site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados à Aplicação
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 6 de 2.322 resultado(s)
|

Relações entre função mitocondrial e adipócitos beges com a eficiência alimentar e produção de calor de bovinos de corte

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Dante Pazzanese Duarte Lanna
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:14/22030-1
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 04 de agosto de 2015
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Biologia molecularTecido adiposoMitocôndrias
Resumo
Diversos estudos elaborados com técnicas de biologia molecular focaram suas hipóteses sobre as mitocôndrias relatando uma possível associação com a eficiência alimentar e produção de calor (PC) de bovinos de corte. Nessas organelas, existem as proteínas desacopladoras (UCP), as quais suas funções e inter-relações ainda não foram completamente estabelecidas. Recentemente, pesquisadores descobriram os adipócitos induzíveis ou beges, o qual apresenta características moleculares e desenvolvimento único. Esse novo tipo surge num processo denominado de escurecimento ou "browning". A emergência de adipócitos beges, dissipando energia na forma de calor, não é uma característica desejável para bovinos de corte em terminação. Corroborando essas descobertas, pesquisadores reportaram a descoberta da irisina, uma proteína derivada de um domínio extracelular da fibronectina tipo III (FNDC5), sendo este fortemente expresso no músculo esquelético e que pode estar relacionada com o browning. Nesse contexto, objetiva-se investigar a existência e a emergência de adipócitos beges relacionando com as diferenças em eficiência alimentar e PC de bovinos terminados em confinamento. O ensaio molecular será confrontado com os fenótipos de consumo alimentar residual (CAR), na tentativa de captar respostas que possam estar inter-relacionadas com o metabolismo basal e perdas de energia na forma de calor. Serão utilizados bovinos Nelore, machos não castrados, do Instituto de Zootecnia (Unidade Bovinos de Corte, Sertãozinho-SP) selecionados e agrupados de acordo com o CAR. Os grupos serão formados por 9 animais cada: I) eficientes (CAR baixo); e II) ineficientes (CAR alto). A PC desses animais será estimada por mensurações diárias da frequência cardíaca (FC) e sua calibração para o cálculo do consumo de oxigênio (VO2). Imediatamente ao abate serão coletadas amostras em diferentes regiões de deposição do tecido adiposo (gordura subcutânea, perirenal, intermuscular e mesentérica). Ensaios imunohistoquímicos serão conduzidos com as amostras de gordura subcutânea para localização dos adipócitos beges, com utilização anticorpos de UCP1(anti-UCP1). Os genes selecionados para o estudo de expressão gênica serão aqueles principais envolvidos com a termogênese, tais como UCP1, PRDM16, Pg-1±, Leptin, Hprt1, Dio2 Cox8b, Cox7a1, Cox1 e Cidea. Adicionalmente, estudos proteômicos serão conduzidos para testar a hipótese da alteração expressão de proteínas mitocondriais sobre os fenótipos de eficiência alimentar. Num futuro próximo, o Brasil deverá produzir quase metade da carne bovina mundial, sendo fundamental desenvolvermos as tecnologias por meio de projetos como este, pois é imprescindível a coleta dos dados que possam servir de base para o desenvolvimento de biomarcadores que identifiquem os animais mais eficientes. (AU)

Correlação entre as alterações linfáticas precoces e tardias após cirurgia por câncer de mama e o risco para desenvolvimento de linfedema

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luís Otávio Zanatta Sarian
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/14190-9
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Neoplasias mamáriasLinfedema
Resumo
O linfedema de membro superior ipsilateral à mastectomia apresenta incidência entre 24 e 49% e pode estar presente imediatamente após a cirurgia ou anos após o tratamento, promovendo substancial prejuízo funcional e psicológico. Entre os fatores de risco para seu desenvolvimento encontram-se esvaziamento axilar, radioterapia, nível de retirada dos linfonodos, extensão da técnica cirúrgica dentre outros. A etiologia e fisiopatologia que resulta em falha linfática não são claramente entendidas. Estudo prévio observou alterações relevantes nas linfocintilografias pré e pós-operatórias em mulheres mastectomizadas, demonstrando a existência de diferenças funcionais do sistema linfático do membro superior. Objetivo: Estudar a relação entre as compensações linfáticas presentes no pós-operatório precoce (60 dias) e tardio (dois anos) e o desenvolvimento de linfedema. Sujeitos e métodos: Estudo de coorte prospectivo com mulheres submetidas a tratamento cirúrgico radical por câncer de mama no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher da Universidade Estadual de Campinas há pelo menos 2 anos. Os dados sócio-demográficos e clínicos e a avaliação física - perimetria e palpação de membros superiores e goniometria de ombros - serão coletados no Ambulatório de Fisioterapia. As compensações linfáticas serão avaliadas através do exame de linfocintilografia realizado no Hospital das Clínicas da UNICAMP. Todos os dados serão obtidos através do laudo do exame, que segue os padrões da ficha de coleta de dados. Os dados serão avaliados descritivamente através do cálculo de freqüências absolutas (n) e relativas (%) para variáveis categóricas e de média, mediana e desvio-padrão para as variáveis contínuas. Para análise das variáveis categóricas será calculado o Odds ratio. O nível de significância assumido é de 5%. (AU)

Percepção de pacientes com transtornos alimentares acerca do grupo de apoio

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/19081-3
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Resumo
Transtornos alimentares (TAs) constituem um grupo de graves perturbações do comportamento alimentar, que se subdividem em Anorexia Nervosa (AN), Bulimia Nervosa (BN) e Transtorno da Compulsão Alimentar. A etiologia multifatorial inclui os fatores familiares. Por se tratar de uma psicopatologia que pode evoluir para uma condição crônica, a questão da adesão ao tratamento é considerada um ponto crítico, exigindo atenção multidisciplinar e o envolvimento e participação ativa dos familiares incluída como parte do plano terapêutico das(os) pacientes. Com a reorientação do modelo de atenção em saúde, o tratamento psicológico na modalidade grupal, em particular os grupos de apoio em contexto ambulatorial, têm sido preconizados como estratégias a serem utilizadas pelos serviços de saúde. Todavia, pouco se sabe sobre a percepção dos participantes sobre esses grupos, o que demanda investimentos em pesquisas que permitam esclarecer a relevância atribuída ao grupo por aqueles que dele participam e o sustentam, circunscrevendo seus limites e suas potencialidades. Hipotetiza-se que o envolvimento dos pacientes com TAs no tratamento como um todo pode ser potencializado por esses grupos, o que contribuiria para aumentar a motivação para permanecerem no tratamento e se recuperarem de seus sintomas. Acredita-se também que, se a aliança terapêutica for bem estabelecida e se houver envolvimento genuíno dos pacientes no plano terapêutico, os pacientes poderão se sentir amparados e apoiados a enfrentarem os desafios e ambivalências que encontram na travessia de seu tratamento. Considerando-se esses pressupostos, o presente estudo tem como objetivo investigar a percepção de pacientes com TAs acerca dos grupos de apoio do qual participam. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo. Serão incluídos todos os pacientes diagnosticados com AN e BN que participam das reuniões semanais dos grupos de apoio. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, descritivo e exploratório, de corte transversal. A amostra de conveniência será composta por pacientes acometidos pelos TAs, vinculados a um serviço especializado de um hospital universitário. Complementando o referencial metodológico clínico-qualitativo será utilizada a conceituação do incidente crítico. O marco teórico a ser empregado para a análise dos dados será a sistematização dos fatores terapêuticos proposta por Yalom. Para coleta de dados será utilizado um Formulário de Dados Sociodemográficos e o Questionário do Incidente Crítico (QIC), com o propósito de avaliar facilidades e dificuldades percebidas pelas(os) pacientes durante o grupo de apoio. Serão realizadas entrevistas individualmente, em situação face a face, ao longo de um único encontro, consecutivo ao término da sessão grupal. As entrevistas serão audiogravadas mediante autorização dos participantes. Após a coleta de dados, o conteúdo audiogravado será transcrito literalmente e na íntegra. Posteriormente, os dados serão submetidos à análise de conteúdo temática. Para tanto, será investigada a perspectiva pela qual os participantes compreendem as situações compartilhadas em grupo, em termos dos sentimentos, pensamentos e comportamentos despertados. Acredita-se que o conhecimento resultante possa favorecer o aperfeiçoamento de estratégias de intervenção e o desenvolvimento de novas práticas no tratamento oferecido pelos profissionais de saúde aos pacientes com TAs e seus familiares. (AU)

Percepção de familiares de pacientes com transtornos alimentares acerca do grupo de apoio

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/19080-7
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):Psicologia da saúde
Resumo
Transtornos alimentares (TAs) constituem um grupo de graves perturbações do comportamento alimentar, que se subdividem em Anorexia Nervosa (AN), Bulimia Nervosa (BN) e Transtorno da Compulsão Alimentar. A etiologia multifatorial inclui os fatores familiares. Por se tratar de uma psicopatologia que pode evoluir para uma condição crônica, a questão da adesão ao tratamento é considerada um ponto crítico, exigindo atenção multidisciplinar e o envolvimento e participação ativa dos familiares incluída como parte do plano terapêutico das(os) pacientes. Com a reorientação do modelo de atenção em saúde, o tratamento psicológico na modalidade grupal, em particular os grupos de apoio em contexto ambulatorial, têm sido preconizados como estratégias a serem utilizadas pelos serviços de saúde. Todavia, pouco se sabe sobre a percepção dos participantes sobre esses grupos, o que demanda investimentos em pesquisas que permitam esclarecer a relevância atribuída ao grupo por aqueles que dele participam e o sustentam, circunscrevendo seus limites e suas potencialidades. Hipotetiza-se que o envolvimento dos familiares de pacientes com TAs no tratamento como um todo pode ser potencializado por esses grupos, o que contribuiria para aumentar a motivação desses pacientes para permanecerem no tratamento e se recuperarem de seus sintomas. Acredita-se também que, se a aliança terapêutica for bem estabelecida e se houver envolvimento genuíno dos familiares no plano terapêutico, os pacientes poderão se sentir amparados e apoiados a enfrentarem os desafios e ambivalências que encontram na travessia de seu tratamento. Considerando-se esses pressupostos, o presente estudo tem como objetivo investigar a percepção de familiares de pacientes com TAs acerca dos grupos de apoio do qual participam. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo. Serão incluídos todos os familiares de pacientes diagnosticados com AN e BN que participam das reuniões semanais dos grupos de apoio. Trata-se de um estudo de abordagem qualitativa, descritivo e exploratório, de corte transversal. A amostra de conveniência será composta por familiares de pacientes acometidos pelos TAs vinculados a um serviço especializado de um hospital universitário. Complementando o referencial metodológico clínico-qualitativo será utilizada a conceituação do incidente crítico. O marco teórico a ser empregado para a análise dos dados será a sistematização dos fatores terapêuticos proposta por Yalom. Para coleta de dados será utilizado um Formulário de Dados Sociodemográficos e o Questionário do Incidente Crítico (QIC), com o propósito de avaliar facilidades e dificuldades percebidas pelos familiares durante o grupo de apoio. Serão realizadas entrevistas individualmente, em situação face a face, ao longo de um único encontro, consecutivo ao término da sessão grupal. As entrevistas serão audiogravadas mediante autorização dos participantes. Após a coleta de dados, o conteúdo audiogravado será transcrito literalmente e na íntegra. Posteriormente, os dados serão submetidos à análise de conteúdo temática. Para tanto, será investigada a perspectiva pela qual os participantes compreendem as situações compartilhadas em grupo, em termos dos sentimentos, pensamentos e comportamentos despertados. Acredita-se que o conhecimento resultante possa favorecer o aperfeiçoamento de estratégias de intervenção e o desenvolvimento de novas práticas no tratamento oferecido pelos profissionais de saúde que incluam pacientes com TAs e seus familiares. (AU)

Projeto de adequação de infra-estrutura para o CEMICAMP - Centro de Pesquisas em saúde reprodutiva de Campinas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Pesquisas em Saúde Reprodutiva de Campinas (CEMICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Anibal Eusébio Faúndes Latham
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Processo:14/22701-3
Vigência: 01 de janeiro de 2015 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):Projetos de infraestruturaReserva técnica institucionalEquipamentos e provisões
Resumo
O CEMICAMP apresenta proposta de aplicação de Reserva Técnica Infraestrutura Institucional relativa aos recursos disponibilizados pela FAPESP - Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo, através da Reserva Técnica de Pesquisas aprovadas durante o ano de 2013. Esta proposta consiste em um plano para a troca do cabeamento telefônico analógico para digital, para melhorar os recursos para coleta de dados através de entrevistas telefônicas. A entrevista por telefone tem se tornado um importante meio de pesquisa e tem tido seu uso cada vez mais recomendado, e o Cemicamp tem se utilizado dessa ferramenta em parte das pesquisas que desenvolve. Entretanto, para obter dados confiáveis, é necessário ter um sistema de telefonia adequado que garanta a qualidade dos dados. Nosso sistema telefônico atual, porém, está muito obsoleto, com mais de 30 anos de uso e tecnologia muito defasada. As linhas telefônicas são analógicas e sempre apresentam ruídos, má qualidade do som, e outras vezes nem funcionam ou têm grande instabilidade no funcionamento. Inúmeros chamados para reparo são feitos, porém o problema persiste devido às condições do sistema. Esses defeitos e instabilidades atrasam a coleta de dados e/ou prejudicam a qualidade dos dados obtidos através de entrevistas telefônicas. Por esta razão é que propomos a troca do cabeamento analógico para digital. A aquisição desse novo cabeamento vai resolver esse problema de infraestrutura e trará mais qualidade às nossas pesquisas. (AU)

Curadorias acessíveis: propostas de exposição e extroversão centradas na relação de diferentes públicos com o patrimônio cultural - segunda fase

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Cristina Oliveira Bruno
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Museologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:14/20265-1
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):CuradoriaPatrimônio cultural
Resumo
A segunda fase da pesquisa de Pós-Doutorado "Curadorias Acessíveis: propostas de exposição e extroversão centradas na relação de diferentes públicos com o patrimônio cultural" propõe a investigação teórica e prática, com observação e análise de casos específicos, de práticas de curadoria acessível e participativa em museus e instituições culturais. O foco da pesquisa se dá particularmente em propostas de curadoria onde o público alvo, por meio de representantes, grupos focais e coletivos participam na coprodução das mesmas.A metodologia da pesquisa alia a análise de bibliografia das áreas de Teoria Museológica, Comunicação Museológica, Museologia Crítica, Ação Cultural e Curadoria com coleta de dados empíricos em viagens de estudo e estágios de pesquisa para acompanhar propostas de curadorias acessíveis selecionadas para serem analisadas no âmbito da pesquisa.Os resultados teóricos e práticos da pesquisa serão compartilhados com o Laboratório de Pesquisa em Comunicação Museológica/LAPECOMUS do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, sob a responsabilidade da Profa. Titular Maria Cristina Oliveira Bruno e com alunos do Programa de Pós Graduação Interunidade em Museologia/PPGMus em disciplinas e grupo de estudo sobre o tema da pesquisa e em cursos de difusão-extensão sobre o tema abertos a comunidade. (AU)

Investigação de estratégias de mitigação de riscos para a segurança do paciente associados aos sistemas de registro eletrônico de saúde

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação (FEEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ivan Luiz Marques Ricarte
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/13268-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de maio de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Segurança do pacienteGestão de riscosSegurança do pacienteSistemas computadorizados de registros médicos
Resumo
A adoção de Sistemas de Registro Eletrônico de Saúde (S-RES) tem trazido impactos para setor de saúde. Um dos principais objetivos do S-RES é dar suporte à continuidade, eficiência e qualidade na assistência à saúde, além de possibilitar redução de erros médicos e aumento da segurança do paciente. Apesar desses benefícios, a literatura também apresenta evidências de que o uso de S-RES também pode trazer riscos à segurança do paciente. Entretanto, existe uma lacuna significativa na existência de iniciativas que tratem dos aspectos de segurança do paciente associados ao uso de S-RES. Neste contexto, o objetivo deste projeto é investigar soluções e estratégias de mitigação de riscos para a segurança do paciente associados aos S-RES. Para tanto, as seguintes etapas de desenvolvimento deste projeto podem ser identificadas: definição do ciclo de vida do S-RES, identificação dos atores envolvidos em cada fase do ciclo de vida, identificação dos riscos para a segurança do paciente associados aos S-RES, investigação de estratégias de mitigação dos riscos e avaliação da cobertura do processo de certificação de S-RES da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde e Conselho Federal de Medicina na mitigação dos riscos. A coleta de dados será feita por meio de revisões de literatura e a análise dos dados será dada por meio de análise temática. Este projeto visa contribuir para a identificação do papel de cada um dos atores envolvidos no ciclo de vida do S-RES na mitigação dos riscos para segurança do paciente associados ao uso de S-RES. (AU)

Cuidado à criança com deficiência visual: vivência da família

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Giselle Dupas
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Pediátrica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/00796-2
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Cuidado da criançaCrianças com deficiênciaTranstornos da visãoFamília
Resumo
Pessoas com deficiência visual apresentam uma ausência ou diminuição da percepção visual. Dificuldades no processo de cuidar de uma criança com deficiência visual podem surgir devido a sua extrema dependência, sendo necessária uma rede de apoio a esta família para que possam adquirir confiança e habilidades que facilitem o cuidado e o ensino para esta criança. Assim, a pesquisa tem como objetivo apreender a vivência dos familiares de crianças com deficiência visual. Investigação descritiva, qualitativa, que será realizada em São Carlos-SP com familiares de crianças cegas que frequentam instituições de ensino. A coleta de dados ocorrerá no segundo semestre de 2014 e primeiro semestre de 2015 com um roteiro de entrevista semiestruturada. Os dados serão gravados e analisados segundo os preceitos de Schutze, como referencial teórico será utilizado o interacionismo simbólico. O projeto será submetido ao Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal de São Carlos. (AU)

Treinamento auditivo formal: questionários de autoavaliação

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Daniela Gil
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/19827-5
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de março de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):AudiologiaTreinamento auditivoQuestionáriosAutoavaliação
Resumo
Introdução: o processamento auditivo está relacionado à eficiência e efetividade com a qual o sistema nervoso central utiliza a informação recebida via sentido da audição. Quando ocorre uma falha nesse processo, há possibilidade de Distúrbio do Processamento Auditivo (DPA). Existem várias abordagens para o tratamento dos DPA, sendo que a maioria dos programas inclui o Treinamento Auditivo (TA) que é capaz de facilitar a plasticidade cerebral e uma possível reorganização cortical. Além das evidências de que o TA é eficaz na (RE) habilitação dos distúrbios de PA, é necessária uma avaliação do próprio sujeito. Um questionário de autoavaliação que pudesse verificar o quanto o paciente apreciou as atividades propostas poderia auxiliar o profissional a aprimorar cada vez mais seu programa de TA, aliando objetivos à opinião do paciente, para que o tratamento se torne mais prazeroso. Objetivo: investigar a eficácia de três questionários de autoavaliação, sendo um deles com aplicação pré e pós treinamento auditivo formal e os outros dois, somente após a conclusão treinamento auditivo formal. Método: participarão desta pesquisa 30 indivíduos de ambos os gêneros, na faixa etária de 8 a 59 anos de idade. Os critérios de inclusão são audição periférica normal, diagnóstico de distúrbio de processamento auditivo confirmado, com indicação de TA em cabina acústica. Não será levado em consideração o tipo e o grau do distúrbio de processamento auditivo. Os critérios de exclusão são síndromes de qualquer natureza, transtornos psicológicos, psiquiátricos e cognitivos. Será realizado programa de treinamento auditivo formal em nove sessões que utilizará testes auditivos especiais apresentados em condições de escuta progressivamente adversas. Na primeira sessão de treinamento auditivo os sujeitos serão submetidos à aplicação do questionário Scale Auditory Behavior - SAB (Nunes et al,2013). Na sessão de reavaliação comportamental, os indivíduos responderão aos questionários de autoavaliação: Questionário pós Treinamento Auditivo Formal (Gil, Ziliotto, 2011), Post-training Exit Questionnaire (Tye-Murray et al.,2012) e novamente o Scale Auditory Behavior - SAB (Nunes 2013). Os questionários serão aplicados por meio de entrevista, e a avaliadora irá anotar e gravar as respostas. Após a coleta dos dados, os resultados serão analisados em conjunto e submetidos à análise estatística. (AU)

Comparação dos índices de risco de malignidade com as regras simples do iota da ultrassonografia na diferenciação pré-operatória de massas anexiais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sophie Françoise Mauricette Derchain
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/18240-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):GinecologiaNeoplasias ovarianasMarcadores biológicos de tumorTécnicas e procedimentos diagnósticosUltrassom
Resumo
O câncer de ovário corresponde a 2% dos cânceres em geral. No Brasil, o risco estimado para o câncer de ovário é de 6 casos a cada 100 mil mulheres. Foram registradas 2.979 mortes pela doença em 2010 no Brasil. O exame realizado para detectar o câncer de ovário é o ultrassom, entretanto, nem toda massa anexial identificada pelo exame corresponde a um câncer de ovário. Muitas das massas anexiais são cistos funcionais ou neoplasias benignas. O diagnóstico correto é necessário para garantir que mulheres com neoplasias malignas tenham atendimento adequado e evitar a exposição a cirurgias desnecessárias mulheres sem câncer.Na caracterização do tumor como benigno ou maligno, muitos países usam o IRM, que leva em conta o estado menopausal da mulher, o valor sérico do CA 125 e aspectos do ultrassom transvaginal. Porém, o CA 125 é o valor que mais interfere no IRM, prejudicando a acurácia do IRM. Recentemente, foram desenvolvidas as regras simples do IOTA, um método diagnóstico que se mostrou mais eficiente na caracterização dos tumores ovarianos. Ele leva em conta cinco critérios para definir um tumor como maligno e outros cinco critérios para o definir como benigno. Não foi encontrado na literatura nenhum artigo que compare o IRM às regras simples do IOTA em mulheres brasileiras. Portanto, o presente estudo tem por objetivo comparar esses dois métodos diagnósticos quanto a sua sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo. Este é um estudo de corte transversal e coorte que contará com um tamanho amostral de 400 sujeitos de pesquisa, considerando 120 com câncer. As variáveis independentes são: estado menopausal, aspectos morfológicos das massas anexiais apresentados ao ultrassom e CA 125. A variável dependente é o resultado do teste histológico. Serão incluídas no estudo todas as mulheres nas quais a massa anexial for confirmada no exame ultrassonográfico do CAISM. Serão excluídas as mulheres com indicação de cirurgia e que não comparecerem para realizar o procedimento e aquelas sem indicação de cirurgia e que não voltarem para acompanhamento. Todas as informações necessárias ao estudo serão registradas em uma ficha para coleta de dados, elaborada especificamente para este estudo. (AU)

Conhecendo as preferências de uso de tecnologias digitais por estudantes de enfermagem: subsídios para a inovação no ensino

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luciana Mara Monti Fonseca
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/20780-3
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2016
Assunto(s):Tecnologia educacionalEstudantes de enfermagemInformática em enfermagem
Resumo
Introdução: Considerando as crescentes investigações no tema de inovação tecnológica e incorporação desta nas universidades, com ênfase nos cursos de enfermagem que utilizam tais recursos para melhor preparar seus alunos para a prática clínica, é fundamental identificar o perfil destes estudantes e sua relação com os aparelhos e aplicativos digitais. Objetivo: Identificar a existência de adesão de estudantes de enfermagem de uma universidade pública a dispositivos tecnológicos e as preferências de uso dos mesmos. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional com delineamento transversal e coleta prospectiva a ser realizado na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo com 570 estudantes dos cursos de graduação: Bacharelado em enfermagem e Licenciatura e Bacharelado em enfermagem. O instrumento de coleta de dados consiste em um questionário que aborda assuntos que permeiam o perfil dos participantes de pesquisa e adesão dos mesmos a dispositivos tecnológicos como notebooks, tablets e smartphones, além dos principais motivos de uso para cada um. A análise estatística será descritiva no que tange as variáveis de caracterização da amostra e realizará testes das variáveis qualitativas (teste Qui-Quadrado), quantitativas (Correlação de Pearson) e ambas (Mann-Whitney ou ANOVA) considerando significância de 0,05. As análises serão processadas no Software SPSS 19 (Statistical Package for the Social Sciences). (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22746-7
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22734-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhoria da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Relações entre bullying na adolescência e interações familiares: do singular ao plural

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Marta Angélica Iossi Silva
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Processo:14/13062-7
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de setembro de 2017
Assunto(s):BullyingRelações familiaresSaúde escolarViolênciaSaúde do adolescente
Resumo
Este estudo é fundamentando analiticamente no referencial bioecológico do desenvolvimento e busca entender fatores multiníveis relacionados ao comportamento de bullying na escola entre adolescentes. Objetiva-se conhecer e analisar a relação entre a qualidade das interações familiares de adolescentes e o envolvimento em práticas de bullying escolar, a partir da perspectiva dos adolescentes. O bullying, nomenclatura internacional pela qual é reconhecido um dos tipos de violência escolar, constitui um problema de saúde pública complexo e multideterminado. O fenômeno é caracterizado pela intencionalidade, repetitividade ao longo do tempo e pelo desequilíbrio de poder evidente entre os envolvidos nas situações de violência. O estado da arte sobre as temáticas investigadas foi construído a partir de buscas nas bases de dados Web of Science, PsycoInfo, PubMed e Lilacs, e na biblioteca virtual SciELO. O corpus revisado foi composto por 61 estudos e se identificou evidências significativas que associam o bullying às experiências no contexto familiar, que podem ser fatores de proteção ou de risco para o envolvimento no fenômeno. Na pesquisa de campo a ser desenvolvida, os eixos de articulação do trabalho serão explorados num estudo transversal de base populacional que utilizará como abordagem a triangulação metodológica. A coleta de dados ocorrerá em uma cidade do interior de Minas Gerais, em sete escolas públicas e estaduais, sendo que todos os alunos, com idades entre 10 e 19 anos, do turno matutino dessas escolas, serão convidados a participarem do estudo. Como instrumentos de coleta serão utilizados Escalas de Vitimização e Agressão entre Pares (EVAP), Escalas de Qualidade na Interação Familiar (EQIF) e roteiro de entrevista semiestruturada. As escalas são validadas, publicadas e há autorização das autoras para seu uso em pesquisas. O referencial metodológico adotado será o da Hermenêutica Dialética, que subsidiará as análises e as interpretações dos dados. O projeto de pesquisa já foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da EERP/USP e em todas as fases do estudo serão observadas as orientações, exigências e recomendações da Resolução 466/2012. Prevê-se, ainda, a realização de estágio sanduíche na Itália, com duração de 12 meses. O estudo ampliará a compreensão do bullying e incorporará análises que poderão subsidiar práticas em saúde, políticas e estratégias de enfrentamento da questão. (AU)

Funcionamento psicodinâmico familiar e características de personalidade na perspectiva de país, mães e filhas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Manoel Antônio dos Santos
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo:14/18615-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2017
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Técnicas projetivasRelações familiaresTranstornos da alimentação
Resumo
Os transtornos alimentares (TAs) vêm ganhando crescente visibilidade no cenário científico nacional e internacional, configurando um problema de saúde que tem inquietado profissionais da área, pais e educadores. Anorexia nervosa (AN) e bulimia nervosa (BN) são os tipos de TAs mais prevalentes. Essas psicopatologias têm etiologia multifatorial. São considerados fatores disparadores e mantenedores da sintomatologia: meio sociocultural, relações familiares e aspectos de personalidade. A literatura aponta que vêm crescendo o número de pesquisas que buscam compreender o papel da família nos TAs, pois o grupo familiar pode afetar o desenvolvimento e curso dos sintomas, mas a dinâmica familiar também é afetada de maneira marcada pelo convívio com o membro acometido. Sob a ótica da psicanálise, o TA pode ser entendido como uma resposta disfuncional aos conflitos familiares latentes, uma tentativa frustrada de mascarar um sofrimento emocional que não é passível de ser representado simbolicamente, nem pode ser elaborado ou aceito pela família. Percebe-se nessas famílias a confusão de papéis e funções, em que os membros do grupo não conseguem se individualizar, adquirir autonomia e conquistar sua identidade. Os estudos focalizam, sobretudo, o padrão de relacionamento mãe-filha, sendo escassas as pesquisas que se dedicam a compreender os psicodinamismos familiares. Nessa direção, este estudo tem por objetivo investigar o funcionamento psicodinâmico familiar, por meio de avaliação psicológica das características de personalidade de pais, mães e suas filhas diagnosticadas com TAs, buscando identificar possíveis relações com a precipitação e manutenção do quadro. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo, fundamentado no referencial teórico psicanalítico. A amostra do presente estudo será dividida em dois grupos (Clínico e de Comparação - não clínico), totalizando 60 participantes. O Grupo Clínico será composto por 10 adolescentes e jovens adultas com diagnóstico de TAs (AN ou BN), vinculadas a um serviço especializado de um hospital universitário do interior do estado de São Paulo, e seus respectivos pais e mães, totalizando 30 participantes (Grupo Clínico). O Grupo de Comparação (não-clínico) será composto por 10 adolescentes e jovens adultas, sem diagnósticos de psicopatologias ou de doenças orgânicas, seus pais e suas mães, totalizando 30 participantes. Os instrumentos utilizados para a coleta dos dados serão: (1) Formulário de Dados Sociodemográficos e Critério de Classificação Econômica Brasil; (2) Roteiro de Entrevista Semiestruturada; (3) Teste das Matrizes Progressivas de Raven, Escala Geral; (4) Questionnaire for Eating Disorder Diagnosis (Q-EDD); (5) Teste de Rorschach; (6) Procedimento de Desenho de Família com Estórias (DF-E). Os instrumentos serão aplicados individualmente. São previstas três sessões de coleta de dados com cada participante. O material coletado será audiogravado e, posteriormente, transcrito e analisado de acordo com as diretrizes de cada instrumento. Os dados dos pais, mães e suas filhas serão triangulados e organizados sob a forma de estudos de caso coletivos, considerando como "caso" o conjunto de dados coletados com cada unidade familiar e interpretados sob a ótica do referencial teórico psicanalítico. Espera-se que este estudo possa proporcionar conhecimento para a prática clínica no que diz respeito à articulação entre as vivências das relações familiares, as características de personalidade e a manifestação dos sintomas de TAs, levando a uma compreensão mais abrangente dos aspectos psicológicos subjacentes, que poderão contribuir para subsidiar as ações e intervenções dos profissionais envolvidos na assistência, prevenção e promoção em saúde. (AU)

Aleitamento materno e depressão pós-parto: as representações sociais de mães adolescentes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Juliana Stefanello
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Obstétrica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/02727-8
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de junho de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Aleitamento maternoDepressão pós-partoMães adolescentes
Resumo
Introdução: A depressão pós-parto é um transtorno mental de alta prevalência que influencia diretamente na relação do binômio mãe-bebê e no aleitamento materno. Objetivo: O presente estudo tem como objetivo identificar as representações sócias de mães adolescentes com sintomas depressivos sobre prática do aleitamento materno. Método: Trata-se de um estudo qualitativo, que utilizará a representação social na perspectiva socioantropológica. Serão convidadas a participar do estudo mães adolescentes com filhos menores de doze meses de vida, que tiverem rastreamento positivo para sintomas depressivos, através da aplicação da Escala de Depressão Pós-Parto de Edinburgh (EPDS) e que estiverem em acompanhamento de puericultura de seus filhos na rede básica de Ribeirão Preto-SP e residirem neste município. A coleta dos dados será por meio de entrevista semiestruturada, realizada no domicílio da participante. Os dados serão categorizados sob a técnica de análise de conteúdo, modalidade temática e analisados sob a luz do referencial da representação social. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22739-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhora de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22738-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) com ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22728-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e quetiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um périodo de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhora de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22645-6
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22653-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22731-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhoria da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22638-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22655-1
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22657-4
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de agosto de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22651-6
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22647-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22745-0
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

Efeito imediato de uma sessão de treinamento do Método Pilates sobre o padrão de co-contração dos músculos estabilizadores do tronco em indivíduos com e sem dor lombar dor lombar crônica inespecífica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Nise Ribeiro Marques
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/15446-7
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Assunto(s):Dor lombarEletromiografiaFisioterapia
Resumo
Introdução: Estudos pregressos demostraram que a insuficiência da função muscular leva ao estresse e cargas indevidas sobre as articulações e ligamentos da coluna vertebral. Atualmente, os exercícios denominados de estabilização segmentar lombo-pélvica são apontados, na fisioterapia, como a ferramenta ideal para a prevenção e reabilitação da dor lombar de origem desconhecida. Nessa classe de exercícios, está o Método Pilates. A realização dos exercícios do Método Pilates visa a solicitação voluntária do recrutamento dos músculos estabilizadores do tronco, com o intuito de promover uma nova programação neuromuscular, que pode ser transferida para atividades de vida diária. Nesse sentido, é importante determinar se a prática de uma sessão do Método Pilates pode promover alterações no padrão de co-contração dos músculos estabilizadores do tronco. Objetivo: O presente estudo terá por objetivo analisar o efeito imediato de uma sessão de exercícios do Método Pilates sobre o padrão de co-contração (agonista/antagonista) dos músculos superficiais (iliocostal lombar e reto abdominal) e profundos (oblíquo interno e múltifido) do tronco, bem como, as respostas antecipatórias para a estabilização lombo-pélvica em indivíduos com e sem dor lombar. Métodos: Participarão do estudo sujeitos adultos, de ambos os gêneros. Os participantes serão divididos em dois grupos: o grupo com dor lombar e o grupo sem dor lombar. O procedimento de coleta de dados será realizado em dois dias. No primeiro dia, os dados pessoais, características antropométricas, as contrações isométricas voluntárias máximas (CIVM), o teste de Biering-Sorensen e a familiarização com o protocolo de exercícios do Método Pilates. No segundo dia, serão realizados o teste de elevação do braço, o protocolo de exercícios do Método Pilates e, após repouso de 10 minutos, serão realizados, novamente, os testes de elevação do braço e de Biering-Sorensen. Para determinação da CIVM serão efetuados quarto testes em posições diferentes e cada teste será executado três vezes, com manutenção da contração por 4 segundos. Para a realização do teste de Biering-Sorensen, os participantes estarão posicionados deitados em decúbito ventral sobre uma maca, com a borda superior da crista ilíaca posicionada no limite superior da maca e o tronco apoiado sobre uma superfície removível. Com os membros superiores cruzados a frente do tórax, os participantes realizarão a extensão máxima do tronco e manutenção do movimento por meio da contração isométrica dos eretores espinha. O tempo será registrado por um cronômetro. O teste de elevação de braço será executado com a flexão do membro superior dominante. Neste teste serão realizados 10 movimentos de flexão de ombro. Três exercícios do Método Pilates (Hundreds nível I, One Leg Stretch nível I e One Leg Circle nível I) que trabalham a cadeia muscular primária serão realizados. O protocolo de exercícios terá duração de aproximadamente 30 minutos. Os sinais eletromiográficos dos músculos oblíquo interno, multífido lombar, iliocostal lombar, fibras superiores do reto abdominal serão coletados durante a CIVM, o teste de Biering-Sorensen e o teste de elevação do ombro. Para o teste de flexão de ombro, também serão coletados os sinais eletromiográficos do músculo deltóide anterior (DA), unilateral conforme a dominância de membros superiores. Os sinais EMG serão retificados (retificação por onda inteira), filtrados (filtro passa-banda de 20-500 Hz) e suavizados (filtro passa baixa de 4ª ordem com frequência de corte de 6 Hz) para a criação do envelope linear. O envelope linear será normalizado pela CIVM e depois será calculado o indíce de cocontração. Além disso, o tempo de onset EMG será determinado a partir da alteração de dois desvios-padrão a partir do valor de ativação em repouso e a diferença entre o tempo de onset do DA e OI e DA e MU será calculada. (AU)

Desenvolvimento e implantação de um sistema para a gestão da informação de pacientes de tuberculose

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Tereza Cristina Scatena Villa
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/09027-1
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 06 de dezembro de 2015
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):Saúde públicaGestão da informaçãoTuberculoseAvaliação em saúde
Resumo
Este estudo tem como objetivo ampliar o desenvolvimento do Sistema para Registro da Assistência à Tuberculose (SISTB) ao incorporar novos módulos para expandir a capacidade de análise do sistema e implantá-lo na cidade de Ribeirão Preto-SP. O SISTB foi desenvolvido para atender a demanda dos serviços de saúde no acompanhamento e monitoramento dos pacientes de TB e seus respectivos contatos, armazenando informações sobre o paciente, tratamento, exames e internações, a fim de facilitar a coleta e sistematização dos dados, e consequentemente dificultar sua perda, melhorar a qualidade, visualização e manuseio dos mesmos. Para ampliar sua capacidade será desenvolvido um módulo de qualidade que consistirá na avaliação durante e após a coleta dos dados no sistema, se os mesmos estão sendo preenchidos e a forma como esse preenchimento é realizado, gerando relatórios onde serão apresentadas estatísticas descritivas simples, mostrando principalmente as taxas observadas de completude desses dados. Também será desenvolvido um módulo de indicadores de produção de ações e serviços para comparar informações entre as unidades em que o sistema será instalado, com o intuito de oferecer aos gestores uma visão geral do desempenho das unidades em relação aos tratamentos através de relatórios. Em relação ao levantamento de requisitos dos módulos, haverá reuniões prévias com a equipe local de saúde, coordenadora do Programa Municipal de Controle da TB e demais profissionais envolvidos com o tratamento da doença para construção das variáveis e relatórios pertinentes ao sistema. O desenvolvimento da ampliação da versão desktop será realizado em PHP, HTML e CSS, utilizando o servidor Apache e o banco de dados Mysql. A versão mobile funciona em aparelhos com sistema operacional Android e o desenvolvimento será na linguagem de programação JAVA e XML, com armazenamento de dados no SQLite. Para a avaliação da usabilidade do sistema, serão coletados dados de um questionário que será elaborado baseado nas heurísticas de Nielsen, serão selecionados cinco profissionais de saúde que atuem na atenção prestada aos pacientes de TB para responder o questionário. Também serão coletados dados do SISTB para a análise do preenchimento dos dados, os quais serão analisados através de estatística descritiva. O projeto será encaminhado para o Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto - USP. Espera-se com esse projeto, contribuir na captação, registro e qualidade dos dados no tratamento de pacientes de TB. Além disso, contribuir na definição de estratégias e tomada de decisão dos profissionais de saúde e dos gestores, através do uso e interação com o sistema proposto com a emissão de relatórios informativos sobre o tratamento e desempenho dos serviços de saúde. (AU)

Mudanças climáticas globais e funcionamento de ecossistemas em fitotelmatas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gustavo Quevedo Romero
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/20949-8
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51143-3 - Mudanças climáticas globais e funcionamento de ecossistemas em fitotelmatas, AP.PFPMCG.R
Resumo
Conforme projeto de pesquisa na modalidade Auxílio Regular aprovado pela FAPESP, desenvolverei diversos experimentos em diversas áreas dos estados de São Paulo em conjunto com alunos de IC, Mestrado e Doutorado, além de equipes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e University of British Columbia (UBC, Canadá). Vários destes experimentos são bastante trabalhosos. A participação de um bolsista de treinamento técnico será fundamental para que todos estes experimentos sejam executados com sucesso. O bolsista participará em diversas atividades, como (i) auxílio na montagem e manutenção de experimentos em campo, (ii) coleta de dados, (iii) auxílio na triagem e identificação até família e morfoespeciação de artrópodes,especialmente Insecta e Araneae, (iv) análises e manutenção em laboratório naUNICAMP, como organização de material, auxílio em processamento e análisesisotópicas, auxílio na limpeza de equipamentos e bancadas, manutenção deequipamentos. (AU)

Caracterização de habilidades sociais educativas parentais e desempenho acadêmico dos filhos no Ensino Fundamental I

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luciana Carla dos Santos Elias
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/16667-7
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2015
Assunto(s):Habilidades sociais
Resumo
A literatura tem apontado à importância das Habilidades Sociais (HS) para o desenvolvimento, sendo que essas atuariam como fatores de proteção às dificuldades de aprendizagem e aos problemas de comportamento. Um importante fator para o desenvolvimento das HS na infância é atuação dos pais, cujos repertórios de HS educativas parentais (HSE-P) mostram-se importantes na educação dos filhos. Diante desse contexto, a presente pesquisa tem como objetivo principal caracterizar as HSE-P assim como as HS, comportamento e desempenho acadêmico de seus filhos que cursam o ensino fundamental. O estudo será desenvolvido em uma escola municipal de ensino fundamental do interior paulista. Participarão 50 alunos regularmente matriculados na escola, um de seus pais ou responsável legal (50) e os professores de cada aluno. Para coleta de dados serão utilizados os seguintes instrumentos: Teste de Desempenho Escolar (TDE), Roteiro de Entrevista de Habilidades Sociais Educativas Parentais (RE-HSE-P) e o Social Skills Rating System (SSRS) - Sistema de Avaliação de Habilidades Sociais Versão para professores. As entrevistas com os pais serão executadas pela bolsista solicitante; a avaliação do desempenho acadêmico das crianças será realizada por uma equipe de pesquisadores a qual a bolsista pertence e as professoras responderão ao instrumento que avalia as HS das crianças durante o seu horário de trabalho pedagógico coletivo na escola. Os resultados quantitativos serão transpostos para planilhas do programa estatístico SPSS e serão realizadas análises estatísticas pertinentes. (AU)

Riqueza e diversidade de peixes associados a substratos consolidados da Ilha do Bom Abrigo, litoral Sul do Estado de São Paulo, Sudeste do Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Domingos Garrone Neto
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/17457-6
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de dezembro de 2015
Assunto(s):Ictiologia
Resumo
Assim como os recifes de corais verdadeiros, os recifes rochosos apresentam uma diversidade de organismos elevada, especialmente de peixes. Um dos fatores responsáveis por tal diversidade é a alta complexidade física destes ecossistemas. No entanto, apesar da importância desses ambientes, o litoral sul do Estado de São Paulo carece de estudos sobre aspectos básicos das comunidades de peixes recifais associados a costões e recifes rochosos. Nesse contexto, o presente estudo terá como objetivos estimar a riqueza, diversidade e biomassa da ictiofauna associada a substratos consolidados em um ambiente insular do litoral paulista. O estudo será realizado na Ilha do Bom Abrigo, município de Cananéia, Litoral Sul de São Paulo. A coleta de dados será feita através de transectos com a utilização de censos visuais realizados por meio de mergulho autônomo. Para estimar a riqueza de espécies será utilizada a curva do coletor e para calcular a diversidade será aplicado o Índice de Shannon (H'). Os dados obtidos serão avaliados quanto à normalidade pelo teste de Kolmogorov-Smirnov e quanto à homogeneidade de variâncias pelo teste de Cochran. Caso os dados sejam não normais ou heterocedásticos estes serão transformados usando log (x). Será realizada uma análise de variância (ANOVA) de duas vias, com dois fatores fixos (época do ano; pontos de coleta) para cada uma das variáveis (riqueza, diversidade e biomassa), utilizando em seguida o teste Student-Newman-Keuls (SNK) a posteriori em caso de efeito significativo de um dos fatores. Caso os dados não consigam ser normais ou homocedásticos, mesmo com transformações, os dados serão analisados pelo teste de Friedman, utilizando o teste a posteriori de Dunn em caso de efeito significativo de um dos fatores. Além disso, a análise de similaridade PERMANOVA será usada para determinar se a composição de peixes difere entre os pontos e meses do ano. A porcentagem de similaridade SIMPER será utilizada para determinar quais as espécies que mais contribuíram para as semelhanças e diferenças entre os grupos. Espera-se que os resultados obtidos possam contribuir de forma significativa para o conhecimento da ictiofauna de substratos consolidados do litoral Sul do Estado de São Paulo, cuja lacuna de conhecimento é significativa. Além disso, o estudo poderá fornecer informações para o ordenamento de uso da ictiofauna da Ilha do Bom Abrigo, especialmente ao que se refere à pesca, amadora e comercial, que ocorre nos costões e recifes rochosos da ilha. (AU)

Cogestão, apoio institucional e acolhimento na atenção básica: uma pesquisa-intervenção

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Cinira Magali Fortuna
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/20573-8
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de dezembro de 2015
Vinculado ao auxílio:14/50037-0 - Cogestão, apoio institucional e acolhimento na atenção básica: uma pesquisa-intervenção, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CNPq - PPSUS
Assunto(s):Co-gestãoAcolhimentoSaúde públicaAtenção primária à saúde
Resumo
O bolsista participará de encontros periódicos com a pesquisadora responsável. Fará estudos para compreender aspectos básicos de uma pesquisa científica e sobre seu papel como bolsista do projeto. Sua contribuição se dará no auxílio e acompanhamento dos grupos mensais com os demais trabalhadores, participará como observadora e na medida do possível dos grupos focais e atividades com os articuladores da PNH dos municípios envolvido. Pretende-se que o bolsista seja capacitado a desenvolver as seguintes atividades: -Acompanhar a realização de uma pesquisa de abordagem qualitativa do tipo pesquisa intervenção no seu desenvolvimento, em todas as suas fases.- Auxiliar no encaminhamento da pesquisa ao CEP. - Auxiliar a realizar coleta de dados e sistematizar os achados. -Apropriar-se de alguns conceitos da atenção primária em saúde, cogestão, acolhimento e apoio institucional. -Auxiliar a realizar relatórios de pesquisa com vistas à apresentação em eventos científicos e publicação em periódicos. Trabalhos a serem desenvolvidos pelo bolsista no âmbito do Projeto: - Acompanhar o agendamento dos grupos. -Reservar local adequado para esses eventos. -Providenciar infraestrutura para as reuniões com a equipe pesquisada. -Manter arquivos e material empírico da pesquisa ordenado e devidamente armazenado. - Participar como observador nos grupos de coleta de dados. -Auxiliar na produção de narrativas dos grupos que participou. - Manter atualizadas as buscas de referências bibliográficas pertinentes ao tema da pesquisa. - Participar da elaboração de resumos e resenhas de artigos de interesse para a pesquisa. (AU)

Eleições - coleta, armazenamento e visualização

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS). Universidade Federal do ABC (UFABC). Santo André, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Claudio Luis de Camargo Penteado
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22243-5
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2015
Vinculado ao auxílio:14/06331-1 - Disputas eleitorais no ciberespaço: estudo das redes sociais de internet nas eleições presidenciais de 2014 no Brasil, AP.R
Assunto(s):Ciência da computaçãoInternet
Resumo
O projeto tem por objetivo a configuração e desenvolvimento de ambiente e ferramentas para coleta de dados públicos de redes sociais de internet e armazenamento em ambiente distribuído com visualização de dados estatístico através de interface Web. (AU)

Caracterização dos estratos arbustivo-arbóreo e regenerante de remanescentes florestais inseridos em matriz agrícola

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Ribeiro Rodrigues
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/20823-4
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2015
Vinculado ao auxílio:13/50718-5 - Restauração ecológica de florestas ciliares, de florestas nativas de produção econômica e de fragmentos florestais degrados (em APP e RL), com base na ecologia de restauração de ecossistemas de referência, visando testar cientificamente os preceitos do Novo Código Florestal Brasileiro, AP.BTA.TEM
Assunto(s):RiquezaReabilitação de áreas degradadas
Resumo
A composição e a estrutura da comunidade podem ser indicadores de avaliação e monitoramento da vegetação em áreas restauradas, assim como a regeneração natural, que aponta se plântulas de espécies do plantio e do entorno estão colonizando as áreas em restauração. Esses parâmetros podem expressar os efeitos da efetiva restauração dos processos ecológicos e a possibilidade de perpetuação da comunidade vegetal na área em processo de restauração. Através da comparação entre a vegetação das áreas restauradas e dos remanescentes florestais do entorno é possível identificar se está ocorrendo fluxo biológico entre essas áreas, ou seja, se os processos ecológicos estão atuando para garantir a chegada de novas espécies na área restaurada, promovendo o resgate de biodiversidade, que é o requisito principal para a sustentabilidade das áreas em restauração. Desta forma, a caracterização da vegetação dos fragmentos remanescentes, inseridos em matriz agrícola e localizados no entorno de áreas em processo de restauração, se torna crucial para a avaliação da efetividade das ações de restauração e para a conservação da biodiversidade remanescente na paisagem fragmentada. O objetivo deste estudo é, portanto, caracterizar os estratos arbustivo-arbóreo e regenerante de fragmentos florestais inseridos em matriz de cana-de-açúcar, sendo base para o monitoramento de áreas em restauração localizadas no entorno e para o manejo adaptativo de fragmentos florestais visando à conservação da biodiversidade remanescente da paisagem regional. Para o estudo, o aluno bolsista deverá visitar os remanescentes florestais, realizar coleta de material botânico para posterior identificação em herbário e/ou através de consulta a especialistas. O desenvolvimento do projeto proporcionará ao bolsista treinamento com aplicação de métodos de coleta e análise de dados científicos em projetos de restauração florestal e, de uma forma geral, capacitação para o desenvolvimento de um projeto de pesquisa, do planejamento da coleta de dados à elaboração de um relatório/artigo com a discussão dos resultados. (AU)

TDAH: um olhar para as relações iniciais entre a mãe e o bebê

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mary Yoko Okamoto
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia do Desenvolvimento Humano
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/04947-5
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2015
Assunto(s):CriançasDesenvolvimento infantilPsicanálise
Resumo
Essa pesquisa propõe o estudo das relações iniciais mãe-bebê em crianças com queixa e/ou diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), através da compreensão dos vínculos iniciais estabelecidos entre mãe-bebê, buscando entender a importância de tais vínculos e suas possíveis relações com o desenvolvimento de sintomas do TDAH. A amostra será proposital e por saturação, e será composta por mães de crianças com idade escolar, entre 6 e 9 anos, com queixas e/ou diagnóstico de TDAH, no município de Assis-SP. O fechamento da amostra ocorrerá por repetição ou saturação. A técnica para a coleta de dados será a entrevista semidirigida, enfocando as relações e o papel desempenhado pela mãe nos cuidados oferecidos ao seu filho diante de comportamentos apresentados pelo mesmo no primeiro ano de vida e no contexto atual, tais como sono, fome, choro, agitação, dentre outros. A análise dos resultados será realizada através da análise de conteúdo, utilizando a psicanálise, com base em estudos da relação inicial entre a mãe e o bebê e sua configuração subjetiva. (AU)

Coabitação de primatas. o impacto das atividades humanas em uma região de ecótono Cerrado/Caatinga, onde primatas humanos e não humanos vivem em simpatria

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Noemi Spagnoletti
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/15077-1
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de julho de 2015
Vinculado ao auxílio:13/19219-2 - Como interagem primatas humanos e não humanos no semiárido do nordeste brasileiro: uma abordagem etno-primatológica para preservar a biodiversidade cultural de primatas, AP.BTA.JP
Assunto(s):CaatingaErosão do soloCerrado
Resumo
A degradação e a fragmentação dos biomas Caatinga e Cerrado causam a perda de biodiversidade e a consequente diminuição das condições de vida de primatas humanos e não humanos. Em algumas regiões do Brasil, especialmente onde há alto risco de desertificação, como no semiárido do Nordeste, o impacto das atividades humanas, como pecuária e monocultivo extensivo, constantemente ameaçam a preservação desses importantes biomas. Este estudo visa a analisar o impacto humano ao longo dos últimos 20 anos em uma área rural no interior do Município de Gilbués (Piauí). Nessa região, uma população selvagem de Sapajus libidinosus habitualmente usa ferramentas de pedra para abrir frutos encapsulados, uma descoberta recente que tem implicações importantes para a compreensão da evolução humana. Por meio da classificação de imagens satélites, pretende-se avaliar o impacto das atividades humanas, especialmente as atividades agrícolas. Os resultados deste projeto são dirigidos a indicar e medir os principais fatores que influenciam os processos de degradação do semiárido nordestino. O bolsista de Iniciação Científica participará ativamente no projeto coletando os dados, analisando as imagens satélites por meio de softwares específicos, criando mapas e apresentando os resultados em relatórios e painéis de congressos. (AU)

SEMANTIC Sensys: solução semântica de inteligência competitiva para comércio eletrônico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Zanetti e Mattei Informática Ltda
Pesquisador responsável:Juan Carlos Zuñiga Torres
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Métodos Quantitativos em Economia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/21489-0
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 30 de junho de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51035-6 - Semantic sensys: solução semântica de inteligência competitiva para comércio eletrônico, AP.PIPE
Assunto(s):Comércio eletrônicoInteligência competitivaSistemas de informaçãoSemânticaOntologia (ciência da computação)Web semânticaWeb crawler
Resumo
Com um ambiente empresarial cada vez mais competitivo, muitas organizações vem procurando por ferramentas e serviços de inteligência competitiva que lhes permitam obter uma vantagem competitiva sustentável frente à concorrência. Diversas ferramentas têm sido desenvolvidas com esse intuito, especialmente as que utilizam a Internet como fonte para a coleta e análise de dados. Entretanto, a maioria destas ferramentas baseia-se na utilização de palavras-chave (a nível sintático) para a coleta e análise das informações, o que afeta a precisão dos processos (coleta de dados irrelevantes e/ou perda de informações relevantes) e em consequência o desempenho do sistema. Além disso, os processos de coleta de dados, a nível sintático, não conseguem lidar adequadamente com sinônimos e homônimos, e geralmente não tem um bom suporte para diversos idiomas. Já SICs voltadas para o comércio eletrônico, especificamente para a busca de produtos e comparação de preços, geralmente coletam os dados de fontes semi-estruturadas ou proporcionadas por fornecedores e parceiros para sua posterior análise, o que em alguns casos pode levar a tomar decisões sobre informações defasadas, isto é, as informações geradas podem já não ser validas em função do tempo transcorrido entre a coleta e a análise. Além disso, sistemas deste tipo não são totalmente automatizados, precisando que pessoas (treinadas) ajudem no processo de determinação e desambiguação dos produtos a serem coletados e analisados. Nesse contexto, este projeto visa acrescentar uma camada semântica (baseada em ontologias e microformatos) aos sistemas de inteligência competitiva. O SEMANTIC SENSYS será um sistema de inteligência competitiva focado no comercio eletrônico, mais especificamente realizará o monitoramento e coleta de informações (preços, disponibilidade, forma de pagamento, frete) de produtos em lojas virtuais. Para tal fim, neste projeto se pretende construir ontologias sobre os produtos e suas características mais relevantes, de modo que, mecanismos de inferência possam raciocinar e construir relações sobre estes produtos. Junto às ontologias, mecanismos de agregação automática de informações serão desenvolvidos para anotar semanticamente os dados coletados, com o fim de automatizar o processo de definição de produtos a serem monitorados e aperfeiçoar o processo que trata a problemática de sinônimos e homônimos dos produtos. Como resultado, espera-se obter uma ferramenta de inteligência competitiva capaz automatizar os processo que hoje ainda são manuais e de aperfeiçoar e automatizar os processo de coleta e análise de dados em base a mecanismos que inferem semanticamente sobre as informações das palavras-chave que descrevem os produtos monitorados, gerando um ganho significativo na precisão e escalabilidade das informações. (AU)

Investigação de fenômenos de altas energias e plasmas astrofísicos: teoria, simulações numéricas, observações e desenvolvimento de instrumentação para o Cherenkov Telescope Array (CTA)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Elisabete Maria de Gouveia Dal Pino
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Instrumentação Astronômica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/17073-3
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2016
Vinculado ao auxílio:13/10559-5 - Investigação de fenômenos de altas energias e plasmas astrofísicos: teoria, simulações numéricas, observações e desenvolvimento de instrumentação para o Cherenkov Telescope Array (CTA), AP.TEM
Resumo
Nosso grupo está envolvido com o Projeto Cherenkov Telescope Array (CTA) e, em particular, com a construção de um CTA Mini-Array em parceria com o grupo italiano do CTA, sob o projeto temático intitulado "Investigação de Fenômenos de Altas Energias e Plasmas Astrofísicos: Teoria, Simulações Numéricas, Observações e Desenvolvimento de Instrumentação para o Cherenkov Telescope Array (CTA)", aprovado recentemente pela FAPESP. O Mini-Array consistirá de uma pequena amostra com sete telescópios Cherenkov que será o núcleo do big Array, permitindo testes abrangentes e coleta de dados de alta qualidade durante as etapas preparatórias e de construção do CTA completo. Este Plano Técnico visa a contratação e treinamento de um Engenheiro que acompanhará todo o desenvolvimento e testes do protótipo do telescópio na Itália e posteriormente a completa construção e implantação do CTA Mini-Array no local do CTA. Em particular, o engenheiro ajudará com a otimização da estrutura dos telescópios; com as etapas de AIV (Assembly, Integration & Verification) das estruturas e espelhos; com o alinhamento dos espelhos, e com a implementação do sistema de apontamento dos telescópios. Também estão planejadas visitas periódicas tanto à Itália quanto ao local do CTA no hemisfério sul. (AU)

Saúde da criança: segurança no domicílio, cuidado e defesa de direitos humanos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Débora Falleiros de Mello
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Pediátrica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:14/11953-1
Vigência: 01 de novembro de 2014 - 31 de outubro de 2016
Assunto(s):EnfermagemAtenção primária à saúdeCriançasDireito à saúde
Resumo
O presente projeto tem por objetivo geral identificar e analisar os cuidados às crianças, com foco na segurança no domicílio e defesa do direito à saúde, na perspectiva de mães e enfermeiros que atuam junto às famílias, em busca de subsídios para ampliação de saberes e práticas no contexto da atenção primária à saúde. Este projeto está organizado em subprojetos, envolvendo os temas: segurança da criança no domicílio na perspectiva das necessidades essenciais na atenção primária em saúde (subprojeto 1); promoção da saúde e defesa do direito à saúde da criança na visão de mães adolescentes (subprojeto 2); práticas alimentares na infância e segurança da criança (subprojeto 3); vigilância em saúde e seguimento da criança nascida pré-termo (subprojeto 4). Para a coleta de dados utilizaremos entrevistas, aplicação de instrumentos estruturados e dados de fontes secundárias. Os subprojetos 1, 2 e 4 utilizarão abordagens qualitativas, para identificar valores, juízos e particularidades das experiências dos sujeitos, no cuidado da criança e sua família. A partir de abordagem quantitativa, o subprojeto 3 buscará avaliar as práticas alimentares de crianças com base nos indicadores propostos pela OMS, com estudo de delineamento transversal, aplicação de instrumento sobre alimentação de menores de dois anos de idade. Por se tratar de pesquisas que envolvem seres humanos, seguiremos as recomendações da Resolução nº 466/12 do Conselho Nacional de Saúde. Compõem este projeto parcerias nacionais e internacionais, com produção científica conjunta, bem como teses de doutorado, dissertações de mestrado e iniciações científicas. (AU)

Validação do índice de felicidade Pemberton para o Brasil

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). Campus Sertãozinho. Sertãozinho, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fabiana Alexandre Ferreira
Anfitrião: Djamel Abdelkader Zighed
Local de pesquisa: Université Lumière Lyon 2 (França)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:14/11370-6
Vigência: 30 de outubro de 2014 - 29 de junho de 2015
Assunto(s):FelicidadePsicometriaPsicologia positiva
Resumo
O Índice de Felicidade Pemberton (IFP) foi desenvolvido pelos pesquisadores Gonzalo Hervás e Carmelo Vázquez da Universidade Complutense de Madrid. O índice envolve 21 declarações, onde onze delas estão relacionadas a diferentes domínios do bem-estar lembrado e dez relacionadas ao bem-estar vivenciado. A soma destes itens produz um índice de bem-estar combinado. Os itens iniciais e as escalas de referência foram traduzidos para sete línguas e completados via Internet por indivíduos de nove países, incluindo Alemanha, Índia, Japão, México, Rússia, Espanha, Suécia, Turquia e EUA. Os resultados iniciais deste estudo demonstraram bons indicadores psicométricos do IFP, tais como consistência interna, estrutura unifatorial, validade convergente e incremental. Considerando que o IFP foi aplicado com sucesso para nove países é que julgamos apropriado verificar sua generalidade, estendendo sua aplicação também para o Brasil sendo então o objetivo geral desta proposta disponibilizar, para uso no Brasil, uma medida integrada de bem-estar subjetivo que incorpore o bem-estar geral, hedonista, eudaimonico e social, envolvendo perspectivas de bem-estar vivenciado e lembrado. Como objetivos específicos, pretendemos realizar a tradução e adaptação cultural do Índice de Felicidade Pemberton, avaliar a fidedignidade do instrumento através dos coeficientes de correlação para consistência interna, divisão pela metade e teste-reteste, entre outros; analisar a validade de conteúdo e a validade aparente dos itens que compõem o instrumento; analisar a validade total do instrumento a partir das análises fatorial exploratória e confirmatória; analisar a validade concorrente aferida a partir da comparação com o Questionário de Felicidade Oxford. Quanto à metodologia, a pesquisa será realizada entre estudantes universitários na região de Ribeirão Preto. Os dados serão coletados ao longo de 2014 e pretende-se alcançar o número entre 500 e 1.000 alunos. Os instrumentos para a coleta dos dados incluem um Questionário Sociodemográfico com questões sobre dados pessoais, econômicos, situacionais, de contexto social, saúde, religiosidade e postura sociopolítica, o Índice de Felicidade Pemberton, após tradução e adaptação cultural para língua portuguesa e brasileira e o Questionário de Felicidade Oxford com 29 itens para serem respondidos em uma Escala Likert de seis pontos. O tratamento psicométrico terá como objetivo calcular a fidedignidade e validade do teste. A fidedignidade do instrumento será avaliada através dos coeficientes de correlação para consistência interna, divisão pela metade e teste-reteste. A validação do IFP será realizada por meio da análise da validade de conteúdo e da validade aparente dos itens que compõem o instrumento (escala); também através da análise da validade total do instrumento a partir da análise fatorial exploratória e confirmatória e pela análise da validade concorrente aferida a partir da comparação com o Questionário de Felicidade Oxford. (AU)

Ambiências rurais e prática pedagógica: aprofundamento teórico-metodológico

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ana Paula Soares da Silva
Supervisor no Exterior: Jean-Paul Thibaud
Local de pesquisa: École Nationale Supérieure d'Architecture de Grenoble (ENSAG) (França)
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:14/16172-8
Vigência: 15 de outubro de 2014 - 14 de abril de 2015
Assunto(s):Pesquisa qualitativaPsicologia ambiental
Resumo
Este projeto de estágio no exterior tem como objetivo o aprofundamento da compreensão teórica da relação homem/ambiente e de metodologias qualitativas para estudo dessa relação. A pesquisa de doutorado à qual se vincula investiga a relação entre a constituição do sujeito professor de escolas do campo, através de sua prática docente, e a apropriação do espaço em que atuam - o espaço rural. O método utilizado na pesquisa de doutorado prevê a utilização de entrevistas individuais, percursos comentados e observação da prática docente. O estágio será realizado sob a supervisão do professor Jean-Paul Thibaud, que se notabiliza por estudos sobre ambiência e metodologias para sua investigação. Entre as metodologias, o método de percurso comentado, proposto para a coleta de dados do doutorado, foi desenvolvido por Thibaud e colegas de seu laboratório de pesquisa. As principais atividades previstas para o estágio são a realização de estudos da bibliografia referente aos temas discutidos por Thibaud e seu grupo e a realização de reuniões de supervisão individuais e em grupo. Na análise, buscaremos articular conceitos propostos pelo professor Thibaud e seu grupo à nossa pesquisa de doutorado, tanto no aspecto teórico, analisando a perspectiva de ambiência, dentre outros temas sugeridos pelo professor, quanto no aspecto metodológico, revisando os procedimentos e instrumentos propostos em nossa pesquisa. Espera-se que o estágio promova uma densidade teórico-conceitual à compreensão da relação dos professores com o ambiente rural, assim como uma preparação teórico-metodológica para a coleta dos dados. (AU)

Visita da professora Emanuela Todeva da Universidade de Surrey, UK, à Universidade de São Paulo e outras instituições de ensino superior do Estado de São Paulo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:João Maurício Gama Boaventura
Pesquisador visitante: Emanuela Todeva
Instituição do pesquisador visitante: University of Surrey (Inglaterra)
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Processo:14/13405-1
Vigência: 11 de outubro de 2014 - 01 de novembro de 2014
Assunto(s):Estratégia organizacionalCompetitividadeRedes de negóciosCluster industrial
Resumo
De forma resumida, a professora visitante Dra. Emanuela Todeva realizará as seguintes atividades:- Participará do desenvolvimento de duas pesquisas conjuntas com pesquisadores da FEA-USP;- Participará de reuniões com o grupo de pesquisa CNPq Stakeholders and Networks;- Participará do XVII SemeAD 2014 - evento científico em Empresas pela FEA/USP, onde será palestrante;- Será palestrante em seminários e workshops na FEA/USP e em outras Instituições de Ensino Superior do Estado de São Paulo;- Realizará visita para coleta de dados no cluster biomédico de Ribeirão Preto - SP, incluindo visita à USP - Ribeirão Preto para reunião com pesquisadores. (AU)

Estudo longitudinal sobre a perda dentária em adultos e fatores associados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria da Luz Rosario de Sousa
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo:14/15184-2
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 29 de fevereiro de 2016
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):OdontologiaPerda de denteAdultosSaúde bucal
Resumo
Introdução: As perdas dentárias ainda constituem um agravo à Saúde bucal de adultos, sendo assim, é um assunto de grande relevância na Odontologia. Objetivo: A proposta deste estudo será verificar a incidência da perda dentária e seus fatores associados em uma população brasileira. Metodologia: Este estudo de delineamento do tipo longitudinal será realizado no município de Piracicaba, localizado no interior de São Paulo, Brasil. A coleta de dados será realizada em domicílios da cidade que foram selecionados por amostragem probabilística no baseline por Batista (2013). A avaliação clínica será realizada através de exame epidemiológico contemplando: experiência de cárie dentária, que subsidiará a aplicação de dois índices de perda dentária: índice de mortalidade dentária e o índice de mortalidade dentária modificado, e necessidades de tratamento e condição periodontal (OMS). Os fatores associados serão estudados através de questionário estruturado, previamente validado, que contempla perguntas sobre fatores socioeconômicos e demográficos, fatores relacionados à saúde geral e bucal, autopercepção em saúde e uso de serviços odontológicos. O desfecho será a incidência da perda dentária a ser analisada como variável discreta e em classes, sendo os demais fatores as variáveis independentes. Para as análises serão utilizados modelos de regressão através do programa SPSS. Resultados esperados: Espera-se verificar a incidência da perda dentária em adultos e os fatores associados tais como nível socioeconômico, o uso de serviços odontológicos e o impacto da qualidade de vida autopercebida. (AU)

Influência do cuidado na dinâmica familiar de idosos com dependência assistidos por um programa de assistência domiciliária de um Hospital Universitário

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Amélia de Campos Oliveira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/15226-7
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 30 de setembro de 2015
Assunto(s):CuidadoresSaúde pública
Resumo
Observa-se no Brasil um número crescente de pessoas com incapacidades e dependência em decorrência de causas externas, mas também pela própria dinâmica do crescimento e envelhecimento populacional. Indivíduos dependentes necessitam de auxílio para realização de atividades diárias, tarefa que geralmente é assumida por um cuidador. Fatores culturais, econômicos e sociais tendem a colocar a família como fonte principal de cuidados. A presença de um indivíduo dependente na família pode ocasionar alterações em seu funcionamento, exigindo reestruturação. Este estudo tem por objetivo avaliar como o cuidado a pacientes com graus variados de dependência influencia a dinâmica familiar. Sua finalidade é contribuir para a identificação das necessidades das famílias que cuidam de um familiar dependente, apoiando-as na realização do cuidado, a fim de melhorar sua qualidade de vida. O estudo quantitativo, de caráter exploratório, descritivo e transversal será realizado com cuidadores familiares de pacientes cadastrados no Programa de Assistência Domiciliar do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo. Como instrumentos de coleta de dados serão utilizados a Escala de Medida de Independência Funcional, o Apgar de família, o genograma, o ecomapa e questionário para caracterização sociodemográfica dos pacientes e cuidadores familiares. Todos os aspectos éticos serão assegurados, visando a proteção dos entrevistados. Os dados obtidos serão analisados por meio da estatística descritiva, e posteriormente testes estatísticos serão realizados para análise de associação. (AU)

Desempenho comportamental em vertebrados ectotérmicos: respostas as mudanças ambientais

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Arturo Navas Iannini
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/20638-2
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 31 de março de 2015
Vinculado ao auxílio:12/50918-1 - Desempenho comportamental em vertebrados ectotermicos: respostas as mudanças ambientais, AP.R
Assunto(s):AnfíbiosComportamento animalMudança climáticaPeixesFisiologia comparadaPoluição
Resumo
A vulnerabilidade dos organismos a mudanças ambientais deve ser baseada em informações biologicamente relevantes com foco em diferentes níveis de organização, incluindo aspectos comportamentais e fisiológicos. No contexto dos vertebrados ectotérmicos, a primeira abordagem histórica visava obter "curvas de desempenho" relacionando a velocidade de lagartos com a temperatura corpórea. Essas curvas contêm informação sobre os efeitos de um parâmetro físico sobre o comportamento, e a sua forma e posição ao longo do eixo de temperatura, permitem inferências ecológicas e evolutivas. Atualmente prevalece a essência dessa proposta, mas aspectos do desempenho comportamental além da velocidade são estudados. Além disso, a abordagem moderna incorpora outras variáveis ambientais e sinergismos assim como vários estados fisiológicos e reprodutivos. Em conjunto, esses estudos vêm contribuindo para construir um marco teórico abrangente sobre a sensibilidade fisiológica e possibilidades de ajuste comportamental dos vertebrados ectotérmicos ás mudanças ambientais. Por outro lado, é agora claro que, em certos contextos, o comportamento pode levar à expansão da fronteira de distribuição das espécies, além da inferência derivada de estudos de correlação distribucional ou das abordagens com base em mecanismos fisiológicos. Mas ainda, entender o comportamento como fruto de processos fisiológicos ajuda a entender o seu papel como indicador de alterações fisiológicas e a sua influência nos resultados de testes fisiológicos. Essa problemática tem aparecido em uma série de projetos em curso coordenados pelos três pesquisadores que assinam esta proposta. Os projetos em questão estão associados ao tema geral de impacto das mudanças ambientais sobre os vertebrados ectotérmicos, salientando o caso de anfíbios, lagartos, peixes e serpentes. Assim, o objetivo central desta proposta é redimensionar a capacidade de coleta de dados relativos ao comportamento animal, via aquisição de equipamentos que terão uso compartilhado. (AU)

Banco de dados de Florestas do Estado de São Paulo - 40 há de parcelas permanentes

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ricardo Ribeiro Rodrigues
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/18519-5
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 30 de setembro de 2016
Vinculado ao auxílio:13/50718-5 - Restauração ecológica de florestas ciliares, de florestas nativas de produção econômica e de fragmentos florestais degrados (em APP e RL), com base na ecologia de restauração de ecossistemas de referência, visando testar cientificamente os preceitos do Novo Código Florestal Brasileiro, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Bases de dadosEcossistemas
Resumo
A localização de cada parcela permanente está amarrada à localização de um marco topográfico, a fim de relacionar as coordenadas a um Datum e a um sistema de referência conhecido, portanto com localização geográfica precisa. As coordenadas geográficas extremas de cada subparcela bem como as dos marcos (marco local e geográfico) são armazenadas no banco de dados a fim de orientar uma ferramenta que irá criar coordenadas locais (com base no vértice de referência das subparcelas) para cada subparcela. Com isto cria-se a possibilidade de conversão de medidas de posição que utilizam como referência as coordenadas geográficas (imagens de satélite, modelos de elevação, mapas, posições determinadas com GPS) para um plano de referência local. O plano local pode facilmente ser determinado medindo-se com uma trena, a distância nos eixos X e Y a partir do marco de referência das subparcelas, determinando-se o ponto de intersecção das diagonais. A conversão para coordenadas geográficas de objetos identificados a partir do plano local pode também ser realizada pelo processo inverso, medindo-se a posição em relação aos eixos de referência local convertidos, através da ferramenta de conversão, para coordenadas geográficas.Com esta ferramenta operando no Banco de Dados, associada a um relatório com um croqui de cada subparcela com as coordenadas nos planos locais e geográficos, é possível localizar qualquer objeto e converter as posições entre um e outro sistema. Esta ferramenta permitirá a geração de mapas com as árvores mapeadas em cada parcela, gerando relatórios impressos com croqui de uma das subparcelas, mostrando o número de identificação dos indivíduos e sua localização em relação ao plano de referência local. Estes relatórios serão gerados periodicamente pelo Bolsista TT4-A e entregues aos Bolsistas TT3 para a localização das árvores e remedição em campo. Também será possível a inclusão dos recrutas mapeados a cada remedição.Em cada parcela permanente vinculam-se as placas fixadas nos indivíduos às subparcelas com as coordenadas locais e geográficas.O registro da localização das árvores nas subparcelas é feito através do plano de referência local diretamente no relatório impresso do Banco de Dados para cada subparcela. Com isto, além da coleta dos dados no campo, verificam-se erros de inclusão e omissão de indivíduos no plano físico, como árvores com duas ou mais placas ou sem placa. Nos registros do banco de dados são verificados: placas que não foram digitadas, erros de digitação ou inclusão indevida de códigos. Na fase de digitação, há rotinas para validar e verificar os dados, pela definição de valores máximos e mínimos para as variáveis numéricas e a pré-definição dos descritores das variáveis categóricas de posição relativa. Essas rotinas serão desenvolvidas pelo Bolsista TT4-A e serão usadas nos computadores de mão distribuídos aos Bolsistas TT3 para uso em campo. Após a digitação dos dados em campo, o Bolsista TT4 fará a transferência dos dados dos computadores de mão para o servidor do projeto e, em seguida, importará estes dados para o Banco de Dados. Medidas ou registros inconsistentes serão detectados e corrigidos. Não se esperam mais erros de localização e plaqueamento, pela conferência nas etapas anteriores, mas, mesmo assim, será feita uma nova verificação e, caso necessário, gerado relatório para conferência em campo. Com relação aos recrutas (indivíduos não registrados na medição anterior), as espécies identificadas receberão um nome provisório, na forma de variável texto, que registra o nome definitivo (gênero e o epíteto específico) ou provisório (morfoespécie) de cada indivíduo amostrado. Os registros definitivos e provisórios são analisados por taxonomistas, confirmados ou modificados, corrigidos e revisados quanto à grafia, e acrescidos de família e autor da espécie. (AU)

Morfologia do crânio de Lemuriformes (Primates: Strepsirrhini)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Gabriel Henrique Marroig Zambonato
Supervisor no Exterior: Sébastien Couette
Local de pesquisa: École Pratique des Hautes Études (EPHE) (França)
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Quantitativa
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Processo:14/15116-7
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 31 de março de 2015
Assunto(s):Morfometria
Resumo
Durante o desenvolvimento de meu projeto de mestrado busco estudar os processos que levaram à grande diversidade morfológica de primatas da ilha de Madagascar, testando os efeitos de deriva genética e seleção. Uma maneira de abordar esta questão está fundamentada em predições da teoria de genética quantitativa, a partir da comparação do padrão e magnitude de integração entre os elementos de uma estrutura complexa como o crânio de mamíferos.A estrutura de variação dentro de uma população está diretamente relacionada à variaçao entre espécies divergentes. A teoria da genética quantitativa dispõe de algumas expectativas para a evolução morfológica em um clado monofilético, onde caso deriva genética tenha sido o principal processo atuando na diversificação espera-se que os padrões de integração dentro e entre os grupos devam ser proporcionais. Dessa forma, o prncipal objetivo de minha pesquisa é executar o teste multivariado da hipótese nula de deriva genética como o principal processo atuando na diversificação do crânio dos principais generos de primatas de Madagascar.Matrizes de V/CV são uma ferramenta útil para dispor o total de variação multivariada observada e matrizes de grande dimensões devem ser estimadas a partir de elevados tamanhos amostrais. O acesso às principais coleçoes museológicas Europeias será de enorme valia para a coleta de dados morfológicos e obrigatório para completar os tamanhos amosntrais necessários para estimativa de matrizes, uma vez que coleções brasileiras não apresentam quaisquer preparações do grupo em questão. Durante minha estadia estarei sob a supervisão do Dr. Sébastien Couette, e terei acesso a tres das maiores coleções europeias, o Museum Nattionel d'Histoire Natturele - Paris, o Rijksmuseum van Natuurlijke Historie - Leiden e o British Museum National History -London. (AU)

A perspectiva do realismo crítico na criação de valor de relacionamento

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Escola de Administração de Empresas (EAESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Artur Ledur Brito
Supervisor no Exterior: Michael Ehret
Local de pesquisa: Nottingham Trent University (Inglaterra)
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Processo:14/15059-3
Vigência: 01 de outubro de 2014 - 24 de janeiro de 2015
Assunto(s):Realismo
Resumo
Este documento apresenta o pleito para Bolsa de Estágio de Pesquisa no Exterior a ser realizado de 01 de outubro de 2014 a 31 de janeiro de 2015 na Nottingham Trent University - Inglaterra, sob a supervisão do Professor Michael Ehret, da Nottingham Business School. A pesquisa de doutorado (FAPESP 2013/21113-8) está atualmente na terceira fase, que corresponde às entrevistas qualitativas envolvendo empresas focais e seus fornecedores. Esta fase tem por objetivo investigar como se dá a criação de valor intrínseco e como ocorre seu transbordo na perspectiva do fornecedor, ou seja, quais são os atributos e recursos presentes no comprador antes do início da relação que podem beneficiar o fornecedor assim que a primeira transação diádica é feita. As empresas focais (compradores) foram escolhidas devido a sua reputação e seu potencial de negócios, e também em função de algumas características em seus relacionamentos que abrangem um amplo espectro de fontes de valor do ponto de vista dos fornecedores. A conclusão do estágio em uma escola de negócios permite uma ampla gama de oportunidades para a coleta de dados em uma empresa focal local, que se configurará em um dos múltiplos estudos de caso previstos no projeto de doutorado. A formação acadêmica do professor Ehret trará algumas contribuições importantes para o desenvolvimento do projeto, principalmente relacionadas com a codificação e análise dos dados em uma abordagem utilizando o paradigma do realismo crítico, com consequências positivas para a confiabilidade do processo. Ao mesmo tempo, o professor Ehret irá fornecer algumas oportunidades interessantes para ampliação da rede de contato com os estudantes, docentes e pesquisadores europeus. (AU)
Página 6 de 2.322 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP