Busca avançada

Um estudo sobre alterações ambientais independentes da resposta, comportamento supersticioso e desamparo aprendido

Processo: 00/02314-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2000
Vigência (Término): 30 de abril de 2002
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Nilza Micheletto
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Psicologia. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Desamparo aprendido

Resumo

Tradicionalmente, estudos que investigam a exposição de sujeitos humanos a reforçamento negativo não contingente apresentam como resultados os feitos do desamparo aprendido. Porém, estudos recentes têm mostrado que sujeitos humanos expostos às mesmas condições desenvolvem comportamento supersticioso è ilusão de controle. A proposta deste estudo é investigar as relações entre incontrolabilidade, desamparo aprendido é comportamento supersticioso. Estudos que investigam estes conceitos conjuntamente raramente são encontrados dentro da literatura, pois os processos que envolvem os fenômenos do comportamento supersticioso e do desamparo aprendido são considerados independentes. Este estudo é uma replicação do estudo de Matute (1995). Estudantes universitários serão expostos a um som de 3000 Hz com duração máxima de 5 segundos. Os sujeitos serão instruídos a tentarem desligar os sons. Na primeira fase, o término dos sons será pré-programado e ocorrerá independentemente da emissão de suas respostas. As condições experimentais diferirão nas porcentagens (75% vs. 25%) e distribuição (nas últimas tentativas vs. randômico) de reforçamento. Na segunda fase, os sujeitos serão expostos ao som cujo término dependerá da sua emissão de respostas, buscando verificar a ocorrência dos efeitos do desamparo aprendido. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DI RIENZO, VANESSA DIANA. Um estudo sobre alterações ambientais independentes da resposta, comportamento supersticioso e desamparo aprendido. 2002. 103 f. Dissertação de Mestrado - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.