Busca avançada

X

Criar um alerta por e-mail


Novos resultados para a sua pesquisa em seu e-mail, semanalmente.

Seu e-mail:

Tamanho do e-mail:



Seu endereço de e-mail não será divulgado.

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Publicações acadêmicas
  • Auxílios à Pesquisa
  • Bolsas
  • Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
  • Programas de Infraestrutura de Pesquisa
  • Área do conhecimento
  • Situação
  • Ano de início
Excel (CSV)Alerta por e-mail   RSS
Página 4 de 89 resultado(s)
|
Resumo

A circulação extracorpórea (CEC) é um importante fator contributivo para as alterações pulmonares observadas na unidade de terapia intensiva após cirurgia cardíaca (CC). O transporte mecânico do muco respiratório é considerado o principal mecanismo de defesa das vias aéreas, tendo o epitélio respiratório o papel de manter a integridade necessária para um eficiente transporte mucociliar, incluindo a atividade ciliar e a regulação da apropriada quantidade de água e sal na superfície das vias aéreas, através do transporte transepitelial de íons. O objetivo deste estudo é avaliação dos efeitos da CEC sobre o aparelho mucociliar e suas repercussões sobre as propriedades reológicas de amostras de muco respiratório, bem como sobre sua transportabilidade e sobre a freqüência de batimento ciliar. Serão empregados 20 porcos (10 controles e 10 sofrendo CEC), jovens (3 meses), com peso variando de 30 a 40 quilos, provenientes de criadouro referenciado, serão excluídos os portadores de qualquer anormalidades que possam interferir no andamento do estudo. Serão analisados os dados da freqüência do batimento ciliar, da transportabilidade do muco (in sito e in vitro), do ângulo de contato do muco com a superfície e da viscosidade do muco. Os resultados serão comparados nos mesmos animais em diversos tempos e no mesmo tempo entre diferentes grupos experimentais, sendo utilizados para tal teste ANOVA, considerando-se significativo p<0,05. (AU)

Resumo

Trata-se de um estudo de observação do tipo coorte não concorrente envolvendo pacientes octogenários submetidos à revascularização do miocárdio no Instituto do Coração (INCOR). Será feita uma comparação quanto aos desfechos clínicos (morbi-mortalidade) relacionados à utilização ou não da circulação extracorpórea (CEC) na revascularização do miocárdio. Para tanto os pacientes serão divididos em dois grupos: o primeiro grupo de revascularizados do miocárdio com auxílio da circulação extracorpórea e o segundo grupo de revascularizados sem o auxílio da mesma.Serão analisados, por meio de um questionário padronizado, os desfechos de curto, médio e longo prazo que podem acometer esses pacientes e seu impacto nas suas qualidade e expectativa de vida, incluindo-se os grandes efeitos adversos cardíacos (angina, insuficiência cardíaca, infarto agudo do miocárdio, necessidade de re-internação para realização de angioplastia coronária percutânea, nova revascularização do miocárdio, acidente vascular cerebral, sobrevida de 5 anos e óbito).Os dados obtidos serão submetidos a uma análise estatística para se comprovar se realmente existe um efeito deletério do uso da CEC durante a revascularização do miocárdio no octogenário. Os resultados serão enviados para publicação em revistas ou congressos. (AU)

Resumo

A doença arterial coronariana apresenta-se hoje como a principal doença cardíaca no mundo. Decorrente disso, um grande número de cirurgias de revascularização miocárdica (CRM) é realizada todos os anos. A CRM é comumente realizada com auxílio de circulação extracorpórea (CEC), no entanto, um número crescente de cirurgias cardíacas está sendo realizada sem o auxílio desta técnica. Apesar dos benefícios da cirurgia para o paciente, órgãos como pulmões, rins, cérebro e o próprio coração podem sofrer durante o procedimento. Tanto técnicas, anestésicas ou inalatórias, intravenosas vêm sendo usadas para a CRM, sem se ter ao certo a superioridade de uma em relação à outra. Apesar de evidências teóricas e laboratoriais sugerirem melhores benefícios com anestésicos intravenosos sobre os inalatórios, ainda não foi demonstrada claramente essa superioridade por meio de ensaios clínicos. O projeto de pesquisa será conduzido no Departamento de Anestesiologia e na Unidade de Revisões Sistemáticas da Faculdade de Medicina de Botucatu/UNESP - Botucatu-SP. Será realizada uma revisão sistemática, de acordo com a metodologia da Colaboração Cochrane, com intuito de mapear todos os ensaios clínicos randomizados identificados nas principais bases de dados para avaliar a eficácia e a segurança da anestesia intravenosa contra a inalatória na diminuição da mortalidade e da morbidade em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdico com ou sem circulação extracorpórea. As seguintes bases de dados serão pesquisadas: Pubmed, CENTRAL (the Cochrane Library), Embase e Lilacs. A análise e coleta de dados será realizada por dois revisores, independentemente, que selecionarão os estudos em potencial. O protocolo (ou seja, planejamento), em anexo, desta revisão sistemática já se se encontra publicado no grupo Cochrane de Anestesia (the Cochrane Anaesthesia Group) da revista the Cochrane Database of Systematic Review, com fator de impacto de 5.9.Descritores: anestesia intravenosa, anestesia inalatória, revascularização miocárdica, revisão sistemática, ensaios clínicos. (AU)

Resumo

A cirurgia cardíaca (CC) com circulação extracorpórea (CEC) envolve processo inflamatório com ativação leucocitária e Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica (SIRS). Os pulmões são particularmente sensíveis aos efeitos da SIRS, e as alterações funcionais secundárias à CEC relacionam-se ao aumento da morbimortalidade pós-operatória. Os objetivos deste estudo são avaliar os efeitos do uso de filtro de leucócitos no circuito de CEC sobre a resposta inflamatória e a função pulmonar, em pacientes submetidos à CC com CEC. Serão estudados 30 pacientes submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica com CEC e divididos em dois grupos, com ou sem utilização de filtro de leucócitos no circuito arterial da CEC. Os grupos serão comparados (ANOVA) quanto à resposta pró-inflamatória (elastase, mieloperoxidase, complemento, Óxido Nítrico exalado (NO) e interleucinas)e a função pulmonar (espirometria, CT de tórax para avaliação da água extravascular pulmonar e atelectasias, relação PaO2/FiO2, gradiente alvéolo-arterial de O2 e shunt pulmonar). (AU)

Resumo

A remoção seletiva dos quimiorreceptores arteriais resulta em leve hipotensão mantida cronicamente, o que comprova o efeito excitatório tônico destes sobre o tônus simpático vasomotor (Franchini e Krieger1). Por outro lado, o aumento da pressão parcial de oxigênio (pO2) do sangue arterial causa aumento da pressão arterial (PA) em ratos acordados submetidos a desenervação sinoaórtica (Franchini e cols2), demonstrando a dependência do aumento da PA em função da pO2 arterial em ratos desenervados. Estudo em ratos com administração do L-glutamato no núcleo do trato solitário (NTS) demonstra respostas distintas: hipotensora, quando feita em animais anestesiados pela uretana ou cloralose (característica da estimulação dos pressorreceptores) e hipertensora, quando a administração foi feita nos mesmos animais acordados (característica da estimulação dos quimiorreceptores) (Machado e Bonagamba3). Os dados de Machado e Bonagamba3 sugerem que os quimiorreceptores podem ser inativados pela anestesia e que sua ação tônica na vigília possa ser maior do que inicialmente suposta. Já os dados de Franchini e Krieger1 e Franchini e cols2 sugerem que os quimiorreceptores exerçam influência excitatória simpática tônica. Chua e cols4 sugerem que pacientes com insuficiência cardíaca crônica (ICC) apresentam um aumento na sensibilidade dos quimiorreceptores periféricos para hipóxia e hipercapnia. Porém, a contribuição relativa dos mesmos no controle da ventilação permanece semelhante à dos indivíduos normais. É possível que a contribuição dos quimiorreceptores periféricos para o controle total da ventilação permaneça inalterada devido ao fato deste controle poder ser multifatorial. Sendo assim a modulação neurogênica central, dos mecanorreceptores cardíacos, entre outros, pode estar aumentada. Neste trabalho vamos estudar a ação dos quimiorreceptores durante a hiperóxia em pacientes com ICC e ainda avaliar a hipótese da inativação dos quimiorreceptores pela anestesia, comparando esta inativação com a exercida pela hiperóxia nestes pacientes, nos períodos de pré-anestesia e anestesia. Dando continuidade ao estudo do controle dos gases sangüíneos durante a cirurgia cardíaca, estaremos validando clinicamente um aparelho desenvolvido para a monitoração em tempo real da saturação de oxigênio (SO2) durante a circulação extracorpórea (CEC). Neste tipo de cirurgia, onde se efetua parada cardíaca, o padrão de pulsatilidade arterial utilizado pelos oxímetros de pulso desaparece impossibilitando a monitoração contínua da SO2 realizada por este aparelho (SpO2). Recorre-se então à utilização de equipamentos laboratoriais de análise eletro-química ou espectrofotométrica. Este tipo de abordagem fornece medidas intermitentes, visto que existe um atraso entre a coleta do sangue e o resultado da análise. Foi desenvolvido, na Divisão de Bioengenharia do Instituto do Coração, um protótipo de aparelho para medida da SO2 em tempo real nas linhas arterial e venosa do circuito de perfusão utilizando o método de reflexão da luz no sangue, além de medir, através da superfície externa do circuito de perfusão, a temperatura sangüínea do paciente durante a CEC. Este equipamento foi testado experimentalmente e os resultados obtidos demonstraram a viabilidade do método. Neste trabalho estaremos realizando a validação clínica do aparelho para medida da SO2 arterial, venosa e da temperatura do sangue nas linhas de perfusão do circuito de CEC. (AU)

Desanka Dragosavac | Universidade Belgrado - Iugoslávia

Processo:92/04550-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Programa Especialistas Estrangeiros
Vigência: 01 de novembro de 1992 - 30 de abril de 1994
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Eduardo José Vanti Sancho
Beneficiário:
Pesquisador visitante: Desanka Dragosavac
Inst. do pesquisador visitante: University of Belgrade (Sérvia)
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Resumo

Programa de suporte circulatório e assistência ventricular: 1) desenvolvimento de técnicas de suporte circulatório para diferentes situações clínicas; 2) desenvolvimento de um modelo de bomba centrífuga de suporte circulatório; 3) padronização de indicações de suporte circulatório no choque cardiogênico, na falência ventricular pós-circulação extracorpórea, como ponte para o transplante cardíaco; 4) implantação do curso de treinamento e reciclagem em suporte circulatório na Universidade Estadual de Campinas. (AU)

Resumo

Pacientes submetidos à cirurgia cardiotorácica com circulação extracorpórea (CEC) apresentam reações inflamatórias, desencadeadas por este procedimento e pela isquemia-reperfusão, que acarretam disfunção pulmonar e lesão do endotélio vascular no pós-operatório. Estes processos relativos à cirurgia cardíaca podem alterar a produção e o consumo do óxido nítrico (NO) no pulmão e no endotélio vascular, principalmente na participação do NO no processo inflamatório. Neste estudo avaliaremos a fração exalada de NO (FeNO) de pacientes submetidos a cirurgia cardíaca nos períodos pré e pós operatório (4 horas, 12 horas, 24 horas e 48 horas após a CEC). Desta maneira pretendemos verificar: a influência da circulação extracorpórea na FeNO; a influência do emprego de nitratos sobre a FeNO nos períodos pré-operatório e pós-operatório; verificar se os níveis do FeNO são úteis como marcadores de complicações respiratórias após operações cardíacas com circulação extracorpórea; verificar se o FeNO de valvopatas difere dos coronariopatas; verificar a possibilidade de obtenção da FeNO em pacientes em ventilação mecânica invasiva adaptando o dispositivo NIOX MINO® ao ramo expiratório do ventilador. A partir dos resultados esperamos elucidar a participação do NO como biomarcador de lesão pulmonar além de possíveis alterações do FeNO decorrentes dos procedimentos cirúrgicos e da utilização das medicações mencionadas. (AU)

Resumo

A cirurgia de revascularização miocárdica sem o uso de circulação extracorpórea pode estar associada a importantes alterações hemodinâmicas. O estudo tem como objetivo avaliar as variações dos parâmetros hemodinâmicos e do transporte de oxigênio decorrentes da mudança de posição do paciente e do eixo cardíaco. A avaliação hemodinâmica será realizada através da utilização de doppler com transdutor esofágico e de cateter de artéria pulmonar com medida continua de débito cardíaco e saturação venosa mista de oxigênio. O transporte de oxigênio será obtido por coletas seriadas de gasometrias arteriais (AU)

Resumo

O propofol é um hipnótico utilizado em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea, CEC. O objetivo do presente protocolo é aplicar a modelagem farmacocinética-farmacodinâmica de forma a proporcionar correlação entre dose administrada do propofol, concentração plasmática e efeito farmacológico, bem como avaliar a influência da CEC na cinética do propofol. Para tanto, serão estudados 20 pacientes submetidos à cirurgia cardíaca com CEC. Serão colhidas amostras seriadas de sangue e concomitantemente registrar-se-ão os parâmetros de monitorização farmacodinâmica: avaliação da profundidade da anestesia (escala de sedação e índice bispectral, BIS), da pressão venosa central, da pressão arterial sistólica, diastólica e média, da freqüência cardíaca e da saturação de oxigênio da hemoglobina. Efetuar-se-á a modelagem farmacocinética-farmacodinâmica pela correlação entre pares de dados de concentração e efeito. Aplicar-se-á a análise estatística não paramétrica para análise dos resultados. (AU)

Resumo

A participação no projeto global intitulado "DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA (IN VITRO E IN VIVO) DE CARTUCHO DE HEMOPERFUSOR PARA O TRATAMENTO DE ACIDENTES OFÍDICOS" conferirá ao bolsista trafegar por diversas técnicas e metodologias de domínio restrito a algumas áreas do saber, por sua vez, vinculadas à matriz curricular dos cursos de graduação. Descrição dos objetivos: aprender as diversas técnicas, auxiliar a equipe envolvida na realização de várias etapas de pesquisa e integrar a informação dos resultados obtidos com os membros da equipe do projeto global. O perfil profissional esperado ao final de 2 anos do bolsista é ter formado um pesquisador com amplo domínio técnico e com visão científica integrada. (AU)

Página 4 de 89 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s)
Marcar todos desta pagina | Limpar seleção