site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 5 de 1.776 resultado(s)
|

Nitrito e nitrato de sódio: dos mecanismos à terapêutica anti-hipertensiva

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jose Eduardo Tanus dos Santos
Pesquisadores associados:Carlos Renato Tirapelli; Claudio Miguel da Costa Neto; Vitor Marcel Faça; Michele Mazzaron de Castro
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo:14/23946-0
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2019
Assunto(s):CardiologiaHipertensãoNitritosÓxido nítricoTerapêutica médica
Resumo
Contrariamente ao que se pensava há algumas poucas décadas, vários estudos realizados nos últimos anos demonstraram que os anions nitrato e nitrito não são produtos biologicamente inertes da oxidação do óxido nítrico (NO). Ao contrário, após a ingestão e absorção de nitratos, estes são secretados pelas glândulas salivares e reduzidos a nitritos por bactérias da cavidade oral, sendo então convertidos a NO no estômago. Isto constitui o ciclo entero-salivar dos nitratos e nitritos, alimentando a formação de NO de forma complementar às tradicionais vias enzimáticas (NO sintetases) de produção de NO. Embora diversos efeitos cardiovasculares destes íons tenham sido demonstrados, ainda permanecem pouco explorados os mecanismos envolvidos na bioativação dos mesmos. Estudos recentes de nosso grupo mostraram que o ambiente ácido do estômago tem papel fundamental nos efeitos anti-hipertensivos do nitrito de sódio, embora os mecanismos envolvidos nestes efeitos não estejam claros. Uma possibilidade muito interessante e quase inexplorada é de que a administração oral de nitrito de sódio cause a formação de espécies relacionadas ao NO, particularmente NO+, NO2 e N2O, capazes de gerar nitrosotióis (RSNO), potencialmente levando à nitros(il)ação de outras proteínas (enzimas) e receptores envolvidos na hipertensão arterial, reduzindo assim a pressão arterial. Este projeto visa identificar mecanismos ativados pelo tratamento com nitrito ou nitrato de sódio em modelos animais de hipertensão, bem como cultura de células, oferecendo, portanto, uma perspectiva interdisciplinar e "translacional". Além de 4 projetos claramente definidos e interrelacionados, pretendemos iniciar estudos de nitrosoproteomica vascular e cardíaca visando determinar quais proteínas são nitrosiladas após tratamento com nitrito de sódio por via oral. Assim, este projeto pretende contribuir para o conhecimento visando resolver os seguintes problemas específicos: 1) determinar mecanismos envolvidos nos efeitos anti-hipertensivos crônicos do nitrito de sódio em ratos, particularmente determinando o possível papel exercido por nitrosotióis (RSNO); 2) determinar se a formação de RNSO promove nitrosilação e inibição de elementos participantes do sistema renina-angiotensina, afetando sinalização intracelular; 3) determinar se o tratamento com nitrito ou nitrato de sódio reverte a disfunção erétil associada à hipertensão arterial; 4) determinar possíveis efeitos inibitórios do nitrito de sódio sobre a remodelação vascular associada à hipertensão arterial, possivelmente decorrente da inibição da metaloproteinase 2 da matriz extracelular (MMP-2); 5) determinar se o tratamento com nitrito de sódio reverte os danos e a disfunção mitocondrial verificados nos vasos e coração de animais hipertensos; 6) iniciar estudos visando determinar quais proteínas são nitrosiladas após tratamento de animais hipertensos com nitrito de sódio utilizando abordagem nitrosoproteomica e validação subsequente de achados. (AU)

Formação docente em tempos de educação inclusiva

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rinaldo Voltolini
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:15/10857-1
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2017
Assunto(s):SujeitoEducação inclusivaFormação de professoresPsicanáliseContemporaneidade
Resumo
A proposta da educação inclusiva é uma tendência universal nas sociedades democráticas contemporâneas. Sua implementação, enquanto política pública, tem suscitado muitas polêmicas, seja pela quantidade e/ou qualidade dos recursos que se colocam à disposição, seja pelo grau de aproveitamento efetivo desses recursos. Temos observado a prevalência de um modelo jurídico-administrativo na abordagem da discussão das vicissitudes e dos impasses da inclusão, que privilegia a dimensão da implementação material do dispositivo inclusivo, através dos meios administrativos e jurídicos necessários.Em que pese a importância das discussões referentes ao âmbito jurídico-administrativo, nossa pesquisa parte de uma constatação do limite do poder das medidas tomadas neste âmbito para a efetiva instalação de um processo inclusivo. Com efeito, não basta que os recursos estejam disponíveis e instalados se não houver a implicação dos vários sujeitos envolvidos no processo em questão, a saber, alunos, pais, professores e agentes pedagógicos em geral. Essa implicação não pode advir da simples medida administrativa. Sabemos dos impasses que as políticas brasileiras de educação inclusiva têm nos colocado. Entre eles, a formação de professores se destaca, seja pelo impacto que a nova realidade da educação inclusiva instaura no cotidiano escolar, obrigando os professores a reverem suas práticas, seja pela queixa frequente e persistente destes reivindicando cursos de formação que os prepare para a nova realidade. Tal queixa e reivindicação, em geral é predominantemente motivada pela presença de alunos com transtornos globais do desenvolvimento, que parecem ser o maior desafio da educação inclusiva.Em consonância com uma ampla discussão sobre a efetividade de modelos de formação docente, que inclui teóricos da Sociologia, da Pedagogia, Psicologia, etc, propomos em nossa pesquisa testar a validade e a efetividade de um modelo de formação centrado nas premissas de trabalho oriundas do campo de pesquisa da Psicanálise e Educação: basicamente, a da inclusão da noção de sujeito do inconsciente. Em contraposição ao modelo dominante de formação docente, cunhado no seio da ideologia de rendimento e centrado na premissa do domínio conceitual para fins instrumentais, o modelo aqui concebido tem como premissa a constatação de que o domínio conceitual e instrumental não é suficiente para uma efetiva mudança das práticas. Constatação, aliás, corroborada por vários autores da Sociologia, da Pedagogia, e da Psicanálise.O grupo de escuta de professores é o modelo aqui proposto para ser testado, por representar uma excelente possibilidade de trabalho que inclui o sujeito em sua particular relação com o saber. Reunidos em torno de uma tarefa comum: discutir seus problemas com o trabalho inclusivo, os professores se veem frente a identificações horizontais com seus pares e não apenas expostos a uma identificação vertical com o Mestre, que supostamente detém o saber. O manejo dessa discussão, orientado pela ideia de giro discursivo, proposta por Lacan em sua teoria dos discursos, pode encaminhar o trabalho na direção de uma aquisição de saber com implicação de sujeito, portanto, com mais significação e efetividade na prática. Pretende-se assim realizar uma pesquisa que se desdobra em dois eixos simultaneamente. No primeiro, o objetivo é construir um inventário de modos discursivos que compõem o laço social professor-aluno. No segundo eixo, o objetivo é testar a validade e efetividade desse modelo de trabalho com grupos enquanto trabalho formativo. Em caso afirmativo, espera-se que os achados da pesquisa possam contribuir para a discussão mais ampla sobre formação de professores, que instrui as decisões governamentais quanto às políticas públicas da educação inclusiva. (AU)

Classificação semiautomática de fraturas vertebrais por compressão utilizando técnicas de forma de processamento de imagens em imagens de ressonância magnética

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcello Henrique Nogueira Barbosa
Supervisor no Exterior: Rangaraj Mandayam Rangayyan
Local de pesquisa: University of Calgary (Canadá)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:15/08778-6
Vigência: 14 de setembro de 2015 - 20 de dezembro de 2015
Resumo
O objetivo deste projeto é aplicar técnicas de processamento de imagens médicas específicas anteriormente desenvolvidos pela equipe de pesquisa da Universidade de Calgary, no sistema de diagnóstico auxiliado por computador (CAD) de fraturas vertebrais por compressão (VCFs do inglês: Vertebral Compression Fractures) em imagens de ressonância magnética (MRI do inglês: magnetic resonance imaging) . Isto fornecerá uma análise diferente para complementar as técnicas implementadas no meu projeto de pós-graduação "classificação semi-automática de fraturas vertebrais benignos e malignos em ressonância magnética". Como parte do meu projeto de mestrado, foram incluídos 63 pacientes (38 mulheres, 25 homens, idade média de 62,25 ± 14,13 anos) com 103 corpos vertebrais com VCFs e 106 sem VCFs. Cada um destes 209 corpos vertebrais foram segmentadas manualmente usando o corte sagital mediano de MRI da coluna lombar em ponderação T1. Até o momento nós implementamos técnicas de processamento de imagem para extrair e analisar atributos de textura e contraste. Foram avaliados os 14 atributos de Haralick e, como atributos de um contraste, foi utilizado o cálculo do coeficiente de variação, skewness e kurtosis dos níveis de cinza do histograma. Testes usando o classificador k-vizinhos mais próximos (KNN do inglês: k-nearest neighbors) com k = 3, 10-folds de validação cruzada após a seleção de atributos, atingiram uma área sob a curva ROC (AUROC do inglês: area under Receiver Operating Characteristic) de 0,913 para a classificação entre VCFs benignos e malignos. As técnicas a serem adicionadas no projeto atual são o cálculo de compacidade, deficiência convexa, momentos invariantes centrais e descritores de Fourier dos corpos vertebrais. Estes são cálculos análise de forma e nossa hipótese é que eles possam auxiliar na classificação das fraturas por compressão dos corpos vertebrais. (AU)

Análise multimodal baseada em atlas para caracterizar dano estrutural em Ataxia de Friedreich

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcondes Cavalcante Franca Junior
Supervisor no Exterior: Andreia Vasconcellos Faria
Local de pesquisa: Johns Hopkins University (JHU) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/09793-9
Vigência: 14 de setembro de 2015 - 13 de março de 2016
Assunto(s):Neuroimagem
Resumo
Análises baseadas em voxels de conjuntos de dados de MRI são largamente usadas para abordagens quantitativas em estudos de neurociência. Esta técnica, infelizmente, possui baixo poder estatístico e um alto nível de ruído, levando a uma baixa sensibilidade para detectar anormalidades. Em contra partida, análises baseadas em ROIs diminuem estes efeitos deletérios simplesmente por agrupar os voxels correspondentes de uma mesma estrutura anatômica, reduzindo o número de comparações e aumentando a relação sinal-ruído. Ambas as técnicas são aplicadas para estimar depósitos de ferro no cérebro humano a partir de MRI. Para tal, as sequencias usualmente empregas (T2 multi-eco e SWI) são muito ruidosas e, além disso, cada método possui as suas próprias limitações. Neste sentido, uma ferramenta de análise de imagem que possibilita parcelar automaticamente todo cérebro e realiza uma análise estatística baseada em ROI é fundamental. Portanto o uso de uma abordagem baseada em atlas, o qual realiza o parcelamento do cérebro automaticamente, e no espaço nativo, para múltiplos contrastes de imagem e empregando análise estatística baseada em ROI é muito importante e necessária para identificar e estimar depósitos de ferro no cérebro. Não obstante, a análise baseada em atlas manuseia a informação espacial mais eficientemente, fundindo as medidas para as diversas modalidades de imagem com os dados clínicos, permitindo-nos avaliar, individualmente, o caráter anatômico de cada paciente. Com relação a nossa proposta de pesquisa, tal método nos permitiria obter para cada ROI medidas de quantificação de ferro das imagens multi-eco T2, redução volumétrica das imagens em T1 e microanormalidades na substância branca pelas imagens de DTI simultaneamente. Além disso, a análise baseada em atlas nos permitiria fazer análises individuais e não somente análise de grupo. (AU)

Seleção de genes para identificação, caracterização, seleção, melhoramento e rastreabilidade de isolados de Metarhizium spp. de alta performance através de genômica e transcriptoma comparativos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Mycofinder Genômica e Controle Biológico Ltda
Pesquisador responsável:Camila Mazini Ramos
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/16209-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Vinculado ao auxílio:13/50296-3 - Seleção de genes para identificação, caracterização, seleção, melhoramento e rastreabilidade de isolados de Metarhizium spp de alta perfomance através de genômica e transcriptoma comparativos, AP.PIPE
Assunto(s):MetarhiziumTranscriptomaBiologia computacionalGenômicaSequenciamento de alta performanceControle biológico
Resumo
O uso do controle biológico, tanto em escala nacional como global, é insipiente, em grande parte, à inconsistência de performance, baixa taxa de infecção e armazenamento limitado. O principal desafio para escalar e globalizar o uso do controle biológico continua sendo a seleção de isolados superiores com alta virulência e capacidade adaptativa. Nesse sentido, o presente projeto de inovação objetiva em sua Fase I, a prospecção de genes em Metarhizium spp. relacionados com as características de alta virulência e adaptabilidade. Para tanto, nesta primeira fase, como prova de conceito e adequação da metodologia, a Mycofinder utilizará 10 isolados de Metarhizium spp. para identificar genes envolvidos com a especificidade por hospedeiro. Cinco deles pertencem a um grupo de haplotipos semelhantes a isolados oriundos de cigarrinha-das-pastagens (Deois flavopicta) e o restante ao grupo geneticamente próximo a isolados de cigarrinha-da-cana-de-açúcar (Mahanarva fimbriolata). Destes 10 isolados, serão selecionados dois contrastantes quanto à virulência para as duas espécies de cigarrinhas. Os genomas desses dois isolados serão sequenciados através da tecnologia Illumina e comparados através da bioinformática. Através de genômica comparativa e bioinformática, essa primeira fase do projeto indicará quais os genes potencialmente associados à especificidade do hospedeiro. Na Fase II, outras seis características fortemente relacionadas a alta performance de isolados de Metarhizium sp., incluindo as fases do processo de patogênese como germinação, penetração, infecção, colonização e esporulação e características de adaptação como tolerância a altas temperaturas, raios ultravioletas, fungicidas e inseticidas e persistência no solo, serão investigadas. Além do sequenciamento dos genomas contrastantes para essas outras seis características, na Fase II, será também feita a análise de transcriptoma, para analisar a funcionalidade dos genes nos diferentes processos envolvidos na patogênese e adaptabilidade. Espera-se, com os resultados da Fase I, provar o conceito de que é possível identificar um conjunto de genes associados a alta performance de isolados de Metarhizium spp. e selecionar aqueles potencialmente envolvidos com a especificidade por hospedeiro em isolados de Metarhizium spp. No final das duas fases, o conjunto de genes de interesse comercial identificados e as metodologias de genômica e transcriptômica comparativas e outras técnicas de biologia molecular serão utilizadas como testes para identificação, caracterização, seleção assistida, melhoramento e rastreabilidade de isolados de fungos de interesse para o controle biológico de pragas. Os impactos que a descoberta de genes e desenvolvimento de testes dessa natureza irá causar na biotecnologia e no controle biológico são: I) introdução de biotecnologias modernas como sequenciamento de DNA e RNA em larga escala, genômica e transcriptomica comparativos, análise de expressão diferencial de genes, dentre outras, nas empresas que desenvolvem bioprodutos para o controle de pragas e doenças agrícolas; II) aprimoramento do processo da seleção de isolados de alta virulência e adaptabilidade, através de genômica comparativa e funcional; III) incremento na eficácia agronômica de bioinseticidas devido ao aumento da virulência e adaptabilidade dos isolados utilizados como ingredientes ativos; IV) certificação, monitoramento e rastreabilidade de isolados de alta performance a nível governamental e da própria empresa para fins de registro e controle de qualidade; V) maior adesão ao controle biológico, diminuindo os impactos ambientais causados pelo uso indiscriminado de inseticidas químicos; VI) uso racional da biodiversidade; VII) contribuição para sustentabilidade da produção agrícola; VIII) inserção da Mycofinder Genômica e Controle Biológico LTDA. no mercado nacional e mundial de bioprospecção e seleção de microrganismos e desenvolvimento, certificação e controle de qualidade de bioinseticidas. (AU)

Indivíduos com alto risco para desenvolvimento de injúria renal aguda em contextos clínicos relevantes: estudo prospectivo sobre aspectos epidemiológicos, diagnósticos e prognósticos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Emmanuel de Almeida Burdmann
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/14196-0
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2016
Vinculado ao auxílio:14/19286-4 - Indivíduos com alto risco para desenvolvimento de injúria renal aguda em contextos clínicos relevantes: estudo prospectivo sobre aspectos epidemiológicos, diagnósticos e prognósticos, AP.TEM
Assunto(s):BiomarcadoresNefrologiaCisplatinoEpidemiologiaDesidratação
Resumo
Injúria renal aguda (IRA) é síndrome de prevalência e incidências crescentes, acarretando altas mortalidades hospitalar e tardia, prolongamento da internação, elevação do custo de tratamento e desenvolvimento de doença renal crônica (DRC). Considera-se que este fenômeno ocorra em nível mundial, embora dados epidemiológicos de países em desenvolvimento sejam relativamente escassos. De fato, a epidemiologia da IRA assume particularidades bimodais em países em desenvolvimento. Em grandes centros urbanos, os pacientes com IRA têm características semelhantes ao dos países desenvolvidos: pacientes graves, idosos, infectados e com múltiplas insuficiências orgânicas, usualmente internados em unidades de terapia intensiva (UTI). Em contraste, em áreas rurais e pequenos centros populacionais, a IRA acomete pacientes jovens, previamente saudáveis e sua etiologia está associada à desidratação, doenças infecciosas, acidentes por animais peçonhentos ou medicamentos naturais. Recentemente, três novas definições de IRA foram propostas (RIFLE, AKIN e KDIGO), todas fundamentadas em pequenos aumentos abruptos da creatinina sérica ou diminuição do volume urinário. No entanto, a elevação da creatinina frequentemente ocorre tardiamente em relação ao momento da lesão renal, prejudicando a instalação de manobras preventivas. Assim, tem-se procurado intensamente biomarcadores capazes de detecção precoce e sensível de lesão renal, de forma semelhante ao que ocorre com a troponina cardíaca. Visa-se também caracterizar se estes biomarcadores estão associados ao prognóstico destes pacientes. A detecção precoce de lesão renal e mensuração correta da função renal é particularmente importante em pacientes e/ou situações de alto risco de IRA. Este conjunto de projetos de pesquisa visa suprir lacunas importantes no conhecimento da IRA em pacientes de alto risco (UTI, Emergência Clínica, trauma, câncer, grandes cirurgias não cardíacas, uso de cisplatina, e desidratação associada a trabalho exaustivo). Eles incluem a comparação dos três novos critérios diagnósticos utilizados prospectivamente, análise da eficácia dos biomarcadores de lesão renal para detecção precoce de IRA e seu papel no prognóstico destes pacientes, estudo dos mecanismos de alteração da função renal em condições de desidratação associada a trabalho exaustivo e análise das fórmulas para determinar a função renal de pacientes com câncer. Será possível identificar a incidência e/ou prevalência de IRA entre populações socioeconomicamente vulneráveis na nossa realidade, incluindo pacientes graves da região norte e cortadores de cana. Os resultados obtidos constituirão importantes ferramentas para planejamento de alocação de recursos e desenvolvimento de campanhas preventivas de IRA em nosso meio e constituirão a maior amostra de IRA obtida prospectivamente no Brasil. (AU)

Revisão taxonômica de Opilioacaridae e Neothyridae depositados em instituições europeias

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Reinaldo José Fazzio Feres
Supervisor no Exterior: Antonella Marta Di Palma
Local de pesquisa: Università degli Studi di Foggia (Itália)
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/05315-5
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2016
Assunto(s):AcarologiaAcariFilogenética
Resumo
Atualmente, espécies de Opilioacaridae do Velho Mundo e Neothyridae não tem descrições suficientemente úteis para a devida identificação ou estudos filogenéticos. Para isso, redescrições adequadas tornam-se necessárias. Apesar do tempo de publicação de tais espécies, não há especialistas revendo este tipo de material, mesmo estando disponíveis nas coleções de instituições europeias. Os tipos serão analisados usando microscópio óptico equipado com contraste de fase, e microscópio eletrônico de varredura. As análises morfológicas serão feitas a partir de características presentes no gnatossoma, idiossoma e pernas; além de setas presentes em todo o corpo e as estruturas genitais. Devido às condições dos materiais tipos, análise da forma dos espécimes e a possibilidade de obtenção de material não-tipo, o estágio é pelo período de um ano. (AU)

Análise comparativa de marcadores liquóricos e séricos na demência com corpúsculos de Lewy e na demência da Doença de Alzheimer

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria da Graca Naffah Mazzacoratti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:15/10109-5
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2017
Assunto(s):NeurologiaDoença por corpos de LewyDoença de ParkinsonDoença de AlzheimerGenéticaDemênciaSistema renina-angiotensina
Resumo
Este estudo transversal tem por objetivo a análise comparativa por meio de biomarcadores liquóricos e séricos entre controles sem demência, pacientes com demência com corpúsculos de Lewy e pacientes com provável demência da doença de Alzheimer, visando à melhor diferenciação diagnóstica entre as síndromes demenciais e distinção com indivíduos sem demência. Serão incluídos pelo menos 26 sujeitos com demência com corpúsculos de Lewy pareados com 26 sujeitos com provável demência da doença de Alzheimer por gênero e por escores cognitivos, além de 26 controles sem demência pareados com os sujeitos por gênero e idade (±1 ano). Sujeitos e controles serão submetidos a colheita de sangue para definição do haplótipo APOE, realização de eletroforese de proteínas, e avaliação de concentração e atividade da enzima conversora da angiotensina. Todos os sujeitos e controles serão também submetidos a colheita de líquor para avaliação de citometria e das concentrações de proteínas totais e frações, Abeta42, Abeta40, Abeta38, tau, tau fosforilada, alfa-sinucleína, ubiquitina, metabólitos de monoaminas (HVA, DOPAC, 5-HIAA, MHPG), e também da concentração e atividade da enzima conversora da angiotensina. A enzima conversora da angiotensina tem efeitos periféricos sobre a secreção de adipocitocinas e a homeostase glicídica, além de efeitos centrais antagônicos de depuração do Abeta e da substância P cerebral, reduzindo a atividade da neprilisina (que também depura o Abeta) e o índice Abeta42/Abeta40, o que justifica o estudo de seus efeitos cognitivos. Enquanto a enzima conversora da angiotensina tem sua atividade cerebral aumentada na presença de Abeta, inibidores desta enzima podem reduzir o declínio cognitivo tanto por mecanismos centrais quanto por seu benefício cerebrovascular, principalmente quando há penetração da barreira hematoencefálica. Após controle pelos haplótipos APOE e pelo tratamento farmacológico específico, espera-se verificar que biomarcadores específicos e relações entre eles ajudem no diagnóstico diferencial entre as síndromes demenciais, na definição do estágio e do padrão evolutivo de cada síndrome demencial, na correlação com sintomas neuropsiquiátricos, e na detecção de mecanismos de amiloidogênese. (AU)

A via Hippo-YAP como mediadora de sinais bioquímicos da matriz extracelular em células epiteliais não-malignas e malignas da glândula mamária

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Bruni Cardoso
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/25832-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2017
Vinculado ao auxílio:14/10492-0 - Hippo-YAP como uma via de convergência dos sinais bioquímicos e mecânicos provenientes da matriz extracelular durante a morfogênese da glândula mamária e a progressão do câncer de mama, AP.JP
Assunto(s):Matriz extracelularLamininaNeoplasias mamárias
Resumo
A arquitetura tecidual e a composição e arranjo da matriz extracelular (MEC), componentes cruciais do microambiente, geram sinais bioquímicos e mecânicos que podem iniciar e sustentar padrões assimétricos de proliferação e invasão em diversos tecidos, incluindo o tecido mamário. Ainda não se sabe, entretanto, quais vias/moléculas intracelulares conectam a miríade de sinais provenientes do microambiente com o núcleo, desencadeando mudanças de programas de expressão gênica que regulam o comportamento das células. No auxílio Jovem Pesquisador FAPESP, ao que este projeto está vinculado, exploramos a hipótese de que Hippo-YAP, uma via que regula o crescimento e tamanho de órgãos e que funciona como um "relé" para sinais mecânicos seja crucial na comunicação MEC-núcleo na morfogênese e câncer mamário. YAP é um co-ativador de transcrição que promove proliferação e sobrevivência celular. Classicamente, Hippo, uma cascata de quinases, é apontada como a maior responsável pela regulação de YAP. Contudo, o papel de Hippo durante a alteração da composição da MEC em células não-malignas e malignas da glândula mamária permanece não esclarecido. Resultados preliminares de bioinformática do nosso laboratório indicam que genes regulados por YAP são diferencialmente expressos durante o desenvolvimento da glândula mamária e em estruturas malignas. Observamos ainda que a membrana basal (MB) modula a localização de YAP em células não-malignas da mama. Por outro lado, células malignas não respondem aos sinais da MB. No presente projeto buscamos esclarecer se alterações na constituição da MEC contribuem para a modulação de Hippo-YAP e aquisição de fenótipos malignos das células da mama. Serão utilizadas ferramentas de bioinformática, bioquímica e biologia celular. A conclusão desse estudo poderá trazer informações relevantes para o entendimento de processos moleculares que regulam a comunicação entre células e MEC na regulação da proliferação celular e quiescência em células normais e malignas da glândula mamária. (AU)

Desenvolvimento e implantação de métodos de avaliação visual: aplicações clínicas e em modelos animais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dora Selma Fix Ventura
Pesquisadores associados:Balazs Vince Nagy; Anderson Raiol Rodrigues; Mirella Telles Salgueiro Barboni; Givago da Silva Souza; Bruno Duarte Gomes; jan kremers; Luiz Carlos de Lima Silveira; Christina Joselevitch; Alvaro Rendon Fuentes; Michel Roux; Elaine Cristina Zachi; Daniela Maria Oliveira Bonci; Francisco Max Damico; Mirella Gualtieri; Russell David Hamer
Pesquisadores principais:

Marcelo Fernandes da Costa

Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo:14/26818-2
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2020
Assunto(s):EletrofisiologiaPsicofísicaVisãoRetina
Resumo
A avaliação de funções visuais humanas é hoje feita com técnicas psicofísicas e com métodos eletrofisiológicos não invasivos, possibilitados pelos avanços computacionais recentes, auxiliando a apresentação de estímulos visuais, programação experimental, análise de dados on-line, etc. Para compreender os mecanismos responsáveis por perdas visuais, ainda pouco conhecidos, são necessários estudos usando modernas técnicas de psicofísica e eletrofisiologia em humanos assim como estudos em modelos animais nos quais é possível acesso direto à retina ou aos centros superiores. O presente projeto propõe o desenvolvimento de protocolos e/ou novas metodologias para estudar o sistema visual para uso com humanos e animais em condições de saúde e doença, visando elucidar mecanismos patológicos e ter ferramentas de diagnóstico precoce e acompanhamento. O projeto investigará o sistema visual através de testes perceptuais e métodos psicofísicos de escalonamento; respostas eletrofisiológicas visuais pseudo-aleatórias; funções visuais como visão de cores, de contrastes, acuidade de Vernier, perimetria visual e outras; neuropsicologia visual, envolvendo memória e atenção ligadas a estímulos visuais. O desempenho visual em vários destes testes será avaliado em diferentes condições de iluminação ambiente, com a finalidade de testar os novos recursos de iluminação disponíveis no mercado, baseados na tecnologia de LEDs. Avaliaremos também os efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua nestas funções visando elucidar mecanismos neurais subjacentes e propor aplicações clínicas. Os experimentos de visão de cores serão combinados com a determinação genética dos pigmentos visuais de cada indivíduo e estas técnicas moleculares serão estendidas a diversas questões ligadas à evolução da visão de cores em vertebrados. A pupilometria permitirá avaliar funções do pigmento melanopsina, descoberto recentemente, responsável pelo reflexo pupilar à luz, pelo ritmo circadiano e por várias outras funções como, por exemplo, a depressão sazonal. Em modelos animais para a compreensão de mecanismos visuais básicos serão realizados experimentos de patch-clamp e de eletrorretinografia, com a finalidade de avaliar os mecanismos retinianos subjacentes à percepção visual e de testar drogas de uso terapêutico. O projeto envolve os setores de pesquisa básica e clínica de diversas instituições: o Laboratório da Visão do Instituto de Psicologia da USP (proponente), o Centro de Ciências Biológicas, o Núcleo de Medicina Tropical e a Escola de Primatas da Universidade Federal do Pará (colaboradores nacionais) e a Universidade de Erlangen, na Alemanha e o CNRS na França (colaboradores internacionais). O projeto prevê missões de estudo e trabalho entre os diferentes grupos de pesquisa com intuito de implantar os novos métodos de investigação visual em ambos os grupos nacionais componentes desta proposta. (AU)

Imunidade protetora e colonização renal induzidas por vacinas contendo proteínas recombinantes de membrana externa de Leptospira interrogans e adjuvante flagelina

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Patricia Antonia Estima Abreu de Aniz
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:15/16134-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):LeptospiroseVacinasLeptospira
Resumo
A leptospirose é uma zoonose mundial causada por diferentes espécies de Leptospira, como Leptospira interrogans, que colonizam os túbulos renais de animais selvagens e domésticos. Até agora, as tentativas para desenvolver vacinas eficazes contra a leptospirose, tanto para seres humanos e animais, falharam em induzir respostas imunes capazes de conferir proteção e ao mesmo tempo prevenir a colonização renal. Neste estudo, foi avaliada a imunidade protetora induzida por vacinas de subunidades contendo sete diferentes proteínas recombinantes de membrana externa de Leptospira interrogans, incluindo a porção carboxi-terminal da proteína immunoglobulin like A (LigAC) e seis novos antígenos, combinados com hidróxido de alumínio (alum) ou flagelina de Salmonella (FliC) como adjuvantes. Hamsters vacinados com as diferentes formulações produziram títulos elevados de anticorpos antígenos específicos. A imunização com LigAC, seja com alum ou flagelina, conferiu imunidade protetora, mas não preveniu a colonização renal. Do mesmo modo, os animais imunizados com LigAC ou LigAC co-administrada com as seis proteínas de leptospira com adjuvante alum foram protegidos, mas não ocorreu redução da colonização renal. Em contraste, a imunização de animais com o pool dos sete antígenos em combinação com flagelina conferiu proteção e reduziu significativamente a colonização renal pelo patógeno. O presente estudo enfatiza a relevância da composição antigênica e da adição de adjuvante na eficácia das vacinas de subunidades anti-leptospirose e mostra a complexa relação entre as respostas imunes e a colonização renal pelo patógeno. (AU)

Análise de fraseologismos em dicionários de língua portuguesa, com vistas à lexicografia pedagógica e à pedagogia do léxico fraseológico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marilei Amadeu Sabino
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:15/10499-8
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2016
Assunto(s):Língua portuguesaDicionáriosLexicografiaFraseologia
Resumo
As línguas naturais apresentam milhares de fraseologismos, dentre eles, as chamadas Expressões Idiomáticas (EIs) e Provérbios. Essas combinatórias lingüísticas metafóricas fornecem elementos que revelam aspectos culturais importantes de sua comunidade lingüística. Dentre as línguas naturais, está obviamente incluída a Língua Portuguesa, cuja variante lingüística enfatizada nesta pesquisa será aquela falada no Brasil (PB). Muitas pesquisas, entretanto, revelam a insuficiência dos dicionários quanto ao registro dessas unidades linguísticas, bem como quanto à inadequação das definições neles apresentadas. Neste sentido, a pesquisa proposta objetiva fazer, em um primeiro momento, uma investigação diacrônica acerca das combinatórias presentes nos verbetes das lexias pé e mão, registradas em dicionários da Língua Portuguesa dos séculos XVIII, XIX, XX e XXI. Em um segundo momento, esta investigação terá outro desdobramento, visando uma análise contrastiva das metáforas subjacentes a algumas dessas combinatórias fraseológicas, entre as línguas portuguesa e italiana, com vistas a contribuir, tanto com a Lexicografia Pedagógica quanto com a Pedagogia do Léxico Fraseológico mono e bilíngüe. (AU)

IRM realçada por manganês: aplicações biológicas em neurociências

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luciene Covolan
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:15/14543-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):NeurofisiologiaEpilepsiaManganêsAnatomiaNociceptividade
Resumo
Imagens por ressonância magnética (IRM) são instrumentos excelentes para investigar sistemas biológicos de forma não invasiva. A associação do íon bivalente paramagnético manganês (Mn2+) acentua o contraste das IRM in vivo. Graças à similaridade entre o Mn2+ e o cálcio (Ca2+), a premissa do contraste das IRM realçado por manganês (do inglês, MEMRI)é que o Mn2+ pode entrar em neurônios e outras células excitáveis através dos canais de cálcio dependentes de voltagem. Dessa forma, o MEMRI pode ser usado para traçar vias neurais, definir limites morfológicos e em estudos de imagem funcionais. Neste artigo fazemos uma breve revisão sobre MEMRI e discutimos os dados recentemente publicados para ilustrar a utilidade deste método, principalmente nos modelos animais. (AU)

As "guerras púnicas" de Sílio Itálico e a épica Vergiliana: tradução e estudo do canto i das púnicas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Vieira Fernandes
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Clássicas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:15/06514-1
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2016
Assunto(s):Literatura latinaTradução
Resumo
O projeto tem por objetivo a tradução integral e direta, do latim ao português, do canto I (694 versos) do poema épico Punica (em português: As Guerras Púnicas, ou simplesmente Púnicas) de Sílio Itálico (c. 26-102 d.C.), a partir do texto latino da edição de L. Bauer (Leipzig: Teubner, 1890), usada por J. D. Duff em sua tradução para série Loeb Classical Library (Harvard University Press, 1961). Além da tradução, será feito um estudo introdutório de certos elementos em comum com a tradição da épica vergiliana, a Eneida, já que o canto I das Púnicas apresenta diversos aspectos em consonância com o poema de Vergílio, principalmente na apropriação dos valores éticos e na construção da noção de heroísmo. Mais precisamente, assim como, na Eneida, a ira e o furor eram rechaçados na construção ética de um herói romano, devido ao fato de os grandes inimigos dos dárdanos, Turno e Mezêncio, possuírem tais características e dialogarem com o ideal de heroísmo na obra, assim também, nas Púnicas, as mesmas paixões são negadas na construção do caráter heroico exemplar, em razão de Aníbal, típico inimigo do povo romano, já apresentar desde o início do poema essas mesmas características adversas em contraposição aos romanos. Dessa forma, tendo-se por base, por exemplo, as observações de Gossage (1994) e Boyle (1991) que veem o opus literário das Púnicas mais como criação única do poeta do que como simples aemulatio de Vergílio o estudo introdutório, que acompanhará a tradução desse primeiro canto, versará sobre a maneira particular como o poeta do período flaviano herdou e modificou a tradição épica vergiliana em que se insere. (AU)

Ocorrência e caracterização molecular de Cryptosporidium spp. em cervídeos brasileiros de vida livre

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Katia Denise Saraiva Bresciani
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:15/10086-5
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2017
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Técnicas de genotipagemCervosOocistosCriptosporidioseProtozoologia
Resumo
A criptosporidiose é uma doença entérica grave, sendo responsável por desordens intestinais principalmente em ruminantes jovens, com manifestação clínica variada e eventual mortalidade. Este projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar a ocorrência e caracterizar geneticamente as infecções por Cryptosporidium em cervídeos brasileiros de vida livre. A presença de oocistos deste protozoário nas amostras fecais de cervídeos será observada pelas técnicas de coloração negativa com verde malaquita e a microscopia com contraste de fase em solução de Sheather. O DNA genômico de cada amostra fecal será extraído, possibilitando por meio da reação em cadeia da polimerase (nested-PCR) a amplificação do DNA do parasito (gene 18S RNA e GP 60). As amostras positivas quanto à presença do DNA de Cryptosporidium spp. serão sequenciadas, possibilitando a caracterização molecular deste coccídeo. A análise estatística consistirá no teste Qui-Quadrado para verificar a associação da presença do referido enteroparasito em relação á origem das amostras fecais. (AU)

Habitação coletiva contemporânea: análise crítica do processo de projeto no Brasil e na Holanda

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Leandro Silva Medrano
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:15/08104-5
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2018
Assunto(s):HolandaBrasil
Resumo
Atualmente, grande parte da produção habitacional no Brasil é resultante de forças de mercado, despreocupadas com questões arquitetônicas e urbanas essenciais. Por outro lado, a Holanda há muito tempo se destaca frente ao tema da produção habitacional, em diversos aspectos, como qualidade, quantidade, inovação, normativas e estruturação de um processo de projeto. Tem-se como hipótese que na Holanda houve construção crítica disciplinar, que envolveu teoria, práticas e métodos, resultando em um processo de projeto bem estruturado, o que contribuiu para possibilitar a construção de uma arquitetura habitacional relevante, enquanto que no Brasil, por outro lado, esta construção crítica disciplinar não foi efetivada, ou ela se restringiu ao meio acadêmico e intelectual, o que resultou posteriormente na fragilização generalizada da qualidade dos projetos de habitação coletiva no país. Portanto, o objetivo desta pesquisa é analisar criticamente o processo de projeto, especialmente em suas fases iniciais de concepção, das habitações coletivas contemporâneas controladas pelo poder público, considerando as possíveis intervenientes e condicionantes do processo, objetivos, fundamentação crítica e teórica, e metodologias de análise e avaliação, no Brasil e na Holanda, buscando similaridades e, principalmente, diferenças entre os dois países. Para tanto, serão analisados casos de habitação coletiva contemporâneos no Brasil, reunindo e organizando documentos sobre o tema do processo de projeto, do repertório crítico e teórico de arquitetura, das diretrizes projetuais, metodológicas e teóricas para elaboração de edifícios habitacionais, e metodologias de análise e avaliação de projetos. Complementarmente, será feita a análise e comparação de base projetual, teórica e metodológica de tais projetos com outros, de natureza semelhante, apresentados na Holanda. Desta forma, busca-se contribuir para o desenvolvimento de um corpo disciplinar e de crítica teórica e projetual no Brasil, e com a discussão sobre a produção habitacional no país, em contraste com a realidade na Holanda. (AU)

Teste em esteira e teste do degrau para avaliação do broncoespasmo induzido pelo exercício: eles são intercambiáveis?

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Simone Dal Corso
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:15/06964-7
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de janeiro de 2017
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):CriançasAsmaFisioterapia
Resumo
Os testes de broncoprovocação com exercícios mais utilizados e citados na literatura são os testes em cicloergômetro e esteira ergométrica. O teste do degrau é um teste simples, com a vantagem de poder ser realizado em qualquer ambiente. O objetivo deste estudo é comparar o teste do degrau incremental (TDI) com o teste cardiopulmonar incremental em esteira para avaliação do broncoespasmo induzido pelo exercício (BIE) em pacientes com diagnóstico de asma; secundariamente, contrastar a demanda cardiorrespiratória durante o exercício entre ambos os testes. Serão avaliados 53 pacientes com asma, provenientes do Ambulatório de Asma da Disciplina de Alergia, Imunologia Clínica e Reumatologia do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com idade entre 7 e 18 anos, de ambos os gêneros, estáveis clinicamente e com ausência de sintomatologia compatível com quadro de infecção viral (resfriado ou gripe) nas últimas seis semanas. Os critérios de exclusão serão: escore 5 de gravidade, segundo Global Initiative for Asthma (GINA), presença de outras doenças pulmonares crônicas, comorbidades e tabagismo. O protocolo constará de duas visitas, separadas por pelo menos 72 horas, e a ordem dos testes será randomizada. Em ambas as visitas os pacientes realizarão a seguinte sequência: espirometria pré exercício, teste de exercício de broncoprovocação (segundo a randomização) juntamente com a análise dos gases expirados e espirometria nos tempos 5, 10, 15, 20 e 30 minutos após o exercício. A hipótese do nosso estudo é que o teste do degrau incremental e o teste em esteira serão equivalentes em induzir o BIE, pois as demandas cardiopulmonares serão similares entre esses testes. Se nossa hipótese se confirmar, o TDI poderá ser utilizado como teste de broncoprovocação por exercício, com a vantagem de ser mais acessível e de baixo custo para ser realizado em consultório ou ambulatório. (AU)

O papel dos inflamassomas no controle e na patogênese da leishmaniose causada por Leishmania amazonensis e sua relação com a gravidade da doença em hospedeiros com fundo genético susceptível ou resistente

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dario Simões Zamboni
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:15/10378-6
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 28 de fevereiro de 2018
Vinculado ao auxílio:14/04684-4 - O inflamassoma na resposta contra patógenos intracelulares e os mecanismos microbianos relacionados à evasão, AP.TEM
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):InflamassomosLeishmania amazonensis
Resumo
Leishmania amazonensis é o agente etiológico da Leishmaniose tegumentar americana no Brasil. Os indivíduos infectados podem desenvolver formas distintas da doença, como: 1) forma benigna, com lesões localizadas e cura espontânea (chamada Leishmaniose Cutânea Localizada, LCL), 2) a forma difusa, onde se observa grande quantidade de lesões não-ulceradas, em formato de pápula, com alta densidade de parasitos, que, geralmente, apresenta alguma resistência aos tratamentos convencionais (Leishmaniose Cutânea Difusa, LCD) ou 3) a mucocutânea, forma mais grave da doença, que apresenta acometimento das cavidades nasal e oral. O papel da imunidade inata, especificamente de receptores como os Nod-like-receptors (NLRs), na infecção por Leishmania spp. ainda é não completamente conhecido. Recentemente, nosso grupo demonstrou que NLRP3, um receptor associado com a ativação da plataforma molecular inflamassoma e produção de IL-1b, está relacionado com resistência à infecção por Leishmania spp. em hospedeiros resistentes. Posteriormente, foi observado que o inflamassoma pode favorecer a patogênese de L. major quando foram utilizados camundongos com fundo genético susceptível. Desta forma, uma das hipóteses a serem testadas nesse projeto é que o inflamassoma participa do direcionamento de respostas protetoras ou deletérias frente à infecção por L. amazonensis de maneira dependente fundo genético do hospedeiro. É possível que a ativação do inflamassoma por hospedeiros geneticamente suscetíveis à infecção leva ao desenvolvimento de formas graves da doença, como por exemplo, a forma LCD. Por outro lado, espera-se que em hospedeiros geneticamente resistentes, a ativação do inflamassoma culmina em resistência à Leishmaniose, gerando as formas benignas, como a LCL. Além disso, pretende-se avaliar o papel de outros receptores relacionados com os inflamassomas na infecção por L. amazonensis, como NLRP6 e NLRP12. Finalmente, pretendemos avaliar os mecanismos que levam ao controle da infecção que operam de maneira influenciada pelo inflamassoma, incluindo o processo de autofagia que parece exercer um papel importante no controle da infecção por L. amazonensis. O desenvolvimento deste trabalho permitirá o conhecimento de moléculas e mecanismos relacionados com resistência e suscetibilidade à Leishmaniose cutânea, estabelecendo possíveis marcadores para o desenvolvimento das formas clínicas, assim como novos alvos para futuras terapias contra esta doença. (AU)

Desenvolvimento e avaliação de organogéis de óleo de soja estruturados com fitoesteróis e monoestearato de sorbitana

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Paula Badan Ribeiro
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:15/09171-8
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2016
Assunto(s):Óleo de soja
Resumo
No Brasil, as questões controversas acerca do papel dos ácidos graxos trans na alimentação ocasionaram modificações progressivas na legislação, visando a inclusão de maiores informações para os consumidores. Em resposta, as indústrias brasileiras optaram pela substituição progressiva da gordura trans em diversos produtos, através do desenvolvimento de bases gordurosas com funcionalidade e viabilidade econômica equivalente às gorduras parcialmente hidrogenadas, acarretando, entretanto, aumento substancial do teor de ácidos graxos saturados nos alimentos. No momento atual, a ciência de lipídios visa definir alternativas para um problema extensamente discutido pelas organizações de saúde no mundo, que consiste em limitar o teor de gordura saturada nos alimentos disponíveis à população. O uso de agentes estruturantes, como triacilgliceróis específicos, glicerídeos parciais, lipídios minoritários e alguns emulsificantes, tem sido indicados como a única alternativa viável para a obtenção de gorduras semi-sólidas com redução do conteúdo de ácidos graxos saturados, e propriedades compatíveis à aplicação em alimentos. Neste contexto, os fitoesteróis, reconhecidos como potentes hipocolesterolêmicos naturais, apresentam-se como uma opção para estruturação de matrizes lipídicas. A literatura técnica também indica, em especial, o emulsificante monoestearato de sorbitana (SMS) como potencial gelificante para obtenção de bases lipídicas estruturadas. Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de bases lipídicas zero trans com teores reduzidos de ácidos graxos saturados, a partir do óleo de soja, utilizando misturas de fitoesteróis livres (FL) e SMS como potenciais agentes estruturantes. (AU)

Utilização de zinco, na forma de óxido de zinco nanoparticulado, em dietas para leitões recém-desmamados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Valdomiro Shigueru Miyada
Pesquisadores associados:Natália Cristina Milani; Natália Yumi Ikeda
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:15/05943-6
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2017
Assunto(s):SuinoculturaLeitõesDesmameDigestibilidadeZincoSuplementos minerais para animais
Resumo
O período imediatamente após o desmame é crítico para os leitões devido a sua maior susceptibilidade ao estabelecimento de infecções e desenvolvimento de doenças, principalmente a diarreia, podendo comprometer o desempenho do animal. O zinco (Zn), na forma de óxido de Zn, é um eficiente agente antimicrobiano, tendo sido amplamente utilizado em doses farmacológicas em dietas de leitões recém-desmamados para o controle da diarreia pós-desmame e para a melhoria do desempenho. Entretanto, devido à baixa absorção, grande parte do Zn ingerido na forma de óxido de Zn é eliminada nas excretas, podendo causar contaminação ambiental e efeitos adversos na diversidade microbiana ambiental. Desta forma, estudos vêm avaliando novas formas de suplementação de Zn, dentre eles, o óxido de Zn nanoparticulado, normalmente utilizado na indústria química e farmacêutica. O óxido de Zn nanoparticulado, devido ao seu menor tamanho de partícula e maior área superficial específica, possui maior atividade química e antimicrobiana e maior taxa de absorção. Porém os estudos científicos sobre sua utilização na nutrição animal são escassos, sobretudo na de leitões recém-desmamados. O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos da suplementação de óxido de Zn nanoparticulado em dietas para leitões recém-desmamados sobre o desempenho zootécnico, a frequência de diarreia, a digestibilidade da dieta, os parâmetros sanguíneos, a morfometria e pesos de órgãos, a histologia do epitélio intestinal, a contagem bacteriana no intestino e a excreção de Zn nas fezes. Serão utilizados 192 leitões recém-desmamados em um experimento em blocos completos (definidos pelo peso inicial e sexo) casualizados, com 6 tratamentos, 8 repetições (blocos) por tratamento e 4 animais por unidade experimental (baia). Os tratamentos serão: controle negativo - dieta basal com 100 mg de Zn/kg (na forma de óxido de Zn convencional) para atender as exigências metabólicas dos leitões; controle positivo (dieta basal suplementada com óxido de Zn convencional em dose farmacológica utilizada na prática para a melhoria do desempenho - 3000 mg de ZnO/kg); e níveis de 15, 30, 60 e 120 mg de Zn/kg, na forma de óxido de Zn nanoparticulado, adicionados on top à dieta basal. As rações e a água serão fornecidas à vontade durante o período experimental de 35 dias. Os animais serão pesados no 1º, 7º, 21º e 35º dia do experimento. A ocorrência de diarreia será registrada diariamente. Amostras de fezes serão coletadas para determinação da digestibilidade da dieta e quantificação do Zn excretado. 2 dias antes do abate, serão coletadas amostras de sangue para quantificação de parâmetros sanguíneos. No 21° dia do experimento, 1 animal de cada baia será abatido para a realização do estudo histológico do epitélio intestinal e da morfometria e pesos dos órgãos. Amostras de conteúdo do jejuno e do ceco serão coletadas para contagem bacteriana. Os dados serão submetidos à análise de variância, utilizando o procedimento MIXED do SAS®, e à regressão polinomial. Contrastes ortogonais serão utilizados para comparar o tratamento controle positivo com cada um dos níveis de óxido de Zn nanoparticulado. (AU)

Geração e evolução de magmas graníticos e implicações tectônicas: uma contribuição da geoquímica isotópica Sr-Nd-Pb e da datação in situ e geoquímica de zircão em granitos do se do Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Valdecir de Assis Janasi
Pesquisadores associados:Horstpeter Herberto Gustavo Jose Ulbrich; Lucelene Martins; Renato Henrique Pinto; Adriana Alves
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:15/01817-6
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2017
Assunto(s):PetrologiaZircãoGranitoGeoquímicaGeocronologiaDatação geológica
Resumo
O estudo do magmatismo granítico é fundamental para a compreensão da evolução tectônica neoproterozóica do sudeste brasileiro, em particular pela abundância e diversidade de seus produtos, e pelo potencial de fornecer informações sobre processos que ocorreram na crosta profunda e no manto. Dando continuidade a pesquisas sistemáticas desenvolvidas por nosso grupo, este projeto propõe a reavaliação das idades de cristalização de algumas das principais ocorrências de granitos da Faixa Ribeira e da Nappe Socorro-Guaxupé no Estado de São Paulo, utilizando técnicas de datação in situ (LA-MC-ICPMS e Shrimp), que permitem evitar incertezas e imprecisões associadas a herança e perda de Pb, que se mostram frequentes em análises por TIMS. Em paralelo, serão obtidos dados de geoquímica elemental e isotópica (Sr-Nd-Pb-Hf) em rocha total e em minerais (feldspatos e zircão) de maciços selecionados, focalizando ocorrências "clássicas" que se mostram carentes deste tipo de dados (e.g. batólito Socorro; granitos do Domínio São Roque) e ocorrências cujo significado tectônico é ainda incerto (e.g., granitos dos terrenos Embu e Costeiro). Aspecto relevante que integra os estudos nos diferentes domínios tectônicos abordados é a comparação do magmatismo "sin-orogênico" cálcio-alcalino potássico, que pode ter caráter pós-colisional ou estar relacionado a processos de subducção, uma vez que os dados disponíveis mostram que os batólitos Agudos Grandes e Três Córregos (no Terreno Apiaí), com idade ca. 610 Ma, têm assinatura isotópica indicativa de fontes antigas (e.g., Nd TDM > 2.2 Ga), e parecem contrastar tanto em idade como em fonte com magmatismo equivalente presente na Nappe Socorro-Guaxupé (onde seria mais antigo) como no Domínio Costeiro (onde parece ser mais novo). (AU)

Determinação do papel dos cementócitos na homeostasia do cemento dental

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Humberto Nociti Junior
Pesquisadores associados:Kamila Rosamilia Kantovitz; Cristiane Ribeiro Salmon
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:15/06372-2
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de julho de 2017
Assunto(s):Cemento dentárioCementócitoRNA-seqMetabolismo celular
Resumo
Os cementócitos não apenas dividem características morfológicas com osteócitos, mas também expressam inúmeros reguladores do metabolismo de tecidos duros em comum. Entretanto o conhecimento a nível celular e molecular dos cementócitos e seu papel na homeostasia do cemento dental ainda não estão esclarecidos. Desta forma, a hipótese da presente proposta será de que os cementócitos desempenham um papel importante na manutenção do periodonto de sustentação, em especial no cemento dental. Uma análise comparativa de expressão gênica de cementócitos, estimulados ou não a aposição de tecido, será feita pela combinação das técnicas de LCM/RNA-Seq. Adicionalmente, alterações morfológicas e ultraestruturais nos cementócitos serão investigadas por meio de microscopia eletrônica de transmissão e microscopia confocal em amostras marcadas com fluorosceína isotiocianato. Por fim, utilizando experiência anterior na obtenção de uma linhagem "cementocyte-like" (IDG-CM6) a partir de dentes de camundongos, será nossa meta obter e caracterizar cementócitos de dentes humanos com o objetivo de estabelecer um modelo in vitro para proposição de ensaios funcionais. Com os resultados da presente proposta, espera-se definir qual a participação dos cementócitos no controle da homeostasia do cemento dental, identificando biomoléculas com potencial utilização no controle da formação e regeneração desse tecido. (AU)

Um Elísio Muito Melhor: emulação e intertextualidade no poema Olímpia de Giovanni Boccaccio

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Isabella Tardin Cardoso
Supervisor no Exterior: Stephen Harrison
Local de pesquisa: University of Oxford (Inglaterra)
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literaturas Clássicas
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:15/00202-8
Vigência: 05 de julho de 2015 - 04 de dezembro de 2015
Assunto(s):Literatura latina
Resumo
O objetivo deste projeto BEPE é desenvolver uma pesquisa sobre recepção nos Estudos Clássicos, a ser realizada na Universidade de Oxford - Corpus Christi College, de julho a dezembro de 2015, sob a supervisão do Prof. Dr. Stephen Harrison. Como parte de nosso projeto regular de Mestrado, intitulado "«Olympia» de Giovanni Boccaccio: Estudo introdutório, tradução e notas" (Fapesp 2014/01868-7), durante o período de estágio em Oxford pretendemos investigar a recepção que as obras do poeta romano Virgílio (70-19 a.C.) tiveram na produção do autor italiano Giovanni Boccaccio (1313-1375). Mais especificamente, interessam-nos as relações intertextuais que podem ser observadas entre os textos do livro VI da «Eneida» e de «Olímpia». Além de apontar as afinidades temáticas e formais (bem como os contrastes) entre os Campos Elísios de Anquises (En. 6, 637-665) e o paraíso celestial de Olímpia (Olímp., vv. 159-196), procuraremos explorar outros tipos de associações, como a presença de topoi das «Bucólicas» de Virgílio na écloga boccacciana, que pertence ao mesmo gênero poético. Nosso interesse neste estágio de pesquisa no exterior é motivado pelos trabalhos mais recentes do Prof. Harrison sobre recepções da literatura latina, os quais são pautados em seus inúmeros estudos acerca de Virgílio e de questões de gêneros poéticos em geral. Por fim, consultar as bibliotecas da Universidade de Oxford também nos dará a oportunidade de acessar uma extensa bibliografia que, apesar de fundamental para nossa dissertação de Mestrado, não se encontra disponível no Brasil. (AU)

Estudo prospectivo de embolização transarterial percutânea no tratamento da hiperplasia prostática benigna

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcone Lima Sobreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/13603-5
Vigência: 01 de julho de 2015 - 30 de junho de 2016
Assunto(s):Embolização terapêuticaPróstataDoenças prostáticasHiperplasia prostáticaProcedimentos cirúrgicos vasculares
Resumo
A Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) é uma doença comum em homens idosos e seus cuidados aumentam à medida que a população envelhece. Cerca de 25% dos homens com mais de 40 anos e 90% daqueles com idade superior a 80 anos apresentarão alguma sintomatologia relacionada ao trato urinário inferior devido à HPB.Atualmente, as alternativas terapêuticas incluem o tratamento medicamentoso(conservador) e as cirurgias, indicadas na falha do tratamento farmacológico ou napresença de complicações. Em geral, o tratamento cirúrgico apresenta bons resultados,particularmente nas formas minimamente invasivas, como a ressecção transuretral de próstata (RTUP), ainda considerada a terapia de referência, com melhora em cerca de 70% dos casos. Para glândulas maiores, a prostatectomia a céu aberto, seja pelo acesso transvesical (PTV) seja pela via retropúbica a Millin, constitui uma excelente opção de tratamento. Entretanto, considerando-se a alta prevalência da HPB em pacientes idosos,frequentemente portadores de comorbidades graves, a cirurgia nesta faixa etária pode apresentar restrições. Neste cenário, a Embolização Transarterial Percutânea da Próstata (ETPP) surge como uma alternativa à terapia cirúrgica clássica, particularmente em pacientes que não responderam ao tratamento medicamentoso e a cirurgia está contraindicada,por risco proibitivo . Objetivo: Pretende-se avaliar clinicamente os efeitos daETPP com microesferas neste grupo de pacientes, atendidos no Hospital de Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB-UNESP). Métodos: O projeto deverá ser aprovado pelo CEP. Serão recrutados cerca de 10 pacientes consecutivos seguidos no ambulatório de Doenças Prostáticas do Serviço de Urologia da FMB-UNESP e comdiagnóstico definitivo de HBP. A amostra será de conveniência. Os pacientes serão avaliados quanto ao risco cardíaco por cardiologista, usando o critério da AHA. Os critérios de inclusão serão: pacientes portadores de Hiperplasia Prostática Benigna com indicação cirúrgica, sem condições clínicas para serem operados pelo tratamento dereferência , que não responderam à terapia medicamentosa clássica e que consentiremem assinar o TCLE. Os critérios de exclusão serão: pacientes com idade menor que 40 anos; submetidos previamente à cirurgia (endoscópica ou aberta) para tratamento de HPB (recidiva) ; com neoplasia de próstata: exclusão pelo antígeno prostático específico (PSA); toque e biopsia, quando necessário; que não concordarem com o tratamento em questão; portadores de outras doenças urológicas concomitantes como estenose deuretra, bexiga neurogênica, insuficiência renal crônica, etc; que apresentarem contraindicação ao procedimento terapêutico proposto, como alergia ao contraste,insuficiência renal crônica e dificuldade de acesso pela artéria femoral.Em resumo, o procedimento proposto será cateterizar superseletivamente a artéria prostática e provocar isquemia na próstata com o uso de microesferas.As variáveis estudadas serão: avaliação da qualidade de vida pelo IPSS (EscoreInternacional de Sintomas Prostáticos; avaliação objetiva do fluxo urinário;caracterização do volume prostático, por USG e ressonânica magnética e avaliação do volume residual pós miccional. (AU)

Estudo global da estrutura da zona de transição do manto a partir de anomalias do geóide e da propagação de ondas SS

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Naomi Ussami
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/17779-3
Vigência: 01 de julho de 2015 - 30 de junho de 2017
Vinculado ao auxílio:09/50493-8 - Modelos da crosta e litosfera sob as bacias do Paraná e Chaco-Paraná integrando gradiometria gravimétrica por satélite, gravimetria terrestre e sondagens magnéticas e eletromagnéticas, AP.TEM
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Geodinâmica
Resumo
O entendimento sobre a estrutura da zona de transição pode trazer importantes informações sobre o estilo de convecção predominante no manto da Terra, um problema ainda não resolvido em geodinâmica. Essa região do manto que é caracterizada por mudanças de fase do mineral olivina, o mais abundante no manto, desempenha um papel chave no mecanismo de convecção, se em camadas ou envolvendo todo o manto. Esta proposta de pós-doutorado foca na determinação da topografia das descontinuidades de 410 km e 660 km e na estimativa de suas estruturas de densidade em escala global a partir do estudo da propagação das precursoras da onda SS no manto e da inversão de anomalias do geoide. Nós iremos fazer uma avaliação crítica dos atuais métodos utilizados para derivar tais topografias e ver como simplificações teóricas no uso da teoria do raio afetam a estimativa da espessura da zona de transição. Utilizando a teoria da frequência finita e explorando os vários modelos globais de tomografia existentes, nós pretendemos gerar mapas mais precisos das ondulações das descontinuidades de 410 e 660 km. Esses mapas serão utilizados como informação a priori na inversão das anomalias do geoide, removendo-se inicialmente o efeito das massas litosféricas, para determinação de um modelo de distribuição de densidade. A interpretação conjunta da variação da topografia das descontinuidades na zona de transição, amplamente utilizada como um "termômetro" do manto, do sinal do contraste de densidade e dos resultados laboratoriais fornecido pela física de minerais trará resultados mais confiáveis sobre o real estado térmico do manto sob zonas de subducção ou regiões de hot-spots. Nós também iremos correlacionar os resultados obtidos para o manto sob a Província Magmática do Paraná (PMP) com os de outras grandes províncias ígneas (LIP) ao redor da Terra em busca assinaturas em comum, tal que possamos ter um melhor conhecimento do manto sob a PMP. Essa análise será integrada aos resultados provenientes do Projeto Temático FAPESP Processo 09/50493-8, intitulado "Modelos da crosta e litosfera sob as Bacias do Paraná e Chaco-Paraná integrando gradiometria gravimétrica por satélite, gravimetria terrestre e sondagens geomagnéticas e eletromagnéticas.", coordenado pelo Professor Ícaro Vitorello (INPE-MCT) e tendo como pesquisadora principal a Professora Naomi Ussami do IAG-USP. (AU)

Avaliação do papel de hormônios vegetais envolvidos na resposta diferencial de tomateiro cv. Micro-Tom a fungos do gênero Alternaria e Oidium por meio da alteração de transcritos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Vargas de Oliveira Figueira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:15/00060-9
Vigência: 01 de julho de 2015 - 28 de fevereiro de 2017
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):TomateHormônios vegetais
Resumo
O tomateiro (Solanum lycopersicum L.) é uma planta modelo para estudos fisiológicos e genéticos relacionados ao estresse biótico, pois este é afetado por uma enorme diversidade de patógenos. A cultivar Micro-Tom, em especial, apresenta vantagens em relação às demais pelo seu tamanho e ciclo reduzidos. Patógenos de plantas são frequentemente divididos em biotróficos, necrotróficos e hemibiotróficos de acordo com seu mecanismo de infecção e, consequentemente, distintas respostas do hospedeiro são ativadas. Entre as doenças fúngicas, a pinta preta causada por espécies de Alternaria (necrotrófico) e o biotrófico oídio (Oidium sp.) apresentam mecanismos de infecção pouco conhecidos podendo servir como modelos da interação planta-patógeno de estilos de vida contrastantes. A resposta da planta a patógenos são reconhecidamente reguladas por hormônios vegetais. Classicamente, considera-se que a sinalização por ácido salicílico é requerida para resistência a patógenos biotróficos, enquanto que a combinação de ácido jasmônico e etileno são requeridos para a resistência a necrotróficos. Porém, foi observado em nosso laboratório que giberelina parece participar na sinalização à infecção por Oidium, visto que um número reduzido e tardio de sintomas foi observado nos mutantes para sinalização deste hormônio. Mesmo assim, existem poucas informações sobre os mecanismos moleculares destas respostas regulados por estes e outros hormônios, particularmente no caso destes fungos. Assim, o objetivo deste trabalho é investigar o papel dos hormônios vegetais, que respondam diferencialmente à infecção, na alteração do perfil transcricional de folhas destacadas de mutantes e transgênicos de 'Micro-Tom' com percepção ou síntese hormonais alterada em resposta a infecção por Alternaria e Oidium. O projeto será desenvolvido em três etapas. A primeira será realizada com objetivo de caracterizar os sintomas de 'Micro-Tom' em resposta à infecção por Oidium e Alternaria e através da expressão de genes marcadores hormonais determinar o tempo de coleta para avaliação de transcritos. Na segunda etapa, mutantes e linhagens transgênicas hormonais de 'Micro-Tom' serão avaliados com base no grau de severidade dos sintomas e dois mutantes mais contrastantes serão selecionados. Na terceira, será avaliado o papel destes hormônios na expressão diferencial de transcritos em resposta à infecção. Com análise deste conjunto de informações, pretende-se oferecer conhecimento dos possíveis mecanismos de resistência via sinalização hormonal que as plantas podem possuir em resposta à defesa a patógenos com estilos de vida contrastantes no início do processo de infecção. (AU)

Métodos de otimização multiobjetivo aplicados a problemas inversos e à separação cega de fontes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Aplicadas (FCA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Limeira, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Leonardo Tomazeli Duarte
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/27108-9
Vigência: 01 de julho de 2015 - 31 de março de 2017
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Processamento de sinaisSeparação cega de fontes
Resumo
Em processamento de sinais e imagens há uma ampla gama de problemas que podem ser formulados como um problema inverso ou como um problema de separação de sinais. Via de regra, tais problemas são resolvidos a partir da otimização de um critério, que, no caso de um problema inverso, pode ser uma medida de distância entre os dados observados e as saídas do modelo considerado, ou, no caso da separação de sinais, um critério de separação (função contraste). No entanto, em muitas situações práticas, há um conjunto de informações a priori adicionais cuja incorporação ao problema de otimização proporciona resultados melhores. Tipicamente, o uso dessas informações é feito adicionando termos à função custo adotada, ou seja, de um modo mono-objetivo. No presente trabalho, investigaremos uma abordagem alternativa na qual o uso de informações a priori será feito por meio de uma abordagem multiobjetivo. A vantagem neste caso é que, ao invés de uma solução ótima, o método fornece um conjunto de soluções (Pareto-ótimas) que podem ser submetidas para análise do especialista responsável pela tomada de decisão do processo. Nosso estudo focará em métodos evolutivos de otimização multiobjetivo e considerará experimentos com dados sintéticos e com dados reais provenientes de problemas de arranjos de sensores químicos e sísmicos. (AU)

Revisão taxonômica e distribuição dos representantes do gênero Pulsatrix Kaup, 1848 (Aves: Strigiformes: Strigidae)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luís Fábio Silveira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:15/00370-8
Vigência: 01 de julho de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):BioacústicaMorfologia animalTaxonomia animal
Resumo
O gênero Pulsatrix Kaup, 1848 pertence à família Strigidae, que abriga as corujas, mochos e caburés. Pulsatrix possui distribuição Neotropical e compreende pelo menos 9 táxons, caracterizados pelo grande porte, cabeça de cor escura e arredondada, sem "orelhas" e um supercílio ou "óculos" claro, contrastante em formato de "X" e característico do grupo. Dentre as três espécies, Pulsatrix koeniswaldiana é monotípica e restrita a mata atlântica, Pulsatrix melanota é limitada aos Andes tropicais, com duas subespécies, e Pulsatrix perspicillata é amplamente bem distribuída nas américas central e sul, e possui uma grande variação morfológica ao longo de sua distribuição, representada por seis subespécies. Uma revisão taxonômica para o gênero nunca foi proposta e os limites de distribuição entre os táxons são divergentes na literatura. Com o apoio de espécimes taxidermizados e gravações de vocalizações, pretende-se realizar pela primeira vez a revisão taxonômica do gênero Pulsatrix com base em caracteres de plumagem, morfometria e vocalizações, atualizando a distribuição de cada táxon válido. (AU)

Regimes internacionais e os níveis doméstico, regional e global: uma análise multidimensional nos campos do mercado e da sociedade

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Relações Internacionais (IRI). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Janina Onuki
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Política Internacional
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/26455-7
Vigência: 01 de julho de 2015 - 30 de junho de 2017
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Relações internacionais
Resumo
Este projeto propõe investigar o mútuo impacto entre os níveis doméstico, regional e global na percepção de Estados soberanos quanto à adesão a regimes internacionais, assim como desenvolver um modelo teórico para tal análise. Tal modelo fundamenta-se no conceito sociológico de campos, brevemente definidos como espaços sociais em que atores competem e cooperam com o objetivo de manter e, se possível, ampliar seu poder. Identificamos no mundo contemporâneo dois campos que estruturam os níveis doméstico, regional e global: o mercado, no qual atores sociais expressam seus interesses econômico-materiais, e a sociedade, em que eles disputam pela primazia de seus valores normativos. Assim, nossa principal hipótese é que os Estados, ao definirem sua participação em regimes internacionais, levam em conta a dinâmica de ambos os campos. Porém, diferentemente dos modelos atualmente empregados pelas várias escolas teóricas de Relações Internacionais, não trabalhamos com a dicotomia entre os níveis doméstico e internacional. Propomos a existência de um terceiro nível, o regional. Portanto, com base na dinâmica dos campos do mercado e da sociedade nesse nível, Estados definiriam prioridades domésticas e internacionais e, por conseguinte, a adesão ou não a regimes. Para desenvolver o modelo teórico, propomos comparar a atuação de Brasil e Índia nos regimes comercial e nuclear desde os anos 1990, argumentando que suas respectivas escolhas decorrem da dinâmica regional na qual cada um desses Estados está inserido. Com uma vizinhança pacificada e economicamente integrada, o Brasil percebeu os regimes da Organização Mundial do Comércio (OMC) e de Não-Proliferação (NPT) de maneira mais benigna que a Índia, país que ainda enfrenta tensões militares e político-econômicas em seu contexto regional. (AU)

Novas tecnologias e ensino de História: uma relação possível e necessária

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Célia Maria David
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Ensino Público
Processo:15/12466-0
Vigência: 01 de julho de 2015 - 30 de junho de 2016
Vinculado ao auxílio:15/04316-8 - Novas tecnologias e ensino de história: uma relação possível e necessária, AP.EP
Assunto(s):Ensino de históriaInternetTecnologia educacionalPrática de ensino
Resumo
Este trabalho insere-se no âmbito da pesquisa- ação (THILOLLENT, 2002) e tem como meta primordial contribuir para com a melhoria do Ensino Público do Estado de São Paulo. Terá curso por meio de um projeto de ação- pedagógica, referenciada pelo Currículo de História do Estado de São Paulo, e será desenvolvido em duas salas de 8° ano do Ensino Fundamental da Rede Pública Estadual de Ensino, valendo-se das tecnologias da informação e comunicação. Contará com a participação dos membros do Grupo de Pesquisa: "Políticas públicas e democratização do ensino no Brasil" coordenado pela proponente, e como não poderia deixar de ser, pelos professores de História e equipe gestora da escola loco da pesquisa. O motivo que o move é a percepção de que a escola não pode ficar à margem e tão pouco resistir aos avanços das Tecnologias da Informação e Comunicação - TICs, principalmente da internet, tendo-se que estes avanços compõem o repertório e a maneira de ser dos jovens atualmente, numa dinâmica que contrasta totalmente com a da escola; posicionamento sustentado, entre outros, por teóricos como PRENSKY (2001), SANTOS, B.S. & RADTKE (2005), CASTELLS (2005), MORAN (2000). Não se trata de substituir as práticas pedagógicas em curso, pelo contrário, objetiva-se ampliar e aprofundar o uso dos recursos da tecnologia de informação e comunicação de forma significativa no espaço escolar e na sala de aula visando tornar as aulas de História mais dinâmicas, atrativas e participativas para os alunos. Trata-se, ademais de uma proposta que visa colaborar para a consolidação do já implantado "Programa Acessa Escola", proposto pelo Governo do Estado, em 2008, com "o objetivo de promover a inclusão digital, social e estimular o uso da internet pelos usuários das escolas da rede estadual de ensino". (AU)
Página 5 de 1.776 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP