site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 5 de 1.794 resultado(s)
|

Genômica populacional de espécies arbóreas neotropicais: identificação de genes candidatos associados à seleção natural em diferentes fitofisionomias

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Departamento de Descentralização do Desenvolvimento (APTA Regional). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Imaculada Zucchi
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:15/06349-0
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 31 de outubro de 2017
Assunto(s):Mata atlânticaSeleção naturalCerradoEvolução genéticaGenômicaEstudos de associação genética
Resumo
Apesar do papel central que a seleção natural teve na formulação da teoria sintética da evolução e da importância que continua exercendo no entendimento das histórias evolutivas das espécies, a identificação e estudo de genes sob seleção sempre foi de grande dificuldade, especialmente em espécies não-modelo. A pressão seletiva produz genótipos melhor adaptados às condições locais. Este mecanismo evolutivo nem sempre culmina na especiação, podendo ocorrer a formação de populações cujos genótipos sejam adaptados à condições ecológicas locais. Indícios desse tipo de adaptação já foram observadas entre espécies que ocorrem em regiões de Cerradão e Floresta Estacional Semidecidual (FES). Mas como se comportam populações de uma mesma espécie submetidas a condições ambientais distintas como as encontradas no Cerradão e na FES? Supomos que cada um desses ambientes apresentam pressões seletivas que podem favorecer diferentes conjuntos de alelos em cada localidade (hipótese 1); que a adaptação local é baseada em pequeno número de locos com alto efeito individual (hipótese 2); e que o efeito destes locos pode se manifestar no desenvolvimento inicial dos indivíduos, apresentando diferentes valores adaptativos de acordo com as condições ambientais de cultivo (hipótese 3). A comprovação e compreensão deste fenômeno é importante para o melhor entendimento de como indivíduos de uma mesma espécie podem sobreviver em diferentes realidades de temperatura, disponibilidade hídrica e de nutrição do solo. Esse entendimento é particularmente importante frente ao atual cenário de mudanças climáticas e escassez hídricas. Além disso, a identificação de alelos associados a essas condições em espécies nativas podem fornecer ferramentas para o melhoramento de espécies cultivadas de interesse econômico. O objetivo deste projeto é identificar locos que possam estar sofrendo pressões seletivas distintas em ambientes de Cerradão e FES. Para tanto, serão realizados experimentos de common garden com populações de Cerradão e FES de cinco espécies arbóreas, durante os quais serão avaliados a sobrevivência e o desenvolvimento das mudas ao logo de seis meses. A espécie que apresentar indícios de adaptação local, com medidas de desenvolvimento contrastantes entre as condições de cultivo que simulam cada um dos ambientes será selecionada para análise de genômica populacional com técnica de RADseq para identificação de locos com comportamento não-neutro (outliers) para os quais, as seguir, buscaremos identificar a função através de comparação com banco de dados de seqüências gênicas e a correlação com os parâmetros fenotípicos observados. (AU)

Impacto da cana hidrolisada associada a diferentes tipos de uréia na dieta de vacas sobre a produção leiteira, parâmetros ruminais e sanguíneos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mauro Dal Secco de Oliveira
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/22709-7
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 30 de setembro de 2016
Vinculado ao auxílio:14/10675-8 - Impacto da cana hidrolisada associada a diferentes tipos de uréia na dieta de vacas sobre a produção leiteira, parâmetros ruminais e sanguíneos, AP.R
Assunto(s):Alimentação
Resumo
A necessidade em proporcionar alternativas de dietas para vacas leiteiras por meio do uso da cana-de-açúcar hidrolisada é cada vez maior. Várias pesquisas foram realizadas com a cana hidrolisada com cal virgem ou hidratada, porém são poucas visando a associação da cana hidrolisada com a silagem de milho, assim como com a uréia pecuária e a uréia protegida. A partir disto, o objetivo deste trabalho é avaliar a influência do tipo de uréia na hidrólise da cana-de-açúcar e na dieta sobre a produção e composição do leite, consumo de nutrientes, digestibilidade in vitro e in vivo dos nutrientes, parâmetros sanguíneos e custo do quilograma de leite. O experimento será realizado no setor de Bovinocultura de Leite da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da UNESP, Campus de Jaboticabal, SP, com 8 vacas lactantes (pós-pico de lactação), distribuídas em dois quadrados latinos contemporâneos, em arranjo fatorial 2 x 2, ou seja, dietas constituídas de 50% de cana-de-açúcar hidrolisada : 50% de silagem de milho, com inclusão de uréia pecuária+sulfato de amonio ou uréia protegida ( Producote Feed ®) na hidrólise da cana e dietas com inclusão de uréia+sulfato de amonio ou uréia protegida fornecida no cocho. As médias serão comparadas por três contrastes, sendo um para efeito da forma de utilização da uréia, outro para efeito do tipo de uréia e outro para avaliar o efeito da interação entre forma de utilização e tipo de uréia. (AU)

Indivíduos com alto risco para desenvolvimento de injúria renal aguda em contextos clínicos relevantes: estudo prospectivo sobre aspectos epidemiológicos, diagnósticos e prognósticos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Emmanuel de Almeida Burdmann
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/21041-2
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 31 de maio de 2016
Vinculado ao auxílio:14/19286-4 - Indivíduos com alto risco para desenvolvimento de injúria renal aguda em contextos clínicos relevantes: estudo prospectivo sobre aspectos epidemiológicos, diagnósticos e prognósticos, AP.TEM
Assunto(s):BiomarcadoresNefrologiaCisplatinoEpidemiologiaDesidratação
Resumo
Injúria renal aguda (IRA) é síndrome de prevalência e incidências crescentes, acarretando altas mortalidades hospitalar e tardia, prolongamento da internação, elevação do custo de tratamento e desenvolvimento de doença renal crônica (DRC). Considera-se que este fenômeno ocorra em nível mundial, embora dados epidemiológicos de países em desenvolvimento sejam relativamente escassos. De fato, a epidemiologia da IRA assume particularidades bimodais em países em desenvolvimento. Em grandes centros urbanos, os pacientes com IRA têm características semelhantes ao dos países desenvolvidos: pacientes graves, idosos, infectados e com múltiplas insuficiências orgânicas, usualmente internados em unidades de terapia intensiva (UTI). Em contraste, em áreas rurais e pequenos centros populacionais, a IRA acomete pacientes jovens, previamente saudáveis e sua etiologia está associada à desidratação, doenças infecciosas, acidentes por animais peçonhentos ou medicamentos naturais. Recentemente, três novas definições de IRA foram propostas (RIFLE, AKIN e KDIGO), todas fundamentadas em pequenos aumentos abruptos da creatinina sérica ou diminuição do volume urinário. No entanto, a elevação da creatinina frequentemente ocorre tardiamente em relação ao momento da lesão renal, prejudicando a instalação de manobras preventivas. Assim, tem-se procurado intensamente biomarcadores capazes de detecção precoce e sensível de lesão renal, de forma semelhante ao que ocorre com a troponina cardíaca. Visa-se também caracterizar se estes biomarcadores estão associados ao prognóstico destes pacientes. A detecção precoce de lesão renal e mensuração correta da função renal é particularmente importante em pacientes e/ou situações de alto risco de IRA. Este conjunto de projetos de pesquisa visa suprir lacunas importantes no conhecimento da IRA em pacientes de alto risco (UTI, Emergência Clínica, trauma, câncer, grandes cirurgias não cardíacas, uso de cisplatina, e desidratação associada a trabalho exaustivo). Eles incluem a comparação dos três novos critérios diagnósticos utilizados prospectivamente, análise da eficácia dos biomarcadores de lesão renal para detecção precoce de IRA e seu papel no prognóstico destes pacientes, estudo dos mecanismos de alteração da função renal em condições de desidratação associada a trabalho exaustivo e análise das fórmulas para determinar a função renal de pacientes com câncer. Será possível identificar a incidência e/ou prevalência de IRA entre populações socioeconomicamente vulneráveis na nossa realidade, incluindo pacientes graves da região norte e cortadores de cana. Os resultados obtidos constituirão importantes ferramentas para planejamento de alocação de recursos e desenvolvimento de campanhas preventivas de IRA em nosso meio e constituirão a maior amostra de IRA obtida prospectivamente no Brasil. (AU)

Investigação da resposta imune durante a leishmaniose Canina por Leishmania infantum: papel dos receptores tipo toll em macrófagos ex vivo e no plexo coróide

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gisele Fabrino Machado
Supervisor no Exterior: Laia Solano Gallego
Local de pesquisa: Universitat Autònoma de Barcelona (UAB) (Espanha)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/13865-5
Vigência: 01 de novembro de 2015 - 31 de outubro de 2016
Resumo
A leishmaniose visceral é uma antropozoonose causada por Leishmania chagasi (=L. infantum). Nos cães, o principal reservatório, o parasita Leishmania é capaz de modificar a resposta imune do hospedeiro. O sistema imune inato detecta microorganismos por meio de receptores de reconhecimento padrão (PRRs), como os receptores tipo Toll (TLR) que reconhecem padrões moleculares associados a agentes patogênicos (PAMPs). Os TLRs regulam e ativam respostas pró-inflamatórias em macrófagos infectados por Leishmania, resultando na morte do parasita. Vários estudos são baseados principalmente em investigações sobre a infecção por L. major em camundongos. Em contraste, há um número limitado de estudos relativos aos TLRs durante a infecção por L. infantum em cães. Como a resposta imune do SNC seria sinalizada pela atividade da resposta imunitária periférica, propomos avaliar a expressão gênica de TLRs e citocina pró-inflamatória em macrófagos de sangue periférico de cães com leishmaniose. Além disso, em continuidade com a investigação anterior sobre a avaliação da expressão gênica de TLRs e citocinas no encéfalo de cães com leishmaniose, pretende-se detectar a expressão de TLR-2 em células do encéfalo e plexos coróides, por meio de imuno-histoquímica. (AU)

A construção do espaço dos mortos no mundo grego durante o Período Geométrico (900 a 700 A.C.): os casos contrastantes de Argos e Erétria

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Elaine Farias Veloso Hirata
Supervisor no Exterior: Sandrine Huber
Local de pesquisa: Ecole Française d'Athènes (Grécia)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Processo:15/17533-7
Vigência: 04 de outubro de 2015 - 10 de março de 2016
Assunto(s):ErétriaPeríodo geométricoArgos
Resumo
A presente proposta de estágio de pesquisa pós-doutoral a ser realizado na École française d'Athènes sob a supervisão da Profa. Dra. Sandrine HUBER tem como objetivo desenvolver uma parte essencial do projeto principal desenvolvido no MAE-USP. As atividades de pesquisa constituem a análise in loco de material arqueológico não publicado, no museu de Argos, no Peloponeso, e no museu de Eretria, na ilha da Eubéia. Além disso, consultarei os arquivos da EfA a fim de acessar a documentação necessária para a catalogação e o estudo do material, como por exemplo, relatórios de escavações, fotos, desenhos e mapas. A pesquisa também se desenvolverá no acesso aos títulos especializados sobre o tema na biblioteca da EfA, que contém uma das maiores e mais bem equipadas coleções de referências em Arqueologia Clássica, e também nas bibliotecas das demais instituições estrangeiras de pesquisa em Atenas. Finalmente, o estágio no exterior ainda conta com a participação em atividades acadêmicas promovidas pela EfA e na Universidade de Lorraine à convite do supervisor estrangeiro, Profa. Sandrine Huber. (AU)

Formação docente em tempos de educação inclusiva

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rinaldo Voltolini
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:15/10857-1
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2017
Assunto(s):SujeitoEducação inclusivaFormação de professoresPsicanáliseContemporaneidade
Resumo
A proposta da educação inclusiva é uma tendência universal nas sociedades democráticas contemporâneas. Sua implementação, enquanto política pública, tem suscitado muitas polêmicas, seja pela quantidade e/ou qualidade dos recursos que se colocam à disposição, seja pelo grau de aproveitamento efetivo desses recursos. Temos observado a prevalência de um modelo jurídico-administrativo na abordagem da discussão das vicissitudes e dos impasses da inclusão, que privilegia a dimensão da implementação material do dispositivo inclusivo, através dos meios administrativos e jurídicos necessários.Em que pese a importância das discussões referentes ao âmbito jurídico-administrativo, nossa pesquisa parte de uma constatação do limite do poder das medidas tomadas neste âmbito para a efetiva instalação de um processo inclusivo. Com efeito, não basta que os recursos estejam disponíveis e instalados se não houver a implicação dos vários sujeitos envolvidos no processo em questão, a saber, alunos, pais, professores e agentes pedagógicos em geral. Essa implicação não pode advir da simples medida administrativa. Sabemos dos impasses que as políticas brasileiras de educação inclusiva têm nos colocado. Entre eles, a formação de professores se destaca, seja pelo impacto que a nova realidade da educação inclusiva instaura no cotidiano escolar, obrigando os professores a reverem suas práticas, seja pela queixa frequente e persistente destes reivindicando cursos de formação que os prepare para a nova realidade. Tal queixa e reivindicação, em geral é predominantemente motivada pela presença de alunos com transtornos globais do desenvolvimento, que parecem ser o maior desafio da educação inclusiva.Em consonância com uma ampla discussão sobre a efetividade de modelos de formação docente, que inclui teóricos da Sociologia, da Pedagogia, Psicologia, etc, propomos em nossa pesquisa testar a validade e a efetividade de um modelo de formação centrado nas premissas de trabalho oriundas do campo de pesquisa da Psicanálise e Educação: basicamente, a da inclusão da noção de sujeito do inconsciente. Em contraposição ao modelo dominante de formação docente, cunhado no seio da ideologia de rendimento e centrado na premissa do domínio conceitual para fins instrumentais, o modelo aqui concebido tem como premissa a constatação de que o domínio conceitual e instrumental não é suficiente para uma efetiva mudança das práticas. Constatação, aliás, corroborada por vários autores da Sociologia, da Pedagogia, e da Psicanálise.O grupo de escuta de professores é o modelo aqui proposto para ser testado, por representar uma excelente possibilidade de trabalho que inclui o sujeito em sua particular relação com o saber. Reunidos em torno de uma tarefa comum: discutir seus problemas com o trabalho inclusivo, os professores se veem frente a identificações horizontais com seus pares e não apenas expostos a uma identificação vertical com o Mestre, que supostamente detém o saber. O manejo dessa discussão, orientado pela ideia de giro discursivo, proposta por Lacan em sua teoria dos discursos, pode encaminhar o trabalho na direção de uma aquisição de saber com implicação de sujeito, portanto, com mais significação e efetividade na prática. Pretende-se assim realizar uma pesquisa que se desdobra em dois eixos simultaneamente. No primeiro, o objetivo é construir um inventário de modos discursivos que compõem o laço social professor-aluno. No segundo eixo, o objetivo é testar a validade e efetividade desse modelo de trabalho com grupos enquanto trabalho formativo. Em caso afirmativo, espera-se que os achados da pesquisa possam contribuir para a discussão mais ampla sobre formação de professores, que instrui as decisões governamentais quanto às políticas públicas da educação inclusiva. (AU)

Influência das interações top-down e bottom-up na habilidade de discriminação de contrates acústicos em crianças e adultos normais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Caroline Nunes Rocha Muniz
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:15/14760-2
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2016
Assunto(s):Processamento auditivoAudiologiaAudiçãoPercepção auditiva
Resumo
A fala é um processo complexo que envolve atividades sensoriais e corticais. O processamento auditivo está intimamente relacionado à fala e envolve habilidades tais como a atenção seletiva, detecção do som, discriminação, localização, reconhecimento, compreensão e memória. Apesar do processamento auditivo ser amplamente estudado, ainda não há um consenso sobre a influência das tarefas cognitivas (interações top-down) em tarefas sensoriais auditivas (bottom-up). Além disso, os aspectos maturacionais e sua relação com o desempenho dessas tarefas também divergem entre as pesquisas. Dessa forma, o presente estudo tem como objetivo investigar a influência das interações top-down na discriminação e identificação dos contrastes acústicos de estímulos de fala (tarefa bottom-up) e na atenção direcionada (tarefa top-down) no teste de escuta dicótica consoante vogal em adultos e crianças. Além disso, este estudo pretende verificar se há influência da maturação, tanto no desempenho quanto para o efeito de lateralidade. (AU)

Avaliação funcional e estrutural da retina e coróide de pacientes diabéticos pela tomografia de coerência óptica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rony Carlos Preti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:15/17002-1
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2016
Assunto(s):OftalmologiaDoenças da coroideTomografia de coerência ópticaRetinopatia diabética
Resumo
Introdução: o acometimento da retina pelo diabetes melitos (DM), denominado retinopatia diabética(RD), é uma das principais causas de cegueira no mundo causando diminuição tanto da acuidade visual (AV) quanto da sensibilidade ao contraste (SC). Nos últimos anos, houve grande progresso no diagnóstico e acompanhamento das alterações da retina nesta afecção com o surgimento da Tomografia de Coerência Óptica (OCT). Mais recentemente, devido ao avanço tecnológico este exame tornou possível estudar também a coróide, outro tecido que pode ser acometido na DM levando à coroidopatia diabética (CD). Atualmente,acredita-se que a coróide está relacionada com o desenvolvimento da RD por esta estrutura ser afetada antes mesmo da retina; entretanto poucos são os estudos controlados que avaliaram-na em diabéticos sem ou com doença renal crônica (DRC)correlacionado-a com a função visual.Objetivos : Avaliar a espessura da coróide (EC) e da retina, em diabéticos tipo 1 e 2, nos diferentes estádios da RD, em indivíduos portadores ou não de DRC; correlacionar a EC com a espessura macular da retina e com a AV e a SC.Métodos: Pacientes diabéticos tipo 1 e 2, em acompanhamento e/ou tratamento nos Ambulatórios deOftalmologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo,receberão avaliação oftalmológica completa e serão submetidos, por investigadores mascarados, aos exames de AV com a tabela Early Treatment Diabetic Retinopahy Study, SC com a tabela Visual Contrast Test Sensitivity 6500, retinografia, OCT, biometria, peso corporal e exames laboratoriais. A fim de se estudar a espessura e a forma da retina e da coróide haverá um grupo controle que será composto de indivíduosnormais. Todos os exames citados acima serão realizados somente uma vez em ambos os grupos. Resultados esperados: Este estudo possibilitará avaliar a alteração que o DM provoca na coróide nos diversos estádios da RD e se esta influencia na função visual e no desenvolvimento ou piora da RD. Em princípio esperamos observar redução da EC nos olhos de pacientes diabéticos, principalmente naqueles com RD avançada ou que apresentam EMD, que provavelmente se correlacionará com aumento da espessura da retina causando redução da função visual, AV e SC. (AU)

Modernismo e vodu: relações entre etnografia, arte e literatura em Cuba e no Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jorge Schwartz
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Estrangeiras Modernas
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:15/03207-0
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2016
Resumo
Este projeto é um estudo comparativo que analisa as relações entre etnografia, arte e literatura em Cuba e no Brasil. Em Cuba, concentrar-se-á na produção intelectual de Fernando Ortiz e dois filmes de Tomás Gutiérrez Alea Memorias del subdesarrollo (1968) e Una pelea cubana contra los demonios (1971) no que diz respeito aos temas afro-cubanos, com o objetivo de delinear a passagem de uma abordagem vinculada ao "racismo científico" lombrosiano presente no primeiro livro de Ortiz (Los negros brujos, 1906) às práticas artísticas das vanguardas. Ortiz inicia sua carreira vinculado à "antropologia criminal", da qual ele se distância rumo à "antropologia cultural", culminando na publicação de seu último livro em vida, de viés histórico-literário, Historia de una pelea cubana contra los demonios (1959), usado como base para o filme de Alea de 1971. A comparação com o Brasil, será feita através da análise das leituras que o próprio Ortiz fez de psiquiatras e antropólogos brasileiros; contrapõe-se essas leituras à abordagem do psiquiatra e crítico modernista Osório César - figura importante dentro da vanguarda brasileira, sendo ele próprio leitor de Ortiz. Osório César funciona como um distanciamento do "racismo científico" ao equiparar o "fetiche" (trabalho escultural) negro às obras dos pintores vanguardistas na primeira metade do século XX. Como se fez com o binômio cubano Ortiz-Alea, veremos como a ideia de "misticismo", vista por César tanto nas vanguardas como na produção artística de afro-brasileiros, é abordado posteriormente no cinema brasileiro, em particular no filme Barravento (1961) de Glauber Rocha, com seus conceitos de "dialética da macumba" e "estética da fome", muito próximos ao de "cinema imperfeito" adotado pela geração de seu contemporâneo Gutiérrez Alea. Buscar-se-á, assim, traçar um mapa intelectual no que tange os temas afro-cubanos e afro-brasileiros nas quatro figuras supracitadas. (AU)

Edição digital de imagens para o projeto "taxonomia, filogenia, biogeografia e evolução de abelhas Neopasiphaeinae (Hymenoptera: Colletidae) utilizando dados moleculares e morfológicos"

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Eduardo Andrade Botelho de Almeida
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/20568-7
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 31 de outubro de 2016
Vinculado ao auxílio:11/09477-9 - Taxonomia, filogenia, biogeografia e evolução de abelhas Neopasiphaeinae (Hymenoptera: Colletidae) utilizando dados moleculares e morfológicos, AP.JP
Assunto(s):EntomologiaAnatomiaSistemática
Resumo
Para um estudo taxonômico e sistemático é imprescindível a preparação de desenhos e fotografias das estruturas morfológicas (hábitos lateral e dorsal, cabeça, mesossoma, metassoma, pernas, asas, terminálias masculina e feminina etc.). Sendo assim, um tratamento final cuidadoso do desenho (arte final) e da fotografia é fundamental para sua publicação em periódicos bem conceituados. A edição digital de desenhos consiste na conversão dos desenhos (que são preparados manualmente com a utilização de estereomicroscópio com câmara clara acoplada) para o formato digital vetorial, além do tratamento qualitativo dos desenhos (tamanho, espessura dos traços, interpretação de estruturas com sobreposição, etc.). A edição digital de fotografias consiste no seu tratamento qualitativo (tamanho, enquadramento de imagem, brilho, contraste, eliminação de ruídos, curvas de tom e equalização, etc.). (AU)

Seleção assistida por marcadores moleculares visando a resistência a antracnose e mancha angular em feijoeiro comum

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luciana Lasry Benchimol-Reis
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/18510-0
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2016
Vinculado ao auxílio:14/11145-2 - Seleção assistida por marcadores moleculares pelo método de AB-QTL e por genotipagem por sequenciamento (GBS) visando à resistência à mancha angular e antracnose em feijão comum, AP.R
Assunto(s):Marcador molecular
Resumo
O programa de melhoramento do feijoeiro do Instituto Agronômico iniciou o desenvolvimento de marcadores microssatélites (SSRs) em 2002, com o projeto de auxílio à pesquisa (Proc. FAPESP 02/03225-9) em colaboração com o CBMEG-UNICAMP, Programa de Primeiros Projetos (Proc. FAPESP 03/11471-2), Bolsa de Pós-Doutorado (Proc. FAPESP 02/00752-8). O grande número de SSRs desenvolvidos foi utilizado primeiramente na obtenção de um mapa genético a partir da população contrastante, IAC-UNA x CAL-143 (mapa UC) (Proc. FAPESP 05/53819-0). O mapa UC apresentou grande robustez (Campos et al., 2011) e em versão 'atualizada' (Proc. FAPESP 08/52541-7, Oblessuc et al., 2014), com 268 marcadores e uma media de 20,2 marcadores por cromossomo. Através do mapa UC, foi efetuado o mapeamento de locos de resistência a duas principais doenças que atacam a cultura do feijoeiro, mancha angular (ALS), causada pelo fungo Pseudocercospora griseola (Sacc.) Crous & U. Braun (2006) (Oblessuc et al., 2012; proc. FAPESP 06/58332-5; Oblessuc et al., 2013, proc. FAPESP 09/02411-2, 10/51673-7) e antracnose (ANT) (proc. FAPESP 05/59195-9, 08/52541-7), causada pelo fungo Colletotrichum lindemuthianum Sacc & Magnus. Paralelamente, por mapeamento associativo (proc. FAPESP 09/02502-8, 09/05284-1, CNPq 477239/2010-2) marcadores SSRs e SNPs foram associados a locos de resistência a mancha angular e antracnose em outros cromossomos. Em outra população [AND 277 x SEA 5 (AS)], locos de resistência à mancha angular foram também mapeados (Bassi et al, 2014).Um grande número de marcadores moleculares foi associado à QTLs de resistência a estas doenças. Como estas doenças mostraram herança complexa (quantitativa), vários QTLs devem ser introgredidos para produzir uma resistência duradoura (vertical) a diferentes raças dos patógenos. Propomos por isto, utilizar a técnica de AB-QTL (Advanced Backcross QTL Analysis, Tanksley & Nelson, 1996) que permite mapear, selecionar os QTLs com alelos favoráveis e transferi-los simultaneamente via retrocruzamentos. As outras metodologias de seleção assistida (SAM - Hospital et al., 1992; Hospital & Charcosset, 1997) se baseiam em primeiro se realizar o mapeamento de QTLs para em seguida se transferir os QTLs favoráveis. A técnica de AB-QTL agrega valor aos programas de melhoramento, pois as progênies ou linhagens são avaliadas fenotipicamente ao mesmo tempo com que se faz a introgressão de QTLs, diminuindo-se o problema do linkage drag (arraste gênico) e as interações epistáticas e/ou efeitos pleiotrópicos negativos. Uma vez que se realiza a seleção fenotípica, se elimina as progênies com desempenho inferior, mesmo sendo aquelas que possuem os QTL favoráveis introgredidos, mas que podem ter os seus valores genéticos alterados pelas interações epistáticas, efeitos pleiotrópicos ou pela interação genótipos x ambiente. (AU)

A moralidade da igualdade - autoridade política, justiça social e a perspectiva de segunda pessoa

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Álvaro de Vita
Supervisor no Exterior: Stephen Leicester Darwall
Local de pesquisa: Yale University (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Ciência Política - Teoria Política
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/13913-0
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 31 de julho de 2016
Assunto(s):Justiça social
Resumo
O projeto propõe articular e defender um argumento de justificação alternativo aos direitos associados a princípios distributivos em uma sociedade democrática. Contrastando com as teorias encontradas no campo - o modelo do interesse e o modelo do status - o projeto desenvolve um terceiro fundamento para esses direitos: um modelo baseado no respeito mútuo entre iguais. O projeto possui duas partes principais, A primeira é uma tentativa de contrastar os modelos respectivos em relação as duas principais características e limites. Após isso será argumentado que o fundamento mais adequado para fundamentar direitos sociais e políticos em uma uma democracia é apelando à um autoridade de segunda pessoa. Ainda que razões normativas fundadas no respeito mútuo entre iguais sejam encontradas em muitas formas distintas de teorias contratualistas (John Rawls, Thomas Scanlon, Jurgen Habermas, etc.) o projeto procurará explorar as noções inter-relacionadas de (a) razoes de segunda pessoa para agir e (b) uma autoridade de segunda pessoa para realizar reivindicações, tal como essas noções tem sido desenvolvidas nos trabalhos de Stephen Darwall. (AU)

Nitrito e nitrato de sódio: dos mecanismos à terapêutica anti-hipertensiva

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jose Eduardo Tanus dos Santos
Pesquisadores associados:Carlos Renato Tirapelli; Claudio Miguel da Costa Neto; Vitor Marcel Faça; Michele Mazzaron de Castro
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo:14/23946-0
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2019
Assunto(s):CardiologiaHipertensãoNitritosÓxido nítricoTerapêutica médica
Resumo
Contrariamente ao que se pensava há algumas poucas décadas, vários estudos realizados nos últimos anos demonstraram que os anions nitrato e nitrito não são produtos biologicamente inertes da oxidação do óxido nítrico (NO). Ao contrário, após a ingestão e absorção de nitratos, estes são secretados pelas glândulas salivares e reduzidos a nitritos por bactérias da cavidade oral, sendo então convertidos a NO no estômago. Isto constitui o ciclo entero-salivar dos nitratos e nitritos, alimentando a formação de NO de forma complementar às tradicionais vias enzimáticas (NO sintetases) de produção de NO. Embora diversos efeitos cardiovasculares destes íons tenham sido demonstrados, ainda permanecem pouco explorados os mecanismos envolvidos na bioativação dos mesmos. Estudos recentes de nosso grupo mostraram que o ambiente ácido do estômago tem papel fundamental nos efeitos anti-hipertensivos do nitrito de sódio, embora os mecanismos envolvidos nestes efeitos não estejam claros. Uma possibilidade muito interessante e quase inexplorada é de que a administração oral de nitrito de sódio cause a formação de espécies relacionadas ao NO, particularmente NO+, NO2 e N2O, capazes de gerar nitrosotióis (RSNO), potencialmente levando à nitros(il)ação de outras proteínas (enzimas) e receptores envolvidos na hipertensão arterial, reduzindo assim a pressão arterial. Este projeto visa identificar mecanismos ativados pelo tratamento com nitrito ou nitrato de sódio em modelos animais de hipertensão, bem como cultura de células, oferecendo, portanto, uma perspectiva interdisciplinar e "translacional". Além de 4 projetos claramente definidos e interrelacionados, pretendemos iniciar estudos de nitrosoproteomica vascular e cardíaca visando determinar quais proteínas são nitrosiladas após tratamento com nitrito de sódio por via oral. Assim, este projeto pretende contribuir para o conhecimento visando resolver os seguintes problemas específicos: 1) determinar mecanismos envolvidos nos efeitos anti-hipertensivos crônicos do nitrito de sódio em ratos, particularmente determinando o possível papel exercido por nitrosotióis (RSNO); 2) determinar se a formação de RNSO promove nitrosilação e inibição de elementos participantes do sistema renina-angiotensina, afetando sinalização intracelular; 3) determinar se o tratamento com nitrito ou nitrato de sódio reverte a disfunção erétil associada à hipertensão arterial; 4) determinar possíveis efeitos inibitórios do nitrito de sódio sobre a remodelação vascular associada à hipertensão arterial, possivelmente decorrente da inibição da metaloproteinase 2 da matriz extracelular (MMP-2); 5) determinar se o tratamento com nitrito de sódio reverte os danos e a disfunção mitocondrial verificados nos vasos e coração de animais hipertensos; 6) iniciar estudos visando determinar quais proteínas são nitrosiladas após tratamento de animais hipertensos com nitrito de sódio utilizando abordagem nitrosoproteomica e validação subsequente de achados. (AU)

Efeito do verniz de tetrafluoreto de titânio sobre fibroblastos (NIH3T3): ensaios de viabilidade, morfologia e sinalização celular para apoptose

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Carolina Magalhães
Supervisor no Exterior: John Michael Edwardson
Local de pesquisa: University of Cambridge (Inglaterra)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/05009-1
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 31 de janeiro de 2016
Assunto(s):Microscopia de força atômicaNecroseToxicidadeApoptoseFlúor
Resumo
O objetivo do projeto será avaliar a citotoxicidade do verniz de tetrafluoreto de titânio (TiF4) comparado ao fluoreto de sódio (NaF), independentemente da concentração de fluoreto e tempo de tratamento, pela análise da viabilidade, morfologia e tipo de morte celular (apoptose e necrose). NIH3T3 serão cultivados em DMEM suplementado com soro fetal bovino 10%, a 37o C, em atmosfera úmida, a 5% CO2. As células serão tratadas com DMEM contendo verniz de TiF4 ou NaF (F a 0,95%, 1,9% e 2,45%) em microplacas de 24 poços. Após 6, 12 e 24 h, as células serão submetidas ao teste de viabilidade (n=6, MTT) e análise morfológica (n=3, imagens HE). Adicionalmente, sinais celulares envolvidos na apoptose serão avaliados (n=3): padrões de apoptose mediados pela mitocôndria ou pelo receptor da morte. As células serão coradas com Hoechst 342 e iodeto para diferenciação entre necrose e apoptose, assim como serão examinadas pelo método do TUNEL, usando microscopia de fluorescência e confocal, respectivamente. A atividade das caspases-3, -8 e -9 serão avaliadas pelo leitor de ELISA a partir de uso de kits de ensaio. O RNAm será isolado e o DNAc para citocromo c, proteínas Bax, Bad (pró-apoptóticas), Bcl-2 (anti-apoptótica), PARP (polimerase poli(Ribose-ADP)), VDAC (canal iônico dependente de voltagem) e Fas-L (ligante ao receptor da morte) obtido por transcrição reversa será amplificado por PCR quantitativo (qPCR). Por fim, a expressão de citocromo c, das proteínas Bax, Bad, Bcl-2, PARP, VDAC e Fas-L será detectada por Western Blot. O projeto BEPE envolve uma nova análise, onde as células serão tratadas com vernizes TiF4, NaF (2,45% F) ou placebo (6, 12 e 24 horas) em placas de Petri. As células serão identificadas individualmente por microscopia de contraste de fase, e sua rigidez será medida através de Microscopia de Força Atômica, AFM, na Universidade de Cambridge, Reino Unido, sob a supervisão do Prof. Dr. John Michael Edwardson, que é especialista em imagens de biomoléculas usando AFM. A rigidez das células será deduzida a partir da inclinação da curva linear. Os dados serão estatisticamente analisados considerando um nível de significância de 5%. (AU)

Estudos das propriedades físico-químicas e mecânicas da membrana eritrocitária de indivíduos normais e com esferocitose hereditária

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Karin do Amaral Riske
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:15/09948-2
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 30 de setembro de 2017
Assunto(s):BiomembranasFluorescênciaMicroscopiaEsferocitose hereditária
Resumo
A membrana eritrocitária é um ótimo modelo para o estudo de membranas biológicas devido a sua facilidade de obtenção, isolamento e possibilidade de monitoramento da desestabilização (hemólise) de sua estrutura. Apesar da sua composição e função serem bastante conhecidas, ainda há poucos relatos na literatura sobre a relação entre a organização de seus componentes, a estabilidade de sua estrutura e função. Defeitos na membrana eritrocitária incluem a esferocitose hereditária (EH), uma anemia hemolítica congênita causada pela deficiência de proteínas do citoesqueleto (±- ou ²- espectrina, anquirina ou proteína 4.2) ou integral (banda 3). A deficiência dessas proteínas desestabiliza a bicamada lipídica e, como consequência, os eritrócitos assumem uma forma esférica e com menor área de superfície, o que prejudica o tráfego na microcirculação, favorecendo o aumento do estresse oxidativo e hemólise. Para compreender o complexo comportamento das proteínas e lipídios nas membranas e o envolvimento destes na estabilidade e organização de sua estrutura, utilizaremos vesículas unilamelares gigantes (GUVs) e vesículas lipossomais compostas de membranas eritrocitárias de indivíduos normais e com EH, extratos lipídicos de membrana eritrocitária e composições lipídicas biomiméticas para obter informações sobre as propriedades físico-químicas e mecânicas das membranas. Além disso, o efeito protetor de agentes antioxidantes (±-tocoferol e ácido p-coumárico) e a solubilização por detergentes serão investigadas. Para isso, utilizaremos as técnicas biofísicas de microscopia ótica por contraste de fase e fluorescência, eletrodeformação e eletroporação, espalhamento de luz (DLS), rastreamento das vesículas (NTA) e ressonância paramagnética eletrônica (RPE). (AU)

Efeitos isolados e combinados da fototerapia e crioterapia na recuperação muscular pós-exercício

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ernesto Cesar Pinto Leal Junior
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/04557-2
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Vinculado ao auxílio:10/52404-0 - Laserterapia de baixa potência na fadiga muscular e recuperação muscular pós-exercício: parâmetros ideais de aplicação e efeitos em exercício de longa duração, AP.JP
Assunto(s):Crioterapia
Resumo
A recuperação pós-exercício é de fundamental importância no esporte de alto rendimento e atualmente vários recursos são utilizados com este intuito, dos quais podemos destacar a recuperação ativa, massagem, terapia de contraste com água fria e água quente, hidroterapia, anti-inflamatórios não esteroidais, crioterapia, laserterapia de baixa potência, entre outros. A crioterapia é um dos recursos mais utilizados e que consiste no uso de gelo ou de água em temperaturas baixas para acelerar a recuperação pós-exercício, contudo, a sua evidência científica é extremamente limitada e controversa. Estudos recentes envolvendo fototerapia têm demonstrado resultados positivos no retardo da fadiga muscular e na recuperação de marcadores bioquímicos relacionados a recuperação muscular. Contudo, diversos fatores ainda permanecem desconhecidos, tais como: doses e parâmetros ideais de aplicação, mecanismos de ação, os efeitos em exercícios de longa duração e os efeitos em longo prazo na recuperação musculoesquelética. Da mesma maneira, ainda não são totalmente conhecidos os efeitos da combinação de diferentes fontes de luz (lasers e LEDs) sobre a performance e recuperação muscular pós-exercício. Com estes fatores em mente, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo determinar os efeitos da fototerapia com lasers e LEDs e da crioterapia utilizadas isoladamente ou combinadas na recuperação muscular pós-exercício excêntrico de extensores de joelho. Será realizado um ensaio clínico randomizado, placebo-controlado e duplo-cego, com a participação voluntária de indivíduos saudáveis. Analisaremos parâmetros relativos ao desempenho físico dos voluntários (pico de torque / contração voluntária máxima - CVM), dor muscular tardia (DMT) através da escala visual analógica (EVA), marcador bioquímico de dano muscular (creatina quinase - CK), e marcador inflamatório (interleucina-6 - IL-6). (AU)

Avaliação do glicerol na adaptação e desempenho de ovinos em confinamento

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jane Maria Bertocco Ezequiel
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:15/04595-4
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 28 de fevereiro de 2017
Assunto(s):OvinosRuminantesDieta animalGlicerolDigestibilidade
Resumo
Experimentos serão conduzidos com objetivo de avaliar a inclusão de glicerol (glicerina bruta) em dietas para ovinos em confinamento como ingrediente capaz de minimizar distúrbios metabólicos nutricionais em substituição total ou parcial ao milho das dietas. No experimento 1, serão avaliados o período de adaptação, de desempenho e o comportamento ingestivo de ovinos ½ Santa Inês × ½ Dorper. Serão utilizados 63 cordeiros, distribuídos por peso, em um delineamento em blocos ao acaso e submetidos a quatro dietas experimentais contendo 0, 10, 20, ou 30% de glicerina bruta na MS da dieta total. No período de adaptação ao confinamento, serão abatidos 15 animais (3 no início e 12 após a adaptação, 3 por tratamento) para avaliação da saúde ruminal e morfometria das papilas. O restante dos animais (n=48) permanecerá no confinamento até atingirem 35 kg de PC sendo então abatidos, e avaliadas as carcaças, a saúde ruminal e a morfometria e histologia das papilas. No experimento 2, serão utilizados 8 carneiros dotados de cânulas ruminais permanentes, os quais servirão como doadores de líquido ruminal para ensaios in vitro de produção de gases, pH, AGCC, N-NH3, digestibilidade e degradabilidade. Nos dados do experimento 1 serão avaliados os efeitos linear e quadrático da inclusão de glicerol e o contraste entre tratamento controle × tratamentos com glicerol. No experimento 2, os dados serão avaliados em quadrado latino duplo 4 × 4 e serão utilizadas medidas repetidas no tempo. Em todos os ensaios, o procedimento MIXED do programa estatístico SAS será utilizado, considerando significância de 5% e tendência de 10%. (AU)

Na cena da ortografia: o gramatical, o agramatical e o equívoco no ensino de Jacques Lacan

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade (NUDECRI). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcos Aurélio Barbai
Anfitrião: Jacqueline Authier-Revuz
Local de pesquisa: Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3 (França)
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:15/05873-8
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 31 de julho de 2016
Assunto(s):Análise do discursoOrtografia
Resumo
Propomos com esta pesquisa, ao trabalhar com o arquivo e o ensino do psicanalista francês Jacques Lacan, pensar três conceitos da história das ideias sobre a linguagem: o gramatical, o agramatical e o equívoco. Vivemos hoje, em nome do sintoma da normatividade, um apagamento teórico, político e simbólico que resulta no esquecimento da dimensão significante da gramaticalidade de uma língua. Escolhemos, como fato de análise, a ortografia, pois acreditamos que o estudo desta ocorrência material, nas línguas, pode nos permitir contrastar estes conceitos, produzindo um retorno a um discurso sobre a língua. A ortografia, uma estrutura da ordem das relações do escrito com a linguagem, é um lugar de assujeitamento à língua, um ato de manifestação do significante. Apostamos na ideia de que o erro ortográfico, fato de natureza fonográfica e gramatical, é uma ranhura na linguagem, uma trama do nonsense na consistência do corpo da língua. O objetivo deste trabalho é o de colocar a gramaticalidade na rubrica da operação significante. O gramatical, o agramatical e o equívoco são assim discursividades que prescindem do fato de que há um dizer cuja lógica é a da incidência da linguagem no corpo. Com este trabalho de investigação queremos construir a ideia de que o inconsciente é gramatical, e de que o gramatical é da ordem do inenunciável de uma língua. Ao articular o campo da Análise de Discurso, em uma relação com a Psicanálise, buscamos vestígios no corpus lacaniano que nos possibilite adentrar, no arquivo das Ciências da Linguagem, de modo a formular práticas de análise na história. (AU)

Entre o controle e o cuidado: sobre política de drogas e suas interfaces com a religião e o crime

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ronaldo Romulo Machado de Almeida
Supervisor no Exterior: Gonzalo A. Saravi
Local de pesquisa: Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología (CONACYT) (México)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:15/13920-6
Vigência: 01 de outubro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):ReligiõesCracolândiaCrime
Resumo
No contexto político mexicano, assim como no Brasil, a questão das drogas se constitui como um problema social central, sobretudo no que tange às relações e conflitos entre "crime" e Estado. Tendo isso em vista, este projeto apresenta uma proposta para Bolsa de Estágio e Pesquisa no Exterior (BEPE) - sob orientação do Prof. Gonzalo Saraví, do Centro de Investigações e Estudos em Antropologia Social (CIESAS) - cujo objetivo é desenvolver uma reflexão mais atenta e sistemática sobre as políticas de drogas em interface com as relações entre crime, Estado e religião na gestão de usuários dessas substâncias. Tal reflexão servirá de subsídio (comparativo e constrastivo) para a análise do material de pesquisa compilado na região da "cracolândia" do centro de São Paulo, durante todo o primeiro semestre de 2015. Durante a pesquisa de campo, ficou evidente a relevância do tráfico de drogas, juntamente com outros atores (missionários batistas, policiais civis, militares, guarda civil, assistentes sociais, agentes de saúde, funcionários da prefeitura, etc) na gestão da ordem naquele território. Considerando o tema geral da pesquisa de mestrado em curso, a saber a questão das drogas no cruzamento com populações marginais, a escolha do professor estrangeiro Gonzalo Saraví justifica-se pela dedicação deste a pesquisas sobre desigualdade, pobreza e segregação urbana no contexto mexicano, bem como por redes de interlocução já estabelecidas com os grupos de pesquisa no Brasil. Essa possibilidade comparativa, o acesso à bibliografia da área, bem como o contato com o supervisor estrangeiro e com outros pesquisadores do mesmo tema no México, contribuirá para o desenvolvimento da pesquisa de mestrado em curso e para a internacionalização das redes de pesquisa e interlocução acadêmica, assim como dos grupos de pesquisa integrados atualmente pela candidata. (AU)

Classificação semiautomática de fraturas vertebrais por compressão utilizando técnicas de forma de processamento de imagens em imagens de ressonância magnética

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcello Henrique Nogueira Barbosa
Supervisor no Exterior: Rangaraj Mandayam Rangayyan
Local de pesquisa: University of Calgary (Canadá)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:15/08778-6
Vigência: 14 de setembro de 2015 - 20 de dezembro de 2015
Resumo
O objetivo deste projeto é aplicar técnicas de processamento de imagens médicas específicas anteriormente desenvolvidos pela equipe de pesquisa da Universidade de Calgary, no sistema de diagnóstico auxiliado por computador (CAD) de fraturas vertebrais por compressão (VCFs do inglês: Vertebral Compression Fractures) em imagens de ressonância magnética (MRI do inglês: magnetic resonance imaging) . Isto fornecerá uma análise diferente para complementar as técnicas implementadas no meu projeto de pós-graduação "classificação semi-automática de fraturas vertebrais benignos e malignos em ressonância magnética". Como parte do meu projeto de mestrado, foram incluídos 63 pacientes (38 mulheres, 25 homens, idade média de 62,25 ± 14,13 anos) com 103 corpos vertebrais com VCFs e 106 sem VCFs. Cada um destes 209 corpos vertebrais foram segmentadas manualmente usando o corte sagital mediano de MRI da coluna lombar em ponderação T1. Até o momento nós implementamos técnicas de processamento de imagem para extrair e analisar atributos de textura e contraste. Foram avaliados os 14 atributos de Haralick e, como atributos de um contraste, foi utilizado o cálculo do coeficiente de variação, skewness e kurtosis dos níveis de cinza do histograma. Testes usando o classificador k-vizinhos mais próximos (KNN do inglês: k-nearest neighbors) com k = 3, 10-folds de validação cruzada após a seleção de atributos, atingiram uma área sob a curva ROC (AUROC do inglês: area under Receiver Operating Characteristic) de 0,913 para a classificação entre VCFs benignos e malignos. As técnicas a serem adicionadas no projeto atual são o cálculo de compacidade, deficiência convexa, momentos invariantes centrais e descritores de Fourier dos corpos vertebrais. Estes são cálculos análise de forma e nossa hipótese é que eles possam auxiliar na classificação das fraturas por compressão dos corpos vertebrais. (AU)

Análise multimodal baseada em atlas para caracterizar dano estrutural em Ataxia de Friedreich

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcondes Cavalcante Franca Junior
Supervisor no Exterior: Andreia Vasconcellos Faria
Local de pesquisa: Johns Hopkins University (JHU) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/09793-9
Vigência: 14 de setembro de 2015 - 13 de março de 2016
Assunto(s):Neuroimagem
Resumo
Análises baseadas em voxels de conjuntos de dados de MRI são largamente usadas para abordagens quantitativas em estudos de neurociência. Esta técnica, infelizmente, possui baixo poder estatístico e um alto nível de ruído, levando a uma baixa sensibilidade para detectar anormalidades. Em contra partida, análises baseadas em ROIs diminuem estes efeitos deletérios simplesmente por agrupar os voxels correspondentes de uma mesma estrutura anatômica, reduzindo o número de comparações e aumentando a relação sinal-ruído. Ambas as técnicas são aplicadas para estimar depósitos de ferro no cérebro humano a partir de MRI. Para tal, as sequencias usualmente empregas (T2 multi-eco e SWI) são muito ruidosas e, além disso, cada método possui as suas próprias limitações. Neste sentido, uma ferramenta de análise de imagem que possibilita parcelar automaticamente todo cérebro e realiza uma análise estatística baseada em ROI é fundamental. Portanto o uso de uma abordagem baseada em atlas, o qual realiza o parcelamento do cérebro automaticamente, e no espaço nativo, para múltiplos contrastes de imagem e empregando análise estatística baseada em ROI é muito importante e necessária para identificar e estimar depósitos de ferro no cérebro. Não obstante, a análise baseada em atlas manuseia a informação espacial mais eficientemente, fundindo as medidas para as diversas modalidades de imagem com os dados clínicos, permitindo-nos avaliar, individualmente, o caráter anatômico de cada paciente. Com relação a nossa proposta de pesquisa, tal método nos permitiria obter para cada ROI medidas de quantificação de ferro das imagens multi-eco T2, redução volumétrica das imagens em T1 e microanormalidades na substância branca pelas imagens de DTI simultaneamente. Além disso, a análise baseada em atlas nos permitiria fazer análises individuais e não somente análise de grupo. (AU)

Revisão taxonômica de Opilioacaridae e Neothyridae depositados em instituições europeias

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Reinaldo José Fazzio Feres
Supervisor no Exterior: Antonella Marta Di Palma
Local de pesquisa: Università degli Studi di Foggia (Itália)
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:15/05315-5
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2016
Assunto(s):AcarologiaAcariFilogenética
Resumo
Atualmente, espécies de Opilioacaridae do Velho Mundo e Neothyridae não tem descrições suficientemente úteis para a devida identificação ou estudos filogenéticos. Para isso, redescrições adequadas tornam-se necessárias. Apesar do tempo de publicação de tais espécies, não há especialistas revendo este tipo de material, mesmo estando disponíveis nas coleções de instituições europeias. Os tipos serão analisados usando microscópio óptico equipado com contraste de fase, e microscópio eletrônico de varredura. As análises morfológicas serão feitas a partir de características presentes no gnatossoma, idiossoma e pernas; além de setas presentes em todo o corpo e as estruturas genitais. Devido às condições dos materiais tipos, análise da forma dos espécimes e a possibilidade de obtenção de material não-tipo, o estágio é pelo período de um ano. (AU)

Análise de fraseologismos em dicionários de língua portuguesa, com vistas à lexicografia pedagógica e à pedagogia do léxico fraseológico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marilei Amadeu Sabino
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:15/10499-8
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2016
Assunto(s):Língua portuguesaDicionáriosLexicografiaFraseologia
Resumo
As línguas naturais apresentam milhares de fraseologismos, dentre eles, as chamadas Expressões Idiomáticas (EIs) e Provérbios. Essas combinatórias lingüísticas metafóricas fornecem elementos que revelam aspectos culturais importantes de sua comunidade lingüística. Dentre as línguas naturais, está obviamente incluída a Língua Portuguesa, cuja variante lingüística enfatizada nesta pesquisa será aquela falada no Brasil (PB). Muitas pesquisas, entretanto, revelam a insuficiência dos dicionários quanto ao registro dessas unidades linguísticas, bem como quanto à inadequação das definições neles apresentadas. Neste sentido, a pesquisa proposta objetiva fazer, em um primeiro momento, uma investigação diacrônica acerca das combinatórias presentes nos verbetes das lexias pé e mão, registradas em dicionários da Língua Portuguesa dos séculos XVIII, XIX, XX e XXI. Em um segundo momento, esta investigação terá outro desdobramento, visando uma análise contrastiva das metáforas subjacentes a algumas dessas combinatórias fraseológicas, entre as línguas portuguesa e italiana, com vistas a contribuir, tanto com a Lexicografia Pedagógica quanto com a Pedagogia do Léxico Fraseológico mono e bilíngüe. (AU)

IRM realçada por manganês: aplicações biológicas em neurociências

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luciene Covolan
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:15/14543-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):NeurofisiologiaEpilepsiaManganêsAnatomiaNociceptividade
Resumo
Imagens por ressonância magnética (IRM) são instrumentos excelentes para investigar sistemas biológicos de forma não invasiva. A associação do íon bivalente paramagnético manganês (Mn2+) acentua o contraste das IRM in vivo. Graças à similaridade entre o Mn2+ e o cálcio (Ca2+), a premissa do contraste das IRM realçado por manganês (do inglês, MEMRI)é que o Mn2+ pode entrar em neurônios e outras células excitáveis através dos canais de cálcio dependentes de voltagem. Dessa forma, o MEMRI pode ser usado para traçar vias neurais, definir limites morfológicos e em estudos de imagem funcionais. Neste artigo fazemos uma breve revisão sobre MEMRI e discutimos os dados recentemente publicados para ilustrar a utilidade deste método, principalmente nos modelos animais. (AU)

Desenvolvimento e implantação de métodos de avaliação visual: aplicações clínicas e em modelos animais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dora Selma Fix Ventura
Pesquisadores associados:Balazs Vince Nagy; Anderson Raiol Rodrigues; Mirella Telles Salgueiro Barboni; Givago da Silva Souza; Bruno Duarte Gomes; jan kremers; Luiz Carlos de Lima Silveira; Christina Joselevitch; Alvaro Rendon Fuentes; Michel Roux; Elaine Cristina Zachi; Daniela Maria Oliveira Bonci; Francisco Max Damico; Mirella Gualtieri; Russell David Hamer
Pesquisadores principais:

Marcelo Fernandes da Costa

Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Fisiológica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo:14/26818-2
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2020
Assunto(s):EletrofisiologiaPsicofísicaVisãoRetina
Resumo
A avaliação de funções visuais humanas é hoje feita com técnicas psicofísicas e com métodos eletrofisiológicos não invasivos, possibilitados pelos avanços computacionais recentes, auxiliando a apresentação de estímulos visuais, programação experimental, análise de dados on-line, etc. Para compreender os mecanismos responsáveis por perdas visuais, ainda pouco conhecidos, são necessários estudos usando modernas técnicas de psicofísica e eletrofisiologia em humanos assim como estudos em modelos animais nos quais é possível acesso direto à retina ou aos centros superiores. O presente projeto propõe o desenvolvimento de protocolos e/ou novas metodologias para estudar o sistema visual para uso com humanos e animais em condições de saúde e doença, visando elucidar mecanismos patológicos e ter ferramentas de diagnóstico precoce e acompanhamento. O projeto investigará o sistema visual através de testes perceptuais e métodos psicofísicos de escalonamento; respostas eletrofisiológicas visuais pseudo-aleatórias; funções visuais como visão de cores, de contrastes, acuidade de Vernier, perimetria visual e outras; neuropsicologia visual, envolvendo memória e atenção ligadas a estímulos visuais. O desempenho visual em vários destes testes será avaliado em diferentes condições de iluminação ambiente, com a finalidade de testar os novos recursos de iluminação disponíveis no mercado, baseados na tecnologia de LEDs. Avaliaremos também os efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua nestas funções visando elucidar mecanismos neurais subjacentes e propor aplicações clínicas. Os experimentos de visão de cores serão combinados com a determinação genética dos pigmentos visuais de cada indivíduo e estas técnicas moleculares serão estendidas a diversas questões ligadas à evolução da visão de cores em vertebrados. A pupilometria permitirá avaliar funções do pigmento melanopsina, descoberto recentemente, responsável pelo reflexo pupilar à luz, pelo ritmo circadiano e por várias outras funções como, por exemplo, a depressão sazonal. Em modelos animais para a compreensão de mecanismos visuais básicos serão realizados experimentos de patch-clamp e de eletrorretinografia, com a finalidade de avaliar os mecanismos retinianos subjacentes à percepção visual e de testar drogas de uso terapêutico. O projeto envolve os setores de pesquisa básica e clínica de diversas instituições: o Laboratório da Visão do Instituto de Psicologia da USP (proponente), o Centro de Ciências Biológicas, o Núcleo de Medicina Tropical e a Escola de Primatas da Universidade Federal do Pará (colaboradores nacionais) e a Universidade de Erlangen, na Alemanha e o CNRS na França (colaboradores internacionais). O projeto prevê missões de estudo e trabalho entre os diferentes grupos de pesquisa com intuito de implantar os novos métodos de investigação visual em ambos os grupos nacionais componentes desta proposta. (AU)

Imunidade protetora e colonização renal induzidas por vacinas contendo proteínas recombinantes de membrana externa de Leptospira interrogans e adjuvante flagelina

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Patricia Antonia Estima Abreu de Aniz
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Processo:15/16134-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Assunto(s):LeptospiroseVacinasLeptospira
Resumo
A leptospirose é uma zoonose mundial causada por diferentes espécies de Leptospira, como Leptospira interrogans, que colonizam os túbulos renais de animais selvagens e domésticos. Até agora, as tentativas para desenvolver vacinas eficazes contra a leptospirose, tanto para seres humanos e animais, falharam em induzir respostas imunes capazes de conferir proteção e ao mesmo tempo prevenir a colonização renal. Neste estudo, foi avaliada a imunidade protetora induzida por vacinas de subunidades contendo sete diferentes proteínas recombinantes de membrana externa de Leptospira interrogans, incluindo a porção carboxi-terminal da proteína immunoglobulin like A (LigAC) e seis novos antígenos, combinados com hidróxido de alumínio (alum) ou flagelina de Salmonella (FliC) como adjuvantes. Hamsters vacinados com as diferentes formulações produziram títulos elevados de anticorpos antígenos específicos. A imunização com LigAC, seja com alum ou flagelina, conferiu imunidade protetora, mas não preveniu a colonização renal. Do mesmo modo, os animais imunizados com LigAC ou LigAC co-administrada com as seis proteínas de leptospira com adjuvante alum foram protegidos, mas não ocorreu redução da colonização renal. Em contraste, a imunização de animais com o pool dos sete antígenos em combinação com flagelina conferiu proteção e reduziu significativamente a colonização renal pelo patógeno. O presente estudo enfatiza a relevância da composição antigênica e da adição de adjuvante na eficácia das vacinas de subunidades anti-leptospirose e mostra a complexa relação entre as respostas imunes e a colonização renal pelo patógeno. (AU)

Análise comparativa de marcadores liquóricos e séricos na demência com corpúsculos de Lewy e na demência da Doença de Alzheimer

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria da Graca Naffah Mazzacoratti
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:15/10109-5
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2017
Assunto(s):NeurologiaDoença por corpos de LewyDoença de ParkinsonDoença de AlzheimerGenéticaDemênciaSistema renina-angiotensina
Resumo
Este estudo transversal tem por objetivo a análise comparativa por meio de biomarcadores liquóricos e séricos entre controles sem demência, pacientes com demência com corpúsculos de Lewy e pacientes com provável demência da doença de Alzheimer, visando à melhor diferenciação diagnóstica entre as síndromes demenciais e distinção com indivíduos sem demência. Serão incluídos pelo menos 26 sujeitos com demência com corpúsculos de Lewy pareados com 26 sujeitos com provável demência da doença de Alzheimer por gênero e por escores cognitivos, além de 26 controles sem demência pareados com os sujeitos por gênero e idade (±1 ano). Sujeitos e controles serão submetidos a colheita de sangue para definição do haplótipo APOE, realização de eletroforese de proteínas, e avaliação de concentração e atividade da enzima conversora da angiotensina. Todos os sujeitos e controles serão também submetidos a colheita de líquor para avaliação de citometria e das concentrações de proteínas totais e frações, Abeta42, Abeta40, Abeta38, tau, tau fosforilada, alfa-sinucleína, ubiquitina, metabólitos de monoaminas (HVA, DOPAC, 5-HIAA, MHPG), e também da concentração e atividade da enzima conversora da angiotensina. A enzima conversora da angiotensina tem efeitos periféricos sobre a secreção de adipocitocinas e a homeostase glicídica, além de efeitos centrais antagônicos de depuração do Abeta e da substância P cerebral, reduzindo a atividade da neprilisina (que também depura o Abeta) e o índice Abeta42/Abeta40, o que justifica o estudo de seus efeitos cognitivos. Enquanto a enzima conversora da angiotensina tem sua atividade cerebral aumentada na presença de Abeta, inibidores desta enzima podem reduzir o declínio cognitivo tanto por mecanismos centrais quanto por seu benefício cerebrovascular, principalmente quando há penetração da barreira hematoencefálica. Após controle pelos haplótipos APOE e pelo tratamento farmacológico específico, espera-se verificar que biomarcadores específicos e relações entre eles ajudem no diagnóstico diferencial entre as síndromes demenciais, na definição do estágio e do padrão evolutivo de cada síndrome demencial, na correlação com sintomas neuropsiquiátricos, e na detecção de mecanismos de amiloidogênese. (AU)

Seleção de genes para identificação, caracterização, seleção, melhoramento e rastreabilidade de isolados de Metarhizium spp. de alta performance através de genômica e transcriptoma comparativos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Mycofinder Genômica e Controle Biológico Ltda
Pesquisador responsável:Camila Mazini Ramos
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/16209-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 29 de fevereiro de 2016
Vinculado ao auxílio:13/50296-3 - Seleção de genes para identificação, caracterização, seleção, melhoramento e rastreabilidade de isolados de Metarhizium spp de alta perfomance através de genômica e transcriptoma comparativos, AP.PIPE
Assunto(s):MetarhiziumTranscriptomaBiologia computacionalGenômicaSequenciamento de alta performanceControle biológico
Resumo
O uso do controle biológico, tanto em escala nacional como global, é insipiente, em grande parte, à inconsistência de performance, baixa taxa de infecção e armazenamento limitado. O principal desafio para escalar e globalizar o uso do controle biológico continua sendo a seleção de isolados superiores com alta virulência e capacidade adaptativa. Nesse sentido, o presente projeto de inovação objetiva em sua Fase I, a prospecção de genes em Metarhizium spp. relacionados com as características de alta virulência e adaptabilidade. Para tanto, nesta primeira fase, como prova de conceito e adequação da metodologia, a Mycofinder utilizará 10 isolados de Metarhizium spp. para identificar genes envolvidos com a especificidade por hospedeiro. Cinco deles pertencem a um grupo de haplotipos semelhantes a isolados oriundos de cigarrinha-das-pastagens (Deois flavopicta) e o restante ao grupo geneticamente próximo a isolados de cigarrinha-da-cana-de-açúcar (Mahanarva fimbriolata). Destes 10 isolados, serão selecionados dois contrastantes quanto à virulência para as duas espécies de cigarrinhas. Os genomas desses dois isolados serão sequenciados através da tecnologia Illumina e comparados através da bioinformática. Através de genômica comparativa e bioinformática, essa primeira fase do projeto indicará quais os genes potencialmente associados à especificidade do hospedeiro. Na Fase II, outras seis características fortemente relacionadas a alta performance de isolados de Metarhizium sp., incluindo as fases do processo de patogênese como germinação, penetração, infecção, colonização e esporulação e características de adaptação como tolerância a altas temperaturas, raios ultravioletas, fungicidas e inseticidas e persistência no solo, serão investigadas. Além do sequenciamento dos genomas contrastantes para essas outras seis características, na Fase II, será também feita a análise de transcriptoma, para analisar a funcionalidade dos genes nos diferentes processos envolvidos na patogênese e adaptabilidade. Espera-se, com os resultados da Fase I, provar o conceito de que é possível identificar um conjunto de genes associados a alta performance de isolados de Metarhizium spp. e selecionar aqueles potencialmente envolvidos com a especificidade por hospedeiro em isolados de Metarhizium spp. No final das duas fases, o conjunto de genes de interesse comercial identificados e as metodologias de genômica e transcriptômica comparativas e outras técnicas de biologia molecular serão utilizadas como testes para identificação, caracterização, seleção assistida, melhoramento e rastreabilidade de isolados de fungos de interesse para o controle biológico de pragas. Os impactos que a descoberta de genes e desenvolvimento de testes dessa natureza irá causar na biotecnologia e no controle biológico são: I) introdução de biotecnologias modernas como sequenciamento de DNA e RNA em larga escala, genômica e transcriptomica comparativos, análise de expressão diferencial de genes, dentre outras, nas empresas que desenvolvem bioprodutos para o controle de pragas e doenças agrícolas; II) aprimoramento do processo da seleção de isolados de alta virulência e adaptabilidade, através de genômica comparativa e funcional; III) incremento na eficácia agronômica de bioinseticidas devido ao aumento da virulência e adaptabilidade dos isolados utilizados como ingredientes ativos; IV) certificação, monitoramento e rastreabilidade de isolados de alta performance a nível governamental e da própria empresa para fins de registro e controle de qualidade; V) maior adesão ao controle biológico, diminuindo os impactos ambientais causados pelo uso indiscriminado de inseticidas químicos; VI) uso racional da biodiversidade; VII) contribuição para sustentabilidade da produção agrícola; VIII) inserção da Mycofinder Genômica e Controle Biológico LTDA. no mercado nacional e mundial de bioprospecção e seleção de microrganismos e desenvolvimento, certificação e controle de qualidade de bioinseticidas. (AU)

Indivíduos com alto risco para desenvolvimento de injúria renal aguda em contextos clínicos relevantes: estudo prospectivo sobre aspectos epidemiológicos, diagnósticos e prognósticos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Emmanuel de Almeida Burdmann
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/14196-0
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2016
Vinculado ao auxílio:14/19286-4 - Indivíduos com alto risco para desenvolvimento de injúria renal aguda em contextos clínicos relevantes: estudo prospectivo sobre aspectos epidemiológicos, diagnósticos e prognósticos, AP.TEM
Assunto(s):BiomarcadoresNefrologiaCisplatinoEpidemiologiaDesidratação
Resumo
Injúria renal aguda (IRA) é síndrome de prevalência e incidências crescentes, acarretando altas mortalidades hospitalar e tardia, prolongamento da internação, elevação do custo de tratamento e desenvolvimento de doença renal crônica (DRC). Considera-se que este fenômeno ocorra em nível mundial, embora dados epidemiológicos de países em desenvolvimento sejam relativamente escassos. De fato, a epidemiologia da IRA assume particularidades bimodais em países em desenvolvimento. Em grandes centros urbanos, os pacientes com IRA têm características semelhantes ao dos países desenvolvidos: pacientes graves, idosos, infectados e com múltiplas insuficiências orgânicas, usualmente internados em unidades de terapia intensiva (UTI). Em contraste, em áreas rurais e pequenos centros populacionais, a IRA acomete pacientes jovens, previamente saudáveis e sua etiologia está associada à desidratação, doenças infecciosas, acidentes por animais peçonhentos ou medicamentos naturais. Recentemente, três novas definições de IRA foram propostas (RIFLE, AKIN e KDIGO), todas fundamentadas em pequenos aumentos abruptos da creatinina sérica ou diminuição do volume urinário. No entanto, a elevação da creatinina frequentemente ocorre tardiamente em relação ao momento da lesão renal, prejudicando a instalação de manobras preventivas. Assim, tem-se procurado intensamente biomarcadores capazes de detecção precoce e sensível de lesão renal, de forma semelhante ao que ocorre com a troponina cardíaca. Visa-se também caracterizar se estes biomarcadores estão associados ao prognóstico destes pacientes. A detecção precoce de lesão renal e mensuração correta da função renal é particularmente importante em pacientes e/ou situações de alto risco de IRA. Este conjunto de projetos de pesquisa visa suprir lacunas importantes no conhecimento da IRA em pacientes de alto risco (UTI, Emergência Clínica, trauma, câncer, grandes cirurgias não cardíacas, uso de cisplatina, e desidratação associada a trabalho exaustivo). Eles incluem a comparação dos três novos critérios diagnósticos utilizados prospectivamente, análise da eficácia dos biomarcadores de lesão renal para detecção precoce de IRA e seu papel no prognóstico destes pacientes, estudo dos mecanismos de alteração da função renal em condições de desidratação associada a trabalho exaustivo e análise das fórmulas para determinar a função renal de pacientes com câncer. Será possível identificar a incidência e/ou prevalência de IRA entre populações socioeconomicamente vulneráveis na nossa realidade, incluindo pacientes graves da região norte e cortadores de cana. Os resultados obtidos constituirão importantes ferramentas para planejamento de alocação de recursos e desenvolvimento de campanhas preventivas de IRA em nosso meio e constituirão a maior amostra de IRA obtida prospectivamente no Brasil. (AU)

A via Hippo-YAP como mediadora de sinais bioquímicos da matriz extracelular em células epiteliais não-malignas e malignas da glândula mamária

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Bruni Cardoso
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/25832-1
Vigência: 01 de setembro de 2015 - 31 de agosto de 2017
Vinculado ao auxílio:14/10492-0 - Hippo-YAP como uma via de convergência dos sinais bioquímicos e mecânicos provenientes da matriz extracelular durante a morfogênese da glândula mamária e a progressão do câncer de mama, AP.JP
Assunto(s):Matriz extracelularLamininaNeoplasias mamárias
Resumo
A arquitetura tecidual e a composição e arranjo da matriz extracelular (MEC), componentes cruciais do microambiente, geram sinais bioquímicos e mecânicos que podem iniciar e sustentar padrões assimétricos de proliferação e invasão em diversos tecidos, incluindo o tecido mamário. Ainda não se sabe, entretanto, quais vias/moléculas intracelulares conectam a miríade de sinais provenientes do microambiente com o núcleo, desencadeando mudanças de programas de expressão gênica que regulam o comportamento das células. No auxílio Jovem Pesquisador FAPESP, ao que este projeto está vinculado, exploramos a hipótese de que Hippo-YAP, uma via que regula o crescimento e tamanho de órgãos e que funciona como um "relé" para sinais mecânicos seja crucial na comunicação MEC-núcleo na morfogênese e câncer mamário. YAP é um co-ativador de transcrição que promove proliferação e sobrevivência celular. Classicamente, Hippo, uma cascata de quinases, é apontada como a maior responsável pela regulação de YAP. Contudo, o papel de Hippo durante a alteração da composição da MEC em células não-malignas e malignas da glândula mamária permanece não esclarecido. Resultados preliminares de bioinformática do nosso laboratório indicam que genes regulados por YAP são diferencialmente expressos durante o desenvolvimento da glândula mamária e em estruturas malignas. Observamos ainda que a membrana basal (MB) modula a localização de YAP em células não-malignas da mama. Por outro lado, células malignas não respondem aos sinais da MB. No presente projeto buscamos esclarecer se alterações na constituição da MEC contribuem para a modulação de Hippo-YAP e aquisição de fenótipos malignos das células da mama. Serão utilizadas ferramentas de bioinformática, bioquímica e biologia celular. A conclusão desse estudo poderá trazer informações relevantes para o entendimento de processos moleculares que regulam a comunicação entre células e MEC na regulação da proliferação celular e quiescência em células normais e malignas da glândula mamária. (AU)
Página 5 de 1.794 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP