Bolsa 16/19472-8 - Qualidade dos alimentos, Pós-colheita - BV FAPESP
Busca avançada
Ano de início
Entree

Conservação de cenouras roxas em diferentes temperaturas de armazenamento

Processo: 16/19472-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2017
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Ricardo Alfredo Kluge
Beneficiário:Kethlin Flora Curiel
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade dos alimentos   Pós-colheita   Daucus carota   Cenoura   Perdas de alimentos   Vida-de-prateleira

Resumo

A cenoura (Daucus carota) possui uma produção mundial acima de 36 milhões de toneladas. No Brasil é produzida, principalmente na região de Minas Gerais, que detém 37% da produção nacional. A cenoura roxa é uma hortaliça recém cultivada no Brasil, contém uma quantidade significativa de compostos bioativos, como antocianinas e carotenoides, os quais possuem ação antioxidante. As perdas pós-colheita de hortaliças no Brasil chegam a 40%, sendo necessário utilizar métodos para a diminuição dessas perdas. Para cenouras, o armazenamento em temperatura e umidade adequada é essencial para a sua conservação da cenoura, uma vez que a raiz se mostra muito sensível em condições não ideias, reduzindo drasticamente sua qualidade e a vida útil. Cenouras coloridas não possuem uma constância na produção, sendo necessário o seu armazenamento para aumentar a oferta ao consumidor. Entretanto, não há estudos que demonstrem as consequências do armazenamento na qualidade dessa hortaliça. Desta forma o presente trabalho visa avaliar a aplicação de diferentes temperaturas de armazenamento visando à conservação de compostos bioativos e manutenção da qualidade comercial de cenouras roxas, afim de que o produto chegue em condições ideais até o consumidor, evitando perdas na qualidade. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.