Busca avançada

Estudo da Produção de Moléculas de Interesse Astrobiológico em Experimentos Simulando a lua Encélado na Presença de Fótons UV, Raios-X, Elétrons e Íons Rápidos

Processo: 12/17248-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2012
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2015
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Sergio Pilling Guapyassu de Oliveira
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D). Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP). São José dos Campos, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/18304-0 - Síntese e degradação de espécies moleculares pré-bióticas em atmosferas planetárias, cometas e gelos interestelares simulados, AP.JP
Assunto(s):Astroquímica

Resumo

Encélado, um dos satélites de Saturno, é coberto por gelo e neve, e a temperatura de sua superfície varia entre 60 e 160 K. Apesar de ser congelado, Encélado apresenta grande atividade geológica na região do polo sul, onde há emissão de gases e poeira, na forma de uma pluma composta principalmente N2, CH4, CO2, e H2O. Estas moléculas são muito importantes do ponto de vista prebiótico. Além disso, acredita-se que Encélado tenha um oceano de água líquida logo abaixo da superfície congelada. O objetivo do presente projeto de pesquisa é simular, em laboratório, os possíveis cenários decorrentes da ação de agentes ionizantes, tais como fótons UV, elétrons, e íons leves e pesados, na superfície e na pluma de Encélado, analisando, qualitativa e quantitativamente, a destruição e formação de espécies químicas na superfície e logo abaixo dela, reproduzindo em laboratório os gradientes de temperatura, concentração de moléculas, e taxas de incidência de radiação e partículas, lá detectados. Tais experimentos serão conduzidos em câmaras de ultra-alto vácuo, a baixíssimas temperaturas, nas quais as moléculas de interesse serão irradiadas agentes de mesma natureza daqueles que atingem a superfície de Encélado. Os resultados serão obtidos por espectroscopia no infravermelho (FTIR), espectrometria de massas e cromatografia gasosa (CG-MS). Os experimentos serão conduzidos no Laboratório de Astroquímica e Astrobiologia da UNIVAP, em construção com recurso FAPESP JP (2009/18304-0), e experimentos complementares poderão ser realizados em laboratórios com os quais o grupo de pesquisa mantém colaboração (LNLS-Campinas, GANIL-França, PUC-Rio, Keck-Hawaii). A investigação permitirá esclarecer alguns processos químicos envolvendo moléculas prebióticas nessa lua, colocando peças importantes no quebra-cabeça da origem da vida no Sistema Solar. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PILLING, S.; BERGANTINI, A. THE EFFECT OF BROADBAND SOFT X-RAYS IN SO2-CONTAINING ICES: IMPLICATIONS ON. THE PHOTOCHEMISTRY OF ICES TOWARD YOUNG STELLAR OBJECTS. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 811, n. 2 OCT 1 2015. Citações Web of Science: 2.
BERGANTINI, A.; PILLING, S.; NAIR, B. G.; MASON, N. J.; FRASER, H. J. Processing of analogues of plume fallout in cold regions of Enceladus by energetic electrons. Astronomy & Astrophysics, v. 570, OCT 2014. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.