Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional da Peroxirredoxina mitocondrial (Prx1p) na fisiologia redox de Saccharomyces cerevisiae

Processo: 13/04240-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2013
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Luis Eduardo Soares Netto
Beneficiário:Fernando Gomes
Instituição-sede : Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Saccharomyces cerevisiae

Resumo

As peroxirredoxinas são peroxidases dependentes de tióis que atuam na resposta ao estresse oxidativo causado pelo acúmulo das espécies reativas de oxigênio (ROS). Em Saccharomyces cerevisiae existem cinco isoformas de peroxirredoxinas localizadas em diferentes compartimentos celulares. Prx1p é a única isoforma mitocondrial e desempenha um importante papel na eliminação do peróxido de hidrogênio produzido a partir da cadeia de transporte de elétrons mitocondrial. Devido a mitocôndria ser considerada a principal geradora intracelular de ROS, Prx1p tem despertado muito interesse. Desta forma, este projeto visa expandir os estudos sobre esta enzima, procurando determinar sua localização nos diferentes compartimentos submitocondriais, bem como o seu envolvimento na regulação de processos redox mitocondriais. Estudos recentes têm apontado que as ROS de origem mitocondrial atuam diretamente na regulação da autofagia, um processo altamente conservado da levedura ao homem envolvido na reciclagem de componentes celulares que recentemente tem ganhado destaque como ponto de controle de qualidade de proteínas e organelas. Dado que Prx1p atua no metabolismo das ROS mitocondriais, iremos também avaliar o possível envolvimento de Prx1p na regulação da resposta autofágica. Como existe também um sistema peroxirredoxina mitocondrial em mamífero, estes estudos podem ter relevância na compreensão da regulação da autofagia nesses organismos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Estudo ajuda a entender funcionamento de enzima antioxidante 

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERNANDO GOMES. Caracterização funcional da peroxirredoxina mitocondrial (Prx1) na fisiologia redox de Saccharomyces cerevisiae. 2016. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.