Pesquisa avançada

X

Criar um alerta por e-mail


Novos resultados para a sua pesquisa em seu e-mail, semanalmente.

Seu e-mail:

Tamanho do e-mail:



Seu endereço de e-mail não será divulgado.

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
  • Auxílios à Pesquisa
  • Bolsas
  • Programas voltados a Temas Específicos
  • Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
  • Programas de Infraestrutura de Pesquisa
  • Área do conhecimento
  • Situação
  • Ano de início
URL curtoExcel (CSV)Alerta por e-mail   RSS
1.029 resultado(s)
|
Resumo

Em relação à programação do evento em 2017, no período da manhã e da noite, nos três dias de duração, planejam-se as conferências. Uma noite está reservada para a realização de oficinas tendo em vista a aproximação das atividades do Seminário para os alunos dos cursos de graduação da PUC-Campinas, especialmente os que cursam no período noturno. No período vespertino, nos três dias, planejam-se as apresentações de pôsteres e comunicações orais, relativos aos trabalhos em andamento e aos trabalhos concluídos, respectivamente; além da exitosa iniciativa da modalidade Palavra de Professor/a. Inaugurado no Seminário de 2012, o Palavra de Professor/a envolve professores da Educação Básica e alunos de graduação e de pós-graduação com experiência profissional, representando experiência singular e fundamental para as ações de inserção social do PPGE e FAEDUC/PUC-Campinas. As temáticas das conferências são as seguintes:Qualidade da Educação: transformação ou manutenção social?Conferencista: Prof. Dr. Romualdo Luiz Portela de Oliveira (Faculdade de Educação - Universidade de São Paulo - USP)Doctorados en educación: tendencias internacionales contemporáneasConferencista: Prof. Dr. Luis Sime Poma (Departamento de Educación de la Pontificia Universidad Católica del Perú - PUCP).Conferência: Políticas de Inclusão na Educação Superior: massificação ou democratização?Conferencista: Profa. Dra. Maria Ligia de Oliveira Barbosa (Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ)Profissão docente: a experiência europeia e norte americanaConferencista: Profa. Dra. Regina Cortina (Universidade de Columbia - EUA)Conferência :Políticas curriculares: o cenário brasileiro na segunda década do século XXIConferencista: Profa. Dra. Elisabete de Macedo (Programa de Pós-Graduação em Educação da UERJ) (AU)

Resumo

A Programação da Reunião Científica consistirá de 3 minicursos de 3 sessões cada; 12 palestras plenárias de 50 minutos cada e uma sessão de pôsteres. Os minicursos serão ministrados pelos pesquisadores Bernd Ulrich (Purdue University, USA), Claudia Polini (Notre Dame University, USA) e Jurgen Herzog (Universitat Duisburg-Essen Germany), todos eles pesquisadores seniores e "Full Professors" nas suas respectivas universidades (ver os currículos em anexo). As palestras plenárias serão ministradas por pesquisadores convidados de reconhecida competência nas áreas abordadas pela reunião. Todos terão o aval da Comissão Científica. Finalmente, a sessão de pôsteres tem o propósito de incentivar os alunos de doutorado e pós-graduandos das áreas de Álgebra Comutativa, Geometria Algébrica e Teoria de Singularidades a exporem seus resultados para uma comunidade ampla de especialistas nessas áreas.Obs: Dentre as 12 palestras, duas já estão confirmadas e serão ministradas por dois importantes pesquisadores do Estado de São Paulo, a saber: Plamen Koshulkov (Unicamp) e Ivan Shestakov (Ime-Usp). Esse dois pesquisadores são pesquisadores principais dos seus respectivos Projetos Temáticos e, portanto, não podem receber diárias da Fapesp. É por essa razão que esse projeto contempla apenas visitantes estrangeiros. (AU)

Resumo

Este trabalho objetiva comparar o nível de desenvolvimento de competências e habilidades presente em egressos do curso de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC - USP) em relação às expectativas do mercado de trabalho e, posteriormente, propor alterações à estrutura do curso a partir de metodologias de ensino-aprendizagem e de avaliação distintas da tradicional. A taxonomia de competências e habilidades utilizada será a do CDIO (Conceive, Design, Implement, Operate), amparada por diretrizes curriculares e perfis de egressos da UNESCO, do MEC e da EESC. Como medidores de comparação serão aplicados questionários e entrevistas a egressos e seus responsáveis em empresas tipicamente interessadas neste profissional. As metodologias adequadas ao curso serão definidas a partir de estudos bibliográficos e estudo de campo em visitas a instituições que operem modelos de ensino-aprendizagem e avaliação inovadores. Ao analisar os resultados derivados dos questionários e das entrevistas por recurso estatístico e compará-los com as vantagens e desvantagens dos métodos estudados -como PBL (Problem Based Learning)e método de Keller -, espera-se como resultado uma proposta de melhoria ao curso. (AU)

Resumo

A sociedade do século XXI lida com um crescente e rápido desenvolvimento científico e tecnológico. No entanto, os cidadãos comuns compreendem o progresso e os princípios subjacentes a esse desenvolvimento? Neste sentido, a Química é conhecia por diferentes conotações entre a população, sendo importante procurar estratégias para diminuir o abismo entre a sociedade e o conhecimento e a sua produção. Neste contexto, a proposta CERSusChem compreende duas abordagens principais para a educação e disseminação do conhecimento produzido, a saber: I) o desenvolvimento de ações de formação de graduação, pós-graduação e capacitação técnica dentro dos princípios da educação formal; e II) a elaboração de atividades de educação não-formal envolvendo comunicação científica para professores e alunos de escolas de ensino fundamental e médio, idosos e leigos. Tradicionalmente, os avanços científicos alcançados nas universidades têm sido úteis para subsidiar a modernização de cursos de graduação e pós-graduação para a formação de novos profissionais para as indústrias, universidades, escolas e centros de pesquisa. Deste ponto de vista, a educação e a divulgação do conhecimento sobre a produção de CERSusChem serão realizadas introduzindo os princípios da Química Verde no currículo dos cursos de Graduação em Química, visando melhorar a capacidade do aluno de pensar criticamente sobre os conteúdos de Química, bem como os riscos associados a este campo específico e a relação da ciência, tecnologia e dimensões sociais. Entre as diversas atividades tem-se a organização de um workshop sobre Química Verde com a participação de todas as unidades do centro, mediado pela equipe de educação / difusão. O objetivo desta atividade é sensibilizar o corpo docente sobre a relevância de inserir os princípios e práticas da Química Verde no projeto político pedagógico dos cursos de graduação de suas unidades, como forma integral de aprimorar e implementar uma nova perspectiva para a atividade dos químicos do amanhã. O bolsista atuará na Divulgação de Conhecimento da UFSCar, da UNICAMP e da FFCLRP-USP. O bolsista trabalhará na UFSCar sob a orientação da profa. Lucia Mascaro e deverá atuar nas escolas a serem visitadas gerenciando recursos materiais, contatando escolas, agendando visitas e recebendo alunos e professores em ambos os espaços. Também dará apoio aos demais professores vinculados ao projeto na área de difusão. (AU)

Resumo

A preocupação com a questão da leitura no Ensino Fundamental - em particular se os alunos leem, em quais condições de produção, e se os professores possuem saberes pedagógicos que auxiliem a proporcionar experiências agradáveis com essa prática cultural, a leitura, para os alunos pelos quais são responsáveis - instiga-nos à realização desta pesquisa que ora propomos. Cumpre notar que nossas preocupações nascem a partir de observações em situações de estágio curricular não remunerado, vivenciadas em escolas públicas do estado de São Paulo, bem como das leituras e estudos que vimos realizando junto ao Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Alfabetização, Leitura e Letramento-GEPALLE, regularmente cadastrado no CNPq e, ainda, a partir de nossas escutas atentas, em eventos científicos de que temos podido participar, enquanto estudante do curso Licenciatura em Pedagogia e integrante do citado grupo. Assim, temos como objetivo geral investigar se e como as Histórias em Quadrinhos (HQs) são trabalhadas em sala de aula do Ensino Fundamental de escolas públicas. Como objetivos específicos destacamos: a) Indagar se os alunos dos 4º e 5º anos do Ensino Fundamental conhecem as HQs e se as leem fora do contexto escolar; b) Investigar os saberes dos professores sobre as HQs, para o desenvolvimento da leitura de crianças do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental. Para alcançar nossos objetivos, iremos nos fundamentar na Análise de Discurso de matriz francesa pecheuxtiana. (AU)

Resumo

A sexualidade tem sido objeto de estudos e pesquisas em diversas áreas do conhecimento: Psicologia, Biologia, Medicina, Economia, Sociologia, História e, principalmente, Educação. Após a publicação dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), em 1997, houve uma ampliação das tentativas de entrada da educação sexual na escola, atreladas ao desenvolvimento de projetos e aulas com conteúdos pré-estabelecidos, no entanto, sem consolidar ainda uma política de formação docente que subsidiasse e orientasse a atuação na escola. Verificamos uma intensificação da elaboração de materiais didáticos e investigativos de formação de professores, sobretudo valendo-se das tecnologias digitais. Enquanto a instituição escolar não oferecer possibilidades concretas de legitimação dos direitos sexuais, das diversidades, seja por meio das falas, dos textos ou das imagens, ela não estará cumprindo, de maneira integral, sua função de formar cidadãos em plenitude. Se por um lado temos referências sobre a necessidade dos saberes e sobre a construção do conhecimento sexual, por outro sentimos falta de uma literatura sobre a produção de conhecimentos em torno das propostas de intervenção de trabalhos de educação no Sexual. Deste modo, objetiva-se realizar um levantamento documental e a respectiva análise da produção de conhecimento resultante de propostas de intervenção em educação sexual no Brasil, com a intenção de ir além do conteúdo manifesto nesses documentos, interessando-se pela origem da proposta, as perspectivas, a intervenção e o seu referencial teórico metodológico. Acreditamos que este estudo poderá dar maior visibilidade para a educação sexual considerando seu potencial organizador e a possibilidade de análise e descrição de práticas que fornecerão subsídios teórico-metodológicos para a formação de professores. (AU)

Resumo

Este projeto busca abordar a temática da formação nos cursos de licenciatura em música, tendo como foco a pouca presença música da cultura popular e da música popular nos cursos de Licenciatura em Música das três universidades estaduais de São Paulo, (USP, UNESP, UNICAMP). O interesse por esta temática surgiu de uma inquietação pessoal e coletiva (colegas de curso), como estudante de graduação do curso de Licenciatura em Música pela UNESP, cuja matriz curricular tem apenas 60 horas da carga horária total do curso de matérias obrigatórias destinadas exclusivamente à música da cultura popular e à música popular. O objetivo deste projeto é o de estimular uma reflexão crítica sobre a atual formatação acadêmica, por meio de uma comparação entre currículos e entrevistas com graduandos e egressos, buscando, assim, levantar o que a predominância da música erudita pode trazer para a formação e atuação docente na educação básica. Para tal, será realizado um levantamento de dados e um questionário, que será aplicado junto aos atuais graduandos e egressos das respectivas universidades a fim de verificar a posição destes sobre este tema, procedendo-se à análise do material coletado. A relevância desta pesquisa é o de estimular a reflexão sobre o descompasso existente entre a prática artística e intelectual contemporânea, que muitas vezes não se enquadra na polarização popular/erudito, e a estrutura das atuais grades curriculares destas universidades. O estudo desta temática torna-se ainda mais importante com a obrigatoriedade da abordagem da cultura Africana e Indígena no contexto educacional brasileiro atual, segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) de 1996. (AU)

Resumo

Este trabalho pretende investigar o cancioneiro e as atividades da educação musical escolar brasileira, em publicações feitas entre 1940 e os dias atuais. A finalidade é problematizar as relações desiguais entre os gêneros em materiais didáticos dirigidos à Educação Infantil e aos anos iniciais do Ensino Fundamental. O termo patriarcado designa um sistema social que hierarquiza as relações entre masculino e feminino, privilegiando o primeiro. O fundamento bibliográfico surgirá de artigos e livros que teorizam os conceitos de gênero e patriarcado e a seleção de publicações cobrirá quatro fases marcantes da educação musical brasileira. A primeira fase corresponde ao período do movimento do Canto Orfeônico (décadas de 1930, 40 e 50); a segunda, aos anos da presença da disciplina Educação Musical nos anos 1960; a terceira fase, às décadas de 1970 a 90, quando a Educação Artística substitui a disciplina Educação Musical no currículo escolar; e a quarta, à implantação do componente curricular Arte, a partir de 1996. O critério de seleção do corpus de análise é a abrangência nacional das publicações. A metodologia é a da pesquisa bibliográfica e os dados analisados por meio dos procedimentos de análise de conteúdo. (AU)

Resumo

Os textos aqui apresentados buscaram não apenas contemplar os fundamentos de uma visão contemporânea da inclusão, mas também as articulações desses fundamentos com as práticas inclusivas que algumas escolas já vêm adotando e ampliando.Há um fio condutor que atravessa e alinhava os textos deste livro, sejam quais forem suas filiações teóricas ou profissionais: todos estão buscando orientar-se por uma visão precisa de sujeito. Os autores aqui presentes sabem que as crianças em situação de inclusão não são apenas um conjunto de feixes de nervos, músculos e ossos comandado por comportamentos automáticos a serem condicionados, adaptados e canalizados; as crianças-sujeito são habitantes desse corpo ao mesmo tempo que habitados por ele, e não existem sem que um laço com os outros as constitua, as mantenha e lhes dê um sentido marcado pelo desejo. Levar em conta, dar ouvidos - escutar esses sujeitos -, dar voz a esses sujeitos - fazê-los dizer - é o norte da reflexão e da ação que orienta os autores aqui presentes, na discussão de práticas inclusivas. Ao propor a escuta e o dizer como fundamentos de sua prática, estão posicionados da perspectiva de dar acolhida ao modo próprio de ser de cada criança-sujeito, renunciando assim ao furor da transformação do aluno em um ser dócil a qualquer preço. Por isso, o subtítulo do livro ressalta o acolhimento do aluno-sujeito.Poderá ser ainda encontrada, neste livro, a aposta de que uma escola é capaz de tornar-se protagonista da inclusão que realiza e construir suas próprias bases. Mais do que obedecer à lei da inclusão, uma escola pode transformar a prática inclusiva em uma oportunidade para ser protagonista de seu projeto inclusivo, transformando-se e tornando-se ao mesmo tempo agente de transformação social.Por que a expressão "práticas inclusivas"? São aquelas que incluem todas as crianças, já que todas precisam ser incluídas. Isso não significa que não haja crianças enfrentando mais dificuldades para serem incluídas, seja porque não podem, seja porque não lhes oferecem as condições necessárias, seja porque não querem. Há particularidades no modo como as crianças ditas com TEA se apresentam na escola e uma das mais importantes é sua auto-exclusão. Assim, elas exigem da escola a criação de estratégias de inclusão específicas para elas, para cada uma delas.Na Parte I deste livro, apresenta-se a Metodologia ECE, que se baseia no estudo de caso da escola. Ela começa com a proposição de princípios orientadores das práticas inclusivas. Os princípios são fundamentos éticos e psicanalíticos que podem orientar o trabalho em uma escola inclusiva. Ainda na Parte I, apresentam-se os eixos teóricos de leitura da criança; essa seção termina com a proposição de estratégias escolares baseadas tanto nos princípios como nos eixos teóricos apresentados.Na seção Temas atuais para escolas inclusivas o leitor encontrará uma seleção dos temas que mais têm ocupado os atores das práticas inclusivas: aquisição da escrita, a criança no grupo-classe, escola e família, o trabalho com professores inclusivos, flexibilização curricular, entre outros.Há finalmente o relato de experiências inclusivas de sete escolas paulistas. Nesses textos, os autores passearam pelos princípios, pelos eixos, pelos textos teóricos e pelas estratégias que estão apresentados neste livro, revisitaram sua história de escola inclusiva e construíram textos que mostram suas práticas inclusivas hoje. Algumas se detiveram nos princípios, outras nos eixos, outras nas estratégias e outras ainda nos textos teóricos, percorrendo com liberdade e criatividade esse material, apresentando-se assim como protagonistas de sua história. (AU)

Resumo

A presente proposta tem como objetivo estreitar cooperações científicas entre a UFG-GO e a UNICAMP, por meio da vinda da Prof. Carolina Horta Andrade, como Pesquisadora Visitante (PV). A vinda da Profa. Carolina Andrade irá atender dois projetos de pesquisa, um Temático e um auxilio Jovem Pesquisador (vide resumos anexados no SAGE) devido a natureza complementar desses projetos e o perfil da Profa. Carolina. Sendo assim, estão previstas as seguintes atividades; (i) apresentação de seminários e workshops nas universidades paulistas (UNICAMP, USP-São Paulo, USP-São Carlos), (ii) elaboração de projetos de pesquisa em parceria aproveitando a rede colaborativa de Profa. Andrade, (iii) treinamento de alunos de graduação e pós-graduação por meio de atividades didáticas, como a colaboração na disciplina "Fisiopatogênese de doenças emergentes e aplicação de ferramentas computacionais para a descoberta de alvos terapêuticos e fármacos", no Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular e outra disciplina no recém-criado Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas da UNICAMP, e (iv) co-orientaçao de alunos de mestrado e doutorado. No que se refere à pesquisa, a candidata irá colaborar em projetos que estão em andamento no Laboratório coordenado pelo Prof. Fabio TM Costa (coordenador do Temático) e da Profa. Elizabeth Bilsland (coordenadora do Jovem Pesquisador - vide suma curricular anexada no SAGE), além da colaboração com outros projetos de pesquisa em andamento da UNICAMP, USP-SP, USP-São Carlos e Instituto Adolfo Lutz, com os quais a Dra. Carolina Horta já possui colaborações em andamento. A Dra. Carolina tem vasta experiência no desenvolvimento e aplicação de ferramentas computacionais para a descoberta de candidatos a fármacos (CADD, Computer-Aided Drug Design), tais como; triagem virtual, bioinformática, quimiogenômica, quimioinformática e desenvolvimento de plataformas para modelagem in silico de propriedades farmacocinéticas e toxicidade. No que diz respeito ao treinamento de pessoal e docência, a Dra. Carolina Horta tem experiência em docência e orientação de alunos de mestrado e doutorado em dois Programas de Pós-Graduação na UFG: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas (PPGCF) e Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical e Saúde Pública (PPGMTSP), além de um Programa em rede com a UFPA, UFAM e UNIFAP, o Programa de Pós-Graduação em Inovação Farmacêutica (PPGIF). As dissertações e teses orientadas até o momento pela Profa. Carolina estão voltadas ao planejamento e descoberta de candidatos a fármacos para doenças parasitárias, áreas de interesse do pesquisador beneficiário Dr. Fabio T. M. Costa e da Profa. Elizabeth Bilsland. (AU)

Resumo

No ano de 2006 foi aprovada a Lei nº 11.274, que alterou a duração do ensino fundamental de oito para nove anos, no Brasil, e estabeleceu a matrícula obrigatória a partir dos 6 anos de idade. Essa mudança repercutiu no cotidiano de todos os envolvidos com a educação, desde as crianças até os profissionais, de modo que, a partir de então, é nesse contexto que as atuais crianças estudam e que os docentes/pedagogos atuam. Desse modo, esta pesquisa estabeleceu como objetivo central identificar e analisar a/as concepção/ões apresentada/s nos textos legais do Programa Ampliação do Ensino Fundamental para Nove Anos sobre a criança ingressante nessa etapa de ensino. Este estudo será de cunho bibliográfico e documental, tendo como base de análise as seguintes categorias de conteúdo: brincar, espaço/ambiente, currículo, metodologia, tempo, relação professor/aluno e aprendizagem/desenvolvimento. Ademais, será levado em consideração os objetivos reais e os objetivos proclamados presentes nos documentos oficiais do Programa. (AU)

Resumo

O projeto de pesquisa tem como objetivo identificar e compreender quais orientações metodológicas receberam os primeiros professores de Geografia para atuar na escola paulista, entre os anos de 1934 e 1960. Trata-se de pesquisa de fundo histórico, documental e bibliográfica a ser desenvolvida por meio de procedimentos de identificação, reunião, organização e análise de fontes documentais referentes aos aspectos do currículo do primeiro curso de formação de professores secundários de Geografia, oferecido na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL) da Universidade de São Paulo (USP) e em seu Instituto de Educação. Serão enfatizadas as orientações metodológicas, advindos da Geografia e da Pedagogia utilizadas enquanto"matrizes" teóricas de formação. Buscaremos refletir em que medida o curso de formação da FFCL, da USP contribuiu para promover a reflexão sobre a relação teoria e prática pedagógica no ensino de Geografia, dicotomia ainda presentes nos dias de hoje no processo de formação do professor de Geografia. (AU)

Efetividade da intervenção de base escolar de incentivo à prática da Educação Física e promoção de hábitos de vida saudáveis

Processo:16/09260-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de março de 2017 - 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Ismael Forte Freitas Júnior
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente, SP, Brasil
Pesq. associados:

ARNALDO SANTOS ; CÉLIA APARECIDA CARVALHO DE OLIVEIRA ; Elaine Fernanda Dornelas de Souza ; FERNANDO EDUARDO DA SILVA REGO ; ISABELA MONTEIRO RIBEIRO ; Paula Alves Monteiro ; Rômulo Araújo Fernandes ; Sueyla Ferreira da Silva dos Santos

Assunto(s):EscolasSaúde do adolescente
Resumo

O ambiente escolar é um importante meio social para garantia do acesso à criança e adolescente aos diferentes bens culturais do plano coletivo. Dessa forma, o presente estudo visa elaborar, implementar e avaliar, em nível individual e organizacional, um programa de intervenção para promover hábitos de vida saudável, por meio da prática de Educação Física em escolares das séries finais do Ensino Fundamental. Trata-se de uma pesquisa avaliativa de abordagem qualitativa e quantitativa, que envolverá professores de Educação Física, escolares dos 6º e 7º anos do Ensino Fundamental da rede pública estadual de escolas do Programa de Ensino Integral (PEI) e seus familiares. A pesquisa ocorrerá em quatro escolas do PEI da cidade de Presidente Prudente, São Paulo, sendo duas participantes do grupo de intervenção e duas do grupo controle. O delineamento do estudo será dividido em quatro etapas: construção, aplicação, acompanhamento e conclusão. Na etapa de construção será elaborada coletivamente, envolvendo alunos e professores das escolas, uma proposta de intervenção baseada no diagnóstico do problema do estudo, a abordagem central para problematização será os hábitos de vida e serão incorporadas nas atividades planejadas os temas e conteúdo presentes no Currículo Oficial de Educação Física do Estado de São Paulo. Na etapa de aplicação, será aplicado o modelo de intervenção nas escolas. Na etapa de acompanhamento será feita observação das atividades da etapa de aplicação que foram integradas ás práticas pedagógicas dos Professores. A culminância do procedimento avaliativo ocorrerá na etapa de conclusão, na qual serão verificadas as mudanças ocorrida na rotina escolar mesmo sem a intervenção externa da equipe de pesquisadores. Em nível individual, serão avaliadas informações que proporcionarão a identificação e efetividade da intervenção nos problemas priorizados referentes às mudanças de comportamentos relacionados aos hábitos de vida dos escolares. Em nível organizacional, será avaliado se o programa de intervenção resultou no aperfeiçoamento das práticas educacionais referentes à Educação Física e à saúde de modo global, no que se refere ao estimulo aos hábitos de vida saudável. (AU)

Resumo

A formação médica passa por um desafio inédito nos dias de hoje, e uma grande reforma curricular faz-se necessária. Atualmente há um entendimento mundial de que temos que formar um profissional médico com grande capacidade reflexiva, comprometido com o seu paciente e com o sistema de saúde onde está inserido, que lidere o processo de transformação e qualificação do cuidado no plano regional, mas que ao mesmo tempo esteja conectado com a realidade de sua profissão no cenário global. A capacitação docente profissionaliza a docência, e pode oferecer uma plataforma conceitual que aglutina professores comprometidos com a qualificação do próprio trabalho e da instituição de ensino. O conceito de "Comunidades de Prática" é potencialmente importante para o processo de capacitação docente uma vez que qualifica o processo de ensino-aprendizagem no cenário real de prática, onde os modelos, o processo de tutoria e facilitação do aprendizado, a criação de uma identidade, os problemas práticos reais do dia a dia, e o trabalho em equipe são fundamentais. Apesar deste potencial teórico, as iniciativas de capacitação docente ainda não foram suficientemente submetidas a uma abordagem científica, que verifique objetivamente suas contribuições para a qualificação institucional como um todo. Este trabalho tem por objetivos: 1- Criar uma Comunidade de Prática para a capacitação docente na Universidade de Groningen; 2 - Desenvolver métodos quantitativos e qualitativos para avaliação do impacto da criação desta Comunidade de Prática na atividade docente; 3 - Avaliar o impacto na motivação e satisfação docente e discente, na performance dos estudantes e dos próprios professores, na eficiência da prática docente e, principalmente, na transferência do aprendizado para o cenário real de prática; e, por último, 4 - comparar estratégias formais x informais, presenciais x online, nas atividades da Comunidades de Prática em relação aos parâmetros já mencionados.Esta experiência fundamentará a criação de Comunidades de Prática para capacitação docente na Universidade Estadual de Campinas e em outras instituições de ensino brasileiras, permitindo a realização de estudos científicos multicêntricos, contribuindo para excelência acadêmica dos cursos de medicina brasileiros. (AU)

Resumo

A primeira iniciativa de que se tem registro sobre os dados da enfermagem no país, deve-se à Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn), que realizou entre 1956 e 1958 um levantamento de Recursos e Necessidades de Enfermagem no Brasil. Mediante a transformações contínuas, a educação em enfermagem necessita de evidências que legitimem seu papel na produção de conhecimento e sua presença na sociedade. O objetivo desse estudo será avaliar a trajetória profissional dos egressos do curso de Enfermagem da Universidade de Franca - UNIFRAN, na tentativa de identificar os desafios da profissão e do curso para atender às novas demandas do perfil profissional e do mercado de trabalho. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com abordagem qualitativa e quantitativa, a partir do contato telefônico aos egressos do referido curso e utilização de questionário próprio. Tem como foco a avaliação da formação profissional, qualificação e o desempenho dos profissionais de saúde no mercado de trabalho, tomando como referencial teórico-metodológico as diretrizes curriculares nacionais dos cursos de graduação em Enfermagem e a pedagogia das competências. Pela análise de conteúdo serão tratados os dados qualitativos e os dados quantitativos terão como base os números exatos e porcentagens, apresentados em gráficos, tabelas e discutidos com a literatura pertinente. (AU)

Resumo

O equipamento do qual este projeto de pesquisa gira em torno possui uma interface de comunicação com uma plataforma on line responsável por, fundamentalmente, receber e armazenar as imagens da retina capturadas em campo com o dispositivo apresentado. Esta proposta de treinamento técnico tem por objetivo aperfeiçoar o bolsista na área de desenvolvimento de software para ambientes WEB. Como o sistema trabalha com base em um banco de dados, será realizado o desenvolvimento de toda a estrutura do mesmo bem como sua implementação. Ainda, serão adicionadas funções complementares como o sistema remoto de acesso a imagens, controles de clínicas, médicos, pacientes, exames, e laudos, possibilitando um sistema mínimo de telemedicina. O bolsista irá experimentar intensivamente toda a metodologia de desenvolvimento de uma plataforma on line na qual os requisitos de segurança, confiabilidade, expansividade e disponibilidade são comparáveis a grandes sistemas atualmente em funcionamento com aplicações em diferentes áreas. A orientação e supervisão serão realizadas pelo pesquisador responsável e pelo pesquisador de apoio, José Augusto Stuchi, que em seu currículo possui uma considerável experiência neste tipo de implementação. (AU)

Resumo

A modalidade teletandem institucional-integrado prevê parcerias telecolaborativas entre alunos brasileiros que estão aprendendo uma língua estrangeira e alunos estrangeiros que estão aprendendo português. As atividades são desenvolvidas por meio de ferramentas síncronas VOIP (Voice over Internet Protocol), estão vinculadas aos conteúdos programáticos das disciplinas que as integram a seus programas e são organizadas de forma a atender as necessidades de aprendizagem seguindo os princípios norteadores da prática de teletandem: separação das línguas, autonomia e reciprocidade. Os objetivos deste projeto são: (i) entender como os diversos gêneros que emergem da atividade de teletandem institucional-integrado são caracterizados; (ii) determinar como eles diferem de gêneros semelhantes que emergem em contextos similares; (iii) buscar compreender de que maneira esses gêneros se inter-relacionam; (iv) ampliar o conhecimento sobre eles para auxiliar as parcerias de teletandem entre alunos brasileiros e estrangeiro, minimizando o insucesso e promovendo a aprendizagem telecolaborativa de línguas; (v) construir um banco de dados que permita o estudo sistemático e longitudinal de parcerias colaborativas em teletandem; (vi) organizar o banco de dados, seguindo protocolo de coleta e sistematização; (vii) caracterizar o sistema de atividade em ambiente de aprendizagem teletandem como um complexo sistema de gêneros inter-relacionados. Partimos da sistematização proposta por Aranha, Luvizari-Murad e Moreno (2015) para reorganizar os dados coletados entre 2012-2015 e propor novo protocolo de coleta e sistematização a partir de 2017. Atualmente, o banco a ser reorganizado conta com um pouco mais de seiscentas e cinquenta e cinco horas (655h) de Sessão Oral de Teletandem; quatrocentos e setenta e sete (477) documentos com chats dos parceiros de Teletandem; oitocentos e quarenta e nove (849) diários de aprendizagem; cento e oitenta questionários (180) (final e inicial); mil quatrocentas e quarenta e quatro (1444) produções textuais. Esses dados serão reorganizados tendo por base a concepção do teletandem como um sistema de atividades que gera gêneros específicos e particulares ao contexto. A partir da reorganização, novas coletas (com protocolos a serem determinados) serão feitas. O banco de dados está disponível aos pesquisadores e alunos de graduação e pós-graduação que estudam diversos aspectos da aprendizagem telecolaborativa. Espera-se que, com o desenvolvimento do projeto, o acesso possa ser feito por outros pesquisadores vinculados a outros programas de pós-graduação e a universidades estrangeiras. (AU)

Resumo

O presente Projeto visa contribuir com a perspectiva de renovação do ensino médio, no que diz respeito à proposição e desenvolvimento de propostas curriculares que possam contribuir com a permanência do jovem na escola, com a equidade, com a melhora na qualidade de ensino, sobretudo no que diz respeito a possibilitar uma efetiva participação dos jovens nas práticas letradas contemporâneas. Mais especificamente a pesquisa pretende articular os campos de estudo sobre jovens/juventude/culturas juvenis e participação com os campos de estudo sobre currículo e sobre os novos e os multiltramentos (Knobel & Lankshear, 2007, no primeiro caso, e Grupo de Nova Londres, 2006, no segundo), com vistas a produzir sínteses que extrapolem levantamentos de representações e expectativas dos jovens em relação à escola, na direção de fomentar o currículo escolar propriamente dito - tanto em termos da criação coletiva de projetos que levem em conta os novos e multiletramentos, quanto em termos de sua efetivação. Para tanto, pretende-se fazer uma pesquisa documental, tomando como objeto de análise propostas curriculares e programas educacionais voltados para o Ensino Médio.Assim, levando em conta a advertência feita por Hoppenhayn, apud Martin-Barbero (2008) - que considera que estamos diante de uma juventude mais objeto de políticas do que sujeito-ator de mudanças -, a presente pesquisa pretende mapear concepções de jovens e juventudes que variam de um espectro que vai da plena afirmação das negatividades - sujeitos inadequados, problemáticos, com potencial para violência, incapazes de decidir etc. - até os discursos apoteóticos que orbitam em torno da ideia de futuro da nação (Reguillo 2012). Ainda com Reguillo e a referência a autores como Feixa, Borelli e Freire Filho, o conceito de culturas juvenis também será revisitado.De igual maneira, pretende-se discutir alguns dos sentidos de participação em disputa, que segundo Alvarado, Botero y Ospina (2012) circulam entre pelo menos duas tendências: uma que priorizaria os aspectos formais da participação política, que se colocaria como desdobramento ou concretização da própria essência da democracia e da configuração do Estado-nação, mas que se orienta pela adaptação e pela manutenção do status quo, e outra tendência que seria mais sociocêntrica e que destaca as mediações e produções culturais e os processos comunicativos.Seja pela via da discussão sobre participação, seja pela via da consideração das culturas juvenis ou ainda pela consideração das práticas de linguagem em circulação, os novos e multiletramentos reclamam seu lugar na escola, que, na maioria das vezes, ainda centra seu currículo nos letramentos da letra. Por essa razão, cabe também uma explicitação de postulações gerais de teorias que tematizam os novos e multiletramentos. Dessas matrizes teóricas pretende-se extrair categorias que permitam analisar documentos curriculares e programas voltados para o ensino médio. Espera-se que dessas análises possam derivar apontamentos, reflexões e recomendações que norteiem o desenvolvimento curricular da área de linguagem no ensino médio, na direção da construção de currículos situados e orientados mais pela formação de sujeitos-atores e menos pela ideia de sujeitos-objetos de políticas públicas preventivas, compensatórias ou propedêuticas. (AU)

A cultura tecnológica presente nos livros didáticos brasileiros

Processo:16/04707-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência: 05 de janeiro de 2017 - 03 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Elio Carlos Ricardo
Beneficiário:
Anfitrião: Miguel Angel Quintanilla Fisac
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad de Salamanca (USAL) (Espanha)
Assunto(s):Livro didático
Resumo

Nas últimas décadas, vários países introduziram a Tecnologia em seus currículos escolares. A maioria deles com o objetivo de promover uma Educação Tecnológica. No entanto, parece que transformar a Tecnologia em conteúdo a ser ensinado não é simples. Algumas concepções a respeito da Tecnologia, como mera Ciência Aplicada, por exemplo, tornam-se obstáculos reais para seu ensino, mesmo nas abordagens CTS (Ciência, Tecnologia, Sociedade). Dificuldades para transpor conhecimentos oriundos na Tecnologia para a sala de aula pode ser outro obstáculo. O processo de transposição didática aplicado à Tecnologia é bastante diferente, quando comparado com outras disciplinas escolares. Uma possibilidade seria assumir a Educação Tecnológica como uma Comunicação Social da Tecnologia e entender a Tecnologia como um processo ou, neste caso, como uma Cultura Tecnológica. Assim, este Projeto busca compreender melhor o conceito de Cultura Tecnológica e identificá-la nos livros didáticos brasileiros. Para isso, apoiamos nossa pesquisa no conceito de Cultura Tecnológica e na metodologia de análise propostos por Miguel Quintanilla, professor emérito da Universidade de Salamanca. Por isso, pretendemos desenvolver nosso Projeto nesta Universidade, mais especificamente, no Instituto de Estudos da Ciência e da Tecnologia, por um período de dois meses (junho e julho), sob a supervisão do Professor Miguel Quintanilla. (AU)

Resumo

O presente projeto situa-se no campo da formação de professores de matemática e focaliza-se em um espaço formativo particular: os Mestrados Profissionais. Na atualidade, os Mestrados Profissionais constituem uma importante e variada possibilidade formativa e de desenvolvimento profissional para os professores em geral e para professor de matemática, em particular. A pesquisa considera que a produção de mudanças nas práticas dos professores a partir da participação em espaços formativos é um processo complexo e não linear que geralmente envolve o desenvolvimento de novas formas de ser/estar na profissão docente. Desde essa perspectiva o projeto visa analisar as contribuições da participação em um Mestrado Profissional para o desenvolvimento da identidade profissional e para a produção de mudanças nas práticas de ensinaraprender de professores de matemática. A pesquisa adota uma metodologia qualitativa dentro do paradigma interpretativo e organizar-se-á em três fases. A primeira fase visa descrever em profundidade quatro programas de Mestrado Profissional do Estado de São Paulo, levando em consideração suas diferentes estruturas curriculares, metas e objetivos assim como também desenvolver uma análise geral das experiências dos egressos dentro de cada Mestrado Profissional. A segunda fase estará centrada no desenvolvimento de quatro estudos de caso focados nas experiências de professores de matemática que participaram de diferentes programas de Mestrado Profissional. A terceira fase visa formular um conjunto de hipóteses de trabalho relativas aos modos em que diferentes formas de organização dos programas de Mestrado Profissional e as diversas atividades desenvolvidas dentro deles podem contribuir ao desenvolvimento da identidade dos professores e à produção de mudanças em suas práticas de ensinaraprender matemática na escola. (AU)

Resumo

Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa­nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas­campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós­graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico­metodológico, a perspectiva histórico­cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento~ do currículo como atividade~ de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Resumo

O aluno apoiará na realização de testes no reator em bancada, na amostragem do reator e a avaliação dos resultados. A experiência curricular do aluno mostra sua aptidão para auxiliar nestes ensaios em laboratório e sua capacidade de aprendizado dos métodos de síntese do catalisador. (AU)

Resumo

A sociedade do século XXI lida com um crescente e rápido desenvolvimento científico e tecnológico. No entanto, os cidadãos comuns compreendem o progresso e os princípios subjacentes a esse desenvolvimento? Neste sentido, a Química é conhecia por diferentes conotações entre a população, sendo importante procurar estratégias para diminuir o abismo entre a sociedade e o conhecimento e a sua produção. Neste contexto, a proposta CERSusChem compreende duas abordagens principais para a educação e disseminação do conhecimento produzido, a saber: I) o desenvolvimento de ações de formação de graduação, pós-graduação e capacitação técnica dentro dos princípios da educação formal; e II) a elaboração de atividades de educação não-formal envolvendo comunicação científica para professores e alunos de escolas de ensino fundamental e médio, idosos e leigos. Tradicionalmente, os avanços científicos alcançados nas universidades têm sido úteis para subsidiar a modernização de cursos de graduação e pós-graduação para a formação de novos profissionais para as indústrias, universidades, escolas e centros de pesquisa. Deste ponto de vista, a educação e a divulgação do conhecimento sobre a produção de CERSusChem serão realizadas introduzindo os princípios da Química Verde no currículo dos cursos de Graduação em Química, visando melhorar a capacidade do aluno de pensar criticamente sobre os conteúdos de Química, bem como os riscos associados a este campo específico e a relação da ciência, tecnologia e dimensões sociais. Entre as diversas atividades tem-se a organização de um workshop sobre Química Verde com a participação de todas as unidades do centro, mediado pela equipe de educação / difusão. O objetivo desta atividade é sensibilizar o corpo docente sobre a relevância de inserir os princípios e práticas da Química Verde no projeto político pedagógico dos cursos de graduação de suas unidades, como forma integral de aprimorar e implementar uma nova perspectiva para a atividade dos químicos do amanhã. O bolsista atuará na Divulgação de Conhecimento da UFSCar, da UNICAMP e da FFCLRP-USP. O bolsista trabalhará na UFSCar sob a orientação da profa. Lucia Mascaro e deverá atuar nas escolas a serem visitadas gerenciando recursos materiais, contatando escolas, agendando visitas e recebendo alunos e professores em ambos os espaços. Também dará apoio aos demais professores vinculados ao projeto na área de difusão. (AU)

Resumo

O tema geral do projeto, o estudo de estruturas geométricas no absoluto, está composto de duas partes: a parte de pesquisa, planejada para a Iniciação Científica e para um possível mestrado posteriormente, e a parte curricular, programada para a Iniciação Científica. O problema explícito para a pesquisa: entender se a estrutura pseudo-hermitiana nas fibras de cada estrato do absoluto da grassmanniana admite uma conexão canônica. (AU)

Resumo

O programa do XV Encontro Nacional de Pesquisadores em Serviço Social (ENPESS), recupera temas da atualidade centrais para o estudo e a formação profissional em Serviço Social e áreas afins. O evento é composto por diferentes espaços de debate e socialização de conhecimentos: 1. mesas temáticas dos grupos de trabalho e pesquisa (GTPs); 2. mesas centrais de debate; 3. apresentação de trabalhos (orais e pôsteres); 4. lançamento de livros; 5. colóquios da graduação e da pós-graduação. Os temas centrais do XV ENPESS são os seguintes: 1. Trabalho, Questão Social e Serviço Social; 2. Serviço Social, fundamentos, formação e trabalho profissional; 3. Política Social e Serviço Social; 4. Movimentos Sociais e Serviço Social; 5. Ética, Direitos Humanos e Serviço Social; 6. Questão Agrária, Urbana, Ambiental e Serviço Social; 7. Serviço Social, Relações de Exploração/Opressão de Gênero, Raça/Etnia, Geração e Sexualidade. Estes eixos centrais estão subdivididos em subtemas detalhados na programação final do evento e nos critérios de avaliação dos trabalhos. O objetivo geral do evento é propiciar socialização e aprofundamento de estudos que tratam de assuntos objetivamente postos na dinâmica da realidade, contribuindo com o processo crítico de formação profissional e realização de pesquisas no âmbito da graduação e da pós-graduação. Este espaço propicia, ao mesmo tempo, adensamento das investigações em curso e fomento de novas áreas ainda não estudadas. (AU)

Resumo

Transcender a textualidade do registro científico: eis um desafio que vem sendo timidamente enfrentado em diversas áreas do conhecimento. As motivações para tal são também variadas, e vão desde necessidades impostas pela mercantilização da ciência, passando pela crise das narrativas acadêmicas (pouco acessadas pelo público em geral), até desafios postos pelas novas gerações de "leitores", profundamente marcadas pelo universo visual. A grande questão é: por que e como diluir a soberania do texto em prol do uso de linguagens (áudio)visuais? Existe uma ampla gama de respostas possíveis que, juntas, oferecem um panorama das necessidades e possibilidades da narrativa científica no mundo contemporâneo. A presente proposta de estudos pós-doutorais tem por objetivo discuti-las, tomando o campo historiográfico como plataforma de análise. Para tal será preciso atacar o problema em diversas frentes, tanto teoricamente - teoria da história, teoria do cinema, estudos visuais, antropologia visual e sonora, história pública, ensino de história, estudos decoloniais -, quanto em seus desdobramentos práticos, refletindo sobre questões técnicas e o impacto desta transição nos currículos universitários e escolares. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Parte de uma pesquisa maior, este estudo que segue um modelo quase-experimental e está em andamento, tem como objetivo elaborar, desenvolver e avaliar um programa de intervenção em escolas de ensino fundamental que visa a redução da violência e a melhoria da convivência escolar em duas escolas municipais de ensino fundamental do interior paulista. Os critérios para a escolha das instituições participantes foram: possuir séries finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano); funcionar em apenas dois períodos; possuir equipe gestora; ter baixa rotatividade das equipes docente e gestora; ter horário de trabalho coletivo com todos; não representar extremos; não ter nem menos de 500, nem mais que 800 alunos; e aderir voluntariamente ao projeto. Após a apresentação do projeto para gestores de uma rede municipal de educação de uma cidade do interior paulista, foram selecionadas duas instituições que atendiam a esses critérios, sendo a presente pesquisa referente ao projeto desenvolvido em uma das escolas. No início do ano de 2015 teve início a implantação da intervenção. Esse programa, com duração de 24 meses, consiste em um diagnóstico (pré-teste), intervenção e avaliação (pós-teste). O diagnóstico foi realizado por meio da avaliação do clima escolar pelos alunos, professores e gestores, além da observação do cotidiano da escola e de conversa com os atores da comunidade educativa. A intervenção foi constituída pela inserção de uma disciplina, de 90 minutos semanais na grade horária dos alunos para que a convivência e a moral sejam discutidas; pela implantação de procedimentos para mediação de conflitos; por propostas de protagonismo juvenil; pela formação semanal para os profissionais da escola; pela formação quinzenal direcionada apenas aos gestores e professores de referência (que são os responsáveis pela nova disciplina) e pelo acompanhamento dos principais procedimentos implantados. Com essas ações pretende-se favorecer a construção um ambiente cooperativo nas escolas, incluir valores sociomorais no currículo e criar espaços sistematizados para a resolução de conflitos e para a reflexão de valores, sentimentos e atitudes pelos alunos e educadores. Está prevista para o mês de novembro de 2016, nova aplicação dos questionários para avaliar o clima escolar pelos alunos, professores e gestores (pós-teste) o que possibilitará uma análise comparativa dos resultados coletados antes e depois da implantação do programa. (AU)

Resumo

A Lei nº 5.377 de 1967, no artigo 4º., Capítulo II, determina que as disciplinas específicas de Relações Públicas sejam ministradas por profissionais habilitados no curso de Relações Públicas. No ano de 2013, esta exigência foi reforçada pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais que incluem o exercício da docência como uma das competências a ser desenvolvida nos egressos. No entanto, resultados preliminares de estudo coordenado por Ferrari et al (2014, 2015) mostraram lacunas na formação dos estudantes para a prática do ensino e na preparação pedagógica dos docentes de disciplinas específicas de Relações Públicas. Diante deste cenário, este estudo tem como objetivo identificar as práticas educacionais utilizadas em sala de aula e as dificuldades didáticas enfrentadas pelos docentes dos cursos de Relações Públicas no Brasil. Na primeira etapa do projeto será utilizada uma base de dados nacionais sobre o processo ensino-aprendizagem das Relações Públicas para comparar o perfil didático pedagógico dos cursos oferecidos pelas Instituições Públicas e Privadas e identificar os cursos e docentes com práticas educacionais diferenciadas. Na segunda etapa serão realizadas entrevistas com coordenadores e professores desses cursos contemplando Instituições de Ensino Superior das cinco regiões brasileiras. Os resultados do inédito estudo servirão para que coordenadores e professores dos cursos de Relações Públicas reavaliem as metodologias de ensino-aprendizagem: a) na inclusão de disciplinas que desenvolvam competências pedagógicas nos estudantes como determina as novas Diretrizes Curriculares (2013); b) no planejamento de atividades de capacitação docente e c) no incentivo aos jovens egressos para que abracem a carreira acadêmica, uma vez que esta atividade não é atrativa, em detrimento da carreira em empresas e agências de comunicação. (AU)

Resumo

O aluno apoiará a equipe na realização de testes no reator de bancada e na modelagem de escoamento do reator. A experiência curricular do aluno mostra sua capacidade de aprendizado em áreas de ciências exatas. O aluno passará por um treinamento, junto a outros membros da equipe, relacionado à utilização de um software CFD comercial. (AU)

Resumo

O evento propõe oferecer ambientes propícios para trocas de experiências entre alunos, profissionais e cientistas da área de computação, ao abordar os principais avanços científicos e tecnológicos à sociedade. Os temas previstos para SEMAC 2016 envolvem as áreas de Realidade Aumentada, Robótica, Segurança, Proteção de Software e outras, cuidadosamente selecionadas e que estão alinhadas com os cinco desafios para Ciência da Computação no Brasil, divulgados pela Sociedade Brasileira de Computação (SBC), mantendo assim, o nível de qualidade que embasa cada edição do evento sob a organização do DCCE/IBILCE/UNESP. Os palestrantes foram escolhidos a partir da análise dos currículos e das experiências (acadêmica e/ou de atuação direta em TIC/indústria) dos respectivos profissionais de destaque nos temas que serão desenvolvidos. Além dos cursos de curta duração, mesas redondas, em computação, alguns temas que serão abordados durante o evento são: 1. Big Data e a ciência dos dados; 2. Realidade Aumentada; 3. Comunicação entre veículos; 4. Aprendizado de máquina; 5. Métodos ágeis para desenvolvimento de software; 6. Segurança de redes; 7. Malwares; 8. Agrupamento de dados como ferramenta de codificação de áudio 9. Códigos open source; 10. Aplicação da formação em ciência da computação no mercado de trabalho. Esta jornada também contará com a participação de Empresas de destaque em computação no cenário nacional e internacional. (AU)

Resumo

Este trabalho objetiva comparar o nível de desenvolvimento de competências e habilidades presente em egressos do curso de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC - USP) em relação as expectativas do mercado de trabalho e, posteriormente, propor alterações a estrutura do curso a partir de metodologias de ensino-aprendizagem e de avaliação distintas da tradicional. A taxonomia de competências e habilidades utilizada será a do CDIO (Conceive, Design, Implement, Operate), amparada por diretrizes curriculares e perfis de egressos da UNESCO, do MEC e da EESC. Como medidores de comparação serão aplicados questionários e entrevistas a egressos e seus responsáveis em empresas tipicamente interessadas neste profissional. As metodologias adequadas ao curso serão definidas a partir de estudos bibliográficos e estudo de campo em visitas a instituições que operem modelos de ensino-aprendizagem e avaliação inovadores. Ao analisar os resultados derivados dos questionários e das entrevistas por recurso estatístico e confrontá-los com as vantagens e desvantagens dos métodos estudados -como PBL (Problem Based Learning) e método de Keller -, espera-se como resultado uma proposta de otimização ao curso. (AU)

Resumo

A Lei nº 5.377 de 1967, no artigo 4º., Capítulo II, determina que as disciplinas específicas de Relações Públicas sejam ministradas por profissionais habilitados no curso de Relações Públicas. No ano de 2013, esta exigência foi reforçada pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais que incluem o exercício da docência como uma das competências a ser desenvolvida nos egressos. No entanto, resultados preliminares de estudo coordenado por Ferrari et al (2014, 2015) mostraram lacunas na formação dos estudantes para a prática do ensino e na preparação pedagógica dos docentes de disciplinas específicas de Relações Públicas. Diante deste cenário, este estudo tem como objetivo identificar as práticas educacionais utilizadas em sala de aula e as dificuldades didáticas enfrentadas pelos docentes dos cursos de Relações Públicas no Brasil. Na primeira etapa do projeto será utilizada uma base de dados nacionais sobre o processo ensino-aprendizagem das Relações Públicas para comparar o perfil didático pedagógico dos cursos oferecidos pelas Instituições Públicas e Privadas e identificar os cursos e docentes com práticas educacionais diferenciadas. Na segunda etapa serão realizadas entrevistas com coordenadores e professores desses cursos contemplando Instituições de Ensino Superior das cinco regiões brasileiras. Os resultados do inédito estudo servirão para que coordenadores e professores dos cursos de Relações Públicas reavaliem as metodologias de ensino-aprendizagem: a) na inclusão de disciplinas que desenvolvam competências pedagógicas nos estudantes como determina as novas Diretrizes Curriculares (2013); b) no planejamento de atividades de capacitação docente e c) no incentivo aos jovens egressos para que abracem a carreira acadêmica, uma vez que esta atividade não é atrativa, em detrimento da carreira em empresas e agências de comunicação. (AU)

Resumo

Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Resumo

Ainda que a legislação para a Educação Infantil preconize o desenvolvimento integral de crianças de até 5 anos, há grande heterogeneidade no funcionamento e qualidade dessas escolas. A formação de profissionais, as propostas pedagógicas e currículo, condições estruturais e processuais, interações sociais entre professor, família, aluno e equipe, práticas educativas, clima na sala de aula e saúde dos professores foram identificadas nos estudos empíricos como variáveis de análise relevantes para avaliar a qualidade da educação, bem como o impacto no desenvolvimento infantil. O objetivo geral desta pesquisa é investigar a qualidade da Educação Infantil e associações entre saúde mental dos professores e crianças, em uma amostra representativa de crianças pré-escolares da rede pública de ensino, em região metropolitana de São Paulo. Hipotetiza-se que escolas avaliadas como de boa qualidade possuirão professores com melhores índices de auto-eficácia, formação em pedagogia, que estabelecem relacionamentos positivos com as crianças, pais e equipe; e menores índices de Burnout e sintomas de psicopatologia. Nessas instituições de boa a excelente qualidade, estima-se que as crianças apresentem melhor funcionamento cognitivo, e melhores competências sócio-emocionais e de linguagem, e, em contrapartida, poucos sintomas internalizantes e externalizantes. O diferencial dessa proposta consiste em analisar quais variáveis presentes na escola, incluindo o professor, impactam, positivamente ou negativamente, no desenvolvimento e saúde mental da criança. Os resultados desta pesquisa podem ser úteis para o desenvolvimento de políticas públicas nas áreas da saúde e educação, bem como para o desenvolvimento de tecnologias interventivas e preventivas. (AU)

Resumo

A Lei nº 5.377 de 1967, no artigo 4º., Capítulo II, determina que as disciplinas específicas de Relações Públicas sejam ministradas por profissionais habilitados no curso de Relações Públicas. No ano de 2013, esta exigência foi reforçada pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais que incluem o exercício da docência como uma das competências a ser desenvolvida nos egressos. No entanto, resultados preliminares de estudo coordenado por Ferrari et al (2014, 2015) mostraram lacunas na formação dos estudantes para a prática do ensino e na preparação pedagógica dos docentes de disciplinas específicas de Relações Públicas. Diante deste cenário, este estudo tem como objetivo identificar as práticas educacionais utilizadas em sala de aula e as dificuldades didáticas enfrentadas pelos docentes dos cursos de Relações Públicas no Brasil. Na primeira etapa do projeto será utilizada uma base de dados nacionais sobre o processo ensino-aprendizagem das Relações Públicas para comparar o perfil didático pedagógico dos cursos oferecidos pelas Instituições Públicas e Privadas e identificar os cursos e docentes com práticas educacionais diferenciadas. Na segunda etapa serão realizadas entrevistas com coordenadores e professores desses cursos contemplando Instituições de Ensino Superior das cinco regiões brasileiras. Os resultados do inédito estudo servirão para que coordenadores e professores dos cursos de Relações Públicas reavaliem as metodologias de ensino-aprendizagem: a) na inclusão de disciplinas que desenvolvam competências pedagógicas nos estudantes como determina as novas Diretrizes Curriculares (2013); b) no planejamento de atividades de capacitação docente e c) no incentivo aos jovens egressos para que abracem a carreira acadêmica, uma vez que esta atividade não é atrativa, em detrimento da carreira em empresas e agências de comunicação. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Resumo

Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Resumo

Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Resumo

Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Sistema educacional online para o ensino híbrido

Processo:16/14774-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Paula Rodrigues Furtado
Beneficiário:
Instituição-sede: Mupi Tecnologia e Serviços de Informação Ltda
Vinculado ao auxílio:14/22660-5 - Sistema educacional online para o ensino híbrido, AP.PIPE
Assunto(s):Educação
Resumo

A necessidade da presença das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) na educação não é mais novidade no momento atual. Há pouco tempo não era possível imaginar a dimensão das mudanças sociais consequentes do uso da internet e agora , devido a ela, temos a grande demanda do ensino e da aprendizagem de novas habilidades como desafio. Nas últimas décadas, muitos foram os estudos e as tentativas de encontrar o melhor caminho de fazer uso das TDICs no contexto escolar, passando pela inserção de aparatos tecnológicos na sala de aula até a alteração nos modos de pensar metodologias e estratégias pedagógicas. Hoje, em uma vertente das mais inovadoras, algumas escolas do mundo inteiro tentam alinhar-se à abordagem do Ensino Híbrido a qual, através de diferentes metodologias de ensino que atuam de maneira conjunta, busca a melhor mescla entre online e presencial, entre digital e físico, objetivando a personalização do caminho de aprendizagem de cada indivíduo mas sempre o situando socialmente. O presente projeto propõe a pesquisa e o desenvolvimento de um sistema educacional online que auxilie e também incentive a melhoria continua no processo de inovação do ensino e da instituição escolar. O sistema será composto por ferramentas que facilitem a adequação da abordagem do Ensino Híbrido e o processo de personalização do ensino. Atualmente, para que isso seja efetuado no corpo escolar, são utilizadas ferramentas digitais de diversas origens, causando confusão no momento da escolha e muitas vezes trazendo o desgaste devido à variedade disponível na rede. Além disso, o professor é sobrecarregado ao passo que além de acompanhar seus alunos, precisa aprender a sempre lidar com diferentes ferramentas e preparar aulas considerando todas essas variáveis. Assim, o sistema aqui proposto quer facilitar ao professor a utilização de metodologias condizentes com os objetivos de aprendizagem demandados pelas práticas sociais atuais, o acompanhamento individual de cada aluno, através da oferta de dados já transformados em informações pertinentes, e o processo de inovação das instituições de ensino que precisam estar condizentes com os parâmetros curriculares nacional. (AU)

Resumo

Esta proposta tem por objetivo investigar se a robótica na escola pode se constituir parte integrante da prática docente com a possibilidade de estruturar um currículo para ao educação infantil. E de forma mais especifica descrever e analisar: 1) as características que um kit de robótica educacional deve apresentar para constituir, efetivamente, práticas de ensino e avaliação na educação infantil; 2) impactos do uso de kit de robótica educacional no desempenho de alunos da educação infantil referente à aquisição e desenvolvimento das linguagens preconizadas pelo RCNEI, 3) a proposição de um modelo curricular para a Educação Infantil que considere a robótica como eixo integrador e articulador de interdisciplinaridade na Educação Infantil. Considerando o principio metodológico de pesquisa com professores e alunos, em contexto real de sala de aula, o plano de trabalho será desenvolvido por meio de um levantamento bibliográfico e um levantamento de campo dividido em etapas, que por sua vez, estão subdivididas em fases: Etapa 01/ Fase 01- Discussão e elaboração do delineamento da proposta com professores da educação infantil; Etapa 01/ Fase 02- Caracterização da realidade escolar; 02/ Fase 01- Discussão de um modelo de ensino e de avaliação da aprendizagem; Etapa 02/ Fase 02- Implementação da prática planejada; Etapa 03/ Fase 01- Análise da prática proposta; Etapa 03/ Fase 02- Proposição de um modelo curricular para a educação infantil; Etapa 04- Avaliação da robótica como prática de ensino e avaliação e da proposição de um modelo curricular para a educação infantil. (AU)

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é abordar o problema da classificação de singularidades de funções até codimensão 5, via R-equivalência e estudar os invariantes, como o número de Milnor. Os assuntos tratados nesteprojeto permitirão ao bolsista conhecer as idéias e resultados básicos de um curso introdutório de teoria de Singularidades, servindo como pré-requisitopara uma futura pesquisa nesta área do conhecimento. Além disso, vale salientar que o conteúdo do projeto não é abordado na grade curricular do curso de bacharelado em Matemática. (AU)

1.029 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção