site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
1 resultado(s)
|

Suscetibilidade e resistência de sistemas estuarinos urbanos a mudanças globais: balanço hidro-sedimentar, elevação do nível do mar, resposta a eventos extremos

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Rubens Cesar Lopes Figueira
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Geológica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo:11/50581-4
Vigência: 01 de dezembro de 2011 - 31 de maio de 2014
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):EstuáriosAntropiaBacia hidrográficaNível do marDinâmica sedimentarMudança climática
Resumo
A presente proposta de pesquisa baseia-se na seguinte pergunta: como estuários urbanos, como os do rio Capibaribe, PE, e Santista, SP, evoluirão nas próximas décadas tendo em vistas o cenário de mudanças globais? Por mudanças globais, consideramos as (1) mudanças climáticas (alteração do regime hidrológico climático e aumento de incidência e intensidade de eventos hidrológicos extremos), (2) a elevação do nível do mar, e (3) os efeitos antropogênicos sobre as bacias hidrográficas (barramento/diversão de cursos de água e alteração da produção de sedimentos) e diretamente sobre os estuários (ocupação de áreas alagava aterros hidráulicos, retificação de cursos de água e dragagens). Sob os efeitos antropogênicos estão inseridas as complexas dinâmicas políticas, econômicas e sociais. Ou seja, tentar prognosticar a evolução de um estuário urbano considerando todas as variáveis, ambientais e antrópicas, é uma tarefa hercúlea, porém imprescindível para o planejamento adequado. Esta proposta, como uma contribuição parcial para se chegar a uma resposta à pergunta inicial, irá focar nos processos dinâmicos que controlam o preenchimento das bacias estuarinas. O preenchimento da bacia é resultado do aporte fluvial e das trocas com o oceano adjacente, determinando a evolução morfológica do sistema. A abordagem consistira em três componentes: avaliação do preenchimento sedimentar holocênico recente; dinâmica atual; e prognóstico de comportamento hidráulico-sedimentar sob cenários propostos. (AU)
Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KIM, BIANCA SUNG MI; SALAROLI, ALEXANDRE BARBOSA; FERREIRA, PAULO ALVES DE LIMA; SARTORETTO, JULIE ROSEMBERG; DE MAHIQUES, MICHEL MICHAELOVICH; LOPES FIGUEIRA, RUBENS CESAR. Spatial distribution and enrichment assessment of heavy metals in surface sediments from Baixada Santista, Southeastern Brazil. Marine Pollution Bulletin, v. 103, n. 1-2, p. 333-338, FEB 15 2016. Citações Web of Science: 0.
DE LIMA FERREIRA, PAULO ALVES; SIEGLE, EDUARDO; FRANCA SCHETTINI, CARLOS AUGUSTO; DE MAHIQUES, MICHEL MICHAELOVITCH; LOPES FIGUEIRA, RUBENS CESAR. Statistical validation of the model of diffusion-convection (MDC) of Cs-137 for the assessment of recent sedimentation rates in coastal systems. Journal of Radioanalytical and Nuclear Chemistry, v. 303, n. 3, p. 2059-2071, MAR 2015. Citações Web of Science: 1.
1 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP