site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 5 de 1.436 resultado(s)
|

Vídeo-cápsula enteroscópica

Beneficiário:
Pesquisador responsável:Yang Min Shih
Empresa:Acen Microeletrônica Ltda
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Circuitos Elétricos, Magnéticos e Eletrônicos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Processo:13/50922-1
Vigência: 01 de maio de 2014 - 30 de abril de 2016
Assunto(s):Engenharia elétricaEquipamentos e provisões hospitalaresExames médicosCápsula endoscópicaIntestino delgadoIntestino grosso
Resumo
O intestino delgado e grosso são regiões do trato gastrointestinal de mais difícil de acesso devido ao seu comprimento e anatomia complexa. Há pouco tempo não era possível acessar toda a sua extensão através dos métodos convencionais como gastroscopia ou colonoscopia, apenas avaliações indiretas eram possíveis, através de exames radiológicos usando contraste de bário ou enteróclise. Na última década surgiu uma ferramenta revolucionária para a visualização do intestino, a cápsula endoscópica. O presente projeto propõe a pesquisa e desenvolvimento de um sistema utilizando uma cápsula de vídeo para a realização de exames endoscópicos do trato gastrointestinal. O sistema será composto de uma cápsula para a obtenção e transmissão das imagens, um dispositivo portátil para a recepção e armazenagem das imagens e um programa para auxiliar na visualização e detecção de enfermidades. Atualmente existem menos de uma dezena de fabricantes, nenhum no Brasil.' Este é um dos motivos que faz com que este tipo de exame custe de 10 a 20 vezes a mais do que um exame endoscópico convencional, o que o torna proibitivo para a população de baixa renda, principalmente nos países da América Latina, Ásia e África. O sistema a ser desenvolvido deverá utilizar novas técnicas resultantes da evolução da microeletrônica, afim de que possua um custo menor do que os sistemas atuais e seja mais eficiente e preciso. Isto permitirá que o exame se torne mais acessível para a população, o que viabilizaria a inserção desse exame na rede pública de saúde. A maior inserção desta tecnologia fará que haja aumento na escala de fabricação o que propiciará maiores ganhos para a empresa. (AU)

Detecção do plâncton no oceano superficial por tecnologia de sensores de alta resolução

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rubens Mendes Lopes
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/17633-6
Vigência: 01 de maio de 2014 - 30 de abril de 2016
Assunto(s):Plâncton marinhoOceanosBiodiversidadeMudança climáticaImageamento de satélite
Resumo
O plâncton marinho possui um papel central em vários serviços ecossistêmicos, incluindo a regulação do clima global. Este projeto analisará a distribuição e a biodiversidade do plâncton no oceano superficial por meio de uma abordagem amostral de alta resolução espacial e ampla cobertura geográfica, abrangendo diferentes domínios dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico. Serão utilizadas técnicas de sensoriamento in situ (sondas de parâmetros ambientais e sensores ópticos de imageamento) e remoto (sensores orbitais) para registrar e interpretar os padrões de ocorrência dos organismos planctônicos e dos processos físicos e biogeoquímicos que os influenciam. O projeto representa a primeira experiência desta natureza em âmbito mundial. Os sistemas de imageamento do plâncton serão desenvolvidos especialmente para o projeto, e contarão com câmera para a aquisição de imagens de campo claro ou contraste de fase, e uma câmera de baixa frequência (10 a 25 quadros por segundo) para registros com a técnica de holografia digital. A partir das imagens serão utilizados algoritmos de segmentação e classificação automática para a geração de dados taxonômicos e de abundância. As sondas ambientais fornecerão dados de temperatura, salinidade, matéria orgânica cromofórica dissolvida (CDOM) e pigmentos fitoplanctônicos. Os dados ambientais e de ocorrência do plâncton serão correlacionados com dados de sensores orbitais para interpretar como forçantes físicas de meso- e larga escala atuam sobre a comunidade planctônica. Esforços serão empreendidos para analisar os dados no contexto das pesquisas sobre mudanças climáticas. Além de publicações científicas o projeto fornecerá mapas de distribuição das propriedades estudadas, banco de imagens de organismos planctônicos, novos softwares de processamento de imagens, vídeo de alta definição e mídias diversas para divulgação e disseminação ao público em geral. (AU)

História denudacional das cimeiras do Sudeste do Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Geológico. Secretaria do Meio Ambiente (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Silvio Takashi Hiruma
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:14/01648-7
Vigência: 01 de maio de 2014 - 30 de abril de 2016
Assunto(s):Evolução tectônicaMorfotectônicaTermocronologiaDenudaçãoRegião Sudeste
Resumo
A margem continental passiva do sudeste do Brasil é caracterizada por uma evolução tectônica e denudacional polifásica desde a ruptura do Gondwana, que resultou em uma complexa compartimentação geomorfológica, com marcante contraste topográfico e diversidade das formas de relevo. Nesta paisagem, destacam-se as cimeiras das serras do Mar e da Mantiqueira (Bocaina, Campos do Jordão, campos do Ribeirão Fundo, entre outras) com altitudes superiores a 1800 m, consideradas remanescentes de antigas superfícies de erosão, segundo modelos geomorfológicos clássicos. A ausência de marcadores estratigráficos nessas áreas cristalinas pré-cambrianas dificultam a sua reconstrução paleogeográfica. No entanto, a aplicação de métodos termocronológicos de baixa temperatura, como a análise de traços de fissão em apatita e zircão, vêm permitindo obter as histórias térmicas de rochas do embasamento e estabelecer taxas de denudação ao longo do tempo geológico. Apesar da quantidade significativa de idades de traços de fissão em apatitas no Planalto da Bocaina, nas demais cimeiras os dados termocronológicos são raros ou insuficientes. O objetivo do projeto é comparar a história denudacional dessas áreas, a partir da integração da termocronologia de traços de fissão em apatita e zircão com análises estruturais e geomorfológicas. Desse modo, espera-se o melhor entendimento da evolução da margem continental passiva do sudeste do Brasil, bem como rediscutir a aplicação de modelos geomorfológicos clássicos. (AU)

Desenvolvimento de sistemas de informação interoperáveis para gestão em saúde com auditoria e controle de qualidade das informações

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Domingos Alves
Anfitrião: Altamiro Manuel Rodrigues da Costa Pereira
Local de pesquisa: Universidade do Porto (UP) (Portugal)
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/05662-4
Vigência: 15 de abril de 2014 - 15 de agosto de 2014
Assunto(s):Gestão em saúdeSistemas de informação em saúde
Resumo
Este projeto de pesquisa no exterior envolve duas equipes de docentes, da USP e da UP, que de maneira similar vem trabalhando na criação, gestão, difusão e aplicação de conhecimento em saúde, nas áreas das ciências e das tecnologias da informação e da decisão, com vocação para a investigação científica, o ensino e a prestação de serviços. No âmbito da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP), temos o Observatório Regional de Atenção em Saúde (ORAS) cujo objetivo principal é garantir que as informações em saúde ganhem em qualidade com desdobramentos para a assistência, gestão e pesquisa em saúde. Para isso o ORAS vem desenvolvendo metodologias, algoritmos e produtos de software para produzir os instrumentos tecnológicos necessários à construção de sistemas de assistência em saúde regionalizados de capacidade proativa, a partir da possibilidade de tratar as bases de dados integradas em um mesmo ambiente, com dados caraterizadores da população e de seu lugar. O grupo mencionado atua na área de Sistemas de Informação para Gestão em Saúde. Em contrapartida, a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), integra o CINTESIS, Centro de Investigação em Tecnologias e Sistemas de Informação em Saúde, com o objetivo de promover a pesquisa nos campos da Bioestatística, Informática Médica e da Avaliação de Tecnologias da Saúde e da Análise da Decisão, áreas que envolvem não somente os cursos citados anteriormente, mas também vários docentes da FMRP, em suas áreas de investigação. O CINTESIS está atualmente alojado no Centro de Investigação Médica, partilhando instalações com o Departamento de Ciências de Informação e da Decisão em Saúde (CIDES) da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Vale lembrar que a Universidade do Porto é responsável por 1/3 da produção científica nacional - e que, juntamente com o Hospital de São João, 2º maior hospital universitário português - é uma referência em termos da Saúde em Portugal. Diante deste cenário, o projeto aqui apresentado tem o intuito de aprofundar conhecimentos nos projetos de interesse dos dois grupos no desenvolvimento de Sistemas de Informação em Saúde a partir da troca de informações e documentação de softwares para a saúde. Deve-se destacar que todo o desenvolvimento compartilhado está sendo pensado ao se trabalhar três eixos principais que se referem a infra-estrutura dos sistemas de Informação em Saúde: (1) terminologias em saúde, (2) interoperabilidade entre sistemas de informação em saúde, (3) sistemas de auditoria e qualidade de dados. (AU)

Variabilidade e sinal filogenético da morfologia em organismos coloniais marinhos: um estudo com a família Campanulariidae (Cnidaria, Hydrozoa)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Marques
Supervisor no exterior: Allen G. Collins
Local de pesquisa: Smithsonian Institution National Museum Of Natural History (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:13/25874-3
Vigência: 10 de abril de 2014 - 09 de abril de 2015
Assunto(s):HydrozoaMorfometria
Resumo
Muitos estudos taxonômicos têm utilizado dados moleculares e morfológicos para reavaliar os limites interespecíficos de grupos com morfologia variável. A sobreposição dos caracteres diagnósticos das espécies leva a muitas confusões taxonômicas e a discordâncias sobre a relevância dos caracteres morfológicos utilizados para delimitar as espécies. A família Campanulariidae é conhecida pela sua ampla variabilidade morfológica e história taxonômica complexa. No meu projeto de doutorado, os padrões de variabilidade morfológica das espécies de Campanulariidae estão sendo interpretados com base nas suas relações filogenéticas para compreender a amplitude de variação dos caracteres tradicionalmente utilizados na taxonomia da família. O estágio de pesquisa no exterior é de grande importância para os objetivos do doutorado, já que permitirá o acesso a uma vasta coleção de espécimes da família Campanulariidae, além de permitir o contato com um ambiente acadêmico muito produtivo. Como parte do estágio, pretendo estudar várias espécies da família Campanulariidae depositadas nas coleções do National Museum of Natural History, Smithsonian Institution (NMNH), assim como materiais tipo e vouchers de sequências depositadas no GenBank. (AU)

Caracterização funcional de fatores de transcrição involvidos com a formação de madeira de tensão em eucalipto: impacto na estrutura química da parede celular e adequação para a produção de etanol de segunda geração

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gonçalo Amarante Guimarães Pereira
Supervisor no exterior: Jacqueline Grima-Pettenati
Local de pesquisa: Université Paul Sabatier - Toulouse III (França)
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Processo:13/17846-0
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2015
Assunto(s):EtanolEucaliptoParede celularBioenergia
Resumo
Com o aumento da demanda por fontes de energia renováveis crescendo a cada ano, a busca por fontes de energia alternativa vem sendo incentivada no mundo todo. O Brasil sempre esteve na vanguarda do conhecimento da produção de biocombustíveis além de ser o maior produtor mundial de celulose a partir de fibra curta de Eucalyptus spp, com um setor bem desenvolvido e em plena expansão. Dessa forma a consolidação do país no setor de energia e seu estabelecimento como maior produtor mundial de etanol de segunda geração passa pela união desses dois grandes mercados. A principal limitação para o uso da biomassa lignocelulósica de eucalipto para a produção de energia vem da sua estruturação da parede celular, com a lignina impedindo o acesso a celulose e conseqüentemente sua degradação em açucares fermentáveis. Para viabilizar este processo é necessário estudar as características da parede celular e dos genes que controlam sua formação. O controle transcricional da biossíntese de parede celular secundária ainda é pouco conhecido em espécies arbóreas, sendo a principal referência o modelo proposto para Arabidopsis. A madeira de tensão é formada em angiospermas devido á resposta ao estimulo gravitacional e possui características contrastantes, possuindo assim um controle regulatório peculiar e seu estudo constitui uma excelente oportunidade para se entender o comportamento de genes envolvidos na formação da madeira e os mecanismos moleculares regulando suas funções. O presente projeto de pós-doutorado tem como principal objetivo a caracterização funcional de fatores de transcrição envolvidos com a formação da madeira de tensão em eucalipto e a avaliação do impacto destes na formação da parede celular, buscando a sua adequação à produção de biocombustiveis. O projeto aproveitará a estrutura e experiência de um grupo de pesquisa altamente qualificado no estudo de fatores de transcrição, plantas transgênicas e formação da parede celular, estando inserido em um consórcio europeu ( TREEFORJOULES) já em andamento, que tem como principal objetivo o uso de árvores como fonte de biocombustivel, estando assim seus resultados diretamente ligados a ambição do país, hoje maior produtor mundial de celulose, em permanecer como referencia no setor de biocombustíveis e energia verde. (AU)

Segmentação de placas de esclerose múltipla em imagens de ressonância magnética usando modelo de mistura de distribuições t-Student e detecção de outliers

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo José Ferrari
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/00019-6
Vigência: 01 de abril de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):Esclerose múltipla
Resumo
Esclerose Múltipla (EM) é uma doença inflamatória e desmielinizante (isto é, com perda de mielina) do sistema nervoso central (SNC). EM é considerada uma doença autoimune a qual o sistema imunológico reconhece erroneamente a bainha de mielina do SNC como um elemento externo e então a ataca, resultando em inflamação e formação de cicatrizes gliais (escleroses) em múltiplas áreas da substância branca do SNC. O imageamento multiespectral por ressonância magnética tem sido usado clinicamente com muito sucesso para o diagnóstico e monitoramento da EM devido às suas excelentes propriedades, como alta resolução e boa diferenciação de tecidos moles. Atualmente, o método utilizado para a segmentação de lesões de EM é o delineamento manual das lesões em imagens 3D de RM, o qual é realizado por especialistas com ajuda limitada do computador. Entretanto, tal procedimento é custoso e propenso à variabilidade inter e intraobservadores devido ao baixo contraste das bordas das lesões. Atualmente, vários pesquisadores têm voltado seus esforços para o desenvolvimento de técnicas que visam diminuir o tempo gasto na análise das imagens e medir de maneira mais precisa o volume dos tecidos cerebrais e das lesões de EM. Nesse contexto, esteprojeto propõe o estudo e o desenvolvimento de uma técnica computacional automática baseada em na abordagem de detecção de outliers e usando modelos de mistura finita de distribuições t-Student e atlas probabilísticos para a detecção e medição do volume de lesões de EM em imagens de RM. (AU)

Representando a atividade cerebral através de seleção estatística de modelos na classe de sistemas interagentes de cadeias com memória variável

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Matemática e Estatística (IME). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jefferson Antonio Galves
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Probabilidade e Estatística - Probabilidade e Estatística Aplicadas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/04801-0
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2015
Resumo
No cérebro, os neurônios estão organizados em grandes redes onde tanto as conecções fisiológicas quanto as funcionais seguem padrões complexos. Durante o sono profundo, os neurônios do córtex cerebral apresentam uma atividade global altamente sincronizada. Em contraste, no estado de vigília esses ritmos globais desaparecem dando lugar a uma atividade global menos sincronizada. Para fins experimentais, o estado de sono profundo pode ser reproduzido utilizando-se alguns anestésicos. Já a transição para o estado de vigília pode ser simulado por meios de estimulação micro-elétrica das áreas ascendentes de ativação, originadas em núcleos localizados no prosencéfalo basal e no tronco cerebral. Deste modo, é possível estudar a dinâmica de associação espontânea dos neurônios durante estes estados e procurar por diferenças sutis entre eles. Essas questões foram abordadas na minha tese de doutoramente e os resultados estão relatados em González-Montoro (2013), González-Montoro et al. (2014) e em outros dois artigos submetidos para avaliação. O objetivo geral desse projeto é enfrentar estas questões de uma perspectiva diferente. Essa nova abordagem propõe estudar os fenômenos de associação neuronal e testar os diferentes estados do cérebro utilizando seleção estatística de modelos em uma nova classe de sistemas estocásticos recentemente introduzida por membros do time NeuroMat (Galves and Löcherbach 2013). (AU)

Metabolismo do triptofano e resistência a carrapatos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Isabel Kinney Ferreira de Miranda Santos
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/04755-9
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2015
Assunto(s):ImunoparasitologiaTriptofanoCarrapatos
Resumo
Metabolitos derivados do metabolism não protéico do triptofano (TRY) afetam processos neurológicos, comportamentais, imunológicos e semioquimicos em vertebrados e em artrópodes. No entanto, quase nada é conhecido sobre seu papel nos carrapatos e nas respostas dos hospedeiros às picadas desse ectoparasita. A fim de elucidar os mecanismos de imunidade contra carrapatos nós exploramos um modelo de fenótipos contratantes de infestações que diferentes raças de bovinos apresentam e no qual perfilamos a expressão gênica global em pele infestada e não infestada por carrapatos. A análise funcional dos genes diferencialmente expressos com Metacore indicou que o metabolism de TRY é um componente muito significativo tanto das reações locais aos carrapatos quanto dos desfechos distintos apresentados pelos fenótipos contrastantes. Neste projeto confirmaremos e elucidaremos o papel do metabolism do TRY nas infestações com carrapatos no nosso modelo. Para tanto quantificaremos a expressão de genes candidatos em pele e em leucócitos de sangue de bovinos infestados controladamente com um arranjo de PCR contruído especificamente para este fim e curado pelo Metacore e pela nossa garimpagem da literatura. Mediremos metabolitos de TRY na pele, urina e sangue de animais infestados e livres de carrapatos e caracterizaremos os componentes químicos obtidos de esfregaços de pele. Também interferiremos em pontos seletos do metabolismo do TRY e depois mediremos em bovinos antes e depois de infestações controladas os seguintes parâmetros: o desfecho metabólico na pele, urina e sangue; o desfecho das infestações; o desfecho do ciclo do folículo piloso, a expressão dos genes candidatos; a inflamação de pele. Em cruzamentos entre raças que apresentam fenótipos extremos de infestação (Girolandos) também sequenciaremos produtos de PCR dos principais genes identificados nos estudos de expressão gênica. Procuraremos por polimorfismos únicos de nucleotídeos nesses produtos e examinaremos se estão associaidos significativamente com os fenótipos de infestação, com níveis de metabolitos de TRY e com produção de semioquímicos. Esperamos gerar evidências de que o metabolismo do TRY tem um papel na resistência aos carrapatos. (AU)

Regulação trófica ascendente do recrutamento em invertebrados marinhos com desenvolvimento indireto: cracas como estudo de caso

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Biologia Marinha (CEBIMAR). Universidade de São Paulo (USP). São Sebastião, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Augusto Alberto Valero Flores
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/03030-0
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Assunto(s):Craca
Resumo
Contribuições recentes têm mostrado que a retenção larval em populações de invertebrados marinhos costeiros é muito mais frequente do que o sugerido por modelos físicos de transporte. Sendo assim, processos que ocorrem à escala local, até às unidades de km, podem ser determinantes na estruturação e persistência dessas populações. Cracas são organismos dominantes na região do entre-marés de costões rochosos e, por serem filtradores, representam um elo importante de transferência energética entre o ambiente pelágico e o bentônico. Na região tropical, a disponibilidade de alimento na coluna de água pode limitar o desempenho de larvas e adultos, estes últimos ainda sujeitos a um estresse térmico, no limiar da tolerância, durante os meses de verão. Devido à limitação de espaço no entre-marés, as larvas precisam estocar reservas energéticas para que em seu estágio final, lecitotrófico, possam sondar uma área suficiente do substrato e selecionar um local adequado para o seu desenvolvimento até à fase adulta. É proposto neste projeto entender como a população bentônica interage com a variação ambiental para maximizar sua aptidão, em termos da produção de recrutas que possam chegar à fase adulta. Para tal são propostos três módulos de trabalho, com foco (i) na estratégia de alocação de recursos para maximizar o sucesso reprodutivo em condições contrastantes de suprimento alimentar e estresse térmico, (ii) nos efeitos da qualidade larval na seleção de substratos e no desempenho pós-assentamento e (iii) na relação entre o estado trófico da coluna de água e qualidade larval à mesoescala, a qual, conjuntamente com estimativas de fluxo genético, poderão indicar processos de isolamento ao longo de sua distribuição natural. Espera-se propor um modelo mais refinado de regulação do recrutamento de invertebrados marinhos tropicais com base nos resultados a obter. (AU)

Ação regulatória da melatonina sobre o miR-17 e ROCK-1 na metastização do câncer de mama

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Debora Aparecida Pires de Campos Zuccari
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/24975-0
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2015
Assunto(s):Neoplasias mamáriasMetástaseMelatonina
Resumo
O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum em mulheres sendo frequentemente associado a altas taxas de morbidade, mortalidade, com grande impacto financeiro sobre o sistema de saúde. Além disso, a doença é caracterizada pelos altos índices de metástase, que pioram significativamente o prognóstico. Estão implicadas nesse processo duas moléculas regulatórias, os microRNAs (miRNAs) em especial o miR-17 e, o ROCK-1, cujas expressões aumentadas vêm sendo associadas ao crescimento tumoral e metástase. Já a melatonina tem revelado efeitos oncostáticos e anti-metastáticos por reduzir a capacidade de migração e invasão das células tumorais, além de inibir a proliferação celular. Assim, o objetivo deste estudo é determinar o efeito da melatonina na modulação do miR-17 e de seu gene-alvo ROCK-1 no controle da metástase avaliando a expressão molecular e proteica do ROCK-1 e apenas molecular de miR-17 após o tratamento com este hormônio na linhagem celular de câncer de mama metastática, MDA-MB-231. A expressão molecular de miR-17 será verificada por PCR em tempo real, e ROCK-1 terá sua expressão molecular e proteica avaliada por PCR em tempo real e imunocitoquímica, respectivamente. Além disso, uma análise da capacidade de invasão e migração será realizada por ensaios em câmara de Boyden, para verificar o efeito inibitório dessas moléculas. Os resultados alcançados poderão determinar o potencial valor terapêutico da melatonina no bloqueio das metástases, contribuindo para compor potenciais protocolos terapêuticos para controle deste evento celular, determinante para um pior prognóstico da paciente com câncer de mama. (AU)

Raízes da intolerância

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Joao Angelo Fantini
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Processo:13/11155-5
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2015
Assunto(s):PsicanáliseRacismoXenofobiaPreconceitoIgualdade social
Resumo
Ao dizer que o ser humano mantém uma relação com seu vizinho numa lógica que envolve ódio, Jacques Lacan retomou a lição freudiana de que a humanidade começa com um traço inicial de exclusão. Neste sentido, a humanidade não é definida por seus atributos, mas por uma rejeição inicial - cujo nome é a segregação, que é a própria lógica da intolerância. Este livro reflete o processo de pesquisa de pós-doutorado do Prof. João Angelo Fantini no Birkbeck College, University of London, acerca dos processos de intolerância como fenômeno psíquico que constitui uma forma de sintoma social, de importância crescente no mundo globalizado e umas das principais fontes de preocupação dos governos em todo o mundo. Como processo, a intolerância pode ser pensada desde as relações entre vizinhos, passar pelas questões de gênero ou ainda construir as diferenças que sustentam as diferenças entre povos e nações.Os textos reunidos neste trabalho compõem um amplo cenário de discussão destes temas, da perspectiva da psicanálise, mas em conexão com aspectos culturais, sociais e políticos. Os capítulos ordenam-se em torno de objetos específicos, mas que dialogam entre si, montando um panorama bastante significativo no esforço de pensar como elementos aparentemente díspares podem auxiliar a pensar questões como: etnocentrismo, racismo, xenofobia, homofobia, preconceitos sociais e religiosos. Neste sentido, Christian Dunker mostra como no interior do sistema ideológico brasileiro, a cordialidade e seus conceitos assemelhados acordam em uma relação de complementação com as concepções sobre a intolerância. Stephen Frosh por sua vez, aborda como desejo e demanda se articulam nas fronteiras entre o sujeito e o outro, seja dentro dos grandes grupos ou na relação com os vizinhos, argumentando que o sujeito humano é um 'sujeito interrompido', onde o outro/vizinho, vem a ser uma figura-chave na criação desta interrupção. Derek Hook desdobra e desenvolve a lógica afetiva do racismo dentro de um modelo de critica contemporânea pós-colonial, para entender como funciona a economia libidinal que circula nos processos de segregação entre povos. Já Lisa Baraitser e Frosh partem do conceito de reconhecimento para pensar como na concepção intersubjetiva de reconhecimento, sujeitos podem trocar e se alternar em expressar e receber, criando uma reciprocidade que permite e implica separação, resultando em algo "estrangeiro" que permanece no núcleo da subjetividade. Por fim, João Fantini aborda os aspectos históricos, culturais e políticos envolvidos nos mecanismos de racialização do outro, discutindo os processos de intolerância a partir da implantação das Ações Afirmativas na educação no Brasil, fazendo um contraponto com a forte experiência do multiculturalismo na Inglaterra.O conjunto de textos pretende pensar como tolerância ou intolerância, associados aos aspectos socioeconômicos, podem ser consideradas como atitudes relativas ao modo como admitimos que o outro possui uma forma de organizar o prazer, de lidar com a satisfação e de articular o gozo (entendido aqui como satisfação psíquica obtida com o sintoma, por meio da fantasia) diferente ou comparável com a nossa. Desta perspectiva, a psicanálise lembra que as mais estranhas manifestações de intolerância são reservadas, por exemplo, às pessoas "estranhas" que tentar agir e falar como aqueles que se julgam "cidadãos natos". Quanto mais estes "estranhos" tentam emular e imitar, isto é, quanto mais eles tentam "pertencer", mais feroz aparece a rejeição. (AU)

Toxina botulínica intra-articular como adjuvante no controle da dor em cães com displasia coxofemoral

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Renata Navarro Cassu
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/18147-8
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2016
Assunto(s):AnalgesiaToxinas botulínicasDor crônicaOsteoartriteCães
Resumo
Este estudo objetiva avaliar a administração intra-articular (IA) da toxina botulínica (TXB) como adjuvante do controle da dor crônica em cães portadores de displasia coxofemoral (DCF). Serão avaliados 16 cães, com sinais de dor articular, portadores de DCF, cujo diagnóstico será confirmado por exame radiográfico (RX). Após a confirmação diagnóstica da DCF, será iniciado o tratamento analgésico convencional com carprofeno, durante 15 dias, além de sulfato de condroitina, durante 24 semanas para todos os animais. Cinco dias após o início do tratamento, em delineamento duplo cego, os cães serão distribuídos aleatoriamente em dois grupos: TXB (n=8): administração intra-articular (IA) de 25U de toxina botulínica (volume de 0,5mL); Controle (n=8): administração IA de 0,5mL de solução salina. A avaliação do grau de desconforto, claudicação e mobilidade articular será realizada por sistema de escore antes do tratamento (0) e 2, 4, 8, 12, 16, 20 e 24 semanas após a injeção IA. Radiografias da articulação coxofemoral serão realizadas antes da injeção IA, 12 e 24 semanas após o tratamento. Além disso, a avaliação será embasada em questionários respondidos pelos proprietários sobre a condição dos cães antes e após o tratamento. Na estatística, será utilizada análise de variância (ANOVA) seguida pelo teste de Kruskal-Wallis para comparação entre os grupos. O teste de Friedman para amostras relacionadas, com contrastes verificados pelo teste de Dunn será empregado para comparação entre momentos ao longo do tempo (p<0,05). (AU)

Dinâmica de portadores eletrônicos em nanoestruturas semicondutoras

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcio Daldin Teodoro
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo:13/18719-1
Vigência: 01 de abril de 2014 - 31 de março de 2018
Assunto(s):MagnetismoSemicondutoresSpinFotoluminescênciaNanoestruturas
Resumo
Este projeto é dedicado à investigação das propriedades ópticas e eletrônicas de nanoestruturas semicondutoras utilizando espectroscopia com resolução temporal. Serão utilizadas amostras com diferentes geometrias e composições no estudo e aplicações de novos efeitos quânticos. O projeto inclui ainda a colaboração entre grupos de crescimento, caracterização estrutural e cálculo teórico, com enfoque no estudo das propriedades de spins dos portadores nestas nanoestruturas. Desafios experimentais serão superados pela montagem de um sistema único construído com partes compatíveis e complementares de diferentes firmas, e que estão ajustadas para disponibilizar resolução final das medidas na ordem de pico segundos. O sistema proposto aqui possui custo total significativamente reduzido, em contraste com os sistemas tradicionalmente utilizando streak câmera. A possibilidade de integração com outras técnicas experimentais, como com aplicação de campos magnéticos, torna este sistema um dos poucos capazes de realizar tais medidas com este nível de resolução. Neste projeto será dado especial enfoque em nanoestruturas com geometrias de confinamentos tridimensional, anelar e fios quânticos, com propriedades magnéticas e semimagnéticas, para aplicações em dispositivos de armazenamento e transmissão de informação em níveis quânticos. Parcerias nacionais e internacionais bem estabelecidas pelo proponente são fundamentais para o desenvolvimento deste projeto, cuja complementação de empenhos e interesses comuns entre pesquisadores de diferentes áreas teóricas e experimentais permitirá a consolidação desta nova linha de pesquisa, além de constituir em uma interessante proposta de colaboração interdisciplinar entre pesquisadores de diversas instituições brasileiras e internacionais. (AU)

TNF-related apoptosis-inducing ligand (TRAIL) mediates the resolution of allergic airway inflammation induced by chronic allergen inhalation

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Momtchilo Russo
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:14/05707-8
Vigência: 01 de abril de 2014 - 30 de setembro de 2014
Assunto(s):Imunologia
Resumo
Asma alérgica é uma doença pulmonar crônica caracterizada por infiltração de células T auxiliares tipo-2 (Th2), eosinófilos, hipersecreção de muco e níveis elevados de IgE. Em alguns pacientes, o quadro asmático pode desaparecer espontaneamente com o tempo ou ser induzido por imunoterapia alérgeno-específica. Em camundongos com inflamação alérgica pulmonar estabelecida, desafios crônicos alérgeno-específicos resultam numa progressiva resolução da inflamação pulmonar alérgica. Este fenômeno, conhecido com tolerância inalatória local tem sido extensivamente estudado e diferentes mecanismos reguladores tem sido propostos. Neste trabalho, nós comparamos a contribuição de diferentes vias reguladoras que poderiam estar associados com este fenômeno. Nos verificamos que tolerância inalatória não estava associada com aumento das células T reguladoras ou citocinas supressivas como IL-10 e TGF². Porém, estava associado com aumento de apoptose em leucócitos do trato respiratório. Verificamos que TNF-related apoptosis-inducing ligand (TRAIL) foi uma molécula chave associada apoptose. Confirmando este achado, tratamento com anti-TRAIL bloqueou a apoptose de leucócitos e aumentou a infiltração de eosinófilos e célulkas Th2. Em contraste, tratamento intranasal com TRAIL recombinante aumentou a apoptose e diminuiu o influx de eosinófilos e células Th2 pulmonares produzindo IL-4 e IL-5. Nossos dados indicam que sinalização via TRAIL é suficiente para modular negativamente a doença alérgica pulmonar sugerindo o uso terapêutico potencial do TRAIL no tratamento de asma. (AU)

Antonio Bento: discurso e prática abolicionista na São Paulo da década de 1880

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Helena Pereira Toledo Machado
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/18314-1
Vigência: 01 de março de 2014 - 30 de junho de 2015
Assunto(s):EscravidãoSão paulo
Resumo
Esta pesquisa propõe a elaboração de uma biografia política de Antonio Bento de Souza e Castro, com o objetivo de melhor compreender a luta abolicionista na cidade de São Paulo na década de 1880. Antonio Bento ficou conhecido como um importante abolicionista em consequência da liderança da Ordem dos Caifazes, grupo que se empenhou no resgate de cativos através do auxílio direto à fuga, fornecimento de esconderijos provisórios e envio para locais seguros. Em razão desta prática libertadora, parte da historiografia compreende sua atuação como eminentemente radical, contrapondo-a à atuação "legalista" e judicial de homens como Luiz Gama.A análise do jornal A Redempção, do qual Antonio Bento foi redator chefe, publicado entre o início de 1887 e a abolição da escravidão, em maio de 1888, servirá de pilar documental a este trabalho. É através do periódico que procuraremos mapear o mundo político e a teia de relações sociais nas quais esteve imerso o abolicionista, investigando seus projetos de libertação e seus discursos sobre a liberdade dos escravos no Brasil. (AU)

A dupla acusação de Luciano de Samósata: tradução e estudo da concepção de gênero dialógico de Luciano

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcos Martinho dos Santos
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Clássicas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/18992-0
Vigência: 01 de março de 2014 - 31 de dezembro de 2014
Assunto(s):Retórica
Resumo
A dupla acusação ocupa uma posição central na compreensão das características do logos luciânico. Como se pode depreender do título e da disposição do diálogo, o objetivo do autor parece ser discutir aspectos de sua obra e legitimar a sua criação literária, o diálogo cômico. A obra divide-se em três partes: um prólogo no Olimpo (cap. 1-7), de onde Zeus envia Hermes e Justiça a Atenas, afim de instituir uma sessão judicial; uma cena de transição, onde as duas divindades dialogam sobretudo acerca dos filósofos e, tendo aterrissado, conversam com Pan; e por fim, uma cena de preparação e julgamento dos processos (12-35), onde após uma série de discursos de acusação e defesa (Embriaguês X Academia, Stoa X Prazer-Epicuro, Luxúria X Virtude, Banco X Diógenes, Pintura X Pírron) Luciano se defende de duas acusações. Retórica, sua esposa legítima, acusa-o de maus-tratos, por tê-la preterido em favor de seu amante, Diálogo, que, por sua vez, o acusa de violência, por lhe não ter respeitado as convenções. Além desta obra ser, pelo seu caráter polimórfico e pela mistura de gêneros, um ótimo exemplo do logos luciânico, é também onde, mais detidamente, Luciano aborda as inovações feitas no gênero dialógico. Neste contexto judicial, por um lado, as características do gênero dialógico, tal como nos diálogos platônicos, configuram-se em oposição às da retórica, por outro, as características do diálogo cômico delineiam-se por meio do contraste com as do diálogo filosófico. No presente trabalho, apresentamos a tradução dessa obra, acompanhada de notas explicativas, que buscam esclarecer as alusões literárias, as referências históricas e o emprego de expedientes retóricos. Na tradução, levando em consideração os limites da versão do grego ao português, buscaremos reproduzir os efeitos estilísticos do texto original. Como introdução, apresentamos um estudo dividido em duas partes. No primeiro capítulo, pautando-nos em considerações de autores antigos (Luciano, Platão, Aristóteles, Diógenes Laércio, Cícero) bem como de pesquisadores contemporâneos (HIRZEL: 1895; BOMPAIRE: 1956; BRAUN: 2004; CHIRON: 2003), pretendemos investigar qual é a concepção de gênero dialógico apresentada por Luciano e como ela se constrói em oposição à retórica. Nesta obra, enquanto Diálogo tem Platão como modelo, apresenta-se como um velho barbudo, filho de Filosofia, e se caracteriza pela sucessão de perguntas e respostas, pela mikrología, pelo público reduzido e pelo tratamento de temas filosóficos, Retórica tem Demóstenes como modelo, apresenta-se ora como esposa fiel ora como cortesã, e se caracteriza pelo discurso ininterrupto (onde o destinatário é simples ouvinte), pela makrología, pelo auditório numeroso e pela vinculação a questões civis. No segundo capítulo, nossa intenção é investigar as diferenças entre as duas práticas dialógicas e tratarmos das características particulares do diálogo luciânico, formado a partir da inserção de elementos de diversas naturezas ao diálogo filosófico: uma forma de expressão, (úö¼¼±), um gênero literário (2±¼²¿Â), uma escola filosófica (ºÅ½¹Ã¼ÌÂ) dois representantes da comédia antiga (Aristófanes e Êupolis), e Menipo, todos esses relacionados com o riso rebaixador. Para tanto, deveremos apoiar-nos nas reflexões do próprio Luciano, presentes não só n'A dupla acusação, mas noutras obras suas: Zêuxis; Âmbar; Tu és um Prometeu em teus discursos; O Pescador. (AU)

Trocas gasosas foliares em espécies selecionadas na Mata Atlântica, SP

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Alfredo Joly
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/00207-7
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):FotossínteseRespiração vegetalCiclo do carbonoTroca gasosaMata atlântica
Resumo
O Brasil é um dos países megadiversos e onde ocorrem duas das maiores florestas tropicais do planeta: Mata Atlântica e Floresta Amazônica. A Mata Atlântica é uma das florestas tropicais mais ameaçadas ocorrendo hoje em menos de 16% da sua distribuição original. Em contraste, a Floresta Amazônica representa cerca de 30% da área de floresta tropical do planeta. Entretanto, o Brasil apresenta as maiores taxas absolutas de desmatamento provocado pela conversão em larga escala de florestas em pastagens, agricultura e monoculturas de arvores exóticas. A floresta tropical brasileira é relativamente bem estudada no que se refere a composição de espécies e diversidade. Apesar disso, a produtividade primaria, especialmente em florestas alteradas pelo homem, é muito menos compreendida e estudos ecofisiológicos que incluem características fotossintéticas são raros. O treinamento técnico solicitado é orientado para suportar os estudos ecofisiológicos baseados na avaliação de características de trocas gasosas foliares em espécies arbóreas selecionadas em florestas maduras e secundarias a longo de um gradiente de perturbação no nordeste do estado de São Paulo incluindo a Serra do Mar, Vale do Paraíba e Serra da Mantiqueira no âmbito do projeto ECOFOR (Biota-Fapesp/NERC). (AU)

Propriedades estruturais, mecânicas e de transporte de nanoestruturas baseadas em grafinos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Douglas Soares Galvão
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física da Matéria Condensada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:13/25979-0
Vigência: 01 de março de 2014 - 01 de outubro de 2014
Assunto(s):Simulação de dinâmica molecularEstrutura eletrônicaGrafenosNanotecnologia
Resumo
Grafinos são estruturas bi-dimensionais alotrópicas de carbono relacionadas com o grafeno. Mas, em contraste com o grafeno, os anéis benzenóides são conectados por grupos acetilênicos, permitindo a co-existências de carbonos sp2 e sp. Neste projeto nós investigaremos as propriedades estruturais, mecânicas e de transporte de famílias de grafinos. Utilizaremos métodos ab initio e simulações de dinâmica molecular clássica e reativa. (AU)

Regulação microambiental de células epiteliais límbicas corneais expandidas sobre membrana amniótica desepitelizada: ênfase na organização supramolecular dos maiores biopolímeros extracelulares

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Luiz Laus
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/25533-1
Vigência: 01 de março de 2014 - 31 de julho de 2015
Assunto(s):BiopolímerosCórneaOftalmologia veterinária
Resumo
A evolução da díade risco-benefício que acompanha o uso de tecidos de bioengenharia destinados à reconstrução da superfície ocular com deficiência límbica depende de novas ideias e abordagens metodológicas para se estudarem a regulação microambiental das células progenitoras epiteliais límbicas corneais ex vivo e desenvolverem substratos de retroalimentação adequados à expansão das mesmas. Claramente, muita ênfase tem sido dada para as vias de sinalização bioquímica, que envolvem a participação de moléculas extracelulares solúveis, na hemostasia do epitélio límbico corneal cultivado, especialmente sobre membrana amniótica desepitelizada [substrato biopolimérico (de cultivo/expansão) mais popular nos centros de referência em oftalmologia]. Em contrapartida, as vias biofísicas de regulação microambiental, que dependem, entre outros fatores, na organização supramolecular (ou supraorganização) dos biopolímeros extracelulares do próprio limbo (no caso de um sistema de cultivo em explante) e da membrana de expansão celular têm sido pouco estudadas. Indiscutivelmente, a supraorganização constitui e/ou posiciona sítios de interação célula-matriz capazes de ativar/desativar vias de mecanotrandução e de potencializar ou neutralizar a ação de fatores de crescimento e sobrevida. No mínimo cinco propriedades estruturais, da membrana amniótica desepitelizada, que podem auxiliar na polarização e modulação fenotípica das células cultivadas, relacionam-se com a supraorganização de sua matriz extracelular: geometria, topografia, orientação espacial, rigidez/elasticidade, força mecânica. Com os avanços da nanotecnologia, da ciência de materiais e da química supramolecular, a perspectiva de explorar uma supraorganização (que reflete requerimentos em nanoescala) para, em um segundo momento, reproduzi-lá em laboratório, criando membranas artificiais biomiméticas para a bioengenharia de tecidos e órgãos, tornou-se real. Inúmeros estudos recentes apontam que o futuro da medicina regenerativa é nano, é supra. Sendo assim, a meta desta pesquisa é avaliar a organização supramolecular dos maiores biopolímeros (ie. colágenos e proteoglicanos) das matrizes extracelulares de membranas amnióticas desepitelizadas arroladas, juntamente com explantes de limbo, em sistemas de cultivo celular terapêutico para reconstrução da superfície ocular. Os fenômenos ópticos resultantes da interação das supraorganizações de matriz extracelular com a radiação eletromagnética constituirão a base das nossas análises. (AU)

A construção mutual de discursos intolerantes: ateus, agnósticos e religiosos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Joao Angelo Fantini
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/24292-0
Vigência: 01 de março de 2014 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):PsicanáliseAteísmoReligiões
Resumo
Apesar das previsões iluministas de que o avanço científico levaria ao declínio das práticas religiosas, o que se vê na atualidade é a reafirmação da religiosidade. Por outro lado, há um movimento crescente de secularização, o que pode ser observado no Brasil pelo aumento daqueles que se declaram "sem religião", entre eles os ateus e agnósticos. Nesse contexto, observa-se o discurso de intolerância que circula dos religiosos em direção aos ateus e agnósticos e vice-versa, e que se reflete no atual cenário político, econômico, social e cultural. Partindo do pressuposto de que a intolerância enquanto fenômeno social emerge da subjetividade dos indivíduos, a presente pesquisa busca compreender, por meio da metodologia de Grupos Focais, como se dá a formação desses grupos, a circulação dos discursos e como se configura a construção do processo de intolerância, tendo por referencial teórico a psicanálise. (AU)

Olhares vertiginosos nas reformulações da história: o primitivo, o selvagem e o canibal

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Cássio da Silva Fernandes
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:13/19366-5
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Resumo
Entre os chamados "objetos tribais" que serviram de propaganda anti-imperialista ao movimento surrealista francês; o primitivismo, intercedido por Lionello Venturi (Il gusto dei primitivi; 1926) como contrapeso à historiografia artística de bases classicistas; e as propostas antropofágicas do modernismo brasileiro, encontramos análogas tendências vanguardistas empenhadas em reelaborar o conhecimento histórico.Entre o velho e o novo continente ou, se quiser, entre os vícios das tradições ocidentais e a vernaculidade da tradição brasileira registravam-se, nas décadas de 1920 e 1930, um interesse em comum pelos conceitos de primitivo, selvagem e canibal enquanto reestruturações das identidades culturais e tão logo enquanto problematização dos conceitos mesmos de tradição e classicismo. Estamos a tratar de movimentos de vanguarda que preocupados em promover específicas modernidades às suas respectivas culturas, resgataram um passado esquecido ou marginalizado pela história, ou mesmo inventaram-na uma tradição: perspectivas essas aqui compreendidas como vertiginosas enquanto propostas de inovação ou reutilização do passado a favor da modernidade. Enquanto os surrealistas franceses encontraram nos ditos selvagens a elaboração do contrapeso a uma concepção colonialista da história da arte, e a inspiração a outras sensibilidades estéticas; na Itália, os primitivos de Lionello Venturi viriam por incomodar as estruturas classicistas da historiografia artística de bases vasarianas, substituindo a estrutura evolutiva das "três idades das artes" por uma estrutura historiográfica de caráter mais espiritual, mais preocupada em compreender o gosto da época do que em estabelecer progressões de virtuosismos formais. Em contrapartida, as propostas modernistas brasileiras - especificamente aquelas de Oswald de Andrade e Mario de Andrade - conscientes das tendências vanguardistas europeias de então, elaboraram a imagem do seu canibal como metáfora de um autoconsumo cultural a favor das elaborações da sua tradição interna. O primitivo brasileiro, mesmo não indicando o exotismo e o fetiche experimentados pelos surrealistas franceses; mesmo não estruturado enquanto combate contra os vícios da historiografia classicista, como proposto por Venturi, também consistiu numa elaboração artístico-literária empenhada com as reformulações culturais. O canibal autofágico combatia os excessos de importação de civilização e consistia na propaganda modernista brasileira interessada, sobretudo, na construção de uma identidade nacional incorruptível e autêntica, procurando delimitar o que era tradição inventada e o que era tradição adquirida.Os referidos olhares vertiginosos registrados entre França, Itália e Brasil dialogam enquanto propostas modernas que encontraram no desconhecido (os objetos extraeuropeus que se perpetuavam nas exposições surrealistas), no canhestro ou ingênuo (as primeiras formulações da arte renascentista ainda distante do virtuosismo formal do Quinhentos italiano) e na ausência (a falta de uma tradição artística e historiográfica brasileira em confronto com a longa estrada construída pela tradição europeia) as inspirações às elaborações de suas propostas artísticas. Propostas estas que serão aqui confrontadas enquanto perspectivas críticas do conhecimento histórico, reelaborado em prol das modernizações culturais do início do século XX. (AU)

Análise molecular em genótipos de cana - de - açúcar submetidos à prolongada limitação hídrica pela técnica de RNA-seq

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Ines Tiraboschi Ferro
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/22122-0
Vigência: 01 de março de 2014 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):Estresse hídricoBiologia molecular
Resumo
No Brasil a cultura da cana-de-açúcar tem se expandido para regiões com prolongados períodos de deficiência hídrica, o que vem limitando a produção sucroenergética. A melhor forma de contornar esse problema é utilizar cultivares tolerantes a este estresse. A presente proposta foi elaborada com o objetivo de analisar a expressão gênica de plantas submetidas a longos períodos de diferentes limitações hídricas, com vistas a gerar novos conhecimentos e ferramentas para a seleção de cultivares de cana tolerantes ao déficit hídrico prolongado, promover o desenvolvimento e a competitividade da cultura, além de contribuir para a formação de recursos humanos especializados na área. Para atingir tal objetivo, duas cultivares contrastantes (tolerante e sensível) serão cultivadas em vasos de 50 dm3 em casa de vegetação e submetidas a três potenciais hídricos do solo (ensaio com 6 tratamentos e 3 repetições) e serão avaliadas aos 30, 60 e 90 dias após aplicação dos tratamentos. O RNA total das folhas das plantas será extraído e os genes expressos (mRNAs) serão sequenciados pela técnica de RNA-Seq utilizando a plataforma HiScanSQ System (Illumina). Após o sequenciamento, os dados serão analisados de acordo com o pipeline de análise de RNA-Seq para a identificação dos genes diferencialmente expressos pela cultivar tolerante em relação à cultivar sensível ao estresse hídrico. Para a validação dos resultados será realizado a técnica de PCR quantitativa em tempo real (qRT-PCR). (AU)

Quimioembolização arterial associada ou não ao sorafenib no carcinoma hepatocelular em pacientes com cirrose hepática: análise retrospectiva

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Gomes Romeiro
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/17361-6
Vigência: 01 de março de 2014 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):Gastroenterologia
Resumo
O carcinoma hepatocelular (CHC) é o principal tumor de origem no fígado. É o 5º tipo de neoplasia mais frequente, e a 3ª maior responsável pela mortalidade por câncer. Durante as últimas duas décadas, a incidência cresceu muito, e estima-se que a prevalência continue subindo, devido ao aumento de doenças crônicas do fígado, como as hepatites virais crônicas B e C, o consumo do álcool e a esteatose hepática. Como a cirrose é o principal fator de risco para o surgimento de CHC, a maioria dos pacientes não suporta tratamentos cirúrgicos, mas para tentar obter redução tumoral e inclusão em lista de transplante hepático, a modalidade terapêutica mais utilizada é a quimioembolização arterial. Entretanto, existem poucos dados sobre a eficácia da quimioembolização no Brasil, e pouco se sabe a respeito da eficácia desse tratamento se for utilizado em associação com terapêutica sistêmica como o sorafenib. O objetivo deste projeto é avaliar retrospectivamente exames laboratoriais e de imagem de 50 pacientes com cirrose hepática e CHC, tratados com quimioembolização arterial, associada ou não ao tratamento sistêmico com sorafenib. A avaliação incluirá resultados sobre a redução tumoral em exames de imagem contrastados, sobrevida e exames laboratoriais, como a redução dos níveis de alfafetoproteína e a alteração de exames de função hepática. (AU)

A construção da nação portuguesa em Alexandre Herculano na primeira metade do Século XIX

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Lúcia Lana Nemi
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Moderna e Contemporânea
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:13/25497-5
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):NaçãoPortugalHistória do século xix
Resumo
Esta pesquisa pretende compreender de que modo Alexandre Herculano recorta o passado medieval português dialogando com seu presente na construção do que poderia ser a nação portuguesa contemporânea no século XIX. A fonte utilizada é o romance histórico O bobo, primeiramente publicado em 1843 no periódico O Panorama e, posteriormente, publicado em livro, em 1878. A análise será feita pensando na relação entre a obra, seu contexto histórico de publicação e a biografia do autor. Por meio deste romance, espera-se entender a tentativa do autor de apontar um caminho para o Portugal contemporâneo. Na construção de Portugal que, acredita-se aqui, o autor empreende, destacar-se-á o papel da nação no novo arranjo europeu, pós Congresso de Viena, as suas características relevadas e criticadas e a legitimação política do liberalismo defendido por ele. Optou-se pela primeira metade do século XIX porque além de ser o período de elaboração da fonte destacada, os anos de 1848-1850 impuseram conteúdos e contextos políticos e sociais que não serão abordados aqui. (AU)

Correspondances générales, correspondência reunida: pressupostos metodológicos, críticos e interpretativos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Estudos Brasileiros (IEB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcos Antonio de Moraes
Anfitrião: Claudia Poncioni
Local de pesquisa: Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3 (França)
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:13/21659-0
Vigência: 01 de março de 2014 - 31 de maio de 2014
Assunto(s):Epistolografia
Resumo
Considerando-se a alentada produção de correspondances générales (CG), assim como a expressiva bibliografia sobre o trabalho de edições de cartas na França, este projeto pretende, em uma primeira etapa, realizar o levantamento e a análise contrastiva de conjunto representativo de publicações de "correspondências reunidas" de letrados franceses do campo literário, difundidas a partir da segunda metade do século XX, com o objetivo de apreender os diferentes pressupostos metodológicos, críticos e interpretativos que as fundamentam. A observação do espectro de propostas editoriais facultará um amplo quadro de possibilidades formais e metodológicas de organização de volumes de cartas, bem como o desenvolvimento de novas perspectivas de abordagem e estruturação da vultosa "correspondência reunida" do escritor modernista Mário de Andrade (1893-1945), em preparo. (AU)

As teorias Pressuposicionais sobre indexicais: um estudo constrativo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Renato Miguel Basso
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/22990-2
Vigência: 01 de março de 2014 - 28 de fevereiro de 2015
Assunto(s):Semântica formal
Resumo
Em seu trabalho, Demonstratives (1989), David Kaplan afirma que indexicais e demonstrativos sempre se referem diretamente a indivíduos, e que um indivíduo é a contribuição proposicional de um indexical, garantindo sua rigidez referencial. Porém, a teoria kaplaniana, apesar de ser muito influente no campo semântico-formal, em grande parte devido a sua abrangência e elegância, tem sofrido questionamentos e críticas, tanto com relação ao seu escopo empírico quanto com relação à sua arquitetura.Kaplan garante a rigidez referencial dos indexicais e demonstrativos propondo um mecanismo composicional específico para esses itens que tem como consequências, entre outras, colocar em categorias completamente distintas construções como 'a casa' e 'essa casa', de modo que apenas 'a casa' pode ser entendida composicionalmente como DP+NP.Recentemente, alguns pesquisadores em linguística tem questionado a teoria de Kaplan e postulam, nos moldes das semânticas dinâmicas, teorias pressuposicionais para os indexicais que (i) preservam os efeitos de rigidez referencial advogados por Kaplan, porém (ii) sem postular mecanismos específicos para a interpretação dos indexicais e (iii) sem propor que haja uma cisão, por exemplo, entre descrições demonstrativas e definidas, defendendo que ambas sejam compostas por DP+NP.O principal objetivo deste projeto de iniciação científica é entender essa nova maneira de pensar sobre os indexicais (que, ao que sabemos, começa em 2006) para (i) contrastá-la com a teoria de Kaplan e (ii) verificar sua aplicabilidade ao português brasileiro. (AU)

ECOFOR: biodiversidade e funcionamento de ecossistemas em áreas alteradas pelo homem nas Florestas Amazônica e Atlântica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Alfredo Joly
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/00907-9
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):AmazôniaBiodiversidadeBiologiaEcossistemasFlorestasReflorestamento
Resumo
O Brasil é um dos países megadiversos e onde ocorrem duas das maiores florestas tropicais do planeta: Mata Atlântica e Floresta Amazonica. A Mata Atlantica é uma das florestas tropicais mais ameaçadas ocorrendo hoje em menos de 16% da sua distribuição original. Em contraste, a Floresta Amazonica representa cerca de 30% da área de floresta tropical do planeta. Entretanto, o Brasil apresenta as maiores taxas absolutas de desmatamento provocado pela conversão em larga escala de florestas em pastagens, agricultura e monoculturas de arvores exóticas. A floresta tropical brasileira é relativamente bem estudada no que se refere a composição de espécies e diversidade. Apesar disso, a produtividade primaria, especialmente em florestas alteradas pelo homem, é muito menos compreendida e estudos ecofisiologicos que incluem características fotossintéticas são raros. O treinamento técnico solicitado é orientado para suportar os estudos ecofisiologicos baseados na avaliação de características de trocas gasosas foliares em espécies arbóreas selecionadas em florestas maduras e secundarias a longo de um gradiente de perturbação em parcelas na região de Santarém-Belterra na Amazônia no estado do Pará no âmbito do projeto ECOFOR (Biota-Fapesp/NERC. (AU)

Estudo do efeito cardioprotetor e terapêutico de extratos vegetais na necrose miocárdica induzida por isoproterenol em ratos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Simone Gusmão Ramos
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/05327-8
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):Cardiopatias congênitasProcedimentos cirúrgicos cardíacosCatecolaminasReceptores adrenérgicos betaInfarto do miocárdioIsoproterenolCardiotônicosExtratos vegetaisCurcumina
Resumo
Cirurgias para correção de cardiopatias congênitas estão cada vez mais frequentes no Brasil e no mundo. Entretanto, mesmo com os avanços obtidos nas técnicas cirúrgicas e de perfusão, alguns casos, especialmente os mais complexos, podem evoluir com insuficiência cardíaca refratária (IC) e óbito. Em um estudo retrospectivo em pacientes que foram submetidos à cirurgia para correção de cardiopatias congênitas (CC) com circulação extracorpórea (CEC) no HC FMRP-USP e evoluíram com óbito, observamos infartos múltiplos em diferentes estágios de evolução e microcalcificações dispersas no miocárdio, mesmo sem obstrução coronariana. No estudo seguinte, confirmamos que após a CEC ocorreu um efetivo aumento da expressão gênica dos receptores de catecolaminas (receptores adrenérgicos ²1 e ²2) e da quinase de receptor GRK-2 nos cardiomiócitos atriais em comparação com as biópsias colhidas no início da CEC. Essa alteração foi associada ao aumento dos níveis séricos de lactato, observado 12h após o término da CEC. Mais ainda, a fração N-terminal do precursor do peptídeo natriurético tipo B (NT-ProBNP) e a troponina I também estavam elevadas logo após a CEC, permanecendo em níveis elevados até 48h após a cirurgia. Esses marcadores bioquímicos indicam que tenha havido algum grau de hipóxia tecidual/ isquemia miocárdica durante o procedimento cirúrgico. Com esse achado, sugerimos que a lesão miocárdica predominante nos pacientes operados para correção de CC e uso de CEC deve estar relacionada à liberação de catecolaminas durante a cirurgia. Sabendo das limitações da pesquisa envolvendo material humano resolvemos inverter o processo da medicina translacional e estudar o efeito de substâncias cardioprotetoras em lesões miocárdicas por excesso de catecolaminas circulantes. Analisaremos o miocárdio de ratos, utilizando um modelo clássico de lesão induzida por catecolaminas, o isoproterenol (uma catecolamina sintética). Nesses corações, avaliaremos dois mecanismos diferentes de possível ação do isoproterenol: atuação nos receptores adrenérgicos ²1 e ²2 e da quinase de receptor GRK-2 e produção de estresse oxidativo. Em contrapartida, observaremos a interferência nesses processos de um extrato vegetal purificado, a curcumina, considerado como efetivo cardioprotetor na literatura pertinente. Este estudo possui um potencial significativo para abordar novos alvos no desenvolvimento de medicamentos que podem prevenir ou tratar o dano miocárdico de forma segura, minimizando os efeitos colaterais das drogas sintéticas. (AU)

A efetividade do maior corredor de mata atlântica em manter conectadas populações de mamíferos de grande porte, como a Anta (Tapirus terrestris)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Pedro Manoel Galetti Junior
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/19377-7
Vigência: 01 de março de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):Genética de populaçõesMamíferos silvestresAntasVariação genéticaFluxo gênicoMicrossatélites marcadoresDNA mitocondrialMata atlântica
Resumo
O presente projeto da continuidade a um estudo recentemente concluído, apoiado pela Fapesp para os membros da equipe proponente (2007/03392-6, Biota-Temático para MGR e 2007/04073-1, bolsa pós-doc para AS), tendo sido bem avaliado na avaliação do relatório final, encorajando sua continuidade. As populações de mamíferos, especialmente as espécies de grande porte, vêm sofrendo significativas reduções, como resultado da caça, perdas de habitat e fragmentação induzida pelo desenvolvimento econômico humano. Estas alterações ambientais podem descontinuar funcionalmente os habitats podendo gerar sérias consequências no fluxo gênico das espécies. A manutenção da conectividade funcional e, portanto, do fluxo gênico é a estratégia conservacionista primordial para a persistência de populações de espécies animais e vegetais em longo prazo. Alguns estudos tem relatado a existência de estruturações genéticas mesmo dentro de habitats contínuos, que deveriam funcionar como corredores ecológicos facilitando o fluxo gênico entre populações. Estes resultados alertam que outras características, não somente a descontinuidade do habitat, podem promover uma barreira ao fluxo gênico, como por exemplo, o efeito de borda, heterogeneidade do habitat ao longo do contínuo, a pressão de caça, além de aspectos comportamentais e a história evolutiva da própria espécie. Porém, estes estudos foram realizados com espécies de pequeno porte, são raros os estudos sobre fluxo gênico com espécies de grande porte em habitats contínuos, sendo a grande maioria é realizada em áreas fragmentadas. A Serra do Mar, o maior contínuo de Mata Atlântica representa uma área controle ideal para a análise da extensão natural da estrutura genética de populações, da capacidade e comportamento de dispersão da espécie, além da efetividade em manter funcionalmente conectadas populações naturais de diferentes organismos. Em um estudo anterior, identificamos uma diferenciação genética significativa entre duas populações de um mamífero de grande porte, a anta (Tapirus terrestris), situadas em extremos opostos deste corredor, Núcleo Santa Virgínia do Parque Estadual da Serra do Mar (SV) e Parque Estadual de Carlos Botelho (CB). A estruturação pode ser resultante do isolamento pela distância, em que a dispersão restrita e a deriva genética local criam um padrão clinal com o aumento da diferenciação genética com a distância geográfica. Porém, como este estudo foi realizado com apenas duas áreas dentro do corredor da Serra do Mar, este resultado revela a necessidade de ampliação das áreas de amostragem ao longo do contínuo, de modo a permitir testar o isolamento pela distância, bem como uma minuciosa pesquisa de fatores adicionais que possam estar envolvidos com os padrões encontrados, como as características da paisagem, aspectos comportamentais da espécie ou fatores históricos de colonização da área. Sendo assim, o presente projeto propõe a análise da distribuição da variabilidade genética das populações de T. terrestris ao longo do corredor da Serra do Mar. Para tanto, serão utilizadas amostras não-invasivas como fonte de DNA (fezes), marcadores microssatélites para a identificação individual e para detectar o padrão contemporâneo de distribuição da diversidade genética. Novas áreas ao longo deste corredor já estão sendo amostradas por um aluno de mestrado e de pós-doutorado (Bolsa PDJ CNPq 50565/2013-9). Estes resultados serão contrastados com a análise de marcadores de DNA mitocondrial (citocromo b, citocromo c oxidase ou RNA 12S) com a finalidade de incluir um fator histórico neste estudo populacional. Mesmo a anta estando presente em todo o corredor da Serra do Mar, dados sobre as características da paisagem serão adicionados aos dados genéticos, especialmente a pressão de caça, presença de rodovias e proximidade de centros urbanos, buscando explicar os padrões encontrados. (AU)
Página 5 de 1.436 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP