Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do treinamento físico aeróbio intervalado em alta intensidade no músculo esquelético de ratos inoculados com o tumor Walker 256

Processo: 12/02528-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2012
Vigência (Término): 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Patricia Chakur Brum
Beneficiário:Christiano Robles Rodrigues Alves
Instituição-sede: Escola de Educação Física e Esporte (EEFE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):12/25240-1 - Efeitos do treinamento físico aeróbio intervalado em alta intensidade no músculo esquelético de ratos inoculados com o tumor Walker 256, BE.EP.MS
Assunto(s):Atrofia muscular   Caquexia   Neoplasias   Treinamento físico

Resumo

Diante do impacto da caquexia na qualidade e na expectativa de vida de pacientes com câncer, estratégias capazes de atenuar a atrofia muscular são necessárias. Dentre as não farmacológicas, destacamos o importante papel preventivo e terapêutico do treinamento físico contínuo aeróbio em intensidade moderada. Entretanto, evidências recentes sugerem que o treinamento físico intervalado em alta intensidade é mais eficaz que o treinamento físico contínuo aeróbio em intensidade moderada para promover adaptações funcionais no músculo esquelético e no desempenho físico de sujeitos saudáveis ou com doenças crônico-degenerativas, tais como insuficiência cardíaca e síndrome metabólica. No entanto, o efeito do treinamento físico intervalado em alta intensidade sobre o músculo esquelético em modelos de caquexia induzida pelo câncer ainda não foi avaliado. Além disso, entender os mecanismos moleculares envolvidos na possível atenuação da atrofia muscular no quadro de caquexia induzida pelo câncer é de suma importância e relevância científica. Nesse sentido, no presente projeto de pesquisa propomos um estudo experimental no qual o desfecho primário será avaliar o impacto do treinamento físico contínuo aeróbio em intensidade moderada e do treinamento físico intervalado em alta intensidade no músculo esquelético de ratos com caquexia induzida pelo câncer. Para isso, quarenta ratos serão randomizados em quatro grupos, a saber: 1) controle, 2) com câncer e sedentário, 3) com câncer e submetido ao treinamento físico contínuo em intensidade moderada e 4) com câncer e submetido ao treinamento físico intervalado em alta intensidade. Após seis semanas dos respectivos treinamentos, os grupos com câncer serão inoculados com o tumor Walker 256. Após 14 dias da inoculação do tumor, os animais serão decapitados. Nesse estudo serão avaliados os seguintes parâmetros: a massa tumoral, a massa corporal, o consumo alimentar, a tolerância ao esforço físico, a potência aeróbia máxima, a função da musculatura esquelética, e a área de secção transversa, a atividade do proteassoma no sítio da quimiotripsina, a expressão gênica e protéica das E3 ligases (i.e. Atrogin-1 e MuRF1), a concentração tecidual de citocinas pró- e anti-inflamatórias (i.e. TNF-±, IL-6, IL-1² e IL10) e a expressão protéica de proteínas uquitinadas nos músculos esqueléticos Sóleo e EDL.