FibroseColágenoPulmãoSepseTerapia intensiva
Resumo
Os gastos no Brasil com pacientes de UTI no ano de 2003 somaram R$ 17,34 bilhões, o que representa aproximadamente entre 30 a 35% dos gastos globais com a área de saúde. No Brasil dados do estudo BASES mostraram que sepse é a principal geradora de custos nos setores público e privado (1). As bactérias Gram-positivas e Gram-negativas são as responsáveis pela maioria dos casos da sepse (36% e 35%, respectivamente) (2). A sepse grave e o choque séptico estão associados a taxas de mortalidade de 40 a 60%. A mortalidade não tem se modificado nas últimas duas décadas apesar do desenvolvimento de novos antibióticos e aprimoramento de medidas de tratamento intensivo (3).O pulmão esta entre os primeiros órgãos a serem atingidos durante a sepse. A falência respiratória está entre as mais freqüentes complicações da sepse severa, ocorrendo em quase 85% dos casos (26-31). A sepse causa uma lesão do endotélio vascular pulmonar, acarretando um desequilíbrio entre a ventilação e a perfusão pulmonar.(32) Cerca de 40% dos pacientes com sepse desenvolvem a SARA a qual é caracterizada principalmente pela alteração da função respiratória, surgimento de edema intersticial pulmonar e deposição de fibronectina e colágeno nos pulmões. A caracterização da deposição de colágeno e a possível relação com a diminuição da capacidade respiratória em pacientes com sepse é fundamental para o entendimento dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos nessa doença. (AU)

O efeito do aquecimento global no sistema imune de ouriços-do-mar Lytechinus variegatus (Lamarck, 1816),

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Roberto Machado Cunha da Silva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/08258-9
Vigência: 01 de novembro de 2008 - 31 de outubro de 2009
Assunto(s):LytechinusAquecimento globalImunologia celular
Resumo
Enfermidades e mortalidade em massa de ouriços-do-mar vem sendo relatadas em várias partes do mundo e tem sido correlacionadas ao estresse ambiental tais como, poluição e variações térmicas. Recentemente, enfermidades e mortalidade em massa de ouriços-do-mar tropical Lytechinus variegatus (Brasil) foram evidenciadas na cidade de São Sebastião (litoral norte de São Paulo) e documentadas pela nossa equipe de pesquisadores. Neste projeto, estabelecemos um protocolo experimental para avaliar o efeito agudo e crônico da temperatura sobre mecanismos de resistência natural à infecção de ouriços-do-mar Lytechinus variegatus mantidos sob diferentes temperaturas. Este modelo experimental contribui para ampliarmos os conhecimentos sobre o estresse ambiental decorrente de variações térmicas e da influência da temperatura como fator limitante na vida dos animais, assim como o impacto do aquecimento global na sobrevivência destes animais. (AU)

Determinação do escore Apgar (modificado por Born, 1981) e dos níveis de cortilosemia, glicemia e hemogasometria em cordeiros nascidos de partos normais e de cesarianas induzidas por anestesias inalatorias..

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/55741-7
Vigência: 01 de abril de 2009 - 31 de março de 2011
Assunto(s):ColostroCordeirosImunoglobulinasMortalidade
Resumo
É sabido que quase a totalidade dos trabalhos científicos desenvolvidos no Brasil e em outros países é realizada com bezerros e potros, como demonstrado na literatura compilada, com pouquíssima atenção para os animais das espécies ovina e caprina. Existem escassos dados com relação às alterações clínicas e dos componentes sangüíneos em cordeiros recém-nascidos oriundos de cesarianas. Sem dúvida, os avanços da biotecnologia (FIV, clonagens) têm trazido grandes benefícios â pecuária nacional, principalmente no que tange à rápida melhoria genética dos rebanhos. Contudo, vários problemas têm sido observados em decorrência dos mesmos, tais como: a) maior intervenção aos trabalhos de parto em virtude da elevada taxa de distocias em fêmeas primíparas, causadas pelo seu pequeno diâmetro pélvico e/ou pelo grande tamanho dos produtos gerados pelas avançadas técnicas de concepção; e b) necessidade de melhor e mais intensiva assistência a recém-nascido, pelo desenvolvimento de inúmeras alterações orgânicas e funcionais (acidoses respiratória e metabólica, falha de transferência de imunidade passiva, hipertensão, arritmias cardíacas, espessamento excessivo do cordão umbilical, etc). Contudo, poucos profissionais conhecem e militam na área de pediatria veterinária, sendo necessárias mais pesquisas que viabilizem informações importantes aos colegas, para que os procedimentos durante o período perinatal tenham sucesso e auxiliem na redução da taxa de mortalidade dos animais recém-nascidos pecuários. (AU)

Análise epidemiológica, clínica e molecular da infecção natural de passeriformes por Cryptosporidium spp. e Isospora spp

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Vasconcelos Meireles
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/54312-2
Vigência: 01 de setembro de 2007 - 30 de novembro de 2009
Assunto(s):CryptosporidiumEpidemiologiaIsospora
Resumo
Várias espécies de aves Passeriformes são criadas em cativeiro no Brasil, seja como animais de estimação, em zoológicos oi em criatórios comerciais. Ao mesmo tempo em que ocorre aumento significativo nesse tipo de criação, há também maior demanda por profissionais que trabalham direta ou indiretamente com esses animais, como Biólogos ou Veterinários, que são requisitados para fornecer informações ou resolver problemas relacionados a manejo e enfermidades dessas aves. Em basseriformes há infecção por dois coccidios, Isospora e Cryptosporidium, que podem resultar em mortalidade ou infecção crônica debilitante. O objetivo do presente trabalho é a caracterização da infecção por Cryptosporidium spp. e Isospora spp. em seus aspectos epidemiológicos, clínicos, patológicos e taxionômicos em passeriformes criados em cativeiro. Serão analisadas aproximadamente oito criações de várias espécies de Passeriformes, principalmente de curiós (Oryzoborus angolensis) canários do reino (Serinus canaria) e bicudos (Oryzoborus maximiliani). Amostras de fezes serão colhidas, de acordo com a faixa etária, com periodicidade diária, semanal ou mensal, durante aproximadamente um ano, e submetidas à concentração, purificação e detecção de oocistos, com posterior extração de DNA genômico dos oocistos e caracterização molecular dos dois coccídios através da reação em cadeia de polimerase e seqüenciamento. Haverá ainda necrópsia de aves mortas, com análise de lesões macro e microscópicas e análise morfológica e morfométrica de oocistos, esporocistos e esporozoitos. Em todas as criações será aplicado um questionário para análise epidemiológica, onde constarão informações sobre os manejos sanitário e nutricional e presença de morbidade e mortalidade, com associação posterior com a presença e intensidade da infecção pelos dois coccídios. (AU)

Determinação do período de absorção de imunoglobulinas pela mucosa intestinal de cabritos: influência do tempo decorrido entre o nascimento e a ingestão de colostro nos parâmetros bioquímicos

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Leydson Formiga Feitosa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/55829-9
Vigência: 01 de dezembro de 2007 - 31 de agosto de 2009
Assunto(s):Imunização passivaImunoglobulinasColostroCaprinos
Resumo
As prevalências de mortalidade perinatal de caprinos são bastante variáveis. Em sistemas extensivos de criação há relatos de perdas que variam de 10 à 60% e, em sistemas intensivos, as variações vão de 8 à 17%. Os prejuízos decorrentes da mortalidade perinatal incluem a perda dos recursos investidos nas mães para iniciar e manter a gestação e redução do número de animais disponíveis para a venda e seleção. Com o objetivo de investigar alguns aspectos relacionados à transferência de imunidade passiva (tempo de absorção de macromoléculas pelo epitélio intestinal), serão utilizados 35 animais neonatos mestiços das raças e Alpina, criados em regime intensivo e alimentados com colostro de vaca. Serão determinadas, também, a atividade da gama glutamiltransferase, a proteína total e suas respectivas frações eletroforéticas, bem como as imunoglobulinas G e M. Para a determinação do perfil hemogasométrico e da curva glicêmica e dos aspectos imunológicos de cabritos, serão utilizados 25 recém-nascidos, alimentados, voluntariamente, com colostros das próprias mães. As possíveis correlações serão estudadas entre as variáveis e a ocorrência de doenças em cabritos portadores ou não de falhas na transferência de imunidade passiva. (AU)

Avaliação da perfusão miocárdica por tomografia computadorizada com múltiplas colunas de detectores e estresse com dipiridamol

Beneficiário:
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Rochitte
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/56214-8
Vigência: 01 de dezembro de 2007 - 31 de janeiro de 2010
Assunto(s):Doença da artéria coronarianaDiagnóstico precoceTomografia computadorizada multidetectoresImagem de perfusão do miocárdioDipiridamol
Resumo
As doenças cardiovasculares permanecem como a principal causa de mortalidade no Brasil e no mundo segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo a doença arterial coronária (DAC) a principal causa de mortalidade. O diagnóstico precoce é de fundamental importância, e atualmente é realizado através da avaliação clínica, dos fatores de risco e do uso de métodos de estresse não invasivos (funcionais). Recentemente, a tomografia computadorizada de múltiplas colunas de detectores (TCMD) demonstrou ter capacidade de visualizar as artérias coronárias e desta forma também diagnosticar precocemente a DAC. Porém, já nos primeiros ensaios clínicos notou-se a limitação da TCMD para a avaliação de lesões intermediárias, comum ao métodos anatômicos. Assim, em estudo experimental a perfusão miocárdica por TCMD foi demonstrada por George et al-2006, e estudos em humanos estão em andamento nos EUA. O objetivo principal deste projeto é testar a capacidade da TCMD de detectar defeitos perfusionais em pacientes com estenose coronária >70%. No nosso estudo incluiremos 30 pacientes com cintilografia miocárdica sugestiva de isquemia miocárdica, em programação de cateterismo, para a realização de TCMD durante estresse com dipiridamol, para avaliarmos a presença de doença coronariana obstrutiva e ao mesmo tempo a presença de isquemia miocárdica através da análise do déficit de perfusão miocárdica durante estresse com dipiridamol na TCMD. Desta maneira poderemos correlacionar a quantificação da obstrução coronária pela TCMD com o cateterismo e a análise da perfusão miocárdica da TCMD com a cintilografia miocárdica. Assim a realização deste trabalho, poderá permitir em um único exame não invasivo a avaliação e quantificação da doença coronária obstrutiva tanto do ponto de vista-anatômico, como funcional pela associação do estresse com dipiridamol. (AU)

Mecanismos de ação da solução salina hipertônica de NaCl 7,5% na evolução da pancreatite aguda experimental

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcel Cerqueira Cesar Machado
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/03980-5
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Cirurgia experimental
Resumo
Na pancreatite aguda (PA) a ativação inapropriada das enzimas pancreáticas tem papel importante no desencadeamento dos mecanismos inflamatórios responsáveis pelas manifestações locais e sistêmicas da doença. Em trabalho recente (Machado, MCC e cols, Pancreas 2006;32:80-86) mostramos que a administração de solução salina hipertônica na PA experimental atenuou as alterações hemodinâmicas, reduziu as citocinas inflamatórias, as lesões sistêmicas, a infecção e a necrose acinar pancreática. Como conseqüência destes efeitos houve redução significativa na mortalidade nos animais tratados com solução hipertônica NaCl 7,5% quando comparados com os animais tratados com solução salina NaCl 0,9% e com animais que não foram tratados. Entretanto, neste trabalho não foi estudada a ação da solução salina hipertônica na ativação das enzimas pancreáticas, que ocorre numa fase inicial da PA, e na lesão pancreática, o que poderia influenciar na gravidade da lesão pancreática e portanto na intensidade das alterações sistêmicas.O objetivo deste estudo será avaliar se a redução da mortalidade na PA poderia estar relacionada a uma redução da atividade enzimática atenuando as lesões pancreáticas, ou tendo seu efeito primordial na redução da resposta inflamatória sistêmica. (AU)

Solução salina hipertônica na insuficiência cardíaca descompensada

Beneficiário:
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edimar Alcides Bocchi
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/04048-7
Vigência: 01 de outubro de 2007 - 31 de março de 2010
Assunto(s):Cardiologia
Resumo
Pacientes com insuficiência cardíaca (IC) descompensada têm alta morbi-mortalidade e aspectos da sua apresentação têm recebido atenção por associação com pior prognóstico, em especial a presença de insuficiência renal, hiponatremia e congestão. A infusão de solução salina hipertônica foi testada em diferentes situações de falência do cardiovascular, como nos choques hemorrágico e séptico, sendo significativas as ontribuições nacionais. Apesar dos efeitos da solução hipertônica em pacientes com inssuficiência cardíaca serem aindas pouco conhecidos. As evidências disponíveis indicam que seja segura e capaz de melhorar parâmetros clínicos e hemodinâmicos, com possível efeito benéfico sobre o prognóstico. Formulamos hipótese de que pacientes com IC descompensada tratados com solução salina hipertônica em associação com diuréticos endovenosos é método seguro e capaz de prevenir a ocorrência de insuficiência renal, além de melhorar parâmetros clínicos, hemodinâmicos, eletrolíticos e prognóstico.Serão selecionados pacientes com IC sistólica internados por descompensação aguda para tratamento duplo-cego com NaCl a 7,5% ou placebo. Além de tratamento padrão, os pacientes incluídos no grupo intervenção receberão solução solução salina a 7,5% com furosemida em veia periférica ao longo de 1 hora, duas vezes ao dia. Os pacientes incluídos no grupo controle receberão infusão de solução salina a 0,9%. Serão monitoradas a função renal, parâmetros hidroeletrolíticos e variáveis clínicas e de prognóstico.Acreditamos que o presente estudo possa contribuir para o aprimoramento de uma modalidade terapêutica desenvolvida em grande parte em âmbito nacional, de baixo custo, grande acessibilidade, fácil administração e monitorização, e com potencial repercussão prognosticas em pacientes com alta morbi-mortalidade. (AU)

Alterações metabólicas mediadas pelo aumento da expressão do gene da ECA influenciam a susceptibilidade cardiovascular

Beneficiário:
Instituição: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Eduardo Krieger
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/50382-6
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de julho de 2009
Assunto(s):Dieta hiperlipídicaMetabolismoTecido adiposo branco
Resumo
Estudos prévios utilizando camundongos com diferentes níveis de expressão do gene da ECA (1 a 3 cópias), controles (C) e diabéticos (D), mostraram que sob dieta controle não houve diferença no peso corporal, mas o consumo alimentar foi maior nos animais com 3 cópias. Sob dieta hiperlipídica, a quantidade de ração ingerida foi semelhante, mas os animais com 3 cópias apresentaram menor peso corporal. Observou-se também que camundongos D com 3 cópias do apresentaram maior mortalidade associada a excessiva perda de peso corporal, quando comparados aos D com 1 cópia. Esses dados sugerem que o gene da ECA confere susceptibilidade cardiovascular, que podem estar associadas às alterações metabólicas que envolvem funcionalmente o tecido adiposo (TAB). Assim, pretende-se investigar o efeito da alteração na expressão do gene da ECA sobre a atividade dos adipócitos em situações fisiológicas (dieta controle e hiperlipídica), e indicar possíveis perturbações metabólicas que estariam influenciando a progressão do diabetes e contribuindo para a alta taxa de mortalidade. (AU)

Efeitos da atorvastatina, do fenofibrato e do ácido nicotínico sobre a expressão gênica e secreção de leptina, de adiponectina, de PAI-1 e de MCP-1, em adipócitos da linhagem 3T3-L1

Beneficiário:
Instituição: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Costa Batista
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/51483-0
Vigência: 01 de novembro de 2007 - 31 de outubro de 2008
Assunto(s):AdipocinasEstatinasNiacina
Resumo
A doenças cardiovasculares representam a primeira causa de mortalidade em todo o mundo, resultando em mais de 17 milhões de óbitos anualmente. A obesidade e a síndrome metabólica, esta última caracterizada por um acúmulo excessivo de tecido adiposo abdominal, são fatores de risco associados a desfechos aterotrombóticos. O tecido adiposo, antes visto como um mero depósito de energia, é considerado hoje um fator de importância irrefutável para o desenvolvimento da doença aterosclerótica, pois as células adiposas são responsáveis pela expressão e secreção de substâncias que atuam diretamente no processo inflamatório das paredes arteriais afetadas pela aterosclerose. Entre tais substâncias destacam-se a Leptina, a Adiponectina e o MCP-1. Adicionalmente, os adipócitos expressam e secretam PAI-1, o mais importante inibidor endógeno da fibrinólise, cuja elevação na concentração plasmática está associada a aumento de risco de desfechos aterotrombóticos, como infarto agudo do miocárdio. Uma vez que o estado pró-Inflamatório e pró-trombótico, característicos da obesidade e da síndrome metabólica, contribuem para elevação e risco de desfechos cardiovasculares, drogas com propriedades de influenciar de maneira positiva na produção de mediadores inflamatórios e pró-trombóticos têm potencial beneficio na redução de mortalidade. Evidências sugerem que certas classes de drogas modificadoras do perfil lipídico (as estatinas, os fibratos e o ácido nicotínico) possuam ações pleiotrópicas. Entre estas ações, os efeitos sobre expressão e secreção de Leptina, Adiponectina, PAI-1 e MCP-1 em adipócitos ainda são pouco elucidados. (AU)

Estudo de proteínas envolvidas no processo de calcificação óssea e extra-ossea em ratos urêmicos paratireoidectomizados, submetidos a dieta rica e pobre em fósforo associada a infusão fixa de..

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vanda Jorgetti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:03/14158-3
Vigência: 01 de maio de 2004 - 31 de agosto de 2007
Assunto(s):Insuficiência renal crônicaOsteodistrofia renal
Resumo
A Insuficiência Renal Crônica (IRC) associa-se com elevada morbidade e mortalidade cardiovascular, sendo responsável por cerca de 50% dos óbitos em pacientes sob tratamento dialítico. Outra complicação freqüente presente na IRC é a Osteodistrofia Renal (OR), especialmente o Hiperparatireoidismo secundário (HPTH). Para controlar a OR, preconiza-se que a concentração de fósforo sérico seja menor que 5,5mg/dL, produto cálcio x fósforo menor que 55mg/dL e que os valores de paratormônio (PTH) fiquem entre 2 a 3x o valor normal. Trabalhos recentes têm questionado se esses valores de PTH não seriam deletérios para o aparelho cardiovascular, contribuindo assim, para manter a elevada mortalidade desses pacientes. Este estudo se propõe a avaliar a participação de proteínas envolvidas na calcificação, através de imuno-hitoquímica e biologia molecular (Northem Blot) no tecido ósseo e cardiovascular, com diferentes concentrações de PTH e variações no teor de fósforo da dieta em modelo experimental de uremia em ratos paratireoidectomizados. (AU)

Níveis plasmáticos de interleucina-6, interleucina-10, procalcitonina e Proteína C Reativa em crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Roberto Fioretto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:04/03776-0
Vigência: 01 de fevereiro de 2005 - 31 de janeiro de 2007
Assunto(s):Choque sépticoInterleucinasPediatriaSepse
Resumo
A sepse e o choque séptico constituem-se em desafio para a medicina intensiva. A incidência tem aumentado e a taxa de mortalidade permanece elevada, variando de 40% a 80%. A definição clínica de sepse vem sendo motivo de controvérsia, pois os critérios adotados em 1991 foram considerados muito amplos e não específicos por levarem em conta apenas dados clínicos. Novas definições publicadas em 2001 incluíram a dosagem de marcadores bioquímicos entre as variáveis para diagnosticar sepse em adultos. Como em pediatria ainda não está estabelecida a utilização de marcadores bioquímicos como critérios diagnósticos de SRIS e sepse, os objetivos deste estudo são: 1) estudar os níveis plasmáticos de IL-6, IL-10, PCR e PCT no plasma e sobrenadante de cultura de células mononucleares de crianças com diagnóstico clínico de sepse e choque séptico; 2) determinar a correlação entre o critério diagnóstico clínico de sepse e as concentrações plasmáticas destes marcadores; 3) investigar a relação entre estes marcadores e a mortalidade. (AU)

Avaliação da hemodiafiltração no período peri-operatório da ovariosalpingohisterectomia, em cadelas com piometria e refratárias ao tratamento conservador da insuficiência renal aguda

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Angelo João Stopiglia
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:04/03957-5
Vigência: 01 de agosto de 2004 - 31 de julho de 2006
Assunto(s):CãesDiáliseHemodiafiltraçãoLesão renal agudaPiometra
Resumo
A Insuficiência Renal Aguda (IRA) em cães com sepse apresenta grande morbidade e mortalidade. O tratamento conservador da IRA nestes casos não tem se mostrado efetivo em virtude da alta mortalidade.Uma opção nesses casos seria a Hemodiafiltração,utilizada no homem e com resultados satisfatórios. Este estudo utilizará cadelas com piometra e IRA que não responderam ao tratamento conservador da IRA. Para tanto utilizar-se-ão 10 animais da espécie canina, fêmea, de diferentes raças e idades que entrarão no projeto no caso de preencherem os pré-requisitos de inclusão. Serão aplicadas 3 sessões de hemodiafiltração, com intervalos de 24 horas e 2 horas de duração e avaliar-se-ão os seguintes parâmetros: avaliação da hemodinâmica central; oxigenação; ventilação, equilíbrio ácido-básico e eletrólitos; hemograma; perfusão renal; função renal; peso corpóreo; tempo de coagulação ativada e adequação ao tratamento, antes e após cada sessão de hemodiafiltração. (AU)

Análise de morbidade e mortalidade associada a variação climática no município de São Paulo

Beneficiário:
Instituição: Hospital Israelita Albert Einstein. Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Miguel Cendoroglo Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Processo:06/61520-8
Vigência: 01 de maio de 2007 - 31 de março de 2009
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Contribuições...climáticas_126_165_165.pdf
Assunto(s):Mudança climáticaSão PauloImpactos na saúdeInfarto do miocárdioAcidente vascular cerebralPneumoniaAsmaInquéritos de morbidadeGeorreferenciamento
Resumo
O presente estudo se destina a analisar associação dos fatores climáticos umidade relativa, temperatura mínima, e pressão atmosférica e incidência de eventos mórbidos e mortalidade das patologias infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral, pneumonia e asma, no período de 2001 a 2005, no município de São Paulo. A análise dessas associações e a elaboração de modelo estatístico incorporando o relacionamento de bases de dados climatológicas aliadas a bases institucionais de morbimortalidade segundo distribuição espacial no município de São Paulo por meio de georeferenciamento permitirá aos serviços de saúde planejar e otimizar recursos necessários para as variações de demanda. (AU)
Página 9 de 2.517 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP