Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel cardioprotetor do exercício físico na isquemia/reperfusão: possível contribuição do eixo intracelular PKCepsilon-ALDH2

Processo: 13/24321-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Julio Cesar Batista Ferreira
Beneficiário:Laís Santos Domingues
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/05765-2 - Contribuição da enzima aldeído desidrogenase 2 na progressão da insuficiência cardíaca, AP.JP
Assunto(s):Mitocôndrias   Exercício físico   Proteína quinase C   Fisiologia cardiovascular

Resumo

O infarto agudo do miocárdio, caracterizado pelos danos associados aos processos de isquemia/reperfusão cardíaca, é um importante problema de saúde pública, sendo a principal causa de morbidade e mortalidade no Brasil.Recentemente, nosso grupo demonstrou que o pré-condicionamento isquêmico, caracterizado por breves insultos de isquemia alternados com curtos períodos de reperfusão, é capaz de produzir cardioproteção frente à isquemia sustentada. Ainda, observamos que esse processo é dependente da translocação da proteína quinase C isoforma épsilon (PKCepsilon) para a mitocôndria cardíaca e subseqüente fosforilação da enzima mitocondrial aldeído desidrogenase 2 (ALDH2), cuja ativação possui uma correlação inversa com o grau de infarto do miocárdio após isquemia/reperfusão cardíaca. Semelhante ao pré-condicionamento, o exercício físico quando realizado previamente também é capaz de proteger o coração dos danos causados pela isquemia/reperfusão, entretanto os aspectos celulares envolvidos neste processo ainda não foram elucidados e precisam ser melhor descritos. Levantamos a hipótese que a ativação do eixo intracelular PKCepsilon-ALDH2 está envolvido na cardioproteção decorrente do exercício físico.Para testar essa hipótese, submeteremos camundongos C57BL6 machos a um protocolo de exercício físico aeróbio por sete dias e, por meio da técnica de Langendorff (perfusão retrograda em modelo ex vivo de coração isolado), mimetizaremos o insulto de isquemia/reperfusão. Posteriormente avaliaremos a área de infarto cardíaca, a expressão total e translocação da PKCepsilon para a mitocôndria e a atividade da enzima mitocondrial ALDH2, alvo da PKCepsilon na cardioproteção mediada pelo pré-condicionamento. Com isso será possível testar se o eixo PKCepsilon-ALDH2 está ativo na cardioproteção mediada pelo exercício físico. Após a validação da hipótese supramencionada avaliaremos a real contribuição desse eixo na cardioproteção utilizando manipulações farmacológicas e genéticas disponíveis no nosso laboratório capazes de ativar e inibir tanto a PKCepsilon quanto a ALDH2.Sendo assim, o presente projeto de pesquisa busca melhor compreender os aspectos moleculares envolvidos na cardioproteção mediada pelo exercício físico frente ao insulto isquêmico, bem como a contribuição do eixo intracelular PKCepsilon-ALDH2 nesse processo. Esse projeto faz parte do projeto Jovem Pesquisador 2012/05765-5 financiado pela FAPESP e conta com a colaboração da Profa. Dra. Patricia Chakur Brum da Escola de Educação Física e Esporte da USP e a Profa. Dra. Daria Mochly-Rosen da Universidade de Stanford, CA-EUA.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.