Busca avançada
Ano de início
Entree

Entendendo o papel da macrobiota edáfica em mediar mudanças na estabilidade estrutural e alocação da matéria orgânica do solo em áreas de expansão da cana-de-açúcar

Processo: 13/24982-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2014
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Carlos Clemente Cerri
Beneficiário:Andre Luiz Custodio Franco
Supervisor no Exterior: Diana Harrison Wall
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Local de pesquisa : Colorado State University, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/22510-8 - Macroinvertebrados e os processos de engenharia do solo: controles sobre a estocagem de matéria orgânica do solo em áreas com mudanças no uso da terra, BP.DR
Assunto(s):Matéria orgânica do solo   Biologia do solo   Uso do solo   Estoque de carbono   Cana-de-açúcar

Resumo

A expansão da cana-de-açúcar sobre áreas de vegetação nativa e pastagem causa diminuição dos estoques de carbono do solo. Além disso, resultados prévios desta pesquisa mostram que a estabilidade estrutural do solo é comprometida na sequência de uso da terra vegetação nativa - pastagem - cana-de-açúcar. Os mecanismos específicos pelos quais a mudança de uso da terra para a produção de cana-de-açúcar acelera a decomposição da matéria orgânica do solo (MOS) e deteriora a estrutura do solo não são bem elucidados. Nós formulamos a hipótese de que as perdas na atividade da macrobiota do solo controlam a diminuição da estabilidade estrutural e o esgotamento dos estoques de carbono do solo em áreas de expansão da cana-de-açúcar. Assim, o principal objetivo deste estágio de pesquisa no exterior é explorar o papel da macrobiota edáfica em mediar as mudanças na estabilidade estrutural e alocação da MOS na mudança de uso da terra para produção de cana-de-açúcar. Especificamente, este projeto propõe: (i) quantificar os impactos da sequência de uso da terra vegetação nativa - pastagem - cana-de-açúcar sobre a abundância total, biomassa, e riqueza taxonômica da macrofauna do solo a partir de um banco de dados já obtido; (ii) explorar as relações entre os parâmetros da macrofauna, a estrutura do solo e a alocação de MOS através de métodos estatísticos multivariados; (iii) estudar as funções ambientais gerais e entender o papel que cada grupo funcional chave da macrofauna edáfica desempenha na regulação dos estoques de carbono. Como produto final deste estágio em pesquisa, artigos científicos serão preparados e submetidos a revistas científicas de alto impacto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Mudanças no uso da terra afetam a biodiversidade e o solo, afirma estudo 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.