Busca avançada

Consumo de produtos alimentícios ultraprocessados no Brasil e sua influência sobre a qualidade da dieta e o estado nutricional da população

Processo: 12/18027-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2013
Vigência (Término): 09 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Carlos Augusto Monteiro
Beneficiário:
Instituição-sede : Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):13/08260-1 - Ingestão de produtos alimentícios prontos para consumo no Brasil e sua influência sobre o estado nutricional da população, BE.EP.DR
Assunto(s):Alimentos industrializados   Dieta   Fatores socioeconômicos   Obesidade

Resumo

Este projeto objetiva estudar o consumo de produtos alimentícios ultraprocessados no Brasil e sua influência sobre a qualidade da dieta e o estado nutricional da população. O estudo envolverá a análise de dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009, em particular dados sobre consumo individual de alimentos e dados antropométricos. Dados de peso e altura foram obtidos por mensuração direta dos moradores dos domicílios estudados enquanto dados sobre consumo alimentar foram obtidos por meio de dois registros alimentares de 24 horas aplicados aos moradores com 10 anos ou mais de idade (n=34.003) em uma subamostra de 24,3% dos domicílios. Produtos alimentícios (alimentos, bebidas e preparações) manufaturados industrialmente a partir de substâncias extraídas ou derivadas de alimentos integrais, como óleos e gorduras (hidrogenados ou não), açúcar e xaropes, farinhas e féculas, e extratos de carnes serão classificados como produtos ultraprocessados. O padrão de consumo desses produtos será caracterizado levando-se em conta sua contribuição para o consumo total de energia, a fração consumida dentro ou fora do domicílio, a fração consumida como refeições principais ou lanches e a concomitância ou não com o consumo de alimentos in natura ou minimamente processados. Serão estudadas a distribuição demográfica e socioeconômica do consumo de produtos ultraprocessados e a influência sobre este consumo da renda familiar e da escolaridade do indivíduo. Finalmente, serão realizadas análises para verificar a influência do consumo de ultraprocessados sobre a qualidade geral da dieta e sobre a ocorrência de obesidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
"Alimentos ultraprocessados são ruins para as pessoas e para o ambiente" 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA COSTA LOUZADA, MARIA LAURA; BORTOLETTO MARTINS, ANA PAULA; CANELLA, DANIELA SILVA; BARALDI, LARISSA GALASTRI; LEVY, RENATA BERTAZZI; CLARO, RAFAEL MOREIRA; MOUBARAC, JEAN-CLAUDE; CANNON, GEOFFREY; MONTEIRO, CARLOS AUGUSTO. Ultra-processed foods and the nutritional dietary profile in Brazil. Revista de Saúde Pública, v. 49, 2015. Citações Web of Science: 21.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MARIA LAURA DA COSTA LOUZADA. Nutrição e saúde: o papel do ultraprocessamento de alimentos. 2015. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.