Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico aeróbio intervalado em alta intensidade no músculo esquelético de ratos inoculados com o tumor Walker 256

Processo: 12/25240-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 20 de fevereiro de 2013
Vigência (Término): 19 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Julio Cesar Batista Ferreira
Beneficiário:Christiano Robles Rodrigues Alves
Supervisor no Exterior: Ulrik Wisloff
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa : Norwegian University of Science and Technology (NTNU), Noruega  
Vinculado à bolsa:12/02528-0 - Efeitos do treinamento físico aeróbio intervalado em alta intensidade no músculo esquelético de ratos inoculados com o tumor Walker 256, BP.MS
Assunto(s):Treinamento físico   Atrofia muscular   Caquexia   Neoplasias

Resumo

Diante do impacto da caquexia na qualidade e na expectativa de vida de pacientes com câncer, estratégias capazes de atenuar a atrofia muscular são necessárias. Evidências recentes sugerem que o treinamento físico intervalado em alta intensidade é mais eficaz que o treinamento físico contínuo aeróbio em intensidade moderada para promover adaptações funcionais no músculo esquelético e no desempenho físico de sujeitos saudáveis ou com doenças crônico-degenerativas, tais como insuficiência cardíaca e síndrome metabólica. No entanto, o efeito do treinamento físico intervalado em alta intensidade sobre o músculo esquelético em modelos de caquexia induzida pelo câncer ainda não foi avaliado. Nesse sentido, no presente projeto de pesquisa propomos um estudo experimental no qual o desfecho primário será avaliar o impacto do treinamento físico contínuo aeróbio em intensidade moderada e do treinamento físico intervalado em alta intensidade no músculo esquelético de ratos com caquexia induzida pelo câncer. Para isso, quarenta ratos serão randomizados em quatro grupos, a saber: 1) controle, 2) com câncer e sedentário, 3) com câncer e submetido ao treinamento físico contínuo em intensidade moderada e 4) com câncer e submetido ao treinamento físico intervalado em alta intensidade. Os grupos com câncer serão inoculados com o tumor Walker 256. Após 14 dias da inoculação do tumor, os animais serão decapitados. Nesse estudo serão avaliados os seguintes parâmetros: a massa tumoral, a massa corporal, o consumo alimentar, a tolerância ao esforço físico, a potência aeróbia máxima, a função da musculatura esquelética, e a área de secção transversa, a atividade do proteassoma no sítio da quimiotripsina, a expressão gênica e protéica das E3 ligases (i.e. Atrogin-1 e MuRF1), a concentração tecidual de citocinas pró- e anti-inflamatórias (i.e. TNF-±, IL-6, IL-1² e IL10) e a expressão protéica de proteínas uquitinadas nos músculos esqueléticos Sóleo e EDL. Além disso, solicitamos a BEPE para aprender e realizar novas análises do metabolismo desse tecido, como a respiração mitocondrial em fibras permeabilizadas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.