Busca avançada

Dinossauros sauropodomorfos do início do Mesozóico gondwanico: conexões entre Brasil e África

Processo: 16/18011-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2017
Vigência (Término): 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Pesquisador responsável:Max Cardoso Langer
Beneficiário:
Instituição-sede : Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/03825-3 - A origem e irradiação dos dinossauros no Gondwana (Neotriássico - Eojurássico), AP.TEM
Assunto(s):Jurássico   Sauropodomorpha   África do Sul   Paleontologia de vertebrados

Resumo

O Projeto objetiva descrever vários registros de "prosaurópodos" próximos à origem dos Sauropoda, procedentes dos depósitos do Neotriássico e Eojurássico da Bacia do Karoo, na África do Sul, incluindo a forma conhecida como "Highland Giant" (maior dinossauro até então registrado em tal bacia), uma nova espécie de Melanorosauridae e a osteologia complete de Pulanesaura eocollum. Objetiva também, revisar o posicionamento filogenético de tais táxons, bem como propor um arcabouço bioestratigráfico para Formação Elliot com base nos registros de sauropodomorfos. Adicionalmente, no outro espectro da grado "prosauropoda", representantes dos mais antigos sauropodomorfos (conhecidos dos depósitos neotriássicos da Sequencia Santa Maria, no sul do Brasil) serão incorporados em tais estudos filogenéticos, bem como em abordagens mais holísticas acerca da evolução dos sauropodomorfos no início do Mesozoico. (AU)