Busca avançada

X

Criar um alerta por e-mail


Novos resultados para a sua pesquisa em seu e-mail, semanalmente.

Seu e-mail:

Tamanho do e-mail:



Seu endereço de e-mail não será divulgado.

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Excel (CSV)Alerta por e-mail   RSS
1 resultado(s)
|
Resumo

A presente proposta de pesquisa baseia-se na seguinte pergunta: como estuários urbanos, como os do rio Capibaribe, PE, e Santista, SP, evoluirão nas próximas décadas tendo em vistas o cenário de mudanças globais? Por mudanças globais, consideramos as (1) mudanças climáticas (alteração do regime hidrológico climático e aumento de incidência e intensidade de eventos hidrológicos extremos), (2) a elevação do nível do mar, e (3) os efeitos antropogênicos sobre as bacias hidrográficas (barramento/diversão de cursos de água e alteração da produção de sedimentos) e diretamente sobre os estuários (ocupação de áreas alagava aterros hidráulicos, retificação de cursos de água e dragagens). Sob os efeitos antropogênicos estão inseridas as complexas dinâmicas políticas, econômicas e sociais. Ou seja, tentar prognosticar a evolução de um estuário urbano considerando todas as variáveis, ambientais e antrópicas, é uma tarefa hercúlea, porém imprescindível para o planejamento adequado. Esta proposta, como uma contribuição parcial para se chegar a uma resposta à pergunta inicial, irá focar nos processos dinâmicos que controlam o preenchimento das bacias estuarinas. O preenchimento da bacia é resultado do aporte fluvial e das trocas com o oceano adjacente, determinando a evolução morfológica do sistema. A abordagem consistira em três componentes: avaliação do preenchimento sedimentar holocênico recente; dinâmica atual; e prognóstico de comportamento hidráulico-sedimentar sob cenários propostos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MI KIM, BIANCA SUNG; FRIEDMANN ANGELI, JOSE LOURENCO; DE LIMA FERREIRA, PAULO ALVES; SARTORETTO, JULIE ROSEMBERG; MIYOSHI, CAROLINA; DE MAHIQUES, MICHEL MICHAELOVICH; LOPES FIGUEIRA, RUBENS CESAR. Use of a chemometric tool to establish the regional background and assess trace metal enrichment at Baixada Santista - southeastern Brazil. Chemosphere, v. 166, p. 372-379, JAN 2017. Citações Web of Science: 1.
KIM, BIANCA SUNG MI; SALAROLI, ALEXANDRE BARBOSA; FERREIRA, PAULO ALVES DE LIMA; SARTORETTO, JULIE ROSEMBERG; DE MAHIQUES, MICHEL MICHAELOVICH; LOPES FIGUEIRA, RUBENS CESAR. Spatial distribution and enrichment assessment of heavy metals in surface sediments from Baixada Santista, Southeastern Brazil. Marine Pollution Bulletin, v. 103, n. 1-2, p. 333-338, FEB 15 2016. Citações Web of Science: 4.
DE LIMA FERREIRA, PAULO ALVES; SIEGLE, EDUARDO; FRANCA SCHETTINI, CARLOS AUGUSTO; DE MAHIQUES, MICHEL MICHAELOVITCH; LOPES FIGUEIRA, RUBENS CESAR. Statistical validation of the model of diffusion-convection (MDC) of Cs-137 for the assessment of recent sedimentation rates in coastal systems. Journal of Radioanalytical and Nuclear Chemistry, v. 303, n. 3, p. 2059-2071, MAR 2015. Citações Web of Science: 2.
1 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s)
Marcar todos desta pagina | Limpar seleção