site da FAPESP
 

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Auxílios à Pesquisa
Bolsas
Programas voltados a Temas Específicos
Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
Programas de Infraestrutura de Pesquisa
Área do conhecimento
Situação
Ano de início
219.768 resultado(s)
|

Anatomia topográfica do cone medular de Iguana verde (Iguana Iguana, L.1758)

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Pró-Reitoria Acadêmica. Centro Universitário de Rio Preto (UNIRP). Sociedade Riopretense de Ensino e Educação. São José do Rio Preto, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Alan Peres Ferraz de Melo
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:12/19696-2
Vigência: 01 de fevereiro de 2013 - 30 de novembro de 2013
Assunto(s):Anatomia
Resumo
A descrição da anatomia topográfica do cone medular, apesar de ainda não ser relatada em Iguana iguana, é de extrema importância, pois possibilitará o desenvolvimento e realização de procedimentos clínicos-cirúrgicos, bem como a realização de procedimentos anestésicos nesta espécie, como a anestesia epidural. Em répteis, o cone medular encontra-se entre as últimas vértebras lombares (base) e as primeiras sacrais (ápice), apesar de variar de posição de acordo com a espécie. Este projeto objetiva descrever a anatomia topográfica cone medular da espécie Iguana iguana Primeiramente, quatro espécimes de Iguana iguana (2 machos e 2 fêmeas) serão fixados em formol tamponado a 10%, onde permanecerão submersos nesta mesma solução por no mínimo 7 dias. Posteriormente, será realizada a dissecação da pele e da musculatura epiaxial da região torácica cranial até a base da cauda, e serão removidos os arcos vertebrais, expondo-se assim a medula espinhal de forma parcial. O cone medular e a intumescência lombar serão individualizados em relação às vértebras lombares e sacrais, e serão mensurados com auxilio de um paquímetro. Com o desenvolvimento de tal estudo haverá uma diminuição na realização destes procedimentos de forma empírica ou a utilização de procedimentos que não visão o bem estar do animal. (AU)

Implantação de Registro de Trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Hospital Central. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:José Gustavo Parreira
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:14/22653-9
Vigência: 01 de dezembro de 2014 - 30 de novembro de 2015
Vinculado ao auxílio:12/51281-7 - Implantação de registro de trauma (RT) como ferramenta para identificação de problemas e melhora da qualidade no atendimento a traumatizados, AP.PP.SUS
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP:
Assunto(s):Causas externasControle da qualidadeAcidentes por quedas
Resumo
Estima-se que, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência do trauma. Para cada morte, há dúzias de hospitalizações, centenas de avaliações em serviços de emergência e milhares de avaliações médicas. O controle de qualidade no atendimento ao traumatizado se tornou um ponto fundamental para diminuição da mortalidade, da morbidade, dos custos e até para reconhecimento de medidas com objetivo de prevenção. Dentre as medidas propostas para melhora da qualidade está o desenvolvimento de um Registro de Trauma, que poderia ser descrito como um banco de dados alimentado com informações coletadas "em tempo real" do atendimento ao traumatizado. A gravidade fisiológica e a anatômica do trauma podem ser estratificadas por escores (índices de trauma), bem como a probabilidade de sobrevivência. Os resultados e mortalidade observados podem ser comparados com os estimados pelos índices de trauma para a avaliação da qualidade. Contudo, no Brasil, não dispomos de um Registro de Trauma. Há alguns problemas previsíveis para a implantação do Registro de Trauma em hospitais brasileiros. Não há verba direcionada para este fim e questiona-se a real utilidade desta ferramenta em um sistema como o nosso, pois há outras prioridades de investimento. Desta forma, propomos este estudo, no qual será realizada a implantação de um Registro de Trauma no Pronto Socorro Central do Hospital Central da Santa Casa de São Paulo. O projeto será desenvolvido em sete fases em um período de dois anos, avaliando a busca de recursos, a preparação e treinamento da equipe, a coleta de dados, a avaliação dos resultados encontrados, a proposta de medidas para a melhoria de qualidade e a reavaliação do processo. Acreditamos que, com os resultados encontrados, haja dados para propor a implantação definitiva do Registro de Trauma e de outras ferramentas para a melhora de atendimento ao traumatizado não apenas no nosso Hospital mas em todo o país. (AU)

"transformação genética e caracterização funcional da via TOR (Target of Rapamycin) em plantas modelo de C3 (Arabidopsis) e C4 (Setaria)"

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM). Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLuS). Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (Brasil). Campinas, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Camila Caldana
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Processo:15/14918-5
Vigência: 01 de agosto de 2015 - 31 de maio de 2017
Vinculado ao auxílio:12/19561-0 - Regulação do crescimento pela via "target of rapamycin"(TOR) em plantas, AP.BIOEN.JP
Assunto(s):MetabolômicaCrescimento vegetal
Resumo
A via da quinase TOR (Target of Rapamycin), o qual é conservada em eucariotos, tem sido apontada como uma das principais vias de regulação do crescimento em plantas. Estudos com a planta modelo Arabidopsis thaliana revelaram que a quinase TOR é essencial nos primeiros estágios de desenvolvimento da planta, uma vez que o knockout do gene é letal para o embrião. Por outro lado, a redução nos níveis de transcrito por meio do silenciamento condicional do gene TOR resultou em plantas menores, que remobilizaram o fluxo de carbono para o armazenamento de substâncias de reserva como amido e triacilgliceróis. Outros estudos apontaram que a via TOR responde a uma série de estímulos como glicose no meio de cultivo in vitro como fonte de carbono, o status nutricional da planta, a presença de hormônios e condições de estresse biótico e abiótico. Dada a importância da via TOR na regulação de crescimento em plantas, e considerando que crescimento é um parâmetro intimamente associado com o acúmulo de biomassa, nosso grupo tem focado em dissecar como a via TOR regula o crescimento e metabolismo em plantas com o intuito de aplicar futuramente os conhecimentos gerados em organismos modelo para espécies agronômicas de interesse do laboratório, como a cana-de-açúcar. Mais especificamente, estamos interessados em estudar a influência de fatores como fotoperíodo na sinalização da via TOR e comparar as alterações no metabolismo e crescimento decorrentes do aumento da expressão ou silenciamento condicional da quinase TOR em dois organismos fotossinteticamente diferentes, a Arabidopsis, como modelo de plantas C3 e a Setaria viridis, como modelo de plantas C4. Neste sentido, o bolsista de treinamento técnico irá interagir com o grupo de pesquisa auxiliando nas atividades que envolvem cultura de tecidos e transformação genética de Arabidopsis e Setaria, bem como na caracterização fenotípica das linhagens transgênicas e quantificação de metabólitos por GC-MS (AU)

Conexões em fibrados principais e o efeito Aharonov-Bohm

Beneficiário:
Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Grossi Ferreira
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Matemática - Geometria e Topologia
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo:14/07518-8
Vigência: 01 de junho de 2014 - 31 de maio de 2015
Assunto(s):Efeito Aharonov-Bohm
Resumo
O efeito Aharonov-Bohm é um famoso fenômeno em mecânica quântica. Ele ilustra como uma partícula eletricamente carregada pode ser afetada por um campo eletromagnético apesar de a partícula estar confinada em uma região na qual o campo eletromagnético em questão é nulo. Do ponto de vista matemático, o efeito Aharonov-Bohm consiste na existência de fibrados principais não-triviais com conexão plana (i.e., de curvatura nula). Ao final do projeto, esperamos que o bolsista possa entender completamente e em profundidade esta afirmação, bem como aplicá-la com rigor à descrição de experimentos canônicos do tipo Aharonov-Bohm. Além disso, espera-se que o bolsista escreva um pequeno artigo de divulgação científica que apresente de modo simples a natureza do efeito Aharonov-Bohm. (AU)
219.768 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s) | Limpar seleção
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP