Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento de força no músculo esquelético em ratos com caquexia induzida pelo câncer

Processo: 13/04744-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2013
Vigência (Término): 31 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Antonio Herbert Lancha Junior
Beneficiário:Willian das Neves Silva
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Caquexia   Atrofia   Neoplasias

Resumo

O objetivo desse estudo será verificar os efeitos do treinamento de força na sobrevida e no musculo esquelético de ratos inoculados com o tumor Walker 256. De modo específico, estamos interessados em investigar, o efeito do exercício na função e estrutura dos músculos dos animais e a participação do sistema proteolítico ubiquitina-proteassoma e a participação da via de síntese proteica IGF-1/Akt/Mtor sobre a atrofia muscular em ratos com caquexia induzida pelo câncer após o treinamento de força. Metodologia: dois experimentos serão executados. O primeiro terá o objetivo de verificar se o treinamento de força aumenta a sobrevida dos ratos treinados e inoculados com tumor de walker 256, para isto após a fase de adaptação no equipamento de treino, os animais serão randomizados para compor 3 grupos experimentais, a saber: 1) controle (C; n = 5); 2) ratos inoculados com o tumor Walker 256 (W; n = 15) e 3) ratos inoculados com o tumor Walker 256 e submetidos ao treinamento de força (WT; n = 15). Os grupos experimentais passarão pelas respectivas intervenções até que todos os animais que desenvolveram tumor (grupos W e WT) morram. No segundo experimento, após a fase de adaptação, os animais serão randomizados para compor 4 grupos experimentais, a saber: 1) ratos saudáveis - controle (C; n = 10); 2) ratos saudáveis submetido ao treinamento de força (CT; n = 10); 3) ratos inoculados com o tumor Walker 256 (W; n = 10) e 4) ratos inoculados com o tumor Walker 256 e submetidos ao treinamento de força (WT; n = 10). Antes e após 14 dias da inoculação do tumor, todos os grupos experimentais realizarão testes de força e função muscular e teste máximo em esteira. Após 16 dias, os animais serão eutanasiados e serão removidos os músculos sóleo e extensor longo dos dedos (EDL) para análises histológicas e biomoleculares, incluindo função muscular ex vivo, a atividade do proteassoma, e a expressão gênica e/ou proteica de Atrogin, MuRF-1, IGF-1, AKT-1, mTOR e p70.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.