FAPESP Logo

Atributos de qualidade e fraudes em peixes salgados e secos importados pelo Brasil

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu, SP, Brasil
Pesquisador responsável:

Léa Silvia Sant Ana

Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Recursos Pesqueiros Marinhos
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Processo: 10/15359-6
Vigência: 01 de novembro de 2010 - 31 de outubro de 2012
Assunto(s):

Bacalhau

Fraude

Isótopos estáveis

Resumo
O Brasil é um dos maiores importadores de peixe salgado do mundo, no entanto existem divergências entre os métodos de análise de umidade e teores de sal recomendados pela Legislação Brasileira e as de outros países ou dos recomendados nos métodos oficiais preconizados no "Official methods of analysis of the Association of Official Analytical Chemists".O bacalhau é um dos produtos de maior valor comercial mas a comercialização deste produto na forma de lascas propicia a adulteração pela substituição por peixes salgados de menor valor. O objetivo deste trabalho é comparar os diferentes métodos de análise de umidade e teores de sal, bem como utilizar a técnica de análise de isótopos estáveis de 13C e 15N em espectrômetro de massa de razão isotópica (IRMS) para verificar possíveis fraudes em produtos comercializados como lascas de bacalhau. Além disso será utilizado a avaliação da atividade de água como parâmetro de qualidade em peixes salgados (AU)
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP