site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 8 de 7.852 resultado(s)
|

Jovens do sexo masculino de famílias de camadas populares: sociabilidade, identidade, subjetividade

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Geraldo Romanelli
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:09/03126-0
Vigência: 01 de setembro de 2009 - 31 de julho de 2011
Assunto(s):IdentidadeSociabilidadeSubjetividade
Resumo
A juventude assume características próprias conforme o contexto sociocultural e histórico. No Brasil, jovens pertencentes às camadas populares, em geral, ingressam no mercado de trabalho antes de atingir a maioridade legal, passando a gozar de certa autonomia em relação à família. Durante a juventude as experiências vividas e os modos de conduta juvenis podem confrontar-se com aqueles preconizados pelos pais. O grupo de pares, difusor de normas e modelos de conduta, contribui para a constituição da identidade pessoal e social dos jovens, além de ser importante agente na constituição de sua subjetividade. Este projeto objetiva analisar como jovens do sexo masculino pertencentes a famílias das camadas populares de Ribeirão Preto-SP constituem suas identidades, subjetividade e masculinidade a partir das relações de sociabilidade vividas na família e no grupo de pares. Para isso, analisar-se-ão as normas, códigos de conduta, representações de gênero e formas de sociabilidade que vigoram em cada uma dessas esferas. Serão realizadas entrevistas semi-estruturadas, gravadas e transcritas na íntegra, com dez jovens do sexo masculino pertencentes a famílias das camadas populares na faixa etária entre 16 e 20 anos, solteiros e inseridos no mercado de trabalho. Além disso, será realizada observação das formas de sociabilidade entre jovens no espaço público do bairro onde residem. Os dados serão analisados qualitativamente, de acordo com a temática e fundamentados em referenciais teóricos da psicologia e da antropologia. Palavras-chave: famílias de camadas populares; jovens do sexo masculino; gênero; sociabilidade; identidade; subjetividade. (AU)

Famílias acolhedoras: uma análise de experiências no Estado de São Paulo

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Clotilde Therezinha Rossetti Ferreira
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:05/58285-4
Vigência: 01 de maio de 2006 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Psicologia do desenvolvimento
Resumo
Os programas de acolhimento familiar (AF) de crianças/adolescentes necessitados de proteção em famílias temporárias (famílias acolhedoras) têm ganhado espaços importantes de discussão no âmbito do desenvolvimento de políticas públicas. Tal medida, fundamentada no direito da criança/adolescente a crescer em ambiente que lhe garanta convivência familiar e comunitária, vem sendo implantada em várias cidades do Brasil e do Estado de São Paulo. Embora o AF enquanto prática social não seja algo novo no país, somente agora é proposto como programa de atendimento à criança/adolescente, com suporte legal e acompanhamento técnico. Assim, são necessárias pesquisas que o investiguem enquanto política de atenção à criança/adolescente necessitada de proteção. O presente projeto de pós-doutorado objetiva conhecer como os programas de AF estão se estruturando no Estado de São Paulo e quais as concepções de vínculo afetivo e família acolhedora os atravessa. A perspectiva teórico-metodológica da Rede de Significações norteará a construção e análise do corpus de pesquisa. Este será constituído a partir de levantamento quantitativo de indicadores dos programas em execução no Estado e de investigação qualitativa que busque dar visibilidade às significações sobre vínculo afetivo e família acolhedora presentes nos programas. Este projeto compõe o Temático: Dialogia e Significação na Perspectiva da Rede de Significações (01/14075-... (AU)

Pesquisa de linfocitose b monoclonal em filhos de pacientes com leucemia linfocítica crônica não familiar

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Roberto Passetto Falcão
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:05/59209-0
Vigência: 01 de abril de 2006 - 31 de março de 2009
Assunto(s):Citometria de fluxo
Resumo
A leucemia linfocítica crônica (LLC) é uma doença neoplásica caracterizada pela proliferação e acúmulo de pequenos linfócitos B de aparência madura, sendo responsável por 40% de todas as leucemias em adultos acima de 65 anos. O termo linfocitose B monoclonai (LBM) refere-se à detecção, por citometria de fluxo, de um pequeno número de células B monoclonais com imunofenótipo semelhante a LLC, em indivíduos aparentemente sadios, com contagens normais do sangue periférico. Vários trabalhos têm demonstrado a presença de LBM na população geral, bem, como em indivíduos advindos de famílias com pelo menos dois membros com o diagnóstico de leucemia linfocítica crônica (LLC familiar). Até a presente data, não existe qualquer estudo sobre a prevalência de LBM em parentes de primeiro grau de pacientes com leucemia linfocítica crônica esporádica, isto é, com apenas um caso em uma mesma família O objetivo deste estudo é pesquisar a presença de LBM em filhos de pacientes com LLC esporádica, bem como comparar, naqueles indivíduos onde a LBM for detectada, as características imunofenotípicas e citogenéticas com os pacientes índices (país) em cada uma das famílias. Tendo em vista que as bases biológicas para o aumento do risco familiar na leucemia linfocítica crônica ainda não foram plenamente esclarecidas, é possível que esse risco possa ser também extensivo aos parentes de primeiro grau na situação onde apenas um membro da família seja portador da doença. (AU)

Dimensões da relação família-escola: programa de intervenção para professores como agentes de promoção do envolvimento parental

Beneficiário:
Instituição: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Claudia Maria Simões Martinez
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:05/50618-4
Vigência: 01 de abril de 2006 - 31 de março de 2010
Assunto(s):Educação especialEscolasProfessores
Resumo
Muitos estudos têm evidenciado a correlação entre aspectos do ambiente familiar e o desempenho acadêmico de crianças, sugerindo que a parceria entre os sistemas familiar e escolar pode ser uma das alternativas para a prevenção ou atenuação das dificuldades de aprendizagem. Nesse sentido, este estudo objetiva elaborar, implementar e avaliar um programa de intervenção para professores de Educação Especial, visando promover as relações cotidianas estabelecidas entre os professores e as famílias por meio da provisão de informações. As intervenções acontecerão em reuniões semanais de 2 horas de duração, por um período de aproximadamente 4 meses, e terão como meta sensibilizar o professor diante das características apresentadas pelas famílias, bem como instrumentalizá-lo por meio de suporte e material informacionais, buscando estabelecer um canal de comunicação entre ele e a família de seu aluno. Os participantes serão professores e famílias de crianças com dificuldades de aprendizagem que freqüentam o ensino público municipal de uma cidade do interior do Estado de São Paulo. A coleta de dados realizar-se-á por meio de questionários, protocolos e de entrevista semi-estruturada. Os dados quantitativos serão analisados com base no teste estatístico de Mann-Whitney e pela análise de variância, e os qualitativos, pela análise de conteúdo. (AU)

Ajustes cardiovasculares induzidos pelos exercícios resistidos em jovens com história familiar positiva de hipertensão,

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde. Universidade São Judas Tadeu (USJT). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Kátia De Angelis
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:06/53738-3
Vigência: 01 de março de 2007 - 31 de julho de 2008
Resumo
Diversos estudos familiares demonstraram a agregação familiar da hipertensão arterial. Trabalhos demonstraram que jovens filhos de hipertensos, apresentam aumento da PA, dos níveis séricos de catecolaminas, redução da resposta baroreflexa e anormalidades metabólicas e endócrinas quando comparados a filhos de normotensos. O objetivo deste projeto será avaliar as alterações hemodinâmicas, autonômicas e metabólicas induzidas por exercícios isotônicos e isométricos em jovens com história familiar positiva de hipertensão. Serão sujeitos da pesquisa 24 homens, com idade variando entre 18 e 35 anos, e com pressão arterial (PA) >140/90 mmHg, divididos em 2 grupos: 1) História Familiar Positiva de Hipertensão: indivíduos que pelo menos um dos pais faz uso de medicamento para controle da hipertensão e 2) História Familiar Negativa de Hipertensão: os pais são normotensos e não fazem uso de medicação para controle da hipertensão. O protocolo será composto por três fases: 1. coleta de sangue para avaliações hematológicas, bioquímicas e dosagem de catecolaminas; medidas de composição corporal; respostas hemodinâmicas e autonômicas (análise espectral da FC) ao teste de estresse mental; 2. avaliação carga voluntária máxima (CVM) no dinamômetro isocinético (cotovelo e joelho); 3. respostas hemodinâmicas e autonômicas (análise espectral da FC), e metabólicas (catecolaminas, lactato, glicemia, colesterol e triglicerídeos) a sessões de exercícios isométricos e isotônicos (joelho e cotovelo) com 50% da CVM obtida na fase 2. A deteções precoce da elevação da PA ou o entendimento das disfunções correlacionadas em resposta ao exercício pode ser muito importante para a prevenção da hipertensão em jovens com história familiar positiva de hipertensão, possibilitando a… (AU)

A apropriação mútua familia/crianca dos recursos pessoais de enfrentamento perante o câncer infantil

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Elizabeth Ranier Martins do Valle
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:00/07344-7
Vigência: 01 de agosto de 2000 - 31 de maio de 2001
Assunto(s):Família
Resumo
Este projeto de doutorado está inserido em uma linha de pesquisa dentro da área de Psico-Oncologia Pediátrica que busca investigar os recursos e possibilidades de enfrentamento que podem se apresentar, tanto pela criança enferma como por sua família, perante a sofrida situação que é desencadeada a partir do diagnóstico de um câncer infantil. Tem-se como objetivo a descrição, a partir dos discursos de crianças com câncer e seus familiares, de modos pelos quais se revelam a construção e a apropriação mútuas de seus recursos internos no processo de enfrentamento desta grave doença. Os dados serão analisados através fio método fenomenológico e coletados a partir do acompanhamento e registro de um programa grupal de intervenção psicológica - CORELIM - estrategicamente elaborado no intuito de prestar assistência e orientação tanto à criança como às seus familiares mais próximos, que acompanham seu tratamento. Trata-se de um aprofundamento das questões, que emergiram durante o mestrado desenvolvido pelo bolsista, relativas ao acontecer do tratamento de- câncer e organização familiar. O que se almeja prioritariamente, enfim, é que a ampliação da compreensão acerca dos modos pelos quais se potencializam dentro do sistema familiar os recursos de enfrentamento frente ao câncer infantil possa subsidiar uma reflexão que contribua na direção do incremento qualitativo e do leque das intervenções em Psico-Oncologia Pediátrica. (AU)

Comunidades de Aprendizagem: participação escolar: comparando contextos Brasil - Espanha

Beneficiário:
Instituição: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Roseli Rodrigues de Mello
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:03/12398-7
Vigência: 01 de maio de 2004 - 30 de abril de 2007
Assunto(s):Participação socialAprendizagem escolarPeriferiaRelação escola-família
Resumo
O objetivo desse projeto é analisar as mudanças ocorridas na relação entre familiares e profissionais da escola de periferia urbana, bem como na aprendizagem das crianças após o ingresso da escola no projeto de Comunidades de Aprendizagem (C. A). Tendo já investigado, na pesquisa de mestrado, propostas de aproximação entre familiares e escola sugeridas por mães, pais, professor e professora, foi possível perceber que existem muitas maneiras de se realizar esta aproximação (palestras, participação dos familiares dentro da sala de aula etc.) dentro de uma perspectiva de trabalho conjunto e de diálogo, em que todos estejam envolvidos para a melhoria da aprendizagem de seus filhos e filhas. Mas, para isto ocorrer, torna-se necessário que a escola "abandone" sua postura de um falar para ou um falar por, que muitas vezes assume, para um falar com (FREIRE, 2001). É nesta perspectiva que se apresenta o projeto de C. A, como uma alternativa de construção de uma relação mais dialógica entre familiares, profissionais da educação e alunos de grupos de periferia urbana (MELLO, 2002). Para tanto, esse estudo prevê a realização de observações e entrevistas com a direção, a coordenação, três familiares e três professores de duas escolas que estejam inseridas no projeto de C. A, com o intuito de buscar, nas suas falas, de maneira mais enfática, como veem a relação família-escola e quais foram às principais mudanças ocasionadas pelo projeto de C. A. nesta relação e na aprendizagem das crianças. (AU)

Análise da ocorrência de elementos de transposição em regiões reguladoras dos genes da família CYP em espécies de Drosophila

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Claudia Marcia Aparecida Carareto
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/52889-0
Vigência: 01 de março de 2008 - 30 de abril de 2009
Assunto(s):Drosophila melanogasterRegulação gênicaResistência a inseticidas
Resumo
A família de enzimas do citocromo P450 monooxigenases (CYPs) é uma das responsáveis pela resistência a inseticidas em Drosophila e em outros organismos. Tem sido proposto que a inserção de elementos transponíveis (TEs) em regiões regulatórias ou codificadoras dos genes da família CYP pode alterar a expressão gênica e induzir a resistência a inseticidas. Neste estudo, tem-se como objetivos estudar as espécies D. melanogaster e D. simulans visando: estimar a freqüência de inserção de TEs nas regiões franqueadoras 5' e 3' dos genes da família CYP no genoma das duas espécies depositados no GenBank; (2) estimar b polimorfismo de inserção de TES nas regiões franqueadoras 5' e 3' dos genes da família CYP em linhagens geográficas e (3) investigar associações entre inserção de TEs ou fragmentos de TEs nas regiões franqueadoras 5' e 3' dos genes famílias CYP e a resistência a inseticidas dessas linhagens. Para isso serão realizadas análises de Bioinformática em genes da família CYP já relacionados à resistência à inseticidas para serem selecionados genes candidatos a afetarem a resistência por apresentarem inserção diferencial de TEs nas regiões franqueadoras desses genes em D. melanogaster e D. simulans. Essas regiões serão amplificadas e as bandas polimórficas de cada espécie serão clonadas e seqüenciadas e as seqüências analisadas por meio do RepeatMasker de modo a serem identificadas inserções de TEs específicos de linhagens resistentes a inseticidas. (AU)

Constituição cariotípica em leptodactilídeos do gênero Leptodactylus e em espécies de famílias relacionadas a Leptodactylidae (Amphibia: Anura)

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sanae Kasahara
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:06/56193-8
Vigência: 01 de setembro de 2006 - 28 de fevereiro de 2010
Assunto(s):CitogenéticaCromossomosLeptodactylidae
Resumo
A família Leptodactylidae foi considerada parafilética sob variados pontos de vista, mas até a recente revisão feita por Frost et al. (2006), nenhum novo arranjo havia sido proposto. Esse trabalho provocou grandes modificações na família Leptodactylidae, já que suas diversas espécies, de início distribuídas em cinco subfamílias, passaram por grandes alterações, tanto ao nível genérico como de família. Houve uma redução substancial no número de gêneros de leptodactilídeos que passou de 57 para apenas 11, todos originalmente da subfamília Leptodactylinae, e os representantes das demais foram removidos para outras famílias, a maioria delas criadas ou já existentes. No presente trabalho, pretende-se realizar estudos citogenéticos de espécies de Leptodactyius e de representantes de famílias relacionadas a Leptodactylidae, com o objetivo de identificar os mecanismos de diversificação cariotípica e a avaliar em que medida os dados cromossômicos suportam as alterações propostas por Frost et al. (2006), já que esse trabalho se baseia principalmente em informações obtidas a partir de seqüenciamento de genes mitocondriais e nucleares. (AU)

Família e velhice: revisitando mitos e certezas

Beneficiário:
Instituição: Núcleo de Estudos de Gênero (PAGU). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Guita Grin Debert
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:06/58454-3
Vigência: 01 de abril de 2007 - 31 de março de 2010
Resumo
O objetivo desta pesquisa é analisar como as transferências intergeracionais de apoio familiar vêm se configurando em unidades domésticas compostas de pelo menos três gerações no meio rural e urbano, levando em conta a oposição cunhada por Camarano (2004) entre família de idosos em que o chefe da unidade domestica é idoso e família com idosos em que o idosos são parente do chefe interesse é compreender o caráter que essas trocas assumem para grupos distintos no que diz respeito à classe social, idade e gênero. Através de uma metodologia qualitativa, envolvendo observação de comportamento, entrevistas, a etnografia a ser realizada buscará de início, explorar três dimensões da experiência cotidiana dos idosos: 1) as trocas afetivas e instrumentais estabelecidas nas gerações da família; 2) formas de sociabilidade extra familiar desenvolvidas pelos idosos; 3) o modo pelo qual os investimentos feitos pelo idoso no corpo e na saúde são percebidos pelo grupo familiar. A pesquisa integra o Projeto Temático Gênero, Corporalidades desenvolvido no PAGU -Núcleo de Estudos de Gênero da Universidade Estadual de Campinas. (AU)

Intervenções psicossociais com famílias em situações de vulnerabilidade: estágio no Child and Family Department da Clínica Tavistock

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Belinda Piltcher Haber Mandelbaum
Anfitrião: Margot Waddell
Local de pesquisa: Tavistock Clinic (Reino Unido)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:08/56613-2
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 31 de janeiro de 2009
Resumo
Em 2006, criamos no Instituto de Psicologia da USP um Serviço de Atendimento a Famílias e Casais, como parte das atividades do Laboratório de estudos da família, relações de gênero e sexualidade, sob minha coordenação. O serviço tem como objetivos: oferecer atendimentos psicológicos diversificados a família e casais; servir de campo de pesquisa sobre alternativas de intervenção psicossocial junto a famílias que vivem em condições sociais de vulnerabilidade, decorrentes de fatores sociais e psicológicos; e oferecer formação a alunos de graduação, pós-graduação e profissionais que lidam com famílias em diferentes contextos institucionais. O objetivo de nosso estágio no Child and Family Department da Clínica Tavistock é o de conhecer e acompanhar por dois meses um serviço de atendimento a famílias que tem longa tradição de atendimento à comunidade, aliando a formação de profissionais de diversos campos de atuação a uma produção científica consagrada no campo. Esperamos conhecer alternativas diversificadas de intervenção ali realizadas, bem como a dinâmica de funcionamento do serviço; acompanhar atendimentos e discussões de casos; obter ferramentas para a estruturação e organização de nosso serviço; aprofundar nossas habilidades de ... (AU)

O alcoolismo e uma doença da família: cultura e subjetividade no processo saúde-doença

Beneficiário:
Instituição: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edemilson Antunes de Campos
Anfitrião: Sylvie Fainzang
Local de pesquisa: École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS) (França)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:08/55321-8
Vigência: 14 de dezembro de 2008 - 13 de fevereiro de 2009
Resumo
O objetivo desta pesquisa é o de analisar as representações e os significados da chamada alcoolização crônica e seus efeitos no âmbito da família, por meio de uma análise dos códigos culturais e sociais que operam no processo saúde-doença. Este estudo será desenvolvido através de etnografias locais e de pesquisas qualitativas em grupos de A.A. e com familiares de membros desses grupos, localizados na zona leste da cidade de São Paulo. Parte-se do pressuposto de que a saúde e a doença são realidades simbolicamente construídas tanto por condições físicas e coordenadas orgânicas quanto pelas relações sociais e culturais, no interior das quais os indivíduos inserem e modulam sua subjetividade. Nossa hipótese é a de que o alcoolismo pode ser considerado uma "doença da família", isto é, uma doença "física" e "moral" que afeta as relações familiares nas quais ele está envolvido. Em A.A., forja-se uma linguagem da doença cujas regras operam com os códigos e os valores próprios ao universo sociocultural no qual o doente e seus familiares estão envolvidos. Busca-se contribuir para enriquecer o repertório existente sobre as práticas de saúde para construídas para dar conta do alcoolismo e minorar os problemas que ele gera na organização e na estrutura familiar. (AU)

Análise do desenvolvimento floral em espécies arbóreas da família Meliaceae Juss.

Beneficiário:
Instituição: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Adriana Pinheiro Martinelli
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Botânica Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:01/07008-0
Vigência: 01 de agosto de 2001 - 31 de julho de 2005
Resumo
A família Meliaceae Juss. compreende cerca de 51 gêneros e 550 espécies distribuídas principalmente na região Neotropical. Incluídas nesta família, estão espécies de elevado interesse comercial para a produção de madeiras nobres. Características florais como a morfologia do tubo estaminal e/ou de uma pseudo-corona, a presença de um androginóforo, bem como o número de lojas do ovário permitem a identificação de gêneros e espécies na família Meliaceae. Um dos entraves ao melhoramento genético das espécies de interesse econômico da família é o longo tempo de geração e a falta de conhecimento sobre a biologia floral. O presente projeto visa contribuir para o entendimento da biologia do desenvolvimento floral na família Meliaceae, com destaque para sete espécies de interesse econômico e/ou ecológico (Cedrela fissilis L. (cedro), Cedrela odorata L. (cedro cheiroso, cedro-do-brejo), Swietenia macrophylla King (mogno brasileiro), Trichilia catigua A. Juss (catiguá), Guarea guidonia (L.) Sleumer (camboatã, marinheiro), Toona ciliata M. Roemer e Melia azedarach L.J, através de estudos morfo-anatômicos e do padrão de expressão de genes relacionados ao desenvolvimento floral via hibridização in situ. Os resultados obtidos poderão esclarecer vários aspectos relativos à origem evolutiva de estruturas florais particulares à família, bem como colaborar para o entendimento dos sistemas reprodutivos observados nas diversas espécies de Meliaceae. (AU)

Relações filogenéticas na família Cichlidae bonaparte, 1840 (Perciformes: labroidei)

Beneficiário:
Instituição: Museu de Zoologia (MZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mario Cesar Cardoso de Pinna
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:03/01059-7
Vigência: 01 de junho de 2003 - 28 de fevereiro de 2007
Resumo
O presente estudo visa elucidar as relações filogenéticas na família Cichlidae. Para isto, realizará uma análise cladística com uma abrangência taxonômica representativa da real diversidade da família, e a inclusão de caracteres que reflitam a sua ampla variabilidade morfológica. Cichlidae apresenta uma extraordinária diversidade, sendo uma das maiores famílias de vertebrados. Esta diversidade, associada à origem relativamente recente da família, fomentou muitos trabalhos de cenários evolutivos. Por outro lado, a grande diversidade morfológica e a ampla distribuição geográfica da família desencorajaram análises cladísticas extensas que resolvessem adequadamente as relações entre seus grandes grupos. Desta forma, os resultados das análises anteriores se mostram pouco conclusivos. A implementação de métodos moleculares para análises filogenéticas revelou hipóteses conflitantes com as hipóteses morfológicas. Uma abordagem morfológica global se torna necessária diante do cenário atual da sistemática do grupo. Na ausência de hipóteses filogenéticas robustas, cenários evolutivos não podem ser testados. O resultado deste estudo servirá de base para uma nova classificação da família e representará uma contribuição relevante para estudos de biogeografia e relações intercontinentais e para a história evolutiva do grupo. (AU)

Histórias de vida de familiares de portadores de sofrimento mental

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Regina Helena Lima Caldana
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:00/07458-2
Vigência: 01 de outubro de 2000 - 28 de julho de 2002
Assunto(s):FamíliaReforma psiquiátricaSaúde mentalEntrevistas (psicologia)
Resumo
Com a Reforma Psiquiátrica, a política de saúde mental brasileira tem priorizado curtas internações e tratamentos alternativos, nos quais a presença da família tem sido considerada como fundamental. Ao arcar com o cuidado do membro afetado que permanece em casa, a família pode sofrer sobrecarga financeira e emocional, o que deve ser levada em conta nos programas de intervenção. O objetivo deste estudo é conhecer melhor a situação destas famílias, a partir da visão dos cuidadores de usuários do Núcleo de Atenção Psicossocial (NAPS) do Centro de Atenção Integral à Saúde de Santa Rita do Passa Quatro. Mais especificamente pretende investigar o entendimento que as famílias têm sobre a doença mental do membro afetado e quão preparadas sentem-se para auxiliar no tratamento; compreender o significado da doença mental para a família e identificar alterações no relacionamento social após aparecimento da doença mental, assim como as dificuldades encontradas para cuidar do paciente. Serão entrevistados cuidadores que apresentem disponibilidade para fornecer entrevista longa e gravada, em número determinado pelo chamado "ponto de saturação". A modalidade de entrevista utilizada será a "história de vida sumária", que prevê uma etapa inicial em que a pessoa faz o relato de sua história de vida, seguida por sua complementação em função de um conjunto de tópicos previamente definidos. As entrevistas serão gravadas, transcritas na íntegra, e analisadas qualitativamente. (AU)

Prevenção de quedas e desabilidades em idosos no âmbito da estratégia de saúde da família

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lilian Tereza Lavras Costallat
Instituição parceira: Secretaria Municipal de Saúde (Amparo)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas
Processo:03/06428-0
Vigência: 01 de abril de 2004 - 30 de setembro de 2007
Publicação FAPESP sobre o auxílio:http://media.fapesp.br/bv/uploads/pdfs/Pesquisa...publicas_135_115_115.pdf
Assunto(s):Saúde do idosoSaúde da famíliaAcidentes por quedasAmparo (SP)
Resumo
A queda é o maior problema de saúde entre os idosos. Anualmente um em cada três idosos cai, destes, cerca de 20 a 30% permanecem com lesões moderadas ou graves que resultaram em diminuição da mobilidade, da independência e aumento do risco de hospitalização e de morte prematura. Pretendemos avaliar as características dos indivíduos acima de 60 anos de idade cadastrados em uma unidade das 10 Unidades de Saúde da Família do município de Amparo com relação a sua percepção da queda, a presença de fatores de risco e a disponibilidade para participar de um programa preventivo. Para tanto disporemos de 7 agentes comunitários de saúde que serão capacitados para a aplicação dos protocolos estabelecidos. Os protocolos 1, 2, 3 e 4 (questionário demográfico; avaliação da casa e fatores de risco para queda; determinação da capacidade funcional; e história da queda) serão aplicados durante a visita domiciliar, segundo uma amostra randomizada. Os idosos visitados serão convidados a comparecer a unidade de saúde da família onde será realizado os protocolos 5 e 6 (história médica e medicações que esta usando hoje e SF 36 - qualidade de vida relacionada à saúde). Além dos questionários já mencionados serão realizados exames de audição e visão. Assim sendo, esta fase servirá para complementar o levantamento bibliográfico; consolidar a parceria com o gestor, coordenadores e equipe de saúde da família do município de Amparo; aprofundar a discussão metodológica, realizar um estudo preliminar sobre a viabilidade da proposta; capacitar à equipe local de saúde da família e os pesquisadores, incluindo os residentes e tutores de saúde da família envolvidos no projeto; avaliar a adequação e adaptar os protocolos citados na literatura internacional, visando identificar, caracterizar a casuística, os fatores de risco e os fatores culturais associados à queda. (AU)

A prisão no cotidiano das famílias de presidiários

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Fernando Siqueira da Silva
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Serviço Social - Fundamentos do Serviço Social
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:10/00632-9
Vigência: 01 de abril de 2010 - 31 de dezembro de 2010
Assunto(s):Auxílio-reclusãoPrisõesFamíliaServiço social
Resumo
Este projeto tem como proposta analisar como as famílias dos reclusos vivenciam as conseqüências sociais da prisão na sua vida cotidiana considerando as mudanças decorrentes da prisão e a situação de vulnerabilidade do núcleo familiar após a retirada de um de seus membros. Vale destacar que a negativa do benefício previdenciário Auxílio-Reclusão também influi nesse processo, assunto que será tratado mais especificamente pela pesquisa. Sendo assim, a pesquisa será realizada com as famílias dos reclusos atendidas pelo Projeto Auxílio-Reclusão que é desenvolvido na Unidade Auxiliar Centro Jurídico Social - UNESP/Franca (CJS) através de entrevistas por meio da técnica da gravação. O CJS é campo de estágio curricular da proponente e servirá de celeiro empírico para desenvolver o estudo. (AU)

Análise molecular em portadores de gagueira familial: estudo de ligação das regiões cromossômicas 7q31 e 7q34

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Danilo Moretti Ferreira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:08/06994-0
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 31 de dezembro de 2009
Assunto(s):GagueiraGenética molecular
Resumo
PLANO DE ATIVIDADESNome do Bolsista: Marcos Leite SantoroNome do Orientador: Danilo Moretti-FerreiraTítulo: Análise molecular em portadores de gagueira familial: estudo de ligação das regiões cromossômicas 7q31 7q34Resumo: A gagueira é um distúrbio da fluência cujos estudos genéticos tem sido realizados por mais de 50 anos. Esta pesquisa visa aprofundar as análises do braço longo do cromossomo 7 como possíveis regiões candidatas à gagueira familial. Serão estudados 25 núcleos com gagueira familial de parentesco natural de indivíduos gagos. A metodologia de critério diagnóstico do distúrbio é refinada, e utiliza vários procedimentos reconhecidos pela comunidade científica internacional. O plano de atividades proposto para esta bolsa foi estabelecido para viabilizar a realização do análise de ligação desta região do cromossomo 7 como provável etiologia da gagueira.Descrição dos objetivos: Analisar, por meio de mapeamento gênico e análise de ligação, as regiões 7q31 e 7q34 como possíveis candidatos a gagueira familial e realização da análise de Segregação em heredogramas com Gagueira Persistente Familial..Plano de Trabalho: A bolsista realizará a coleta e análise dos dados para possibilitar a realização do estudo de ligação no branco longo do cromossomo 7 em pacientes diagnosticados com gagueira familial. O mapeamento gênico será realizado através marcadores microssatélites e genotipagem automática em seqüenciador utilizando iniciadores marcados com fluorescência de acordo com a metodologia sugerida por Kondo et al. (2000). Os dados serão analisados utilizando o prograrma ALLEGRO (Gudbjartsson et al., 2000), não paramétrica com "modelo livre" não dependendo da freqüência e da penetrância da doença estudada. Além disso, será realizada a análise estatística de segregação em heredogramas, para reconhecimento de padrões de herança mendeliana destas famílias. Cronograma: agosto/08 a agosto/09: coleta de dados, extração de DNA, Análise estatística de heredogramas, análise molecular das famílias.Setembro/09 a dezembro/09: Correlação e Análise de Dados, Redação Científica e Divulgação dos Resultados Justificativa para o nível de Bolsa TT solicitada e justificativa para ao Plano em termos dos objetivos do Programa de Bolsas TT:A bolsista desenvolverá atividades que propiciarão um aprofundamento teórico e prático sobre gagueira e técnicas de biologia molecular, isto favorecerá o seu aperfeiçoamento profissional. Suas atividades irão colaborar com as análises propostas no projeto de pesquisa financiado pela Fapesp. (AU)

Variações tipográficas: parâmetros para o desenvolvimento de famílias tipográficas digitais

Beneficiário:
Instituição: Campus Santo Amaro. Centro Universitário Senac. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial São Paulo (SENAC-SP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Priscila Lena Farias
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Desenho Industrial - Programação Visual
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:08/02143-5
Vigência: 01 de março de 2009 - 30 de novembro de 2010
Assunto(s):Comunicação visualDesign gráficoTipografia
Resumo
Esta proposta de pesquisa tem como objetivo a definição de parâmetros para o desenvolvimento de famílias tipográficas digitais a partir de uma fonte digital em versão romana. Entende-se por família tipográfica um conjunto de fontes com caracteres análogos em estrutura formal, mas com diferenças de estilo (por exemplo, romano e itálico), peso (por exemplo, regular e negrito) e largura (por exemplo, normal e condensado), aqui identificadas como variações tipográficas. O trabalho envolverá levantamento bibliográfico,entrevista com profissionais ligados ao design de tipos e testes de aplicação. Entre os resultados esperados, encontra-se a proposição de recomendações para o desenvolvimento de variações tipográficas, que serão aplicadas em fontes romanas não serifadas. A validação destes parâmetros será feita através da comparação entre variações presentes em famílias tipográficas já existentes e os resultados da aplicação dos parâmetros na versão romana destas famílias. (AU)

Análise molecular em portadores de gagueira familial: estudo de ligação das regiões cromossômicas 18p e 18q proximal

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Danilo Moretti Ferreira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:06/05522-1
Vigência: 01 de março de 2007 - 28 de fevereiro de 2009
Assunto(s):Gagueira
Resumo
A gagueira é um distúrbio da comunicação, mais especificamente da fluência, onde há interrupções e alterações na velocidade do fluxo da fala. Esta é uma condição complexa que vem sendo estudada desde a década de 50, e acomete de 3 a 4% dos indivíduos do sexo masculino e de 1 a 2% do sexo feminino, em algum momento de suas vidas. Sua freqüência pode variar de acordo com a idade de 1% de crianças em idade escolar, em 2,4% de crianças em idade pré-escolar e chegar a 15% entre os 4 e 6 anos. Em adultos estima-se que de 1 a 2% sofram com este distúrbio. Referências à agregação familial de gagueira e à gagueira familial têm aparecido na literatura há mais de 50 anos.Recentemente foi realizada uma triagem genômica em famílias de gagos provenientes da América do Norte e da Europa e foi demonstrada a existência de um lócus de predisposição a gagueira familial no cromossomo 18 envolvendo a região 18p e um segundo lócus na região 18q proximal. Estes estudos sugerem a existência de heterogeneidade genética em diferentes populações além de fatores adicionais. Assim, neste trabalho é proposto aprofundar as análises do braço curto do cromossomo 18 iniciada por Costa (2005) e, além disso, analisar a região proximal do braço longo do cromossomo 18 como possíveis regiões candidatas à gagueira familial.Para isso estudaremos 25 núcleos com gagueira familial de parentesco natural de indivíduos gagos, dos quais 15 destes foram selecionados em estudos preliminares de Oliveira (2004) e Costa (2005) e que dispõem de 92 indivíduos (48 afetados e 44 normais) e 10 núcleos familiais que serão incluídos nesta amostra seguindo os mesmos critérios de seleção provenientes das clínicas escolas – Centro de Estudos da Educação e da Saúde (CEES-UNESP – Marília - SP) e no curso de Fonoaudiologia CEPRE/IEL/FCM-UNICAMP – Campinas - SP) selecionados independente do número de membros da família, sem distinção de sexo, raça, escolaridade e nível sócio-econômico-cultural. (AU)
Página 8 de 7.852 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP