Busca avançada
Ano de início
Entree

Complexo da Estação Ferroviária de Jundiaí (SPR): avaliação da proteção e potencial de uso turístico de um patrimônio ferroviário

Processo: 14/16572-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2014
Vigência (Término): 04 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Pesquisador responsável:Eduardo Romero de Oliveira
Beneficiário:Milena Meira da Silva
Instituição-sede : Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rosana. Rosana, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):15/22544-8 - A tecnologia de georreferenciamento na identificação e análise da infraestrutura turística de um patrimônio ferroviário, BE.EP.IC
Assunto(s):São Paulo

Resumo

Tendo como tema principal o estudo da viabilidade de uso turístico do Complexo da Estação Ferroviária no município de Jundiaí-SP, este projeto tem por objetivo geral, analisar o Complexo tombado da Estação Ferroviária de Jundiaí, com enfoque em sua preservação patrimonial, a fim de identificar o potencial como recurso turístico e demais usos do bem protegido. De maneira específica, estudaremos o processo de tombamento do Complexo da Estação Ferroviária de Jundiaí, com o intuito de detalhar a proteção existente sobre estes bens tombados no âmbito estadual e municipal. Pretende-se levantar as ações de preservação promovidas pelo atual responsável pela estação, assim como identificar os usos e estado atual de conservação do bem protegido. Cabe, por fim, avaliar os serviços de recepção ao turista nestes espaços ferroviários. Quanto à metodologia de trabalho, realizaremos um levantamento bibliográfico referente aos temas bases tratados na pesquisa, e aprofundamento no processo de tombamento e demais informações quanto à proteção existente no Complexo da Estação de Jundiaí. Estas informações serão de caráter histórico, fundamentado na vistoria técnica do bem durante época do tombamento e justificativas do corpo técnico e do parecerista do Conselho para o tombamento. A verificação das ações de preservação adotadas pela atual administradora da Estação Ferroviária de Jundiaí, a CPTM, será realizada por meio de consulta ao responsável pelo setor de comunicação da empresa. No que se refere à identificação dos usos e atuais estados de conservação, e da avaliação do uso turístico do bem, serão utilizadas fichas cujo modelo foi previamente estabelecido. (AU)