Busca avançada

Mecanismos focais no Brasil com modelagem de forma de onda

Processo: 14/26015-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 31 de janeiro de 2015
Vigência (Término): 29 de setembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geofísica
Pesquisador responsável:Marcelo Sousa de Assumpção
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: Jiří Zahradník
Instituição-sede : Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa: Charles University (CU), República Tcheca  
Vinculado à bolsa:11/20165-9 - Mecanismos focais e tensões crustais no Brasil, BP.DR
Assunto(s):Sismologia

Resumo

Mapear o campo de tensões em regiões intraplaca é importante para ajudar a avaliar os modelos das forças motoras da placa e das propriedades geodinâmicas do manto superior. No Brasil, o campo de tensões é pouco conhecido e tem sido determinada principalmente utilizando mecanismos focais, alguns dados de breakout e algumas medições in-situ. Recentemente, com a instalação da Rede Sismográfica brasileira, o número de eventos detectados aumentou, auxiliando não só em um melhor conhecimento da sismicidade brasileira, mas também permitindo uma pesquisa mais detalhada sobre temas como estudos da função do receptor, tomografia e de fonte.Este estágio tem como principal objetivo melhorar o número de eventos com mecanismo focal determinada como Miranda (2000), Limeira (1997), Bebedouro (2005-2010), utilizando diferentes técnicas, como local, modelagem primeiro movimento da onda P , regional/local modelagem de forma de onda e verificação cíclica das soluções de polaridade. Os resultados deste trabalho serão úteis para uma futura modelagem numérica de campo global / regional no campo de esforços. Além disso, o aumento da determinação Mw ajudará no estudo do risco sísmico no Brasil. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa:
Tensão sob a terra