site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 3 de 57 resultado(s)
|

Efeito de elementos intersticiais na microestrutura, propriedades elásticas e biocompatibilidade de ligas Ti-Mo

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Roberto Grandini
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:09/00042-0
Vigência: 01 de maio de 2009 - 30 de abril de 2011
Assunto(s):BiomateriaisTeste de biocompatibilidadeBiomateriais metálicos
Resumo
O titânio e algumas de suas ligas têm sido vastamente usados na fabricação de próteses e dispositivos especiais nas áreas médica e odontológica desde 1970 devido às suas propriedades como baixos valores de módulo de Young, resistência à corrosão e características de biocompatibilidade. Entretanto, os valores do módulo de Young dessas ligas ainda são cerca de 2-4 vezes superiores os do osso.A liga Ti-6Al-4V é a liga de titânio mais utilizada para aplicações biológicas. Sua formulação varia ligeiramente dependendo do padrão escolhido pelo fabricante. Quanto maior for o conteúdo de oxigênio, nitrogênio, ou vanádio, maior será sua resistência e o inverso, quanto menor for o conteúdo destes elementos maior será a tenacidade à fratura, a ductilidade e a resistência à corrosão. Entretanto, recentemente, foi descoberto que o vanádio causa efeitos citotóxicos e reações adversas em alguns tecidos, enquanto o alumínio tem sido associado com desordens neurológicas. Assim, muitas pesquisas têm procurado alternativas à liga Ti-6Al-4V, na tentativa de se obter ligas com resistência mecânica similar (ou mais elevada), menor módulo de elasticidade e maior biocompatibilidade. As ligas mais promissoras são as que apresentam Nb, Zr, Mo e Ta como elementos de liga, adicionados ao Ti. Recentemente, ligas contendo elementos estabilizadores da fase beta (Nb, Ta, Zr e Mo) têm sido consideradas, dentre as quais se destacam ligas de Ti-Mo (TM).A presença de elementos intersticiais (O, C, N e H) altera de maneira significativa as propriedades mecânicas da liga, principalmente suas propriedades elásticas, causando endurecimento ou enfraquecimento da liga. As medidas de espectroscopia mecânica constituem uma ferramenta poderosa para o estudo da interação destes elementos substitucionais e intersticiais com a matriz metálica.No Brasil, grande parte dos biomateriais utilizados é importada, levando ao encarecimento do produto final, bem como um ônus significativo para o balanço de pagamentos, demonstrando ser de grande importância o domínio e nacionalização da ciência e tecnologia no desenvolvimento e caracterização de novas ligas de titânio aplicadas como biomateriais .Neste sentido, muitos esforços vem sendo efetuados no sentido de caracterizar e compreender o comportamento mecânico e bioquímico de ligas TM, em função dos processos de obtenção e tratamentos termo-mecânico, que exercem grande influência nas propriedades das ligas de titânio com estrutura quase beta, sem alterar o módulo de elasticidade e espera-se com este projeto, poder contribuir para a compreensão da influência de elementos intersticiais em algumas propriedades físicas das ligas Ti-Mo. (AU)

Modelamento computacional de ligas de Ni-Cr-Fe

Beneficiário:
Instituição: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio José Ramirez Londoño
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:09/01301-9
Vigência: 01 de março de 2009 - 31 de julho de 2009
Assunto(s):Cinética
Resumo
Dentro do projeto JP que tem por objetivo o estudo do fenômeno de fratura por queda de ductilidade em ligas Ni-Cr-Fe endurecidas por solução sólida, se prevê o modelamento termodinâmico e cinético baseado na metodologia Calphad da precipitação de segundas fases em ligas FM-52 modificadas com pequenas adições de Nb, Ti, Hf e Mo. Para tal efeito utilizar-se-iam programas computacionais, os quais precisam de bastante intervenção humana para poder realizar cálculos tão complexos como os propostos neste projeto. Nesta proposta de trabalho pretende-se desenvolver cálculos de difusão integrando o potencial dos programas Thermocalc e Dictra através da plataforma MatLab para desta forma automatizar tanto quanto possível os cálculos cinéticos. Uma vez desenvolvidas e testadas metodologias simples o aluno explorará a possibilidade de estender o trabalho a cálculos mais complexos. (AU)

Efeito de oxigênio nas propriedades anelásticas e biocompatibilidade da liga Ti-15Mo

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Roberto Grandini
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:08/07588-5
Vigência: 01 de março de 2009 - 30 de setembro de 2010
Assunto(s):BiomateriaisTeste de biocompatibilidadeBiomateriais metálicos
Resumo
O titânio e algumas de suas ligas têm sido vastamente usados na fabricação de próteses e dispositivos especiais nas áreas médica e odontológica desde 1970 devido às suas propriedades como baixos valores de módulo de Young, resistência à corrosão e características de biocompatibilidade. Entretanto, os valores do módulo de Young dessas ligas ainda são cerca de 2-4 vezes superiores os do osso. A liga Ti-6Al-4V é a liga de titânio mais utilizada para aplicações biológicas. Sua formulação varia ligeiramente dependendo do padrão escolhido pelo fabricante. Quanto maior for o conteúdo de oxigênio, nitrogênio, ou vanádio, maior será sua resistência e o inverso, quanto menor for o conteúdo destes elementos maior será a tenacidade à fratura, a ductilidade e a resistência à corrosão. Entretanto, recentemente, foi descoberto que o vanádio causa efeitos citotóxicos e reações adversas em alguns tecidos, enquanto o alumínio tem sido associado com desordens neurológicas. Assim, muitas pesquisas têm procurado alternativas à liga Ti-6Al-4V, na tentativa de se obter ligas com resistência mecânica similar (ou mais elevada), menor módulo de elasticidade e maior biocompatibilidade. As ligas mais promissoras são as que apresentam Nb, Zr, Mo e Ta como elementos de liga, adicionados ao Ti. A liga Ti-15Mo (TM) integra uma nova classe de ligas à base de Ti, sem a presença de Al e V (que apresentam citotoxidade) e com baixos valores do módulo de Young (por volta de 80 GPa), bastante atraenttes para o emprego como biomateriais. O objetivo deste projeto é estudar o efeito de oxigênio em solução sólida na liga Ti-15Mo (% em peso) nas propriedades anelásticas da liga, por intermédio de medidas de espectroscopia mecânica utilizando um Pêndulo de Torção. Preliminarmente, para uma completa caracterização da amostra, serão efetuadas medidas de difração de raios X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV), corrosão e testes de biocompatibilidade. (AU)

Caracterização microestrutural de revestimento a laser de ligas de alumínio com liga Al-Fe-Cr-Mn

Beneficiário:
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Claudio Shyinti Kiminami
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:08/05454-1
Vigência: 01 de setembro de 2008 - 31 de julho de 2010
Assunto(s):Ligas de alumínio
Resumo
A solidificação rápida como processo "fora-do-equilíbrio" tem sido utilizado freqüentemente para melhorar o desempenho e as propriedades de ligas já existentes e, também, para o desenvolvimento de novos materiais com novas composições e recentemente, para a obtenção dos chamados materiais nanoestruturados com tamanho de grão sub-microns. Entre os novos materiais metálicos produzidos pela solidificação rápida estão os que apresentam em sua microestrutura as fases quasi-cristalinas, que se destacam por exibirem propriedades mecânicas semelhantes às dos compostos intermetálicos e materiais cerâmicos. Essas ligas caracterizam-se por serem extremamente frágeis em temperatura ambiente, porém, em altas temperaturas mostram ductilidade. Devido a suas exclusivas características, tais como baixa aderência, elevada dureza, baixo coeficiente de atrito, elevada resistência ao desgaste e baixa condutividade térmica, apresentam-se como candidatos potenciais para serem aplicados industrialmente, com características de reprodutibilidade e de baixo custo. Dentro do projeto temático FAPESP, proc. 2005/59594-0, "Propriedades de ligas metálicas amorfas, metaestáveis e nano-estruturadas" estamos estudando a possibilidade de obter camadas superficiais contendo fases quasicristalinas utilizando pós da liga Al92Fe3Cr2Mn3 em substratos de ligas convencionais de alumínio, A7021 e A356 pelo processo de revestimento por laser em duas etapas (pre-placed laser cladding) fazendo multi-pistas (superposição de pistas). O presente Projeto de Pesquisa para Iniciação Científica está inserido dentro deste estudo e, adequando ao grau acadêmico da aluna (4. semestre), trata-se da caracterização microestrutural por microscopia ótica do substrato e da zona de transição entre o substrato e o revestimento, utilizando-se tambem de medidas de durezas para descrever essa transição. Serão realizados ensaio de desgaste das ligas usadas como substrato para futuras comparações com o comportamento ao desgaste do revestimento. (AU)

Estudo sobre a influência dos teores de elementos intersticiais no processo de obtenção de ligas de titânio por metalurgia do pó

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vinicius André Rodrigues Henriques
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia de Transformação
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/04268-0
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 31 de agosto de 2010
Assunto(s):Metalurgia do póPropriedades mecânicasSinterizaçãoLigas metálicasTitânioBiomateriais
Resumo
O titânio e suas ligas são utilizados em aplicações que exigem confiabilidade e bom desempenho. Suas principais aplicações ocorrem nas indústrias aeroespacial, química, naval e, mais recentemente, nas áreas de equipamentos esportivos e de implantes ortopédicos. A obtenção de ligas de titânio pela técnica de metalurgia do pó é uma alternativa vantajosa por permitir a obtenção de peças com geometrias complexas a um custo relativamente baixo. Apesar disso, verifica-se que a introdução de elementos intersticiais (oxigênio, nitrogênio e carbono) durante o processamento destas ligas, embora possa proporcionar um aumento da dureza e da resistência mecânica do material, está freqüentemente relacionada à redução da ductilidade e à fragilidade.O presente projeto tem como objetivo investigar a influência dos elementos intersticiais no processo de obtenção de ligas de titânio por metalurgia do pó (M/P), utilizando-se técnicas de caracterização e planejamento experimental, visando a otimização do processo. O estudo será baseado na obtenção das ligas Ti-6Al-4V e Ti-13Nb-13Zr, com o efetivo controle dos teores de elementos intersticiais, investigando-se sua influência em cada etapa de processamento e no comportamento e propriedades finais das ligas. Uma necessidade prioritária em qualquer processo de obtenção de ligas de titânio, e que tem dificultado o avanço das pesquisas nessa área, é a aquisição de um equipamento capaz de realizar análises confiáveis destes teores por meio de técnicas de absorção de infravermelho e diferença de termo condutividade. Dessa forma, este estudo permitirá compreender a influência dos elementos intersticiais nas ligas estudadas e estabelecer limites de teores desses elementos até a etapa final de processamento, visando a redução dos custos e a garantia da qualidade das ligas produzidas. O grupo de Processos Metalúrgicos (GPM) da Divisão de Materiais (AMR) do CTA detém registros de patentes no INPI do processo de obtenção das ligas por M/P e é pioneiro e líder da pesquisa brasileira nessa área, coordenando projetos com financiamento da FAPESP. A quantificação precisa e confiável dos elementos intersticiais também permitirá a verificação da conformidade das ligas produzidas de acordo como limites especificados por normas, tanto para aplicações na área aeroespacial como na de biomateriais. Além disso, o estabelecimento de correlações entre os teores de elementos intersticiais e o desempenho final das ligas irá gerar conhecimento sobre o efeito desses elementos no comportamento das ligas em serviço. A demanda por esse tipo de ensaio foi verificada e é considerada prioritária para o desenvolvimento de pesquisas em andamento, não só no CTA, como também em outras instituições do Vale do Paraíba (SP), região que concentra os mais importantes centros tecnológicos e indústrias aeroespaciais do país. Além disso, o desenvolvimento desse trabalho deverá também incluir a AMR nas redes existentes de laboratórios capacitados, com sistema de gestão implantado, de forma a ampliar assim a oferta de ensaios em áreas tão importantes como a aeronáutica e de biomateriais. (AU)

Alain reza yavari | Institut National polytechnique Grenoble - França

Beneficiário:
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Walter José Botta Filho
Pesquisador visitante: Alain Reza Yavari
Instituição do pesquisador visitante: Université de Grenoble (França)
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Processo:08/04354-3
Vigência: 01 de julho de 2008 - 30 de julho de 2008
Assunto(s):Ligas metálicas
Resumo
A estadia do pesquisador visitante no DEMa UFSCar, associado Laboratório de Metais Amorfos e Nanocristalinos, LabNano, se insere no contexto do projeto temático "Propriedades de ligas metálicas amorfas, metaestáveis e nano-estruturadas", processo FAPESP 2005/59594-0, em vigência desde novembro de 2006 em nosso grupo. Neste projeto desenvolvemos e avaliamos propriedades das seguintes classes de ligas metálicas:(a) amorfas, de sistemas a base de Cu, de Cu-Zr, de Fe, de Ni, de Ni-Nb e de Ti, tendo como foco principal o desenvolvimento e controle de micro-(nano)-estruturas que resultem em ligas de alta resistência mecânica e ductilidade; (b) nano-estruturadas, a base de Al contendo diversos tipos de nano-dispersões, incluindo as de fases nano-quasicristalinas com enfoque de otimização das nano-estruturas para melhorar a estabilidade térmica e as propriedades mecânicas; (c) convencionais, a base de Al, principalmente as ligas Al-Si de importância para reciclagem, para avaliação das condições de processos para supressão criteriosa de fases fragilizantes; e,(d) nano-estruturadas, a base de Mg, de Mg-Ni e de Ti-Cr-V para armazenagem de hidrogênio, tendo como objetivo o entendimento do efeito de catalisadores e protetores da superfície dos hidretos na diminuição da temperatura e aumento da cinética de absorção e dessorção de hidrogênio. O Prof. Yavari tem familiaridade com nossos temas de pesquisa, devendo contribuir principalmente nos aspectos de dutilização das ligas metálicas amorfas e nos mecanismos de catálise pela presença de nano-partículas em nano-compósitos para armazenagem de hidrogênio. Alem desses dois temas prevê-se utilizar a experiência do pesquisador visitante no desenvolvimento de novas ligas de alta resistência mecânica, obtidas por solidificação rápida, em ligas a base de Ti. O Prof. Yavari propôs recentemente métodos para escolha de composições levemente hipereutéticas favorecendo nucleação de fases intermetálicas, de modo a permitir super-resfriamento e obtenção de microestruturas refinadas. Tal método deverá ser aplicado em ligas selecionadas à base de Ti. (AU)

Revestimento de superfícies de ligas de alumínio com liga formadora de fase quasicristalina al-fe-cr-mn utilizando laser

Beneficiário:
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Claudio Shyinti Kiminami
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:07/57663-0
Vigência: 01 de março de 2008 - 31 de julho de 2009
Resumo
Entre os novos materiais metálicos produzidos pela solidificação rápida estão os que apresentam em sua microestrutura as fases quasi-cristalinas, que se destacam por exibirem propriedades mecânicas semelhantes às dos compostos intermetálicos e materiais cerâmicos. Essas ligas caracterizam-se por serem extremamente frágeis em temperatura ambiente, porém, em altas temperaturas mostram ductilidade; devido a suas exclusivas características, tais como baixa aderência, elevada dureza, baixo coeficiente de atrito, elevada resistência ao desgaste e baixa condutividade térmica, apresentam-se como candidatos potenciais para serem aplicados industrialmente. O objetivo deste projeto para dissertação de mestrado, a ser desenvolvido dentro da área de concentração "Desenvolvimento Tecnológico" do PPG - CEM da UFSCar é contribuir com os esforços que vem sendo realizados para desenvolvimento de novos processos para a produção de ligas com estruturas metaestáveis e nanoestruturados em forma e dimensões com perspectivas de aplicações industriais. Especificamente o presente projeto para trabalho de dissertação tem como objetivo obter camadas superficiais contendo fases quasicristalinas utilizando pós da liga AI92Fe3Cr2Mn3 em substratos de ligas convencionais de alumínio, A7021 e A356 pelo processo de revestimento por laser em duas etapa (pre-placed laser cladding) fazendo multi-pistas (superposição de pistas). (AU)

Desenvolvimento de compósitos termoplásticos de PP reforçado com fibras de pet reciclado

Beneficiário:
Pesquisador responsável:Cybele Lotti
Empresa:Global Pet Reciclagem Ltda. - EPP
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Processo:05/50915-9
Vigência: 01 de janeiro de 2008 - 31 de outubro de 2008
Assunto(s):Materiais compósitosGarrafas plásticasReciclagem de resíduos urbanosTermoplásticosPolipropilenos
Resumo
O uso de compósitos de polímeros termoplásticos com fibras curtas tem se tomado mais comum em várias aplicações, devido à possibilidade de combinar a tenacidade do termoplástico com a rigidez e resistência das fibras reforçativas. As fibras de poli (tereftalato de etileno), PET, apresentam vantagem sob outras fibras no reforço da matriz de polipropileno (PP) devido ao elevado desempenho mecânico, baixo custo, capacidade de reciclagem, disponibilidade em formas bem definidas e sem a necessidade de tratamentos superficiais, além de baixa densidade. Essas características permitem gerar aplicações no setor automobilístico e no de eletro-eletrônicos que não requeiram módulos tão elevados, mas necessitem de leveza, boas resistências ao impacto e térmico, ductilidade e processabilidade. Além disso, a utilização de fibras de PET reciclado, grau garrafa, como reforço de matrizes termoplásticas de grande consumo, como o PP, é uma forma de agregar valor ao produto reciclado, gerando novas aplicações e, conseqüentemente, um maior incentivo à reciclagem. O objetivo deste trabalho é o desenvolvimento e a avaliação da viabilidade técnica de compostos de polipropileno reforçados com fibras de PET reciclado, visando aplicações nos setores automobilísticos e eletro-eletrônico, que possam substituir, por exemplo, os compostos de PP com fibra de vidro, talco e carbonato de cálcio desenvolvido para aplicações onde a rigidez não é preferencialmente requerida. Em função deste grande potencial de aplicação, a empresa Unnafibras S.A, fabricante das fibras de PET reciclado, mostrou interesse no desenvolvimento de compósitos com fibras de PET reciclado e na tecnologia a ser desenvolvida. A Electrolux do Brasil e a General Motors do Brasil demonstraram interesse no desenvolvimento deste novo compósito e estão avaliando internamente uma futura possibilidade de teste em algum de seus produtos. (AU)

Estudo do mecanismo de fratura intergranular por queda de ductilidade em ligas ni-cr-fe

Beneficiário:
Instituição: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio José Ramirez Londoño
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Metalurgia Física
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:06/05661-1
Vigência: 01 de agosto de 2007 - 31 de dezembro de 2010
Assunto(s):Soldagem
Resumo
A fratura por queda de ductilidade (FQD) é um tipo de falha intergranular que afeta adversamente a qualidade de diversos processos metalmecânicos, dentre eles: soldagem, laminação a quente, forja, lingotamento continuo, etc., num amplo espectro de materiais comerciais, tais como: ligas de Níquel, Níquel–Cobre e aços inoxidáveis.Nesta proposta de pesquisa, mediante a utilização de técnicas avançadas de caracterização e de um novo dispositivo para ensaios termomecânicos in-situ através do MEV, pretende-se fazer uma aproximação ao entendimento do mecanismo de FQD, com ênfase especial no papel desenvolvido pelos precipitados intergranulares presentes, em algumas ligas do sistema Ni-Cr-Fe. A importância de estudar o sistema Ni-Cr-Fe se suporta na sua utilização na produção de materiais avançados de adição de solda usados na fabricação de componentes e vasos de pressão para as indústrias petroquímica, química, nuclear e aeroespacial. O objetivo desta proposta está baseado no estabelecimento de relações entre a composição química, a microestrutura presente e a tendência à fratura por queda de ductilidade, avaliadas na liga AWS A5.14 ERNiCrFe-7 (FM52) e em ligas modificadas a partir da liga FM52 com adições de Nb, Ti, Mo e Hf, preparadas em forno ao arco voltaico com atmosfera controlada. As técnicas de caracterização que se utilizaram são: microscopia eletrônica de varredura (MEV), microscopia eletrônica de transmissão (MET), difração de elétrons (SAD), difração de raios X (DRX), difração de elétrons retro-espalhados (EBSD) e espectroscopia de perda de energia de elétrons (EELS). (AU)

Extrusão em canal angular: influência das variáveis geométricas no desempenho da matriz e na homogeneidade da deformação

Beneficiário:
Instituição: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vitor Luiz Sordi
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:07/51003-9
Vigência: 01 de julho de 2007 - 31 de dezembro de 2008
Assunto(s):Simulação
Resumo
A extrusão em canal angular (ECA) permite impor grandes deformações, da ordem de 15 ou mais, a amostras metálicas sem alterar sua seção transversal. Resultam materiais com alto potencial termodinâmico para recristalização podendo gerar tamanho de grão sub-micrométrico e, assim, condições estruturais e micro-estruturais que combinam resistência mecânica e ductilidade. A evolução micro-estrutural resultante dessa extrusão, bem como os efeitos dos tratamentos térmicos a ela associados e suas conseqüências sobre as propriedades de diversos materiais, receberam recentemente a atenção de diversos pesquisadores. Os efeitos das variáveis experimentais envolvidas na técnica de extrusão, ainda em escala de laboratório, também são estudados visando a evolução para aplicações em escala industrial. Este projeto propõe o dimensionamento e a construção de diferentes configurações geométricas do canal de extrusão e uma avaliação da Influência desses parâmetros no grau de deformação macroscópico e na distribuição espacial da deformação no volume da amostra. O estudo servirá para comparação com resultados de simulações numéricas do processo por elementos finitos. Como material de referência será usado chumbo comercialmente puro, o que facilitará a condução dos experimentos. (AU)
Página 3 de 57 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP