Busca avançada

Arquivos de memórias: contribuições metodológicas e empíricas para a análise do acervo fotográfico de Ricardo Rangel

Processo: 17/12493-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 15 de agosto de 2017
Vigência (Término): 14 de novembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia
Pesquisador responsável:Sylvia Caiuby Novaes
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Teresa Maria da Cruz e Silva
Instituição-sede : Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidade Eduardo Mondlane (UEM), Moçambique  
Vinculado à bolsa:14/25152-0 - A fotografia de Ricardo Rangel: experiência, memória e colonialismo em Moçambique, BP.DR
Assunto(s):História social   Antropologia visual   Fotografia   Moçambique

Resumo

Este projeto para Bolsa de Estágio de Pesquisa no Exterior será executado no Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, Moçambique, sob a supervisão da Professora Dra. Teresa Cruz e Silva. A proposta vincula-se à pesquisa em curso no país, "A fotografia de Ricardo Rangel: experiência, memória e colonialismo em Moçambique", financiada pela FAPESP (2014/25152-0) e desenvolvida junto ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade de São Paulo. A pesquisa doutoral vem analisando a trajetória de Ricardo Rangel e de sua obra fotográfica, de modo a verificar como ambas interpelam as memórias e a história do colonialismo no país, sobretudo no período de 1950 a 1975. O estágio no exterior é oportunidade ímpar de desenvolver aspectos metodológicos e empíricos da investigação, especialmente em relação a três pontos principais: a) mapeamento da importância de Rangel no panorama da fotografia moçambicana; b) análise de fontes primárias nos arquivos onde se encontra seu acervo; c) exame dos usos e sentidos mais atuais de sua obra na memória do país, refletindo questões de história social, arquivo, rememoração e trajetória intelectual. Assim, o estágio será ocasião para aliar o levantamento de fontes primárias para a pesquisa de doutorado e o aprofundamento metodológico, a partir de pesquisa bibliográfica e empírica, bem como da realização de entrevistas e do intercâmbio com outros pesquisadores. (AU)