FAPESP Logo

Estudo dos níveis de acetilação protéica em Trypanosoma cruzi

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisador responsável:

Sergio Schenkman

Local de pesquisa: Seattle Biomedical Research Institute (Seattle BioMed), Estados Unidos
Supervisor no Exterior: Kenneth D. Stuart
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Processo: 13/20074-9
Vigência (Início): 10 de janeiro de 2014
Vigência (Término): 31 de outubro de 2014
Vinculado à bolsa:12/09403-8 - Estudo do papel das modificações de cromatina nos mecanismos de reparo de dano no DNA e controle da transcrição em Trypanosoma, BP.PD
Assunto(s):

Sirtuínas

Trypanosoma cruzi

Acetilação

Biologia molecular

Resumo
Acetilação de resíduos de lisina tem emergido como uma das principais modificações pós-traducionais atuando em diferentes funções celulares em eucariotos superiores. Apesar das histonas serem os principais alvos de acetilação, é evidente que centenas de outras proteínas podem ser alvos de acetilação em diferentes compartimentos celulares. Durante o seu ciclo de vida, Trypanosoma cruzi é submetido a diferentes condições ambientais que requerem várias mudanças metabólicas para sua sobrevivência e que podem envolver mudanças nos níveis de acetilação proteica. Para investigar esse fenômeno nós avaliamos os níveis globais de acetilação proteica durante a mudança da forma não-infectiva para a forma infectiva (metaciclogênese) e diferenças aparentes foram observadas para diversas proteínas. Algumas alterações foram também detectadas durante a transição da forma exponencial para a forma estacionária, mas em um escala mais acentuada. Esses resultados preliminares sugerem um papel importante da acetilação proteica na regulação de mecanismos cruciais para T. cruzi. Os níveis de acetilação proteica são regulados através do balanço da atividade de duas famílias de enzimas, as lisina acetiltransferases (KATs) e as lisinas desacetilases (KDACs). Entre as KDACs nós encontramos as Sirtuínas, que são histona desacetilases NAD+-dependentes, envolvidas em diferentes mecanismos celulares, como silenciamento gênico, reparo de dano no DNA, envelhecimento e processos metabólicos. T. cruzi possui dois genes que codificam para sirtuínas, chamadas TcSir2rp1 e TcSir2rp3. Para investigar se essas proteínas poderiam participar no mecanismo de regulação dos níveis de acetilação proteica, nós geramos linhagens celulares superexpressando versões fusionadas com HA-tag de TcSir2rp1 e TcSir2rp3. Inicialmente, demonstramos que TcSir2rp1 esta presente no citoplasma celular, enquanto que TcSir2rp3 esta localizada na mitocôndria do parasita. Ambas linhagens possuem níveis menores de acetilação para determinadas proteínas quando comparadas com a linhagem selvagem, como demonstrado através de análises por imunoblotting com anticorpo para lisinas acetiladas. Quando avaliamos os efeitos da superexpressão dessas proteínas em processos fisiológicos do parasita, verificamos que elas possuem efeitos antagônicos. TcSir2rp3 é capaz de aumentar o crescimento e a diferenciação para a forma infectiva do parasita, quando comparada com a linhagem selvagem. Já TcSir2rp1causa um defeito tanto no creascimento como na diferenciação do parasita. Além disso, a superexpressão de TcSir2rp3 aumenta a resistência ao estresse oxidativo e diminui a produção de espécies reativas de oxigênio (ROS), quando comparada com a linhagem selvagem. Esses resultados sugerem que a acetilação proteica é relevante nos mecanismos de adapatação do parasita as mudanças ambientais e que as sirtuínas têm um papel fundamental nesse processo. Neste projeto, vamos analisar os níveis globais de acetilação proteica no parasita durante diferentes situações, para identificar as proteínas alvos da maquinaria de acetilação/desacetilação que podem estar envolvidas nos processos de diferenciação do parasita. Além disso, vamos investigar as proteinas-alvo das sirtuinas para melhor entender o papel delas na regulação dos processos metabólicos em T. cruzi. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PHAN, ISABELLE Q. H.; DAVIES, DOUGLAS R.; MORETTI, NILMAR SILVIO; SHANMUGAM, DHANASEKARAN; CESTARI, IGOR; ANUPAMA, ATASHI; FAIRMAN, JAMES W.; EDWARDS, THOMAS E.; STUART, KENNETH; SCHENKMAN, SERGIO; MYLER, PETER J. Iron superoxide dismutases in eukaryotic pathogens: new insights from Apicomplexa and Trypanosoma structures. ACTA CRYSTALLOGRAPHICA SECTION F-STRUCTURAL BIOLOGY COMMUNICATIONS, v. 71, n. 5, SI, p. 615-621, MAY 2015. Citações Web of Science: 1.
Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema:
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP