Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e caracterização de pilares cerâmicos biocompatíveis a base de compósitos ZrO2-Al2O3

Processo: 04/13523-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência (Início): 01 de outubro de 2004
Vigência (Término): 30 de setembro de 2008
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Claudinei dos Santos
Beneficiário:Claudinei dos Santos
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:04/04386-1 - Desenvolvimento e caracterização de pilares cerâmicos biocompatíveis à base de compósitos Zr02-Al2O3, AP.JP
Assunto(s):Biomateriais   Odontologia clínica   Implantodontia   Cirurgia bucomaxilofacial

Resumo

No Brasil, não são desenvolvidos componentes odontológicos à base de Zr02 tornando-se necessária a importação de tais produtos pelos profissionais que trabalham com implantodontia. O objetivo do presente trabalho é a confecção e caracterização de pilares cerâmicos à base de Zr02-A1203 para emprego em reabilitações com implantes osseointegráveis. O desenvolvimento dos pilares cerâmicos seguirá a rota de processamento convencional utilizando prensagem a frio com subsequente sinterização: Serão projetados e desenvolvidos, moldes metálicos e suas respectivas matrizes de borracha visando dar a forma de pilares aos corpos à verde. Misturas de pós previamente obtidas serão submetidas à prensagem isostática a frio utilizando prensa cilíndrica com câmara à seco, obtendo-se corpos cerâmicos à verde. Em seguida, esses corpos à verde serão submetidos à sinterização em temperaturas entre 1500 e 1600 C, sendo depois caracterizados quanto à sua densidade relativa, fases presentes, microestrutura, além das propriedades mecânicas (dureza, tenacidade à fratura, Modulo Elasticidade, resistência à compressão e fadiga cíclica). Os trabalhos serão complementados pela aplicação de materiais de acabamento sobre os pilares e testes "in vitro" com análise de estética final. Esta atividade será executada sob supervisão de laboratório de próteses dentárias. Estatística de Weibull será utilizada visando determinar a confiabilidade dos materiais desenvolvidos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa:
Inovação dental