site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 5 de 1.519 resultado(s)
|

Controle da função mitocondrial por micro-RNAs em células musculares resistentes a insulina: efeito da superexpressão e inibição do miR-696 e miR-let7b

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Leonardo dos Reis Silveira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:13/22733-0
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 30 de setembro de 2016
Assunto(s):Diabetes mellitusMetabolismoMitocôndriasResistência à insulinaÁcidos graxos
Resumo
RESUMO: A resistência à insulina no músculo esquelético é uma característica em diabéticos. Embora seu mecanismo ainda não seja totalmente conhecido, há correlação entre resistência à insulina e conteúdo de lipídios intracelulares. Recentemente, micro-RNAs (miRNAs) foram descritos como moléculas não codificadoras associadas com a regulação gênica postranscricional podendo, portanto, regular processos de crescimento, diferenciação e metabólicos. O microRNA-696 e miR-let7b estão envolvidos na disfunção mitocondrial e metabólica decorrentes do diabetes. Isso sugere que o controle da expressão do miR-696 e miR-let7b pode proteger o tecido muscular contra a resistência à insulina. De fato, nossos resultados preliminares mostram que células musculares resistentes a insulina apresentaram elevada expressão destes micro-RNAs. Porém, o bloqueio dessa expressão com antagomir do miR-696 e miR-let7b favoreceu o aumento do consumo de oxigênio mitocondrial e a resposta a insulina indicando que o miR-696 e miR-let7b podem ser importantes alvos terapêuticos contra a instalação da resistência a insulina. Nosso objetivo, portanto, será de avaliar a superexpressão e inibição do miR-696 e miR-let7b na função mitocondrial e na resposta a insulina em células musculares controles e expostas ao ácido palmítico. Nossa hipótese é que a redução do miR-696 e miR-let7b possa proteger o tecido muscular contra a resistência à insulina melhorando a função mitocondrial. Se nossa hipótese é verdadeira, a construção de um animal transgênico para o miRNA-696 levaria a uma diminuição da expressão de PGC1±, um regulador importante do programa gênico de biogênese mitocondrial, o que certamente poderia confirmar o efeito in vitro do miR-696 na redução da função mitocondrial favorecendo a instalação da resistência a insulina nestes animais. (AU)

Evolução do hábito alimentar na família Calliphoridae

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Tatiana Teixeira Torres
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:14/13933-8
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 30 de setembro de 2016
Assunto(s):DipteraParasitismoExpressão gênicaEvolução genética
Resumo
A análise comparativa da expressão gênica entre espécies com diferentes hábitos, fornece uma ótima oportunidade para o estudo da evolução do hábito de parasitismo. Historicamente, tais análises estiveram restritas a um número de genes bastante reduzido e a poucas espécies, principalmente devido aos altos custos e mão-de-obra necessários. Graças ao desenvolvimento de técnicas de sequenciamento robustas e precisas para a análise da expressão gênica em escala genômica, é possível conduzir uma análise funcional dos genomas em um contexto filogenético.Dentro da diversa ordem Diptera, a família Calliphoridae, em particular, apresenta uma série de características que a tornam ideal para o estudo da evolução do hábito de ecto-parasitismo. Além da grande variedade de hábitos alimentares de suas larvas, esta família é caracterizada pelo aparecimento de parasitismo obrigatório em ocasiões independentes (pelo menos três) em sua filogenia. Assim, este projeto envolve a caracterização do transcriptoma (sequência e nível de expressão) de cinco espécies da família Calliphoridae utilizando RNAseq. Dentre as espécies escolhidas estão representantes das linhagens nas quais foi registrado o aparecimento do parasitismo em duas ocasiões independentes. Através da análise proposta, será possível elucidar modificações evolutivas entre as diferentes espécies, ajudando na identificação de genes que conferem a cada organismo suas características únicas. Isto será um passo importante para uma melhor compreensão da estrutura e função de genes e genomas, como os processos moleculares envolvidos na adaptação à novos ambientes. (AU)

A história da óptica no século XVIII: uma análise crítica das teorias sobre luz e cores na Europa e nos Estados Unidos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Santo André, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Breno Arsioli Moura
Anfitrião: Massimo Mazzotti
Local de pesquisa: University of California, Berkeley (UC Berkeley) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História das Ciências
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/04366-2
Vigência: 22 de setembro de 2014 - 30 de janeiro de 2015
Assunto(s):História da ciênciaTeoria corpuscularÓptica
Resumo
Este projeto estudará uma seleção de trabalhos sobre óptica publicados na segunda metade do século XVIII na Europa e nos Estados Unidos. Para isso, procederemos um estudo crítico do conteúdo destes trabalhos, bem como do contexto em que foram publicados. A partir disso, pretendemos consolidar uma visão mais adequada na óptica no período, contrapondo as noções de senso comum de que os estudos sobre luz e cores foram inférteis no século XVIII. O projeto será desenvolvido no Departamento de História da Universidade da Califórnia (Berkeley), sob a supervisão e colaboração do Professor Massimo Mazzotti. (AU)

Tipos de armadilhas, iscas naturais e artificiais para a captura da Vespa-da-Madeira, Sirex noctilio (Hymenoptera: Siricidae)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Carlos Busoli
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/06585-3
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Entomologia
Resumo
As florestas de pínus são um importante recurso socioeconômico para o Brasil e ocupam 23,4% da área de florestas plantadas no país. Dentre os insetos-praga dessa cultura, a vespa-da-madeira, Sirex noctilio (Hymenoptera: Siricidae), é a mais importante. É um inseto exótico que teve sua ocorrência relatada no país pela primeira vez na década de 80, estando presente atualmente em mais de 450.000 hectares. Para a detecção precoce dessa praga recomenda-se a utilização de árvores-armadilha. É uma prática eficiente, mas pode ser onerosa e sua utilização está ameaçada, já que para funcionar como armadilha, a árvore deve ser estressada por herbicida que teve sua comercialização interrompida. A alternativa proposta neste projeto é a instalação de armadilhas com iscas atrativas para a captura da vespa-da-madeira e consequente detecção e monitoramento da presença da praga. Para isso serão instalados experimentos em plantios de Pinus taeda para comparar a capacidade de captura da praga por diferentes tipos de armadilha (funil, funil modificado e painel); diferentes iscas naturais, formadas com toretes e acículas de quatro espécies de pínus (P. taeda, P. elliottii, P. patula e P. caribaea caribaea), e iscas artificiais formadas com voláteis de pínus (disponíveis comercialmente). A partir dos resultados será possível a indicação da combinação ideal de armadilha e isca para as condições brasileiras, além de saber se as iscas artificiais disponíveis atualmente desempenham atração apropriada. Em estudos posteriores, será possível o conhecimento e isolamento das moléculas que desempenham tal atração, a partir da espécie de pínus que se destacar. Este projeto contará com a colaboração da Embrapa Florestas, da Klabin Florestal e da Natural Resources Canada/Canadian Forest Service. (AU)

Vídeo-cápsula enteroscópica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Acen Microeletrônica Ltda
Pesquisador responsável:Yang Min Shih
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/15878-4
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Assunto(s):EndoscopiaWirelessVídeoProcessamento de imagensReconhecimento de padrões
Resumo
O intestino delgado é a região do trato gastrointestinal mais difícil de ser acessada devido ao seu comprimento e sua anatomia complexa. Há pouco tempo atrás não era possível acessar toda a sua extensão através dos métodos convencionais de gastroscopia ou colonoscopia e, apenas, avaliações indiretas eram possíveis, através de exames radiológicos usando contraste de bário ou enteróclise. Na última década surgiu uma ferramenta revolucionária para a visualização do intestino, a cápsula endoscópica. O presente projeto propõe a pesquisa e desenvolvimento de um sistema utilizando uma cápsula de vídeo para a realização de exames endoscópicos do trato gastrointestinal. O sistema será composto de uma cápsula para a obtenção e transmissão das imagens, um dispositivo portátil para a recepção e armazenagem das imagens e um programa para auxiliar na visualização e detecção de enfermidades. Atualmente existe menos de uma dezena de fabricantes, nenhum no Brasil. Este é um dos motivos que faz com que este tipo de exame custe de 10 a 20 vezes a mais do que um exame endoscópico convencional, o que o torna proibitivo para a população de baixa renda, principalmente nos países da América Latina, Ásia e África. O sistema a ser desenvolvido deverá utilizar novas técnicas resultantes da evolução da microeletrônica, afim de que possua um custo menor do que os sistemas atuais e seja mais eficiente e preciso. Isto permitirá que o exame se torne mais acessível para a população, o que viabilizaria a inserção desse exame na rede pública de saúde. A maior inserção desta tecnologia fará que haja aumento na escala de fabricação o que propiciará maiores ganhos para a empresa. (AU)

Desempenho produtivo de vacas leiteiras alimentadas com diferentes aditivos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Francisco Palma Rennó
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/13566-5
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Assunto(s):ConsumoQuitosanaÓleos essenciais
Resumo
Baseada na busca pela adequada exploração da capacidade produtiva do animal e a máxima obtenção da lucratividade, necessária no cenário mundial apresentado nos últimos anos, surgiram novas alternativas que influenciam positivamente o melhor desempenho do animal, como exemplo, a utilização de ionóforos na alimentação de bovinos. A monensina é um ionóforo que apresenta bons resultados e atua principalmente na manipulação da fermentação ruminal, contribuindo para o aumento do desempenho animal. Entretando, além das busca pela maior capacidade animal, surge em contraponto as exigências dos mercados consumidores, visando à saúde humana, criando determinadas regras para o uso destes aditivos na alimentação animal. Desta maneira, compostos naturais alternativos vêem sendo desenvolvidos com este propósito, atendendo às necessidades do mercado nacional e, especialmente, internacional. Dentre os compopstos naturias utilizados, destacamos os óleos essenciais (compostos secundários de várias partes de plantas) e a quitosana (um biopolímero natural derivado da quitina, exoesqueleto de crustáceos e insetos). Este compostos tem despertado interesse quanto ao seu uso, e sua utilização tem sido avaliada por meio de pesquisas recentes, dado resultados preliminares terem apresentado respostas semelhantes à utilização de ionóforos quanto aos produtos resultantes dos processos fermentativos e ao balanço populacional de bactérias e protozoários no ambiente ruminal. No entanto, são escassos na literatura os estudos que especificamente avaliam e comparam a utilização da monensina, óleos essenciais, e a quitosana. A hipótese científica a ser avaliada neste projeto de pesquisa sugere que a utilização de óleos essenciais (Crina® Ruminants, DSM Nutritional Products) ou quitosana na alimentação de vacas leiteiras apresentam resultados similares a monensina sódica, e influenciam positivamente o desempenho produtivo, digestão e metabolismo de vacas leiteiras no início de lactação. O presente estudo será conduzido para avaliar a utilização de diferentes aditivos na alimentação de vacas em lactação e avaliar o efeito sobre o consumo, produção e composição do leite. (AU)

A ativação da via de sinalização da insulina abole a cardioproteção resultante do pré- condicionamento isquêmico in vivo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Janaina Paulini Aguiar
Anfitrião: Sihem Boudina
Local de pesquisa: University of Utah (U) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/11638-9
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Assunto(s):CardiologiaEndocrinologiaInsulinaDiabetes mellitusIsquemia
Resumo
Vogt e seus colegas foram os primeiros a mostrar que a insulina confere cardioproteção, em um modelo suíno de infarto do miocárdio, utilizando a via da PI3K/Akt, um achado que foi confirmado em modelos animais ex vivo de I/R. É largamente aceito que a ativação da Akt por fosforilação está fortemente implicada na resposta cardioprotetora durante a I/R e que essa cascata de sinalização leva à inibição da abertura do poro mitocondrial de transição de permeabilidade, que, em seguida, reduz os efeitos de necrose da reperfusão. Em contraste com o efeito cardioprotetor bem conhecido de insulina contra a I/R, nenhum estudo examinou o efeito da insulina na cardioproteção resultante do pré-condicionamento isquêmico (IPC). Estudos em nosso laboratório demonstraram pela primeira vez que, enquanto a insulina sozinha protegia contra a I/R, a combinação com o IPC aboliu a cardioproteção no coração de rato perfundido em Langendorff, por meio de mecanismos de Akt - dependentes. Além disso, evidências recentes sugerem que a perda de proteção, pré ou pós- isquêmica está associada com ativação da sinalização da insulina e da Akt. Nossos estudos recentes utilizando esta preparação demonstraram claramente que a insulina foi prejudicial para cardioproteção resultante do IPC, mas se este efeito também ocorre in vivo ainda não foi explorado. Além disso, gostaríamos de investigar se o efeito prejudicial da insulina no IPC é aguda ou requer uma exposição a longo prazo a este hormônio. Portanto, este objetivo foi concebido para avaliar a eficácia do IPC contra infarto do miocárdio durante uma exposição aguda ou a longo prazo à insulina in vivo. (AU)

O processo de aprendizagem formal de português como língua não materna: representações e constatações sobre a dificuldade EA facilidade de hispano falantes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rosa Yokota
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/11390-7
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Assunto(s):Ensino e aprendizagem
Resumo
A proposta do presente projeto é identificar, através de questionário, o que os estudantes, de nível intermediário e avançado, julgam fácil e difícil na Língua Portuguesa e como essas impressões transparecem, ou não, em suas produções textuais escritas em contexto de sala de aula.A partir das informações obtidas através dos dois instrumentos de coleta de dados(questionário e produção de textos), pensamos que será possível entender, ao menos parcialmente, até que ponto as representações sobre a Língua Portuguesa por falantes de Espanhol de fato aparecem em suas produções escritas, e de que maneira elas influenciam no processo de ensino-aprendizagem. A partir delas, pensamos poder contribuir para progressão do aprendizado e para desmistificação de certas representações. Além disso, parece-nos necessário contrastar na própria produção não nativa a materialização, ou não, das dificuldades que os estudantes alegam ter, a fim de propiciarmos orientações e materiais didáticos mais específicos. (AU)

As identidades postas em cena pela memória em nove noites, de Bernardo Carvalho

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rejane Cristina Rocha
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/04838-1
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 30 de junho de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Identidade culturalMemória cultural
Resumo
Este projeto objetiva estudar a maneira pela qual das estruturas narrativas do romance Nove Noites (2002), de Bernardo Carvalho, demonstra-se a memória como tentativa de unicidade identitária. O narrador deste romance nos convida a conhecer algo que ele não experimentou: o suicídio do etnólogo estadunidense Buell Quain. Assim, ele buscará memórias capazes de solucionar o (s) motivo(s) do(s) suicídio, inexplicado por mais de 60 anos. Mediante cartas, fotografias e relatos de pessoas que conviveram com Quain, forma-se uma rede de vozes tentando desvendar sua identidade. Para compreendermos como das estruturas narrativas decorrem as memórias, como discursos transpostos e narrativizados, nos apoiamos no Discurso da Narrativa, de Gérard Genette (1995). Estas memórias se originam em vozes alheias, fragmentam a ordem narrativa e permitem discutir a identidade. Para tal, apoiamo-nos n"A identidade cultural na pós-modernidade", de Stuart Hall (2006), para entendermos a identidade a partir das estruturas narrativas. Delimitamos assim como objetivos: a) Evidenciar a memória como ferramenta identitária de narradores e personagens; b) Discutir os contrastes entre tempo da história e do discurso e 'eu' e 'outro'; c) Compreender a identidade cultural nos jogos de focalização; d) Descrever a presença de memórias permeando a identidade cultural como traço da literatura brasileira contemporânea; (AU)

Proposições Atemporais e a passagem do tempo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marco Antonio Caron Ruffino
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Metafísica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/03330-4
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Tempo
Resumo
O campo de disputa filosófica em torno da metafísica do tempo é, falando de maneira bastante geral, dividido entre (1) aqueles que pensam que as coisas mudam apenas se a realidade ela mesma como um todo muda, i.e., apenas se a totalidade dos estados de coisas monádicos que existem ou são realizados em um determinado instante é diferente daquela totalidade que existe ou é realizada em outro instante temporal (os Dinamicistas); e (2) aqueles que pensam que quais estados de coisas compõem a realidade não é algo que dependa de qual instante temporal é agora ou qualquer outra perspectiva temporal (os Estaticistas). Paralelamente a esta distinção metafísica há a distinção semântica entre as doutrinas do Eternalismo e Temporalismo. Para os primeiros (dos quais temos em Frege um exemplo paradigmático) proposições temporais não são avaliadas como verdadeiras ou falsas por si sós a menos que as consideremos em um instante particular. Na ausência de uma especificação temporal, a proposição temporal são apenas 'verdadeiras-em' certos instantes e 'falsas-em' outros. Mas para o Temporalismo, por contraste, proposições podem mudar seu valor de verdade ao longo do tempo. Todas estas doutrinas têm consequências fortemente anti-intuitivas. O Estaticismo e o Eternalismo são acusados de negar a realidade da mudança e da passagem temporal, enquanto o Dinamicismo e Temporalismo são acusados de inconsistência. A discussão em torno destas dificuldades atingiu nos dias de hoje um impasse. O objetivo geral deste projeto é contribuir para uma saída explorando as (amplamente ignoradas) relações inferenciais entre estas distinções. Isto me permitirá, segundo penso, estabelecer uma interação conceitual frutífera entre os dois domínios de investigação (metafísica e semântica) o que, por sua vez, permitirá lançar luz em suas respectivas dificuldades. Em particular, eu espero que isto permitirá prover uma explicação conceitual clara da passagem temporal. (AU)

Lectina derivada de Paracoccidioides Brasiliensis confere proteção contra a infecção por Leishmania major?

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Cristina Roque Antunes Barreira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunoquímica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/13260-3
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Assunto(s):ImunomodulaçãoLeishmania major
Resumo
A leishmaniose é uma doença crônica que se manifesta de maneira cutânea ou visceral, e pode ser letal ao homem. Sua transmissão ocorre pela picada de flebotomíneos contendo a forma promastigota da Leishmania. No estudo de modelos experimentais, sabe-se que a resposta imune em camundongos BALB/c é caracterizada por lesões cutâneas ou manifestações viscerais progressivas acompanhadas de proliferação descontrolada do parasito, seguida de morte do hospedeiro, devido ao desenvolvimento de uma resposta imune antiinflamatória do tipo Th2. Em contra partida, camundongos resistentes (C57Bl/6) desenvolvem uma resposta Th1 pró-inflamatória, protetora contra a infecção por Leishmania. É grande a busca por terapias que visem melhorar a resposta imune do hospedeiro no combate a diversos patógenos, inclusive Leishmania, uma vez que não existem vacinas para a leishmaniose. Diversos estudos identificaram o uso de proteínas imunomoduladoras como ferramentas de ativação do sistema imune acarretando em maior resistência a algumas infecções. Nosso grupo demonstrou que uma lectina de Paracoccidioides brasiliensis (agente etiológico da paracoccidioidomicose) chamada paracoccina, com afinidade por N-acetilglicosamina, induz a produção de TNF-alfa e óxido nítrico por macrófagos murinos. Sua administração a camundongos confere proteção contra a infecção com P. brasiliensis, demonstrada por diminuição da carga fungíca e das lesões pulmonares, fatos distribuídos à indução predominante de uma resposta imune do tipo Th1, com alta produção de IFN-³. Sabendo-se que camundongos BALB/c são suscetíveis à infecção por Leishmania major devido ao desenvolvimento de uma resposta do tipo Th2, o presente trabalho tem por objetivo avaliar se o uso profilático da paracoccina confere resistência a esses camundongos, infectados com L. major. Para isso, avaliaremos se o tratamento dos camundongos com paracoccina previamente à infecção direciona o padrão de resposta para o perfil pró-inflamatório Th1, bem como acompanharemos o desenvolvimento da lesão e a carga parasitária dos camundongos infectados com L. major. (AU)

Densidade populacional e dinâmica do perfilhamento do capim Mulato II em resposta à altura do dossel e taxas de crescimento contrastantes sob lotação contínua

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Guilherme Silveira Pedreira
Supervisor no exterior: Lynn E. Sollenberger
Local de pesquisa: University of Florida (UF) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:14/09548-1
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de janeiro de 2015
Assunto(s):Densidade populacional
Resumo
A pecuária é uma das principais atividades econômicas do Brasil. Nesse contexto quanto mais o recurso "pastagem" é utilizado como forma de alimentação dos rebanhos, mais rentável torna-se a atividade uma vez que é o próprio animal quem colhe o alimento. Na maioria dos sistemas comerciais de produção de ruminantes em pastagens, o manejo é extensivo, beirando o extrativismo em alguns casos. No mercado brasileiro é comum que novos materiais forrageiros sejam difundidos e adotados pelo setor produtivo antes que informações sejam disponibilizadas pela pesquisa sobre o seu real potencial forrageiro, limitando-se a exploração desse potencial e tornando muitas operações empíricas e amadoras, por falta de embasamento técnico científico. O estudo ora proposto tem por objetivo descrever e explicar a dinâmica de perfilhamento da Brachiaria híbrida Convert HD 364 (cv. Mulato II) em resposta a dois ritmos de crescimento e três alturas de dossel mantidas constantes por lotação contínua e taxa de lotação variável. O experimento será conduzido em área do Departamento de Zootecnia da ESALQ/USP durante dois verões agrostológicos. O delineamento experimental será em blocos completos ao acaso, com arranjo fatorial 3 x 2, correspondendo às alturas de manejo (10, 25 e 40 cm) e taxas de crescimento impostas por doses de nitrogênio (50 e 250 kg N ha-¹ ano-¹), com três repetições, totalizando 18 unidades experimentais de 200 m² cada. Serão estudadas as seguintes variáveis: densidade populacional de perfilhos e demografia do perfilhamento, peso médio de perfilhos, índice de área foliar e localização dos pontos de crescimento. Os dados serão analisados através do procedimento MIXED do SAS e as médias serão comparadas utilizando-se o teste "t" (Pd0,05). Espera-se que este estudo permita conhecer as bases biológicas do desempenho agronômico do capim Mulato II a estratégias de pastejo e subsidie o estabelecimento de estratégias adequadas de manejo para o mesmo. (AU)

Programa / Cátedra Ruth Cardoso - Columbia University: a Guerra Fria cultural na internacionalização de artistas e intelectuais brasileiros

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Siqueira Ridenti
Anfitrião: Esteban Andrade
Local de pesquisa: Columbia University in the City of New York (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/06307-3
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de janeiro de 2015
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Capes - Fulbright - UC - Programa de Bolsas Dra. Ruth Cardoso
Assunto(s):ArtistasGuerra friaIntelectuaisPropaganda culturalBrasilEstados Unidos
Resumo
A pesquisa a ser desenvolvida nos Estados Unidos busca compreender as relações entre intelectuais e artistas comunistas e não-comunistas, investigando a Guerra Fria do lado norte-americano (por oposição à internacionalização promovida por soviéticos e comunistas franceses); descobrir a importância da rede cultural americana para autores como Érico Veríssimo; em contraste, pesquisar o impacto e disseminação nos Estados Unidos de obras de intelectuais e artistas claramente alinhados com os soviéticos durante a Guerra Fria, como Jorge Amado, e o possível boicote a esses autores. Ademais, oferecerei dois cursos sobre política e cultura durante a ditadura militar no Brasil. (AU)

Sistemas microfluídicos de gotas para transfecção in vitro de células de mamíferos não-aderentes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lucimara Gaziola de la Torre
Supervisor no exterior: Charles N. Baroud
Local de pesquisa: École Polytechnique (França)
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:14/10557-5
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Resumo
Este projeto visa o desenvolvimento de um sistema microfluídico de gotas para transfecção de células de mamíferos não-aderentes, mais especificamente células T da linhagem Jurkat, usando nanopartículas como carreadores de ácidos nucleicos. Para isso, ácidos nucleicos que codificam a proteína "green fluorescent protein" serão incorporado em lipossomas catiônicos e nanopartículas de quitosana, e, em seguida, inseridos no sistema microfluídico de gotas com células de mamíferos não-aderentes, para induzir a transfecção dentro das gotas. Na transfecção tradicional de células em poços ocorre somente o transporte difusivo dos complexos nanopartículas/ácidos nucleicos até às células, já em sistemas microfluídicos há também uma contribuição convectiva, facilitando e melhorando o controle da transfecção. Além disso, sistemas microfluídicos baseados em gotas demonstram ser um método potencialmente mais sensível para detecção de biomarcadores do que os sistemas microfluídicos convencionais, uma vez que o encapsulamento permite a amplificação da detecção de níveis extremamente baixos de moléculas de biomarcadores. Além do mais, baseando-se no desenho "rails and anchors" do canal, é possível controlar o movimento das gotas, otimizando o número de células que podem ser observadas e o fluxo dentro das gotas paradas, para controlar a tensão de cisalhamento sentida pelas células enquanto elas permanecem no campo de visão do microscópio. Assim, este sistema nos permitirá estudar a razão molar ótima entre as nanopartículas e os ácidos nucleicos, a distribuição de nanopartículas por célula e o efeito da tensão de cisalhamento no interior das gotas na transfecção. Posteriormente, a transfecção no sistema microfluídico de gotas será comparada com a transfecção tradicional realizada em poços (método "bulk"). Este projeto será desenvolvido pelo nosso grupo de pesquisa, experiente em produção de nanopartículas, em colaboração com o grupo de pesquisa do Prof. Dr. Charles N. Baroud da École Polytechnique - França, que coordena um grupo que desenvolve diversas linhas de pesquisa de aplicações para dispositivos "lab-on-a-chip", incluindo biologia celular em gotas. De maneira geral, este projeto irá contribuir nas áreas de nanobiotecnologia, microfluídica e "gene delivery". (AU)

Gestão da vulnerabilidade social: construção de quadros de risco em políticas de assistência social (Brasil)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gabriel de Santis Feltran
Supervisor no exterior: Marc Bessin
Local de pesquisa: École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS) (França)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Urbana
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:14/10442-3
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 27 de fevereiro de 2015
Assunto(s):Assistência socialPolítica socialVulnerabilidade social
Resumo
Este projeto é uma proposta de realização de Estágio BEPE junto à École des Hautes Études en Sciences Sociales - EHESS/França e, em particular, junto ao Institut de Recherche Interdisciplinaire sur les Enjeux Sociaux (Sciences Sociales, Politique, Santé) - IRIS. Visa dar continuidade ao estudo que tematiza a Política Nacional de Assistência Social - PNAS que tenho em curso, e que tem se dedicado ao estudo das diferentes dimensões que a noção de complexidade assume na fase de implementação desta política. O objetivo desta proposta é descrever e analisar os modos de emergência da categoria vulnerabilidade social como justificativa do modelo de intervenção proposto pela Política Nacional de Assistência Social no Brasil, contrastando-os com os sentidos empíricos que tal noção atualmente têm assumido, nos cotidianos da Assistência Social. Tem como objetivos subsidiários: i) descrever os diferentes sentidos que podem assumir, nas práticas, o conjunto de indicadores sociais que informam a noção de vulnerabilidade social; ii) analisar as consequências empíricas do governo das políticas de Assistência Social através deste conjunto de indicadores, que amparam a noção de vulnerabilidade social. A escolha por desenvolver este projeto junto ao IRIS e a EHESS está ligada ao fato de se tratar de centros de referência no estudo das políticas sociais na França, com ampla tradição em estudos comparativos. O acesso à bibliografia específica da área, bem como o contato com o supervisor estrangeiro, especialista na área de estudos de políticas sociais, proteção social, estado de bem-estar, além dos métodos biográfico e qualitativo para estudo dessas políticas, contribuirá para o desenvolvimento da proposta assinalada acima e para a internacionalização das minhas redes de pesquisa como estudante, assim como dos grupos de pesquisa dos quais participo. (AU)

Quantificação contínua e acurada de fluxos de gases de dióxido de carbono e metano na conversão pastagem para cana-de-açúcar em diferentes condições edafoclimáticas da região Centro-Sul do Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Pellegrino Cerri
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/08802-1
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2016
Assunto(s):Gases do efeito estufaCana-de-açúcar
Resumo
O objetivo desta proposta é quantificar as emissões de gases do efeito estufa devido as diferentes formas de conversão de áreas sob pastagem para o cultivo de cana-de-açúcar na região Centro-Sul do Brasil. A quantificação será realizada de forma representativa e acurada, em áreas extensas, em tempo real e continuamente nas 24 horas do dia, com maior rapidez e menor custo quando comparado aos procedimentos atuais. Para atingir os objetivos propostos será utilizada uma "torre de eddy covariance", analisadores portáteis de CO2 e CH4, estações meteorológicas, analisadores de área foliar, sensores para monitoramento da temperatura e umidade do solo integrados a um "data logger", todos alimentados por um sistema autônomo de energia eólica e solar. Para quantificar essas emissões a torre será instalada por um período de um mês antes da conversão na pastagem. Imediatamente após cada evento da conversão (aração, gradagem, dessecação, aplicação de insumos tais como calcário e fertilizantes) a quantificação das emissões de GEE será efetuada. Finalmente, a torre também atuará nas medições relativas ao preparo do solo e plantio da cana-de-açúcar incluindo-se a aplicação de insumos usualmente empregados na implantação desta cultura. O tempo de contínua medição das emissões de GEE devido a conversão será aproximadamente 3 meses, sendo 1 mês sob pastagem imediatamente antes da conversão, 1 mês durante os eventos de conversão e 1 mês na implantação da cana-de-açúcar. A sequência de conversão do uso da terra será avaliada em, no mínimo, 3 condições edafoclimáticas contrastantes no âmbito da região centro-sul do Brasil. Os resultados obtidos serão inovadores e confiáveis nos meios técnico-científicos, pois envolvem a integração de equipamentos de última geração que possibilitarão enorme redução na incerteza dos resultados obtidos, elevadas resoluções temporal e espacial, informações customizadas, com menor custo do que os procedimentos convencionais. (AU)

Desempenho ortográfico de consoantes soantes no início da alfabetização - caracterização fonológica de substituições ortográficas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lourenço Chacon Jurado Filho
Supervisor no exterior: Maria João dos Reis de Freitas
Local de pesquisa: Universidade de Lisboa (Portugal)
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:14/08527-0
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 30 de novembro de 2014
Assunto(s):FonologiaOrtografia
Resumo
Investigar a ação de aspectos fonético-fonológicos no período de aquisição da ortografia é a preocupação mais geral da pesquisa - que vem sendo desenvolvida, no país, com apoio FAPESP (Processo - 2013/13814-6). Mais especificamente, levando-se em consideração a relação fonologia/ortografia, nossa proposta é investigar o desempenho ortográfico de consoantes soantes na posição silábica de ataque simples. Para a Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE), nossa proposta diz respeito, principalmente, ao desenvolvimento dos estudos que julgamos necessários fazer para categorizar os tipos de substituições ortográficas em função de características fonológicas da língua, um de nossos objetivos da pesquisa desenvolvida no país. Serão analisadas produções de 76 crianças que frequentavam a 1ª série do Ensino Fundamental, no ano de 2001, em duas escolas públicas do interior paulista, retiradas de um banco de dados do Grupo de Pesquisa "Estudos sobre a linguagem" (GPELCNPq). Essas produções são referentes a 14 diferentes propostas temáticas coletadas quinzenalmente, em sala de aula. Os dados referentes ao nosso principal objetivo durante o desenvolvimento da BEPE serão categorizados em substituições ortográfica e substituições fonológicas; essas últimas Subdivididas em função de se darem entre elementos da mesma classe fonológica (dos fonemas soantes) ou mobilizarem elementos de outra classe fonológica (mais especificamente, da grande classe dos fonemas obstruentes). Então, os erros caracterizados como fonológicos que ocorrerem no interior da classe das soantes serão analisados de acordo com os traços fonológicos envolvidos nas substituições ortográficas. Para a análise desses traços, utilizaremos como base o modelo Padrão de Aquisição de Contrastes (PAC) proposto por Lazzarotto-Volcão (2009), baseado, por sua vez, em postulados de Clements & Hume (1995) e de Clements (2009). (AU)

Fanerófitas alimentadas por formigas? uma possível estratégia ante a escassez de nutrientes em uma floresta tropical

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gustavo Quevedo Romero
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/14345-2
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 30 de junho de 2015
Assunto(s):Isótopos estáveis
Resumo
Muitas florestas tropicais encontram-se em um paradigma no qual sua vegetação exuberante contrasta com seus solos ácidos e distróficos, sendo a ciclagem de nutrientes e as estratégias adotadas pelos organismos, diante de tais limitações, fundamentais na estabilidade desses ecossistemas. A mirmecotrofia, por exemplo, associação em que formigas provisionam suas plantas hospedeiras com nutrientes, tem sido reconhecida como uma importante estratégia de aquisição de nutrientes em resposta aos solos lateríticos e oligotróficos desses ambientes, onde o nitrogênio apresenta-se como um dos principais limitantes. Além disso, estando esses dois táxons entre os mais abundantes e diversos em ecossistemas tropicais arbóreos, suas interações apresentam grandes impactos sobre as redes tróficas e a estruturação dessas comunidades. No domínio Atlântico, embora não se tenha registros desse fenômeno, observações de campo, em um ambiente de Mata de Restinga, têm fornecido evidências de um possível caso de mirmecotrofia. O arbusto Ouratea verticillata (Vell.) Engl. (Ochnaceae), em virtude de sua filotaxia alterna espiralada, acumula detritos sobre suas folhas, de modo que frequentemente são encontrados ninhos de formigas em suas regiões nodais e internodais. Nessas regiões, raízes adventícias, oriundas do próprio caule da planta, entremeiam-se ao formigueiro, o qual aparenta ser composto sobretudo por um material húmico, possivelmente depositado pelas formigas ali existentes. Este estudo, pelo emprego de métodos de análise isotópica com 15N, tem por objetivo compreender as interações presentes nesse sistema, avaliando a contribuição desses artrópodes na nutrição de suas plantas hospedeiras. (AU)

Estudo da farmacodinâmica da vancomicina durante a perfusão pulmonar ex-vivo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcos Naoyuki Samano
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/06930-2
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Assunto(s):VancomicinaPerfusãoCirurgia torácica
Resumo
Um dos maiores obstáculos ao aumento do número de transplantes pulmonares é a falta de doadores viáveis. Na cidade de São Paulo, somente 5% dos pulmões doados são adequados para transplante, em contraste com as taxas mundiais, que aproximam-se dos 15%. A má função pulmonar e as infecções são as principais razões para esse alto índice de rejeição. Uma técnica atualmente usada para o recondicionamento de pulmões doados é a perfusão pulmonar ex-vivo, que consiste na ventilação e na perfusão dos pulmões com uma solução hipertônica, por período prolongado e em condições de normotermia. O potencial dessa técnica para o tratamento de pulmões infectados ainda não foi avaliado e, dado que as infecções são muito prevalentes, essa ferramenta poderá ser de grande importância para aumentar o número de pulmões viáveis para transplante.Em estudo realizado em nosso meio, observamos alta incidência de culturas de secreção brônquica e lavado bronco-alveolar de doadores positivas para Staphylococcos aureus, o que motivou a escolha da vancomicina para o estudo. Tradicionalmente, a vancomicina é usada no tratamento de pneumonias quando há suspeita de que o agente etiológico seja o S. aureus resistente a meticilina (MRSA). Em geral, a concentração sérica mínima recomendada é de 10¼g/ml, mas, como sua penetração no tecido pulmonar é baixa, concentrações maiores, de 15 a 20¼g/ml, são indicadas.Os pulmões de doadores de múltiplos órgãos serão avaliados segundo os padrões adotados pelo grupo de Transplante Pulmonar do InCor, por meio dos dados informados pela Central de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo e pela avaliação in loco, que inclui radiografia de tórax, broncoscopia e coleta de lavado bronco-alveolar. Aqueles que apresentarem sinais de infecção serão rejeitados para o transplante e considerados para o projeto.A retirada dos pulmões seguirá os padrões estabelecidos para a retirada de pulmões para transplante, e eles serão transportados até o Centro Cirúrgico do InCor. Serão realizadas dez perfusões.A preparação para a perfusão ex-vivo será asséptica e compreenderá a reserva de um fragmento do lobo inferior direito para biópsia, a sutura da artéria e das veias pulmonares às cânulas plásticas Xvivo®, a perfusão retrógrada de solução Perfadex® e a aspiração da traqueia e sua conexão a uma cânula de intubação orotraqueal convencional. Todo o bloco será colocado na câmara de perfusão e conectado ao sistema de perfusão Xvivo®, o qual foi preenchido com dois litros da solução de perfusão Steen Solution®, adicionado de 500mg de metilprednisolona, 3000 UI de heparina e 500mg de imipenem. A esta solução serão acrescidos 500mg de vancomicina.Os pulmões serão submetidos à perfusão ex-vivo durante seis horas. Ao final de cada hora, parâmetros gasométricos, ventilatórios e de pressão da artéria pulmonar e átrio esquerdo serão avaliados, a solução de Steen® será parcialmente reposta e pequenas alíquotas do perfusato serão coletadas para a dosagem da concentração de vancomicina. Ao final da primeira hora, uma radiografia dos pulmões será feita. Com quatro horas de perfusão, nova radiografia será realizada, assim como uma nova biópsia do lobo inferior direito. Ao final das seis horas de perfusão ex-vivo, haverá nova coleta de lavado broncoalveolar.Considerando que a vancomicina será administrada em pulmões infectados com o objetivo de tratar a infecção e recondicionar o órgão, uma queda da concentração além dos níveis previstos pela diluição do perfusato pode sugerir metabolização da droga nos pulmões. A avaliação da concentração de vancomicina também considerará se ela se mantém em níveis terapêuticos ou se uma complementação da dose da droga é necessária ao longo da perfusão. (AU)

O desempenho exportador de PMEs brasileiras: identificando as variáveis que afetam sua melhoria

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Memorial. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Silvia Novaes Zilber
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:14/07400-7
Vigência: 01 de setembro de 2014 - 31 de agosto de 2016
Assunto(s):Pequenas e médias empresasInovação
Resumo
A despeito da relevância da exportação para a economia dos países, dados do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC, 2013) indicam o reduzido crescimento da participação brasileira nas exportações mundiais. Por outro lado, os dados também mostram um potencial não aproveitado no segmento de Pequenas e Médias Empresas (PMEs), segmento este que poderia aumentar a inserção do Brasil nas vendas mundiais, tendo em vista que, apesar deste segmento representar cerca de 50,70% dos exportadores brasileiros, a sua participação no valor total exportado pelo Brasil é de apenas pouco mais de 4% (MDIC, 2013). Contrastando com a realidade brasileira, as PMEs chinesas são responsáveis por mais da metade das exportações de seu país (CARDOSA et al., 2013), o que é um indicativo da importância das empresas de menor porte para a economia desse país emergente, atualmente, maior exportador mundial (MDIC, 2013). Visitando a literatura acadêmica sobre as variáveis intervenientes no processo de melhora de desempenho exportador, verifica-se que tanto a capacidade de inovação quanto a experiência internacional poderiam contribuir para melhorar esse desempenho de PMEs brasileiras; porém, ainda não existe consenso sobre como mensurar esses constructos, nem sobre qual deles seria mais relevante para a melhoria de desempenho exportador de PMEs. Sendo assim, este projeto tem como objetivo analisar o impacto da capacidade de inovação e da experiência internacional sobre o desempenho exportador de PMEs brasileiras, por meio de uma pesquisa quantitativa com PMEs do estado de São Paulo. Ao final do projeto, entre outras contribuições, espera-se propor um modelo teórico que reflita o contexto exportador de um país emergente, aplicando-o e testando-o numa amostra significativa e representativa de PMEs. Também se pretende contribuir com a identificação de variáveis intervenientes que possam garantir que o desempenho exportador seja melhorado. A contribuição da presente pesquisa também reside em recomendações que se poderá enviar a formuladores de políticas públicas voltadas à exportação que tratem da melhoria da competitividade do segmento de PMEs, sugerindo ações efetivas para melhora de seu desempenho exportador, recomendadas a partir dos resultados encontrados. (AU)

A natureza da categoria concessiva e sua realização linguística

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Comunicação e Letras (CCL). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Helena de Moura Neves
Supervisor no exterior: Eve E. Sweetser
Local de pesquisa: University of California, Berkeley (UC Berkeley) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:14/03509-4
Vigência: 21 de agosto de 2014 - 20 de dezembro de 2014
Assunto(s):Linguística cognitivaGramática funcionalPragmática
Resumo
Esta proposta se insere dentro de um projeto de mestrado intitulado "Os juntivos causais e concessivos do português brasileiro na perspectiva cognitivo-funcional: uma análise da ligação conceptual dos elementos gramaticais em uso nessa zona adverbial", no qual se investigam itens juntivos causais e concessivos buscando descrever seus aspectos funcionais e cognitivos. Na presente proposta, foca-se na concessão e nas construções concessivas a partir das perspectivas da linguística funcional (Givón, 1995, 2001, por exemplo) e da linguística cognitiva (Fauconnier, 1994, 1997; Fauconnier; Turner, 2002). Com base nessas perspectivas, a concessão e as construções concessivas são geralmente caracterizadas e descritas a partir de sua relação com as zonas semânticas do contraste e da causalidade-condicionalidade. É possível, ainda, caracterizar a concessão e as construções concessivas em termos de dinâmica de forças (Talmy, 1988, 2000). O objetivo principal desta proposta é definir a concessão como uma categoria conceptual, a partir da análise as construções linguísticas que instanciam essa relação conceptual, focalizando-se os itens juntivos concessivos. A investigação parte de duas hipóteses: a primeira hipótese, mais geral, é a de que a categoria semântica da concessão é melhor caracterizada como uma rede dinâmica de espaços mentais mesclados, na qual há forças em interação; a segunda hipótese, mais específica, é a de que os itens juntivos concessivos usados no discurso para explicitar a relação de concessão são meios linguísticos pelos quais a rede de espaços mentais é desenvolvida e elaborada. Os procedimentos de análise desta pesquisa são: a) estabelecer o conjunto de traços que permita a análise da concessão em termos de categoria conceptual, dado que essa relação conceptual está ancorada na categoria semântica mais primitiva da dinâmica de forças; b) interpretar os traços construcionais dos itens juntivos em análise examinando-se os componentes lexicais de sua base a partir de suas características semântico-pragmáticas, como implicatura, etc. A partir de uma busca na gramática de referência do português brasileiro (Neves, 2000), selecionou-se os seguintes itens juntivos para se analisar: ainda que, mesmo que, posto que, apesar (de) que, se bem que, por mais que, por muito que, por menos que, nem que. O universo de investigação desta pesquisa é composto de ocorrências coletas do Corpus do Português. (AU)

Acúmulo de forragem, eficiência de pastejo, características morfogênicas e modelagem da assimilação de carbono do capim Mulato II em resposta a taxas de crescimento constrastantes e altura do dossel mantida por lotação contínua

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Guilherme Silveira Pedreira
Supervisor no exterior: Lynn E. Sollenberger
Local de pesquisa: University of Florida (UF) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:14/08789-5
Vigência: 10 de agosto de 2014 - 09 de agosto de 2015
Resumo
As pastagens são a base da pecuária brasileira e as gramíneas do gênero Brachiaria são as forrageiras tropicais mais utilizadas no país. Embora exista alta dependência de forragem, o manejo do pastejo é realizado, na maioria dos casos, com base em conhecimentos generalistas, o que contribui para a redução da competividade da pecuária. Isso é resultado, em parte, da baixa disponibilidade de informações técnico-científicas, especialmente para novos genótipos forrageiros lançados no mercado, que passam a ser utilizados pelos produtores sem a realização de ajustes no manejo do pastejo. O capim Mulato II (Convert HD 364®), um novo híbrido de Brachiaria foi lançado como uma opção para diversos tipos de ambientes e apresenta elevada produção de forragem com bom valor nutritivo. Entretanto, não existem informações científicas específicas para o manejo do capim Mulato II sob lotação contínua. Os objetivos deste trabalho é descrever e explicar a assimilação de carbono e respostas morfogênicas do híbrido Convert HD 364 (cv. Mulato II) em resposta a taxa de crescimento e altura do dossel sob lotação contínua. Um experimento está sendo conduzido em Piracicaba-SP durante dois verões agrostológicos. O delineamento utilizado é o de blocos completamente casualizados, em um arranjo fatorial 3x2, correspondendo a três alturas de manejo (10, 25 e 40 cm) mantidas por lotação contínua e duas taxas de crescimento impostas por doses de N (50 e 250 kg N ha-1 ano-1), com três repetições. As variáveis estudadas incluem respostas morfogênicas, senescência, acúmulo de forragem, índice de área foliar, interceptação de luz pelo dossel, ângulos foliares, perdas de forragem e eficiência de pastejo, massa de forragem da parte aérea e raízes e taxas fotossintéticas de folhas e do dossel. Os dados serão analisados utilizando o PROC MIXED do SAS, e as médias dos tratamentos comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Espera-se que os resultados obtidos possam contribuir para o melhor entendimento de adaptações morfológicas e fisiológicas em função das variáveis de manejo estudadas e subsidiar a identificação de práticas de manejo eficientes para este novo capim. (AU)

Norma e uso do subjuntivo na história do português brasileiro: um estudo em peças teatrais (séculos XVIII ao XX)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rosane de Andrade Berlinck
Anfitrião: Shana Poplack
Local de pesquisa: University of Ottawa (uOttawa) (Canadá)
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Histórica
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/02414-0
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 30 de junho de 2015
Assunto(s):GramáticaPortuguês do brasilLíngua portuguesa
Resumo
O modo subjuntivo tem sido associado tradicionalmente a noções de (i) possibilidade, probabilidade, dúvida, suposição, (ii) obrigação, necessidade, intenção e desejo. Tais valores são bem conhecidos, fazendo parte de uma tradição gramatical que os mantém conscienciosamente associados ao subjuntivo. Também é bem conhecida, ainda que pouco aceita, a tendência observada no português à substituição das formas de subjuntivo por formas do indicativo, em contextos em que se prescreve exclusivamente o subjuntivo. O tema tem sido objeto de vários estudos recentes, sobretudo dedicados à análise da expressão variável do subjuntivo em sincronias presentes (Almeida 2010; Bittencourt 2012; Callou e Almeida 2009; Domingos 2004; Meira 2007; Neta 2006; Nicolau 2003, Pimpão 1999, 2009, 2012; Ribas e Barros 2013, entre outros). O contraste entre a prescrição e as constatações de estudos descritivos pautados em análise empírica rigorosa ilustra perfeitamente o embate entre 'norma' e 'uso', 'prescrição' e 'prática', que buscamos avaliar, compreender. Poderíamos dizer que um dos objetivos gerais dessa proposta será chegar a uma "norma do uso", contraposta ao "uso da norma". Mas, é importante ressaltar que, para além do mapeamento desse contraste, o que se pretende, em última análise, é mensurar a atuação das forças prescritivas sobre os avanços de um aparente processo de substituição do subjuntivo por formas do indicativo ou do infinitivo. Proponho, então, um estudo sobre o uso variável do subjuntivo no português do Brasil, em uma perspectiva histórica que irá analisar e comparar esse fenômeno em dados oriundos de duas fontes diferentes - peças de teatro (sobretudo comédias) e cartas pessoais, dos séculos XVIII ao XX. A escolha dessas duas fontes atende à busca da variação no texto escrito. A análise empírica será acompanhada de uma meta-análise, que, pelo levantamento de informações em gramáticas e obras similares, fornecerá um quadro de referência da 'norma' ao longo do período analisado em relação ao qual será possível contrapor o(s) 'uso(s)' (cf. Poplack e Malvar, 2007; Poplack, Lealess e Dion,2013).No âmbito dessa proposta mais ampla, o estágio no Sociolinguistics Laboratory, da University of Ottawa, compreenderá principalmente a etapa de análise do fenômeno em estudo em dados provindos de peças de teatro, mas também permitirá discutir os resultados da meta-análise (etapa 1). Para a seleção das peças, privilegiaremos comédias e farsas, aplicando a elas os critérios adotados em Poplack e Malvar (2007) quanto à presença de personagens populares e a características linguísticas próprias de registros menos formais (seleção vocabular, uso de elementos e construções atestadas como inovadoras, relativamente à norma gramatical). Os resultados da análise de dados oriundos das peças teatrais serão contrapostos, em etapa posterior do estudo, à análise de dados obtidos em cartas pessoais. A base teórico-metodológica da pesquisa vem dos princípios e da metodologia da Teoria da Variação e Mudança Linguísticas (Weinreich, Labov & Herzog 1968, Labov 1972, 1994, 2001), e de discussões sobre norma, gênero textual, estilo e registro (Coseriu 1979, Faraco 2008; Bakhtin 1992, Marcuschi 2008; Eckert e Rickford 2001, Biber e Conrad, 2009). A análise de dados seguirá a metodologia variacionista, incluindo (i) o levantamento de uma amostra representativa de dados nas peças de teatro e nas cartas pessoais, com ênfase nos contextos que sofrem algum tipo de avaliação por parte da norma prescritiva, (ii) sua análise segundo os grupos de fatores definidos a partir das hipóteses, (iii) a quantificação dos dados analisados por meio do programa estatístico GOLDVARB (Tagliamonte 2006), (iv) a interpretação dos resultados quantitativos à luz dos pressupostos teóricos que embasam o estudo. (AU)

Utilização de bactérias láticas na formação de biofilmes protetores

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Bernadette Dora Gombossy de Melo Franco
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/06370-7
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de julho de 2016
Assunto(s):Microbiologia
Resumo
A maioria das bactérias presentes no ambiente são capazes de se multiplicar aderindo às interfaces superfície-líquido ou líquido-ar, onde produzem uma matriz polimérica extra celular na qual são embebidas, formando estruturas denominadas biofilmes (Costerton et al. 1999). Estas estruturas bacterianas podem representar um sério problema sanitário, principalmente quando se tratam de bactérias patogênicas que, quando presentes em biofilmes, exibem uma maior resistência à maioria dos agentes biocidas utilizados nos processos de limpeza e descontaminação de ambientes e superfícies (Caballero N. et al, 2012). Em contrapartida, a aplicação de biofilmes favoráveis ("friendly biofilms"), constituídos por bactérias láticas (BAL), presentes em alimentos, outros produtos agrícolas ou no trato gastrintestinal de mamíferos e utilizadas como culturas iniciadoras na fermentação de alimentos, pode representar uma alternativa promissora para impedir a formação de biofilmes por patógenos. Através de sua propriedades, esses biofilmes favoráveis, denominados "biofilmes protetores", poderiam prevenir o desenvolvimento ou mesmo substituir os biofilmes formados por patógenos em plantas processadoras de alimentos, utensílios médicos ou criadouros de animais (Habimana et al. 2009).Sendo assim, este projeto de pesquisa pretende investigar os fatores que podem influenciar na atividade dos biofilmes protetores contra os principais patógenos Gram + e Gram -, estudando principalmente a importância das bacteriocinas e biosurfactantes neste cenário. Vale ressaltar ainda que, enquanto o genoma de um organismo mantém-se praticamente constante durante toda a vida, a expressão gênica de proteínas sofre mudanças ao longo dos diferentes estágios do ciclo celular, além de ser influenciada por fatores externos. Buscando um entendimento mais aprofundado sobre a fisiologia das BAL nos biofilmes, este projeto pretende também realizar estudos proteômicos para determinar as diferenças na expressão de proteínas nos diferentes biofilmes a serem elaborados durante o presente estudo. (AU)

Metabolismo do triptofano e resistência a carrapatos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Isabel Kinney Ferreira de Miranda Santos
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/04405-8
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de julho de 2016
Resumo
Metabolitos derivados do metabolismo não proteico do triptofano(TRY)afetam processos neurológicos, comportamentais,imunológicos e semioquimicos em vertebrados e em artrópodes. No entanto, quase nada é conhecido sobre seu papel nos carrapatos e nas respostas dos hospedeiros às picadas desse ectoparasita. A fim de elucidar os mecanismos de imunidade contra carrapatos nós exploramos um modelo de fenótipos contrastantes de infestações que diferentes raças de bovinos apresentam e no qual perfilamos a expressão gênica global em pele infestada e não infestada por carrapatos. A análise funcional dos genes diferencialmente expressos com Metacore indicou que o metabolismo de TRY é um componente muito significativo tanto das reações locais aos carrapatos quanto dos desfechos distintos apresentados pelos fenótipos contrastantes. Neste projeto confirmaremos e elucidaremos o papel do metabolismo do TRY nas infestações com carrapatos no nosso modelo. Para tanto quantificaremos a expressão de genes candidatos em pele e em leucócitos de sangue de bovinos infestados controladamente com um arranjo de PCR construído especificamente para este fim e curado pelo Metacore e pela nossa garimpagem da literatura. Mediremos metabolitos de TRY na pele, urina e sangue de animais infestados e livres de carrapatos e caracterizaremos os componentes químicos obtidos de esfregaços de pele. Também interferiremos em pontos seletos do metabolismo do TRY e depois mediremos em bovinos antes e depois de infestações controladas os seguintes parâmetros: o desfecho metabólico na pele, urina e sangue; o desfecho das infestações; o desfecho do ciclo do folículo piloso, a expressão dos genes candidatos; a inflamação de pele. Em cruzamentos entre raças que apresentam fenótipos extremos de infestação(Girolandos)também sequenciaremos produtos de PCR dos principais genes identificados nos estudos de expressão gênica. Procuraremos por polimorfismos únicos de nucleotídeos nesses produtos e examinaremos se estão associados significativamente com os fenótipos de infestação, com níveis de metabolitos de TRY e com produção de semioquímicos. Esperamos gerar evidências de que o metabolismo do TRY tem um papel na resistência aos carrapatos. (AU)

Diversidade de cestóideos da ordem Trypanorhyncha Diesing, 1863 em Arraias de água doce neotropicais (Myliobatiformes: Potamotrygonidae)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Portella de Luna Marques
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/10220-0
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de julho de 2016
Assunto(s):AmazôniaBrasilTaxonomiaHelmintologia
Resumo
Arraias de água doce neotropicais da família Potamotrygonidae (Chondrichthyes: Myliobatiformes) representam a única família de elasmobrânquios inteiramente restrita a habitats de água doce da América do Sul. Como seus parentes marinhos, potamotrigonídeos são infectados por parasitas metazoários, incluindo muitas espécies de cestóides que usam elasmobrânquios como hospedeiros definitivos (por exemplo, Tetraphyllidea, Rhinebothriidea e Trypanorhyncha). Numerosos relatos de céstodos que infectam hospedeiros potamotrigonídeos podem ser encontrados na literatura. No entanto, quase todos estes registros abordam infecções de tetrafilídeos e rinebothriídeos, e raramente tripanorhinquídeos. Cestóideos da ordem Trypanorhyncha são parasitas cosmopolitas, predominantemente encontrados em habitats marinhos. No Brasil, muitos pesquisadores estudaram estágios larvais de tripanorhinquídeos de peixes marinhos. No entanto, os vermes adultos comumente encontrados nas válvulas espirais de elasmobrânquios têm sido negligenciados. Apenas duas espécies de tripanorhinquídeos, Paroncomegas Araya (Woodland, 1934) e P. baeri (López- Neyra & Días Ungría, 1958), foram reportados para potamotrigonídeos no sistemas fluviais da América do Sul. Devido à falta de conhecimento em relação a este grupo particular de cestóides, este estudo visa estudar a diversidade desse grupo de cestóidoes nas arraias de água doce Neotropicais. (AU)

Vídeo-cápsula enteroscópica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Acen Microeletrônica Ltda
Pesquisador responsável:Yang Min Shih
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/13603-8
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 30 de abril de 2016
Assunto(s):EndoscopiaWirelessVídeoProcessamento de imagensReconhecimento de padrões
Resumo
O intestino delgado é a regi o do trato gastrointestinal mais difícil de ser acessada devido ao seu comprimento e sua anatomia complexa. Há pouco tempo atrás n o era possível acessar toda a sua extensão através dos métodos convencionais de gastroscópia ou colonoscopia e, apenas, avaliações indiretas eram possíveis, através de exames radiológicos usando contraste de b*rio ou enterÛclise. Na Última década surgiu uma ferramenta revolucionaria para a visualização do intestino, a cápsula endoscópica. O presente projeto propõe a pesquisa e desenvolvimento de um sistema utilizando uma cápsula de vídeo para a realização de exames endoscópicos do trato gastrointestinal. O sistema será composto de uma cápsula para a obtenção e transmissão das imagens, um dispositivo portátil para a recepção e armazenagem das imagens e um programa para auxiliar na visualização e detecção de enfermidades. Atualmente existem menos de uma dezena de fabricantes, nenhum no Brasil. Este é um dos motivos que faz com que este tipo de exame custe de 10 a 20 vezes a mais do que um exame endoscópico convencional, o que o torna proibitivo para a população de baixa renda, principalmente nos países da América Latina, Ásia e África. O sistema a ser desenvolvido deverá utilizar novas técnicas resultantes da evolução da microeletrônica, afim de que possua um custo menor do que os sistemas atuais e seja mais eficiente e preciso. Isto permitirá que o exame se torne mais acessível para a população, o que resultará em melhorias na saúde pública. A maior inserção desta tecnologia fará que haja aumento na escala de fabricação o que propiciará maiores ganhos para a empresa. (AU)

Mudanças no volume hipocampal estão correlacionadas com a perda celular mas não com a frequência de crises em dois modelos de epilepsia do lobo temporal

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luciene Covolan
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:14/12379-7
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de janeiro de 2015
Assunto(s):PilocarpinaRessonância magnéticaEpilepsiaÁcido caínicoNeurofisiologia
Resumo
Ácido caínico (KA) ou pilocarpina (PILO) têm sido amplamente utilizados para mimetizar a epilepsia de lobo temporal, mas a distribuição e gravidade das lesões estruturais entre esses dois modelos variam. Estudos de imagens por ressonância magnética (MRI) tem usado medidas quantitativas dos tempos de relaxação T2 (T2HP) e de volume hipocampal, mas não há ainda relatos de estudos comparativos. O objetivo deste estudo foi comparar os valores obtidos de T2HP e volumetria com os dados histológicos e de frequencia de crises nos dois modelos. Ratos tratados com KA ou com PILO foram submetidos a MRI em um equipamento de 2T. Os valores hipocampais de T2HP e volumetria foram correlacionados com o número de células, brotamento das fibras musgosas e frequencia de crises espontâneas por 9 meses após o status epilepticus (SE). Comparados com controles, ratos tratados com KA não alteraram T2HP, tiveram pronunciada redução no volume hipocampal e concomitante redução de células nas camadas granular, CA1 e CA3 aos 3 meses após o SE. Em oposição, o volume hipocampal não foi alterado nos animais tratados com PILO apesar do aumento em T2HP e a perda celular nas camadas granular, CA1 e CA3. Nos 6 meses seguintes ao SE, o volume hipocampal permaneceu estável com aumento do sinal T2HP no grupo tratado com KA. O número de células no CA1 e CA3 foi menor que nos controles de mesma idade. O grupo PILO, por outro lado apresentou redução volumétrica medida em MRI e redução no número de células no CA1 e CA3. Neste grupo o sinal T2HP se manteve inalterado aos 6 e 9 meses após o SE. Reduções no número de células não foram progressivas nos dois modelos. A frequencia de crises espontâneas foi maior no modelo da PILO que do KA. Os dados volumétricos foram correlacionados com lesão tecidual nos animais epilépticos, sugerindo que MRI pode ser útil para identificar as alterações longitudinais no hipocampo e permite a avaliação da variabilidade individual e progressão da doença. Nossos resultados indicam que as alterações temporais na morfologia hipocampal são distintas para ambos modelos de TLE e que estas não estão significativamente correlacionadas com a frequencia de crises espontâneas recorrentes. (AU)

Democracia e Estado de exceção: transição e memória política no Brasil e na África do Sul

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edson Luis de Almeida Teles
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Filosofia Brasileira
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Processo:14/08731-7
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de julho de 2015
Assunto(s):DemocraciaEstado de exceçãoAdministração de conflitosAutoritarismo (sistemas de governo)BrasilÁfrica do Sul
Resumo
As catástrofes coletivas impostas pelos regimes autoritários, sejam eles racistas, tal como o apartheid na África do Sul, sejam eles diretamente políticos, tal como a ditadura militar no Brasil, implicam esforços diários de reflexão e ação política. O que caracteriza estes governos é a violação aos direitos de seus cidadãos por meio de um brutal aparato policial-militar. E o pior: todo esse esquema foi montado e mantido pelo Estado, que institucionalizou a prisão, a tortura, o desaparecimento e o assassinato. As sociedades têm enfrentado o seguinte problema: como conciliar o passado doloroso com um presente democrático, administrando os conflitos que com a mera passagem institucional de um governo de exceção para um democrático não se encerraram. Isto porque as violações aos direitos humanos não se restringiram às instituições políticas, mas, indo muito além, atingiram os indivíduos e alteraram significativamente a subjetividade dessas sociedades. A oposição entre a razão política pacificadora do Estado e as memórias doloridas sobre a ditadura militar brasileira obstrui a expressão pública da dor e reduz a memória às emoções privadas. A sociedade sul-africana, valorizando as narrativas, tornou públicas estas experiências ao divulgar as narrativas construídas em seu espaço, criando um impacto na sociedade, seja em suas subjetividades ou mesmo nas políticas públicas adotadas posteriormente. Abriu mão de punir quem confessasse tudo, em nome de uma conciliação nacional. Já no Brasil, a conciliação promovida entre a anistia de 1979 e a democratização de 1985 teve por preço a omissão das memórias do horror.A ideia do livro é que diante da queda de investimento no diálogo e na convivência pública democrática, a publicidade dos traumas e ressentimentos por meio das narrativas poderia contribuir para a consumação do luto e para o aprimoramento dos elos sociais. (AU)

Effect of Echium oil compared with marine oils on lipid profile and inhibition of hepatic steatosis in LDLR knockout mice

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Inar Alves de Castro
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:14/12789-0
Vigência: 01 de agosto de 2014 - 31 de janeiro de 2015
Assunto(s):InflamaçãoAteroscleroseAlimentos funcionais
Resumo
BackgroundBuscando identificar novas fontes alternativas de ácidos graxos ômega 3, foi avaliado o efeito do óleo de algas, peixes e óleo de Echium sobre o perfil lipídico e marcadores de inflamação em camundongos knockout para o receptor de LDL.MétodosOs animais receberam uma dieta rica em gordura e foram suplementados durante 4 semanas por gavagem com uma emulsão contendo água (CON), ácido docosahexaenóico (DHA, 42,89%) a partir de óleo de alga (ALG), ácido eicosapentaenóico (EPA, 19,97%) e DHA (11,51%) a partir de óleo de peixe (FIS), e o ácido alfa-linolênico (ALA, 26,75%) e ácido estearidônico (SDA, 11,13%) a partir de óleo de Echium (ECH).ResultadosOs animais suplementados com óleo de Echium apresentaram menor concentração de triglicérides e colesterol total quando comparados ao grupo controle (CON) e menor concentração de VLDL comparados com todos os outros grupos, constituindo o melhor perfil de lipoproteínas observado em nosso estudo. Além disso, o óleo de Echium atenuou a esteatose hepática causada pela dieta hiperlipídica. No entanto, em contraste com os óleos de origem marinha, o óleo Echium não afetou os níveis dos fatores de transcrição envolvidos no metabolismo lipídico, tais como Peroxisome Proliferator Activated Receptor ± (PPAR ±) e Liver X Receptor ± (LXR ±), sugerindo que ele exerce os seus efeitos benéficos por um mecanismo diferente do observado pelo EPA e DHA. O óleo de Echium também reduziu relação n-6/n-3 no tecido hepático, que pode ter sido responsável pela atenuação da esteatose hepática observada no grupo ECH. Nenhum dos óleos suplementados reduziram os biomarcadores de inflamação.ConclusãoNossos resultados sugerem que o óleo de Echium representa uma alternativa como ingrediente natural a ser aplicado em alimentos funcionais para reduzir os fatores de risco para doenças cardiovasculares (AU)
Página 5 de 1.519 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP