Busca avançada

Perfil epidemiológico da neoplasia mamária canina em Araçatuba: uma abordagem estatística

Processo: 13/07329-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Sílvia Helena Venturoli Perri
Beneficiário:
Instituição-sede : Faculdade de Medicina Veterinária (FMVA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba, SP, Brasil
Assunto(s):Bioestatística   Cadelas   Neoplasias mamárias

Resumo

Em virtude do aumento no desenvolvimento de pesquisas científicas no Brasil, nota-se uma mudança no modelo de pesquisador requisitado para esse tipo de trabalho. Focado na especialização não só de uma única área em particular, mas sim em um conjunto de áreas, o pesquisador da atualidade consegue, de uma maneira mais adequada, conduzir um planejamento experimental. A bioestatística é uma importante disciplina dentro da área biológica. A interdisciplinaridade existente entre as áreas de exatas e biológicas tem demonstrado o quanto é importante ocorrer esse tipo de relação entre essas disciplinas. Em níveis gratificantes, nota-se que há um grande número de pesquisas na área de Medicina Veterinária. Entre as diversas enfermidades existentes na clínica veterinária de pequenos animais, em particular nos cães, a oncologia veterinária tem se destacado bastante. Sem dúvida, é importante ressaltar que dentre os casos de tumores encontrados no dia a dia da clínica veterinária, a neoplasia mamária canina é a que mais preocupa os veterinários. Isso porque esse é o tipo de neoplasia mais comum em cadelas. O objetivo desta pesquisa é, por meio de dados coletados na clínica veterinária de pequenos animais sobre cães com neoplasia mamária, fazer um levantamento do perfil da neoplasia mamária canina em Araçatuba e associar algum fator que possa predispor ou levar ao surgimento e/ou desenvolvimento da neoplasia mamária canina. Serão usados dados de fichas clínicas de cães com neoplasia mamária que passaram pelo Luiz Quintiliano de Oliveira da Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba - UNESP, do período de 2008 a 2012. O Acadêmico, juntamente com a Orientadora, irá analisar os dados do experimento. As análises estatísticas serão efetuadas com o programa computacional SAS e com o software Action. As estatísticas serão consideradas significativas quando P<0,05. (AU)