Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses

Processo: 13/19397-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Convênio/Acordo: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Martins Linhares
Beneficiário:Milena Fernandes Mata
Instituição-sede : Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51633-0 - Avaliação de indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses, AP.R
Assunto(s):Temperamento   Análise do comportamento   Bebê prematuro   Relações mãe-filho

Resumo

O projeto tem por objetivo avaliar indicadores de temperamento e comportamento de crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses, assim como examinar a associação desses indicadores entre si e com o temperamento materno. A amostra do estudo incluirá 80 crianças nascidas pré-termo (< 37 semanas de idade gestacional) e muito baixo peso (<1.500g) com idade entre 18 a 36 meses, de ambos os sexos, e suas respectivas mães. Essas crianças serão selecionadas na população de crianças nascidas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e seguidas no follow-up de prematuros. Após a certificação dos critérios de inclusão, será processada a avaliação do temperamento (ECBQ) e do comportamento (CBCL 1 ½-5) da criança e a avaliação do temperamento materno (ATQ), em entrevista individual com a mãe. A ABEP será aplicada para avaliar o nível socioeconômico da família. A avaliação durará em torno de uma sessão de 1 hora e 30 minutos. Em uma amostra de cinco crianças será agendada uma visita domiciliar para a coleta de dados do temperamento em contexto de interação mãe-criança, de acordo com a disponibilidade das mães. Será realizada uma Observação sistemática em situação lúdica-livre da interação mãe-criança em ambiente natural (domicílio), em que a mãe será convidada a participar de uma brincadeira com seu filho do seu dia-a-dia. Após a preparação dos dados dos questionários e da observação, estes serão submetidos à análise de estatística descritiva. Os dados da amostra total serão estratificados em sub-grupos de acordo com a idade gestacional (pré-termo extremo IG <30 semanas de idade gestacional vs. pré-termo moderado IG e 32 semanas até 36 semanas e seis dias). Será processada a comparação entre grupos pelo teste t de Student para análise do temperamento e comportamento da criança. Será também realizada a análise de correlação entre as variáveis do temperamento e comportamento da criança, por meio do teste de correlação de Pearson. Finalmente, será realizada uma análise de regressão linear hierárquica, analisando a predição do desfecho do comportamento da criança (CBCL 1 ½-5) com base nas seguintes variáveis preditoras: idade gestacional, sexo, temperamento da criança e temperamento materno. O nível de significância adotado em todas as análises estatísticas do presente estudo será de 5%. (AU)