Busca avançada

Controle de autoridade: definições, processos e componentes

Processo: 10/07477-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Ciência da Informação - Biblioteconomia
Pesquisador responsável:Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos
Beneficiário:
Instituição-sede : Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília, SP, Brasil
Assunto(s):Catalogação

Resumo

A catalogação descritiva, compreendida como o registro de dados descritivos sobre recursos informacionais, tem como produto o catálogo, canal de comunicação entre o usuário e o acervo. Um dos objetivos do catálogo é mostrar ao usuário todos os recursos associados a uma determinada pessoa, família ou entidade coletiva. Tal objetivo requer a existência das atividades de controle de autoridade de nomes, as quais permitem controlar os nomes que são utilizados para representar uma entidade. A realização de tais atividades ocorre mediante a aplicação de regras de catalogação descritiva e tem como resultado a criação de dados, registros e arquivos de autoridade. O modelo conceitual para dados de autoridade (FRAD) tem em sua proposta prover um entendimento de como os dados de autoridade operam e qual a relação destes com o catálogo. O novo conjunto de regras para catalogação descritiva (RDA) apresentará diretrizes e instruções para o registro de dados de autoridade. Através de pesquisa bibliográfica e documental, de caráter descritivo e exploratório, tem-se como objetivo abordar o conceito de controle de autoridade de nomes e sua importância e realização no processo de catalogação descritiva, e apresentar o FRAD e o RDA como instrumentos que podem prover melhor qualidade às atividades de controle de autoridade de nomes. Espera-se com os resultados desta pesquisa proporcionar subsídios à realização das atividades de controle de autoridade de nomes e contribuir para o corpo teórico da catalogação descritiva. (AU)