Busca avançada

Conteúdo relacionado

Aplicação de modelos estatísticos para a conservação do mutum-do-sudeste, espécie endêmica da Mata Atlântica e ameaçada de extinção

Processo: 13/09970-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 05 de setembro de 2013
Vigência (Término): 04 de janeiro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Luís Fábio Silveira
Beneficiário:
Supervisor no Exterior: German Manuel Lopez Iborra
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa: Universidad de Alicante (UA), Espanha  
Vinculado à bolsa:12/08265-0 - Densidade populacional, organização social e seleção de habitat pelo mutum-do-sudeste Crax blumenbachii na Reserva Natural Vale, Linhares,Espírito Santo, BP.MS
Assunto(s):Ornitologia   Caça predatória   Espécies em perigo de extinção   Mata Atlântica    

Resumo

A falta de dados sobre a ecologia de muitas espécies ameaçadas é um fator que impede a elaboração de estratégias de conservação e o manejo em vida livre e ameaça iniciativas de reintrodução no ambiente natural. O mutum-do-sudeste Crax blumenbachii faz parte de um dos grupos de aves mais ameaçados das Américas. Esta espécie é restrita a Mata Atlântica de tabuleiro e ocorria nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia, mas hoje está restrita a poucos fragmentos de Mata Atlântica no sul da Bahia e Norte do Espírito Santo, sendo globalmente classificada como "Em Perigo" devido ao desmatamento e a caça. Pouco se sabe sobre a biologia e o status dessa espécie que nunca havia sido estudada em vida livre. Entre Março de 2012 e Fevereiro de 2013 conduzimos campanhas mensais para a coleta de dados de densidade populacional e seleção de habitat de Crax blumenbachii na Reserva Natural Vale. Este projeto faz parte do projeto de mestrado (processo: 2012/08265-0) financiado pela FAPESP e tem como objetivo a realização de um estágio no exterior em um laboratório de Ecologia na Universidade de Alicante na Espanha para aprimorar o conhecimento do pesquisador principal em análises estatísticas, utilizando o programa DISTANCE e a linguagem de programação R. Os resultados serão extremamente importantes para que estratégias de manejo para a conservação do mutum-do-sudeste possam ser elaboradas e implementadas e as análises e linguagem de programação a serem aprendidas/aprimoradas neste estágio possuem aplicação imediata em projetos de conservação de outras espécies ameaçadas, ampliando a importância deste estágio e possibilitando a difusão do conhecimento em outros grupos de pesquisa brasileiros. (AU)