FAPESP Logo

Detenção e biorretenção para controle da poluição difusa na drenagem urbana: abordagem experimental-adaptativa com base ecohidrologica

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos, SP, Brasil
Pesquisador responsável:

Eduardo Mario Mendiondo

Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Civil - Engenharia Hidráulica
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Processo: 13/06611-1
Vigência (Início): 01 de agosto de 2014
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Vinculado ao auxílio:08/58161-1 - Assessment of impacts and vulnerability to climate change in Brazil and strategies for adaptation option, AP.PFPMCG.TEM
Convênio/Acordo de cooperação com a FAPESP: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Assunto(s):

Drenagem urbana

Poluição difusa

Resumo
O objetivo da pesquisa é estudar a eficiência generalizada de técnicas compensatórias (TCs) combinadas de detenção e biorretenção para controle da poluição difusa da drenagem urbana. As hipóteses da pesquisa justificam novos experimentos com TCs para controle da poluição difusa da drenagem urbana, desde que a eficiência generalizada seja avaliada com estratégias de adaptação de longo prazo sob aspectos quali-quantitativos com base eco-hidrológica. As etapas da pesquisa incluem: 1) discussão dos alcances e limitações de metodologias e critérios de dimensionamento e a avaliação de eficiência de TCs no controle de quantidade e de qualidade na drenagem urbana; 2) avaliação da aplicabilidade de indicadores com base eco-hidrológica na avaliação generalizada, da quantidade e da qualidade da água, da eficiência de TCs; 3) estudo experimental de TCs na microdrenagem, os efeitos de detenção conjugada com biorretenção, incluindo concepção, dimensionamento, instalação, monitoramento, modelagem e análise de eficiência durante a vida útil das TCs; e 4) simulação de cenários de adaptação de longo prazo para comparar o efeito dos dispositivos conjugados nas TCs, detenções e biorretenções, na macro-drenagem de bacias críticas selecionadas. A abordagem experimental inclui dimensionamentos modulares por detenção do escoamento superficial (Vmax,quanti; eff”Qquanti), por detenção de cargas poluidoras (Vmax,quali; eff”Y,quali) e por biorretenção (Vmax,bio; eff”X,bio). A abordagem adaptativa estuda como as TCs podem ser adaptadas durante a vida útil da obra, por meio de duas modificações futuras: (1) das demandas da drenagem urbana (”Qquanti(t), ”Yquali(t) e ”Xbio(t)), e (2) da capacidade do sistema Vmax,TC(t), conforme a integração das eficiências de controle eff”Q,quanti(t), eff”Y,quali(t) e eff”X,bio(t). A aplicação da metodologia é prevista para futuras TCs na Área II do Campus USP São Carlos. No cronograma da pesquisa, inclui-se um estágio doutoral no exterior. Este projeto de pesquisa está vinculado a três projetos vigentes: (1) MAPLU2 -Manejo de Águas Pluviais no Meio Urbano/FINEP, (2) Projeto Temático FAPESP "Assessment of Impacts and Vulnerability to Climate Change in Brazil and Strategies for Adaptation Options", e (3) Casadinho/PROCAD (UFAL-EESC/USP) "Monitoramento avançado de processos biotecnológicos e qualidade ambiental". (AU)
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa
Sistema de bioretenção de água de chuva pode ajudar a combater enchentes
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP