site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 5 de 1.330 resultado(s)
|

Envolvimento do óxido nítrico (no) e do sulfeto de hidrogênio (H2S) na anapirexia associada ao choque endotoxêmico

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Guilherme de Siqueira Branco
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Geral
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/20266-5
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Assunto(s):Temperatura corporalRegulação da temperatura corporal
Resumo
O mensageiro gasoso sulfeto de hidrogênio (H2S) tem sido descrito como modulador da inflamação sistêmica. Em modelos animais de inflamação sistêmica, os níveis basais de H2S se alteram na área pré-óptica do hipotálamo (POA), e o H2S endógeno nesta área modula a febre. De modo interessante, observa-se que quando a inflamação sistêmica é severa se instala o quadro de choque, chamado 'endotoxêmico' quando induzido por administração de dose alta de lipopolissacarídeo (LPS). Nos casos de choque endotoxêmico, a resposta febril é precedida por uma resposta termorreguladora adaptativa: a resposta de anapirexia, uma redução regulada na temperatura corporal (Tb). Considerando que o H2S endógeno na POA modula a febre, parece provável que esta molécula sinalizadora possa exercer na POA medial (MPO) uma função moduladora da resposta de anapirexia. A MPO é a área do encéfalo hierarquicamente mais importante para a elaboração de respostas termorreguladoras adaptativas (febre e anapirexia). Assim como o H2S, o NO (óxido nítrico) tem se mostrado um importante modulador gasoso não só para o sistema cardiovascular, mas também para a termorregulação e febre, agindo de diferentes formas tanto perifericamente quanto no sistema nervoso central. Estudos mostraram que a produção periférica do NO frente à febre induzida por LPS provoca o aumento da temperatura; ao contrário, a produção do mesmo no sistema nervoso central, nas mesmas condições, mostrou um papel antipirético da molécula, auxiliando na redução da febre. Porém, o papel deste gás durante a anapirexia ainda é pouco estudado. Investigaremos, portanto, se (i) o NO central modula a resposta de anapirexia; (ii) o H2S central modula a resposta de anapirexia; (iii) durante a anapirexia os níveis basais de NO e/ou de H2S se alteram na MPO. (AU)

Reação tecidual após implante subcutâneo de um novo biomaterial composto por celulose bacteriana produzida por Gluconacetobacer xylinus

Beneficiário:
Instituição: Centro de Ciências da Saúde. Universidade do Sagrado Coração (USC). Bauru, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Angela Mitie Otta Kinoshita
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/21557-3
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Assunto(s):BiomateriaisReação tecidual
Resumo
A reconstrução dos tecidos ósseos perdidos como conseqüência de processos patológicos ou traumáticos é um problema freqüente na odontologia. Várias técnicas têm sido desenvolvidas e aprimoradas, entre elas, a Regeneração Óssea Guiada (ROG), na qual uma membrana oclusiva é utilizada para selar o espaço do defeito ósseo, evitando, assim, a invasão de células dos tecidos epitelial e conjuntivo. Um biomaterial que vem sendo estudado para ser utilizada como membranas oclusivas é a celulose bacteriana (CB). A CB é produzida a partir da Gluconacetobacer xylinus e se difere de seu par vegetal, principalmente devido ao seu caráter de fibras nanométricas, contra o caráter micrométrico da vegetal. BCs são extraídas através da parede celular da G xylinus, com isso sua estrutura macroscópica é mecanicamente e fisicamente mais resistente, característica importante de membranas oclusivas. Uma das primeiras etapas para testes de novos materiais para uso clínico são os testes de bicompatibilidade. Dentre esses, a resposta tecidual frente ao implante subcutâneo fornece importantes informações sobre a resposta geral do organismo através do padrão inflamatório observado. Dessa forma, o estudo da resposta tecidual desse novo biomaterial faz-se necessário e de grande valia para futuras aplicações como membrana oclusiva para procedimento de ROG. Serão utilizados 18 ratos machos (Rattus norvegicus ,Wistar) os quais sofrerão, cirurgicamente, 2 incisões no dorso para implante subcutâneo do material a ser testado, CB, bem como do PTFE (Politetrafluoretileno) material comercial comprovadamente biocompatível. Após 7, 15 e 60 dias, 6 animais serão eutanasiados, e a reação tecidual analisada microscopicamente, observando a presença de necrose, de cápsula fibrosa, células inflamatórias. Serão registrados 6 imagens de cada lâmina, nas quais serão contabilizadas a quantidade de células mononuclares, poliformonucleares e células gigantes, bem como a espessura da cápsula fibrosa. Os dados quantitativos serão avaliados de acordo com um score pré-estabelecido e a comparação dos resultados será realizado pelo teste não paramétrico Kruskall Wallis e serão considerados estatisticamente diferentes quando P<0.05. (AU)

Dinâmica de operadores de dois corpos em cadeias de spin exatamente solúveis

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rodrigo Gonçalves Pereira
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/21168-7
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Resumo
Cadeias quânticas de spin 1/2 exibem fenômenos exóticos como ausência de ordem magnética em temperatura zero e espectro com excitações fracionárias. A interpretação de experimentos que medem o espectro de excitações, como espalhamento de raio X inelástico ressonante (RIXS), exige o cálculo de funções de correlação dinâmicas em altas energias, um desafio para métodos analíticos convencionais. Neste projeto, propomos estudar teoricamente o fator de estrutura dinâmico do operador de dois spins para o modelo XY, que é equivalente a um modelo de férmions livres numa rede unidimensional. A abordagem consistirá em utilizar a transformação de Jordan-Wigner para mapear o operador de dois spins em um operador que cria dois pares partícula-buraco na representação fermiônica. A forma de linha do fator de estrutura dinâmico para o modelo XY será então contrastada com resultados equivalentes para o modelo de Heisenberg. (AU)

O termo médio na dedução e na demonstração Segundo Aristóteles

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marco Antônio de Ávila Zingano
Local de pesquisa: Universite Paris 7 Denis Diderot (França)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Processo:13/22513-0
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de maio de 2014
Resumo
A concepção aristotélica do intelecto (nous) tem um papel central nos Segundos Analíticos, na medida em que um processo de intelecção fornece as justificações para as premissas indemonstráveis de uma demonstração científica. Estas premissas são uma primeira premissa (a maior) imediata e uma premissa última (a menor), introduzida pelo termo médio. Meu projeto de pesquisa para a BEPE visa a mostrar como o termo médio de uma demonstração está na base da distinção entre dedução e demonstração.Em toda dedução simpliciter, o termo médio ocupa uma posição formal entre o primeiro e o termo último. Contudo, no tocante à demonstração, o termo médio é mais do que um termo formal, visto ser a prova ou justificação que garante a conclusão demonstrativa. Os Primeiros Analíticos (cf. B 23 68b15-37) introduzem dois tipos de dedução: a dedução por meio do termo médio (demonstrativo) e a dedução por meio de indução (epagôgê). Em uma dedução por meio do termo médio, a primeira premissa é imediata (amesos) e a última premissa está em mediação com a primeira premissa por meio do termo médio (meson). Em uma dedução por meio de indução, a primeira premissa nunca é imediata, pois é a conclusão deduzida de uma outra dedução. Tampouco a última premissa introduz um termo médio demonstrativo (a saber, uma prova ou explicação), visto ser uma premissa justificada meramente por indução.Este projeto de pesquisa visa a explicar por que a dedução por meio do termo médio é anterior à dedução por indução. Enquanto a primeira é mais cognoscível por natureza, a última é mais acessível por percepção. O contraste entre o que é primeiro por natureza e o que é primeiro para nós é introduzido nos Segundos Analíticos (A 2 71b33-72a5) e Aristóteles repete esta posição em várias outras obras. A primazia da dedução pelo meio termo implica que este tipo de dedução pode ser um conhecimento demonstrativo, já que o termo médio fornece uma prova abstrata ou explicação. Por outro lado, é impossível que a dedução por indução seja um conhecimento demonstrativo. Ela é somente uma dedução dialética, investigada nos Tópicos de Aristóteles. A indução é frequentemente necessária para o conhecimento demonstrativo, mas não é por si própria suficiente, visto que o conhecimento lida com universais abstratos, a saber, os gêneros e suas diferenças. Se o conhecimento demonstrativo definir uma macieira, o fará subsumindo-a ao gênero 'planta', o que a indução não pode por si própria gerar. No melhor dos casos, a indução dirá que a macieira é uma árvore ou uma árvore frutífera. Em outras palavras, se o que é primeiro e mais cognoscível está indiretamente relacionado com a percepção, isso não significa que é diretamente acessível por meio dela, e este contraste ilustra perfeitamente a distinção aristotélica entre a dedução pelo termo médio e a dedução por indução. A este respeito, o termo médio é o termo chave da concepção aristotélica do conhecimento demonstrativo. (AU)

Papel da pectinase pectina metil-esterases e seus inibidores durante o processo de infecção de Eucalyptus grandis por Puccinia psidii, agente causador da ferrugem em eucaliptos

Beneficiário:
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Labate
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/18115-9
Vigência: 01 de janeiro de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Resumo
O objetivo do presente projeto de pesquisa é analisar a expressão da pectina metil-esterase (PME) pelo patógeno Puccinia psidii Winter, agente causador da ferrugem, durante o processo de infecção de Eucalyptus grandis. Em contrapartida, a resposta do hospedeiro, será também avaliada por meio da análise de expressão de inibidores dessas pectinases (PMEI). Para tanto, será realizada a inoculação de plantas de E. grandis, clone S4, susceptíveis ao patógeno, e R3, resistentes ao patógeno, com esporos do isolado MF-1 de P. psidii. Será realizada amostragem em diferentes tempos: zero horas (controle), 6 horas (formação do apressório), 12 horas (penetração do patógeno), 24 horas (formação do haustório), 72 horas (formação das hifas secundária) e 144 horas (esporulação do fungo) do processo de infecção para a obtenção do mRNA do fungo e da planta. Primers específicos dos genes de pectina metil-esterase do fungo e inibidores de pectina metil-esterase da planta serão desenhados e a análise de expressão desses genes será realizada por meio da técnica de RT-qPCR. As pectinases, em particular a PME, são fundamentais para compreender o mecanismo de patogenicidade, visto que são as primeiras enzimas que agem na degradação de polímeros encontrados na parede celular da célula, possibilitando a colonização do hospedeiro. A planta por sua vez, em resposta de defesa, expressa inibidores de PME. Apesar da sua importância,, pouco se conhece esse mecanismo de resposta no sistema E.grandis-P.psidii, e quão abrangente é esse processo na interação planta-patógeno.Assim, o estudo da pectinase PME expressas pelo fungo para infectar a planta e a expressão de inibidores PMEI sintetizados pela planta como defesa a esse patógeno colaborará para aprofundar o conhecimento dos mecanismos relacionados à patogenicidade e à resposta do hospedeiro a esse patógeno, visando o desenvolvimento de novas estratégias de controle. (AU)

Percepção de fala e ortografia de crianças do ensino fundamental

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Chacon Jurado Filho
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:13/09981-4
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 31 de outubro de 2016
Assunto(s):Ortografia
Resumo
Nos últimos anos, vêm se expandindo investigações sobre a escrita infantil, sob diferentes enfoques teórico-metodológicos. Nesse cenário de investigações sobre escrita infantil, um destaque deve ser feito: trata-se daquelas investigações que apontam para possíveis relações entre aquisição da escrita e características auditivas. Nesse sentido, pesquisadores do Grupo de Pesquisa Estudos sobre a linguagem (GPEL/CNPq), sediado na FFC/UNESP, têm chamado a atenção para a importância de aspectos perceptuais-auditivos possivelmente envolvidos em flutuações ortográficas na escrita infantil. Trata-se, porém, de uma perspectiva de investigação que apenas se inicia. Desse modo, a proposta do presente estudo - de investigar relações entre percepção de fala e ortografia na escrita infantil - justifica-se especialmente pela escassez de estudos sobre a aquisição perceptual de contrastes fonológicos do português brasileiro em crianças e de sua relação com a aquisição da ortografia e pela contribuição que pode fornecer ao conhecimento dessa relação. Assim, a presente investigação será orientada pelos seguintes objetivos: (1) verificar o desempenho perceptual-auditivo e o desempenho ortográfico de crianças, no que se refere à identificação de contrastes entre as consoantes e vogais tônicas do Português Brasileiro; e (2) comparar o desempenho perceptual-auditivo e o desempenho ortográfico dessas mesmas crianças. Como aspectos metodológicos, serão analisados dados de desempenho perceptual-auditivo e de desempenho ortográfico de escolares de ambos os gêneros, com idades entre seis e dez anos, regularmente matriculados em turmas de 1° ao 5° ano de escolas do ensino fundamental. A coleta de dados de percepção auditiva será feita com base no Instrumento de Avaliação da Percepção de Fala (PERCEFAL), com o uso do software Perceval. Já a coleta de dados de ortografia será realizada por meio de um ditado das mesmas palavras que compõem o instrumento PERCEFAL. Para esta coleta serão utilizados: fones de ouvido acoplados em um computador portátil contendo um software para realização do experimento de percepção, a saber, Perceval, versão 3.0.5; caneta esferográfica preta; papel A4 em branco para coleta da amostra da produção escrita. Para a análise dos resultados, no que se refere ao desempenho perceptual-auditivo, serão adotados os seguintes critérios: (a) acurácia perceptual-auditiva (porcentagem de erros, de acertos e de não-respostas); (b) tempo de reação dos erros e acertos; e (c) habilidade na identificação dos contrastes, ou seja, identificação dos contrastes mais facilmente ou mais dificilmente percebidos pelas crianças. Especificamente na análise da identificação dos contrastes, será utilizada a proposta de uma matriz de confusão para se catalogarem - quantitativa e qualitativamente - os erros perceptivos cometidos pelas crianças. Já no que se refere ao desempenho ortográfico, serão observados os padrões de ortografia dos fonemas, bem como a presença, ou não, de formas desviantes em seu registro ortográfico no conjunto das crianças. Será realizada, ainda, a análise da acurácia ortográfica (porcentagem de erros, de acertos e de não-respostas) e da habilidade na identificação do contraste ortográfico, ou seja, da identificação dos contrastes mais facilmente ou mais dificilmente registrados pelas crianças, a partir de uma matriz de confusão ortográfica - proposta para a realização do presente estudo. (AU)

Percepção do tempo em pacientes com epilepsia submetidos a lobectomia temporal anteromedial

Beneficiário:
Instituição: Hospital de Clínicas (HC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Benito Pereira Damasceno
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/17225-5
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2014
Assunto(s):EpilepsiaPercepção de tempoTestes neuropsicológicosNeurologia
Resumo
A percepção de tempo (PT) é um sistema neurofuncional complexo, constituído por diferentes regiões cerebrais interconexas, que processam diferentes componentes, sendo: orientação de data; seqüência de eventos; discriminação de simultaneidade e de sucessão; construção de unidades de tempo; tempo psicológico; condicionamento do tempo; conservação de velocidade de relógios; e comparação, produção e reprodução de durações. Neste sistema podem-se distinguir dois componentes principais: zonas corticais responsáveis pelas percepções sensoriais interconectadas com as regiões límbica temporal e ventral-medial frontal, relacionadas com processos mais elementares como ritmos biológico e neural, reflexos condicionados ao tempo e registros de micro-intervalos; e córtex associativo e suas conexões inter-hemisféricas, que controla a concepção de tempo e a estimativa quantitativa de durações. O sistema neurofuncional da PT pode estar alterado na epilepsia, por ser uma síndrome neurológica crônica caracterizada por alteração temporária e reversível do funcionamento cerebral causada por descarga elétrica desorganizada que se propaga pelo cérebro e que se expressão por crises epilépticas repetidas, apresentando convulsões, alterações comportamentais, sintomas motores e perda de consciência. Em adultos, o tipo de epilepsia mais comum é a epilepsia parcial de lobo temporal (ELT), geralmente associada a atrofia hipocampal, sendo uma das mais debilitantes e frequentemente refratária a tratamento farmacológico; porém, o tratamento cirúrgico é benéfico para a maioria dos pacientes. O lobo temporal pode ser funcionalmente dividido em duas partes: medial, incluindo o hipocampo, desempenhando importante papel na memória episódica e autobiográfica, codificação e ordenação temporal de eventos, estando o lado esquerdo envolvido na memória verbal e o lado direito, na memória visual-espacial; e anterior, incluindo o córtex temporal lateral, relacionado à memória semântica. Resumindo, estudos evidenciam que a percepção e mensuração do tempo resultam de um sistema funcional complexo, do qual fazem parte: córtex pré-frontal e pré-motor, córtex temporal, insula, gânglios basais e cerebelo. Assim, observa-se a importância da região temporal anteromedial (e hipocampal) em tarefas de PT quando pacientes submetidos a ressecção cirúrgica dessa área são estudados. Estudar a PT em pacientes com lobectomia temporal devido a ELT, mediante a avaliação de pacientes e controles quanto a capacidade de orientação temporal, discriminação de durações e memorização. Além disso, comparar o desempenho entre pacientes com ablação cirúrgica em lados opostos em tarefas de PT; e correlacionar os escores desses testes com os de outras funções cognitivas (contra-provas). O estudo incluirá pacientes de ambos os sexos, com idade superior a 15 anos de idade, alfabetizados e que foram submetidos à lobectomia temporal anteromedial ou amigdalo-hipocampectomia para tratamento de ELT unilateral e que são acompanhados no Ambulatório de Epilepsia de Difícil Controle do HC-UNICAMP. Todos os pacientes serão submetidos a: entrevista e exame neurológico; exame de acuidade visual; teste de dominância manual; avaliação de percepção visual; e teste de PT - orientação temporal, comparação e produção de durações, e ordenação temporal de eventos. Serão comparados pacientes com ressecção temporal e sujeitos controles normais e pacientes entre si. Serão utilizados os testes de "qui-quadrado" para analisar as proporções; testes t de Student, ANOVA e de Tukey para comparar as médias; e de Pearson para verificação de correlações entre variáveis demográficas e cognitivas. Espera-se que a PT, em alguns de seus componentes, esteja alterada em pacientes epilépticos com lesão cirúrgica de lobectomia temporal anteromedial. E, assim, espera-se conhecer melhor o papel da região anteromedial do lobo temporal, direito e esquerdo, nesta função cognitiva, bem como as dificuldades de funcionamento temporal desses pacientes. (AU)

Efeito do nitroprussiato de sódio e do TERPY na liberação de no e geração de espécies reativas de oxigênio em células endoteliais e células do músculo liso vascular

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Michele Paulo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/17124-4
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2014
Resumo
Os compostos doadores de óxido nítrico (NO) são muito utilizados como fármacos anti-hipertensivos. Eles possibilitam um aumento na concentração do NO, o qual possui ação relaxante no músculo liso e assim promove a vasodilatação. Contudo, alguns desses doadores de óxido nítrico podem interferir em processos fisiológicos, modificando a produção endógena do NO. Já foi demonstrado que o [Ru(terpy)(bdq)NO]3+ (Terpy), provoca o desacoplamento da eNOS, causando a formação de espécies reativas de oxigênio, que tem ação vasoconstritora. As espécies reativas de oxigênio, além de apresentarem potencial vasoconstritor, também interferem na própria geração e manutenção do NO, visto que o O2-, pode reagir diretamente com o NO ou então causar o desacoplamento da eNOS.Estudos prévios realizados pelo nosso grupo de pesquisa, demosntrou que a presença do endotélio reduz a atividade vasodilatora do Terpy. Em contrapartida, foi observado que o nitroprussiato de sódio, tem sua ação vasodilatadora potencializada na presença do endotélio.A hipótese do presente trabalho é que o Terpy promova um aumento na geração de espécies reativas de oxigênio (especialmente do O2-) nas células endoteliais. Em relação ao o NPS, não se espera o aumento do O2- em células endoteliais e células do músculo liso vascular. Em relação à liberação do NO, espera-se um que ambos doadores, Terpy e NPS aumentem a concentração citoplasmático do NO tanto em células endoteliais quanto em células de músculo liso vascular. O presente projeto tem como objetivo principal estudar a geração de espécies reativas de oxigênio em células musculares e endoteliais, estimuladas com o NPS e com o Terpy. Além disso, avaliaremos também a liberação do NO nestas células, após estímulo com esses doadores de NO. (AU)

Avaliação do tratamento cirúrgico em pacientes com hemangioblastoma

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Helder Tedeschi
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/19026-0
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2014
Assunto(s):HemangioblastomaMedula espinhalNeurocirurgia
Resumo
Os hemangioblastomas são neoplasias raras, benignas que correspondem a menos de 3% dos tumores intramedulares. Sendo caracterizados por sua intensa vascularização e alta incidência de células lipídicas, são comumente encontrados na medula e no cerebelo. Sendo a região cervical a mais comum (40%-60%), seguida da região torácica (40-50%) e lombar (5-10%) e, por fim, a cauda equina (menos de 1%).O diagnóstico desse tumor é feito através de ressonância magnética que o mostra com contraste bem evidente feitos em imagens ponderadas em T2.Embora a ressecção cirúrgica seja geralmente o tratamento de escolha para a maioria dos pacientes, os resultados variam de maneira significativa na literatura. Assim, o objetivo do presente projeto é avaliar a eficácia do tratamento cirúrgico proposto em nossa instituição, a Universidade Estadual de Campinas- Unicamp, e compará-la aos resultados descritos na literatura. A análise dos dados inclui idade, raça e sexo dos pacientes, tamanho das lesões, localização anatômica, além de "status" neurológico pré e pós-operatório dos pacientes submetidos ao tratamento e foi coletada através da análise retrospectiva de prontuários. (AU)

Fluxo dos gases do efeito estufa (CO2, N2O e CH4) a partir de solos com cana-de-açúcar em função da adubação com vinhaça concentrada e vinhaça não concentrada em diferentes épocas de aplicação

Beneficiário:
Instituição: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Heitor Cantarella
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:13/12716-0
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2016
Resumo
Os fertilizantes nitrogenados são apontados como um dos principais fatores para o aumento de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera durante o cultivo da cana-de-açúcar, principalmente o oxido nitroso (N2O). Porém outras prática de manejo utilizadas na produção da cana no Brasil afetam as taxas de emissões desses gases, como a reciclagem integral dos resíduos gerados durante a produção do etanol nos canaviais (vinhaça). Estudos recentes indicam que a aplicação de vinhaça não concentrada (VNC), juntamente com os fertilizantes nitrogenados, aumenta as emissões de N2¬O. Portanto, alternativas para reduzir essas emissões são necessárias, principalmente quanto ao manejo da vinhaça aplicada ao solo. Conhecer a emissão dos GEE e avaliar a redução da emissão N2O pelo manejo da vinhaça irá contribuir para melhorar a sustentabilidade da produção de biocombustível. O objetivo dessa proposta é conhecer as perdas de N2O, CH4 e CO2 durante o ciclo produtivo da cana de açúcar após a aplicação de VNC e vinhaça concentrada (VC) em diferentes épocas de aplicação em relação a adubação mineral, além de determinar a mineralização líquida do N quando adicionado VNC e VC ao solo. Serão feitos dois experimentos de campo, distintos quanto à época de aplicação de vinhaça, avaliando o efeito da aplicação 30 dias antes e 30 dias após a fertilização mineral. Serão conduzidos experimentos de incubação aeróbia visando determinar a mineralização após a aplicação dos dois tipos de vinhaça ao solo. A amostragem dos gases N2O, CO2 e CH4 será feita após a aplicação da vinhaça e dos adubos nitrogenados ao solo. As coletas serão feitas a cada dois dias durante dois meses após a aplicação dos fertilizantes, podendo ser mais espaçadas em períodos em que os fluxos dos GEE estejam baixos. Após serão feitas coletas a cada 15 dias e em momentos que se espera aumento de emissão de N2O. As amostras de gases serão analisadas por cromatografia gasosa e os dados serão comparados por meio de valores médios e erro padrão, sendo que a emissão acumulada será submetida à ANOVA e as médias comparadas por contrastes. Os resultados da presente pesquisa deverão contribuir para o melhor entendimento dos fatores que influenciam os fluxos dos GEE, especialmente N2O, além de definir melhores estratégias para mitigação das emissões desses gases. Colaboração foi estabelecida com o Departamento de Ecologia Microbiana do Instituto de Ecologia da Holanda (NIOO, Wageningen University), pesquisadores daquela instituição usarão os mesmos experimentos para quantificar os grupos funcionais microbianos e abundância de genes microbianos do ciclo do C e do N, sob diferentes práticas de manejo da cana de açúcar no Brasil após a aplicação de dois tipos de vinhaça combinado com N fertilizante e palha. (AU)

Efeito da pré-exposição de veias e artérias de ratos ao novo doador de óxido nítrico (RuBPY)

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lusiane Maria Bendhack
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Cardiorenal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/07310-5
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):Doenças cardiovascularesVasodilataçãoCitotoxicidadeNitratosÓxido nítrico sintaseDoadores de óxido nítricoNitrosilos de rutênio
Resumo
Doadores de óxido nítrico (NO) são utilizados como ferramenta farmacológica para melhor compreensão do efeito fisiológico do NO, assim como para o tratamento de doenças cardiovasculares. Entre os doadores existentes, a nitroglicerina (trinitato de glicerina - NTG) e o nitroprussiato de sódio (NPS) têm sido utilizados no tratamento de doenças cardiovasculares. Estudos in vivo e in vitro demonstraram importantes limitações clínicas no uso desses doadores, como desenvolvimento de tolerância (NTG) e toxicidade devido à liberação de cianeto pelo NPS. A tolerância aos nitratos orgânicos se caracteriza pela perda rápida de seus efeitos hemodinâmicos durante o tratamento crônico. As causas do processo de tolerância ainda não estão esclarecidas, mas acredita-se que este processo seja multifatorial e que envolva o comprometimento da produção endógena de NO pela eNOs (NOS-3). O grande benefício clínico dos nitratos orgânicos, entre eles a NTG, tem sido atribuído ao fato de relaxarem a maioria dos músculos lisos, incluindo veias, artérias e arteríolas, resultando em vasodilatação da maioria dos leitos vasculares. Seu potente efeito venodilatador resulta na redução do retorno venoso, da pré-carga cardíaca e da demanda de oxigênio pelo miocárdio. O efeito predominante nas doses terapêuticas é a redução da pré-carga devido à venodilatação e aumento da capacitância venosa. Nosso grupo de pesquisa tem estudado diversos complexos nitrosilos de rutênio, e entre eles o cis-[Ru(bpy)2(py)(NO2)](PF6), RuBPY, como novos doadores de NO. O RuBPY é capaz de liberar NO, in vivo e in vitro, na artéria aorta, artéria mesentérica de resistência e veia cava de ratos. Ao contrário do NPS, esse composto não apresenta citotoxicidade nas concentrações utilizadas para induzir relaxamento vascular máximo (EC100). A hipótese do presente trabalho é de que o RuBPY não induz tolerância em aorta e veia cava inferior de ratos devido às vias de sinalização celular envolvidas na vasodilatação ativadas por este doador de NO. O presente projeto tem por objetivo investigar se o RuBPY, induz o fenômeno de tolerância e tolerância cruzada in vitro na aorta e veia cava inferior de ratos e investigar os mecanismos celulares e moleculares envolvidos nestes processos. Em nosso projeto estudaremos a tolerância simples à pré-exposição ao RuBPY, tolerância cruzada entre RuBPY e acetilcolina e pseudo tolerância pelo aumento da produção de espécies reativas de oxigênio (EROs). Estudaremos os efeitos de inibidores das enzimas envolvidas no sistema NO-GMPc-PKG-Fosdiesterase-5, a fosforilação da NOS-3 nos sítios de ativação (Serina1177) e inativação (Treonina495) (AU)

Exploração do contexto antes de um evento aversivo prediz as consequências emocionais a longo-prazo de um estresse grave

Beneficiário:
Instituição: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Deborah Suchecki
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:13/20232-3
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 31 de maio de 2014
Assunto(s):Modelos animaisEstresse
Resumo
O estresse, quando traumático, pode levar a alterações emocionais a longo prazo, o que pode resultar em Transtorno de Estresse Pós-Traumático (PTSD). Reações de medo desencadeadas por estímulos condicionados e excitação emocional exacerbada face a estímulos não-condicionados estão entre as características mais importantes de PTSD. Acreditamos que alterações emocionais longo prazo observadas em PTSD possam depender da força de associação contexto-trauma. Aqui, nós investigamos a contribuição da exploração contextual prévia para as consequências emocionais a longo prazo de um choque intenso nas patas em ratos. Ratos Wistar machos foram expostos a um evento altamente estressante (choque nas patas, 2 mA, 1 s), permitindo-lhes explorar ou não a câmara antes do trauma. Nós, então, avaliamos os efeitos a longo prazo sobre a emocionalidade. O medo foi avaliado pelo tempo gasto no comportamento de congelamento durante a re-exposição ao contexto de trauma ou ao serem expostos a um ambiente desconhecido feito potencialmente mais aversivo pela apresentação de um estímulo sonoro. Comportamentos no labirinto em cruz elevado e a resposta de sobressalto acústico também foram avaliados. A possibilidade de explorar o ambiente imediatamente antes do evento aversivo levou a efeitos emocionais diferenciais de longo prazo, incluindo uma resposta de congelamento elevada na re-exposição ao contexto, comportamento exploratório embotado, sensibilização de medo e exacerbação da resposta de sobressalto acústico. (AU)

Suplementação nutricional com leucina modula metabolismo muscular fetal alterado pelo crescimento do Tumor de Walker 256. (Leucine-rich diet supplementation modulates foetal muscle protein metabolism impaired by Walker-256 tumour)

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Cristina Cintra Gomes Marcondes
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Desnutrição e Desenvolvimento Fisiológico
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:13/21074-2
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 31 de maio de 2014
Assunto(s):LeucinaMetabolismo proteicoCaquexiaProteólise
Resumo
Caquexia-cancer induz vários distúrbios metabólicos, onde ae espoliação de proteínas é mais intensa , quando associado com a gravidez. Ratas grávidas portadoras de tumor têm prejuízo do balanço proteico, pela diminuição da síntese de proteínas e aumento da degradação proteica muscular . Sabendo-se que os aminoácidos de cadeia ramificada leucina , especialmente , estimulam a síntese de proteínas , neste estudo, foi investigado o efeito de dieta rica em leucina no metabolismo das proteínas nos músculos gastrocnêmio fetais de ratas grávidas com tumor . Métodos: Os fetos de ratas grávidas com ou sem tumores Walker 256 foram obtidos a partir de seis grupos. Durante os 20 dias do experimento , os grupos de grávidas foram alimentados com uma dieta controle ( C - grupo controle ; W - ratos portadores de tumor ; Cp - ratos alimentados com a mesma dieta normoprotéica - como o grupo W) ou com uma leucina - dieta rica ( L - leucina ratos ; LW - ratos portadores de tumor de leucina , e Lp - ratos alimentados com a mesma dieta rica em leucina como o grupo LW). Após o sacrifício, amostras do músculo gastrocnêmio dos fetos foram ressecados , e avaliada síntese e degradação de proteínas muscular e atividades das enzimas quimotripsina -like, catepsina e calpaína. As enzimas musculares oxidativas (superóxido dismutase, catalase, glutationa -S- transferase) , fosfatase alcalina e da peroxidação lipídica ( malondialdeído ) também foram determinados . Resultados: Crescimento do tumor promoveu redução de peso fetal , que foi associada com a diminuição de proteínas séricas , albumina e glicose e os níveis de hematócrito baixo nos fetos do grupo W , enquanto que em fetos LW , estas mudanças foram menos pronunciados . A síntese de proteínas do músculo (medido por L -[3 H] incorporação -fenilalanina ) foi reduzida nos fetos W, mas foi recuperada no grupo LW. Degradação de proteínas (avaliado pela liberação de tirosina) foi aumentada nos grupos L e W, mas a atividade da quimotripsina -like aumentou somente no grupo W e tendeu a aumentar nos fetos LW . A actividade da catepsina H foi significativamente maior nos fetos W, mas a via proteolítica dependente de cálcio mostrou a actividade semelhante. Em paralelo, intenso processo de estresse oxidativo foi observado somente nos fetos W . Conclusão: Os dados sugerem que as vias proteolíticas proteassomica e lisossomal e estress oxidativo provavelmente participam do processo de catabolismo muscular fetal de ratas grávidas portadores de tumor de Walker . Em contraste, LW fetos apresentaram valores semelhantes aos dos grupos de controle, sugerindo que este grupo foi beneficiado pela suplementação de leucina na dieta. (AU)

Inquérito domiciliar de saúde: monitoramento da tendência e da desigualdade social no padrão alimentar da população

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio de Azevedo Barros Filho
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/16808-7
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):Consumo de alimentosEstado nutricionalDesigualdades sociaisInquéritos nutricionaisInquéritos sobre dietas
Resumo
Monitorar a tendência e a desigualdade social do padrão de consumo alimentar e do estado nutricional da população é essencial em um país que convive com um dos mais elevados índices de concentração de renda e enfrenta uma realidade marcada por extremos, de carências e excessos, relacionados ao campo da alimentação e nutrição. Este projeto objetiva a realização de um inquérito de consumo alimentar e de estado nutricional da população residente na área urbana do município de Campinas, SP. Trata-se de uma pesquisa de corte transversal de base populacional cuja amostra de 3000 indivíduos será tomada em conglomerados e em dois estágios. O tamanho mínimo estimado é de 1.000 entrevistas para cada um dos três domínios de idade: adolescentes, adultos e idosos. O conteúdo do questionário incluirá tópicos sobre peso e altura, percepção corporal, práticas para a perda de peso, frequência de ingestão de alimentos marcadores de alimentação saudável e não saudável e autoavaliação da qualidade da dieta. O consumo alimentar será estimado por meio de um recordatório alimentar de 24 horas (R24h) e medidas de peso e altura serão tomadas em uma subamostra para análise de validação. Os entrevistadores serão preferencialmente graduandos de curso de nutrição. Esta pesquisa será realizada na mesma amostra do inquérito ISACamp 2013, que coletará informações sobre múltiplas dimensões da saúde, de forma que o ISACamp-Nutri 2013 poderá utilizar todas as variáveis levantadas naquela pesquisa. (AU)

Indicadores ambientais da produção de bananas no Brasil

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Leda Coltro
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:12/23835-8
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):Impactos ambientaisPerdas de alimentosProdução agrícolaCiclo de vidaCiclo do carbonoPegada hídricaConsumo de energia elétricaBanana
Resumo
Os sistemas de produção de alimentos tradicionais foram substituídos por métodos intensivos com a finalidade de atender a uma demanda crescente de alimentos por uma população também crescente. Porém, o aumento da consciência ecológica dos consumidores tem feito com que os tomadores de decisão e os produtores busquem informações científicas sobre os sistemas de produção agrícola. Aplicações de estudos de ACV de produtos alimentícios e na indústria de alimentos vêm crescendo em resposta ao anseio dos consumidores sobre os aspectos ambientais dos alimentos que eles compram e consomem, enquanto que no caso do produtor a ACV é um instrumento de gestão para melhoria contínua. Os artigos de ACV de produtos agrícolas disponíveis na literatura referem-se a 14 produtos de cultura perene: maçã, banana, laranja e outros citrus, cacau, coco, café, uva, óleo de Jatropha, kiwi, óleo de dendê, azeitona, pêra e cana-de-açúcar. Porém, ainda são necessárias pesquisas adicionais, bem como o desenvolvimento de metodologias para continuar melhorando os estudos de ACV de produtos agrícolas de cultura perene com foco em sistemas agrícolas tropicais, cuja alta diversidade contrasta com a reduzida disponibilidade de dados, ou porque estes dados não existem ou porque não foram publicados. Assim, neste projeto é proposta a aplicação da ACV para a cadeia de produção de Bananas no Brasil, fruta estratégica para o mercado de exportação brasileiro. A partir deste estudo serão estimadas a pegada de carbono, a pegada hídrica, o consumo de energia e outros parâmetros ambientais, os quais serão importantes para a promoção deste produto nos mercados externo e interno por meio de auto-declarações ambientais, alavancando suas vendas para consumidores conscientes. Além disso, a cadeia produtiva será beneficiada com as possíveis melhorias que serão elaboradas a partir dos dados levantados neste estudo. (AU)

Contribuição ao diagnóstico, à fisiopatologia e à terapêutica das neuronopatias sensitivas

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcondes Cavalcante Franca Junior
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo:13/01766-7
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2017
Assunto(s):Genética molecularRessonância magnéticaNeurofisiologiaAtaxia
Resumo
As neuronopatias sensitivas (NS) constituem um subgrupo de neuropatias periféricas cuja característica comum é a agressão primária ao corpo celular dos neurônios situados nos gânglios da raiz dorsal. Ao contrário das polineuropatias, manifestam-se por déficits sensitivos multifocais, não comprimento-dependentes, ataxia sensitiva e preservação da força muscular. As NS vêm sendo reconhecidas com frequência cada vez maior na prática clínica e relacionadas a múltiplas etiologias. A despeito disso, diversas questões importantes acerca de aspectos clínicos, diagnóstico, fisiopatologia e tratamento das NS permanecem em aberto. Não se define, por exemplo, a etiologia das NS em aproximadamente 50% dos casos. Clinicamente, os sintomas não-motores, e em especial a disautonomia, também não foram adequadamente investigados, e há carência de escalas específicas para quantificação da ataxia sensitiva. Essa mesma carência se repete em relação a estudos sobre fisiopatologia e terapêutica. Nesse contexto, propomos este projeto para aprofundar o entendimento das NS com uma abordagem clínica, neurofisiológica, imunológica, genético-molecular e de imagem, com o objetivo final de facilitar e melhorar o manejo destes pacientes. Institucionalmente, pavimenta-se aqui o início de um grupo independente de pesquisa em doenças neuromusculares e neuropatias periféricas na FCM-UNICAMP, liderado por mim. (AU)

Modelagem geoquímica das condições hidropedológicas durante o Holoceno/Pleistoceno na formação de solos sódicos do Pantanal norte, Brasil

Beneficiário:
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Pablo Vidal Torrado
Local de pesquisa: Université D'Avignon Et Des Pays De Vaucluse (França)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:13/17766-6
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 30 de abril de 2014
Assunto(s):Pedologia
Resumo
A ocorrência de solos sódicas nas partes mais elevadas da paisagem do Pantanal norte é uma situação atípica, uma vez que os solos sódicos ocorrem tipicamente nas partes mais baixas da paisagem de ambientes áridos ou semi-áridos. Os resultados obtidos sugerem que os solos sódicos se formaram em condições ambientais distintas das atuais há 5.000 ano AP, e até hoje são parcialmente conservadas nas partes mais elevadas da paisagem. Baseados nos resultados de mineralogia, micromorfologia e geoquímica, considera-se que a formação dos solos sódicos foi resultado da concentração da água diluída dos rios da área. Esse processo de concentração provoca um controle dos teores de Ca2+ e do Mg2+ na solução e favorece o aumento proporcional de Na+. Dois grandes rios com perfis químicos distintos exercem grande influencia na área de estudo: o rio São Lourenço e o rio Cuiabá. Os objetivos da bolsa de estágio no exterior em Avignon (França) são:-Analisar a variabilidade química nas soluções dos solos sódicos;- Identificar os principais processos responsáveis pela variabilidade química;- Modelar o equilíbrio entre a solução e os minerais;- Simular as concentrações e diluições dos vários tipos de águas de rio presentes na área.Este trabalho será desenvolvido no Laboratório de Hidrogeologia Aplicada da Universidade de "Avignon et Pays de Vaucluse", França, sob supervisão do Prof. Vincent Valles. Os resultados da modelagem irão identificar qual rio deu origem aos solos sódics e quais os possíveis minerais formados pelo processo de concetrção, reconstituindo as condições paleoambientais, entendendo melhor a dinâmica hidropedológica atual. (AU)

Estudos de estrutura e função de aldeído desidrogenases envolvidas em vias de detoxificação e sinalização celular

Beneficiário:
Instituição: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Xavier Neto
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Processo:13/12008-6
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2017
Resumo
O presente projeto representa uma extensão dos paradigmas que criamos com estudos de simulação molecular para compreender as frequentes mudanças de estrutura e função das Aldeído Desidrogenases (ALDHs) durante a evolução. As ALDHs formam uma superfamília de proteínas que catalisam a oxidação de vários aldeídos, mas as origens evolutivas das preferências pelos seus substratos são pouco conhecidas. Apesar de possuírem uma elevada identidade sequencial, duas destas ALDHs, a ALDH1 e a ALDH2, exibem distintos papéis funcionais de sinalização celular e detoxificação, respectivamente. Através de prévia análise computacional e filogenética, identificamos que, curiosamente, as ALDH1s de organismos invertebrados, Branchiostoma floridae e Ciona intestinalis apresentam características estruturais mais semelhantes às de suas ALDH2s do que das ALDH1 típicas. Isto sugere que essas ALDH1s divergentes podem ter evoluído na direção da atividade de degradação de aldeídos pequenos e tóxicos, que parecem representar a função ancestral das ALDH2s eucarióticas. Nossa análise identificou três assinaturas de aminoácidos localizadas na área interna do canal de entrada do substrato (CES) que distinguem as ALDH1 das ALDH2. Desta forma, constatamos que as ALDH1s possuem um CES amplo e desobstruído, consistente com o fato destas enzimas catalisarem aldeídos de cadeia longa como o retinaldeído, que é um precursor de vias de sinalização por retinóides. Em contraste, as ALDH2s possuem o CES pouco volumoso e constrito, consistente com sua função na degradação de pequenos aldeídos tóxicos e reativos, como o acetaldeído. Neste projeto o nosso objetivo é analisar a correlação funcional e estrutural entre as ALDH1 e ALDH2 presentes em B. floridae e C. intestinalis para desvendar e compreender seus papéis funcionais e evolutivos em cordados. Especificamente, testaremos a hipótese de que as três assinaturas descritas constituem o núcleo fundamental da preferência por substratos, e que sua inversão por mutações sitio-dirigidas entre ALDH1 e ALDH2 modificará a preferência de substrato de acordo com a origem da assinatura. Se confirmado experimentalmente, este será um exemplo pioneiro de reversão evolutiva molecular, que terá impacto direto sobre as interpretações atuais sobre controversa lei de Dollo da irreversibilidade evolutiva. (AU)

Interações entre solo-vegetação-atmosfera em uma paisagem tropical em transformação

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rafael Silva Oliveira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:13/17335-5
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 30 de abril de 2015
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Microsoft Research
Assunto(s):Balanço hídricoEcologia de ecossistemasMata atlânticaUso do solo
Resumo
Ecossistemas terrestres desempenham um importante papel no ambiente global pois controlam de forma significativa as trocas de energia, água e outros recursos entre a atmosfera, superfície terrestre e o solo. Informações detalhadas sobre o funcionamento de ecossistemas (processos ecológicos, dinâmicas sazonais, grau de vulnerabilidade a perturbações e respostas a variabilidade climática) em várias escalas temporais são urgentemente necessárias. Com a perspectiva de mudanças globais iminentes (mudanças climáticas, perda de habitat e biodiversidade e ruptura dos ciclos de carbono e água), essa proposta terá como foco principal o uso de tecnologias de ponta para a coleta de dados ambientais de alta resolução em florestas tropicais intactas e em pastagens com a finalidade de fomentar práticas de manejo que podem auxiliar na manutenção e proteção do funcionamento de ecossistemas sensíveis como as florestas alto-montanas. Nesta proposta pretendemos: 1) combinar novos conjuntos de sensores para adquirir informações sinergísticas sobre plantas e seu ambiente (com medidas simultâneas de crescimento das plantas, uso de água e condições atmosféricas) 2) desenvolver um sistema fechado de sensores que possa oferecer cobertura detalhada e confiável em tempo real de ambientes contrastantes. Nós monitoraremos florestas intactas, pastagens e zonas de transição (borda) usando um conjunto amplo de ferramentas de monitoramento. Ao analisar a dinâmica de água no solo, comportamento da planta toda e condições atmosféricas, nós poderemos conectar a ecologia vegetal com ciclos biogequímicos e o funcionamento de ecossistemas. A aplicação dessas novas ferramentas ao longo de gradientes climáticos e de uso da terra nos possibilitará testar hipóteses sobre os efeitos da fragmentação na dinâmica de água e carbono nos níveis de plantas e fragmentos de flores, dados fundamentais para prevermos os feedbacks entre a biosfera e a atmosfera em uma escala mais ampla. (AU)

Avaliação da incorporação de fitoesteróis livres e esterificados como agentes estruturantes em bases lipídicas para aplicação em alimentos

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Paula Badan Ribeiro
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/19424-5
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2014
Assunto(s):CristalizaçãoGordurasÁcidos graxos trans
Resumo
As questões controversas acerca do papel dos ácidos graxos trans na alimentação ocasionaram modificações progressivas na legislação, visando à inclusão de maiores informações para os consumidores. Em resposta, as indústrias brasileiras optaram pela substituição progressiva da gordura trans em diversos produtos, através do desenvolvimento de bases gordurosas com funcionalidade e viabilidade econômica equivalente às gorduras parcialmente hidrogenadas, acarretando, entretanto, aumento substancial do teor de ácidos graxos saturados nos alimentos. No momento atual, a ciência de lipídios visa definir alternativas para um problema extensamente discutido pelas organizações de saúde no mundo, que consiste em limitar o teor de gordura saturada nos alimentos disponíveis à população. A redução da gordura saturada em bases lipídicas de uso industrial não é factível mediante a utilização isolada de processos convencionais de modificação, como o fracionamento ou a interesterificação, pois o potencial de redução dos níveis de ácidos graxos saturados por estes meios é significativamente limitado. Em contrapartida, o uso de agentes estruturantes ou modificadores do processo de cristalização, como triacilgliceróis específicos, glicerídeos parciais e alguns emulsificantes, tem sido indicados como a única alternativa viável para a obtenção de gorduras low sat com propriedades compatíveis à aplicação em alimentos. Neste contexto, os fitoesteróis - lipídios minoritários com ação hipocolesterolêmica natural comprovada - apresentam-se como uma opção bastante recente para estruturação de matrizes lipídicas. Este projeto de pesquisa tem como objetivo o desenvolvimento de bases gordurosas zero trans com teores reduzidos de ácidos graxos saturados, a partir de misturas contendo óleo de palma e óleo de canola, utilizando fitoesteróis livres e esterificados como potenciais agentes estruturantes. (AU)

Influência da espessura de subestruturas de zircônia (Y-TZP) na resistência adesiva, dureza e tenacidade a fratura da porcelana de cobertura

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gelson Luis Adabo
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/13111-5
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2014
Assunto(s):Porcelana dentáriaPrótese dentáriaZircônioPróteses e implantes
Resumo
A Zircônia apresenta excelente biocompatibilidade, melhor estética e propriedades mecânicas comparáveis à algumas ligas metálicas para metalocerâmica, porém delaminações ou lascamentos da porcelana de cobertura são mais comuns do que em metalocerâmica. No entanto, ao contrário de ligas metálicas que possuem alta condutibilidade térmica, a zircônia e a porcelana feldspática são isolantes térmicos. A baixa condutibilidade térmica desses materiais cerâmicos retarda a taxa de resfriamento da porcelana, modificando potencialmente o coeficiente de expansão térmica e introduzindo tensões residuais térmicas. A resistência da porcelana de cobertura depende de adequada sustentação na infra-estrutura, bem como o controle e homogeneidade da espessura da porcelana. Por isso, é recomendável que se façam infra-estruturas anatômicas, que proporcionem essa distribuição controlada da porcelana. No entanto, nas infra-estruturas anatômicas maiores espessuras de zircônia poderiam retardar ainda mais o resfriamento. A proposta deste estudo é avaliar o efeito da espessura da subestrutura em zircônia nas propriedades mecânicas da porcelana de cobertura. Amostras quadrangulares de zircônia Ceramill ZI (Amann Girrbach - Austria) com 5 mm de lado serão obtidas nas espessuras de: 1 mm, 2 mm e 3 mm (n=15). A porcelana de cobertura Vita VM9 (VitaZahnfabri - Alemanha) será aplicada sobre a zircônia, mantendo a espessura padronizada em 1,5 mm. Os ciclos de sinterização dos materiais serão conforme recomendação dos fabricantes. O ensaio de resistência ao cisalhamento será executado na máquina de ensaios MTS 810 (Material Test System, EUA) com célula de carga de 10 kN, a velocidade de 1 mm/min. A análise fractográfica será realizada em microscopia óptica e microscopia eletrônica de varredura. O ensaio de dureza Vickers será feito em microdurômetro (Buheler) e a tenacidade à fratura por indentação será calculada a partir do ensaio de dureza e medida de trincas resultantes da indentação Vickers. (AU)

Cinética do glicerol em ovinos

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jane Maria Bertocco Ezequiel
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:13/18118-8
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 30 de abril de 2015
Assunto(s):Metabolismo energéticoOvinos
Resumo
Experimentos serão conduzidos com objetivo de elucidar o metabolismo do glicerol em ovinos em terminação. No experimento 1 serão avaliados o desempenho e as características de carcaça de ovinos mestiços. Serão utilizados 40 borregos (aproximadamente 20 kg de PC), os quais serão divididos, por peso, em um delineamento em blocos ao acaso e submetidos a quatro dietas experimentais contendo 0, 10, 20, ou 30% de glicerina bruta, na matéria seca. No tratamento com 30% de glicerina bruta 100% do milho utilizado no tratamento controle será retirado. Serão avaliadas variáveis comportamentais durante três dias do confinamento, e amostras de sangue, quanto às variáveis do metabolismo energético e enzimas hepáticas e, ao atingirem 35kg, os animais serão abatidos e as carcaças, avaliadas. No experimento 2, serão utilizados 8 carneiros dotados de cânulas ruminais permanentes, os quais servirão de doadores de líquido ruminal para ensaios "in vitro" de produção de gases de efeito estufa, pH, AGCC, N-NH3, digestibilidade, bem como para incubações ruminais em ocasião do ensaio de degradabilidade ruminal. O experimento 3 será dividido em duas fases, em que 24 ovinos serão utilizados para se avaliar a cinética do glicerol e a digestibilidade aparente total das dietas através da técnica de colheita total de fezes. A primeira será avaliada utilizando-se a técnica dos isótopos radioativos do carbono. Os animais receberão injeções de 14C, e após 7 dias serão sacrificados e o líquido ruminal, sangue, músculos e fígado serão avaliados para a presença e quantidade do carbono marcado através de espectrometria de cintilação líquida. Nos dados do experimento 1 serão avaliados os efeitos linear e quadrático da inclusão de glicerina bruta e o contraste entre tratamento controle × tratamentos com glicerina bruta, considerando significância de 5%. No experimento 3 serão comparadas as médias de radiação obtidas nos diferentes tecidos para os diferentes tratamentos. No experimento 2, os dados serão avaliados em quadrado latino duplo 4 × 4 e serão utilizadas medidas repetidas no tempo. Em todos os ensaios, o procedimento MIXED do programa estatístico SAS será utilizado, considerando significância de 5% e tendência de 10%. (AU)

Concentrado de plaquetas em equinos: comparação entre a obtenção por dupla centrifugação e pela utilização de filtro e-pet (equine platelet enhancement therapy)

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Liz Garcia Alves
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/10457-8
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2014
Assunto(s):EquinosFatores de crescimento
Resumo
O Plasma Rico em Plaquetas (PRP) é uma técnica de biotecnologia que consiste em uma alta concentração autóloga de plaquetas em um pequeno volume de plasma de quatro a cinco vezes maior que a concentração sérica a fim de se obter melhores resultados no tratamento de diversas patologias enfermidades. O uso de PRP é justificado pelos fatores de crescimento presentes em grânulos no interior das plaquetas, que sinalizam o local para que células epiteliais e mesenquimais possam migrar, se dividir e, consequentemente, aumentar a síntese de matriz extracelular. De forma geral, esses fatores de crescimento apresentam características mitogênicas, quimiotáxicas e angiogênicas que ampliam o poder de reparação tecidual ao promover migração de células responsáveis pela defesa do organismo e pelo aumento da vascularização.Há diversos protocolos de PRP em equinos descritos na literatura, dentre os quais destaca-se o proposto por CARMONA et al., 2007, onde obteve-se a maior concentração plaquetária (2,36 vezes mais do que a concentração sérica), segundo VENDRUSCOLO et al., 2012. Porém, trata-se de um procedimento que requer um laboratório (ambiente asséptico) e uma centrífuga. Em contra partida, existe no mercado europeu um filtro (Equine Platelet Enhancent Therapy - E-PET), que proporciona a produção do PRP no próprio ambiente em que o animal se encontra, não necessitando de centrífuga e outros recursos laboratoriais.Este estudo objetiva comparar a utilização do concentrado de plaquetas obtido por protocolo de dupla centrifugação e aquele obtido pelo E-PET, levando-se em consideração a concentração plaquetária final, a quantificação de fatores de crescimento, a presença de leucócitos e a relação custo-benefício entre tais métodos. (AU)

Urease na reciclagem de n em plantas e o papel do Ni como micronutriente essencial

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Paulo Mazzafera
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/18416-9
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2014
Resumo
O fato do Ni fazer parte do sítio ativo da urease em plantas, e esta enzima ser a responsável pela eliminação de níveis tóxicos de uréia em plantas tem sido a justificativa para classificar este elemento como essencial. Por outro lado, a atividade da urease tem sido relacionada quase que estritamente à uréia produzida na conversão de arginina à ornitina, e principalmente em sementes. Nos tecidos vegetativos, folhas, por exemplo, os níveis de atividade de urease é muito baixo. Assim, são poucos os estudos que mostram que de fato Ni é essencial em plantas, estando restritos principalmente à leguminosa soja, e menos ainda os estudos que destacam o papel de urease no metabolismo de plantas. Estudos recentes tem mostrado que urease, e consequentemente Ni, pode ter papel importante na reciclagem de N entre pools metabólicos em plantas sob estresse. O presente projeto quer avaliar esta hipótese, estudando os níveis de compostos relacionados com uréia e a expressão de genes relacionados à enzimas atuando nestes pools metabólicos, em plantas de Arabidopsis thaliana sujeitas à nutrição com Ni e estresses. (AU)

Uso da invariância à complexidade para descoberta de motifs

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gustavo Enrique de Almeida Prado Alves Batista
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/16164-2
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 04 de maio de 2014
Assunto(s):Aprendizado computacionalInteligência artificial
Resumo
Inúmeros fenômenos do dia-a-dia podem ser representados por séries temporais, que são amostras de um sinal ordenadas pelo tempo em que foram obtidas. Motifs são subsequências de séries temporais que se repetem ao longo do tempo. Como em uma série temporal podem existir inúmeros motifs, é preciso atribuir uma importância a eles. Na literatura há duas definições populares para o 1-motif (o motif de maior importância). Na primeira, o 1-motif é o par mais similar de subsequências; e na segunda, ele é a subsequência que mais se repete. Recentemente foi proposta uma nova medida de distância para séries temporais, chamada de Complexity-invariant Distance, que considera a complexidade das séries temporais sendo comparadas. O objetivo deste trabalho é explorar essa nova medida de distância, bem como o conceito de complexidade de séries temporais para se obter motifs de maior interesse. Intuitivamente, a hipótese central desta pesquisa é de que 1-motifs simples como retas ascendentes ou descendentes são dificilmente motifs de interesse, não interessando quão similares eles são, ou quantas vezes eles se repetem em uma série temporal. Por sua vez, motifs complexos frequentemente representam subsequências de interesse. Este trabalho explora o conceito de complexidade na descoberta e ranqueamento de motifs. (AU)

Indicadores de Somatização no Teste das Fábulas: estudo comparativo entre grupos caso (crianças com doença crônica) e controle

Beneficiário:
Instituição: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dóris Lieth Nunes Peçanha
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/01106-7
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 30 de abril de 2014
Assunto(s):AsmaAvaliação psicológicaNeoplasias
Resumo
Este estudo situa-se na linha e grupo de pesquisa dos proponentes. Pretende contribuir no preenchimento de lacuna referida pelo Conselho profissional (CFP) ao ampliar trabalhos de validade do teste das Fábulas (TF) que continua muito usado. Sua originalidade consiste em estudar indicadores de somatização - problema ainda não colocado no TF, mas importante na promoção e atenção ao desenvolvimento infantil. Serão estudados tais indicadores nas respostas de 47 crianças, entre 4 e 12 anos (16 com asma, 18 câncer, 13 sadias). Metodologia quantitativa neste subprojeto IC. Utilização de estatística descritiva, análise estatística de fator de risco e testes de correlação. A avaliação dos indicadores de somatização, tendo como medida de critério externo grupos contrastantes, permitirá auferir a precisão e a validade desse instrumento que, posteriormente, poderá ser estendido a amostras maiores. (AU)

Efeito do treinamento físico aeróbio sobre o infiltrante inflamatório no tumor de pacientes caquéticos e não caquéticos

Beneficiário:
Instituição: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marilia Cerqueira Leite Seelaender
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:13/17734-7
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2015
Assunto(s):CaquexiaTreinamento físico
Resumo
Evidências epidemiológicas indicam uma forte associação entre exercício físico regular (treinamento) e baixa incidência de Câncer. Estudos em animais sugerem que o treinamento físico ou a atividade física voluntária aumentam a resistência ao crescimento tumoral induzido experimentalmente e podem ser utilizados como terapia auxiliar por alguns pacientes que apresentam perda muscular associada à baixa capacidade funcional, duas características principais apresentadas por pacientes com tumor. A caquexia provocada pelo câncer se manifesta em mais de dois terços dos pacientes acometidos pela doença, sendo que a perda da massa total de tecidos (muscular e adiposo) pode chegar até 80%, fator que está estritamente ligado à alta taxa de mortalidade (50% dos pacientes). Estudos recentes confirmam uma forte associação entre câncer e inflamação, evidenciada pela menor suscetibilidade à doença com o uso de antinflamatórios não-esteroidais. Contrariamente, indivíduos com sobrepeso ou obesos, apresentam maior incidência de tumor devido, principalmente, ao estado inflamatório do tecido adiposo. De fato, o estado inflamatório pode estar associado de forma direta ou indireta com o câncer. Sabe-se que o exercício induz aumento dos níveis sistêmicos de uma série de substâncias, principalmente citocinas com propriedades antinflamatórias. Além disso, treinamento físico regular é capaz de potencializar a capacidade e funcionalidade do sistema imunitário evitando e/ou prevenindo o aparecimento de doenças, inclusive o câncer. Entretanto, os mecanismos envolvidos na funcionalidade das células imunitárias do infiltrado tumoral em relação ao estímulo do exercício crônico, e a sua participação na contenção ou redução no tamanho do tumor, bem como, o possível efeito sobre a diminuição da malignidade do mesmo, permanece uma resposta a ser explorada. Tendo em vista as células infiltrantes do tumor e a ação de regressão do mesmo causado pelo treinamento físico, é de nosso interesse investigar o efeito do exercício sobre essas células no microambiente tumoral. Como é sabido, o infiltrado imunitário do tumor é capaz de modular a taxa de progressão e invasibilidade do mesmo, portanto, é nossa proposta investigar o efeito do treinamento físico sobre essa população de células, visto que essa estratégia comprovadamente reduz a inflamação sistêmica e a caquexia associada ao câncer; e de forma consistente, tem reduzido a massa tumoral em animais modelo. (AU)

Dietas com diferentes relações de proteína e carboidratos para gatos: efeito no metabolismo e produção de oxalato e na formação de urólito de oxalato de cálcio

Beneficiário:
Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Aulus Cavalieri Carciofi
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/15766-9
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):AmidoCálcioUrina
Resumo
Gatos são animais carnívoros, com elevada necessidade de aminoácidos. O aproveitamento de carboidratos por estes animais já foi estudado, contudo existem informações que ainda não são bem esclarecidas para a espécie. Os objetivos deste estudo são avaliar o efeito do consumo de dietas com diferentes relações entre proteína e carboidratos sobre a formação e excreção do oxalato e o índice de supersaturação relativa da urina para oxalato de cálcio (SSR OxCa). O estudo será organizado em dois quadrados latinos 4x4, cada um com quatro rações, quatro períodos de 27 dias e quatro gatos, totalizando oito repetições por ração. Serão avaliados alimentos extrusados com diferentes proporções de proteína (PB) e carboidratos (CHO): 20% de PB e 48,5% de CHO; 34% de PB e 33,5% de CHO; 48% de PB e 18,5% de CHO e 62% de PB e 3,5% de CHO. Em função da importância do excesso de bases do alimento no pH e concentração de oxalato e citrato na urina, todas as rações terão excesso de bases semelhantes. Os gatos permanecerão em gaiolas metabólicas durante 21 dias de adaptação à dieta, seguidos de cinco dias de coleta total de urina (em garrafas com 100mg de timol) e fezes. Na urina produzida em cada período de 24 horas será aferido o volume, densidade e pH. A urina produzida será composta por animal e período, determinando-se seus teores de cálcio, fósforo, cloro, enxofre, magnésio, sódio, potássio, citrato, oxalato, ácido úrico, creatinina e pH. Nas fezes e alimento será dosado o oxalato. Amostras de sangue para obtenção do plasma serão colhidas no 27 dia de cada período, sendo analisadas para oxalato, citrato e creatinina. Com base nestes resultados será calculada a SSR OxCa, o balanço orgânico de oxalato (oxalato ingerido - [oxalato nas fezes + oxalato na urina]) e a excreção fracionada de oxalato. Os resultados obtidos serão submetidos a análise de variância e quando diferenças significativas foram detectadas no teste F, comparações múltiplas serão realizadas por meio de contrastes polinomiais (P<0,05).Palavras-chave: amido, citrato, excesso de base, urolitíase, urina. (AU)

Análise proteômica e funcional do papel diferencial de NLRC4, ASC e caspase-1 na ativação de macrófagos por flagelina citosólica

Beneficiário:
Instituição: Centro de Terapia Celular e Molecular. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Karina Ramalho Bortoluci
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/16010-5
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de outubro de 2015
Assunto(s):CaspasesFlagelinaInflamassomosMacrófagosCatepsinas
Resumo
O monômero da flagelina, proteína estrutural que compõe uma subunidade do flagelo de bactérias móveis, é reconhecida extracelularmente pelo TLR5, mas é levada para o citosol celular por sistemas de transporte de secreção tipo III (SPI-1 T3SS de Salmonella) e tipo IV (T4SS de Legionella) onde é capaz de ativar o inflamassoma Naip5/NLRC4. O inflamassoma NAIP5/NLRC4 pode ainda conter a molécula adaptadora ASC, induzindo dessa maneira, respostas particulares dependendo do complexo formado. Inflamassomas NLRC4 que recrutam a molécula adaptadora ASC induzem a clivagem auto-proteolítica da caspase-1 e processamento das pró-citocinas IL-1² e IL-18. Em contraste, inflamassomas NLRC4 ASC-independentes ativam a caspase-1, mas não induzem sua clivagem auto-proteolítica promovendo uma morte celular rápida por piroptose. Ainda, nos últimos anos, nosso grupo vem estudando novos mecanismos efetores induzidos a partir do reconhecimento citosólico da flagelina e dados recentes sugerem que a flagelina citosólica também possa induzir mecanismos efetores independentes de caspase-1, como é o caso da ativação de vias lisossomais que culminam em um processo peculiar de morte celular induzida e também na secreção de IL-1±. Em conclusão, a flagelina citosólica pode ativar mecanismos efetores por vias distintas, e a regulação molecular da ativação diferencial dessas vias ainda não está elucidada. Sendo assim, esse estudo propõe avaliar o papel diferencial de NLRC4, ASC e caspase-1 na secreção de IL-1± e no complemento protéico relacionado à inflamação e morte celular em macrófagos ativados por flagelina citosólica. (AU)

Propagação de ondas de compactação em materiais celulares gradados sujeitos a cargas de impacto

Beneficiário:
Instituição: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcílio Alves
Pesquisador visitante: Dora Karagiozova
Instituição do pesquisador visitante: Bulgarian Academy of Sciences (BAS) (Bulgária)
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Mecânica dos Sólidos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Processo:13/10884-3
Vigência: 13 de outubro de 2013 - 12 de abril de 2014
Assunto(s):Dinâmica não linearOndas de choque
Resumo
O objetivo do projeto proposto é a realização de uma análise teórica sobre a propagação das ondas de compactação de materiais celulares, gradados por sua densidade. Modelos analíticos serão desenvolvidos a fim de aprofundar o conhecimento da compactação dinâmica de espuma e outros materiais celulares sob intensas cargas dinâmicas. Em vez de se usar o conceito deformação de densificação, esta será determinada em função da velocidade do impacto e do tipo de carga dinâmica. Condições de carga diferentes serão analisados: um impacto de um bloco celular por uma massa rígida, o impacto de um bloco de uma parede celular rígida e impacto de dois blocos celulares possuindo distribuições de densidade diferentes. Modelos de elementos finitos serão construídos para verificar as previsões dos modelos teóricos. Particular atenção será dada à capacidade de absorção de energia do material, dependendo da função gradiente e intensidade da carga. (AU)
Página 5 de 1.330 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP