site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
970 resultado(s)
|

Impacto da criação de uma comunidade de prática para a capacitação docente no curso de medicina da Universidade de Groningen na Holanda

Processo:16/11908-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Marco Antonio de Carvalho Filho
Beneficiário:
Anfitrião: Rene Tio
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa: University Medical Center Groningen (UMCG) (Holanda)
Assunto(s):Educação médica
Resumo
A formação médica passa por um desafio inédito nos dias de hoje, e uma grande reforma curricular faz-se necessária. Atualmente há um entendimento mundial de que temos que formar um profissional médico com grande capacidade reflexiva, comprometido com o seu paciente e com o sistema de saúde onde está inserido, que lidere o processo de transformação e qualificação do cuidado no plano regional, mas que ao mesmo tempo esteja conectado com a realidade de sua profissão no cenário global. A capacitação docente profissionaliza a docência, e pode oferecer uma plataforma conceitual que aglutina professores comprometidos com a qualificação do próprio trabalho e da instituição de ensino. O conceito de "Comunidades de Prática" é potencialmente importante para o processo de capacitação docente uma vez que qualifica o processo de ensino-aprendizagem no cenário real de prática, onde os modelos, o processo de tutoria e facilitação do aprendizado, a criação de uma identidade, os problemas práticos reais do dia a dia, e o trabalho em equipe são fundamentais. Apesar deste potencial teórico, as iniciativas de capacitação docente ainda não foram suficientemente submetidas a uma abordagem científica, que verifique objetivamente suas contribuições para a qualificação institucional como um todo. Este trabalho tem por objetivos: 1- Criar uma Comunidade de Prática para a capacitação docente na Universidade de Groningen; 2 - Desenvolver métodos quantitativos e qualitativos para avaliação do impacto da criação desta Comunidade de Prática na atividade docente; 3 - Avaliar o impacto na motivação e satisfação docente e discente, na performance dos estudantes e dos próprios professores, na eficiência da prática docente e, principalmente, na transferência do aprendizado para o cenário real de prática; e, por último, 4 - comparar estratégias formais x informais, presenciais x online, nas atividades da Comunidades de Prática em relação aos parâmetros já mencionados.Esta experiência fundamentará a criação de Comunidades de Prática para capacitação docente na Universidade Estadual de Campinas e em outras instituições de ensino brasileiras, permitindo a realização de estudos científicos multicêntricos, contribuindo para excelência acadêmica dos cursos de medicina brasileiros. (AU)

A cultura tecnológica presente nos livros didáticos brasileiros

Processo:16/04707-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência: 05 de janeiro de 2017 - 03 de março de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Elio Carlos Ricardo
Beneficiário:
Anfitrião: Miguel Angel Quintanilla Fisac
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad de Salamanca (USAL) (Espanha)
Assunto(s):Livro didático
Resumo
Nas últimas décadas, vários países introduziram a Tecnologia em seus currículos escolares. A maioria deles com o objetivo de promover uma Educação Tecnológica. No entanto, parece que transformar a Tecnologia em conteúdo a ser ensinado não é simples. Algumas concepções a respeito da Tecnologia, como mera Ciência Aplicada, por exemplo, tornam-se obstáculos reais para seu ensino, mesmo nas abordagens CTS (Ciência, Tecnologia, Sociedade). Dificuldades para transpor conhecimentos oriundos na Tecnologia para a sala de aula pode ser outro obstáculo. O processo de transposição didática aplicado à Tecnologia é bastante diferente, quando comparado com outras disciplinas escolares. Uma possibilidade seria assumir a Educação Tecnológica como uma Comunicação Social da Tecnologia e entender a Tecnologia como um processo ou, neste caso, como uma Cultura Tecnológica. Assim, este Projeto busca compreender melhor o conceito de Cultura Tecnológica e identificá-la nos livros didáticos brasileiros. Para isso, apoiamos nossa pesquisa no conceito de Cultura Tecnológica e na metodologia de análise propostos por Miguel Quintanilla, professor emérito da Universidade de Salamanca. Por isso, pretendemos desenvolver nosso Projeto nesta Universidade, mais especificamente, no Instituto de Estudos da Ciência e da Tecnologia, por um período de dois meses (junho e julho), sob a supervisão do Professor Miguel Quintanilla. (AU)

Escola como espaço social: a implantação do plano de convivência - uma experiência no Brasil

Processo:16/13376-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Telma Pileggi Vinha
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Educação
Resumo
Parte de uma pesquisa maior, este estudo que segue um modelo quase-experimental e está em andamento, tem como objetivo elaborar, desenvolver e avaliar um programa de intervenção em escolas de ensino fundamental que visa a redução da violência e a melhoria da convivência escolar em duas escolas municipais de ensino fundamental do interior paulista. Os critérios para a escolha das instituições participantes foram: possuir séries finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano); funcionar em apenas dois períodos; possuir equipe gestora; ter baixa rotatividade das equipes docente e gestora; ter horário de trabalho coletivo com todos; não representar extremos; não ter nem menos de 500, nem mais que 800 alunos; e aderir voluntariamente ao projeto. Após a apresentação do projeto para gestores de uma rede municipal de educação de uma cidade do interior paulista, foram selecionadas duas instituições que atendiam a esses critérios, sendo a presente pesquisa referente ao projeto desenvolvido em uma das escolas. No início do ano de 2015 teve início a implantação da intervenção. Esse programa, com duração de 24 meses, consiste em um diagnóstico (pré-teste), intervenção e avaliação (pós-teste). O diagnóstico foi realizado por meio da avaliação do clima escolar pelos alunos, professores e gestores, além da observação do cotidiano da escola e de conversa com os atores da comunidade educativa. A intervenção foi constituída pela inserção de uma disciplina, de 90 minutos semanais na grade horária dos alunos para que a convivência e a moral sejam discutidas; pela implantação de procedimentos para mediação de conflitos; por propostas de protagonismo juvenil; pela formação semanal para os profissionais da escola; pela formação quinzenal direcionada apenas aos gestores e professores de referência (que são os responsáveis pela nova disciplina) e pelo acompanhamento dos principais procedimentos implantados. Com essas ações pretende-se favorecer a construção um ambiente cooperativo nas escolas, incluir valores sociomorais no currículo e criar espaços sistematizados para a resolução de conflitos e para a reflexão de valores, sentimentos e atitudes pelos alunos e educadores. Está prevista para o mês de novembro de 2016, nova aplicação dos questionários para avaliar o clima escolar pelos alunos, professores e gestores (pós-teste) o que possibilitará uma análise comparativa dos resultados coletados antes e depois da implantação do programa. (AU)

Modelagem de escoamento em reator fotocatalítico para tratamento de gases contaminados com compostos orgânicos voláteis

Processo:16/21132-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Danielle Matsumoto
Beneficiário:
Instituição-sede: ECOPLAS EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA
Vinculado ao auxílio:16/00953-6 - Desenvolvimento de reator fotocatalítico para tratamento de gases contaminados com compostos orgânicos voláteis, AP.PIPE
Assunto(s):Compostos orgânicos voláteisFotoquímicaReatores químicosEscoamento
Resumo
O aluno apoiará a equipe na realização de testes no reator de bancada e na modelagem de escoamento do reator. A experiência curricular do aluno mostra sua capacidade de aprendizado em áreas de ciências exatas. O aluno passará por um treinamento, junto a outros membros da equipe, relacionado à utilização de um software CFD comercial. (AU)

Didática nos cursos de Relações Públicas: desafios e perspectivas do ensino universitário

Processo:16/19616-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Relações Públicas e Propaganda
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Ferrari
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/05909-5 - Didática nos cursos de Relações Públicas: desafios e perspectivas do ensino universitário, AP.R
Assunto(s):DidáticaRelações públicasEnsino superiorPrática de ensino
Resumo
A Lei nº 5.377 de 1967, no artigo 4º., Capítulo II, determina que as disciplinas específicas de Relações Públicas sejam ministradas por profissionais habilitados no curso de Relações Públicas. No ano de 2013, esta exigência foi reforçada pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais que incluem o exercício da docência como uma das competências a ser desenvolvida nos egressos. No entanto, resultados preliminares de estudo coordenado por Ferrari et al (2014, 2015) mostraram lacunas na formação dos estudantes para a prática do ensino e na preparação pedagógica dos docentes de disciplinas específicas de Relações Públicas. Diante deste cenário, este estudo tem como objetivo identificar as práticas educacionais utilizadas em sala de aula e as dificuldades didáticas enfrentadas pelos docentes dos cursos de Relações Públicas no Brasil. Na primeira etapa do projeto será utilizada uma base de dados nacionais sobre o processo ensino-aprendizagem das Relações Públicas para comparar o perfil didático pedagógico dos cursos oferecidos pelas Instituições Públicas e Privadas e identificar os cursos e docentes com práticas educacionais diferenciadas. Na segunda etapa serão realizadas entrevistas com coordenadores e professores desses cursos contemplando Instituições de Ensino Superior das cinco regiões brasileiras. Os resultados do inédito estudo servirão para que coordenadores e professores dos cursos de Relações Públicas reavaliem as metodologias de ensino-aprendizagem: a) na inclusão de disciplinas que desenvolvam competências pedagógicas nos estudantes como determina as novas Diretrizes Curriculares (2013); b) no planejamento de atividades de capacitação docente e c) no incentivo aos jovens egressos para que abracem a carreira acadêmica, uma vez que esta atividade não é atrativa, em detrimento da carreira em empresas e agências de comunicação. (AU)

Didática nos cursos de Relações Públicas: desafios e perspectivas do ensino universitário

Processo:16/05909-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Relações Públicas e Propaganda
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Ferrari
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):DidáticaBrasilRelações públicas
Resumo
A Lei nº 5.377 de 1967, no artigo 4º., Capítulo II, determina que as disciplinas específicas de Relações Públicas sejam ministradas por profissionais habilitados no curso de Relações Públicas. No ano de 2013, esta exigência foi reforçada pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais que incluem o exercício da docência como uma das competências a ser desenvolvida nos egressos. No entanto, resultados preliminares de estudo coordenado por Ferrari et al (2014, 2015) mostraram lacunas na formação dos estudantes para a prática do ensino e na preparação pedagógica dos docentes de disciplinas específicas de Relações Públicas. Diante deste cenário, este estudo tem como objetivo identificar as práticas educacionais utilizadas em sala de aula e as dificuldades didáticas enfrentadas pelos docentes dos cursos de Relações Públicas no Brasil. Na primeira etapa do projeto será utilizada uma base de dados nacionais sobre o processo ensino-aprendizagem das Relações Públicas para comparar o perfil didático pedagógico dos cursos oferecidos pelas Instituições Públicas e Privadas e identificar os cursos e docentes com práticas educacionais diferenciadas. Na segunda etapa serão realizadas entrevistas com coordenadores e professores desses cursos contemplando Instituições de Ensino Superior das cinco regiões brasileiras. Os resultados do inédito estudo servirão para que coordenadores e professores dos cursos de Relações Públicas reavaliem as metodologias de ensino-aprendizagem: a) na inclusão de disciplinas que desenvolvam competências pedagógicas nos estudantes como determina as novas Diretrizes Curriculares (2013); b) no planejamento de atividades de capacitação docente e c) no incentivo aos jovens egressos para que abracem a carreira acadêmica, uma vez que esta atividade não é atrativa, em detrimento da carreira em empresas e agências de comunicação. (AU)

Didática nos cursos de Relações Públicas: desafios e perspectivas do ensino universitário

Processo:16/19638-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Relações Públicas e Propaganda
Pesquisador responsável:Maria Aparecida Ferrari
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/05909-5 - Didática nos cursos de Relações Públicas: desafios e perspectivas do ensino universitário, AP.R
Assunto(s):DidáticaBrasilRelações públicas
Resumo
A Lei nº 5.377 de 1967, no artigo 4º., Capítulo II, determina que as disciplinas específicas de Relações Públicas sejam ministradas por profissionais habilitados no curso de Relações Públicas. No ano de 2013, esta exigência foi reforçada pelas novas Diretrizes Curriculares Nacionais que incluem o exercício da docência como uma das competências a ser desenvolvida nos egressos. No entanto, resultados preliminares de estudo coordenado por Ferrari et al (2014, 2015) mostraram lacunas na formação dos estudantes para a prática do ensino e na preparação pedagógica dos docentes de disciplinas específicas de Relações Públicas. Diante deste cenário, este estudo tem como objetivo identificar as práticas educacionais utilizadas em sala de aula e as dificuldades didáticas enfrentadas pelos docentes dos cursos de Relações Públicas no Brasil. Na primeira etapa do projeto será utilizada uma base de dados nacionais sobre o processo ensino-aprendizagem das Relações Públicas para comparar o perfil didático pedagógico dos cursos oferecidos pelas Instituições Públicas e Privadas e identificar os cursos e docentes com práticas educacionais diferenciadas. Na segunda etapa serão realizadas entrevistas com coordenadores e professores desses cursos contemplando Instituições de Ensino Superior das cinco regiões brasileiras. Os resultados do inédito estudo servirão para que coordenadores e professores dos cursos de Relações Públicas reavaliem as metodologias de ensino-aprendizagem: a) na inclusão de disciplinas que desenvolvam competências pedagógicas nos estudantes como determina as novas Diretrizes Curriculares (2013); b) no planejamento de atividades de capacitação docente e c) no incentivo aos jovens egressos para que abracem a carreira acadêmica, uma vez que esta atividade não é atrativa, em detrimento da carreira em empresas e agências de comunicação. (AU)

Qualidade da educação infantil e saúde mental de professores e crianças

Processo:16/05116-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Sheila Cavalcante Caetano
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Saúde mentalDesenvolvimento infantil
Resumo
Ainda que a legislação para a Educação Infantil preconize o desenvolvimento integral de crianças de até 5 anos, há grande heterogeneidade no funcionamento e qualidade dessas escolas. A formação de profissionais, as propostas pedagógicas e currículo, condições estruturais e processuais, interações sociais entre professor, família, aluno e equipe, práticas educativas, clima na sala de aula e saúde dos professores foram identificadas nos estudos empíricos como variáveis de análise relevantes para avaliar a qualidade da educação, bem como o impacto no desenvolvimento infantil. O objetivo geral desta pesquisa é investigar a qualidade da Educação Infantil e associações entre saúde mental dos professores e crianças, em uma amostra representativa de crianças pré-escolares da rede pública de ensino, em região metropolitana de São Paulo. Hipotetiza-se que escolas avaliadas como de boa qualidade possuirão professores com melhores índices de auto-eficácia, formação em pedagogia, que estabelecem relacionamentos positivos com as crianças, pais e equipe; e menores índices de Burnout e sintomas de psicopatologia. Nessas instituições de boa a excelente qualidade, estima-se que as crianças apresentem melhor funcionamento cognitivo, e melhores competências sócio-emocionais e de linguagem, e, em contrapartida, poucos sintomas internalizantes e externalizantes. O diferencial dessa proposta consiste em analisar quais variáveis presentes na escola, incluindo o professor, impactam, positivamente ou negativamente, no desenvolvimento e saúde mental da criança. Os resultados desta pesquisa podem ser úteis para o desenvolvimento de políticas públicas nas áreas da saúde e educação, bem como para o desenvolvimento de tecnologias interventivas e preventivas. (AU)

O processo de desenvolvimento das competências e habilidades no curso de Engenharia Aeronáutica

Processo:16/15314-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Fernando Martini Catalano
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Assunto(s):Avaliação da aprendizagem
Resumo
Este trabalho objetiva comparar o nível de desenvolvimento de competências e habilidades presente em egressos do curso de Engenharia Aeronáutica da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC - USP) em relação as expectativas do mercado de trabalho e, posteriormente, propor alterações a estrutura do curso a partir de metodologias de ensino-aprendizagem e de avaliação distintas da tradicional. A taxonomia de competências e habilidades utilizada será a do CDIO (Conceive, Design, Implement, Operate), amparada por diretrizes curriculares e perfis de egressos da UNESCO, do MEC e da EESC. Como medidores de comparação serão aplicados questionários e entrevistas a egressos e seus responsáveis em empresas tipicamente interessadas neste profissional. As metodologias adequadas ao curso serão definidas a partir de estudos bibliográficos e estudo de campo em visitas a instituições que operem modelos de ensino-aprendizagem e avaliação inovadores. Ao analisar os resultados derivados dos questionários e das entrevistas por recurso estatístico e confrontá-los com as vantagens e desvantagens dos métodos estudados -como PBL (Problem Based Learning) e método de Keller -, espera-se como resultado uma proposta de otimização ao curso. (AU)

Gênese e desenvolvimento da organização do ensino de matemática em um município paulista

Processo:16/07750-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Elaine Sampaio Araujo
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Resumo
Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Sistema educacional online para o ensino híbrido

Processo:16/14774-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Paula Rodrigues Furtado
Beneficiário:
Instituição-sede: Mupi Tecnologia e Serviços de Informação Ltda
Vinculado ao auxílio:14/22660-5 - Sistema educacional online para o ensino híbrido, AP.PIPE
Assunto(s):Educação
Resumo
A necessidade da presença das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) na educação não é mais novidade no momento atual. Há pouco tempo não era possível imaginar a dimensão das mudanças sociais consequentes do uso da internet e agora , devido a ela, temos a grande demanda do ensino e da aprendizagem de novas habilidades como desafio. Nas últimas décadas, muitos foram os estudos e as tentativas de encontrar o melhor caminho de fazer uso das TDICs no contexto escolar, passando pela inserção de aparatos tecnológicos na sala de aula até a alteração nos modos de pensar metodologias e estratégias pedagógicas. Hoje, em uma vertente das mais inovadoras, algumas escolas do mundo inteiro tentam alinhar-se à abordagem do Ensino Híbrido a qual, através de diferentes metodologias de ensino que atuam de maneira conjunta, busca a melhor mescla entre online e presencial, entre digital e físico, objetivando a personalização do caminho de aprendizagem de cada indivíduo mas sempre o situando socialmente. O presente projeto propõe a pesquisa e o desenvolvimento de um sistema educacional online que auxilie e também incentive a melhoria continua no processo de inovação do ensino e da instituição escolar. O sistema será composto por ferramentas que facilitem a adequação da abordagem do Ensino Híbrido e o processo de personalização do ensino. Atualmente, para que isso seja efetuado no corpo escolar, são utilizadas ferramentas digitais de diversas origens, causando confusão no momento da escolha e muitas vezes trazendo o desgaste devido à variedade disponível na rede. Além disso, o professor é sobrecarregado ao passo que além de acompanhar seus alunos, precisa aprender a sempre lidar com diferentes ferramentas e preparar aulas considerando todas essas variáveis. Assim, o sistema aqui proposto quer facilitar ao professor a utilização de metodologias condizentes com os objetivos de aprendizagem demandados pelas práticas sociais atuais, o acompanhamento individual de cada aluno, através da oferta de dados já transformados em informações pertinentes, e o processo de inovação das instituições de ensino que precisam estar condizentes com os parâmetros curriculares nacional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17413-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17409-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17414-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17415-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17416-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17408-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17410-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17412-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:16/17411-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23694-3 - Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1, AP.EP
Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Robótica na educação infantil: uma Proposta Curricular

Processo:16/00107-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Currículo
Pesquisador responsável:Deise Aparecida Peralta
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira, SP, Brasil
Assunto(s):Educação infantilRobótica
Resumo
Esta proposta tem por objetivo investigar se a robótica na escola pode se constituir parte integrante da prática docente com a possibilidade de estruturar um currículo para ao educação infantil. E de forma mais especifica descrever e analisar: 1) as características que um kit de robótica educacional deve apresentar para constituir, efetivamente, práticas de ensino e avaliação na educação infantil; 2) impactos do uso de kit de robótica educacional no desempenho de alunos da educação infantil referente à aquisição e desenvolvimento das linguagens preconizadas pelo RCNEI, 3) a proposição de um modelo curricular para a Educação Infantil que considere a robótica como eixo integrador e articulador de interdisciplinaridade na Educação Infantil. Considerando o principio metodológico de pesquisa com professores e alunos, em contexto real de sala de aula, o plano de trabalho será desenvolvido por meio de um levantamento bibliográfico e um levantamento de campo dividido em etapas, que por sua vez, estão subdivididas em fases: Etapa 01/ Fase 01- Discussão e elaboração do delineamento da proposta com professores da educação infantil; Etapa 01/ Fase 02- Caracterização da realidade escolar; 02/ Fase 01- Discussão de um modelo de ensino e de avaliação da aprendizagem; Etapa 02/ Fase 02- Implementação da prática planejada; Etapa 03/ Fase 01- Análise da prática proposta; Etapa 03/ Fase 02- Proposição de um modelo curricular para a educação infantil; Etapa 04- Avaliação da robótica como prática de ensino e avaliação e da proposição de um modelo curricular para a educação infantil. (AU)

Avaliação de procedimentos de ensino e uma proposta de currículo para ampliar a produção oral de sentenças em crianças com implante coclear

Processo:16/09109-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 28 de fevereiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Deisy das Graças de Souza
Beneficiário:
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Assunto(s):Implante da cócleaCurrículoEnsino
Resumo
Pesquisas entre Fonoaudiologia e Análise do Comportamento têm investigado relações entre ouvir e falar em pessoas com deficiência auditiva pré-lingual usuárias de implante coclear. Estudos prévios demonstraram que o fortalecimento de relações verbais em leitura aumenta a precisão na nomeação oral de figuras, em função das relações de controle compartilhadas entre estímulos equivalentes (palavra falada, texto e figura). Pesquisas que envolveram sentenças como unidades de análise sugeriram o potencial de procedimentos de ensino para favorecer a produção oral precisa e a produtividade de relações verbais, a partir de um conjunto mínimo de sentenças ensinadas. Esses estudos são recentes e os resultados preliminares sugerem a possibilidade de investigações mais sistemáticas que explorem procedimentos de ensino e conteúdos com vistas à proposição de um currículo que estabeleça um sólido repertório de produção oral de sentenças nessa população. O presente trabalho pretende contribuir nessa direção, com dois estudos. No Estudo 1 serão analisados os efeitos de dois procedimentos de ensino (ensino por exclusão e fading out do componente visual do modelo) sobre a velocidade da aprendizagem de relações entre sentenças ditadas e figuras; serão seguidas pelo ensino de construção de sentenças sob controle de ditado, testes de emergência de compreensão auditiva, de nomeação oral de figuras e de repertórios recombinativos. No Estudo 2, o procedimento de ensino que se mostrar mais eficaz no Estudo 1 será empregado no ensino de relações de três conjuntos de sentenças (ditadas, escritas e as figuras correspondentes). Será empregado um delineamento de linha de base múltipla entre conjuntos para avaliar a eficácia no ensino e na promoção de desempenhos emergentes. O uso de três conjuntos simula um pequeno módulo de ensino que poderá subsidiar a construção de um currículo mais abrangente para ensinar a compreensão auditiva no nível de sentenças e gerar fala inteligível de unidades correspondentes na população alvo. (AU)

Gênese e desenvolvimento da organização do ensino de matemática em um município paulista

Processo:16/16907-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Elaine Sampaio Araujo
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/07750-3 - Gênese e desenvolvimento da organização do ensino de matemática em um município paulista, AP.EP
Resumo
Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Gênese e desenvolvimento da organização do ensino de matemática em um município paulista

Processo:16/16906-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Elaine Sampaio Araujo
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/07750-3 - Gênese e desenvolvimento da organização do ensino de matemática em um município paulista, AP.EP
Resumo
Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Gênese e desenvolvimento da organização do ensino de matemática em um município paulista

Processo:16/16857-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Elaine Sampaio Araujo
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/07750-3 - Gênese e desenvolvimento da organização do ensino de matemática em um município paulista, AP.EP
Resumo
Trata-se de um projeto a ser realizado no âmbito do Programa "Melhoria do ensino público" e tem como objeto de estudo a organização do ensino, que se apresenta na qualidade das propostas curriculares presentes na rede municipal a qual a pesquisa se vincula. Ao considerar tais propostas curriculares, como expressões da organização do ensino, interessa-nos compreender quais são as múltiplas determinações presentes no movimento dialético entre proposição e ação da organização curricular do ensino. Diante da variedade de propostas curriculares vigentes na rede municipal e nos usos e impactos que elas têm na organização do ensino, são questões norteadoras da pesquisa: por quais razões são adotadas diferentes propostas curriculares? Como e por quem são geridas? Como os professores se relacionam com elas? Como as utilizam em sala de aula? Quais são as convergências e divergências, em termos de conteúdo e forma, entre elas? Como se articulam tais propostas no caso específico da organização do ensino de matemática? Em síntese, na busca por organizar o ensino, qual é o movimento curricular e como ele é vivenciado, considerando desde a prescrição, a realização, a avaliação e a prospecção? Nesse sentido, o estudo da gênese e desenvolvimento da organização curricular, na dimensão da organização do ensino, implica em observar o fenômeno em seu processo de surgimento e mudança, razão pela qual se faz necessário um estudo longitudinal, que acompanhe as propostas instituídas e as que se apresentarem como processo e produto da investigação. Para tanto, a rede municipal de ensino se representará por meio das escolas-campo na qual as professoras participantes do projeto atuam, que no momento se constituem em cinco unidades de ensino. A constituição de um grupo, como coletivo produtivo, prevê a participação de gestores e professores, alunos de graduação, alunos de pós-graduação e pesquisadores colaboradores em encontros sistemáticos, na Universidade e nas escolas. A dimensão lógica do projeto se apresenta em três níveis, que se relacionam dialeticamente entre si: Princípios, Práticas e Possibilidades. Em cada etapa de pesquisa estão previstas ações e procedimentos adequados aos objetivos, todos perpassados pelo estudo do referencial teórico-metodológico, a perspectiva histórico-cultural, o que inclui estudos acerca de processos de aprendizagem e desenvolvimento; do currículo como atividade; de conceitos fundamentais de matemática e da elaboração de atividades de ensino, de forma a alcançar o objetivo geral da pesquisa que consiste em compreender a gênese e desenvolvimento de propostas curriculares presentes na rede municipal e suas implicações para organização do ensino em sala de aula. (AU)

Singularidades de germes de funções diferenciáveis

Processo:16/11732-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de setembro de 2016 - 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Matemática - Geometria e Topologia
Pesquisador responsável:João Carlos Ferreira Costa
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/00304-2 - Singularidades de aplicações diferenciáveis: teoria e aplicações, AP.TEM
Assunto(s):ClassificaçãoSingularidadesInvariantes
Resumo
O objetivo principal deste trabalho é abordar o problema da classificação de singularidades de funções até codimensão 5, via R-equivalência e estudar os invariantes, como o número de Milnor. Os assuntos tratados nesteprojeto permitirão ao bolsista conhecer as idéias e resultados básicos de um curso introdutório de teoria de Singularidades, servindo como pré-requisitopara uma futura pesquisa nesta área do conhecimento. Além disso, vale salientar que o conteúdo do projeto não é abordado na grade curricular do curso de bacharelado em Matemática. (AU)

Grupos colaborativos: contribuições para a melhoria da qualidade de ensino de matemática nos anos iniciais do ensino fundamental e o desenvolvimento profissional de professores de escolas da diretoria leste 1

Processo:15/23694-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Edda Curi
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:

Célia Maria Carolino Pires

Assunto(s):Educação matemática
Resumo
Este Projeto tem como finalidade investigar a melhoria das aprendizagens matemáticas de alunos de escolas de baixo rendimento da Diretoria Leste 1 e o desenvolvimento profissional de seus professores quando os mesmos participam de grupos colaborativos formados por professores da escola básica, mestrandos, doutorandos, e pesquisadores da Universidade. É fruto de uma parceria entre Programas de Pós Graduação em Ensino de Ciências e de Ciências e de Matemática da Universidade Cruzeiro do Sul e a Diretoria Leste 1 da rede estadual de São Paulo.Foi apresentado à Universidade um relatório apontando seis escolas com mais baixo rendimento em Matemática nos anos iniciais do Ensino Fundamental de acordo com o Saresp - Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo.Nessa Diretoria há um total de 50 escolas e entre as consideradas prioritárias em relação à Matemática, estão as com menos de 25% de alunos considerados via SARESP como abaixo do básico em Matemática.Tem como objetivos implementar ações de formação de professores que permitam melhorar as aprendizagens matemáticas dos alunos de cinco escolas públicas da DRE Leste 1, a partir de estudos e realização de pesquisas em Educação Matemática;produzir conhecimentos acerca dos processos de ensino e aprendizagem em Matemática, a partir de problemas e necessidades reais das escolas indicadas pela DRE Leste 1,no âmbito de grupos colaborativos; desenvolver pesquisas colaborativas entre professores das escolas públicas indicadas e pesquisadores da Universidade. A metodologia escolhida é a investigação sobre a própria prática, realizada em um contexto colaborativo, subsidiado por orientações curriculares, resultados de investigações relativas a um dado tema matemático e mediado por pesquisadores. Espera-se entre os resultados implementar uma parceria dos profissionais do ensino básico e superior como participantes ativos nos processos de produção e disseminação de conhecimentos para ensinar Matemática; identificar mudanças dos professores no planejamento escolar e na prática, nas interpretações dos objetivos das diferentes atividades propostas, nas intervenções em sala de aula, nas análises das aulas ministradas no sentido de melhorar as aprendizagens dos alunos; identificar aspectos da formação de professores precisam ser melhorados com vistas à evolução de sua atuação em sala de aula e de seu desenvolvimento profissional. (AU)

Ferramentas de criação de objetos virtuais interativos Multiplataformas para aplicação em método inovador de ensino na educação formal

Processo:16/10740-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de janeiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Luiz Edmundo Lopes Mizutani
Beneficiário:
Instituição-sede: Labmath Assessoria e Consultoria Técnica Ltda. - ME
Vinculado ao auxílio:14/50573-0 - Ferramenta de criação de objetos virtuais interativos multiplataformas para aplicação em método inovador de ensino na educação formal, AP.PIPE
Assunto(s):Material didático
Resumo
O objetivo geral do projeto é desenvolver uma ferramenta que permitam que autores de material didático (professores e educadores em sua maioria), leigos em desenvolvimento de software, possam produzir objetos virtuais interativos de aprendizagem, em curto prazo de tempo e sem necessidade de conhecimento técnico, utilizando padrões reconhecidos de Usabilidade e Ergonomia Cognitiva. A ferramenta computacional possibilitará a criação de novos recursos didáticos que poderão ser utilizados por educadores em todo o território nacional, permitindo a aplicação em massa de métodos inovadores de ensino.A pesquisa irá estudar a viabilidade técnica e pedagógica de construção de uma ferramenta de criação e edição de objetos virtuais interativos de aprendizagem a serem salvos em formato de arquivo capaz de ser manipulado por diversas plataformas educacionais e guardar dados estatísticos de acesso ao objeto (metadado) que suportam a execução de métodos de ensino inovadores. Por objetos interativos, entende-se um conteúdo educacional que aborda tópicos de disciplinas de cursos da educação formal em formato que permite interação do aluno com o conteúdo e entre alunos dentro do contexto do conteúdo, de forma que cada aluno possa descobrir o conteúdo à sua maneira. São exemplos de objetos virtuais: uma simulação 3D com interfaces gráficas de manipulação espacial do objeto pelo aluno, uma interface para alunos ensinarem um agente computacional a resolução de problemas algébricos em uma competição onde cada agente competidor é pupilo de um aluno, ou uma interface para alunos montarem um experimento físico ou químico com instrumentos de laboratório. Nosso projeto se propõe a provar, para um caso real de disciplina do currículo obrigatório de diversos cursos universitários (Cálculo Diferencial e Integral para Funções de uma Variável Real), que é possível construir um padrão de arquivos compatível com plataformas de leitura web, desktop e mobile. Além disso, o pesquisador propõe provar que é possível construir uma ferramenta com padrões de Usabilidade (ISO 13407, 2013) (ISO 9241-11, 2013) suficientes para permitir que professores leigos em desenvolvimento de software construam tais objetos virtuais interativos de maneira autônoma para aplicar com seus alunos. Por fim, a pesquisa irá provar que tais objetos virtuais interativos aplicados pelos professores a seus alunos permitem a concretização de novas metodologias de ensino que beneficiam o aprendizado destes alunos. O resultado final esperado é a montagem de um modelo desta ferramenta e de objetos virtuais interativos de aprendizagem construídos com ela para serem aplicados na disciplina mencionada. Seu sucesso será medido através da capacidade dos professores-autores usarem tal ferramenta de maneira autônoma e através do impacto nos resultados de alunos nos cursos desta disciplina. (AU)

O tradutor nos blogs e nas redes sociais: questões identitárias, profissionais e acadêmicas

Processo:16/13618-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de março de 2017
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Erica Luciene Alves de Lima
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/04502-9 - O tradutor nos blogs e nas redes sociais: questões identitárias, profissionais e acadêmicas, AP.R
Assunto(s):BlogsRedes sociaisTradução
Resumo
Este projeto propõe um estudo qualitativo de dois blogs de renome entre os tradutores profissionais e três grupos de tradutores de redes sociais de grande repercussão, e tem como objeto de estudo o que dizem de si mesmos e o que dizem da tradução, principalmente sobre a (falta de) formação acadêmica do tradutor e sugestões para iniciantes sobre as "competências" necessárias à profissão. Tal abordagem tornará possível discutir suas concepções teóricas, explícitas ou não, e as implicações de suas manifestações no ciberespaço. Esses blogs foram selecionados por terem grande número de acesso, trazerem tanto características do tradutor (pessoais e profissionais) como suas concepções sobre o trabalho que realiza e, finalmente, pelo fato de o assunto não ter sido, ainda, suficientemente investigado na área da tradução. Em relação aos grupos em redes sociais, a escolha se deve à visibilidade entre os iniciantes que, muitas vezes, buscam palavras-chave nessas redes e passam a seguir os grupos e acompanhar as discussões, em especial quando se referem a aspectos pouco (ou não) abordados na sala de aula. O primeiro eixo de pesquisa é a análise das configurações identitárias dos tradutores participantes dos blogs e redes sociais: quem são, quais as concepções de linguagem subjacentes aos seus comentários, quais suas contribuições ao entendimento da profissão e do mercado para o futuro tradutor ou tradutor iniciante são algumas das perguntas que se pretende abordar. O segundo eixo diz respeito aos conteúdos e "arquivos" digitais, sobretudo às sugestões e dicas para iniciantes, com ênfase nas argumentações sobre a necessidade ou não de o tradutor possuir formação acadêmica na área. Serão analisados comentários que tratem da questão da formação do tradutor, envolvendo questões de "competência". O terceiro eixo consiste na comparação entre a expectativa do mercado (na visão dos tradutores) em relação ao tradutor iniciante e o que ocorre atualmente nas graduações. Para tanto, pretende-se fazer um levantamento e estudo de grades curriculares e do perfil do egresso de cursos de tradução no Brasil disponíveis nos sites oficiais das faculdades e universidades. Assim, a metodologia empregada será a pesquisa de arquivos digitais, pesquisa bibliográfica e análise, cujo principal corpus são as postagens em blogs e redes sociais, para levantamento e seleção de comentários que tratem da formação do tradutor. O número de postagens a ser analisado não está previamente definido, pois depende muito mais da qualidade e não da quantidade de comentários, o que só será determinado no decorrer da pesquisa. Ainda como pesquisa documental, será feito um levantamento online das diretrizes curriculares de cursos brasileiros de graduação de tradução, para comparação com o que é dito no ciberespaço sobre o assunto. Com base nestes dados, poderemos tecer um paralelo entre o que é oferecido nas universidades e o que se procura em redes sociais a respeito da profissão. Algumas das referências deste projeto, em termos teóricos, são os trabalhos de Hurtado-Albir (2005), Martins (2006), Pym (2008), Castellões de Oliveira (2009), Gonçalves e Machado (2006), Darin (2013), Rodrigues (2012), Stupiello (2014), particularmente na discussão sobre a formação do tradutor e sobre a questão da competência (tradutória/de tradutor). Os trabalhos de Lévy (1999), Marchuschi (2010), Galli (2011) e Komesu (2010) também ajudam a pensar este projeto, sobretudo na discussão sobre o papel das redes sociais e blogs na sociedade atual. Outros trabalhos que embasam o projeto, em relação à concepção de tradução defendida, são Arrojo (2003, 2007), Siscar (2013) e Lima (2012). Por fim, para tratar da questão da universidade e do arquivo (digital), recorremos a Derrida (2001, 2003). Os resultados da pesquisa serão publicados em um blog criado especialmente para isso, além de serem divulgados em um grupo de rede social (formação de tradutores). (AU)

Tecnologia e protocolo para a técnica de hemoperfusão em modelo animal

Processo:16/12599-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Yoko Oshima Franco
Beneficiário:
Instituição-sede: Pró-Reitoria Acadêmica. Universidade de Sorocaba (UNISO). Sorocaba, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/01420-9 - Desenvolvimento e avaliação da eficácia (in vitro e in vivo) de cartucho de HEMOPERFUSOR para o tratamento de acidentes ofídicos, AP.R
Assunto(s):Circulação extracorpóreaHemoperfusãoBothrops jararacaSoro antiofídicoModelos animais
Resumo
A participação no projeto global intitulado "DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA (IN VITRO E IN VIVO) DE CARTUCHO DE HEMOPERFUSOR PARA O TRATAMENTO DE ACIDENTES OFÍDICOS" conferirá ao bolsista trafegar por diversas técnicas e metodologias de domínio restrito a algumas áreas do saber, por sua vez, vinculadas à matriz curricular dos cursos de graduação. Descrição dos objetivos: aprender as diversas técnicas, auxiliar a equipe envolvida na realização de várias etapas de pesquisa e integrar a informação dos resultados obtidos com os membros da equipe do projeto global. O perfil profissional esperado ao final de 2 anos do bolsista é ter formado um pesquisador com amplo domínio técnico e com visão científica integrada. (AU)

Sistema educacional online para o ensino híbrido

Processo:16/13320-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Paula Rodrigues Furtado
Beneficiário:
Instituição-sede: Mupi Tecnologia e Serviços de Informação Ltda
Vinculado ao auxílio:14/22660-5 - Sistema educacional online para o ensino híbrido, AP.PIPE
Assunto(s):Inovação tecnológicaMétodos de ensinoEnsino e aprendizagemEducação
Resumo
A necessidade da presença das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) na educação não é mais novidade no momento atual. Há pouco tempo não era possível imaginar a dimensão das mudanças sociais consequentes do uso da internet e agora , devido a ela, temos a grande demanda do ensino e da aprendizagem de novas habilidades como desafio. Nas últimas décadas, muitos foram os estudos e as tentativas de encontrar o melhor caminho de fazer uso das TDICs no contexto escolar, passando pela inserção de aparatos tecnológicos na sala de aula até a alteração nos modos de pensar metodologias e estratégias pedagógicas. Hoje, em uma vertente das mais inovadoras, algumas escolas do mundo inteiro tentam alinhar-se à abordagem do Ensino Híbrido a qual, através de diferentes metodologias de ensino que atuam de maneira conjunta, busca a melhor mescla entre online e presencial, entre digital e físico, objetivando a personalização do caminho de aprendizagem de cada indivíduo mas sempre o situando socialmente. O presente projeto propõe a pesquisa e o desenvolvimento de um sistema educacional online que auxilie e também incentive a melhoria contínua no processo de inovação do ensino e da instituição escolar. O sistema será composto por ferramentas que facilitem a adequação da abordagem do Ensino Híbrido e o processo de personalização do ensino. Atualmente, para que isso seja efetuado no corpo escolar, são utilizadas ferramentas digitais de diversas origens, causando confusão no momento da escolha e muitas vezes trazendo o desgaste devido à variedade disponível na rede. Além disso, o professor é sobrecarregado ao passo que além de acompanhar seus alunos, precisa aprender a sempre lidar com diferentes ferramentas e preparar aulas considerando todas essas variáveis. Assim, o sistema aqui proposto quer facilitar ao professor a utilização de metodologias condizentes com os objetivos de aprendizagem demandados pelas práticas sociais atuais, o acompanhamento individual de cada aluno, através da oferta de dados já transformados em informações pertinentes, e o processo de inovação das instituições de ensino que precisam estar condizentes com os parâmetros curriculares nacional. (AU)

Sistema educacional online para o ensino híbrido

Processo:16/12249-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Paula Rodrigues Furtado
Beneficiário:
Instituição-sede: Mupi Tecnologia e Serviços de Informação Ltda
Vinculado ao auxílio:14/22660-5 - Sistema educacional online para o ensino híbrido, AP.PIPE
Assunto(s):EducaçãoInovação tecnológicaMétodos de ensinoEnsino e aprendizagem
Resumo
A necessidade da presença das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação (TDICs) na educação não é mais novidade no momento atual. Há pouco tempo não era possível imaginar a dimensão das mudanças sociais consequentes do uso da internet e agora , devido a ela, temos a grande demanda do ensino e da aprendizagem de novas habilidades como desafio. Nas últimas décadas, muitos foram os estudos e as tentativas de encontrar o melhor caminho de fazer uso das TDICs no contexto escolar, passando pela inserção de aparatos tecnológicos na sala de aula até a alteração nos modos de pensar metodologias e estratégias pedagógicas. Hoje, em uma vertente das mais inovadoras, algumas escolas do mundo inteiro tentam alinhar-se à abordagem do Ensino Híbrido a qual, através de diferentes metodologias de ensino que atuam de maneira conjunta, busca a melhor mescla entre online e presencial, entre digital e físico, objetivando a personalização do caminho de aprendizagem de cada indivíduo mas sempre o situando socialmente. O presente projeto propõe a pesquisa e o desenvolvimento de um sistema educacional online que auxilie e também incentive a melhoria contínua no processo de inovação do ensino e da instituição escolar. O sistema será composto por ferramentas que facilitem a adequação da abordagem do Ensino Híbrido e o processo de personalização do ensino. Atualmente, para que isso seja efetuado no corpo escolar, são utilizadas ferramentas digitais de diversas origens, causando confusão no momento da escolha e muitas vezes trazendo o desgaste devido à variedade disponível na rede. Além disso, o professor é sobrecarregado ao passo que além de acompanhar seus alunos, precisa aprender a sempre lidar com diferentes ferramentas e preparar aulas considerando todas essas variáveis. Assim, o sistema aqui proposto quer facilitar ao professor a utilização de metodologias condizentes com os objetivos de aprendizagem demandados pelas práticas sociais atuais, o acompanhamento individual de cada aluno, através da oferta de dados já transformados em informações pertinentes, e o processo de inovação das instituições de ensino que precisam estar condizentes com os parâmetros curriculares nacional. (AU)

Definições de excelência jurídica e recrutamento social da Universidade Presbiteriana Mackenzie e da Universidade de São Paulo

Processo:15/11519-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia do Conhecimento
Pesquisador responsável:Carolina Martins Pulici
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos, SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia da culturaUniversidadeDireitoEstudantes universitáriosDitaduraIdealismoCultura (sociologia)
Resumo
A Universidade de São Paulo e a Universidade Presbiteriana Mackenzie integram o conjunto das instituições de ensino superior de prestígio no âmbito da oferta universitária da cidade de São Paulo em matéria de ensino de direito. Este projeto investigará as possíveis semelhanças e as particularidades existentes entre esses dois universos acadêmicos no que diz respeito aos modelos de excelência jurídica e ao recrutamento social de seu alunato. As diferenças existentes desde a criação da USP e do Mackenzie - a começar do fato da primeira ser laica e pública, e a segunda confessional e privada - se tornaram mais evidentes quando as duas instituições dividiram as calçadas da Rua Maria Antônia, num momento particularmente crítico da história do país. Essa rivalidade culminou na "batalha da Maria Antônia", durante a ditadura militar, ocasião em que os alunos da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP se posicionaram, de um modo geral, contra o golpe, ao passo que parte dos alunos do Mackenzie apoiou a ditadura. Tendo como pano de fundo essas diferenças históricas, o objetivo é investigar a persistência de diferenças socioculturais e ideológicas mediante o estudo comparativo das definições de excelência jurídica e do recrutamento social vigentes nos cursos de Direito. O estudo dos respectivos ideais de formação jurídica será feito principalmente através do levantamento dos programas acadêmicos ministrados nas duas instituições. A análise das hierarquias temáticas que deprendem das grades curriculares será completada pelo levantamento dos títulos e das áreas do Direito dos TCCs defendidos no segundo semestre de 2015. O segundo eixo da pesquisa, dedicado à investigação do recrutamento social do alunato, prevê a aplicação de questionários em quatro turmas de ingressantes, uma do período matutino e outra do noturno em cada uma das duas universidades. Se as Faculdades de Direito do Brasil foram originalmente criadas para atender às elites do país, espera-se com esta pesquisa investigar se esse é ainda o perfil social majoritário dos formandos em ambas as instituições, ou se, ao contrário, o recrutamento é hoje socialmente mais heterogêneo em uma ou nas duas Universidades. (AU)

PCK de eletroquímica: um estudo de caso com professores do ensino médio da Cidade de São Paulo

Processo:16/14138-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Carmen Fernandez
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07937-8 - Redoxoma, AP.CEPID
Assunto(s):Ensino de químicaFormação de professores
Resumo
Pesquisas têm apontado que para compreender o desenvolvimento do Conhecimento Pedagógico do Conteúdo (PCK) é necessário que se analise a sinergia entre os componentes. Um PCK desenvolvido seria, então, um no qual os professores conseguem integrar de maneira coerente e eficiente os seus componentes (PARK; CHEN, 2012). Dentre os modelos propostos para o PCK, Mavhunga e Rollnick (2013) propõem um que foca especificamente no tópico a ser ensinado, o PCK de tópico específico (TSPCK), o qual é composto por: (i) conhecimentos prévios dos estudantes; (ii) saliência curricular; (iii) dificuldades no ensino; (iv) representações; e (v) estratégias conceituais de ensino. O objetivo principal da pesquisa é acessar o TSPCK de eletroquímica de professores de química do município de São Paulo - SP, para posteriormente determinar como ocorre a mobilização e integração entre os componentes. Utilizaremos um projeto de métodos mistos sequencial explanatório (CRESWELL; CLARK, 2013). Na primeira etapa mensuraremos o TSPCK dos professores, para estratificar os professores em grupos de acordo com o valor do TSPCK, coletando os dados por meio do instrumento desenvolvido por Ndlovu (2014), que, ao ser analisado, mensura o TSPCK em quatro níveis. Na segunda etapa selecionaremos, por intencionalidade, professores dos diferentes estratos, e analisaremos como ocorre a mobilização e integração dos componentes. Nesta etapa utilizaremos: CoRe (LOUGHRAN; BERRY; MULHALL, 2012), registros audiovisuais e documentos. A retratação e detalhamento do TSPCK será feito por uma análise de conteúdo (BARDIN, 2011), e a integração entre os componentes será feita seguindo-se a metodologia de Park e Chen (2012), modificada por Aydin e Boz (2013). Ao fim da pesquisa, esperamos contribuir para elucidar a natureza das integrações entre os componentes do TSPCK. (AU)

Para além da representação: conexões entre educação e estudos de cinema e vídeo experimentais

Processo:15/25656-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 21 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Rodrigues de Amorim
Beneficiário:
Anfitrião: Pasi Valiaho
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa: Goldsmiths, University of London (Inglaterra)
Assunto(s):Cinema experimental
Resumo
Este projeto refere-se a estágio de pesquisa no exterior, a ser desenvolvido no Departamento de Mídia e Comunicação, do Goldsmiths College, Universidade de Londres, sob supervisão do Professor Pasi Väliaho. Nele, buscam-se aproximações entre educação e as teorizações de Gilles Deleuze e demais filósofos pela via das visualidades, a fim de compreender os múltiplos sentidos derivados especialmente da relação entre a classificação da educação como produção científica ou estético-artística e filosófica. A teorização é construída dentro do campo dos conceitos de Gilles Deleuze e demais filósofos, questionando o poder da representação, por sua vinculação com a verdade e a identidade, a partir de férteis, instigantes e potencialmente originais intercessões com o campo de estudos audiovisuais, especialmente as produções artísticas em vídeo e cinema experimentais, que configurarão um conjunto de materiais a serem analisados. (AU)

Metodologia da problematização na Unidade de Prática Profissional: visão do docente do curso de enfermagem

Processo:16/03078-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Pesquisador responsável:Mara Quaglio Chirelli
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA). Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (São Paulo - Estado). Marília, SP, Brasil
Assunto(s):Educação baseada em competênciasEducação em enfermagemProfessoresAprendizagem
Resumo
Diante da necessidade de mudanças no setor saúde e do momento de redefinição do ensino da Enfermagem, ocorreram reestruturações no currículo, as quais pensassem em educação como um processo de transformação voltado para a construção do conhecimento e atendimento às necessidades de nossa realidade. As metodologias ativas de ensino e aprendizagem tem se mostrado desafiadoras nos processos de mudanças na formação de enfermeiros, considerando que para os professores também há situações na sua prática a serem revistas e capacitações a serem trabalhadas. Esta pesquisa propõe analisar o processo de ensino e aprendizagem na Unidade de Prática Profissional na perspectiva dos professores do curso de Enfermagem da Faculdade de Medicina e Marília. Como metodologia dessa pesquisa será utilizada a abordagem qualitativa, tendo os docentes como sujeitos da investigação. Os dados serão coletados por entrevista semiestruturada. A análise dos dados será pela Análise de Conteúdo, modalidade temática. (AU)

Educação inclusiva e formação de professores: análise dos currículos dos cursos de licenciatura das universidades estaduais das regiões Sul e Sudeste

Processo:16/06411-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Fernanda Vilhena Mafra Bazon
Beneficiário:
Instituição-sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras, SP, Brasil
Assunto(s):Educação inclusivaCurrículoEducação especialFormação de professores
Resumo
A educação inclusiva é tema candente no cenário atual, sendo discutida tanto nas esferas políticas quanto acadêmicas, de forma a estruturar pressupostos e ações que favoreçam a construção de uma escola democrática, na qual os alunos independente de suas necessidades tenham acesso a uma educação de qualidade. Sendo assim, a formação de professores para atuar em uma escola inclusiva precisa ser discutida, já que diversas pesquisas vem mostrando o papel central da formação docentes na efetivação da inclusão escolar. Para tanto, esta pesquisa tem como objetivo analisar os projetos pedagógicos dos cursos de licenciatura em Física, Química e Ciências Biológicas das universidades estaduais do Sul e do Sudeste no que tange a discussão dos pressupostos da educação inclusiva. Este estudo se baseará na análise de documentos de forma a buscar dados que tracem um panorama dos cursos de licenciatura analisados e de como os mesmos vem ou não contemplando as discussões prementes à inclusão. Busca então contribuir para o aprofundamento das discussões que permeiam o processo de inclusão e focar na importância da constituição dos currículos dos cursos de formação inicial como forma favorecer a construção de uma escola democrática. (AU)

Geografia escolar, currículo e identidade: o papel das temáticas físico-naturais na construção da ideia de nação

Processo:16/11817-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência: 01 de agosto de 2016 - 31 de julho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Rafael Straforini
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Identidade nacionalEnsino de geografiaCurrículoTerritório
Resumo
O objetivo deste projeto de pesquisa é compreender como as propostas curriculares da geografia escolar, no contexto político do Estado nacionalista brasileiro de Vargas (1930-1945), contribuíram para a construção da identidade nacional com base no território, a partir das abordagens físico-naturais de representação. Assim, acreditamos que esta revisitação às funções da geografia escolar no Brasil é importante porque contribui para uma reflexão acerca do papel das práticas pedagógicas em geografia ao trabalhar o espaço brasileiro, práticas estas que, em certos aspectos, preservam-se até hoje. Lançamos mão dos recursos metodológicos da pesquisa qualitativa, privilegiando a pesquisa documental, a análise dos materiais didáticos da geografia e obras acadêmicas de referência para a geografia escolar. Pretendemos, ao final, elucidar a materialização do processo de construção identitária brasileira na geografia escolar, identificando suas impressões em orientações pedagógicas e nos materiais didáticos produzidos no período de análise proposto, prestando especial para a análise do discurso inerente à linguagem, ao tratamento cartográfico e às descrições imagéticas que dão forma às representações das temáticas físico-naturais. (AU)

O tradutor nos blogs e nas redes sociais: questões identitárias, profissionais e acadêmicas

Processo:16/04502-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Erica Luciene Alves de Lima
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):BlogsRedes sociaisTradução
Resumo
Este projeto propõe um estudo qualitativo de dois blogs de renome entre os tradutores profissionais e três grupos de tradutores de redes sociais de grande repercussão, e tem como objeto de estudo o que dizem de si mesmos e o que dizem da tradução, principalmente sobre a (falta de) formação acadêmica do tradutor e sugestões para iniciantes sobre as "competências" necessárias à profissão. Tal abordagem tornará possível discutir suas concepções teóricas, explícitas ou não, e as implicações de suas manifestações no ciberespaço. Esses blogs foram selecionados por terem grande número de acesso, trazerem tanto características do tradutor (pessoais e profissionais) como suas concepções sobre o trabalho que realiza e, finalmente, pelo fato de o assunto não ter sido, ainda, suficientemente investigado na área da tradução. Em relação aos grupos em redes sociais, a escolha se deve à visibilidade entre os iniciantes que, muitas vezes, buscam palavras-chave nessas redes e passam a seguir os grupos e acompanhar as discussões, em especial quando se referem a aspectos pouco (ou não) abordados na sala de aula.O primeiro eixo de pesquisa é a análise das configurações identitárias dos tradutores participantes dos blogs e redes sociais: quem são, quais as concepções de linguagem subjacentes aos seus comentários, quais suas contribuições ao entendimento da profissão e do mercado para o futuro tradutor ou tradutor iniciante são algumas das perguntas que se pretende abordar. O segundo eixo diz respeito aos conteúdos e "arquivos" digitais, sobretudo às sugestões e dicas para iniciantes, com ênfase nas argumentações sobre a necessidade ou não de o tradutor possuir formação acadêmica na área. Serão analisados comentários que tratem da questão da formação do tradutor, envolvendo questões de "competência". O terceiro eixo consiste na comparação entre a expectativa do mercado (na visão dos tradutores) em relação ao tradutor iniciante e o que ocorre atualmente nas graduações. Para tanto, pretende-se fazer um levantamento e estudo de grades curriculares e do perfil do egresso de cursos de tradução no Brasil disponíveis nos sites oficiais das faculdades e universidades.Assim, a metodologia empregada será a pesquisa de arquivos digitais, pesquisa bibliográfica e análise, cujo principal corpus são as postagens em blogs e redes sociais, para levantamento e seleção de comentários que tratem da formação do tradutor. O número de postagens a ser analisado não está previamente definido, pois depende muito mais da qualidade e não da quantidade de comentários, o que só será determinado no decorrer da pesquisa. Ainda como pesquisa documental, será feito um levantamento online das diretrizes curriculares de cursos brasileiros de graduação de tradução, para comparação com o que é dito no ciberespaço sobre o assunto. Com base nestes dados, poderemos tecer um paralelo entre o que é oferecido nas universidades e o que se procura em redes sociais a respeito da profissão. Algumas das referências deste projeto, em termos teóricos, são os trabalhos de Hurtado-Albir (2005), Martins (2006), Pym (2008), Castellões de Oliveira (2009), Gonçalves e Machado (2006), Darin (2013), Rodrigues (2012), Stupiello (2014), particularmente na discussão sobre a formação do tradutor e sobre a questão da competência (tradutória/de tradutor). Os trabalhos de Lévy (1999), Marchuschi (2010), Galli (2011) e Komesu (2010) também ajudam a pensar este projeto, sobretudo na discussão sobre o papel das redes sociais e blogs na sociedade atual. Outros trabalhos que embasam o projeto, em relação à concepção de tradução defendida, são Arrojo (2003, 2007), Siscar (2013) e Lima (2012). Por fim, para tratar da questão da universidade e do arquivo (digital), recorremos a Derrida (2001, 2003). (AU)

O uso da sala invertida, como uma nova estratégia de ensino na contabilidade

Processo:16/03411-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Ciências Contábeis
Pesquisador responsável:José Dutra de Oliveira Neto
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Assunto(s):Métodos de ensino
Resumo
A sala de aula invertida é uma abordagem pedagógica que ocorre quando os estudantes se tornam aprendizes ativos e estudam os conteúdos da aula previamente como tarefas de casa. A nova geração de estudantes é mais engajada com o uso intensivo de tecnologia e da aprendizagem colaborativa. No entanto, há poucos estudos sobre o método sala de aula invertida utilizando tecnologia e metodologias ativas que resultaram em um melhor engajamento e melhoria no desempenho dos estudantes. Este estudo objetiva investigar o ganho de desempenho ao longo da aula e a percepção dos estudantes sobre o uso da abordagem sala de aula invertida estendida. Pretende-se realizar a pesquisa em duas turmas de graduação em contabilidade com o mesmo conteúdo curricular, cursando a disciplina de metodologia de pesquisa, por meio de quatro aulas invertidas. A amostra será composta por estudantes de contabilidade uma universidade pública no Brasil. Cada aula invertida estendida começa com uma tarefa anterior a aula e, em adição, os alunos devem postar e votar em suas dificuldades referentes a mesma tarefa prévia. Em cada aula, haverá dois testes ministrados antes e depois das atividades colaborativas, sem ajuda do professor, que serão baseados nas dificuldades mais votadas. Após estas atividades iniciais, o professor ajudará os alunos nas demais dúvidas postadas online. Espera-se, com os resultados dos testes, verificar se as aulas invertidas estendidas proporcionam melhoria do processo de construção do conhecimento individual e coletivo. Adicionalmente, será feito um levantamento com os estudantes com o fim de apurar se estes aprovam o uso de sala de aula invertida estendida como uma estratégia de ensino apropriada. As universidades deveriam encorajar o uso de metodologias ativas/colaborativas e recursos tecnológicos como meios para melhoria dos processos educacionais. (AU)

Análise de viabilidade técnica e científica para ferramenta de roteirização e inteligência educacional com mapeamento de métricas e indicadores

Processo:16/12268-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Reginaldo Aparecido Gotardo
Beneficiário:
Instituição-sede: Cross Reality Sistemas Ltda
Vinculado ao auxílio:13/50882-0 - Ferramenta de roteirização e inteligência educacional com mapeamento de métricas e indicadores, AP.PIPE
Assunto(s):Matemática
Resumo
Vários fatores influenciam o desempenho escolar, interferindo e empobrecendo as relações de ensino e aprendizagem, dentre eles: o número de alunos em sala de aula, a indisciplina, intensa jornada de trabalho dos professores, e o uso indevido do celular, ou da própria internet pelos alunos. Assiste­-se a uma dificuldade crescente do professor em atender com qualidade as necessidades de seus alunos, inviabilizando intervençõesdidático­-pedagógicas eficazes. Nós propomos o uso da tecnologia em sala de aula (tablets, celulares, internet e jogos) como aliada do desempenho escolar, além de incrementar o letramento digital. Até pouco tempo atrás, buscou-­se a adaptação da escola às novas tecnologias, hoje a busca é por uma inserção da tecnologia no ambiente escolar, adaptando também o uso de ferramentas pensadas para esses ambientes, integrando alunos, professores, gestores e pais. De acordo com reportagem publicada no jornal Estadão 75% dos professores desenvolvem menos de 80% do conteúdo necessário no ano letivo. Isto influência nos baixos índices avaliativos demonstrados nas avaliações externas realizadas pelo Ministério da Educação (MEC) e amplamente divulgados pelas mídias. No entanto cabe ao professor, no dia a dia da sala de aula, o trabalho de aferir conceitos, de acompanhar e avaliar os alunos e propor novos encaminhamentos. Essa complexa tarefa, necessita de tempo e análise crítica dos resultados com os quais ele se depara para melhor obtenção do desempenho do aluno/classe. Defendemos a necessidade de uma prática avaliativa formativa e/ou processual e do uso de diferentes instrumentos avaliativos dinâmicos e tecnológicos, contudo sem prescindir da análise e reflexão crítica, além dos habituais meios como as notas de avaliações escritas, e trabalhos (avaliação somativa). Oferecemos uma ferramenta de suporte ao professor na preparação das aulas, e acompanhamento do desempenho do aluno/classe(competências e habilidades). Através de atividades significativas e lúdicas os alunos cumprirão o conteúdo curricular, que o professor precisa aplicar no dia a dia, com avaliação contínua do desempenho. Esta ferramenta é a Plataforma de Educação Inteligente educacross (www.educacross.com.br). A plataforma educacross visa auxiliar no processo de ensino e aprendizagem, tanto na escolha analítica das atividades oferecidas na plataforma, quanto no acompanhamento sistemático dos resultados, redirecionando o papel da tecnologia na sala de aula. Essa plataforma visa incrementar o ambiente pedagógico tornando-­o mais significativo e dinâmico através de jogos, atividades e desafios planejados e organizados auxiliando o professor em sua jornada. Todas as atividades desenvolvidas são monitoradas, auxiliando os atores desse processo (professores, alunos, pais e gestores). Quanto aos professores, poderão otimizar seu tempo em replanejamentos e intervenções a favor da aprendizagem. Já aos alunos, pais e gestores será possibilitada maior democratização dos resultados, normalmente restritos na relação aluno/professor. A plataforma educacross é composta de jogos indexados segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) acompanhados de tutoriais em vídeos abordando aspectos pedagógicos, ferramentas para monitoramento das atividades e ferramenta para planejamento de atividades (que chamamos de roteiros). Nesse sentido, esse projeto visa a criação de ferramentas para autoria de roteiros na Plataforma e sincronização com a aplicação do aluno. Além disto, visa identificar indicadores de utilização dos roteiros e prover recursos de visualização de dados para os professores, inicialmente (posteriormente, provervisualização para outros atores no processo educacional também). (AU)

A trajetória do sangue no corpo humano: uma abordagem para o ensino médio à luz da História e Filosofia da Biologia

Processo:15/26301-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de julho de 2016 - 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Thais Gimenez da Silva Augusto
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Assunto(s):Ensino médioEnsino de biologiaEnsino de ciênciasFormação de professores
Resumo
O ensino de História e Filosofia da Ciência é fortemente recomendado pelos currículos oficiais, diretrizes para a formação de professores da área e pela literatura. No entanto, pesquisas têm mostrado que essa temática está pouco presente nos cursos de formação inicial e continuada para professores, nos materiais didáticos e na educação básica. Consequentemente, professores e alunos apresentam visões distorcidas sobre a natureza da Ciência e o saber científico. Por esses motivos, o presente estudo tem como objetivo elaborar uma sequência didática sobre a trajetória do sangue no corpo humano, à luz da História e Filosofia da Biologia, a partir do estudo de teses e dissertações sobre a temática. Desenvolvê-la junto aos docentes vinculados à Diretoria Regional de Ensino de Jaboticabal, em formação continuada e analisar os resultados dessa formação. As etapas de desenvolvimento da proposta compreendem: 1) a análise do Currículo Estadual de São Paulo de Biologia e dos materiais didáticos vinculados a ele, buscando verificar se esta temática está presente e como é abordada; 2) elaboração de um questionário para a coleta das concepções dos professores sobre a temática; 3) aprofundamento teórico e construção de sequência e materiais didáticos para serem apresentados e discutidos com os professores. Trata-se, portanto, de uma pesquisa qualitativa. Os dados serão coletados através de análise documental (do material didático da rede pública estadual), questionário e registro dos encontros através de filmagem e posterior transcrição. Para a análise, serão utilizadas as técnicas de análise de conteúdo. (AU)

Movimento e dança na educação infantil: o olhar da arte e da educação

Processo:16/00482-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de julho de 2016 - 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Educação Artística
Pesquisador responsável:Maria do Carmo Monteiro Kobayashi
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru, SP, Brasil
Assunto(s):CriançasEducação infantilDança
Resumo
O movimento e a dança são de fundamental importância para a criança no Ensino Infantil, pois são uma das principais ferramentas para se relacionar com o mundo ao seu redor, construir seu repertório de experiências e apropriar-se das formas do próprio corpo e suas capacidades físicas, sociais, cognitivas, afetivas entre outras. A questão que conduz este projeto de pesquisa é "como professores de Educação Infantil criam (planejam), desenvolvem e avaliam as ações para a prática do movimento e da dança nas escolas municipais de Ensino Infantil?" Sendo assim, os objetivos desse estudo são: identificar, descrever e analisar as experiências, os materiais, espaços e tempos em que ocorrem as ações estudadas em escolas de educação infantil, pertencentes ao Sistema Municipal de Educação de Bauru - SP. Para atender ao objetivo proposto será realizada uma pesquisa qualitativa, um estudo de caso, o levantamento bibliográfico encontra-se em curso e dará sustentação teórica para a realização do trabalho de campo, nas etapas de coleta e análise dos dados. Os instrumentos de coleta de dados são observações direta sistemáticas em duas escolas do Sistema Municipal de Educação de Bauru, e os diários de campo. Os procedimentos e instrumentos para coleta e análises dos dados têm por base o Referencial Curricular Nacional de Educação Infantil (BRASIL, 1998), Indicadores de Qualidade na Educação Infantil (BRASIL, 2009a), e Diretrizes Curriculares de Educação Infantil (2010). (AU)

O ensino de história e trabalho interdisciplinar a partir da música e da literatura

Processo:16/10687-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de julho de 2016 - 21 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Hilda Maria Gonçalves da Silva
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23589-5 - Interdisciplinaridade na educação básica: a experiência de uma instituição de ensino básico da rede estadual paulista, AP.EP
Assunto(s):Estudos interdisciplinares
Resumo
Este trabalho busca apreender as condições reais da promoção de interdisciplinaridade na escola da rede pública estadual paulista. Trata-se de elaborar e desenvolver atividades em conjunto com os docentes das disciplinas de Língua Portuguesa e Geografia, a partir da música e da literatura, no intuito de consolidar conceitos e aprendizagens em geral previstas nessas diferentes disciplinas, em consonância com o currículo do Estado de São Paulo. Espera-se ao final desse trabalho revelar as potencialidades e os entraves postos à promoção da interdisciplinaridade para a disciplina de História, na rede pública de educação básica, em geral, e na escola objeto da pesquisa em particular. (AU)

O que é pedagógico na creche: uma questão fundamental para a definição do currículo

Processo:16/00581-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de julho de 2016 - 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Currículo
Pesquisador responsável:Cinthia Magda Fernandes Ariosi
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente, SP, Brasil
Assunto(s):Desenvolvimento infantilEducação infantil
Resumo
O reconhecimento da educação infantil como a primeira etapa da educação básica no Brasil trouxe uma questão que hoje está no centro dos debates sobre criança pequena, currículo e escola, refere-se a indagação sobre o que fazer com o bebê e a criança pequena na creche? O que, de fato, deve estar presente no currículo para bebês e crianças pequenas? Qual deve ser a base de um currículo para creche? É sobre essa temática que versa esse projeto. Desta forma apresenta como objetivo: Definir o que é pedagógico para a creche com a finalidade de propor uma organização curricular. Para amparar as reflexões serão utilizadas as seguintes referências: RICHER e BARBOSA, 2010; MENA e EYER, 2014; PORTUGAL, 2010; LINO, 1998; além dos documentos oficiais da educação brasileira. Como estratégias de coleta de dados serão realizadas: pesquisa bibliográfica e documental, pesquisa em base de dados e observação de momentos de formação continuada de profissionais de creche. A expectativa é que os conhecimentos produzidos por meio deste projeto subsidiem a formação de futuros pedagogos para atuarem em creche e a formulação de currículos para creches dos municípios envolvidos. Palavras-Chave: Creche. Currículo. Desenvolvimento Infantil. (AU)

O ensino da geografia e trabalho interdisciplinar a partir da música e da literatura

Processo:16/10659-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Hilda Maria Gonçalves da Silva
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23589-5 - Interdisciplinaridade na educação básica: a experiência de uma instituição de ensino básico da rede estadual paulista, AP.EP
Assunto(s):Estudos interdisciplinares
Resumo
Este trabalho busca apreender as condições reais da promoção de interdisciplinaridade na escola da rede pública estadual paulista. Trata-se de elaborar e desenvolver atividades em conjunto com os docentes das disciplinas de História e Língua Portugues, a partir da música e da literatura, no intuito de consolidar conceitos e aprendizagens em geral previstas nessas diferentes disciplinas, em consonância com o currículo do Estado de São Paulo. Espera-se ao final desse trabalho revelar as potencialidades e os entraves postos à promoção da interdisciplinaridade para a disciplina de Geografia, na rede pública de educação básica, em geral, e na escola objeto da pesquisa em particular. (AU)

O ensino da língua portuguesa e trabalho interdisciplinar a partir da música e da literatura

Processo:16/10733-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Hilda Maria Gonçalves da Silva
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/23589-5 - Interdisciplinaridade na educação básica: a experiência de uma instituição de ensino básico da rede estadual paulista, AP.EP
Assunto(s):Estudos interdisciplinares
Resumo
Este trabalho busca apreender as condições reais da promoção de interdisciplinaridade na escola da rede pública estadual paulista. Trata-se de elaborar e desenvolver atividades em conjunto com os docentes das disciplinas de História e Geografia, a partir da música e da literatura, no intuito de consolidar conceitos e aprendizagens em geral previstas nessas diferentes disciplinas, em consonância com o currículo do Estado de São Paulo. Espera-se ao final desse trabalho revelar as potencialidades e os entraves postos à promoção da interdisciplinaridade para a disciplina de Língua Portuguesa, na rede pública de educação básica, em geral, e na escola objeto da pesquisa em particular. (AU)

Avaliação dos efeitos de um programa de ensino individualizado na aquisição de leitura e escrita de alunos com deficiência intelectual

Processo:15/23136-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência: 01 de junho de 2016 - 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Lidia Maria Marson Postalli
Beneficiário:
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Assunto(s):Ensino individualizadoDeficiência intelectual
Resumo
A aprendizagem de leitura e escrita é considerada indispensável para a sobrevivência em uma sociedade que privilegia o código escrito. Com a inclusão escolar, o aluno com deficiência intelectual tem garantida a matrícula na rede regular de ensino e condições de ensino para aprendizagem dos conteúdos curriculares. Entretanto, o aluno com deficiência intelectual desafia a escola em suas práticas frente a um aluno que demanda uma maneira própria de aprender. Diante desses aspectos, mostra-se importante um ensino de modo sequencial e individualizado para que o processo seja realizado conforme a demanda e ritmo do aluno. O objetivo da presente pesquisa será ampliar a amostra de alunos com deficiência intelectual expostos ao Módulo 1 de ensino individualizado de leitura e escrita, desenvolvido por de Rose e colaboradores, e avaliar os efeitos na aquisição de um repertório inicial de leitura de palavras dissílabas e trissílabas por alunos com deficiência intelectual incluídos em escola regular de ensino. Após a avaliação inicial das habilidades alvo, três participantes (com repertório de leitura igual ou inferior a 50% de acertos na avaliação inicial) serão expostos individualmente a sessões de ensino, intercaladas com sessões de avaliações. O programa prevê o ensino de 51 palavras, ensinadas três a três (distribuídas em 17 passos). Serão medidas de desempenho os índices de acertos, a quantidade de exposição para alcançar o critério de aprendizagem em cada passo e a quantidade de palavras de ensino e de palavras novas lidas. (AU)
970 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP