site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
Página 2 de 35 resultado(s)
|

Influência da criopreservação na dinâmica do fuso meiótico e na ocorrência de anormalidades cromossômicas em oócitos humanos: comparação das técnicas de congelação lenta e de vitrificação

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edmund Chada Baracat
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/54945-8
Vigência: 01 de maio de 2009 - 30 de abril de 2011
Assunto(s):CriopreservaçãoOócitosCongelamentoVitrificaçãoCariótipo
Resumo
A criopreservação de oócitos, atualmente considerada como técnica experimental tem o potencial de se constituir em método de grande relevância no tratamento de pacientes com necessidade de preservação da fertilidade e de técnicas de reprodução assistida. A ocorrência de alterações citoarquiteturais e cromossômicas em oócitos congelados já foram relatadas em humanos e em outras espécies animais. Este estudo tem como objetivo, avaliar as alterações do fuso meiótico e a ocorrência de aneuploidias em oócitos humanos submetidos à criopreservação pela técnica de congelação lenta ou de vitrificação em estágio de vesícula gerrninativa. Com esse propósito, oócitos em estágio de vesícula germinativa, considerados imaturos, coletados de pacientes submetidas a fertilização in vitro no Centro de Reprodução Humana Mário Covas do HCFM-USP, serão divididos de forma randômica e congelados utilizando-se duas diferentes técnicas: congelação lenta e vitrificação. Esses oócitos, quando imaturos, são usualmente descartados, pois, não são aplicáveis para uso clínico. Análise do fuso meiótico será realizada por microscópio invertido equipado com uma câmera de vídeo analógica e um sistema de imagens que combina luz polarizada em cristal líquido denominado ICSI Guard Octax TM. Essa análise acontecerá após cultura dos oócitos e progressão para estágio de metáfase I e metálase II. Esse sistema microscópico possibilita a visualização de células vivas. Além disso, os oócitos descongelados serão submetidos à análise cromossômica por meio de cariótipo após serem cultivados até o estágio de metáfase II, quando são considerados oócitos maduros com possibilidades de uso em fertilização in vitro. (AU)

Análise da plasticidade sináptica em motoneurônios medulares de animais submetidos a encefalomielite autoimune experimental

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alexandre Leite Rodrigues de Oliveira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:07/03645-1
Vigência: 01 de outubro de 2007 - 30 de setembro de 2009
Assunto(s):Neurobiologia
Resumo
A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença autoimune crônica, manifestada morfologicamente por inflamação e desmielinização do sistema nervoso central (SNC). Esse processo inflamatório provoca lesão axonal e perda de mielina. Em modelos animais, é possível observar degeneração axonal, bem como inflamação, similares ao observado em humanos com EM. Além disso, recentemente demonstramos a ocorrência de intenso rearranjo dos circuitos medulares durante o curso da doença em ratos submetidos à encefalomielite experimental autoimune (EAE). Contudo, não são ainda bem compreendidos os efeitos de sucessivos surtos e remissões sobre a citoarquitetura dos circuitos medulares. Assim, no sentido de melhor entender esses fenômenos, utilizaremos camundongos submetidos à forma remitente/recorrente da EAE, sendo analisados os resultados em nível de imunohistoquímica e ultraestrutura. Os camundongos serão submetidos à EAE por meio de aplicações de 100µl no plexo braquial direito e esquerdo de cada animal, contendo o peptídeo de MOG35-55 diluído em PBS e Mycobacterium tuberculosis emulsificada com adjuvante completo de Freund. Os grupos serão dividivos em: 10 animais controle, 10 animais no surto (13º dia após EAE), 10 animais na 1º remissão (15º dia após EAE) e 10 aimais na 4º remissão (17º dia após EAE). Todos os animais serão sacrificados através de perfusão. Em cada grupo 5 animais serão processados para microscopia eletrônica de transmissão e 5 animais serão processados em imunohistoquímica. (AU)

Estudos de ressonância magnética de alta resolução e imagem de receptores em epilepsia refratária do lobo temporal: análises in vivo e ex vivo

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Alberto Moreira Filho
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:12/16606-2
Vigência: 01 de setembro de 2012 - 28 de fevereiro de 2013
Vinculado ao auxílio:05/56446-0 - Estudos de ressonância magnética de alta resolução e imagem de receptores em epilepsia refratária do lobo temporal: análises in vivo e ex vivo, AP.CINAPCE.TEM
Assunto(s):EpilepsiaHipocampo
Resumo
O treinamento de um técnico de nível superior é importante para a continuidade do projeto de pesquisa. Há uma grande quantidade de material disponível para o projeto e várias metodologias de rotina são empregadas no seu processamento técnico. Nosso projeto temático tem obtido resultados interessantes que foram recentemente apresentados em congressos e publicados em periódicos internacionais (Bando et al 2011, Allegro et al 2012). O treinamento de um técnico de nível superior é necessário para suprir o processamento de rotina das amostras e também permitirá aumentar a eficiência da coleta de dados histopatológicos referentes ao projeto. O treinamento deve incluir processamento do tecido cerebral e capacitacao para coleta e analise de dados basicos de histopatologia e imunohiostoquimica. Em resumo, os hipocampos serão fixados por imersão, crioprotegidos, congelados e cortados em criostato para obtenção de fatias com 60 µm de espessura. Uma em cada cinco fatias histológicas será montada em lâmina gelatinizada para coloração de Nissl (Violeta de Cresila) e as demais armazenadas em solução crioprotetora para posterior estudo imunohistoquímico. Três fatias representativas das porções inicial, média e final de cada hipocampo serão coradas por hematoxilina-eosina (HE) e encaminhadas para exame e registro anatomopatológico. O hipocampo inteiro de cada caso será utilizado (média de 50-60 fatias/paciente). Serão excluídos casos com artefatos de processamento que prejudiquem e/ou inviabilizem as análises subsequentes. A análise morfométrica compreende as medidas lineares obtidas na camada granular do giro denteado, focalizando áreas de dispersão. A análise será feita nas imagens de quatro fatias do corpo de cada hipocampo processado para coloração de Nissl, adquiridas com um estereomicroscópio e utilizando-se o programa Image J (Image J, NIH, Bethesda, Maryland, USA). A avaliação semiquantitativa dos hipocampos escleróticos será feita em quatro fatias do corpo do hipocampo. Serão focalizadas as alterações do giro denteado, particularmente a desorganização da citoarquitetura: perda e dispersão celular e bilaminação da camada granular. A perda celular será determinada como áreas de falha na continuidade ou diminuição da espessura da camada granular do giro denteado, sendo graduada de zero (sem perda) a quatro (perda total). A dispersão das células granulares será definida como áreas de "espalhamento" das células granulares além dos limites normais do giro denteado, sendo graduada de zero (sem alteração) a três (alteração muito intensa). A bilaminação será definida como duplicação bem definida do todo ou parte da camada granular e será descrita como presente (+) ou ausente (-). (AU)

CInAPCe-FAPESP

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Edson Amaro Junior
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:13/17065-8
Vigência: 01 de setembro de 2013 - 31 de dezembro de 2013
Vinculado ao auxílio:05/56446-0 - Estudos de ressonância magnética de alta resolução e imagem de receptores em epilepsia refratária do lobo temporal: análises in vivo e ex vivo, AP.CINAPCE.TEM
Assunto(s):Neurologia
Resumo
O treinamento de um técnico de nível superior é importante para a continuidade do projeto de pesquisa. Há uma grande quantidade de material disponível para o projeto e várias metodologias de rotina são empregadas no seu processamento técnico. Nosso projeto temático tem obtido resultados interessantes que foram recentemente apresentados em congressos e publicados em periódicos internacionais (Bando et al 2011, Allegro et al 2012). O treinamento de um técnico de nível superior é necessário para suprir o processamento de rotina das amostras e também permitirá aumentar a eficiência da coleta de dados histopatológicos referentes ao projeto. O treinamento deve incluir processamento do tecido cerebral e capacitacao para coleta e analise de dados basicos de histopatologia e imunohiostoquimica. Em resumo, os hipocampos serão fixados por imersão, crioprotegidos, congelados e cortados em criostato para obtenção de fatias com 60 µm de espessura. Uma em cada cinco fatias histológicas será montada em lâmina gelatinizada para coloração de Nissl (Violeta de Cresila) e as demais armazenadas em solução crioprotetora para posterior estudo imunohistoquímico. Três fatias representativas das porções inicial, média e final de cada hipocampo serão coradas por hematoxilina-eosina (HE) e encaminhadas para exame e registro anatomopatológico. O hipocampo inteiro de cada caso será utilizado (média de 50-60 fatias/paciente). Serão excluídos casos com artefatos de processamento que prejudiquem e/ou inviabilizem as análises subsequentes. A análise morfométrica compreende as medidas lineares obtidas na camada granular do giro denteado, focalizando áreas de dispersão. A análise será feita nas imagens de quatro fatias do corpo de cada hipocampo processado para coloração de Nissl, adquiridas com um estereomicroscópio e utilizando-se o programa Image J (Image J, NIH, Bethesda, Maryland, USA). A avaliação semiquantitativa dos hipocampos escleróticos será feita em quatro fatias do corpo do hipocampo. Serão focalizadas as alterações do giro denteado, particularmente a desorganização da citoarquitetura: perda e dispersão celular e bilaminação da camada granular. A perda celular será determinada como áreas de falha na continuidade ou diminuição da espessura da camada granular do giro denteado, sendo graduada de zero (sem perda) a quatro (perda total). A dispersão das células granulares será definida como áreas de "espalhamento" das células granulares além dos limites normais do giro denteado, sendo graduada de zero (sem alteração) a três (alteração muito intensa). A bilaminação será definida como duplicação bem definida do todo ou parte da camada granular e será descrita como presente (+) ou ausente (-). (AU)

Papel do microambiente celular nos mecanismos moleculares de resistência a quimioterápicos em modelo de carcinoma mamário humano

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Frederico Martins Menck
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo:11/50856-3
Vigência: 01 de novembro de 2011 - 31 de julho de 2016
Vinculado ao auxílio:13/08028-1 - CEGH-CEL - Centro de Estudos do Genoma Humano e de Células-Tronco, AP.CEPID
Assunto(s):Neoplasias mamáriasCultura celular em 3DQuimioterapia
Resumo
O câncer de mama é o tipo de neoplasia mais comumente detectada em mulheres de todo o mundo. Dentre as principais ferramentas para o tratamento de tumores mamário, a quimioterapia assume um papel de destaque, por prover aumento significativo da sobrevida dessas pacientes. A doxorrubicina constitui um dos mais potentes agentes quimioterápicos atualmente disponíveis. Muitos são os fatores e mecanismos, identificados em estudos in vitro, associados ao escape de células tumorais aos efeitos citotóxicos gerados por quimioterápicos. Entretanto, muito pouco ainda é conhecida sobre as respostas celulares a quimioterapia em um microambiente mais próximo do contexto tecidual. Muitas evidências suportam o importante papel da matriz extracelular (MEC) e do microambiente multicelular tridimensional na gênese e progressão tumoral. Por meio da dinâmica regulação da citoarquitetura e da expressão gênica, os elementos da MEC podem modular a regulação da resposta de células tumorais a quimioterapia. As culturas celulares de mama em três dimensões (3D) são uma valiosa ferramenta para o estudo do contexto celular 3D na carcinogênese. Este projeto tem como objetivo o estudo da função da MEC e da estrutura tridimensional na resposta de células de carcinoma mamário humano ao tratamento com doxorrubicina. Neste sentido, pretende-se comparar os efeitos deste agente quimioterápico sobre a resposta ao dano no DNA, ciclo e morte celular, em células cultivadas em monocamada sobre plástico e embebidas em membrana basal reconstituível. Dado o critico papel da proteína p53 no efeito de quimioterápicos e na reação celular a lesão no DNA, no presente projeto espera-se também avaliar o papel desse supressor de tumor em um contexto tridimensional. Além disso, por meio de uma análise proteômica, busca-se identificar as moléculas diferencialmente expressas entre células em duas e em três dimensões, responsáveis pelas distintas respostas desses modelos celulares à quimioterapia. (AU)

Efeitos da desnutrição e renutrição proteica na citoarquitetura hepática com a aplicação de novos métodos estereológicos para a construção de intervalos de confiança para medidas morfoquantitativas

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Augusto Coppi Maciel Ribeiro
Anfitrião: Marta Garcia-Finana
Local de pesquisa: University of Liverpool (Inglaterra)
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Processo:10/00783-7
Vigência: 15 de abril de 2010 - 15 de junho de 2010
Assunto(s):Nutrição animalDesnutriçãoFígado
Resumo
O presente trabalho tem como objetivo estudar os efeitos da desnutrição e renutrição proteica no fígado, sob os aspectos morfométricos, estereológico e quantitativo. Assim sendo serão utilizados quinze camundongos Swiss machos com 60 dias de idade aos quais foram oferecidos água sem restrições (Ad libidum), uma dieta proteica (12% de proteína-caseina) ou uma dieta hipoproteica (2% de caseina), sendo um grupo de animais renutrido com dieta normoproteica. Aos 21 dias os animais serão ortoeutanasiados e será retirado o fígado. Para o estudo histológico qualitativo e quantitativo, o material será fixado com solução de Karnovsky modificado (Glutaraldeído 5% e formoldeído 1%) em tampão de cacodilato de sódio (0,125 M e pH 7.4). Em seguida, o material será desidratado em séries de alcoóis e posteriormente embebido em araldite. Cortes sistemáticos serão realizados e métodos estereológicos serão empregados para estimar o volume do fígado com respectivo "intervalo de confiança", número total de hepatócitos, bem como seu volume. Desta forma, espera-se que os dados gerados por este estudo possam avaliar (com acurácia tridimensional) os efeitos da desnutrição e renutrição na celularidade hepática. Palavras-chave: Estereologia, Desnutrição, Fígado. (AU)

Plasticidade da citoarquitetura hepática durante a desnutrição proteica,e seguida de renutricao:uma abordagem estereológica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Augusto Coppi Maciel Ribeiro
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:12/18205-5
Vigência: 01 de outubro de 2012 - 31 de outubro de 2013
Vinculado ao auxílio:12/50067-1 - Plasticidade da citoarquitetura hepática durante a desnutrição proteica,e seguida de renutricao:uma abordagem estereológica, AP.R
Assunto(s):FígadoEstereologiaDesnutrição
Resumo
A desnutrição protéico-calórica é um problema de dimensões alarmantes, correspondendo a cerca de 40% das causas de hospitalização. Em virtude de sua complexidade metabólica e altas taxas de renovação e reposição celular o fígado é um dos orgãos mais afetados pela desnutrição. Portanto objetiva-se analisar, utilizando microscopia quantitativa tridimensional (Bioimagem e Estereologia), os efeitos da dieta hipoprotéica (e da reversão da mesma) na macro e microestrutura do fígado. Para tal utilizaremos vinte camundongos Swiss machos com idade inicial de 60 dias de idade (peso corpóreo médio inicial = 55 gramas ± 2DP) e provenientes de colônias mantidas pelo Biotério da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP). Os animais serão subdivididos em quatro grupos dependendo do tipo de dieta oferecido: Grupo I - animais nutridos (n=5); Grupo II - animais desnutridos (n=5); Grupo III - animais renutridos (n=5); Grupo IV - animais controle para os renutridos (n=5). Os animais do grupo I e IV receberão uma dieta normoprotéica (12% de caseina) e os animais dos grupo II e III receberão uma dieta hipoprotéica (2% de caseina). A renutrição será conduzida nos animais do grupo III, continuando-se a manter em paralelo animais do grupo IV. Após um mês recebendo ração hipoprotéica, os animais do grupo III receberão ração normoprotéica e água ad libitum. O processo de renutrição ocorrerá por mais 30 dias. Todos os animais serão eutanasiados e utilizados para a obtenção, além do fígado, do sangue, medula óssea e baço para as análises ulteriores. Do ponto de vista estereológico serão estimados o volume do fígado, o número total e o volume médio dos hepatócitos, o volume total de vasos no fígado e o volume total do tecido colágeno na matriz extracelular do fígado. Entende-se que os conhecimentos gerados por esta pesquisa serão fundamentais para o diagnóstico e tratamento das hepatopatias de origem nutricional. (AU)

Caracterização química do núcleo supraquiasmático do primata Cebus apella

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Maria Inês Nogueira
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:08/53689-8
Vigência: 01 de agosto de 2008 - 28 de fevereiro de 2011
Assunto(s):Imuno-histoquímicaRitmos biológicosNúcleo supraquiasmáticoCebus apella
Resumo
O núcleo supraquiasmático (NSQ), principal relógio biológico circadiano em mamíferos, contém uma variedade de diferentes neurônios os quais tendem a formar grupos organizados em seu interior (Moore et al., 2002). As descrições dos padrões de distribuição destes tipos celulares, assim como, das principais terminações aferentes a este núcleo e suas relações levaram alguns autores a dividi-lo anatomo-funcionalmente em: porção ventrolateral e porção dorsomedial ou ainda cerne (do inglês core) e concha (do inglês shell) (Moore et al., 2002). Embora tal nomenclatura tenha sido extrapolada para várias espécies, esta organização intrínseca tende a apresentar diferenças nas espécies já estudadas e pouco se sabe sobre a citoarquitetura deste núcleo em primatas (Morin e Allen, 2005; Morin et al., 2006; Pinato et al.,2007). O presente estudo, complemento de projeto do laboratório em curso com pós-doc e doutoranda, propõe a caracterização química do NSQ do primata diurno Cebus apella utilizando métodos com reações de imunoistoquímica e imunofluorescência para avaliar o padrão de distribuição dos principais grupos neuronais e projeções aferentes a este núcleo, assim como suas relações. Os resultados preliminares mostram que, nesta espécie, o NSQ apresenta organização complexa caracterizada por grupos celulares peptidérgicos (vasopressina (VP), calbidina (Calb) e calretinina (Cair)) e terminações aferentes (neuropepideo Y (NPY), serotonina (5-HT) e terminais retinianos (CTb-ir)) que na maioria dos casos apresentam diferenças de localização em comparação a roedores. Os dados preliminares suportam a hipótese de que há importantes diferenças interespecíficas na estrutura e características intrínsecas do NSQ e que, em primatas a organização deste núcleo deve ser mais complexa do que a organização classicamente dividida em "core" e "shell", ou seja cerne e concha, (Morin et al., 2006). (AU)

Plasticidade da citoarquitetura hepática durante a desnutrição proteica, e seguida de renutrição: uma abordagem estereológica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Antonio Augusto Coppi Maciel Ribeiro
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:13/22569-5
Vigência: 01 de novembro de 2013 - 31 de março de 2014
Vinculado ao auxílio:12/50067-1 - Plasticidade da citoarquitetura hepática durante a desnutrição proteica,e seguida de renutricao:uma abordagem estereológica, AP.R
Assunto(s):EstereologiaDesnutrição proteico-calóricaMorfologia (anatomia)
Resumo
A desnutrição proteico-calórica corresponde a cerca de 40% das causas de hospitalização. Considerando-se que o processo metabólico é proteína-dependente, acredita-se que todos os tecidos são afetados por um estado hipoproteinemia ou de privação proteica, embora não apresentem o mesmo grau e severidade de comprometimento. Os tecidos mais afetados são aqueles que apresentam uma alta taxa de renovação e reposição celular, como por exemplo o fígado e a mucosa intestinal (Michalopoulus e Defrances, 1997; Sant'ana et al., 1997). Durante o desenvolvimento pós-natal a desnutrição proteico-calórica tem um maior impacto no peso do fígado do que no peso corpóreo, além de causar alterações na estrutura do fígado e redução na quantidade de DNA do mesmo, no fluxo da bile e na secreção de sais biliares, ocasionando retardo no desenvolvimento do órgão e prejuízos na função hepática (Tandon et al., 1974; Opleta et al., 1988; Caballero et al., 2011). A avaliação histológica do fígado é conduzida rotineiramente para várias finalidades, entre elas, para o diagnóstico da esteatose hepática e das hepatites tóxicas, e também para acessar a severidade dos danos da hepatite crônica (Marcos et al., 2012). Embora alguns aspectos qualitativos e quantitativos dos efeitos da desnutrição na microestrutura do fígado tenham sido documentados na literatura, estes resultados são comumente gerados por métodos morfométricos bidimensionais (Enwonwu e Sreenbny, 1971; Tandon et al., 1974; Caballero et al., 2011) os quais são potenciais fontes de inacurácia e "bias" (Gundersen et al., 1999; Howard e Reed, 2010). Desta forma, o uso de métodos histoquantitativos tridimensionais (métodos estereológicos) na investigação do fígado é ainda insipiente mesmo em roedores e também na espécie humana (Santos et al., 2009; Marcos et al., 2012) e apenas restrito ao tecido hepático saudável, não enfocando os efeitos da desnutrição proteico-calórica e da renutrição na estrutura do órgão. Um levantamento sobre publicações científicas feito por meio do Web of Knowledge SM, comparando-se, por exemplo, o uso da estereologia para o estudo do encéfalo e do fígado, mostra a predominância de trabalhos enfocando o sistema nervoso (75%) e apenas 25% de trabalhos utilizando estereologia para investigar quantitativamente a estrutura o tecido hepático (Marcos et al., 2012). Não obstante, os métodos estereológicos têm sido progressivamente aplicados em outros tecidos animais e têm integrado a política editorial de revistas científicas internacionais de relevância (Saper, 1996; Madsen, 1999).Sob o ponto de vista nutricional, o conhecimento acerca da estrutura quantitativa do fígado tem grande importância, uma vez considerados o seu papel no metabolismo dos nutrientes da dieta (Michalopoulus e Defrances, 1997).Tendo em vista a carência de estudos estereológicos sobre os efeitos da desnutrição proteica e da renutrição na estrutura do fígado, esta pesquisa objetiva analisar, utilizando microscopia quantitativa tridimensional (Bioimagem e Estereologia), os efeitos da dieta hipoproteica (e da reversão da mesma) na macro e microestrutura do fígado, cujo conhecimento gerado será fundamental para o entendimento, diagnóstico e tratamento das hepatopatias de origem nutricional. (AU)

Análise da VapB, Rab1 e do Estresse do Reticulo Endoplasmático em cultura de neurônios motores de camundongos modelo da esclerose lateral amiotrófica

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Merari de Fátima Ramires Ferrari
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/22382-0
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 30 de novembro de 2013
Assunto(s):Degeneração neuralEstresse do retículo endoplasmático
Resumo
O retículo endoplasmático é uma organela multifuncional envolvida na síntese, processamento e modelamento de proteínas, bem como participa do transporte intracelular e sinalização por cálcio. A VAPB interage com a mitocôndria para a homeostase do cálcio, participa da sinalização celular, da citoarquitetura, do processo de resposta a proteínas maldobradas e do tráfego entre o retículo endoplasmático e o complexo de Golgi. Este tráfego também é realizado pela proteína Rab1. O estresse do retículo endoplasmático pode estar associado à disfunção destas proteínas bem como é um evento comum às doenças neurodegenerativas, como a esclerose lateral amiotrófica. Desta forma, o presente estudo visa analisar a relação entre a expressão da VAPB, Rab1 e o estresse do retículo endoplasmático em neurônios motores de camundongos neonatos transgênicos para a SOD1 humana mutante (G93A), SOD1 não mutante e controles (B6SJL). A metodologia a ser empregada envolve genotipagem, cultura de neurônios motores, imunocitoquímica, western blot e expressão exógena da Rab1. (AU)
Página 2 de 35 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP