Busca avançada
X

Criar um alerta por e-mail


Novos resultados para a sua pesquisa em seu e-mail, semanalmente.

Seu e-mail:

Tamanho do e-mail:



Seu endereço de e-mail não será divulgado.
Refine sua pesquisa
Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Publicações acadêmicas
  • Auxílios à Pesquisa
  • Bolsas
  • Programas voltados a Temas Específicos
  • Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
  • Programas de Percepção Pública da Ciência
  • Programas de Infraestrutura de Pesquisa
  • Área do conhecimento
  • Situação
  • Ano de início
Excel (CSV)Alerta por e-mail   RSS
Página 4 de 5.797 resultado(s)
|
Resumo

A inserção adequada da criança no seu contexto sociocultural é de grande importância para a sua adaptação e bem-estar, e a família desempenha um papel primordial como mediadora desse processo. O que torna as dificuldades familiares com a comunicação da criança com distúrbios de linguagem em importante aspecto a ser estudado para que se possa basear as orientações familiares freqüentemente oferecidas a essa população em evidências científicas. O presente estudo visa identificar e comparar as dificuldades na comunicação através da aplicação de um questionário de 24 questões fechadas envolvendo a percepção dos pais a respeito da comunicação de seu/a filho/a e das dificuldades identificadas nessa área. Essas 24 questões podem ser agrupadas da seguinte forma: oito delas envolvem dificuldades pessoais dos pais, quatro envolvem dificuldades das crianças, outras quatro dizem respeito às impressões a respeito das atitudes dos outros em relação à criança e por fim, mais quatro abordam questões relacionadas ao comportamento da criança. Serão sujeitos desta pesquisa 60 pais de crianças, sendo 20 portadores de Síndrome de Down, 20 com Distúrbio do Espectro Autístico e 20 com Distúrbio Específico de Linguagem , todos com a idade entre 6 a 12 anos.Os resultados serão analisados com a estatística indicada por profissional da área, buscando a identificação das informações que melhor caracterizam os grupos referentes ao diagnóstico, gênero, idade e a existência de aglomerados significativos (clusters). (AU)

Resumo

Esse estudo hipotetiza que a condição periodontal e o hábito de fumar favorecem a ocorrência de patógenos periodontais. Assim, o objetivo do presente estudo será correlacionar a condição clínica periodontal de recém-nascidos, crianças e adultos com a presença dos periodontopatógenos: A. actinomycetemcomitans, P. gingivalis, P. intermedia, T. forsythia e C. rectus. E, o impacto do hábito de fumar das mães ou dos próprios adultos sobre a presença destes patógenos. Serão incluídos 70 recém-nascidos (35 filhos de mães com doença periodontal e 35 filhos de mães não portadoras de doença periodontal); 250 crianças com idade entre 6 e 12 anos (125 crianças portadoras de gengivite e 125 crianças com saúde gengival) e 200 adultos de 19 a 44 anos de idade (100 adultos com periodontite, sendo destes 50 fumantes e 50 não fumantes e 100 adultos com saúde periodontal, sendo 50 fumantes e 50 não fumantes). A condição clínica periodontal será avaliada obtendo-se, para as crianças, os índices de placa (IP), gengival (IG) e radiografias interproximais. Para as mães e os participantes adultos, os mesmos índices serão empregados, com o acréscimo da mensuração do valor de profundidade de sondagem (PS) e nível clínico de inserção (NCI). Amostras microbiológicas de sulco gengival (crianças e adultos) e dorso da língua (recém-nascidos, crianças e adultos) serão obtidas para a verificação da presença dos patógenos periodontais por PCR. Os dados microbiológicos serão estatisticamente confrontados com as diferentes condições clínicas de cada grupo com a finalidade de se estabelecer possíveis associações e correlações. (AU)

Resumo

As infecções do trato respiratório superior (ITRS) de etiologia viral estão entre as infecções mais comuns encontradas em crianças e adultos, ocorrendo de 3 – 8 vezes por ano em lactentes e crianças. Estudos realizados nos Estados Unidos relatam 2-4 episódios de infecção respiratória por adulto/ano. De acordo com o Centro de Controle de Doenças (CDC), dentre as 4 milhões de crianças nascidas nos Estados Unidos em 2003, ocorreram de 12-13 milhões de episódios de ITRS entre crianças de 1 e 2 anos. ITRS podem determinar complicações como a exacerbação da asma, otite média aguda, bronquite pós-viral, exacerbação de doença pulmonar crônica obstrutiva (DPOC) e pneumonia, particularmente em imunocomprometidos. Diversos agentes virais já foram relacionados, porém em relatos de etiologia de ITRS, 12 - 39% dos casos permanecem sem agente etiológico esclarecido, sugerindo que agentes desconhecidos possam estar envolvidos na origem da infecção. Através da utilização de técnicas de biologia molecular Allander et al. (2005) identificaram um vírus denominado "Bocavírus Humano" (HBoV), que possui homologia com os vírus da família Parvoviridae. Neste mesmo trabalho foi relatada uma prevalência de 3,1% desse vírus em crianças com infecção do trato respiratório inferior. Este estudo tem como objetivo investigar a epidemiologia e a importância clínica desse novo agente de doenças respiratórias virais em adultos e crianças, questão ainda não elucidada em nosso meio. As amostras para inclusão neste projeto foram coletadas de crianças e adultos sintomáticos durante períodos consecutivos entre 2001 a 2007, no Hospital São Paulo - UNIFESP. (AU)

O lugar dos país na psicanálise de crianças

Processo:97/12470-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros
Vigência: 01 de dezembro de 1997 - 31 de maio de 1998
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Jussara Falek
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):CriançasPaisPsicanálise
Resumo

O objetivo geral da pesquisa é investigar as relações entre direitos humanos e o processo de (des) institucionalização de crianças e jovens vivendo com HIV/AIDS em São Paulo. Os objetivos específicos são: 1) Compreender os significados que crianças e jovens vivendo com HIV /AIDS, seus familiares e profissionais que trabalham em 2 casas de apoio no Estado de São Paulo atribuem à: família, instituição, (des) institucionalização, AIDS e direitos humanos ;2) Compreender como a (des) institucionalização de crianças e jovens vivendo com HIV/AIDS relaciona-se com o acesso a DH, mais especificamente, os direitos à convivência familiar e comunitária, saúde, educação, respeito, liberdade e dignidade. 3) Explicitar as possíveis relações entre os processos de estigma e discriminação ligados a AIDS e o processo de (des) institucionalização. Os procedimentos metodológicos são: a) realização de 26 entrevistas (com crianças jovens, familiares, profissionais) b) levantamento de registros sobre o histórico de vida das crianças e jovens c) Acompanhamento do processo de convivência familiar de 10 crianças e jovens (através de visitas domiciliares e entrevistas (com desenhos) realizadas a cada seis meses no período de três anos)0 material coletado será gravado com o consentimento dos participantes da pesquisa, transcrito.categorizado e analisado à luz da literatura sobre direitos humanos, infância, juventude, família e instituições e saúde pública.Serão adotados os procedimentos éticos relativos à pesquisa com seres humanos (AU)

Resumo

A importância da identificação e diagnóstico das alterações auditivas, o mais precocemente possível, é fundamental para o adequado desenvolvimento do ser humano. Objetivos: desenvolver um protocolo para identificar crianças com possíveis perdas auditivas para ser inserido dentro do Programa de Saúde da Família; capacitar Agentes Comunitários de Saúde (ACS) para aplicação deste protocolo; aplicar este protocolo em creches e escolas da região abrangida pelo estudo; avaliar todas as crianças encaminhadas pelos ACS, creches e escolas, as quais falharam no protocolo; estabelecer a especificidade e sensibilidade deste instrumento. Método: este estudo será desenvolvido, inicialmente, com 150 crianças pertencentes à comunidade São Remo, região atendida pelo Centro de Saúde Escola (CSE) Butantã, que possui um Programa de Saúde da Família estabelecido, divididas em quatro grupos, de acordo com a faixa-etária e em virtude dos locais de acompanhamento de cada grupo: visitas dos ACS à moradia das crianças; consultas de acompanhamento na pediatria; Creche Girassol; Escola de Educação Infantil Circo-Escola; Escola "Quartel". Serão aplicados questionários com os pais ou responsáveis das crianças e, de acordo com as respostas obtidas, as crianças serão encaminhadas para avaliação audiológica completa. Posteriormente, as avaliações audiológicas serão comparadas com as respostas dos questionários para estabelecer a sensibilidade e especificidade deste instrumento. (AU)

Resumo

A comunicação é um conceito observável, amplo e de referência social. É preciso interagir com outros seres humanos como meio de sobrevivência e estimulação. O desenvolvimento da linguagem é afetado pela maneira como se fala com a criança, havendo relação entre a produção verbal dos pais e o desempenho comunicativo de seus filhos. Crianças com alterações de linguagem atuam mais passivamente nesta interação, o que pode afetar o comportamento comunicativo dos pais. Portanto, o objetivo desta pesquisa é caracterizar a forma de interação entre pais e crianças com alterações de linguagem. Serão participantes deste estudo 30 crianças, na faixa etária de 4 a 8 anos, com alterações de linguagem, atendidas no Estágio de Distúrbios da Linguagem Infantil da Clínica-Escola de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru (USP). Outras 30 crianças da mesma faixa etária e sem alterações de linguagem formarão um grupo controle. Os pais das crianças de ambos os grupos também participarão da pesquisa. Os procedimentos serão submetidos à Comissão de Ética em Pesquisa da referida instituição. A coleta de dados será realizada por meio de gravações em vídeo de uma sessão de interação espontânea de trinta minutos entre a criança e seus pais. Posteriormente, estas gravações serão analisadas por 16 juízes (4 docentes, 6 alunos de graduação e 6 alunos de pós-graduação), para garantia da fidedignidade dos dados. Para análise das gravações pelos juízes, será utilizado um protocolo de observação comportamental, adaptado de um estudo similar realizado por Andrade (2004). A análise dos dados será quantitativa e qualitativa, com posterior análise estatística e comparativa dos grupos controle e experimental. (AU)

Resumo

Pelos dados de literatura, verifica-se que as relações básicas entre o sistema secretório imunológico e a cárie dentária não estão totalmente esclarecidas. O objetivo deste trabalho é estudar os componentes imunológicos, bacteriológicos e os fatores primários no desencadeamento da cárie rampante, utilizando crianças sem cárie como grupo de controle. Com auxílio da anmnese e do exame clínico serão selecionadas 50 crianças com idades entre 2 a 5 anos e distribuídas em 3 grupos, sendo que o primeiro será constituído por 15 crianças portadoras de cárie rampante, o segundo por 15 crianças que apresentarem manchas brancas e o terceiro 20 crianças sem cáries que servirão como grupo de controle. Serão feitas 2 coletas de saliva em cada criança para realização de exames bacteriológicos (Técnica da micropipeta) e imunológicas (ensaio imunoenzimático em fase sólida e técnica imunoenzimática - ELISA). A saliva das crianças será analisada quanto a: a) níveis de S. mutans e Lactobacillus; b) determinação dos títulos de anticorpos anti-S. mutans; c) dosagem de IgA secretória. Será estabelecida uma correlação entre anticorpos anti-S. mutans, níveis totais de IgA secretória na saliva, níveis salivares de S. mutans e Lactobacillus e os achados clínicos. (AU)

Resumo

Este estudo tem por objetivo geral verificar a eficácia terapêutica do programa de remediação fonológica, programa de leitura e programa de remediação fonológica e leitura em crianças com diagnóstico de dislexia do desenvolvimento. Participarão deste estudo 80 crianças de 2a a 4a séries de ensino básico do município de Marília-SP, de ambos os gêneros, na faixa etária de 8 a 12 anos de idade sendo distribuídos nos seguintes grupos: GI: composto por 20 crianças com diagnóstico interdisciplinar de dislexia do desenvolvimento que serão submetidas a programa de remediação fonológica, GII: composto por 20 crianças com diagnóstico interdisciplinar de dislexia do desenvolvimento que serão submetidas a programa de leitura, GIII: composto por 20 crianças com diagnóstico interdisciplinar de dislexia do desenvolvimento que serão submetidas a programa de remediação fonológica e leitura e GIV: composto por 20 crianças sem dificuldades de aprendizagem da rede municipal de ensino público, pareados segundo gênero, faixa etária e escolaridade com as crianças do GI, GII e GIII que não serão submetidos aos progratitas de remediação. Neste estudo será realizada a adaptação da pesquisa sobre remediação fonológica e leitura desenvolvida por HATCHER, HULME, ELLIS (1994). Em situação de pré e pós-testagem todos os sujeitos deste estudo serão submetidos à aplicação do Teste Internacional de Dislexia (IDT) nas versões coletivo e individual seguido de leitura oral e compreensão de textos. Os resultados serão analisados estatisticamente, utilizando o Teste de Mann-Whitney, com o objetivo de verificar possíveis diferenças entre os grupos em situação de pré-testagem, remediação e pós-testagem. Outro método de análise estatística que deverá ser utilizado é a aplicação do Teste dos Postos Sinalizados de Wilcoxon com o objetivo de verificar possíveis diferenças entre os dois momentos, pré e pós-testagem, considerados na avaliação de cada grupo. (AU)

Resumo

Estudo da assistência à criança e ao adolescente com doença crônica a partir de três dimensões: participação da família, redes de apoio e produção de cuidados. Para tanto, propomos o desenvolvimento dos seguintes sub-projetos: 1. Experiência de pais de crianças e adolescentes com câncer: bases para o cuidado paliativo; 2. Assistência às crianças com câncer: a fase da quimioterapia intratecal; 3. Assistência à criança hospitalizada: o trabalho do clown como recurso de comunicação da enfermagem pediátrica; 4.0 cotidiano da família com filhos portadores de fibrose cística: subsídios para a enfermagem pediátrica; 5. A qualidade de vida de crianças e adolescentes submetidos ao transplante de Medula Óssea; 6. A morte e o morrer na infância: subsídios para o cuidado de enfermagem; 7. Cuidados paliativos na infância: revisão sistemática da literatura e 8. Avaliação da dor em crianças e adolescentes com câncer: subsídios para o cuidado de enfermagem. (AU)

Resumo

O diagnóstico da deficiência auditiva é muitas vezes tardio por ser feito em centros audiológicos com equipamentos de alto custo e profissionais especializados, não disponíveis para toda a população, em especial a de baixa renda. Assim, as medidas adequadas para minimizar ou eliminar as conseqüências desta deficiência e possibilitar a inserção das crianças em programas de intervenção e reabilitação são dificultadas. A plasticidade e sensibilidade do sistema nervoso central em organizar estruturas cognitivas durante os primeiros anos de vida, que são críticos para o desenvolvimento geral do indivíduo, não são otimizadas e, conseqüentemente, a criança portadora de deficiência auditiva poderá apresentar alterações em relação à aquisição e desenvolvimento normal da fala e linguagem e no seu desenvolvimento emocional, social e educacional. Visando desenvolver uma abordagem fonoaudiológica mais social, o presente estudo pretende: a) estimular a participação de uma comunidade da periferia da cidade de São Paulo - mães, educadores, membros da associação de moradores - na identificação de deficiência auditiva em crianças de 3 a 6 anos de idade, através da utilização de um instrumento de triagem auditiva de baixo custo; e b) verificar a distribuição da deficiência auditiva em crianças de 3 a 6 anos nesta comunidade. Para tanto, alguns membros de destaque na comunidade (agentes comunitários) serão treinados e familiarizados com o instrumento de triagem para sua posterior aplicação em pais de crianças de 3 a 6 anos de idade. Os dados obtidos através deste instrumento serão confrontados com medidas audiológicas, a fim de se verificar a distribuição da deficiência auditiva em crianças nessa faixa etária residentes na comunidade. (AU)

Resumo

O presente projeto inclui dois estudos integrados a saber: Estudo 1 - Objetivo: examinar os indicadores de temperamento e de comportamento de crianças nascidas pré-termo em comparação a crianças nascidas a termo (saudáveis e sem condição de vulnerabilidade biológica no início do desenvolvimento) nos três primeiros anos de idade. Metodologia: 100 crianças, sendo 50 nascidas pré-termo e 50 a termo, de 18 a 36 meses, e suas respectivas mães. Os problemas de comportamento serão avaliados pelo Child Behavior Checklist é o temperamento pelo Early Childhood Behavior Questionnaire. Estudo 2 - Objetivo: avaliar a efetividade de um programa de intervenção de práticas educativas maternas para fortalecer práticas positivas e prevenir violência intra-familiar contra à criança na primeiríssima infância, além de prevenir problemas de comportamento das crianças, em amostras de mães de crianças nascidas pré-termo em condição de vulnerabilidade. (AU)

Resumo

A depressão materna configura-se como uma condição de risco ao desenvolvimento infantil, mostrando-se associada para as crianças em idade escolar à presença de dificuldades cognitivas, comportamentais e emocionais. Objetiva-se caracterizar os indicadores cognitivos, comportamentais e de depressão infantil apresentados por crianças em idade escolar que convivem com mães com depressão, identificadas em uma Unidade Básica de Saúde, em comparação ao perfil de crianças que convivem com mães sem transtornos psiquiátricos. O projeto de doutorado apresentado propõe-se à análise de dados já coletados por ocasião do Mestrado da candidata, no qual foram identificadas na atenção primária mulheres/mães com depressão e crianças com dificuldades comportamentais. As crianças foram identificadas através de suas mães, usuárias de uma Unidade Básica de Saúde de Uberaba-MG, previamente identificadas quanto à presença de doenças psiquiátricas, em especial de depressão, por meio do PHQ-9 Patient Health Questionnaire e com confirmação diagnóstica ou exclusão de história psiquiátrica pela Entrevista Clínica Estruturada (SCID) - Versão clínica. Foram avaliadas 106 díades mães e crianças, sendo 53 filhos de mães com indicadores de depressão (G1) e 53 filhos de mães sem história psiquiátrica (G2); todas as crianças eram filhos biológicos, na faixa etária de seis a 12 anos, sendo 30 meninos e 23 meninas, sem deficiências sensoriais e físicas aparentes. Manteve-se a homogeneidade dos grupos quanto ao sexo, e buscou-se o emparelhamento quanto a idade das crianças, a escolaridade das mães e o nível sócio econômico das famílias. Procedeu-se a avaliação do comportamento das crianças por meio do SDQ - Questionário de Capacidades e Dificuldades, respondido pelas mães e com as crianças procedeu-se a avaliação por meio do Teste das Matrizes Progressivas Coloridas de Raven- Escala Especial para a avaliação dos aspectos cognitivos e do CDI- Inventário de Depressão Infantil, para verificar indicadores de depressão infantil. A coleta de dados foi realizada em sessões individuais, face a face, e já está concluída. Os resultados obtidos com as mães e crianças relativos às avaliações realizadas serão codificados de acordo com as proposições de cada técnica e comparados aos dados normativos. Com base em estatística descritiva quantificar-se-á o perfil dos grupos. Proceder-se-á a comparação dos grupos diferenciados pela presença da depressão por meio de procedimentos estatísticos (P=0,05). Considera-se que o estudo proposto poderá contribuir para a compreensão das condições de saúde mental de crianças e mães identificadas na atenção primária, o que pode favorecer práticas de saúde mental. (AU)

Resumo

O abrigo é uma medida provisória e excepcional que tem como objetivo acolher crianças abandonadas para que estas possam construir sua subjetividade e elaborar um projeto de vida próprio. É neste ambiente que as crianças constituem sua identidade. Utilizando como instrumento a observação participante, serão analisadas as relações interpessoais que se estabelecem no abrigo. Acreditamos que posteriormente será possível identificar demandas para sugerir melhoras na instituição. (AU)

Resumo

O projeto de pesquisa consiste em parceria entre a Faculdade de Educação, a Febem e o Arquivo do Estado para tratamento e estudos de um acervo de aproximadamente 300.000 prontuários referentes às crianças órfãs e abandonadas no estado de São Paulo desde 1927 até 1990, utilizando-se de metodologia construída para o Sistema de Arquivos do Estado de São Paulo. Além dos estudos próprios referentes às crianças órfãs e abandonadas e às práticas de abrigamento do Estado, o projeto inclui a higienização e acondicionamento adequado do acervo para guarda por parte do Arquivo do Estado e treinamento de equipe da Febem para a construção de um sistema de gestão de documentos. (AU)

Resumo

Esse trabalho parte da constatação de dificuldades de comunicação entre os profissionais de saúde, o paciente pediátrico e seu acompanhante. Estudos têm demonstrado uma associação entre a ansiedade da criança hospitalizada e a distância na relação entre o médico e o paciente, fruto da não comunicação entre as partes. Isto impede uma percepção global da realidade vivida pela criança e, consequentemente, o não estabelecimento de um tratamento adequado e manutenção da qualidade de vida. Considerando que uma comunicação efetiva implica o reconhecimento mútuo, buscaremos o ponto de vista dos pacientes e acompanhantes e dos profissionais sobre o seu próprio lugar e o lugar do outro, na situação particular de hospitalização da criança, para entender como se dá a comunicação entre um e outro e, a partir daí, como estabelecem as relações entre si. Para tanto, a metodologia a ser utilizada é a qualitativa e o método, o estudo de caso, através das técnicas de observação e de entrevista. (AU)

Resumo

A interferência da memória de trabalho no processamento de leitura em crianças normais falantes do português do Brasil, ainda se constitui uma lacuna. O processamento da leitura de palavras desenvolve-se com a idade, com a organização e a estrutura interna da memória de trabalho, bem como do privilégio de vias ou inputs necessários para a leitura. Baseando-se no modelo de memória de Baddley, esta pesquisa pretende estabelecer perfis de desenvolvimento normal e de funcionamento em crianças autistas hiperléxicas. Para tanto conta-se com um grupo de crianças normais e outro de crianças autistas, além de uma série específica de provas, cujos dados serão analisados quantitativa e qualitativamente. (AU)

Resumo

Esse trabalho parte da constatação de dificuldades de comunicação entre os profissionais de saúde, o paciente pediátrico e seu acompanhante. Estudos têm demonstrado uma associação entre a ansiedade da criança hospitalizada e a distância na relação entre o médico e o paciente, fruto da não comunicação entre as partes. Isto impede uma percepção global da realidade vivida pela criança e, consequentemente, o não estabelecimento de um tratamento adequado e manutenção da qualidade de vida. Considerando que uma comunicação efetiva implica, o reconhecimento mútuo, buscaremos o ponto de vista dos pacientes e acompanhantes e dos profissionais sobre o seu próprio lugar e o lugar do outro, na situação particular de hospitalização da criança, para entender como se dá a comunicação entre um e outro e, a partir daí, como estabelecem as relações entre si. Para tanto, a metodologia a ser utilizada é a qualitativa e o método, o estudo de caso, através das técnicas de observação e de entrevista. (AU)

Resumo

Este trabalho tem como objetivo analisar a construção e a estrutura narrativa do relato de crianças surdas sobre histórias infantis e contos maravilhosos. Os sujeitos deste trabalho serão 6 a 8 crianças surdas, de 7 a 10 anos de idade que frequentam o programa de apoio à escolaridade na Cepre "Gabriel Porto" em Campinas, São Paulo. Os dados para análise da construção de relatos pelas crianças surdas, serão obtidos através de gravação em vídeo - Tape de relatos e dramatizações realizadas pelas crianças e, através dos registros dos profissionais presentes. (AU)

Resumo

A pesquisa proposta tem como objetivo discutir a representação da exploração sexual comercial de crianças e adolescentes, ou seja, as formas de violência sexual que envolvem a mediação de dinheiro ou outros bens. Em outras palavras, busca-se responder à seguinte pergunta: o que o cinema pode nos dizer a respeito da percepção social da exploração sexual comercial de crianças e adolescentes? Para tal, terei como objeto 8 filmes, nacionais e internacional, que entraram em cartaz nos cinemas paulistanos entre 2002 e 2008. A proposta é sistematizar elementos que aproximam e distinguem esses 8 filmes, Dessa forma, a análise não terá como foco escolhas estéticas e narrativas particulares e isoladas, mas sim procurar regularidades nas narrativas de modo a inferir questões gerais acerca da representação sexual comercial de crianças e adolescentes. (AU)

Resumo

O presente projeto visa o estudo de crianças do Município de Assis - seus contextos, suas culturas, desejos e necessidades - através do que/como se expressaram em cartinhas ao Papai Noel, enviadas ao projeto de ação voluntária desenvolvido pela Companhia Brasileira de Correios e Telégrafos, por ocasião do Natal de 2006. Serão utilizadas como material de análise, cartinhas que se encontram arquivadas na Coordenadoria Regional dos Correios, em Presidente Prudente-SP e cedidas para esta pesquisa. Também serão analisadas as falas de funcionários da Agência Central do Correio da cidade de Assis que participam, diretamente, do recebimento da correspondência das crianças, disponibilizaram-na ao público e encarregaram-se de entrega dos presentes às crianças atendidas. Tomaremos como referencial teórico os estudos atuais da Sociologia da Infância, que compreendem a infância como construção sócio histórica e a criança como ator social, que lê e interpreta o mundo a partir de sua especificidade cultural. (AU)

Resumo

O presente projeto visa o estudo de crianças do Município de Assis - seus contextos, suas culturas, desejos e necessidades - através do que/como se expressaram em cartinhas ao Papai Noel, enviadas ao projeto de ação voluntária desenvolvido pela Companhia Brasileira de Correios e Telégrafos, por ocasião do Natal de 2006. Serão utilizadas como material de análise, cartinhas que se encontram arquivadas na Coordenadoria Regional dos Correios, em Presidente Prudente-SP e cedidas para esta pesquisa. Também serão analisadas as falas de funcionários da Agência Central do Correio da cidade de Assis que participam, diretamente, do recebimento da correspondência das crianças, disponibilizaram-na ao público e encarregaram-se de entrega dos presentes às crianças atendidas. Tomaremos como referencial teórico os estudos atuais da Sociologia da Infância, que compreendem a infância como construção sócio histórica e a criança como ator social, que lê e interpreta o mundo a partir de sua especificidade cultural. (AU)

Resumo

Começar a freqüentar uma creche é uma situação que impõe um processo de adaptação muitas vezes difícil tanto para a criança, quanto para seus pais e educadores. As reações da criança pequena a indivíduos novos e situações novas são muito influenciadas pela relação que a mãe, o pai e outros familiares estabelecem com essa nova situação. Esse processo passa por, pelo menos, três fases: a fase em que a família elabora a decisão de colocar a criança na creche; os primeiros momentos onde criança, familiares e educadores estão se adaptando à nova situação e o momento em que se dá a construção de novas ligações afetivas e a reorganização das anteriores. Neste projeto, propomo-nos analisar esses diferentes momentos através do estudo de caso de duas crianças que tinham cinco meses e nove meses de idade ao ingresso na creche; seus familiares e respectivos educadores. (AU)

Resumo

O objetivo deste projeto de pesquisa é examinar o desenvolvimento do acoplamento entre informação visual e controle postural em crianças, usando o paradigma experimental da sala móvel. Duas questões centrais são examinadas: a) qual a natureza do desenvolvimento da relação entre informação visual e controle postural em infantes adquirindo a posição sentada e b) pode este relacionamento ser modificado por um "programa de treinamento?". Estas duas questões serão verificadas em crianças normais e em crianças portadoras de síndrome. A hipótese central é que o uso da informação visual no controle postural pode ser influenciado por este programa de treinamento o qual fortalece o acoplamento entre percepção - ação em ambos: crianças normais e portadoras de síndrome de Down. (AU)

Resumo

Considerando a tendência existente da criança em ingressar a creche cada vez mais cedo, o objetivo desta pesquisa é estudar as interações entre educadora-criança, durante a fase, de adaptação da criança, que ocorrem no berçário da creche Carochinha no primeiro semestre de 1994. Dado a complexidade dos fatores que envolvem o processo de construção das relações entre cada criança e suas duas educadores responsáveis - como elas negociam a relação entre elas - através da análise de vídeos, durante os 3 primeiros meses da fase de adaptação. (AU)

Resumo

Este projeto pretende investigar o modo como foi construída a imagem da criança em dois filmes italianos do pós-guerra, Vítimas da Tormenta, de 1946, do Diretor Vittorio de Sica, e Alemanha Ano Zero, de 1948, de Roberto Rossellini. A pesquisa busca articular três dimensões. A primeira refere-se propriamente ao uso da criança como personagem, focalizando particularmente suas atitudes e comportamentos no interior da trama a segunda tem a ver com o pano de fundo sociológico desses filmes, que coloca a criança como protagonista em situações marcadas pela tentativa de reconstrução dos anos do pós-guerra na Alemanha e na Itália. A terceira está relacionada aos cuidados metodológicos na seleção, recorte e análise dos filmes, passo importante para o pesquisador de iniciação científica da área de sociologia que começa a tomar a imagem (ou as imagens) - sejam as que estão em nosso cotidiano, sejam as do cinema em particular - como um "objeto" de estudo pleno. (AU)

Resumo

Os estudos dos distúrbios de sono em crianças são escassos no meio cientifico. Tendem a variar nas diversas regiões, sendo também escassos em nosso país. Sabemos que o modo como as crianças dormem pode afetar em seu comportamento e desempenho escolar durante o dia. Assim sendo, o presente trabalho pretende, tendo como base um estudo preliminar por nós desenvolvido e apresentado no último congresso da APSS em New Orleans (USA) em junho/98, obter a prevalência dos distúrbios de sono em crianças de 7 a 10 anos que estejam freqüentando a escola, através da distribuição de questionários para serem respondidos em casa pelos pais ou responsáveis do aluno. Esses questionários são uma adaptação de nosso último, feito a partir de diversos outros pré-existentes, visando obter um questionário adequado à nossa língua, cultura e nível sócio-conômico dos entrevistados. (AU)

Resumo

De acordo com a literatura. Existe uma correlação entre a ocorrência de mordida aberta anterior e o habito de sucção digital apresentado por crianças após os 4 anos de idade. Buscaremos, através desta pesquisa, verificar a incidência da mordida aberta anterior em 1000 crianças de 4 a 6 anos em EMEIS (escolas municipais). Relacionaremos a incidência da mordida aberta anterior com o hábito de sucção digital e com a classe sócio-econômica que estas crianças pertencem. (AU)

Resumo

De acordo com a literatura. Existe uma correlação entre a ocorrência de mordida aberta anterior e o habito de sucção digital apresentado por crianças após os 4 anos de idade. Buscaremos, através desta pesquisa, verificar a incidência da mordida aberta anterior em 1000 crianças de 4 a 6 anos em EMEIS. Relacionaremos a incidência da mordida aberta anterior com o hábito de sucção digital e com a classe sócio-econômica que estas crianças pertencem. (AU)

Resumo

De acordo com a literatura. Existe uma correlação entre a ocorrência de mordida aberta anterior e o habito de sucção digital apresentado por crianças após os 4 anos de idade. Buscaremos, através desta pesquisa, verificar a incidência da mordida aberta anterior em 1000 crianças de 4 a 6 anos em EMEIS (escolas municipais). Relacionaremos a incidência da mordida aberta anterior com o hábito de sucção digital e com a classe sócio-econômica que estas crianças pertencem. (AU)

Resumo

O trabalho será realizado em doze meses com crianças e pré-adolescentes, com idades entre três e doze anos, que fazem uso produtivo dos processos fonológicos e que esse uso não é mais esperado para a idade em que se encontram. A bolsista irá calcular o PCC (porcentagem de consoantes corretas) e o PDI (índice da densidade dos processos) de crianças entre 3:0 e 5:0 anos com aquisição normal e irá comparar os resultados obtidos do PCC e PDI de crianças com distúrbios fonológicos. Portanto, o objetivo desse projeto é calcular o PCC e o PDI para crianças em desenvolvimento sem queixa de distúrbio de comunicação. Também haverá a classificação dos níveis de severidade, que serão classificados em leve, leve-moderado, moderado, moderadamente severo e severo de acordo com a percepção das pessoas que estarão realizando a referida classificação. (AU)

Resumo

O Estatuto da Criança e do Adolescente, estabelecido pela Lei n° 8.069 de 13 de julho de 1990, modificou, em diversos aspectos, a tutela de crianças e adolescentes. Dentre as modificações previstas está o Conselho Tutelar, instituído com a função de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. O objeto desta pesquisa é tratar das dificuldades do Conselho Tutelar na proteção de crianças e adolescentes, enquanto garantia prevista no Estatuto. Com efeito, serão analisadas as disposições referentes ao Conselho Tutelar e a atuação dos conselheiros em relação ao modo de aplicabilidade de suas atribuições. O propósito desta análise é buscar a efetividade do Conselho Tutelar entre o previsto em lei e a realidade estrutural em que se encontra. (AU)

Resumo

Denominamos desordem do processamento auditivo central (DPAC) uma deficiência nos mecanismos e processos do sistema auditivo responsáveis pela localização é lateralização, discriminação, reconhecimento do padrão auditivo, performance auditiva com sinais acústicos competitivos, performance auditiva com sinais acústicos distorcidos e pelos aspectos temporais da audição. Tendo em vista a similaridade de comportamentos observados entre as crianças com DPAC com àquelas com fissura lábiopalatina, este estudo visa coletar informações de pais ou responsáveis de crianças diagnosticadas com fissura lábiopalatina, a respeito de manifestações que sugiram uma DPAC, tendo em vista que dados provindos dos pais ajudam a identificar crianças com esta desordem. Pais de crianças fissuradas, regularmente matriculadas no HRAC-USP/Bauru, de ambos os sexos e de idade variando de 7 a 12 anos, serão submetidos a um questionário pertinente aos problemas do processamento auditivo central percebidos em seus respectivos filhos. (AU)

Resumo

A violência contra crianças e adolescentes é uma realidade inegável, sendo responsável por altas taxas de morbimortalidade em nosso país. Ela está presente não apenas nas ruas, mas também no próprio ambiente familiar. Nosso objetivo é descrever a assistência em saúde oferecida às crianças e adolescentes abrigados no Centro de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vitimizados (CACAV), no município de Ribeirão Preto-SP. O presente estudo é descritivo e exploratório. Os dados serão coletados mediante observação não estruturada, baseada em Polit e Hungler (1995), análise documental (cartões de vacinação e prontuários) e entrevista semi-estruturada, fundamentada em Triviños (1992). (AU)

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem por objetivo avaliar aspectos do desenvolvimento psicológico, durante os três primeiros anos de vida de crianças nascidas pré-termo e com baixo peso. A amostra será constituída por crianças nascidas com menos de 30 semanas e com peso abaixo de 1500g que fazem parte do "Programa de Seguimento Longitudinal do Desenvolvimento Psicológico de RN Pré-termo e de Baixo Peso nascidos no HCFMRP". Serão realizadas entrevistas com as mães e avaliações da criança ao longo dos três primeiros anos de vida. As entrevistas serão mensais durante o primeiro ano de vida, bimestrais durante o segundo ano de vida e semestrais ao longo do terceiro ano de vida da criança. O conteúdo das entrevistas será analisado e os dados serão quantificados em termos de proporção e incidência. As crianças serão avaliadas através de escalas de desenvolvimento. (AU)

Resumo

O projeto de pesquisa consiste em parceria entre a Faculdade de Educação, a Febem e o Arquivo do Estado para tratamento e estudos de um acervo de aproximadamente 300.000 prontuários referentes às crianças órfãs e abandonadas no Estado de São Paulo desde 1927 até 1990, utilizando-se de metodologia construída para o Sistema de Arquivos do Estado de São Paulo. Além dos estudos próprios referentes às crianças órfãs e abandonadas e às práticas de abrigamento do Estado, o projeto inclui a higienização e acondicionamento adequado do acervo para guarda por parte do Arquivo do Estado e treinamento de equipe da Febem para a construção de um sistema de gestão de documentos. (AU)

Resumo

Visando uma contribuição que pudesse subsidiar o atendimento de crianças portadoras de deficiência auditiva, busca-se como objetivo a construção e formação da auto imagem, através da investigação da criança portadora e suas relações com outras pessoas Será utilizado para tal objetivo o método clínico, que envolverá a observação da criança em duas instituições para deficientes auditivos, a interação entre o pesquisador e grupos de portadores, a análise de desenhos e entrevistas com pais e professores. (AU)

Resumo

O recente ingresso de crianças de seis anos no ensino fundamental tem desafiado os sistemas de ensino e as escolas. A legislação vigente torna obrigatória a matrícula dessas crianças, ampliando assim o ensino fundamental para nove anos. Mas, o ingresso de crianças dessa faixa etária no sistema requer adequações que se estendem a todos os anos da escola fundamental. Este estudo se propõe a levantar as condições concretas em que se dá o ingresso das crianças de seis anos no sistema e a refletir sobre elas, visando a identificar as ações mais prementes para a melhoria do processo. A metodologia adotada será a observação participante, registro de campo (fotografia, filmagem, anotações, coleta de materiais produzidos pelos alunos). (AU)

Resumo

Frente ao interesse em se estudar a Asma Infantil através da investigação de fatores psicológicos que possam influenciar na ocorrência, no curso e na evolução da doença, foi realizado um levantamento bibliográfico sobre o assunto e constatou-se a multiplicidade de fatores investigados por diferentes autores. O presente trabalho objetiva investigar aspectos da personalidade da criança asmática e da mãe, da dinâmica familiar na qual estão inseridas e da qualidade de relacionamento do casal, pais da criança. A investigação será realizada em crianças do sexo masculino, entre 5 a 10 anos de idade, assistidas pelo Ambulatório de Imunologia Pediátrica do H.C. da FMRP-USP, e em suas respectivas mães. Serão aplicadas na criança as técnicas do Desenho da Figura Humana e o Teste de Apercepção Temática (C.A.T.-A.) e na mães o Teste de Apercepção Temática (T.A.T) e Entrevista. Os dados obtidos serão avaliados e, posteriormente, comparados àqueles apresentados pela literatura. (AU)

Resumo

Neste projeto visando facilitar a alfabetização de crianças com dificuldades de aprendizagem, desenvolveremos uma seqüência de jogos, norteada por um processo didático específico. Procuraremos respeitar as particularidades individuais de cada criança e adaptaremos periféricos para possibilitar o acesso ao computador das crianças com dificuldades motoras. Analisaremos a adequação do software educacional desenvolvido com a proposta pedagógica e a sua real eficiência com crianças das 4ª séries de escolas estaduais de Mogi das Cruzes que ainda não adquiriram a competência da escrita pelo oferecimento de sessão de atendimento. (AU)

Página 4 de 5.797 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s)
Marcar todos desta pagina | Limpar seleção