site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 6 de 2.339 resultado(s)
|

Influência das reações emocionais durante a cirurgia de catarata com anestesia tópica no único olho funcional: estudo prospectivo com caso controle

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Newton Kara José Junior
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/24838-3
Vigência: 01 de março de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):OftalmologiaAnsiedade
Resumo
A cegueira e a deficiência visual são consideradas um importanteproblema de saúde pública. Para a Organização Mundial de Saúde (OMS),uma pessoa é considerada cega quando apresenta acuidade visual (AV) menordo que 0,05 no melhor olho (pela tabela de Snellen), assim como aincapacidade visual (baixa visão) é definida como acuidade visual menor doque 0,10 no melhor olho, com a melhor correção óptica. Nos casos de haverperda visual grave somente em um dos olhos, a pessoa não é consideradacega, mas com um olho cego (olho único).A incidência anual de deficiência visual por catarata senil é de 2 a 3casos para cada 1.000 habitantes, segundo dados da OMS. A catarata éresponsável por cerca de 50% dos casos de cegueira no Brasil.Pacientes com um olho cego são encontrados freqüentemente na práticaoftalmológica e representam um desafio devido a maior prevalência decomorbidades oculares quando comparados com pacientes com potencialvisual em ambos os olhos . Quando um paciente olho único desenvolvecatarata no único olho funcional, oftalmologistas podem ser relutantes quanto arecomendação da cirurgia de catarata pela preocupação de que eventuaiscomplicações cirúrgicas possam causar cegueira bilateral . Entretanto notasseque a dimensão do problema vai além do, sendonecessário um trabalho de cunho multidisciplinar, especialmente em pessoascom visão monocular.Assim, é possível que pessoas, que por algum motivo, não possuampotencial visual em um dos olhos (olho único), e necessitem ser submetidas àcirurgia de catarata no único olho funcional, apresentem comportamentodistinto no intra-operatório e opiniões diferentes sobre o problema ocular e seutratamento, daquelas com potencial visual em ambos os olhos, o que podedificultar no tratamento cirúrgico.Portanto será realizado um estudo observacional, analítico,transversal e comparativo acerca de dois grupos intitulados Grupo 1 (olho único- 22 pacientes) e Grupo 2 (controle - 19 pacientes). O estudo será realizadoem hospital universitário na cidade de Santo André, SP, Brasil.Serão coletados os dados sociodemográficos, métodos anestésicos e cirúrgicos, melhor acuidade visual corrigida pré e pós o procedimento cirúrgico e complicações peroperatórias (AU)

Registro de acidente vascular encefálico e trauma crânio encefálico de Ribeirão Preto

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (HCMRP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Octávio Marques Pontes Neto
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/00282-1
Vigência: 01 de março de 2015 - 30 de setembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51725-2 - Registro de acidente vascular encefálico e trauma crânio encefálico de Ribeirão Preto, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Acidente vascular cerebralTraumatismo cranianoIsquemia cerebralHemorragias intracranianasNeurologia
Resumo
O acidente vascular cerebral (AVC) e traumatismo crânio encefálico (TCE) estão entre as principais causas de morte e incapacidades no Brasil e no mundo. Apesar disso, ainda existem poucos dados de registros prospectivos de atendimento agudo para AVC e TCE no país, sendo que a maioria destes são descontínuos e restritos a subgrupos de doenças. Portanto, este projeto tem como objetivo principal implantar dois bancos de dados eletrônicos com informações sobre o perfil clínico e epidemiológico de todos os doentes com diagnósticos de AVC e de TCE atendidos na Unidade de Emergência (UE) do HCFMRP. O Registro de Acidente Vascular Cerebral de Ribeirão Preto (REAVER) e o Registro de Traumatismo Crânio Encefálico de Ribeirão Preto (RETER) consistirão em registros eletrônicos prospectivos, unificados, digitais e de caráter científico, que incluirão todos os pacientes acima de 18 anos com diagnóstico de AVC e de TCE admitidos na UE-HCFMRP-USP. Estes registros descreverão informações abrangentes sobre características clínicas e exames complementares, incluindo a avaliação de desfechos de longo prazo. A estrutura destes bancos de dados apresenta uma hierarquia operacional e ética de vigilância do andamento da coleta de dados e de sua publicação. Considerando o aspecto vocacional de pesquisa científica de nossa Instituição, a instalação simultânea de registros clínicos de AVC e TCE na UE-HC-FMRP-USP deve ser realizada de forma sinérgica a fim de agregar e otimizar recursos humanos e de infraestrutura comuns para ambos os registros. Espera-se que este estudo forneça informações relevantes para a melhora da qualidade do serviço de atendimento hospitalar, para o planejamento das ações interdisciplinares e para as estratégias de saúde pública no manejo regional de ambas as condições. (AU)

Influência do tipo de locomoção no padrão eletromiográfico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sheila Canevese Rahal
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:14/23755-0
Vigência: 01 de março de 2015 - 28 de fevereiro de 2017
Assunto(s):LocomoçãoCãesEletromiografia veterináriaArticulação coxofemural de animal
Resumo
O objetivo do presente estudo é avaliar a locomoção de cães hígidos de três portes diferentes, locomovendo-se em velocidade padronizada para o andar e trote, ao mesmo tempo que será avaliado o sinal eletromiográfico do músculo bíceps femoral. Serão utilizados 30 cães de três tamanhos corpóreos, divididos equitativamente em: G1 - tamanho pequeno, G2 - tamanho médio, G3 - tamanho grande. A padronização será por tamanho corpóreo, independente da raça, baseado no comprimento dos membros torácicos, membros pélvicos e comprimento corpóreo. Para determinar a higidez, os cães serão submetidos ao exame clínico geral, ortopédico específico e radiográfico. Antes da coleta dos dados, os animais serão treinados a locomoverem-se na esteira GAIT4Dog, para que não ocorra variações dos dados. Para cada grupo será determinada a velocidade de caminhada e de trote. Serão obtidos dados relativos a carga (sistema de escores) dos quatros membros e as características de movimento de cada membro. Simultaneamente será avaliado o músculo bíceps femoral em cada grupo, na caminhada e ao trote, por meio do sistema eletromiográfico de superfície da Delsys com oito canais do Myomonitor III, que transmite sinais eletromiográficos por telemetria. O processamento e apresentação do sinal será efetuado com o software da Delsys. Os dados serão avaliados pelo teste T de Student. (AU)

Ensaio clínico randomizado de Fase II para avaliar a factibilidade, aceitação e potencial efetividade de uma intervenção psicossocial breve em associação com cuidado paliativo precoce na redução de sintomas depressivos em pacientes com câncer avançado

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Paiva
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:14/22052-5
Vigência: 01 de março de 2015 - 28 de fevereiro de 2017
Assunto(s):Cuidados paliativosAssistência ao pacientePaciente terminalCuidados paliativos na terminalidade da vidaOncologiaDepressão
Resumo
Pacientes com câncer em fase avançada reportam problemas físicos, emocionais, sociais e existenciais, que podem ser decorrentes do próprio câncer ou de seu tratamento. Estudos prévios demonstraram benefício da inclusão precoce do cuidado paliativo (CP) em associação ao cuidado oncológico padrão na redução de sintomas depressivos, melhora da qualidade de vida, aumento da sobrevida e diminuição de procedimentos invasivos desnecessários. No entanto, os pacientes continuam chegando ao CP tardiamente, mesmo em serviços especializados em oncologia de grande porte. Uma das barreiras é o estigma dos CPs, percebido pelos pacientes e profissionais de saúde como "um local para morrer". O presente estudo tem como objetivos principais avaliar a factibilidade e a aceitação/satisfação de pacientes com câncer avançado a uma intervenção psicossocial breve baseada na Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) em adição ao CP precoce e avaliar o impacto das intervenções na diminuição dos sintomas depressivos. Ensaio clínico randomizado, aberto, de fase II, com dois braços de intervenção e um grupo controle. Serão incluídos 150 pacientes com câncer avançado iniciando quimioterapia paliativa que preencherem os critérios de seleção. Os participantes serão recrutados nos ambulatórios de oncologia clínica do Hospital de Câncer de Barretos e divididos aleatoriamente (1:1:1) nos três braços de tratamento: braço A, cinco sessões semanais de intervenções psicossociais breves baseadas na TCC em associação com CP precoce; braço B, apenas CP precoce; braço C, cuidado oncológico padrão. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados serão o HADS, PHQ-9, ESAS-br, FAMCARE- patient scale e o Protocolo de Entendimento sobre a Doença, os quais serão aplicados no baseline e com 45, 90, 120 e 180 dias após a randomização. Planeja-se uma análise interina para após 20 participantes com dados completos em cada braço; caso o tamanho do efeito de Cohen entre os braços A e B seja pequeno (d<0,2), o estudo continuará apenas com os braços B e C. (AU)

A experiência da família e de profissionais em relação ao cuidado no final de vida da criança: a enfermagem na prevenção do luto complicado

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Regina Szylit Bousso
Anfitrião: Pamela S. Hinds
Local de pesquisa: Children's Research Institute (CRI) (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Pediátrica
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/19361-6
Vigência: 17 de fevereiro de 2015 - 16 de julho de 2015
Assunto(s):Cuidados paliativosOncologiaPediatriaLuto (estado emocional)
Resumo
Este estudo de abordagem qualitativa, com parceria da Professora Pamela Hinds do Children's National Medical Center, tem como objetivo geral compreender a experiência dos pais da criança e de profissionais de saúde em relação ao cuidado na situação de final de vida. O estudo é composto por três subprojetos: (1) Preferências dos pais de crianças gravemente doentes hospitalizadas sobre o cuidado de final de vida; (2) A experiência dos profissionais e dos pais sobre os relacionamentos estabelecidos durante o processo de morrer da criança hospitalizada e (3) A experiência dos profissionais ao conhecerem as preferências das famílias sobre o cuidado no final de vida da criança. Cada subprojeto contará com métodos distintos, que guiarão a coleta dos dados, sendo eles respectivamente: Teoria Fundamentada nos Dados; Hermenêutica Filosófica Interpretativa e Pesquisa-Intervenção com análise temática. Os participantes do estudo serão pais que vivenciam ou vivenciaram a hospitalização do filho diagnosticado com uma doença fora de possibilidade de cura e profissionais que trabalhem em unidades onde atendam essas crianças. Os dados serão coletados por meio de observação e entrevistas semi-estruturadas. O projeto será realizado em três hospitais terciários do município de São Paulo, dois públicos e um privado. As unidades envolvidas poderão ser: Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal, Unidade de internação pediátrica, ambulatórios de pediatria, setores de oncologia e acompanhamento em cuidados paliativos exclusivos. (AU)

As raízes filosóficas de Bakhtin e o círculo: re-leituras da teoria dialógica do discurso

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Inês Batista Campos
Anfitrião: Marilia dos Santos Amorim
Local de pesquisa: Université Vincennes Saint-Denis (Paris 8) (França)
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Teoria e Análise Lingüística
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/17124-7
Vigência: 02 de fevereiro de 2015 - 01 de novembro de 2015
Assunto(s):Língua portuguesaLivro didáticoFilosofia da linguagemFilosofia
Resumo
Este projeto se propõe a investigar as origens filosóficas que deram embasamento teórico-metodológico à teoria dialógica do discurso de Mikhail Bakhtin. O foco recairá principalmente nas questões filosóficas e éticas formuladas a partir dos pensadores neokantianos da Universidade de Marburg como Hermann Cohen, Paul Nartop, Ernst Cassirer e o filósofo russo Matvei I. Kagan, um dos líderes do Seminário Kantiano da cidade de Nevel (1918-1920). Para tanto, o Groupe Paidéia, da Universidade de Paris 8, já aprovou minha solicitação para o pós-doutorado e conto com a decidida supervisão da pesquisadora bakhtiniana Marilia dos Santos Amorim, docente daquela instituição.Considerando o conjunto dos textos filosóficos produzidos por Bakhtin no início da década de 1920, meu propósito é buscar o diálogo crítico e produtivo construído com os filósofos alemães ao longo de sua obra. Dois aspectos serão contemplados: 1) o aprofundamento de alguns conceitos tais como: arquitetônica, ética, mundo da cultura e relações dialógicas, desenvolvidos por M. Bakhtin (1919, 1920, 1921, 1924, 1930-1934); 2) a busca dos fundamentos dominantes em estudos produzidos pelo filósofo da linguagem, com vistas a delimitar as especificidades das produções científicas, proposta desenvolvida por Amorim (2006, 2007, 2010, 2011, 2013). Do ponto de vista prático, serão considerados os princípios de uma filosofia ética da linguagem aplicáveis ao ensino-aprendizagem da língua portuguesa, particularmente em materiais didáticos produzidos na França para alunos do ensino superior, a fim de servir de base para uma análise que possa delinear uma aproximação semiológica e discursiva da cultura pós-moderna. Metodologicamente, a partir de uma base documental coletada, a análise utilizará o método dialógico, contemplando três etapas: (a) a dimensão alteritária, em que o pesquisador participa responsavelmente da coleta dos dados; (b) a tensão dialética instaurada entre pesquisador e materiais didáticos coletados; (c) a responsividade, dimensão observável entre diferentes materiais advindos de um mesmo período histórico e comparados de outros períodos. O objetivo principal deste projeto é aprofundar o conceito de "arquitetônica", a fim de elucidar a presença da multiculturalidade nos materiais didáticos de língua portuguesa em circulação no ensino superior francês. (AU)

Depressão e condição bucal de pacientes portadores de síndrome metabólica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Silvia Helena de Carvalho Sales Peres
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/13315-2
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):Doenças periodontaisCárie dentáriaDepressãoAnsiedade
Resumo
A depressão é uma das doenças mais prevalentes em nível mundial. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2012, cerca de 350 milhões de pessoas, no mundo todo, eram portadoras desta desordem. Similarmente à depressão, a Síndrome Metabólica (SM), vem se tornando cada vez mais comum. Além disso, tanto depressão como SM fazem parte do cenário da obesidade e são consideradas fatores de risco para doenças cardiovasculares. Com relação à saúde bucal, a associação entre alguns componentes da SM - especialmente o diabetes e a obesidade - e certos problemas bucais, tem sido bem documentada. Em adição, estudos recentes vêm mostrando a presença de relação entre doenças bucais e desordens mentais. Considerando as altas prevalências, de depressão, SM, cárie dentária e doença periodontal, especialmente em adultos, torna-se relevante o entendimento das relações entre estas desordens. Assim, o objetivo deste estudo é investigar a presença de associação entre doenças bucais - cárie dentária e doença periodontal - e depressão em um grupo de pacientes obesos mórbidos indicados à cirurgia bariátrica, com diagnóstico de Síndrome Metabólica. Inicialmente serão selecionados cerca de 150 pacientes com diagnóstico de SM, acompanhados pela equipe multiprofissional do Hospital Amaral Carvalho (HAC), localizado no município de Jaú - SP. Para tanto, serão utilizados dados secundários provenientes de prontuários médicos e odontológicos, que se encontram arquivados no HAC e na Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP), respectivamente. Após a coleta dos dados sobre grau de depressão, serão distribuídos em dois grupos: G1-com depressão e G2-sem depressão. Na sequencia, serão coletadas as informações sobre cárie dentária e doença periodontal desses pacientes, em prontuários. Para a análise dos dados serão utilizadas frequências absolutas e relativas, medidas de posição e dispersão, além dos testes de correlação (Pearson e Spearman), t de Student, qui-quadrado e Exato de Fisher. Para avaliar o possível efeito das variáveis geradoras de confusão serão utilizados modelos de regressão. A partir dos resultados encontrados espera-se constatar a provável associação entre as variáveis estudadas, contribuindo, principalmente, para o fortalecimento da atenção à saúde dos pacientes portadores dessas desordens, por meio de equipes multiprofissionais. (AU)

Análise de fatores de risco para a ocorrência de dor lombar em atletas recreacionais de futebol

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marcelo Tavella Navega
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/24114-8
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):EletromiografiaAtletasFutebol
Resumo
Introdução: Em atletas observa-se uma grande incidência de dor lombar, frequentemente, associada a ocorrência de cargas repetitivas de baixa magnitude ou impactos únicos de alta magnitude com maior frequência do que indivíduos ativos não atletas. Nesse sentido, o tipo de esporte e a frequência de prática pode ser determinante para o desenvolvimento da dor lombar. Estudos que identifiquem as alterações de força muscular e resistência muscular localizada dos músculos extensores do tronco, que são sinais clínicos relacionados à disfunção gerada pela dor lombar inespecífica, bem como, os padrões de recrutamento muscular dos estabilizadores do tronco podem contribuir para o desenvolvimento de programas de treinamento e de reabilitação de atletas de futebol com dor lombar inespecífica. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo comparar a força muscular e a resistência muscular localizada e as respostas antecipatórias à instabilidade de atletas recreacionais de futebol com e sem dor lombar. Métodos: Participarão deste estudo, atletas recreacionais de futebol com idade entre 35 e 60 anos com ou sem dor lombar inespecífica. O protocolo para a coleta dos dados será realizado em dois dias, sendo realizada a coleta das informações pessoais do individuo, a antropometria e o preenchimento de uma ficha de avaliação no primeiro dia. No segundo dia de coletas será realizada a familiarização dos voluntários com o teste de Contração Isométrica Voluntária Máxima (CIVM), o teste de Biering-Sorensen, o teste de Flexão Abdominal em um minuto e o teste de perturbação postural. Serão realizadas três CIVM, de cinco segundos cada em extensão e flexão de tronco, com intervalo de 30 segundos entre cada contração. O teste de Biering Sorensen será realizado para avaliação da resistência a fadiga da musculatura extensora do tronco, onde o avaliado após permanecer suspenso sobre a maca realizará a amplitude máxima de extensão de tronco, sustentando essa posição pelo maior período de tempo possível. No teste de flexão abdominal, usado para avaliação da resistência da musculatura abdominal à fadiga, nesse teste, o voluntário deverá realizar o máximo de repetições de exercícios abdominais em um minuto. No teste de instabilidade postural o voluntário deverá chutar uma bola que será lançada sem nenhum aviso prévio a partir de uma distância fixa de 6 m na diagonal. Neste teste será avaliado o tempo para onset muscular da musculatura estabilizadora do tronco em relação ao músculo efetor do gesto do chute. Os sinais EMG serão coletados sobre os músculos oblíquo interno (OI), multífidos (MU) e reto femoral (RF) durante os testes de CIVM e Chutar a Bola. O tempo de onset EMG será determinado a partir da alteração de dois desvios-padrão a partir do valor de ativação em repouso e a diferença entre o tempo de onset do RF e OI e RF e MU será calculada. Os dados obtidos durantes os testes serão comparados entre os grupos por meio de testes estatísticos apropriados. Assim, será aplicado o teste de Shapiro-Wilk para verificação da normalidade dos dados, sendo adotado o valor de significância de p < 0.05. (AU)

A dança como recurso terapêutico e preventivo na melhoria de sintomas depressivos e declínio cognitivo em idosos institucionalizados: um estudo experimental

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edvaldo Soares
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:13/27078-0
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):DançaDepressão
Resumo
A literatura aponta para alta prevalência de depressão (DP) e de declínio cognitivo (DC) emidosos institucionalizados. A inserção da dança nesse contexto pode contribuir para melhorade sintomas de DP e de DC. Objetivo: Analisar o tamanho do efeito da dança em relação àsintomatologia para depressão (DP) e ao declínio cognitivo (DC) em idososinstitucionalizados. Métodos e procedimentos: Esta pesquisa será desenvolvida a partir dedelineamento experimental de medidas repetidas em grupo único composto por 12 idososinstitucionalizados, de ambos os sexos. O estudo será desenvolvido em dois momentos: inicial(M1), no qual os sujeitos serão selecionados e avaliados quanto à sintomatologia para DP eDC e, M2, no qual será aplicada intervenção de atividade de dança (M2), uma vez porsemana, durante seis meses e reavaliação. Serão utilizados os seguintes instrumentos paracoleta de dados e avaliação: 1) Formulário de Coleta de Dados Sócio-Demográfico e de SaúdeGeral do Laboratório de Neurociência Cognitiva - LaNeC; 2) Mini Exame de Estado Mental(MEEM); 3) Escala de Depressão Geriátrica (GDS 30). Os resultados do MEEM e da GDSserão tomados como variáveis dependentes: VD1 = índice de sintomatologia para DP e, VD2= índice de indicativo de DC. Os dados quantitativos relativos serão lançados em banco dedados SPSS e, a partir deles será avaliada a interferência ou não das atividades desenvolvidasem termos de: a) desempenho cognitivo/DC e, b) sintomatologia para DP. O resumo dos dadosquantitativos será por meio de tabelas, gráficos, número de indivíduos, média, desvio-padrão,mediana, quartil 1, quartil 3, valor mínimo e valor máximo. Para a comparação entre os momentosserá utilizado o teste dos postos assinalados de Wilcoxon e o tamanho de efeito da intervençãoserá medido por meio do coeficiente de correlação de Pearson. (AU)

A alfabetização cartográfica e o uso de jogos na formação de professores: uma aproximação entre Brasil e Espanha

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Celso Dal Re Carneiro
Supervisor no Exterior: Alfonso García de la Vega
Local de pesquisa: Universidad Autónoma de Madrid (UAM) (Espanha)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:14/22919-9
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de janeiro de 2016
Assunto(s):GeografiaJogosFormação de professores
Resumo
Esse projeto busca complementar a compreensão da formação de professores em diferentes contextos (Brasil e Espanha). Concebido sob a perspectiva de contribuir com o projeto principal "A Importância do Lúdico na Formação de Professores de Geociências" (proc. 2013/06557-7) este trabalho visa contextualizar a formação de professores focando o uso de jogos na cartografia escolar. O objetivo é aproximar de novos modelos de formação docente (inicial e continuada), entendendo melhor como se dá essa construção em um sistema educacional e de formação docente diferenciado do Brasil. Além da aproximação com o modelo de formação da Espanha, pretende-se conhecer os professores e as escolas públicas de Madrid para assimilar novas práticas, além da possibilidade da aplicação de cursos de jogos com professores em formação e em exercício, enriquecendo a coleta de dados em andamento no Brasil. É fundamental inserir a pesquisa brasileira nesse diálogo e comparar como as estruturas de formação docente se configuram em diferentes contextos constituídas em países com distintas trajetórias de desenvolvimento econômico e cultural. (AU)

Exigência nutricional, comportamento alimentar, temperamento animal, eficiência alimentar, parâmetros metabólicos, qualidade da carcaça e da carne de bubalinos em condições tropicais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Andre Mendes Jorge
Pesquisadores associados:Paulo Roberto de Lima Meirelles; Reinaldo Fernandes Cooke; Lucia Maria Zeoula; Vânia Maria de Vasconcelos Machado; Cristiana Andrighetto; Roberto de Oliveira Roça; Humberto Tonhati; Otávio Rodrigues Machado Neto; Luciana Francisco Fleuri; Flávio Dutra de Resende
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo:14/05473-7
Vigência: 01 de fevereiro de 2015 - 31 de janeiro de 2020
Assunto(s):Composição corporalNecessidades nutricionaisTomografia computadorizadaConsumo alimentar residualQualidade da carneBovinosOvinos
Resumo
Há um interesse cada vez maior na utilização do consumo alimentar residual (CAR) como uma medida de eficiência alimentar em bovinos e ovinos em crescimento. Entretanto, as bases biológicas da variação do CAR em bubalinos são desconhecidas. Objetiva-se com esse estudo inédito avaliar em bubalinos a eficiência alimentar e suas correlações fenotípicas com parâmetros metabólicos, digestão do alimento, comportamento e características de carcaça e da carne. O delineamento experimental será inteiramente casualizado. Ao total serão 4 Experimentos desenvolvidos em 4 anos (um a cada ano), sendo o último ano (5° ano) utilizado para a análise de amostras, análise estatística e publicações dos dados. No Experimento I (Ano 1; duração: 231 dias; composto de 3 etapas) serão utilizados 75 bubalinos (25 animais de cada raça: Jafarabadi, Mediterrânea e Murrah) machos não-castrados nascidos e desmamados em 2014, com peso e idade média de 180 kg e 210 dias, respectivamente. As etapas correspondem em: 1-determinar o consumo e comportamento alimentar individual (GrowSafe); 2-ensaio de digestibilidade; 3-determinar a exigência nutricional de cada raça. Serão realizadas avaliações de ultrassonografia, bem como, avaliações biométricas, de escore corporal e de temperamento animal. As pesagens serão realizadas diariamente por meio de balanças automáticas acopladas a sensores (Sistema DeLaval). Amostras de sangue serão coletadas para avaliação de parâmetros metabólicos, comportamentais e para avaliação de marcadores que caracterizam desempenho. Serão realizadas mensurações da EGS e AOL; coletadas amostras da secção HH e da carne (LD) para a avaliação dos parâmetros de qualidade. No Experimento II (Ano 2; duração: 231 dias; composto por 3 etapas) 2 etapas serão semelhantes ao ano anterior (Experimento I), porém, na terceira etapa os animais serão classificados de acordo com o CAR determinado na primeira etapa. Serão utilizados 120 animais (40 de cada raça) machos não castrados. Serão realizadas as mesmas coletas de dados do experimento I a fim de aumentar a confiabilidade dos resultados. Com o Experimento III (Ano 3; duração: até atingirem o peso de abate determinado nos experimentos I e II) objetiva-se a validação dos resultados dos experimentos I e II por meio de 3 diferentes sistemas de produção: 1-Pasto+Confinamento; 2-Pasto com suplementação; 3-Confinamento. As dietas serão formuladas utilizando-se os resultados de exigência nutricional obtidos nos dois primeiros experimentos (ano 1 e 2). Serão utilizados 108 animais (36 de cada raça; 12 animais de cada raça/sistema de produção). Serão realizadas avaliações de ultrassonografia, avaliações biométricas, de escore corporal e temperamento animal. As pesagens serão realizadas a cada 28 dias (animais no pasto) ou diariamente por meio de balanças acopladas a sensores (animais confinados). Amostras de sangue serão coletadas para avaliação de parâmetros metabólicos, comportamentais e para avaliação de marcadores que caracterizam desempenho. Serão realizadas mensurações e coletas de amostras para avaliações da qualidade da carne similares aos experimentos I e II. O Experimento IV (Ano 4; duração: até atingirem o peso de abate determinado nos experimentos I e II) será semelhante ao ano anterior (Experimento III), bem como, terão as mesmas coletas de dados a fim de aumentar a confiabilidade dos resultados. Os dados serão analisados com os procedimentos REG, MIXED e CORR do SAS (SAS Institute Inc., Cary, NC, USA), submetidos à análise de variância e à comparação de médias pelo teste de Student de Newman Keuls ao nível de 5% de probabilidade. (AU)

Percepção de pacientes com transtornos alimentares acerca do grupo de apoio

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/19081-3
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Resumo
Transtornos alimentares (TAs) constituem um grupo de graves perturbações do comportamento alimentar, que se subdividem em Anorexia Nervosa (AN), Bulimia Nervosa (BN) e Transtorno da Compulsão Alimentar. A etiologia multifatorial inclui os fatores familiares. Por se tratar de uma psicopatologia que pode evoluir para uma condição crônica, a questão da adesão ao tratamento é considerada um ponto crítico, exigindo atenção multidisciplinar e o envolvimento e participação ativa dos familiares incluída como parte do plano terapêutico das(os) pacientes. Com a reorientação do modelo de atenção em saúde, o tratamento psicológico na modalidade grupal, em particular os grupos de apoio em contexto ambulatorial, têm sido preconizados como estratégias a serem utilizadas pelos serviços de saúde. Todavia, pouco se sabe sobre a percepção dos participantes sobre esses grupos, o que demanda investimentos em pesquisas que permitam esclarecer a relevância atribuída ao grupo por aqueles que dele participam e o sustentam, circunscrevendo seus limites e suas potencialidades. Hipotetiza-se que o envolvimento dos pacientes com TAs no tratamento como um todo pode ser potencializado por esses grupos, o que contribuiria para aumentar a motivação para permanecerem no tratamento e se recuperarem de seus sintomas. Acredita-se também que, se a aliança terapêutica for bem estabelecida e se houver envolvimento genuíno dos pacientes no plano terapêutico, os pacientes poderão se sentir amparados e apoiados a enfrentarem os desafios e ambivalências que encontram na travessia de seu tratamento. Considerando-se esses pressupostos, o presente estudo tem como objetivo investigar a percepção de pacientes com TAs acerca dos grupos de apoio do qual participam. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo. Serão incluídos todos os pacientes diagnosticados com AN e BN que participam das reuniões semanais dos grupos de apoio. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, descritivo e exploratório, de corte transversal. A amostra de conveniência será composta por pacientes acometidos pelos TAs, vinculados a um serviço especializado de um hospital universitário. Complementando o referencial metodológico clínico-qualitativo será utilizada a conceituação do incidente crítico. O marco teórico a ser empregado para a análise dos dados será a sistematização dos fatores terapêuticos proposta por Yalom. Para coleta de dados será utilizado um Formulário de Dados Sociodemográficos e o Questionário do Incidente Crítico (QIC), com o propósito de avaliar facilidades e dificuldades percebidas pelas(os) pacientes durante o grupo de apoio. Serão realizadas entrevistas individualmente, em situação face a face, ao longo de um único encontro, consecutivo ao término da sessão grupal. As entrevistas serão audiogravadas mediante autorização dos participantes. Após a coleta de dados, o conteúdo audiogravado será transcrito literalmente e na íntegra. Posteriormente, os dados serão submetidos à análise de conteúdo temática. Para tanto, será investigada a perspectiva pela qual os participantes compreendem as situações compartilhadas em grupo, em termos dos sentimentos, pensamentos e comportamentos despertados. Acredita-se que o conhecimento resultante possa favorecer o aperfeiçoamento de estratégias de intervenção e o desenvolvimento de novas práticas no tratamento oferecido pelos profissionais de saúde aos pacientes com TAs e seus familiares. (AU)

Percepção de familiares de pacientes com transtornos alimentares acerca do grupo de apoio

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/19080-7
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):Psicologia da saúde
Resumo
Transtornos alimentares (TAs) constituem um grupo de graves perturbações do comportamento alimentar, que se subdividem em Anorexia Nervosa (AN), Bulimia Nervosa (BN) e Transtorno da Compulsão Alimentar. A etiologia multifatorial inclui os fatores familiares. Por se tratar de uma psicopatologia que pode evoluir para uma condição crônica, a questão da adesão ao tratamento é considerada um ponto crítico, exigindo atenção multidisciplinar e o envolvimento e participação ativa dos familiares incluída como parte do plano terapêutico das(os) pacientes. Com a reorientação do modelo de atenção em saúde, o tratamento psicológico na modalidade grupal, em particular os grupos de apoio em contexto ambulatorial, têm sido preconizados como estratégias a serem utilizadas pelos serviços de saúde. Todavia, pouco se sabe sobre a percepção dos participantes sobre esses grupos, o que demanda investimentos em pesquisas que permitam esclarecer a relevância atribuída ao grupo por aqueles que dele participam e o sustentam, circunscrevendo seus limites e suas potencialidades. Hipotetiza-se que o envolvimento dos familiares de pacientes com TAs no tratamento como um todo pode ser potencializado por esses grupos, o que contribuiria para aumentar a motivação desses pacientes para permanecerem no tratamento e se recuperarem de seus sintomas. Acredita-se também que, se a aliança terapêutica for bem estabelecida e se houver envolvimento genuíno dos familiares no plano terapêutico, os pacientes poderão se sentir amparados e apoiados a enfrentarem os desafios e ambivalências que encontram na travessia de seu tratamento. Considerando-se esses pressupostos, o presente estudo tem como objetivo investigar a percepção de familiares de pacientes com TAs acerca dos grupos de apoio do qual participam. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo. Serão incluídos todos os familiares de pacientes diagnosticados com AN e BN que participam das reuniões semanais dos grupos de apoio. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, descritivo e exploratório, de corte transversal. A amostra de conveniência será composta por familiares de pacientes acometidos pelos TAs vinculados a um serviço especializado de um hospital universitário. Complementando o referencial metodológico clínico-qualitativo será utilizada a conceituação do incidente crítico. O marco teórico a ser empregado para a análise dos dados será a sistematização dos fatores terapêuticos proposta por Yalom. Para coleta de dados será utilizado um Formulário de Dados Sociodemográficos e o Questionário do Incidente Crítico (QIC), com o propósito de avaliar facilidades e dificuldades percebidas pelos familiares durante o grupo de apoio. Serão realizadas entrevistas individualmente, em situação face a face, ao longo de um único encontro, consecutivo ao término da sessão grupal. As entrevistas serão audiogravadas mediante autorização dos participantes. Após a coleta de dados, o conteúdo audiogravado será transcrito literalmente e na íntegra. Posteriormente, os dados serão submetidos à análise de conteúdo temática. Para tanto, será investigada a perspectiva pela qual os participantes compreendem as situações compartilhadas em grupo, em termos dos sentimentos, pensamentos e comportamentos despertados. Acredita-se que o conhecimento resultante possa favorecer o aperfeiçoamento de estratégias de intervenção e o desenvolvimento de novas práticas no tratamento oferecido pelos profissionais de saúde que incluam pacientes com TAs e seus familiares. (AU)

Correlação entre as alterações linfáticas precoces e tardias após cirurgia por câncer de mama e o risco para desenvolvimento de linfedema

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luís Otávio Zanatta Sarian
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/14190-9
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Neoplasias mamáriasLinfedema
Resumo
O linfedema de membro superior ipsilateral à mastectomia apresenta incidência entre 24 e 49% e pode estar presente imediatamente após a cirurgia ou anos após o tratamento, promovendo substancial prejuízo funcional e psicológico. Entre os fatores de risco para seu desenvolvimento encontram-se esvaziamento axilar, radioterapia, nível de retirada dos linfonodos, extensão da técnica cirúrgica dentre outros. A etiologia e fisiopatologia que resulta em falha linfática não são claramente entendidas. Estudo prévio observou alterações relevantes nas linfocintilografias pré e pós-operatórias em mulheres mastectomizadas, demonstrando a existência de diferenças funcionais do sistema linfático do membro superior. Objetivo: Estudar a relação entre as compensações linfáticas presentes no pós-operatório precoce (60 dias) e tardio (dois anos) e o desenvolvimento de linfedema. Sujeitos e métodos: Estudo de coorte prospectivo com mulheres submetidas a tratamento cirúrgico radical por câncer de mama no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Universidade Estadual de Campinas há pelo menos 2 anos. Os dados sócio-demográficos e clínicos e a avaliação física - perimetria e palpação de membros superiores e goniometria de ombros - serão coletados no Ambulatório de Fisioterapia. As compensações linfáticas serão avaliadas através do exame de linfocintilografia realizado no Hospital das Clínicas da UNICAMP. Todos os dados serão obtidos através do laudo do exame, que segue os padrões da ficha de coleta de dados. Os dados serão avaliados descritivamente através do cálculo de freqüências absolutas (n) e relativas (%) para variáveis categóricas e de média, mediana e desvio-padrão para as variáveis contínuas. Para análise das variáveis categóricas será calculado o Odds ratio. O nível de significância assumido é de 5%. (AU)

Dor e espiritualidade em pacientes renais crônicos em hemodiálise: um estudo correlacional

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fabiana de Souza Orlandi
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/10759-7
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):Dor crônicaEspiritualidadeInsuficiência renal crônicaMedição da dor
Resumo
A dor pode ser conceituada como uma experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada à lesão real ou potencial dos tecidos. A dor é considerada subjetiva e pessoal, sendo sua percepção caracterizada como uma experiência multidimensional, diversificando-se na qualidade e na intensidade sensorial, sendo afetada por variáveis afetivo-motivacionais. A dor, especialmente quando crônica, afeta todas as áreas da vida do indivíduo, dependendo assim, de uma abordagem física, psíquica e social. A atividade religiosa é a primeira ou segunda estratégia de enfrentamento utilizada contra a dor recorrente. O objetivo do estudo é verificar a relação entre a percepção da dor, as atitudes diante da dor, o nível de espiritualidade e a experiência espiritual diária de pacientes renais crônicos em tratamento hemodialítico. Trata-se de um estudo correlacional, de corte transversal, que será realizado em uma Unidade de Terapia Renal Substitutiva, com adultos (pessoas com idade entre 18 e 59 anos) e idosos (pessoas com 60 anos ou mais), portadores de DRC em hemodiálise. Na coleta de dados serão utilizados o instrumento de caracterização dos sujeitos, a Escala Multidiomensional de Avaliação da Dor (EMADOR), a Escala de Espiritualidade de Pinto e Pais-Ribeiro (EEPR-P) e Escala de Experiência Espiritual Diária (EEED) que serão preenchidos por meio de entrevista individual, após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Espera-se com esta pesquisa trazer contribuições para o avanço da Ciência, possibilitando assim ampliar os conhecimentos acerca da dor e sua relação com a espiritualidade de pacientes com DRC em tratamento hemodialítico. (AU)

Comparação de dois procedimentos para avaliação da frequência das disfluências

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Cristiane Moço Canhetti de Oliveira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/20340-3
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):FalaGagueiraDistúrbios da falaAvaliação fonoaudiológica
Resumo
Objetivo: comparar os resultados de dois procedimentos de avaliação da frequência das disfluências da fala na gagueira, sendo um deles tradicional e outro desenvolvido por meio de um aplicativo. Métodos: participarão 2 adultos com gagueira (ACG1 e ACG2) e 10 estudantes de fonoaudiologia (EF). As amostras de fala do ACG1 serão utilizadas no treinamento da avaliação, enquanto que as amostra de fala do ACG2 serão utilizadas para o experimento. Os procedimentos da pesquisa serão agrupados em quatro etapas: (1) coleta de dados de identificação, das amostras de fala dos ACG, avaliação da fluência e classificação da gravidade da gagueira; (2) edição das amostras de fala dos ACG, e preparo da transcrição e instruções sobre a legenda a ser utilizada para anotar as disfluências; (3) coleta de dados do grupo de estudantes de fonoaudiologia (EF), avaliação da fluência tradicional e aplicação do questionário, e avaliação da fluência por meio do uso do aplicativo "Contagem de Disfluências" do tablet e aplicação do questionário, e; (4) análise dos dados das avaliações realizadas pelas EF. Análise dos resultados: será realizada a análise estatística dos dados quantitativos e análise qualitativa. Resultados esperados: pode-se supor que quanto aos resultados dos questionários, as EF irão relatar que a avaliação por meio do aplicativo é mais rápida e mais fácil de realizar do que a avaliação tradicional. Em termos quantitativos acreditamos que os índices de concordância das avaliações realizadas por meio do aplicativo e da avaliação tradicional serão semelhantes. Pode-se supor que o tempo a ser gasto para a realização da avaliação tradicional será maior do que o tempo gasto a ser realizado por meio do aplicativo. (AU)

Sistema Lean Production e manufatura de classe mundial: inter-relações conceituais e de suas técnicas e ferramentas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Engenharia. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Tupã. Tupã, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Eduardo Guilherme Satolo
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção - Gerência de Produção
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/22072-6
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Resumo
A presente pesquisa tem como objetivo geral estabelecer as inter-relações existentes entre a abordagem WCM e o sistema Lean Production. Para responder a problemática de pesquisa - como ocorrem as relações entre a abordagem WCM e o sistema Lean Production? desmembra tal objetivo em quatro objetivos específicos necessários, que sejam: descrever o estado da arte dos estudos sobre sistema Lean Production e World Class Manufacturing; identificar as técnicas e ferramentas apontadas na literatura como suporte a implementação do sistema Lean Production; caracterizar a inter-relação entre a abordagem WCM e o sistema Lean Production; estabelecer a inter-relação entre os pilares do WCM e as técnicas e ferramentas associadas ao sistema Lean Production. Como método de pesquisa faz uso de uma survey descritiva, haja vista que embora o fenômeno esteja estabelecido, suas variáveis caracterizam-se como novas, tendo foco obter uma visão inicial sobre a temática e estabelecer a interelação entre as variáveis. Para tanto, a condução de levantamento bibliográfico e estabelecimento do estado da arte faz-se necessário para a criação de um instrumento de coleta de dados, a ser aplicado em especialistas no tema, de modo a estabelecer a sinergia entre estes fenômenos em estudo. Os dados serão interpretados por meio de um retorno a base teórica da pesquisa para verificar a relação entre os dados observados e a teoria já disposta sobre o assunto. A partir das taxas de retorno obtidas, verificará a possibilidade de utilização dos procedimentos de inferência e generalização e uma avaliação dos erros do processo como um todo. Espera-se em seu término gerar teorias sobre o tema, que carece de estudos, por meio da publicação em eventos científicos e periódicos, assim como visualizar a condução de novas pesquisas. (AU)

Conforto e enfrentamento religioso espiritual de familiares de pacientes internados em UTI: análise comparativa

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Silmara Meneguin
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/21102-9
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):EspiritualidadeFamília
Resumo
A atenção à família, no âmbito hospitalar, requer dos profissionais da saúde a busca pelo conhecimento da dinâmica familiar, de suas forças, fragilidades e adaptação a eventos estressantes. Neste estudo, qualiquantitativo têm-se como objetivo geral avaliar a percepção de conforto e de coping religioso espiritual de familiares de pacientes internados em UTI adulto e pediátrica. O estudo será realizado junto ao Hospital Estadual de Bauru (HEB) e Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu. Serão considerados elegíveis para o estudo: familiares com idade igual ou superior a 18 anos, que tenham parente internado na UTI há mais de 48 hs e em condições emocionais para responder o questionário. Para coleta de dados será utilizado um instrumento constituído de quatro partes, sendo a primeira de dados de caracterização do paciente e do familiar. A segunda pela escala de conforto para familiares de pacientes em estado crítico de saúde (ECONF) e, a terceira pela escala de cooping religioso-espiritual abreviada. Por fim, a última parte será constituída de duas questões abertas, que serão analisadas utilizando-se a estratégia metodológica do Discurso do Sujeito Coletivo. (AU)

Fenimore Cooper nos catálogos da livraria de B. L. Garnier: coleta de dados e análise

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lucia Granja
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/22100-0
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Vinculado ao auxílio:11/07342-9 - A circulação transatlântica dos impressos: a globalização da cultura no século XIX, AP.TEM
Assunto(s):História culturalHistória da literaturaLiteratura comparada
Resumo
Este projeto será desenvolvido dentro do Projeto Temático FAPESP 2011/07342- 9, "A circulação transatlântica dos impressos - a globalização da cultura no século XIX", coordenado pela Profa. Dra. Márcia Azevedo de Abreu (Unicamp), ao qual a Profa. Dra. Lúcia Granja, orientadora deste trabalho, é pesquisadora associada e no qual participa estudando as ações editoriais e comerciais de Baptiste-Louis Garnier, importante livreiro francês que estabeleceu sua casa editorial no Rio de Janeiro, em 1840. Nosso trabalho debruçar-se-á sobre os catálogos da Livraria de B. L. Garnier da segunda metade do século XIX, reunidos a partir das pesquisas realizadas dentro do Projeto Temático. Utilizaremos esses catálogos para alimentar um substancioso banco de dados criado dentro do Temático, de forma que outros pesquisadores associados possam ter acesso a essas informações para suas próprias pesquisas. Além disso, o presente estudo pretende: investigar a presença de obras do autor norte-americano James Fenimore Cooper (1789-1851) no mercado editorial carioca da segunda metade do século XIX; especificar as possíveis origens das publicações das obras desse autor anunciadas nos catálogos da B. L. Garnier, esclarecendo também em quais línguas elas chegavam e circulavam no Brasil; melhor compreender as ações comerciais de Garnier, analisando a presença das obras de Cooper em sua livraria. (AU)

Relações entre função mitocondrial e adipócitos beges com a eficiência alimentar e produção de calor de bovinos de corte

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dante Pazzanese Duarte Lanna
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:14/22030-1
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 04 de agosto de 2015
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Biologia molecularTecido adiposoMitocôndrias
Resumo
Diversos estudos elaborados com técnicas de biologia molecular focaram suas hipóteses sobre as mitocôndrias relatando uma possível associação com a eficiência alimentar e produção de calor (PC) de bovinos de corte. Nessas organelas, existem as proteínas desacopladoras (UCP), as quais suas funções e inter-relações ainda não foram completamente estabelecidas. Recentemente, pesquisadores descobriram os adipócitos induzíveis ou beges, o qual apresenta características moleculares e desenvolvimento único. Esse novo tipo surge num processo denominado de escurecimento ou "browning". A emergência de adipócitos beges, dissipando energia na forma de calor, não é uma característica desejável para bovinos de corte em terminação. Corroborando essas descobertas, pesquisadores reportaram a descoberta da irisina, uma proteína derivada de um domínio extracelular da fibronectina tipo III (FNDC5), sendo este fortemente expresso no músculo esquelético e que pode estar relacionada com o browning. Nesse contexto, objetiva-se investigar a existência e a emergência de adipócitos beges relacionando com as diferenças em eficiência alimentar e PC de bovinos terminados em confinamento. O ensaio molecular será confrontado com os fenótipos de consumo alimentar residual (CAR), na tentativa de captar respostas que possam estar inter-relacionadas com o metabolismo basal e perdas de energia na forma de calor. Serão utilizados bovinos Nelore, machos não castrados, do Instituto de Zootecnia (Unidade Bovinos de Corte, Sertãozinho-SP) selecionados e agrupados de acordo com o CAR. Os grupos serão formados por 9 animais cada: I) eficientes (CAR baixo); e II) ineficientes (CAR alto). A PC desses animais será estimada por mensurações diárias da frequência cardíaca (FC) e sua calibração para o cálculo do consumo de oxigênio (VO2). Imediatamente ao abate serão coletadas amostras em diferentes regiões de deposição do tecido adiposo (gordura subcutânea, perirenal, intermuscular e mesentérica). Ensaios imunohistoquímicos serão conduzidos com as amostras de gordura subcutânea para localização dos adipócitos beges, com utilização anticorpos de UCP1(anti-UCP1). Os genes selecionados para o estudo de expressão gênica serão aqueles principais envolvidos com a termogênese, tais como UCP1, PRDM16, Pg-1±, Leptin, Hprt1, Dio2 Cox8b, Cox7a1, Cox1 e Cidea. Adicionalmente, estudos proteômicos serão conduzidos para testar a hipótese da alteração expressão de proteínas mitocondriais sobre os fenótipos de eficiência alimentar. Num futuro próximo, o Brasil deverá produzir quase metade da carne bovina mundial, sendo fundamental desenvolvermos as tecnologias por meio de projetos como este, pois é imprescindível a coleta dos dados que possam servir de base para o desenvolvimento de biomarcadores que identifiquem os animais mais eficientes. (AU)

Desempenho, qualidade da carcaça e da carne de cordeiros terminados em confinamento alimentados com silagem de planta inteira de soja

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ciniro Costa
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Pastagens e Forragicultura
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/00772-6
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 30 de junho de 2015
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):CarcaçaCordeirosQualidade da carneConfinamento animalSilagemSojaCapim aruanaDieta animal
Resumo
Em diversas regiões do mundo, a redução dos custos para a recuperação de áreas degradadas e o uso intensivo durante todo o ano estão sendo viabilizado pela integração lavoura-pecuária sob sistema plantio direto. Nesse sistema as culturas graníferas mais utilizadas tem sido o milho e soja em consorcio com forrageiras, gerando grande impacto socioeconômicos e ambientais positivo. Recentemente, a utilização de silagem de soja tem-se mostrado como uma alternativa interessante na produção de volumosos e em alguns sistemas de produção, principalmente naqueles em que a demanda proteica da dieta é elevada. O presente estudo tem como objetivo avaliar a utilização da silagem de planta inteira de soja, em consórcio com o capim-aruana, na dieta para terminação de cordeiros. O delineamento experimental será inteiramente casualizados, sendo os tratamentos constituídos por uma dieta controle e uma dieta com a utilização de silagem de planta inteira de soja. Para posterior avaliação econômica do sistema, serão avaliados o estado nutricional e a fração de grãos das plantas de soja no momento da ensilagem, a composição bromatológica da silagem de soja, a produtividade de forragem e a composição bromatológica do capim-aruana na estação do outono. Serão utilizados 24 cordeiros cruzados e com média de peso de 20 kg e 2 meses de idade, oriundos de uma criação comercial e, mantidos confinados durante 70 dias (14 d de adaptação e 56 d de coleta de dados) em baias cobertas individuais de 3 m2 (1,73 x 1,73 m). Será avaliado o desempenho, consumo alimentar, conversão alimentar, desempenho econômico, características de carcaça e qualidade da carne. Os animais serão abatidos em torno de 32 kg de peso vivo para avaliação da conformação da carcaça e acabamento. Os custos operacionais dos tratamentos serão estimados a partir dos coeficientes técnicos (insumos e operações), extrapolados para um hectare, os respectivos custos com insumos e operações gerarão o custo operacional. O ganho de peso vivo dos animais (kg/ha) obtido em cada tratamento será utilizado na obtenção da receita para avaliação econômica. Os dados serão analisados com os procedimentos MIXED do SAS (SAS Institute Inc., Cary, NC, USA), submetidos à análise de variância e à comparação de médias pelo teste de Student de Newman Keuls ao nível de 5% de probabilidade. (AU)

Projeto de adequação de infra-estrutura para o CEMICAMP - Centro de Pesquisas em saúde reprodutiva de Campinas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Pesquisas em Saúde Reprodutiva de Campinas (CEMICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anibal Eusébio Faúndes Latham
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Processo:14/22701-3
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):Projetos de infraestruturaReserva técnica institucionalEquipamentos e provisões
Resumo
O CEMICAMP apresenta proposta de aplicação de Reserva Técnica Infraestrutura Institucional relativa aos recursos disponibilizados pela FAPESP - Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo, através da Reserva Técnica de Pesquisas aprovadas durante o ano de 2013. Esta proposta consiste em um plano para a troca do cabeamento telefônico analógico para digital, para melhorar os recursos para coleta de dados através de entrevistas telefônicas. A entrevista por telefone tem se tornado um importante meio de pesquisa e tem tido seu uso cada vez mais recomendado, e o Cemicamp tem se utilizado dessa ferramenta em parte das pesquisas que desenvolve. Entretanto, para obter dados confiáveis, é necessário ter um sistema de telefonia adequado que garanta a qualidade dos dados. Nosso sistema telefônico atual, porém, está muito obsoleto, com mais de 30 anos de uso e tecnologia muito defasada. As linhas telefônicas são analógicas e sempre apresentam ruídos, má qualidade do som, e outras vezes nem funcionam ou têm grande instabilidade no funcionamento. Inúmeros chamados para reparo são feitos, porém o problema persiste devido às condições do sistema. Esses defeitos e instabilidades atrasam a coleta de dados e/ou prejudicam a qualidade dos dados obtidos através de entrevistas telefônicas. Por esta razão é que propomos a troca do cabeamento analógico para digital. A aquisição desse novo cabeamento vai resolver esse problema de infraestrutura e trará mais qualidade às nossas pesquisas. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22653-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22734-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhoria da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Relações entre bullying na adolescência e interações familiares: do singular ao plural

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marta Angélica Iossi Silva
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Processo:14/13062-7
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de setembro de 2017
Assunto(s):BullyingRelações familiaresSaúde escolarViolênciaSaúde do adolescente
Resumo
Este estudo é fundamentando analiticamente no referencial bioecológico do desenvolvimento e busca entender fatores multiníveis relacionados ao comportamento de bullying na escola entre adolescentes. Objetiva-se conhecer e analisar a relação entre a qualidade das interações familiares de adolescentes e o envolvimento em práticas de bullying escolar, a partir da perspectiva dos adolescentes. O bullying, nomenclatura internacional pela qual é reconhecido um dos tipos de violência escolar, constitui um problema de saúde pública complexo e multideterminado. O fenômeno é caracterizado pela intencionalidade, repetitividade ao longo do tempo e pelo desequilíbrio de poder evidente entre os envolvidos nas situações de violência. O estado da arte sobre as temáticas investigadas foi construído a partir de buscas nas bases de dados Web of Science, PsycoInfo, PubMed e Lilacs, e na biblioteca virtual SciELO. O corpus revisado foi composto por 61 estudos e se identificou evidências significativas que associam o bullying às experiências no contexto familiar, que podem ser fatores de proteção ou de risco para o envolvimento no fenômeno. Na pesquisa de campo a ser desenvolvida, os eixos de articulação do trabalho serão explorados num estudo transversal de base populacional que utilizará como abordagem a triangulação metodológica. A coleta de dados ocorrerá em uma cidade do interior de Minas Gerais, em sete escolas públicas e estaduais, sendo que todos os alunos, com idades entre 10 e 19 anos, do turno matutino dessas escolas, serão convidados a participarem do estudo. Como instrumentos de coleta serão utilizados Escalas de Vitimização e Agressão entre Pares (EVAP), Escalas de Qualidade na Interação Familiar (EQIF) e roteiro de entrevista semiestruturada. As escalas são validadas, publicadas e há autorização das autoras para seu uso em pesquisas. O referencial metodológico adotado será o da Hermenêutica Dialética, que subsidiará as análises e as interpretações dos dados. O projeto de pesquisa já foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da EERP/USP e em todas as fases do estudo serão observadas as orientações, exigências e recomendações da Resolução 466/2012. Prevê-se, ainda, a realização de estágio sanduíche na Itália, com duração de 12 meses. O estudo ampliará a compreensão do bullying e incorporará análises que poderão subsidiar práticas em saúde, políticas e estratégias de enfrentamento da questão. (AU)

Aleitamento materno e depressão pós-parto: as representações sociais de mães adolescentes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Juliana Stefanello
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Obstétrica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/02727-8
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de junho de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Aleitamento maternoDepressão pós-partoMães adolescentes
Resumo
Introdução: A depressão pós-parto é um transtorno mental de alta prevalência que influencia diretamente na relação do binômio mãe-bebê e no aleitamento materno. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo identificar as representações sócias de mães adolescentes com sintomas depressivos sobre prática do aleitamento materno. Método: Trata-se de um estudo qualitativo, que utilizará a representação social na perspectiva socioantropológica. Serão convidadas a participar do estudo mães adolescentes com filhos menores de doze meses de vida, que tiverem rastreamento positivo para sintomas depressivos, através da aplicação da Escala de Depressão Pós-Parto de Edinburgh (EPDS) e que estiverem em acompanhamento de puericultura de seus filhos na rede básica de Ribeirão Preto-SP e residirem neste município. A coleta dos dados será por meio de entrevista semiestruturada, realizada no domicílio da participante. Os dados serão categorizados sob a técnica de análise de conteúdo, modalidade temática e analisados sob a luz do referencial da representação social. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22739-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhora de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22738-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) com ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22728-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e quetiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um périodo de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhora de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22645-6
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22731-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhoria da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22638-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22655-1
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22657-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22651-6
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Funcionamento psicodinâmico familiar e características de personalidade na perspectiva de país, mães e filhas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:14/18615-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 14 de agosto de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Técnicas projetivasRelações familiaresTranstornos da alimentação
Resumo
Os transtornos alimentares (TAs) vêm ganhando crescente visibilidade no cenário científico nacional e internacional, configurando um problema de saúde que tem inquietado profissionais da área, pais e educadores. Anorexia nervosa (AN) e bulimia nervosa (BN) são os tipos de TAs mais prevalentes. Essas psicopatologias têm etiologia multifatorial. São considerados fatores disparadores e mantenedores da sintomatologia: meio sociocultural, relações familiares e aspectos de personalidade. A literatura aponta que vêm crescendo o número de pesquisas que buscam compreender o papel da família nos TAs, pois o grupo familiar pode afetar o desenvolvimento e curso dos sintomas, mas a dinâmica familiar também é afetada de maneira marcada pelo convívio com o membro acometido. Sob a ótica da psicanálise, o TA pode ser entendido como uma resposta disfuncional aos conflitos familiares latentes, uma tentativa frustrada de mascarar um sofrimento emocional que não é passível de ser representado simbolicamente, nem pode ser elaborado ou aceito pela família. Percebe-se nessas famílias a confusão de papéis e funções, em que os membros do grupo não conseguem se individualizar, adquirir autonomia e conquistar sua identidade. Os estudos focalizam, sobretudo, o padrão de relacionamento mãe-filha, sendo escassas as pesquisas que se dedicam a compreender os psicodinamismos familiares. Nessa direção, este estudo tem por objetivo investigar o funcionamento psicodinâmico familiar, por meio de avaliação psicológica das características de personalidade de pais, mães e suas filhas diagnosticadas com TAs, buscando identificar possíveis relações com a precipitação e manutenção do quadro. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo, fundamentado no referencial teórico psicanalítico. A amostra do presente estudo será dividida em dois grupos (Clínico e de Comparação - não clínico), totalizando 60 participantes. O Grupo Clínico será composto por 10 adolescentes e jovens adultas com diagnóstico de TAs (AN ou BN), vinculadas a um serviço especializado de um hospital universitário do interior do estado de São Paulo, e seus respectivos pais e mães, totalizando 30 participantes (Grupo Clínico). O Grupo de Comparação (não-clínico) será composto por 10 adolescentes e jovens adultas, sem diagnósticos de psicopatologias ou de doenças orgânicas, seus pais e suas mães, totalizando 30 participantes. Os instrumentos utilizados para a coleta dos dados serão: (1) Formulário de Dados Sociodemográficos e Critério de Classificação Econômica Brasil; (2) Roteiro de Entrevista Semiestruturada; (3) Teste das Matrizes Progressivas de Raven, Escala Geral; (4) Questionnaire for Eating Disorder Diagnosis (Q-EDD); (5) Teste de Rorschach; (6) Procedimento de Desenho de Família com Estórias (DF-E). Os instrumentos serão aplicados individualmente. São previstas três sessões de coleta de dados com cada participante. O material coletado será audiogravado e, posteriormente, transcrito e analisado de acordo com as diretrizes de cada instrumento. Os dados dos pais, mães e suas filhas serão triangulados e organizados sob a forma de estudos de caso coletivos, considerando como "caso" o conjunto de dados coletados com cada unidade familiar e interpretados sob a ótica do referencial teórico psicanalítico. Espera-se que este estudo possa proporcionar conhecimento para a prática clínica no que diz respeito à articulação entre as vivências das relações familiares, as características de personalidade e a manifestação dos sintomas de TAs, levando a uma compreensão mais abrangente dos aspectos psicológicos subjacentes, que poderão contribuir para subsidiar as ações e intervenções dos profissionais envolvidos na assistência, prevenção e promoção em saúde. (AU)

Cuidado à criança com deficiência visual: vivência da família

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Giselle Dupas
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Pediátrica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/00796-2
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Cuidado da criançaCrianças com deficiênciaTranstornos da visãoFamília
Resumo
Pessoas com deficiência visual apresentam uma ausência ou diminuição da percepção visual. Dificuldades no processo de cuidar de uma criança com deficiência visual podem surgir devido a sua extrema dependência, sendo necessária uma rede de apoio a esta família para que possam adquirir confiança e habilidades que facilitem o cuidado e o ensino para esta criança. Assim, a pesquisa tem como objetivo apreender a vivência dos familiares de crianças com deficiência visual. Investigação descritiva, qualitativa, que será realizada em São Carlos-SP com familiares de crianças cegas que frequentam instituições de ensino. A coleta de dados ocorrerá no segundo semestre de 2014 e primeiro semestre de 2015 com um roteiro de entrevista semiestruturada. Os dados serão gravados e analisados segundo os preceitos de Schutze, como referencial teórico será utilizado o interacionismo simbólico. O projeto será submetido ao Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de São Carlos. (AU)

Treinamento auditivo formal: questionários de autoavaliação

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Daniela Gil
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/19827-5
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de março de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):AudiologiaTreinamento auditivoQuestionáriosAutoavaliação
Resumo
Introdução: o processamento auditivo está relacionado à eficiência e efetividade com a qual o sistema nervoso central utiliza a informação recebida via sentido da audição. Quando ocorre uma falha nesse processo, há possibilidade de Distúrbio do Processamento Auditivo (DPA). Existem várias abordagens para o tratamento dos DPA, sendo que a maioria dos programas inclui o Treinamento Auditivo (TA) que é capaz de facilitar a plasticidade cerebral e uma possível reorganização cortical. Além das evidências de que o TA é eficaz na (RE) habilitação dos distúrbios de PA, é necessária uma avaliação do próprio sujeito. Um questionário de autoavaliação que pudesse verificar o quanto o paciente apreciou as atividades propostas poderia auxiliar o profissional a aprimorar cada vez mais seu programa de TA, aliando objetivos à opinião do paciente, para que o tratamento se torne mais prazeroso. Objetivo: investigar a eficácia de três questionários de autoavaliação, sendo um deles com aplicação pré e pós treinamento auditivo formal e os outros dois, somente após a conclusão treinamento auditivo formal. Método: participarão desta pesquisa 30 indivíduos de ambos os gêneros, na faixa etária de 8 a 59 anos de idade. Os critérios de inclusão são audição periférica normal, diagnóstico de distúrbio de processamento auditivo confirmado, com indicação de TA em cabina acústica. Não será levado em consideração o tipo e o grau do distúrbio de processamento auditivo. Os critérios de exclusão são síndromes de qualquer natureza, transtornos psicológicos, psiquiátricos e cognitivos. Será realizado programa de treinamento auditivo formal em nove sessões que utilizará testes auditivos especiais apresentados em condições de escuta progressivamente adversas. Na primeira sessão de treinamento auditivo os sujeitos serão submetidos à aplicação do questionário Scale Auditory Behavior - SAB (Nunes et al,2013). Na sessão de reavaliação comportamental, os indivíduos responderão aos questionários de autoavaliação: Questionário pós Treinamento Auditivo Formal (Gil, Ziliotto, 2011), Post-training Exit Questionnaire (Tye-Murray et al.,2012) e novamente o Scale Auditory Behavior - SAB (Nunes 2013). Os questionários serão aplicados por meio de entrevista, e a avaliadora irá anotar e gravar as respostas. Após a coleta dos dados, os resultados serão analisados em conjunto e submetidos à análise estatística. (AU)

Comparação dos índices de risco de malignidade com as regras simples do iota da ultrassonografia na diferenciação pré-operatória de massas anexiais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sophie Françoise Mauricette Derchain
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/18240-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):GinecologiaNeoplasias ovarianasMarcadores biológicos de tumorTécnicas e procedimentos diagnósticosUltrassom
Resumo
O câncer de ovário corresponde a 2% dos cânceres em geral. No Brasil, o risco estimado para o câncer de ovário é de 6 casos a cada 100 mil mulheres. Foram registradas 2.979 mortes pela doença em 2010 no Brasil. O exame realizado para detectar o câncer de ovário é o ultrassom, entretanto, nem toda massa anexial identificada pelo exame corresponde a um câncer de ovário. Muitas das massas anexiais são cistos funcionais ou neoplasias benignas. O diagnóstico correto é necessário para garantir que mulheres com neoplasias malignas tenham atendimento adequado e evitar a exposição a cirurgias desnecessárias mulheres sem câncer.Na caracterização do tumor como benigno ou maligno, muitos países usam o IRM, que leva em conta o estado menopausal da mulher, o valor sérico do CA 125 e aspectos do ultrassom transvaginal. Porém, o CA 125 é o valor que mais interfere no IRM, prejudicando a acurácia do IRM. Recentemente, foram desenvolvidas as regras simples do IOTA, um método diagnóstico que se mostrou mais eficiente na caracterização dos tumores ovarianos. Ele leva em conta cinco critérios para definir um tumor como maligno e outros cinco critérios para o definir como benigno. Não foi encontrado na literatura nenhum artigo que compare o IRM às regras simples do IOTA em mulheres brasileiras. Portanto, o presente estudo tem por objetivo comparar esses dois métodos diagnósticos quanto a sua sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo. Este é um estudo de corte transversal e coorte que contará com um tamanho amostral de 400 sujeitos de pesquisa, considerando 120 com câncer. As variáveis independentes são: estado menopausal, aspectos morfológicos das massas anexiais apresentados ao ultrassom e CA 125. A variável dependente é o resultado do teste histológico. Serão incluídas no estudo todas as mulheres nas quais a massa anexial for confirmada no exame ultrassonográfico do CAISM. Serão excluídas as mulheres com indicação de cirurgia e que não comparecerem para realizar o procedimento e aquelas sem indicação de cirurgia e que não voltarem para acompanhamento. Todas as informações necessárias ao estudo serão registradas em uma ficha para coleta de dados, elaborada especificamente para este estudo. (AU)

Curadorias acessíveis: propostas de exposição e extroversão centradas na relação de diferentes públicos com o patrimônio cultural - segunda fase

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Cristina Oliveira Bruno
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Museologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/20265-1
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):CuradoriaPatrimônio cultural
Resumo
A segunda fase da pesquisa de Pós-Doutorado "Curadorias Acessíveis: propostas de exposição e extroversão centradas na relação de diferentes públicos com o patrimônio cultural" propõe a investigação teórica e prática, com observação e análise de casos específicos, de práticas de curadoria acessível e participativa em museus e instituições culturais. O foco da pesquisa se dá particularmente em propostas de curadoria onde o público alvo, por meio de representantes, grupos focais e coletivos participam na coprodução das mesmas.A metodologia da pesquisa alia a análise de bibliografia das áreas de Teoria Museológica, Comunicação Museológica, Museologia Crítica, Ação Cultural e Curadoria com coleta de dados empíricos em viagens de estudo e estágios de pesquisa para acompanhar propostas de curadorias acessíveis selecionadas para serem analisadas no âmbito da pesquisa.Os resultados teóricos e práticos da pesquisa serão compartilhados com o Laboratório de Pesquisa em Comunicação Museológica/LAPECOMUS do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, sob a responsabilidade da Profa. Titular Maria Cristina Oliveira Bruno e com alunos do Programa de Pós Graduação Interunidade em Museologia/PPGMus em disciplinas e grupo de estudo sobre o tema da pesquisa e em cursos de difusão-extensão sobre o tema abertos a comunidade. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22746-7
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Conhecendo as preferências de uso de tecnologias digitais por estudantes de enfermagem: subsídios para a inovação no ensino

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luciana Mara Monti Fonseca
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/20780-3
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2016
Assunto(s):Tecnologia educacionalEstudantes de enfermagemInformática em enfermagem
Resumo
Introdução: Considerando as crescentes investigações no tema de inovação tecnológica e incorporação desta nas universidades, com ênfase nos cursos de enfermagem que utilizam tais recursos para melhor preparar seus alunos para a prática clínica, é fundamental identificar o perfil destes estudantes e sua relação com os aparelhos e aplicativos digitais. Objetivo: Identificar a existência de adesão de estudantes de enfermagem de uma universidade pública a dispositivos tecnológicos e as preferências de uso dos mesmos. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional com delineamento transversal e coleta prospectiva a ser realizado na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo com 570 estudantes dos cursos de graduação: Bacharelado em enfermagem e Licenciatura e Bacharelado em enfermagem. O instrumento de coleta de dados consiste em um questionário que aborda assuntos que permeiam o perfil dos participantes de pesquisa e adesão dos mesmos a dispositivos tecnológicos como notebooks, tablets e smartphones, além dos principais motivos de uso para cada um. A análise estatística será descritiva no que tange as variáveis de caracterização da amostra e realizará testes das variáveis qualitativas (teste Qui-Quadrado), quantitativas (Correlação de Pearson) e ambas (Mann-Whitney ou ANOVA) considerando significância de 0,05. As análises serão processadas no Software SPSS 19 (Statistical Package for the Social Sciences). (AU)

Investigação de estratégias de mitigação de riscos para a segurança do paciente associados aos sistemas de registro eletrônico de saúde

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ivan Luiz Marques Ricarte
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/13268-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de maio de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Segurança do pacienteGestão de riscosSegurança do pacienteSistemas computadorizados de registros médicos
Resumo
A adoção de Sistemas de Registro Eletrônico de Saúde (S-RES) tem trazido impactos para setor de saúde. Um dos principais objetivos do S-RES é dar suporte à continuidade, eficiência e qualidade na assistência à saúde, além de possibilitar redução de erros médicos e aumento da segurança do paciente. Apesar desses benefícios, a literatura também apresenta evidências de que o uso de S-RES também pode trazer riscos à segurança do paciente. Entretanto, existe uma lacuna significativa na existência de iniciativas que tratem dos aspectos de segurança do paciente associados ao uso de S-RES. Neste contexto, o objetivo deste projeto é investigar soluções e estratégias de mitigação de riscos para a segurança do paciente associados aos S-RES. Para tanto, as seguintes etapas de desenvolvimento deste projeto podem ser identificadas: definição do ciclo de vida do S-RES, identificação dos atores envolvidos em cada fase do ciclo de vida, identificação dos riscos para a segurança do paciente associados aos S-RES, investigação de estratégias de mitigação dos riscos e avaliação da cobertura do processo de certificação de S-RES da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde e Conselho Federal de Medicina na mitigação dos riscos. A coleta de dados será feita por meio de revisões de literatura e a análise dos dados será dada por meio de análise temática. Este projeto visa contribuir para a identificação do papel de cada um dos atores envolvidos no ciclo de vida do S-RES na mitigação dos riscos para segurança do paciente associados ao uso de S-RES. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22647-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22745-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Efeito imediato de uma sessão de treinamento do Método Pilates sobre o padrão de co-contração dos músculos estabilizadores do tronco em indivíduos com e sem dor lombar dor lombar crônica inespecífica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Nise Ribeiro Marques
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/15446-7
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):Dor lombarEletromiografiaFisioterapia
Resumo
Introdução: Estudos pregressos demostraram que a insuficiência da função muscular leva ao estresse e cargas indevidas sobre as articulações e ligamentos da coluna vertebral. Atualmente, os exercícios denominados de estabilização segmentar lombo-pélvica são apontados, na fisioterapia, como a ferramenta ideal para a prevenção e reabilitação da dor lombar de origem desconhecida. Nessa classe de exercícios, está o Método Pilates. A realização dos exercícios do Método Pilates visa a solicitação voluntária do recrutamento dos músculos estabilizadores do tronco, com o intuito de promover uma nova programação neuromuscular, que pode ser transferida para atividades de vida diária. Nesse sentido, é importante determinar se a prática de uma sessão do Método Pilates pode promover alterações no padrão de co-contração dos músculos estabilizadores do tronco. Objetivo: O presente estudo terá por objetivo analisar o efeito imediato de uma sessão de exercícios do Método Pilates sobre o padrão de co-contração (agonista/antagonista) dos músculos superficiais (iliocostal lombar e reto abdominal) e profundos (oblíquo interno e múltifido) do tronco, bem como, as respostas antecipatórias para a estabilização lombo-pélvica em indivíduos com e sem dor lombar. Métodos: Participarão do estudo sujeitos adultos, de ambos os gêneros. Os participantes serão divididos em dois grupos: o grupo com dor lombar e o grupo sem dor lombar. O procedimento de coleta de dados será realizado em dois dias. No primeiro dia, os dados pessoais, características antropométricas, as contrações isométricas voluntárias máximas (CIVM), o teste de Biering-Sorensen e a familiarização com o protocolo de exercícios do Método Pilates. No segundo dia, serão realizados o teste de elevação do braço, o protocolo de exercícios do Método Pilates e, após repouso de 10 minutos, serão realizados, novamente, os testes de elevação do braço e de Biering-Sorensen. Para determinação da CIVM serão efetuados quarto testes em posições diferentes e cada teste será executado três vezes, com manutenção da contração por 4 segundos. Para a realização do teste de Biering-Sorensen, os participantes estarão posicionados deitados em decúbito ventral sobre uma maca, com a borda superior da crista ilíaca posicionada no limite superior da maca e o tronco apoiado sobre uma superfície removível. Com os membros superiores cruzados a frente do tórax, os participantes realizarão a extensão máxima do tronco e manutenção do movimento por meio da contração isométrica dos eretores espinha. O tempo será registrado por um cronômetro. O teste de elevação de braço será executado com a flexão do membro superior dominante. Neste teste serão realizados 10 movimentos de flexão de ombro. Três exercícios do Método Pilates (Hundreds nível I, One Leg Stretch nível I e One Leg Circle nível I) que trabalham a cadeia muscular primária serão realizados. O protocolo de exercícios terá duração de aproximadamente 30 minutos. Os sinais eletromiográficos dos músculos oblíquo interno, multífido lombar, iliocostal lombar, fibras superiores do reto abdominal serão coletados durante a CIVM, o teste de Biering-Sorensen e o teste de elevação do ombro. Para o teste de flexão de ombro, também serão coletados os sinais eletromiográficos do músculo deltóide anterior (DA), unilateral conforme a dominância de membros superiores. Os sinais EMG serão retificados (retificação por onda inteira), filtrados (filtro passa-banda de 20-500 Hz) e suavizados (filtro passa baixa de 4ª ordem com frequência de corte de 6 Hz) para a criação do envelope linear. O envelope linear será normalizado pela CIVM e depois será calculado o indíce de cocontração. Além disso, o tempo de onset EMG será determinado a partir da alteração de dois desvios-padrão a partir do valor de ativação em repouso e a diferença entre o tempo de onset do DA e OI e DA e MU será calculada. (AU)

Coabitação de primatas. o impacto das atividades humanas em uma região de ecótono Cerrado/Caatinga, onde primatas humanos e não humanos vivem em simpatria

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Noemi Spagnoletti
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/15077-1
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:13/19219-2 - Como interagem primatas humanos e não humanos no semiárido do nordeste brasileiro: uma abordagem etno-primatológica para preservar a biodiversidade cultural de primatas, AP.BTA.JP
Assunto(s):CaatingaErosão do soloCerrado
Resumo
A degradação e a fragmentação dos biomas Caatinga e Cerrado causam a perda de biodiversidade e a consequente diminuição das condições de vida de primatas humanos e não humanos. Em algumas regiões do Brasil, especialmente onde há alto risco de desertificação, como no semiárido do Nordeste, o impacto das atividades humanas, como pecuária e monocultivo extensivo, constantemente ameaçam a preservação desses importantes biomas. Este estudo visa a analisar o impacto humano ao longo dos últimos 20 anos em uma área rural no interior do Município de Gilbués (Piauí). Nessa região, uma população selvagem de Sapajus libidinosus habitualmente usa ferramentas de pedra para abrir frutos encapsulados, uma descoberta recente que tem implicações importantes para a compreensão da evolução humana. Por meio da classificação de imagens satélites, pretende-se avaliar o impacto das atividades humanas, especialmente as atividades agrícolas. Os resultados deste projeto são dirigidos a indicar e medir os principais fatores que influenciam os processos de degradação do semiárido nordestino. O bolsista de Iniciação Científica participará ativamente no projeto coletando os dados, analisando as imagens satélites por meio de softwares específicos, criando mapas e apresentando os resultados em relatórios e painéis de congressos. (AU)

TDAH: um olhar para as relações iniciais entre a mãe e o bebê

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mary Yoko Okamoto
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/04947-5
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2015
Assunto(s):CriançasDesenvolvimento infantilPsicanálise
Resumo
Essa pesquisa propõe o estudo das relações iniciais mãe-bebê em crianças com queixa e/ou diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), através da compreensão dos vínculos iniciais estabelecidos entre mãe-bebê, buscando entender a importância de tais vínculos e suas possíveis relações com o desenvolvimento de sintomas do TDAH. A amostra será proposital e por saturação, e será composta por mães de crianças com idade escolar, entre 6 e 9 anos, com queixas e/ou diagnóstico de TDAH, no município de Assis-SP. O fechamento da amostra ocorrerá por repetição ou saturação. A técnica para a coleta de dados será a entrevista semidirigida, enfocando as relações e o papel desempenhado pela mãe nos cuidados oferecidos ao seu filho diante de comportamentos apresentados pelo mesmo no primeiro ano de vida e no contexto atual, tais como sono, fome, choro, agitação, dentre outros. A análise dos resultados será realizada através da análise de conteúdo, utilizando a psicanálise, com base em estudos da relação inicial entre a mãe e o bebê e sua configuração subjetiva. (AU)

Mudanças climáticas globais e funcionamento de ecossistemas em fitotelmatas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gustavo Quevedo Romero
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/20949-8
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51143-3 - Mudanças climáticas globais e funcionamento de ecossistemas em fitotelmatas, AP.PFPMCG.R
Resumo
Conforme projeto de pesquisa na modalidade Auxílio Regular aprovado pela FAPESP, desenvolverei diversos experimentos em diversas áreas dos estados de São Paulo em conjunto com alunos de IC, Mestrado e Doutorado, além de equipes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e University of British Columbia (UBC, Canadá). Vários destes experimentos são bastante trabalhosos. A participação de um bolsista de treinamento técnico será fundamental para que todos estes experimentos sejam executados com sucesso. O bolsista participará em diversas atividades, como (i) auxílio na montagem e manutenção de experimentos em campo, (ii) coleta de dados, (iii) auxílio na triagem e identificação até família e morfoespeciação de artrópodes,especialmente Insecta e Araneae, (iv) análises e manutenção em laboratório naUNICAMP, como organização de material, auxílio em processamento e análisesisotópicas, auxílio na limpeza de equipamentos e bancadas, manutenção deequipamentos. (AU)

Cogestão, apoio institucional e acolhimento na atenção básica: uma pesquisa-intervenção

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Cinira Magali Fortuna
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/20573-8
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de dezembro de 2015
Vinculado ao auxílio:14/50037-0 - Cogestão, apoio institucional e acolhimento na atenção básica: uma pesquisa-intervenção, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Co-gestãoAcolhimentoSaúde públicaAtenção primária à saúde
Resumo
O bolsista participará de encontros periódicos com a pesquisadora responsável. Fará estudos para compreender aspectos básicos de uma pesquisa científica e sobre seu papel como bolsista do projeto. Sua contribuição se dará no auxílio e acompanhamento dos grupos mensais com os demais trabalhadores, participará como observadora e na medida do possível dos grupos focais e atividades com os articuladores da PNH dos municípios envolvido. Pretende-se que o bolsista seja capacitado a desenvolver as seguintes atividades: -Acompanhar a realização de uma pesquisa de abordagem qualitativa do tipo pesquisa intervenção no seu desenvolvimento, em todas as suas fases.- Auxiliar no encaminhamento da pesquisa ao CEP. - Auxiliar a realizar coleta de dados e sistematizar os achados. -Apropriar-se de alguns conceitos da atenção primária em saúde, cogestão, acolhimento e apoio institucional. -Auxiliar a realizar relatórios de pesquisa com vistas à apresentação em eventos científicos e publicação em periódicos. Trabalhos a serem desenvolvidos pelo bolsista no âmbito do Projeto: - Acompanhar o agendamento dos grupos. -Reservar local adequado para esses eventos. -Providenciar infraestrutura para as reuniões com a equipe pesquisada. -Manter arquivos e material empírico da pesquisa ordenado e devidamente armazenado. - Participar como observador nos grupos de coleta de dados. -Auxiliar na produção de narrativas dos grupos que participou. - Manter atualizadas as buscas de referências bibliográficas pertinentes ao tema da pesquisa. - Participar da elaboração de resumos e resenhas de artigos de interesse para a pesquisa. (AU)
Página 6 de 2.339 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP