Busca avançada

Padrões e pocessos na vida marinha: macroevolução nos Scyphozoa (Medusozoa)

Processo: 16/04560-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2016
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:André Carrara Morandini
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/50242-5 - Dimensões da vida marinha: padrões e processos de diversificação em cnidários planctônicos e bentônicos, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Scyphozoa

Resumo

A compreensão da biologia evolutiva dos organismos marinhos tem passado por um intenso processo de amadurecimento na última década, com grupos propostos corroborados, outros rejeitados, e novas linhagens não reconhecidas previamente sendo sugeridas e confirmadas. Também se destacam os recentes métodos comparativos e análises de complexidade estrutural, que permitem integrar diversas informações morfológicas e ecológicas, assim como também dados relacionados com riqueza de espécies e informação genética, para avaliar processos macroevolutivos a partir do padrão filogenético. No caso dos Scyphozoa (Medusozoa), existem diversos padrões evolutivos que precisam ser avaliados no contexto sistemático, para poder estabelecer de forma apurada fenômenos históricos que caracterizam o padrão biológico do grupo tanto na biodiversidade extinta como contemporânea. O conceito principal do presente projeto é responder questões sobre macroevolução marinha (filogenias, origem e evolução da riqueza de espécies) a partir do reconhecimento de potenciais mecanismos (principalmente formas alternativas nos ciclos de vida e modos de reprodução) como hipóteses de fenômenos de diversificação nos cnidários Scyphozoa. A partir de dados morfológicos-ecológicos e moleculares originais e acumulados nas últimas décadas, não integradas previamente de forma ampla no contexto analítico, serão realizadas análises filogenéticas de espécies representando os principais grupos com dados moleculares. Os estudos macroevolutivos subsequentes serão representados por dados morfológicos-ecológicos de todas as espécies, assim como também será realizada uma comparação básica com os demais grupos principais de Medusozoa. O projeto propõe gerar uma matriz de dados inédita e obter resultados e discussões para diferentes áreas, principalmente relacionadas com sistemática baseada em dados moleculares, macroevolução e zoologia marinha. (AU)