Busca avançada

Divulgação jornalística de tecnologias para a prevenção e tratamento de doenças cerebrais no CEPID BRAINN (Brazilian Institute of Neuroscience and Neurotechnology)

Processo: 15/17922-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Jornalismo Científico
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2016
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação - Jornalismo e Editoração
Pesquisador responsável:Rodrigo Bastos Cunha
Beneficiário:
Instituição-sede : Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade (NUDECRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Brasil  
Assunto(s):Epilepsia   Jornalismo científico   Divulgação científica

Resumo

A curiosidade da população pelo principal órgão do sistema nervoso, o cérebro, pode contribuir com a divulgação científica de um sub-tema tão importante quanto o próprio cérebro: as doenças que nele se manifestam. Tendo como objeto de estudo o CEPID BRAINN (Brazilian Institute of Neuroscience and Neurotechnology) e se aproveitando do interesse que o sistema nervoso desperta na sociedade, este projeto tem como objetivo divulgar os avanços científicos obtidos pelo BRAINN no que se refere às novas tecnologias, drogas e progressos no tratamento de doenças como o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e a epilepsia. O AVC é a principal causa de mortes no Brasil e responsável por 68 mil óbitos ao ano no país. A epilepsia, por sua vez, causa transtornos à vida de mais de cinquenta milhões de pessoas em todo o mundo.Bem estruturada, a divulgação junto aos veículos de comunicação, tanto especializados quanto mais abrangentes (incluindo aqui veículos de popularização da ciência e jornais com editorias de Ciência e Tecnologia) revela-se como uma das formas mais eficientes para ampliar a disseminação do conhecimento para um público mais amplo do que apenas pesquisadores e seus pares. A estratégia proposta neste projeto explora métodos de divulgação científica que facilitam o acesso a um tema que, por sua complexidade ou mesmo por certo tabu da sociedade em falar sobre doenças, especialmente AVC e epilepsia, acaba ficando restrito a ocasiões pontuais, como o Dia Mundial de Combate ao AVC (World Stroke Day), que acontece anualmente em 29 de outubro, e o Dia Mundial da Epilepsia, em Fevereiro.O projeto tem o intuito de difundir conhecimento científico e divulgar estudos de ponta nas áreas de genética, neurobiologia, farmacologia, neuroimagem, ciência da computação, robótica, física e engenharia aplicadas a saúde. (AU)