Busca avançada

Papel da restrição calórica na excitotoxicidade cerebral

Processo: 12/51288-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2013
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Alicia Juliana Kowaltowski
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Restrição calórica   Toxicidade   Cérebro

Resumo

A restrição calórica aumenta a expectativa de vida num amplo número de espécies e ajuda a prevenir o desenvolvimento de doenças relacionadas com o envelhecimento. No cérebro, tem-se demonstrado que o uso de substâncias que reproduzem alguns dos efeitos da restrição calórica são protetores frente a várias condições mórbidas, como o dano isquêmico e as doenças de Parkinson e Alzheimer. Contudo, a influência da restrição calórica na suscetibilidade das células cerebrais à excitotoxicidade só tem sido estudada de uma maneira superficial, apesar de estar estreitamente relacionada com uma grande parte das situações patológicas, incluindo as especificadas anteriormente. Os poucos trabalhos realizados indicam que a restrição calórica reduz a morte celular provocada pelo ácido kainico em roedores, embora os mecanismos específicos da proteção não tenham sido pesquisados. No presente projeto queremos estudar os efeitos da restrição calórica no cérebro frente a estímulos excitotóxicos para identificar mecanismos moleculares e processos subcelulares que intervém. Apresentamos uma abordagem que combina experiências in vivo e in vitro e que envolve um grande número de técnicas para investigar os diferentes aspectos dos efeitos da excitotoxicidade nas células neuronais. Acreditamos que a compreensão dos mecanismos do funcionamento da restrição calórica no cérebro é de grande importância tanto para aprofundar o nosso conhecimento sobre os distúrbios neurológicos como para identificar possíveis alvos moleculares neuroprotetivos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Grupo investiga como a restrição de calorias beneficia o funcionamento celular 
Restrição calórica pode ser benéfica para o cérebro, indica estudo  

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AMIGO, IGNACIO; MENEZES-FILHO, SERGIO LUIZ; LUEVANO-MARTINEZ, LUIS ALBERTO; CHAUSSE, BRUNO; KOWALTOWSKI, ALICIA J. Caloric restriction increases brain mitochondrial calcium retention capacity and protects against excitotoxicity. AGING CELL, v. 16, n. 1, p. 73-81, FEB 2017. Citações Web of Science: 3.
RUAS, JULIANA S.; SIQUEIRA-SANTOS, EDILENE S.; AMIGO, IGNACIO; RODRIGUES-SILVA, ERIKA; KOWALTOWSKI, ALICIA J.; CASTILHO, ROGER F. Underestimation of the Maximal Capacity of the Mitochondrial Electron Transport System in Oligomycin-Treated Cells. PLoS One, v. 11, n. 3 MAR 7 2016. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.