FAPESP Logo

Leishmaniose visceral canina em Araçatuba (SP): diagnóstico parasitológico, imunológico e molecular e alterações histopatológicas de órgãos linfóides e fígado

Título (Inglês): Canine visceral leishmaniais in Araçatuba (SP): parasitological, immunological and molecul
Autor(es):

Moreira, Márcio Antônio Batistela

Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo. [2003]. 103 f., gráficos, ilustrações.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina
Data de defesa:
Membros da banca:

Laurenti, Márcia Dalastra; Corbett, Carlos Eduardo; Sinhorini, Idércio Luiz

Orientador:

Laurenti, Márcia Dalastra

Área do conhecimento: Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Indexada em:

Banco de Dados Bibliográficos da USP-DEDALUS

Localização:

Universidade de São Paulo. Biblioteca Central da Faculdade de Medicina; W4.DB8 SP.USP FM-1; M838Lv

Assunto(s):

Zoonoses

Leishmaniose visceral

Técnicas e procedimentos diagnósticos

Imunofluorescência

Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Cães

Araçatuba (SP)

Resumo
A eficácia de métodos parasitológico, imunológico e molecular foi avaliada para o diagnóstico da leishmaniose visceral canina. De acordo com os sinais clínicos da doença, 89 cães foram divididos em grupos sintomáticos, oligossintomáticos e assintomáticos. Esfregaço de linfonodo foi corado pelo Diff-Quick®, imunofluorescência direta, imunoistoquímica, assim como DNA do parasito por PCR. A correlação entre os grupos clínicos mostrou Diff-Quick® e imunofluorescência como o melhor método para o diagnóstico dos casos sintomáticos; e ELISA e imunoistoquímica para assintomáticos. Alta sensibilidade foi observada quando técnicas de imunomarcação foram usadas, mas o PCR apresentou a maior sensibilidade. (AU)
Resumo (Inglês)
The efficacy of parasitological, immunological and molecular methods was studied for the diagnosis of canine visceral leishmaniais. According to the clinical signs of the disease, 89 dogs were divided in symptomatic, oligosymptomatic and asymptomatic group. Smear of lymph node was stained by Diff-Quick®, direct immunofluorescence, immunohistochemistry, as well as parasite DNA by PCR. The correlation between the clinical groups showed Diff-Quick® and immunofluorescence as the best method for diagnosis of symptomatic cases; and ELISA and immunohistochemistry for the asymptomatic. High sensitivity was observed when immunolabelling techniques were used but PCR presented the highest sensitivity. (AU)

Processo FAPESP: 00/10430-2 - Avaliação dos métodos diagnósticos de pesquisa direta do parasito e análise anatomopatológica de órgãos linfóides e fígado de cães com Leishmaniose visceral
Beneficiário:Marcio Antonio Batistela Moreira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP