Busca avançada

X

Criar um alerta por e-mail


Novos resultados para a sua pesquisa em seu e-mail, semanalmente.

Seu e-mail:

Tamanho do e-mail:



Seu endereço de e-mail não será divulgado.

Refine sua pesquisa

Pesquisa
  • Uma ou mais palavras adicionais
Publicações científicas
Publicações acadêmicas
  • Auxílios à Pesquisa
  • Bolsas
  • Programas voltados a Temas Específicos
  • Programas de Pesquisa direcionados a Aplicações
  • Programas de Percepção Pública da Ciência
  • Programas de Infraestrutura de Pesquisa
  • Área do conhecimento
  • Situação
  • Ano de início
Excel (CSV)Alerta por e-mail   RSS
225.256 resultado(s)
|
Resumo

A contaminação de águas residuárias por fármacos é de grande relevância. Entre os medicamentos, os antibióticos no ambiente aquático são de grande preocupação, pois a exposição prolongada a eles, mesmo que em baixas concentrações, pode promover a resistência bacteriana. As principais fontes dessa contaminação são os efluentes industriais, urbanos, hospitalares e de fazendas que utilizam antibióticos com finalidades veterinárias. Apesar dessa relevância, estudos sobre a determinação de fluoroquinolonas (FQ) em águas residuárias, incluindo o desenvolvimento de métodos para a determinação dessa classe de antibióticos - nesse tipo de matriz -, e estudos que avaliam detalhadamente formas alternativas para a degradação desses compostos, bem como as suas consequências, ainda são escassos. Majoritariamente, as pesquisas realizadas até o presente momento foram feitas em países europeus, sendo raros os trabalhos semelhantes no Brasil. Vale ressaltar que as FQ estão entre os mais importantes agentes antibacterianos sintéticos utilizados em medicina humana e veterinária. Em função desses fatos, esse projeto visa ao desenvolvimento de metodologias analíticas para a determinação das FQ em águas residuárias utilizando análise cromatográfica e dentro da filosofia da Química Verde. Nesse escopo serão desenvolvidas estratégias modernas de análise, baseadas em técnica miniaturizada de preparo de amostras, em comparação com a extração em fase sólida convencional, seguida pela análise cromatográfica. Finalmente, as metodologias desenvolvidas serão aplicadas no estudo da degradação das FQ em reatores biológicos de leito fixo. (AU)

Resumo

A utilização da Gonadotrofina coriônica humana (hCG) para indução da ovulação (OV) é uma prática frequente na reprodução equina. O tratamento com 2500ui de hCG é utilizado como padrão a campo, porém, alguns trabalhos relataram a eficácia de subdoses de hCG para indução da OV. Pesquisas recentes demonstraram que há um aumento na produção de progesterona (P4) sob ação da hCG. Posto que o uso da hCG interfere na produção de P4, é possível que a perfusão sanguínea do corpo lúteo (CL) varie de acordo com o momento do tratamento e a dose de hCG utilizada. Uma íntima relação entre a perfusão sanguínea folicular e luteal, e a produção de P4 foram descritas. O presente estudo terá por objetivos principais descrever as alterações na hemodinâmica de folículos pré-ovulatórios de éguas tratadas com subdoses de hCG, e caracterizar o desenvolvimento funcional e estrutural do CL de éguas tratadas com diferentes doses de hCG e em diferentes momentos do ciclo estral. No experimento 1 deste estudo serão estipulados três grupos (n=6 éguas/grupo) de acordo com a dose (750, 1500 ou 2500ui) de hCG utilizada, na presença de folículo dominante (FD) e 35mm e edema uterino. Já no experimento 2, serão utilizados nove grupos (n=6 éguas/grupo) distribuídos de acordo com o momento do tratamento (FD e 35mm; no dia da ovulação; ou 48 horas pós-ovulação) e a dose de hCG (750, 1500 ou 2500ui). No experimento 1, a ultrassonografia (US) Doppler ovariana será realizada a cada 24 horas, a partir de dois dias prévios ao tratamento, e a cada 12 horas a partir do dia de tratamento até D0 (dia da OV), enquanto que no experimento 2 será a mesma será feita diariamente de D0 até D8. Amostras de sangue serão coletadas diariamente desde D-2 até o D8. (AU)

Resumo

Várias questões têm sido levantadas sobre qual a melhor técnica para cultivo das células epiteliais límbicas ex vivo. Variáveis tais como meio de cultura, co-cultivo com feeder layer, substrato (scaffold) para cultura devem ser melhor estudadas, pois podem influenciar a sobrevida e a manutenção da stemness das células a serem transplantadas. No presente estudo tem-se como objetivo avaliar a eficácia de diferentes meios de cultura em relação a crescimento, proliferação, apoptose e diferenciação de células límbicas cultivadas ex vivo. Rimas de diferentes doadores terão seu estroma posterior removido, serão divididas em 12 fragmentos e cultivadas em três diferentes meios de cultura: SHEM, KSFM, Epilife. As culturas serão submetidas a análises de crescimento e migração epitelial, imunocitoquímicas para ABCG2, p63, Ki67, CK3 e VMT, PCR-RT e viabilidade celular por Hoescht. Todos os resultados serão comparados estatisticamente. (AU)

Resumo

As células controlam seu crescimento em resposta à presença de nutrientes e fatores de crescimento por meio de uma via de sinalização conservada, na qual a quinase TOR (Target of Rapamycin) é o principal participante. Esta quinase é encontrada em todos os eucariotos e existe na forma de dois complexos, TORC1 ou TORC2 em levedura, e mTORC1 ou mTORC2 em mamíferos, os quais diferem em sua sensibilidade à droga imunossupressora Rapamicina. A desregulação dessa via em humanos está relacionada a doenças como câncer e diabetes. A quinase TOR é ativada na presença de aminoácidos, especialmente a Leucina, e o mecanismo exato dessa regulação é uma questão que permaneceu sem resposta durante muito tempo. Recentemente, foi descoberto que as pequenas GTPases da família Rag (Gtr1 em levedura) são mediadoras da sinalização por Leucina. Essas GTPases são ancoradas na superfície do lisossomo por meio da interação com um complexo de três proteínas denominado Ragulator. Esse complexo também ancora um braço da via das MAPKs (MEK-ERK) aos lisossomos. A proteína p18 é a responsável pela interação com a membrana lisossomal graças a sua região N terminal que apresenta modificação pós traducional, em que lhe são acrescentados os ácidos graxos palmitoil e miristil. O objetivo deste projeto é realizar estudos de interação da proteína p18 com os demais componentes do complexo Ragulator, além de produzir amostras para o assinalamento da cadeia principal desta proteína, também por Ressonância Magnética Nuclear. Buscamos com este estudo um melhor entendimento da p18 como mediadora da sinalização por Leucina. (AU)

Resumo

FtsZ, uma proteína homóloga à tubulina eucariótica, se polimeriza no citoplasma da célula formando uma estrutura em forma de anel, denominado anel Z. Esta estrutura é responsável pelo recrutamento de diversas outras proteínas de divisão. Em situações adversas de sobrevivência, Bacillus subtilis realiza um tipo diferente de divisão, em que há a formação de um esporo. A primeira etapa da esporulação é a mudança da posição do anel Z para mais próximo a um dos pólos da célula. SpoIIE é uma proteína fosfatase integral de membrana, que se localiza especificamente no septo assimétrico de uma célula que esteja em processo de esporulação. A localização de SpoIIE no septo assimétrico leva à ativação do fator de transcrição ÃF, específico para ativação de genes de esporulação. Acredita-se que, além de ativar ÃF, SpoIIE também interaja com FtsZ, mas até o momento não está claro como essa proteína interfere na formação do anel Z. O presente trabalho tem como objetivo identificar os sítios de interação entre FtsZ e SpoIIE, propondo modelos sobre quais mecanismos regulam a formação do anel Z durante a esporulação. Para tal serão usadas técnicas como ensaios de duplo híbrido em levedura, triagens genéticas empregando bibliotecas de mutantes para indentificar os resíduos responsáveis pela interação e estudos de microscopia de fluorescência para confirmar esses fenótipos. Com esses dados em mãos, pretendemos sugerir como o complexo FtsZ:SpoIIE pode gerar polímeros mais estáveis in vivo. (AU)

Resumo

Ordem ferromagnética em sistemas de elétrons itinerantes permanece como um dos grandes desafios em teoria de sistemas fortemente correlacionados. O interesse mais recente neste problema tem sido impulsionado por experimentos com novos compostos e com sistemas de átomos frios em armadilhas óticas. Neste projeto, propomos estudar propriedades de sistemas unidimensionais com ordem magnética de longo alcance (líquidos de Luttinger ferromagnéticos) usando técnicas analíticas de teoria quântica de campos. Pretende-se investigar o efeito do acoplamento entre modos de carga e spin nas funções de correlação, distinguindo entre sistemas com simetria de spin discreta do tipo Ising e simetria SU(2). (AU)

Resumo

O objetivo da presente proposta é análisar a diversidade genética em 70 genótipos de soja que são de propriedade da Unesp-FCAV, a partir da análise de dados obtidos por marcadores moleculares e avaliação de caracteres agronômicos. O experimento será instalado na safra 2011/2012 na área experimental da Unesp campus de Jaboticabal. Na análise molecular será feita coleta de folhas para extração do DNA dos genótipos estudados, e através de 100 marcadores do tipo microssatélites será obtido a divergência entre eles. Ainda para o cálculo da distâncias genéticas serão utilizadas análises estatísticas multivariadas entre os genótipos através de características agronômicas e produtivas, são elas: número de dias para floração (NDF); altura da planta na floraçao (APF); número de dias para maturaçao (NDM); altura da planta na maturação (APM), em cm; altura de inserção da primeira vagem (AIV), em cm; número de nós (NN); número de ramos (NR); número de vagens por planta (NVP); número de sementes por planta (NSP); produção em grãos (PG), em gramas/planta; acamamento (Ac), escala de notas variando de 1,0 (planta ereta) a 5,0 (planta prostrada); e valor agronômico (VA), escala de notas variando de 1,0 (planta ruim) a 5,0 (planta excelente). As dissimilaridade será obtida através da distância generalizada de Mahalanobis. De posse destas medidas, será realizada a análise de agrupamento, usando-se o método da otimização de Tocher. (AU)

Resumo

Este projeto visa à caracterização genotípica e fenotípica das células de pacientes diagnosticados clinicamente com a doença Xeroderma pigmentosum (XP), em uma comunidade no distrito de Araras, Município de Faina, em Goiás. Estudos têm demonstrado que os diferentes tipos de XP apresentam comportamentos específicos diante dos diferentes tratamentos das células com quimioterápicos, assim o presente estudo visa estudar como essas células comportam-se frente a diferentes estresses genotóxicos e ao tratamento com quimioterápicos, tais como Cisplatina, Nimustina (ACNU) e Doxorrubicina, o que contribuirá para o diagnóstico destes pacientes. Este projeto pretende também identificar a mutação genética responsável por esta doença, o que permitirá desenvolver um teste molecular rápido e específico baseado em PCR, para identificação do haplótipo mutado. Esperamos que essa metodologia possa ser usada no futuro com o desenvolvimento de um teste de diagnóstico molecular, o qual identificará indivíduos afetados ao nascer, além dos indivíduos heterozigotos. Isto será determinante como um método de diagnóstico clínico e aconselhamento genético de famílias com histórico de XP daquela região do país. (AU)

Resumo

A preocupação com o bem-estar e com o comportamento dos animais diante dos manejos diários em uma produção cresce aumentando as pesquisas nessa área. Diferentes pesquisas vêm sendo realizadas com lagomorfos utilizando estímulos como o manejo diário de pesagens e conversa com os filhotes a fim de melhorar o temperamento dos coelhos, facilitando o manejo e melhorando o desempenho. Propomos neste projeto utilizar um estimulo tátil (acariciar) em filhote de coelhos durante a fase de lactação, diariamente de acordo com cinco tratamentos (estimulação do primeiro dia de nascimento aos 30 dias de idade, do primeiro dia aos 10 dias de vida, dos 10 aos 20 dias de idade, dos 20 aos 30 dias de idade e controle) para avaliar seus efeitos no desempenho através de pesagens e temperamento desses láparos realizando testes comportamentais. Também será avaliado o efeito a longo prazo em futuras matrizes estimuladas quando lactentes. (AU)

Resumo

Pretendemos estudar decoerência e dissipação em um sistema formado por dois osciladores harmônicos com acoplamento dependente do tempo e em contato com um reservatório térmico comum, através de medidas das correlações clássicas e quânticas entre os dois osciladores. Sabemos que no caso em que os osciladores estão em contato com reservatórios térmicos independentes foram observados estados emaranhados em altas temperaturas. Existe a expectativa de que o uso de um reservatório térmico comum aos dois osciladores potencialize o emaranhamento entre os dois osciladores, uma vez que neste caso há a possibilidade de {\it feedback}. Também consideraremos outras correlações quânticas, como a discórdia. Em particular analisaremos estas correlações também no regime de altas temperaturas. Pretendemos ainda, a partir dos resultados encontrados, estudar o controle da decoerência neste sistema. (AU)

225.256 resultado(s)
|
Exportar 0 registro(s) selecionado(s)
Marcar todos desta pagina | Limpar seleção