site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Auxílios à Pesquisa
Área do conhecimento
Página 4 de 925 resultado(s)
|

ISES solar World Congress 2011

Beneficiário:Fernando Ramos Martins
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Ramos Martins
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reunião - Exterior
Processo:11/10585-0
Vigência: 28 de agosto de 2011 - 02 de setembro de 2011
Assunto(s):Mudança climáticaSensoriamento remotoTransferência radiativa

Estudos sobre a resistência de variedades de cana-de-açúcar à cigarrinha-das-raízes Mahanarva fimbriolata

Beneficiário:Leila Luci Dinardo-Miranda
Instituição: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Leila Luci Dinardo-Miranda
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Processo:11/08458-0
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):Controle de pragas
Resumo
A cigarrinha-das-raízes, Mahanarva fimbriolata (Stål) (Hemiptera: Cercopidae), é encontrada em praticamente todas as regiões canavieiras do Brasil e, em muitas situações, causa expressiva redução na produtividade de açúcar e na qualidade da matéria prima, comprometendo os processos industriais de obtenção de açúcar e álcool. Dada a importância econômica da praga, muitos produtores tem investido em seu manejo, fazendo levantamentos populacionais e adotando medidas de controle. O controle está restrito, basicamente, ao uso do fungo Metarizium anisopliae e de inseticidas químicos, pois não há muitas informações sobre a resistência ou suscetibilidade das variedades atualmente cultivadas. Visto que, do ponto de vista econômico e ambiental, o método mais adequado para reduzir os danos causados por pragas é o uso de variedades resistentes, é importante avaliar o comportamento de novos genótipos em relação à M. fimbriolata, a fim de fornecer aos produtores informações que possam auxiliá-los no manejo desta praga que, atualmente, é uma das mais importantes para a cana-de-açúcar no Brasil. Dessa forma, o presente trabalho tem por objetivo avaliar a atratividade de adultos em relação a doze variedades de cana-de-açúcar, a preferência para oviposição dos adultos, o efeito das variedades sobre o desenvolvimento dos ovos e das ninfas e a tolerância das variedades em relação à cigarrinha-das-raízes. Os ensaios serão conduzidos em condições de sala climatizada. Para o estudo de preferência para oviposição, serão feitas liberações de casais da cigarrinha, em sala contendo plantas das 12 variedades em estudo, com posteriores contagem de posturas em cada planta. Os estudos sobre antibiose também serão conduzidos em sala contendo plantas das 12 variedades estudadas, que serão infestadas com ninfas recém eclodidas. Diariamente as plantas serão revisadas e os adultos nascidos serão contados e retirados. Desta forma, serão obtidos a taxa de sobrevivência em cada vaso e o comprimento da fase larval. Para avaliar a tolerância, as variedades serão plantadas em vasos, infestadas ou não com ninfas de cigarrinha recém eclodidas, resultando em tratamentos em esquema fatorial 12 x 2 (12 variedades, infestadas ou não com cigarrinha), dispostos em um delineamento em blocos ao acaso, com 5 repetições. Cerca de 60 dias depois da infestação, o ensaio será encerrado, quando então serão contadas as ninfas vivas em cada vaso e será obtido o peso da parte aérea de cada vaso. Estes dados permitirão determinar a porcentagem de sobrevivência de ninfas nas raízes de cada variedade e danos causados pela praga às variedades em estudo. (AU)

Projeto de cooperação científico-tecnológico argentino-brasileiro: projeto eficiente de áreas verdes em meios urbanos; avaliação de propostas voltadas à consecução da sustentabilidade

Beneficiário:Lucila Chebel Labaki
Instituição: Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo (FEC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lucila Chebel Labaki
Pesquisador responsável no exterior: Erica Norma Correa Cantaloube
Instituição no exterior: Centro Científico Tecnológico (CCT). (Argentina)
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Processo:10/52449-3
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: CONICET
Assunto(s):Espaços verdesVegetaçãoConforto térmicoVentilação (conforto ambiental)Zona urbana
Resumo
Esse projeto de cooperação tem como escopo um trabalho interdisciplinar entre pesquisadores do grupo de pesquisa "Conforto térmico no ambiente construído: avaliação de desempenho e eficiência energética", liderado pela proponente e vinculado ao LACAF, e, na contraparte argentina, especialistas em Ciências do habitat, pertencentes ao Laboratorío de Ambiente Humano y Vivienda, (LAHV - INCIHUSA - CONICET) e em Ecologia Vegetal y Silvicultura pertencentes ao Instituto Argentino de Investigaciones de las Zonas Aridas (IADIZA - CONICET). Abordará o estudo dos diferentes modelos urbanos, sob o ponto de vista das diferentes realidades climáticas, ambientais e culturais regiões de Campinas e Mendoza. Tem como objetivo geral trazer contribuições conceituais e instrumentais para o estudo do impacto do desenho dos espaços abertos arborizados nos meios urbanos em clima subtropical de altitude (Campinas) e climas áridos (Mendoza), almejando alcançar a médio e longo prazo a sustentabilidade ambiental dos assentamentos urbanos das duas regiões. (AU)

Avaliação do efeito do genótipo, clima e uso de fungicidas na contaminação do milho com fumonisinas

Beneficiário:Eduardo Micotti da Gloria
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Eduardo Micotti da Gloria
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/20567-7
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):Micotoxinas
Resumo
A contaminação do milho com fumonisinas é uma preocupação atual e mundial. Esta micotoxina já mostrou ser tóxica para animais de criação e, também, provavelmente para os seres humanos. Dados de ocorrência em várias regiões do mundo e no Brasil, mostram uma alta freqüência de ocorrência desta micotoxina principalmente no milho e derivados. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, estabeleceu através da RDC 07, em 18 de fevereiro uma norma para estabelecer limites máximos permissíveis para fumonisina em milho e derivados. Diante do risco da saúde humana, da alta freqüência de ocorrência e a iminência de uma legislação para esta micotoxina é urgente que mais dados sobre a ocorrência da contaminação da fumonisina em pré-colheita sejam gerados, para auxiliar o setor agrícola a responder a uma demanda por milho com menores níveis de contaminação. Assim, este projeto visa obter informações sobre o efeito do genótipo, clima e uso de fungicidas na contaminação com fumonisinas. (AU)

Uso de dados orbitais para determinar a área de fogo ativo e modelagem numérica da injeção de gases traços e aerossóis a partir da energia radiativa do fogo

Beneficiário:Yosio Edemir Shimabukuro
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Yosio Edemir Shimabukuro
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/08000-4
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Resumo
A degradação ambiental é um tema abordado em todas as instâncias da pesquisa científica. As alterações dos elementos naturais por práticas exploratórias relacionadas, em grande parte, com o uso e manejo da cobertura vegetal, causam alterações significativas nas interações físico-químicas e biológicas dos componentes da superfície terrestre e na composição da atmosfera. Neste contexto, as queimadas atuam como um fator modificador do meio ambiente e desempenham um papel fundamental no ciclo biogeoquímico mundial. A partir da reação química que ocorre no processo de combustão, os compostos orgânicos presentes na biomassa vegetal são restituídos à atmosfera e ao solo de maneira cíclica, influenciando as variáveis ambientais locais e regionais. Desta forma, o presente projeto tem como objetivo principal originar mapas climatológicos de área de fogo ativo e suas possíveis integrações com os diferentes produtos orbitais disponíveis, assim como, modelar a injeção de gases traços e aerossóis provenientes da queima de biomassa florestal a partir da relação entre a fração chamas e a potência radiativa do fogo (FRP) para a América do Sul. Consequentemente, as estimativas da área de fogo ativo, da energia convectiva e das emissões de gases traços e aerossóis provenientes das queimadas serão incorporados ao modelo de emissão Brazilian Biomass Burning Emission Model (3BEM), que fornecerá os dados de entrada para o modelo ambiental Coupled Chemistry-Aerosol-Tracer Transport model coupled to Brazilian Regional Atmospheric Modelling System (CCATT-BRAMS). O desempenho das simulações será avaliado através de sua comparação com os dados coletados nos experimentos do Large Scale Biosphere-Atmosphere Experiment in Amazônia (LBA) Smoke, Aerosols, Clouds, rainfall, and Climate (SMOCC) e Radiation, Cloud, and Climate Interactions (RaCCI). (AU)

Investigando as variações interanuais da salinidade no Atlântico Sul (VARSALAS)

Beneficiário:Olga Tiemi Sato
Instituição: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Olga Tiemi Sato
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/15511-2
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):Salinidade do marTermodinâmicaSatélites
Resumo
A salinidade é uma variável da equação do estado da água do mar que tem um papel importante na dinâmica e termodinâmica dos processos oceânicos. Ela influi diretamente na circulação termohalina, é um indicador sensível do ciclo hidrológico global, e através de sua conexão com o calor latente, está intimamente ligada ao balanço de calor através da interface oceano-atmosfera, via evaporação e precipitação. Variações de escala interanual a decadal na salinidade podem estar relacionadas com mudanc'as que se refletirão no clima global. Um dos objetivos deste projeto é determinar uma climatologia e melhorar o conhecimento dos padrões de variabilidade temporal e espacial da salinidade de superfície e de sub-superfície no oceano Atlântico Sudoeste. A hipótese científica do trabalho é que as flutuações e tendências observadas na salinidade nessa região são dominadas por mudanças no interior do oceano incluindo a formação de água modal. Nesse contexto, as variações de superfície ligadas ao ciclo hidrológico teriam um papel secundário. Desta forma, é necessária a agregação de um maior número de perfis oceanográficos para se obter uma descrição completa do interior do oceano, seja ela feita através de dados in situ pretéritos, Argo, modelos de reanálise (GODAS) e climatológico (World Ocean Database 2009). Por se tratar de feições de características bem definidas e por ocuparem um volume considerável, a presença das águas modais deve resultar em uma variação significante na densidade integrada na coluna d'água, calor armazenado e no fluxo de calor no oceano. Dessa forma, será desenvolvido um método para detecção da assinatura dessa massa água na superfície para que possa ser detectada através de dados de satélites. Investigaremos a relação da salinidade com a temperatura, o calor latente, a precipitação e o calor armazenado através de uma combinação de dados de satélites (TOPEX/Poseidon, Jason-1/2, TRMM, SSM/I e AMSR-E). (AU)

Termografia escrotal e ultrasonografia Doppler testicular em touros: correlação com a qualidade do sêmen

Beneficiário:Luiz Carlos Marques
Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Luiz Carlos Marques
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/01917-0
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):Clínica veterináriaTestículoSêmen animalUltrassonografia DopplerTermografiaTouros
Resumo
O Brasil possui atualmente o maior rebanho bovino comercial do mundo contabilizando 202 milhões de cabeças e apenas 6% das fêmeas são inseminadas. Em 2009 foram comercializadas 9,2 milhões de doses de sêmen bovino, demonstrando o imenso potencial de crescimento deste mercado. A fertilidade é de extrema importância dentro dos rebanhos, variável comprovadamente afetada pela temperatura ambiente - estresse térmico. Assim, pretende-se estudar o potencial e a viabilidade da termografia infravermelha e ultrassonografia Doppler como métodos complementares dos exames de rotina na avaliação escrotal e testicular de touros; proceder à adequação destas tecnologias (US Dopleer e TIV) como métodos de exames complementares, considerando os fatores ambientais, climáticos, avanços tecnológicos e instrumentais, com vistas ao reconhecimento precoce de alterações testiculares que possam influir na produção de sêmen de alta qualidade. (AU)

Campos magnéticos e dínamos em plasmas espaciais e astrofísicos

Beneficiário:Erico Luiz Rempel
Instituição: Divisão de Ciências Fundamentais (IEF). Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Ministério da Defesa (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Erico Luiz Rempel
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/50714-4
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):AstrodinâmicaCampo magnético
Resumo
Os campos magnéticos observados em estrelas e galáxias possuem energia magnética equiparável à energia cinética dos fluidos em que encontram-se imersos. Isto indica a presença de mecanismos de dínamo, por meio dos quais a energia cinética é convertida em energia magnética. Dínamos e campos magnéticos desempenham papel crucial na variabilidade solar, impactando as condições do clima na Terra. Além disso, campos magnéticos são importantes para o mecanismo de instabilidade magnetorrotacional, responsável pela geração de turbulência em discos de acreção. Esta turbulência é necessária para o transporte de momento angular para fora do disco, possibilitando o acréscimo de matéria ao corpo central e a consequente formação de estrelas e planetas. Este projeto propõe a simulação e análise da dinâmica não-linear de campos magnéticos em plasmas espaciais e astrofísicos por meio da solução numérica das equações de magnetohidrodinâmica (MHD). As equações MHD serão resolvidas com diferentes valores dos parâmetros e condições de contorno, visando o estudo de transição para turbulência em discos de acreção, amortecimento do campo magnético no dínamo solar e transporte de escalares passivos em magnetoconvecção. Para possibilitar as simulações, propomos a montagem de um laboratório de computação de alto desempenho, que poderá ser utilizado por uma rede de colaboradores nacionais e internacionais. (AU)

Multissistema da regulação do comércio global - construção de uma plataforma de estudos de regras e fluxos do comércio

Beneficiário:Vera Helena Thorstensen
Instituição: Escola de Economia de São Paulo (EESP). Fundação Getúlio Vargas (FGV). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Vera Helena Thorstensen
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia - Economia Internacional
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/50646-9
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):Comércio exterior
Resumo
O presente projeto visa estruturar uma nova plataforma para o estudo da regulação do comércio internacional a partir da criação de dois grandes bancos de dados: um sobre regulação do comércio e outro sobre dados econômicos, incluindo instrumentos comerciais. O Banco de Dados de Regulação organizará as regras dos acordos de cada sistema regulatório, seguindo a abordagem multissistêmica proposta. O Banco de Dados Econômicos permitirá a modelagem dos impactos dos marcos regulatórios e seus mecanismos como tarifas, barreiras não-tarifárias, regras de defesa comercial e regras de origem. A regulação a ser sistematizada parte do conceito de comércio global, que amplia as atividades de exportação e importação para refletir preocupações da governança global como câmbio, investimento, concorrência, meio ambiente e clima, padrões trabalhistas e direitos humanos. A formação da plataforma será iniciada pelo sistema multilateral, incluindo a Organização Mundial do Comércio (OMC) e a jurisprudência criada no Mecanismo de Solução de Controvérsias. A seguir, serão agregadas as regras dos principais acordos preferenciais, incluindo acordos regionais, bilaterais e não-recíprocos, que passaram a ser fontes importantes de regulação. Finalmente, a pesquisa abrangerá os sistemas nacionais dos principais parceiros do Brasil (LIE, EUA, China, índia e África do Sul). Para realçar o caráter multidisciplinar do comércio global, aspectos jurídicos e econômicos serão incluídos. O objetivo de se construir uma plataforma sistematizada de estudos de regulação do comércio global é disponibilizar ampla base de regras e dados econômicos para pesquisadores da área, sejam eles acadêmicos, do governo ou do setor empresarial, contribuindo, assim, para o desenvolvimento e especialização do setor. (AU)

Memórias ambientais e Rodovia Rio-Santos: patrimônio e fontes orais no litoral Norte de São Paulo

Beneficiário:Aline Vieira de Carvalho
Instituição: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Aline Vieira de Carvalho
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/50486-1
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Assunto(s):História regional do BrasilMemória culturalMeio ambiente
Resumo
Neste projeto, propõe-se a investigação das memórias ambientais do litoral norte de São Paulo. Almeja-se compreender como as relações entre os homens e a natureza são alocadas no campo das memórias, tornando-se referenciais simbólicos para as negociações cotidianas entre os seres humanos e os seus múltiplos ambientes de pertencimento. O marco espaço-temporal para a investigação situa-se entre dois períodos da história brasileira: de 1937 (momento de criação dos serviços de proteção ao patrimônio nacional) até a construção da Rodovia Rio-Santos e, depois, da Construção da Rodovia Rio-Santos até a atualidade. Para análise das memórias ambientais serão investigadas duas categorias documentais: a análise dos patrimônios locais e fontes orais. Destaca-se que a investigação será desenvolvida no Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais, em franco diálogo com os quatro componentes do Projeto Fapesp "Urban growth, vulnerability and adptation: social and ecological dimensions of climate change on the Coast of São Paulo". Trata-se, todavia, de um projeto de auxílio regular por suas especificidades temáticas e metodológicas que perpassam questões dos quatro componentes já consolidados no Projeto "Mudanças Climáticas". Acrescenta-se a abordagem de aspectos específicos no âmbito do patrimônio e das fontes orais, sobre a região do litoral norte de São Paulo. (AU)

2nd Conference of the Brazilian association for aerosol research

Beneficiário:Maria Lúcia Arruda de Moura Campos
Instituição: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Lúcia Arruda de Moura Campos
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reunião - Brasil
Processo:11/11618-0
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 05 de agosto de 2011
Assunto(s):Mudança climática

Proveniência, transporte e estocagem de sedimentos nos rios amazônicos

Beneficiário:André Oliveira Sawakuchi
Instituição: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:André Oliveira Sawakuchi
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/06609-1
Vigência: 01 de julho de 2011 - 31 de dezembro de 2013
Assunto(s):SedimentologiaSedimentologia fluvialRio AmazonasDeposição de sedimentosQuaternárioDatação geológica
Resumo
O entendimento dos controles sobre a origem, fluxo e destino dos sedimentos no espaço e no tempo é um dos grandes desafios da ciência dos processos terrestres superficiais. Neste contexto, a região amazônica abrange a maior bacia de drenagem (7.050.000 km2) da Terra, a qual compõe um sistema de captação e deposição de sedimentos de escala continental. Os tributários do rio Amazonas drenam áreas de características geológicas, tectônicas, geomorfológicas, climáticas e vegetacionais distintas. Isto produz grande variabilidade do transporte e deposição de sedimentos por estes tributários. A evolução quaternária e o estado atual dos rios amazônicos relacionam-se a diversos aspectos da biodiversidade e atividades antrópicas, como produção de hidroeletricidade e uso da terra. Os estudos sobre a proveniência e aporte de sedimentos nos grandes tributários do rio Amazonas têm enfatizado escalas de tempo reduzidas (anos a décadas). São raros os estudos que investigaram variações da proveniência e fluxo de sedimentos nos grandes rios amazônicos durante o Quaternário, utilizando a multiplicidade de técnicas laboratoriais atualmente disponíveis e considerando os conhecimentos atuais sobre a geologia, paleoclima e biologia da Amazônia. Esta proposta de pesquisa visa o estudo da proveniência e suprimento de sedimentos em três grandes tributários do rio Amazonas: rios Negro, Madeira e Xingu. Estes rios supostamente apresentam dinâmica sedimentar distinta, fornecendo sedimentos de diferentes características ao rio Amazonas. Os sedimentos dos setores de jusante destes rios serão caracterizados por meio da análise de componentes inorgânicos e orgânicos. Para isto, será utilizada abordagem multi-proxy baseada em métodos granulométricos, mineralógicos (minerais pesados e argilominerais), geoquímicos (elementos maiores e componentes orgânicos) e radioativos (luminescência e radionuclídeos). Estes dados serão analisados sob um arcabouço geocronológico-geológico-geomorfológico. Espera-se que o estudo do registro sedimentar pleistocênico e holocênico dos rios Negro, Madeira e Xingu permita avançar significativamente no entendimento da dinâmica dos rios amazônicos em escala secular a milenar. O entendimento desta dinâmica é fundamental para o estudo da distribuição de espécies de animais, ciclagem do carbono, aporte de nutrientes ao Oceano Atlântico Equatorial e avaliação dos impactos de mudanças climáticas futuras. Em relação ao desenvolvimento de métodos analíticos, a sensibilidade da luminescência constitui indicador promissor de proveniência de sedimentos terrígenos. A execução deste projeto constituirá teste robusto para o desenvolvimento deste método. Os resultados desta pesquisa serão disseminados por artigos em periódicos científicos, conferências e atividades de extensão. (AU)

Redes de inovação para a mitigação do aquecimento global: relacionamentos colaborativos de empresas com produtos de baixas emissões de gases de efeito estufa

Beneficiário:Rogério Cerávolo Calia
Instituição: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rogério Cerávolo Calia
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Empresas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/19604-5
Vigência: 01 de julho de 2011 - 30 de junho de 2013
Assunto(s):Sustentabilidade
Resumo
As mensurações da temperatura, do degelo e do nível do mar evidenciam que o aquecimento global é um fato. Manter as emissões de gases de efeito estufa no ritmo atual implicaria em perdas ao PIB mundial e ao desenvolvimento sustentável, devido à maior incidência de desastres naturais, redução das áreas agriculturáveis, redução da disponibilidade de água e aumento da propagação de insetos transmissores de doenças. Para minimizar estes riscos, é necessária a mitigação do aquecimento global, ou seja, ações para reduzir as emissões de gases de efeito estufa. Dentre as vertentes das teorias organizacionais, a Visão Relacional (Relational View) indica como a gestão articula relacionamentos colaborativos para integrar competências e acessar conhecimentos tácitos necessários à realização das inovações. Esta pesquisa visa identificar se as empresas com melhor desempenho na mitigação do aquecimento global contam com maior competência de estabelecer relacionamentos em rede. Para atingir este objetivo, a pesquisa se desdobra em uma fase qualitativa e uma fase quantitativa. A fase qualitativa consiste de estudos de caso múltiplos sobre as características das competências de gestão de relacionamentos colaborativos em empresas que difundem produtos como aquecedores solares, ônibus para transporte público com motores híbridos e climatizadores de elevada eficiência energética. Por fim, será realizada uma pesquisa quantitativa baseada em dados de survey a fim de identificar que aspectos da competência de gestão de relacionamentos colaborativos têm poder explicativo para discriminar empresas de elevado desempenho na mitigação de aquecimento global, as quais difundem produtos de baixa emissão de gases de efeito estufa. (AU)

Análise de compostos fenólicos por eletroforese capilar e avaliação da atividade antioxidante e anticâncer (in vitro) de extratos de cogumelos comestíveis produzidos no Brasil

Beneficiário:Helena Teixeira Godoy
Instituição: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Helena Teixeira Godoy
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/06754-1
Vigência: 01 de julho de 2011 - 30 de junho de 2013
Assunto(s):Alimentos funcionais
Resumo
Os cogumelos são conhecidos pela humanidade, principalmente pelos povos orientais, desde ostempos mais remotos, seja pela toxidez de algumas espécies ou pelas propriedades nutricionais e medicinais de outras. Nas últimas décadas o consumo de cogumelos tem aumentado bastante noBrasil devido ao reconhecimento de suas propriedades bioativas e da sua excelente composição nutricional. Conhecendo os efeitos deletérios dos radicais livres nos processos de envelhecimento, transformação e morte celular, com consequências diretas na fisiopatologia de muitas doenças crônicas, o aprofundamento do estudo relativo aos compostos bioativos naturais com propriedades antioxidantes torna-se extremamente relevante. Apesar dos esforços de alguns grupos de pesquisa, o estudo das substâncias bioativas presentes nas espécies de cogumelos produzidas e comercializadas no Brasil ainda é escasso e contraditório, sabendo-se que a composição química dos cogumelos ébastante influenciada pelas diferenças de clima, temperatura, modo de cultivo e substrato utilizado nocultivo, dentre outras, torna-se necessário a realização de mais estudos. Neste trabalho serão avaliados o teor de compostos fenólicos e a atividade antioxidante e anticâncer in vitro de cogumelos produzidos no Brasil. Os compostos fenólicos totais serão determinados pelo método de Folin-Cioacalteu e a identificação e quantificação individual dos fenólicos por eletroforese capilar (EC). Aatividade antioxidante será avaliada pelos métodos do DPPH (2,2-difenil-1-picrilhidrazila), TEAC(Trolox Equivalent Antioxidant Capacity) FRAP (Ferric Reducing Antioxidant Power) e ORAC(Oxygen Radical Absorbance Capacity) e a atividade anticâncer in vitro será avaliada com relação ao potencial dos extratos inibirem células neoplásicas em cultura. (AU)

Avaliação de sistemas de ventilação em estruturas de criação e transporte de frangos de corte e suínos

Beneficiário:Daniella Jorge de Moura
Instituição: Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Daniella Jorge de Moura
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Construções Rurais e Ambiência
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/07545-7
Vigência: 01 de julho de 2011 - 31 de dezembro de 2013
Resumo
Um dos principais problemas no interior de instalações para criação animal é o controle do ambiente através do sistema de ventilação a fim de proporcionar renovação de ar adequada, sendo de grande importância para manutenção da qualidade aérea e conforto térmico de verão e inverno em regiões de clima temperado, quente e úmido. Enquanto que, no transporte de animais a ventilação também tem função no controle do conforto térmico dos animais, influenciando diretamente na qualidade da carne no abate, tanto para suínos quanto para frangos de corte. Novas ferramentas tal como a geoestatística e a modelagem CFD (Computational Fluid Dynamics) estão sendo empregadas com resultados relevantes auxiliando a tomada de decisão no projeto de sistemas para climatização de instalações para criação e transporte de animais. Sendo assim, o objetivo deste projeto é estudar os efeitos da temperatura de bulbo seco, velocidade e deslocamento do ar nas condições de ambiente de criação de frangos de corte e suínos e no transporte de frangos de corte e suínos para simular um modelo ideal de ventilação nessas estruturas, levando em consideração variáveis que possam afetar os resultados, como as entradas e saídas de ar, exaustores, modelo de carroceria utilizadas no transporte animal e tipologia das instalações de criação, utilizando a geoestatística e a modelagem computacional. Para isso, serão coletados dados de temperatura de bulbo seco, umidade relativa e velocidade do ar em quatro tipologias de galpões de frangos de corte e uma de suínos em terminação, além da carroceria de transporte para frangos de corte e suínos. Nas instalações de criação ainda serão coletados os dados de concentração de amônia e dióxido de carbono. Os dados serão avaliados através da geoestatística e a modelagem computacional, possibilitando verificar deficiências e ajustes nos sistemas de climatização dessas estruturas, visando o maior bem-estar dos animais e a maior produtividade. (AU)

Avaliação do conforto térmico e do nível de CO2 em ambientes hospitalares climatizados artificialmente.

Beneficiário:Racine Tadeu Araujo Prado
Instituição: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Racine Tadeu Araujo Prado
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Construção Civil
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/09059-2
Vigência: 01 de julho de 2011 - 30 de junho de 2013
Assunto(s):Sistemas prediaisConforto térmico
Resumo
Nos últimos anos tem havido um aumento no estudo da qualidade do ar interno relacionado aos sistemas de ventilação mecânica e condicionamento do ar. Isso é especialmente fundamental em hospitais, onde a transmissão da contaminação pelo ar é considerada uma das principais causas de aquisição de doenças por pacientes, profissionais de saúde e visitantes. Além disso, essas instituições por abrigarem diversos setores, cada um com uma especificidade e função, exigem diferentes condições de conforto ambiental, sob os aspectos higrotérmico e de qualidade do ar, além do acústico e luminoso. Para este trabalho, propõe-se a realização de uma investigação de campo, por meio de medições em ambientes hospitalares, a fim de verificar as condições em que se encontram a qualidade do ar, por meio do nível de CO2, e o conforto térmico, associados ao sistema de condicionamento de ar utilizado. Sob esses aspectos, pretende-se contribuir para o estudo da melhoria do desempenho desses ambientes, assegurando condições adequadas para os ocupantes da edificação, especialmente, o paciente, de forma a controlar a infecção hospitalar, por meio da adequação das condições de projeto, execução, operação e manutenção do sistema de ar condicionado presente nesses ambientes. (AU)

Microclima, produtividade e qualidade dos cachos da videira máximo conduzida em época de poda normal e extemporânea com diferentes níveis de carga

Beneficiário:Mario Jose Pedro Junior
Instituição: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Mario Jose Pedro Junior
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Agrometeorologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/01745-4
Vigência: 01 de julho de 2011 - 30 de junho de 2013
Assunto(s):Microclimatologia
Resumo
O incremento do agroturismo, na região que abrange Jundiaí e municípios circunvizinhos, tem aumentado as possibilidades de geração de emprego e aumento de renda ao viticultor por meio do comércio de uvas para elaboração de vinho. Um dos problemas para obtenção de uvas de vinho com melhor qualidade é a ocorrência de chuvas na época de maturação e colheita que diminuem a possibilidade de acumulo adequado de açúcares. Recentemente novas técnicas de cultivo tais como a poda extemporânea e nível de carga, têm possibilitado ao viticultor de diferentes regiões brasileiras a obtenção de uvas para vinho com qualidade. Porém, nas condições climáticas desse município paulista, a inclusão dessas tecnologias no sistema de produção ainda carece de base experimental e resultados de pesquisa. Portanto será desenvolvido experimento em vinhedos da cultivar Máximo conduzidos em espaldeira, durante as safras de verão e de inverno visando caracterizar: alterações microclimáticas causadas pelo sistema de condução; evolução da curva de maturação; produtividade e propriedades físico-químicas das bagas e do mosto. A comparação dos diferentes níveis de carga será feita por meio de raleio de cachos para identificar o mais adequado para a região. O delineamento experimental será inteiramente casualizado com quatro repetições por tratamento (nível de carga). As medições microclimáticas no ambiente externo e na altura dos cachos (radiação solar; radiação fotossinteticamente ativa; temperatura e chuva) serão feitas por sistema de aquisição automático de dados meteorológicos. Ao final do experimento por época da colheita serão determinadas as características agronômicas (produtividade) e físico-químicas dos cachos (massa e tamanho dos cachos teor de sólidos solúveis, pH e acidez titulável) para identificação da qualidade dos cachos desta cultivar para elaboração de vinho em diferentes condições climáticas de época de colheita. (AU)

Ocorrência de Angiostrongylus cantonensis (Nematoda, Angiostrongylidae) em Achatina fulica (Mollusca, Gastropoda) na Baixada Santista

Beneficiário:Reinaldo José da Silva
Instituição: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Reinaldo José da Silva
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Helmintologia de Parasitos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/05893-8
Vigência: 01 de julho de 2011 - 30 de junho de 2013
Resumo
Duas espécies de Angiostrongylus podem infectar o homem: Angiostrongylus costaricensis (Morera e Céspedes, 1971) causador da angiostrongilíase abdominal (Morera, 1973) e Angiostrongylus cantonensis (Chen, 1935), agente etiológico da meningite (ou meningoencefalite) eosinofílica, também chamado de "verme do pulmão do rato". O primeiro caso de meningite eosinofílica humana causada por A. cantonensis foi descrita em 1945. Desde essa descrição, aproximadamente 2.800 casos já foram reportados em 30 países. Angiostrongylus cantonensis já foi observado no sudoeste da Ásia, Pacifico Sul, África, Índia, Caribe, Austrália, América do Norte, Jamaica e China. Em 2007, no Brasil foram reportados os dois primeiros casos desta zoonose no município Cariacica (ES) e, recentemente, mais dois casos no estado de Pernambuco (2010), confirmando as previsões de introdução deste parasito na América do Sul.A meningoencefalite eosinofílica é considerada uma zoonose, que tem como hospedeiros definitivos naturais Rattus norvegicus, Rattus rattus e roedores silvestres. Os hospedeiros intermediários naturais são algumas espécies de moluscos como Achatina fulica, Sarasinula marginata, Subulina octona e Bradybaena similaris. Porém, A. fulica é considerada o mais importante hospedeiro intermediário do A. cantonensis, por ser o mais abundante; é uma espécie de molusco tropical, originária da África, cuja diferenciação provavelmente se deu entre as regiões oeste e central deste continente, às margens das florestas.Sua presença tem sido relatada em diversas regiões da África, Sudeste Asiático, Ilhas do Pacífico, Austrália, Japão, Madagascar e mais recentemente no continente americano. Esses moluscos são típicos de regiões tropicais e subtropicais, graças a sua capacidade de adaptação nestes climas, o que torna o Brasil um país com grande potencialidade para a helicicultura tropical extensiva. Esse molusco foi classificado entre as cem piores espécies exóticas invasoras de ocorrência mundial.A invasão ambiental por essa espécie é preocupante uma vez que ela se desenvolve sem controle no território brasileiro e acaba competindo com outros moluscos da fauna nativa, podendo causar desequilíbrio trófico e perda de diversidade.Pelas razões apresentadas, a invasão ambiental de A. fulica associada à ausência de predadores naturais e a altas taxas de reprodução faz com que seja necessário o monitoramento dos novos focos de distribuição desta espécie no país, no sentido de prevenir pragas agrícolas, prejuízos impostos à agricultura e riscos à saúde pública e ambiental.O objetivo deste trabalho será verificar a presença de larvas L3 de A. cantonensis em moluscos A. fulica naturalmente infectados, nas nove cidades da Baixada Santista. Os exemplares utilizados nos experimentos serão capturados na área urbana das 9 cidades: São Vicente, Santos, Praia Grande, Guarujá, Cubatão, Bertioga, Peruíbe, Itanhaém e Mongaguá.Serão medidas a largura e o comprimento em milímetros da concha e o seu peso total em gramas. Os moluscos serão submetidos à digestão pelo método de Wallace & Rosen (1969) e à sedimentação, por 12 horas, pelo método de Baermann (Moraes 1948). Após a sedimentação, o material será observado em microscópio estereoscópico de campo claro, para visualização das larvas. As larvas serão submetidas à extração de DNA pelo kit Wizard, conforme instrução do fabricante. O DNA dos helmintos será submetido à PCR-RFLP (reação em cadeia da polimerase e polimorfismo de tamanho de fragmentos de restrição) direcionada para a região espaçadora transcrita interna dois e clivada com a enzima Cla I. Os perfis obtidos serão comparados aos estabelecidos por Caldeira et al. (2003).A caracterização morfológica das larvas será feita por um sistema computadorizado de análise de imagens (QWin Lite 3.1), com análise dos parâmetros morfométricos. (AU)

15th ICABR Conference

Beneficiário:Márcia Azanha Ferraz Dias de Moraes
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Márcia Azanha Ferraz Dias de Moraes
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reunião - Exterior
Processo:11/09904-4
Vigência: 26 de junho de 2011 - 29 de junho de 2011
Assunto(s):Mudança climáticaBiotecnologia

Aprimorando recursos de modelagem computacional na área de drenagem Brasil e EUA

Beneficiário:Jarbas Honorio de Miranda
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Jarbas Honorio de Miranda
Pesquisador visitante: Richard Cooke
Instituição do pesquisador visitante: University of Illinois at Urbana-Champaign (Estados Unidos)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Engenharia de Água e Solo
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Processo:10/19080-6
Vigência: 10 de junho de 2011 - 19 de junho de 2011
Assunto(s):Drenagem agrícolaModelagem computacional
Resumo
A drenagem é um aspecto importante a ser considerado na produção agrícola tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos. Os modelos de simulação são frequentemente utilizados em projetos de drenagem ou para caracterizar o comportamento de um determinado sistema. O modelo mais utilizado para os projetos de drenagem subterrânea nos EUA e em boa parte do mundo é o modelo DRAINMOD. Este modelo fornece essencialmente conteúdos horários de água e um balanço químico no solo, no trecho entre dois drenos paralelos, mas tem sido adaptado para aplicações em campo e bacias hidrográficas. Além disso, é possível fazer estimativas de perda de produtividade devido ao excesso de água ou déficit de água, bem como, relações entre o clima e data de plantio. O modelo DRAINMOD, tem se mostrado muito útil para prever posições de lençol freático, e descargas superficiais e subterrâneas. O modelo tem apresentado sucesso em várias regiões do mundo, sob diferentes tipos de solo, culturas e práticas de manejo. O modelo SISDRENA foi desenvolvido no Brasil. Ele fornece um balanço hídrico diário no solo, no trecho entre dois drenos paralelos. Assim como o DRAINMOD, ele fornece estimativas de produtividade relativa. Ele também inclui um componente de análise econômica que pode ser utilizado para a tomada de decisão sobre a rentabilidade de um sistema de drenagem proposto. As metas em longo prazo desta colaboração são: 1) desenvolver um conjunto de dados e conhecimentos para a aplicação do modelo DRAINMOD no Brasil, e 2) tornar o modelo SISDRENA mais acessível aos pesquisadores e profissionais de drenagem nos EUA. Na presente proposta o Dr. Richard Cooke se propõe a preparar um workshop sobre DRAINMOD, no qual, serão abordados, no mínimo, os seguintes tópicos:* Preparo de arquivos de entrada de umidade do solo* Preparo de arquivos de entrada de dados de clima* Introdução à interface DRAINMOD* Seleção de parâmetros - análise de sensibilidade* Seleção de parâmetros - calibração* Modelagem de drenagem controlada com DRAINMOD* Simulação pelo DRAINMOD de Sistemas de Tratamento de Águas Residuárias. Proponho também trabalhar com o Dr. Jarbas Honorio de Miranda no início do desenvolvimento de uma interface em inglês para o modelo SISDRENA. Essa interface irá tornar o modelo acessível a um público mais amplo. Ao longo da nossa colaboração, vamos executar os dois modelos em um conjunto de dados do Brasil e do Estado de Illinois (EUA), e comparar os resultados em ambos os locais. (AU)

Diversidade microbiana em solos com cultivo de cana-de-açúcar no estado de São Paulo: um enfoque biogeográfico

Beneficiário:Fernando Dini Andreote
Instituição: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando Dini Andreote
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Processo:11/03487-2
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):Microbiologia do solo
Resumo
A cana-de-açúcar é atualmente a cultura de maior importância agrícola do Estado de São Paulo, onde o zoneamento agroclimático descreve a existência de duas regiões com distintos padrões de condições ambientais aptas para este cultivo, além de uma nova área recentemente ocupada por esta cultura. No entanto, com a expansão das fronteiras agrícolas, uma maior produtividade e sustentabilidade na produção da cana-de-açúcar são altamente desejáveis. Para isto, dentre outros fatores, o papel da comunidade microbiana presente nos solos pode ter fundamental importância, auxiliando no melhor desenvolvimento da planta, seja suprindo a mesma com nutrientes, ou diminuindo a ocorrência de doenças e pragas. Contudo, pouco se sabe sobre a comunidade microbiana existente nos solos cultivados com cana-de-açúcar. Dessa forma, este projeto tem como objetivo descrever, em um enfoque biogeográfico, a diversidade microbiana existente em solos de cana-de-açúcar do Estado de São Paulo, englobando os grupos de arquéias, bactérias e fungos. Propõe-se quantificar estas comunidades por meio da aplicação de PCR em tempo real (qPCR), analisar a estrutura das comunidades microbianas por polimorfismo de comprimento de fragmentos de restrição terminal (T-RFLP), e determinar a afiliação filogenética destes organismos por pirosequenciamento de genes alvos. Dentro deste contexto, dois tipos de amostragens serão realizadas com a finalidade de: i) comparar as variações que ocorrem em macro-escala, entre as diferentes áreas descritas pelo zoneamento agroclimático e ii) obter padrões em micro-escala das comunidades avaliadas dentro de cada uma das áreas deste zoneamento. Por fim, os dados microbiológicos obtidos serão correlacionados com as características físico-químicas dos solos analisados, resultando em um estudo biogeográfico dos solos amostrados, gerando um mapeamento microbiológico de solos com cultivo de cana-de-açúcar no Estado de São Paulo. (AU)

Exploração biotecnológica de fungos derivados da Antártica

Beneficiário:Lara Durães Sette
Instituição: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Lara Durães Sette
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/17033-0
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):FungosLevedurasBiotecnologia
Resumo
O continente Antártico é caracterizado por condições ambientais restritivas de clima, habitats e biogeografia. Os principais organismos adaptados às condições adversas deste ambiente são os micro-organismos, os quais possuem aplicação potencial em inúmeros processos biotecnológicos. Dentre o arsenal enzimático dos fungos destacam-se as ligninases, celulases, xilanases, lipases e proteases que apresentam grande aplicabilidade em diversos setores de importância sócio-econômica. Assim, o presente projeto tem como objetivo utilizar os 350 fungos (~250 filamentosos e 100 leveduras) mantifdos na coleção de pesquisa da Divisão de Recursos Microbianos (CPQBA/UNICAMP), os quais foram recentemente isolados a partir de amostras dos ecossistemas antárticos terrestres e marinhos visando: a) selecionar fungos produtores de enzimas de interesse ambiental e/ou industrial; b) produzir e otimizar a produção de tais enzimas pelos fungos selecionados; c) caracterizar bioquimicamente as enzimas altamente produzidas; d) detectar e caracterizar os genes que codificam para a produção das enzimas altamente produzidas; e) identificar taxonomicamente os fungos que apresentarem potencial para aplicação biotecnológica e; f) depositar os isolados identificados na Coleção de Micro-organismos da Antártica estruturada no âmbito da Coleção Brasileira de Micro-organismos de Ambiente e Indústria -CBMAI (PQBA/UNICAMP). Cabe ressaltar que, novos isolados de levedura estão sendo obtidos a partir de quatro diferentes amostras de sedimento marinho, as quais serão também prospectadas e estudadas no presente trabalho. (AU)

SeReNA: sensoriamento remoto da microfísica de nuvens e sua interação com aerossóis atmosféricos

Beneficiário:Alexandre Lima Correia
Instituição: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Lima Correia
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/15959-3
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):AtmosferaNuvensAerosolQueimada
Resumo
Este projeto estudará experimentalmente o perfil vertical microfísico de nuvens e sua resposta à carga atmosférica de aerossóis, com um nível de detalhamento espacial e temporal que não pode ser alcançado hoje por outras técnicas experimentais. Esse tema é da maior relevância hajam vistas as alterações que aerossóis podem produzir sobre o tempo de vida médio de nuvens e suas propriedades refletivas, nas condições termodinâmicas locais em nuvens e em seus padrões de precipitação. Esses elementos exercem influência direta sobre o equilíbrio radiativo da Terra, seus ciclos hidrológicos e energéticos, e respondem por grande parte das incertezas em modelos climáticos. Radares meteorológicos e medidas in situ a bordo de aviões são ferramentas importantes nesse tipo de estudo, mas carecem de precisão temporal e/ou espacial para uma análise completa da microfísica em nuvens isoladas. Este projeto obterá perfis verticais do raio efetivo de gotas em nuvens individuais a partir da medida da radiância emergente na lateral de nuvens, enquanto simultaneamente serão medidas as condições meteorológicas e a carga de aerossóis na vizinhança da nuvem sob análise. As medidas de radiância serão interpretadas a posteriori com o auxílio de simulações de transferência radiativa possibilitando a inferência de perfis verticais do tamanho de gotas. O responsável pelo projeto participou com sucesso da construção, calibração e testes em campo de um protótipo do sistema instrumental aqui descrito, e mantém colaboração científica com grupos de pesquisadores que utilizam um sistema similar. Este projeto integra o Temático FAPESP AEROCLIMA no. 2008/58100-2 e contribuirá para os seguintes temas relevantes do Programa FAPESP de Pesquisa em Mudanças Climáticas Globais: (a) consequências das mudanças climáticas nos ciclos de água, carbono e nitrogênio; e (b) balanço de radiação na atmosfera, aerossóis, gases traço e mudanças dos usos da terra. (AU)

Summer Institute on climate information for public health

Beneficiário:Monica de Andrade Morraye
Instituição: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Monica de Andrade Morraye
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reunião - Exterior
Processo:11/07754-5
Vigência: 16 de maio de 2011 - 27 de maio de 2011
Assunto(s):Mudança climática

Qualidade do solo para produção agrícola sustentável

Beneficiário:José Eduardo Corá
Instituição: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Eduardo Corá
Pesquisador visitante: Denis A. Angers
Instituição do pesquisador visitante: Soils and Crops Research and Development Centre (SCRDC) (Canadá)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Processo:10/19733-0
Vigência: 01 de maio de 2011 - 14 de maio de 2011
Assunto(s):Manejo do soloQualidade do soloPlantio diretoPlantas para coberturaMatéria orgânica do solo
Resumo
Qualidade do solo pode ser definida com a habilidade do solo em produzir alimento, fibras e outros produtos para produção de energia, assim como desempenhar várias funções de caráter ambiental. A estrutura do solo é determinante no papel do solo como um elemento tampão no ambiente e é o fator mais influenciado pelo manejo do solo no controle da erosão e da poluição difusa do solo. As pesquisas têm demonstrado que aumentando a quantidade de matéria orgânica (MO) do solo é possível aumentar a produtividade das culturas, em decorrência da melhoraria da estrutura do solo, tendo como consequências o aumento da disponibilidade de água e ar para as plantas, aumento da capacidade de troca de cátions, da atividade dos microrganismos e do suprimento de nutrientes para as plantas. A melhoria na estrutura confere aos solos menor susceptibilidade à compactação e à erosão. O revolvimento do solo é o principal agente de modificação da estrutura do solo, aumentando o potencial de perda da MO por erosão e decomposição biológica. Portanto, sistemas de manejo que se caracterizam por um intenso revolvimento do solo promovem rápida degradação da MO e da estrutura do solo, com subsequente aumento da erosão e emissão de CO2. Um processo de degradação química, física e biológica do solo se desenvolve afetando, negativamente, a produtividade da cultura. Em contrapartida, sistemas de manejo que promovam incremento de MO ao solo, proporcionam melhora na estrutura do solo, assim como proporcionam sequestro de CO2 atmosférico. Contudo, o incremento depende de fatores como textura e mineralogia do solo e clima. Em regiões tropicais e subtropicais, onde altas temperaturas e umidade acentuam a degradação da matéria orgânica do solo, o objetivo principal das pesquisas deve estar voltado ao desenvolvimento de sistemas de manejo que visem o aumento e/ou conservação da MO no solo. Portanto, conhecimento dos principais fatores que envolvem a dinâmica da MO no solo é fundamental para o estabelecimento de melhores práticas de manejo no sistema agrícola. Nosso grupo de pesquisa vem estudando aspectos relacionados à sistemas de manejo que promovam o aumento da capacidade produtiva do solo, visando aumento da produtividade de culturas. Em 2008 surgiu uma oportunidade de catalisar esforços nas pesquisas por meio de colaboração internacional. Discussões com Dr. Denis Angers, pesquisador do Soils and Crops Research Centre/Agriculture and Agri-Food Canada, nos estimulou a enviar um aluno de doutorado (Marcio dos Reis Martins) para desenvolver parte de sua tese na referida Instituição sob a co-orientação do Dr. Angers, por período de um ano. Nesse ínterim, verificou-se a necessidade do Dr. Angers conhecer nossas áreas de pesquisas, visando aprofundar seus conhecimentos em sistemas agrícolas tropicais e assim poder colaborar mais efetivamente na discussão dos resultados já obtidos sob sua co-orientação, assim como adquirir subsídios para discussão de futuros projetos de pesquisa em parceria, o que nos levou a elaborar a presente proposta. Portanto, a visita visa 1) trabalho colaborativo para analisar os dados já obtidos pelo doutorando Marcio, no Canadá, sob a co-orientação do Dr. Angers; 2) definir uma próxima etapa da tese de Marcio, a qual será realizada no Brasil, sendo que as análises químicas no material de solos e plantas serão realizadas no Canadá, 3) contribuir para novas atividades de pesquisa e; 4) discutir e propor novos estudos, visando elaborar projetos em parceria com o Soils and Crops Research Centre no Canadá. Adicionalmente, o Dr. Angers terá a oportunidade de conhecer os demais projetos de pesquisas sendo conduzidos por outros pós-graduandos sob nossa orientação e de apresentar seminários para a comunidade da Unesp e outras instituições (ESALQ/USP, IAC) sobre as pesquisas que vem desenvolvendo, visando divulgar seu trabalho para estimular outros alunos e pesquisadores à desenvolverem pesquisas em colaboração (AU)

Estudo de frentes de onda na alta atmosfera e ionosfera na região amazônica utilizando técnicas óticas e de rádio

Beneficiário:Alexandre Alvares Pimenta
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). São José dos Campos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Alvares Pimenta
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/50083-4
Vigência: 01 de maio de 2011 - 30 de abril de 2013
Assunto(s):IonosferaTempestades geomagnéticas
Resumo
O estudo do sistema alta atmosfera/ionosfera pode ser classificado em estudos de longo e curto prazo. Os estudos de longo prazo envolvem fenômenos relacionados com o ciclo solar, isto é, necessitam de pelo menos 11 anos de dados para podermos inferir o comportamento e a tendência do sistema alta atmosfera/ionosfera. A sazonalidade, isto é, os efeitos das estações do ano sobre a dinâmica entre o acoplamento da atmosfera neutra e ionizada também se inclui nos estudos de longo prazo. Por outro lado, estudos de curto prazo envolvem fenômenos que ocorrem na alta atmosfera/ionosfera relacionados com tempestades magnéticas ou fenômenos espúrios. Fenômenos espúrios são aqueles que ocorrem aleatoriamente e alteram o sistema alta atmosfera/ionosfera em escalas de tempo menores (de algumas dezenas de minutos a poucos dias). Podemos citar, por exemplo, geração de ondas de gravidade, instabilidades de plasma que geram irregularidades no plasma ionosférico e o fenômeno "Brightness waves" (recentemente detectados por nós com o sistema "all-sky" desenvolvido no inpe com câmara fotográfica). As variabilidades da radiação solar, as tempestades magnéticas geradas pela interação entre o vento solar e a magnetosfera terrestre, e outros fenômenos relacionados ao clima espacial, são responsáveis pelo acoplamento do sistema solar e meio interplanetário com a alta atmosfera/ionosfera terrestre. Esses efeitos são particularmente importantes na ionosfera ao qual se mostra altamente variável e responde de forma distinta a esses fenômenos, sobretudo na região tropical brasileira. Tais fenômenos influenciam fortemente as atividades e os sistemas de aplicações espaciais, causando interferências significativas e até mesmo interrupções nos sistemas trans-ionosféricos de telecomunicações tais como o sistema de satélites GPS. No setor brasileiro, tais efeitos são particularmente mais intensos devido à declinação geomagnética elevada, a anomalia equatorial e à presença da Anomalia Magnética do Atlântico Sul. Este projeto tem como objetivo principal a compra de uma câmara CCD para substituir a câmara fotográfica digital utilizada em um equipamento científico denominado imageador all-sky assim como recursos de capital e custeio para conseguimento das nossas pesquisas. (AU)

4ª Conferência regional sobre mudanças globais | São Paulo - SP

Beneficiário:Tercio Ambrizzi
Instituição: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Tercio Ambrizzi
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Processo:11/50035-0
Vigência: 04 de abril de 2011 - 07 de abril de 2011
Assunto(s):Mudança climáticaPrevenção e mitigaçãoDesenvolvimento sustentávelVulnerabilidade

Geocronologia e interpretações paleoambientais de sedimentos clásticos em cavernas do estado da Bahia

Beneficiário:Ivo Karmann
Instituição: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Ivo Karmann
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/20560-2
Vigência: 01 de abril de 2011 - 31 de março de 2014
Assunto(s):CavernasSedimentologiaPaleoclimatologia
Resumo
Propõe-se o estudo estratigráfico e geocronológico de sedimentos detríticos de cavernas do estado da Bahia visando obter idades do soterramento de grãos de quartzo através da técnica de datação por radionuclídeos cosmogênicos. As idades das fases de deposição e erosão de sedimentos clásticos registrados nas cavernas da Chapada Diamantina deverão contribuir no estudo dos efeitos de eventos climáticos do Quaternário (como, p.ex., os eventos milenares Younger Drias, Heinrich e o ultimo máximo glacial, LGM) sobre a dinâmica de sistemas cársticos. Estas variações de paleovazão e do nível d'água dos rios subterrâneos serão comparadas e integradas com variações de paleopluviosidade indicadas pelos registros já obtidos de variações de '18O em espeleotemas carbonáticos da região. A datação U/Th de depósitos calcíticos intercalados em parte do registro clástico deverá fornecer idades de períodos com baixa vazão dos rios em conseqüência de fases menos pluviosas. Por outro lado, as idades radiométricas de isótopos cosmogênicos da seqüência basal dos sedimentos clásticos deverá estender temporalmente os estudos de variações climáticas além das idades do método U/Th em espeleotemas, uma vez que, é muito provável a ocorrência de areias fluviais com idades superiores a 700 ka (atual limite máximo do método U/Th) nas cavernas da região de Iraquara. O detalhamento estratigráfico e as coletas para geocronologia terão como base a seqüência sedimentar de até 20 m de espessura, composta por cascalheiras, areias e argilas, evidenciada em trabalhos anteriores realizados pela equipe, com apoio da FAPESP (proc. 96/05686-0)Além da influência paleoclimática sobre a dinâmica de rios subterrâneos, a presente pesquisa pretende utilizar idades radiométricas de isótopos cosmogênicos de areias quartzosas para quantificar processos de entalhamento destes rios, especialmente na região do sistema de cavernas do Padre (região sudoeste da Bahia), trazendo assim, dados inéditos sobre taxas de soerguimento de áreas cratônicas do Brasil durante o Quaternário, contribuindo com estudos quantitativos da geomorfologia e tectônica recente. Esta proposta representa a continuidade das pesquisas paleoambientais do Quaternário com espeleotemas e da dinâmica de sistemas cársticos, iniciada através dos auxílios à pesquisa da FAPESP, procs. 99/10351-6, 06/02834-2 e 06/06761-0, desenvolvidos por integrantes da presente equipe de pesquisa. (AU)

Genética de populações e filogeografia de Cereus fernambucensis (família Cactaceae; tribo Cereeae)

Beneficiário:Fernando de Faria Franco
Instituição: Centro de Ciências e Tecnologias para a Sustentabilidade (CCTS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Fernando de Faria Franco
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/19557-7
Vigência: 01 de abril de 2011 - 31 de março de 2014
Assunto(s):FilogeografiaGenoma de plastídiosCactusCactaceae
Resumo
A espécie Cereus fernambucensis (Família Cactaceae; Tribo Cereeae) é endêmica do Domínio da Mata Atlântica e possui ampla distribuição geográfica ao longo da região costeira do Brasil. Existem duas subespécies descritas para C. fernambucencis, que estão atualmente em alopatria, sendo elas: C. fernambucensis fernambucensis e C. fernambucensis sericifer. As populações da primeira ocorrem em áreas de restinga desde o Rio Grande do Norte até o sul do estado de São Paulo, enquanto as populações da segunda ocorrem em afloramentos rochosos encontrados nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo e no sul de Minas Gerais. No presente projeto pretende-se entender a estrutura populacional e história filogeográfica da espécie C. fernambucensis através da análise sequências de dois espaçadores intergênicos do DNA do cloroplasto. Os dados gerados poderão contribuir para: 1) o entendimento da história evolutiva de C. fernambucensis; 2) a proposição de estratégias de conservação para C. fernambucensis, como por exemplo, através da descrição de Unidades Significativamente Evolutivas para a mesma; 3) o debate sobre as diferentes hipóteses para explicar a alta taxa de endemismo encontrado na Mata Atlântica; 4) o debate sobre os efeitos causais das flutuações climáticas do Quaternário sobre a distribuição geográfica dos táxons neotropicais. (AU)

Mudanças ambientais globais, vulnerabilidade, risco e subjetividade: um estudo sobre o Litoral Norte paulista

Beneficiário:Sonia Regina da Cal Seixas
Instituição: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Coordenadoria de Centros e Núcleos Disciplinares (COCEN). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Sonia Regina da Cal Seixas
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:10/20811-5
Vigência: 01 de abril de 2011 - 31 de março de 2013
Assunto(s):Sociologia ambientalMudança climáticaCaraguatatuba (SP)
Resumo
O presente projeto procura dar continuidade a duas outras pesquisas, coordenados pela responsável desta proposta. Um já finalizado que analisou a depressão entre os moradores do Litoral Norte Paulista, (FAPESP, 2004/10685-1), e outro em andamento que procura analisar as implicações das mudanças ambientais globais na saúde humana da população do Litoral Paulista, que está inserido num projeto mais amplo que analisa o Crescimento Urbano, Vulnerabilidade e Adaptação: dimensões sociais e ecológicas das mudanças climáticas no Litoral Paulista, 2009 - 2012 (FAPESP Program on Global Climate Change, 2008/58159-7). A análise sobre a saúde humana no litoral paulista parte da hipótese de que as mudanças ambientais globais modificam o perfil epidemiológico de morbi-mortalidade das comunidades litorâneas do Estado de São Paulo. Estas modificações se relacionam tanto a morbidades infectocontagiosas, em especial aquelas transmitidas por vetores, como também a condições cardiovasculares e respiratórias. Consequentemente, essas alterações incidirão sobre a maneira como os moradores lidam com tais mudanças em seu cotidiano, especialmente os pescadores artesanais e suas famílias, que pela trajetória de vida e trabalho são aqueles que primeiramente percebem mudanças ambientais em seu cotidiano, e acabam por deter um saber que poderá contribuir para a compreensão dessa dinâmica e seus efeitos em suas subjetividades. Desta forma, a presente proposta pretende atingir quatro objetivos centrais: 1) complementar o diagnóstico socioambiental elaborado para o Litoral Norte Paulista (FAPESP 04/10685-1), que contemple os riscos que a população enfrentará a das mudanças ambientais globais ; 2) avaliar os impactos na subjetividade dos moradores a partir dos riscos aos quais estarão submetidos, escolhidos como referência os moradores da Praia da Cocanha (escolhida previamente em função da organização social que apresenta em torno da atividade pesqueira), município de Caraguatatuba, Litoral Norte Paulista, 3) avaliar a implicação da percepção da mudança ambiental e seus impactos subjetivos sobre a saúde dessas populações, principalmente relacionadas ao estudo da depressão e 4) consolidar novas parcerias, que já vêm sendo construídas, e que permitirão ampliar o olhar teórico-metodológico sobre a realidade do Litoral Norte Paulista. Com base nessas informações pretende-se ampliar o conhecimento que tem sido acumulado sobre a região e contribuir para políticas públicas que possam mitigar a problemática socioambiental que a população enfrenta. (AU)
Página 4 de 925 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP